Você está na página 1de 4

Exercício de reforço – Hidráulica

1) Tem-se dois reservatórios de grandes dimensões, mantidos às cotas 154m e 140m. A sua
interligação será feita com uma tubulação constituída de três trechos. Suas características
estão apresentadas na figura abaixo. Os dois primeiros trechos foram executados em
concreto (acabamento comum), C=135. No segundo trecho foi instalado um registro de
gaveta aberto, com perda localizada L/D = 8. Desprezando as demais perdas de carga
localizadas e as cargas cinéticas, pede-se calcular:

a) Qual deve ser o diâmetro do terceiro trecho, a ser construído com tubulação de concreto,
para que seja garantida uma vazão de 165L/s.
b) Qual deve ser a perda de carga localizada (em termos de L/D) se o registro de gaveta for
fechado para garantir a vazão de 160L/s.
c) Nas condições do item (a), o terceiro trecho foi executado em tubos de concreto de
diâmetro 22”, por haver disponibilidade desse material local. Examinar qual o efeito
dessa solução sobre a vazão.
d) Nas condições do item (a) trave a linha piezométrica na figura do enunciado.

2) A Figura mostra o sistema de bombeamento de água do reservatório R1 para o


reservatório R2, através de uma tubulação de diâmetro igual a 0,40 m, pela qual escoa
uma vazão de 150 l/s com uma perda de carga unitária J=0,055 m/m. As distâncias R1B1
e B1R2 medem, respectivamente, 18,5 m e 1800 m. A bomba B1 tem potência igual a 50
cv e rendimento de 80%. Com os dados da Figura, determine:
a) a que distância de B1 deverá ser instalada B2 para que a carga de pressão na entrada de B2
seja igual a 2 mH2O;
b) a potência da bomba B2, se o rendimento é de 80%, e a carga de pressão logo após a bomba.
Despreze, nos dois itens, a carga cinética da tubulação.
3) Em um reservatório de água de grandes dimensões com fundo plano e nível d’água
equalizado foram instalados dois vertedores para o escoamento da água, situados em
lados diferentes daquele reservatório. Um dos vertedores é retangular, com largura de
0,35 m e altura de 0,45 m acima do fundo do reservatório. O outro vertedor é retangular,
com largura de 0,25 m e altura de 0,35 m acima do fundo do reservatório. A água verte
pelos dois vertedores em regimes permanentes, sendo que no 1° vertedor retangular se
observa uma elevação do nível d’água de 0,20 m acima da cota da sua crista. Despreze o
efeito de contração na passagem da água pelos vertedores. Determine a vazão total que
verte do reservatório em m³/s.

4) Sabe-se que um conduto livre de seção circular apresenta o valor máximo da vazão
quando o ângulo ɸ = 308°. Sabendo-se que um determinado conduto livre de seção livre
com n=0,014, tem diâmetro D = 0,75m e Io = 1m/km, calcule a vazão máxima que escoa
nesse canal, a velocidade correspondente e a profundidade da linha d’água.

5) Qual deve ser a vazão retirada no ponto C, para que a vazão afluente ao reservatório 2
seja 15 L/s. Material das tubulações aço com junta lock-bar, tubos novos. Despreze as
perdas localizadas e as cargas cinéticas.

6) Uma instalação de transporte de água compreende dois reservatórios A e D, abertos e


mantidos em níveis constantes, e um sistema de tubulações de ferro fundido novo, C=130,
com saída livre para a atmosfera em C. No conduto BD, e logo a jusante de B, está
instalada uma bomba com rendimento igual a 75%. Determine a vazão bombeada para o
reservatório D quando o conduto BC deixa sair livremente uma vazão de 0,10 m³/s e ter
uma distribuição de vazão em marcha com taxa (vazão unitária de distribuição) q =
0,00015 m³/s.m. Determine também a potência necessária à bomba. Despreze as perdas
localizadas e a carga cinética nas tubulações.

7) A tubulação AD, de 300mm de diâmetro e o coeficiente de perda de carga C = 110, é


destinada a conduzir água do reservatório R1 para o reservatório R2, bem como atender
aos morados localizados ao longo do trecho BC que consomem q=0,05L/s.m. Sabendo-
se que no ponto B a cota é 108m e a pressão 13N/cm², pede-se calcular:
a) As vazões nos trechos AB e CD
b) As perdas de carga distribuída e localizadas (registro de gaveta e saída da tubulação) no
trecho CD. O nível d’água no reservatório R2. Dados: ρ = 1000kg/m³; g=10 m/s²; KS1
= 0,5; KS2 = 1,0.

8) Um reservatório alimenta uma tubulação 1 de 200mm de diâmetro e 300m de


comprimento, a qual se subdivide em duas tubulações iguais (2 e 3) de 150mm de
diâmetro e 150m de comprimento cada, conforme mostra a figura abaixo. Sabe-se que as
tubulações 2 e 3 estão abertas para a atmosfera em suas extremidades, cujas cotas
geométricas estão 15m abaixo do nível d’água do reservatório. A tubulação 3 possui
vazão em marcha, uniformemente distribuída ao longo de seu comprimento BD, de modo
que metade da água que entra nessa tubulação é descarregada ao longo das saídas e a
outra metade é descarregada para a atmosfera em D. Admitindo-se que todas as
tubulações são de mesmo material com f = 0,024 e desprezando-se as perdas localizadas
e as cargas cinéticas nas tubulações, pede-se:
a) Determinar as vazões em cada trecho de tubulação e a carga piezométrica na junção B
b) Representar graficamente as linhas piezométricas com suas respectivas cotas

Z = 15 m
B

C D

9) No sistema adutor mostrado na figura, todas as tubulações são de aço soldado com algum
uso, coeficiente de rugosidade da equação de Hazen-Williams C = 120. O traçado impõe
a passagem da tubulação pelo ponto B de cota geométrica 514,40 m. O diâmetro do trecho
CD é de 6” e a vazão descarregada pelo reservatório superior é de 26 l/s. Dimensione os
outros trechos, sujeito a:
a) a carga de pressão mínima no sistema deve ser de 2,0 mH20;
b) as vazões que chegam aos reservatórios E e D devem ser iguais;
c) Admita que o Reservatório II é abastecedor.
Despreze as perdas de carga localizadas e as cargas cinéticas.

520

800 m 507,2
B
A 26 l/s

450
m
495
D

0m
6"
20

C E
360 m