Você está na página 1de 4

1)

2)

3)

4)
figura abaixo
5) Um sistema de refrigeração por compressão de dois estágios opera com
refrigerante R410a entre os limites de pressão entre 3,0 e 0,3 MPa. O refrigerante sai
do condensador como líquido saturado e é estrangulado para uma câmara “flash” que
opera a 1,1 MPa. O refrigerante sai do compressor de baixa pressão a 1,1 MPa e se
junta ao vapor proveniente da câmara de “flash para serem comprimidos até a pressão
do condensador pelo compressor de alta pressão. Assumindo que o refrigerante sai do
evaporador como vapor saturado e ambos os compressores tem eficiência isentrópica
de 0,8, eficiência mecânica de 0,7 e eficiência elétrica de 0,85, determine:
a) a taxa de calor removido do espaço refrigerado considerando que o compressor de
baixa pressão tem uma eficiência volumétrica de 0,8 e uma taxa de deslocamento de
200 mL/s;
b) o coeficiente de desempenho baseado no trabalho isentrópico, no trabalho útil no
fluido, no trabalho mecânico e no trabalho elétrico;
c) a variação percentual da eficiência volumétrica do compressor de baixa pressão se
a pressão de evaporação fosse reduzida para 0,2 MPa.

6)
7) Qual o COP e a potência de refrigeração de um sistema por absorção com brometo
de lítio e água para uma temperatura de evaporação de 5  C, temperatura de
condensação de 35 C, temperatura da solução na saída do absorvedor igual a 35 C,
temperatura da solução na saída do gerador igual a 90 C, vazão mássica de solução
pela bomba de 1 kg/s, e trocador de calor entre o absorvedor e gerador com eficácia
de 70 %. Considerando inalteradas as condições no absorvedor, no evaporador e no
condensador, qual seria a mínima temperatura no gerador para o sistema poder
produzir algum efeito frigorífico?

8) Qual o COP e a potência de refrigeração de um sistema por absorção com água e


amônia para uma temperatura de evaporação de -15 C, temperatura de condensação
de 35 C, temperatura da solução na saída do absorvedor igual a 35 C, temperatura
da solução na saída do gerador igual a 140 C, vazão mássica de solução pela bomba
de 1 kg/s, e trocador de calor entre o absorvedor e gerador com eficácia de 70 %.
Considerando inalteradas as condições no absorvedor, no evaporador e no
condensador, qual seria a mínima temperatura no gerador para o sistema poder
produzir algum efeito frigorífico? Assuma que o vapor que sai do retificador contém
100 % de vapor de amônia.

9) Qual o COP e a potência específica de refrigeração de um sistema por adsorção


com sílica gel e água para uma temperatura de evaporação de 5  C, temperatura de
condensação de 35 C, mínima temperatura do adsorvente na etapa de adsorção de 35
C e máxima temperatura do adsorvente na etapa de dessorção de 90 C. Assuma a
existência de 2 reatores operado fora de fase em um ciclo de 30 minutos, e que esses
reatores trocam calor entre si, ao final de cada etapa do ciclo, até que a diferença de
temperatura entre os leitos adsorventes de cada reator seja de 10  C. Considerando
inalteradas as condições de resfriamento do adsorvente, no evaporador e no
condensador, qual seria a mínima temperatura de aquecimento do adsorvente para o
sistema poder produzir algum efeito frigorífico?
A concentração de água na silica gel (X) pode ser descrita pela seguinte equação:
0 , 625
 P  , onde P é a pressão no leito adsorvente e PSat(T) é a pressão de
x  0,552 
 PSat (T ) 
saturação do refrigerante na temperatura (T) do adsorvente. A entalpia de dessorção
ou adsorção (hS) pode ser obtida através da seguinte equação:
d ln P  h
 S 2 onde R é a constante dos gases para o refrigerante utilizado.
dT x constante RT
O valor de PSat(T) em kPa pode ser calculado com a seguinte equação
PSat(T) = exp(73,649-7258,2/T-7,3037*ln(T)+4,1653x10-6T2)/1000, onde T está em K.
Caso queira, obtenha uma equação de PSat(T) mais simples de ser derivada para
encontrar a entapia de dessorção/adsorção. Assuma que o calor específicoda sílica gel
é 1,13 kJ/kgK.

10) Qual o COP e a capacidade diária de produção de gelo de um refrigerador por


adsorção química que utiliza amônia como refrigerante e um adsorvente composto
com cloreto de estrôncio e grafite expandido? O adsorvente composto está dentro de
um reator em forma de coletor solar que recebe calor da radiação solar incidente com
uma eficiência de 45%. A radiação solar incidente diária é de 18 MJ/m2 e o
adsorvente composto é aquecido até a temperatura de 100  C. Assuma que o
refrigerador contém 5 kg de cloreto de estrôncio misturado com grafite expandido na
proporção 4:1, que a massa inerte do refrigerador que é aquecida junto do adsorvente
composto tem capacitância térmica igual a 5 vezes a capacitância térmica do
adsorvente composto, que o gelo é formado a partir de água a 25  C e tem
temperatura final de 0  C, que a temperatura de evaporação é - 5  C e que a
temperatura de condensação é 30  C. Calcule também a área do coletor solar
necessária para aquecer o leito adsorvente e todo o material inerte, assim como para
promover a dessorção do refrigerante.
A reação de dessorção/adsorção da amônia em cloreto de estrôncio é
SrCl 2  1NH 3  7 NH 3  SrCl 2  8 NH 3  8hS onde o valor da entalpia de reação
(hS) é 41431 J/molNH3. Assuma que apenas 80 % da reação seja concluida de forma
que ao final da dessorção ainda haja10 % de SrCl2.8NH3 e ao final da adsorção haja
10 % de SrCl2.1NH3 .
A pressão de equilibrio (em kPa) da reação de adsorção pode ser descrita como
hS S S
 
PEq.  100e RT R
sendo que a entropia da reação (SS) é igual a 133,1 J/mol.K. O
calor específico do cloreto de estrôncio pode ser obtido pela seguinte equação
C = 18,2+0,00244T (cal/K.mol) onde a temperatura está em K. O calor específico da
amônia na fase adsorvida pode ser considerado como 2.3 kJ/kg.K e o calor especifico
do grafite expandido pode ser considerado como 0,7 kJ/kg.K.

11) Pretende-se reduzir o custo de operação de um sistema de climatização por


compressão mecânica que opera em um único estágio, com R410a. Inicialmente, a
temperatura de evaporação é 0  C e a temperatura de condensação é 40  C, porém
pretende reduzir o custo de operação, alterando-se a temperatura de evaporação para
15 C e mantendo a temperatura de condensação a 40 C.
Para que isso seja possível, pretende-se utilizar um sistema dessecante com sílica gel
para reduzir a umidade do ar e com isso, lidar com toda carga de calor latente.
Considerando que diariamente, o sistema por compressão mecânica, que tem COP de
2,5 baseado no trabalho elétrico, consome 10 kWh de energia elétrica a um custo de
R$0,6/kWh, qual deve ser o máximo custo diário do calor que será utilizado para a
regeneração da silica gel para que essa proposta seja viável economicamente? Assuma
que o COP baseado no trabalho elétrico varia proporcionalmente ao COP baseado no
trabalho isentrópico, que a carga de calor latente corresponde a 60 % da carga térmica
total e que o consumo de energia elétrica do sistema dessecante é 10 % do valor do
consumo de energia térmica deste sistema. O sistema a silica gel no sistema
dessecante adsorve a umidade do ar a uma temperatura média de 30 C e dessorve a
umidade a uma temperatura média de 85 C. O ar úmido que perde umidade para o
sistema dessecante tem umidade relativa de 70 % e temperatura de 26  C, e o ar
aquecido utilizado para retirar a umidade do dessecante, tem temperatura de 90 C e
umidade relativa de 40 %. Utilize as equações do exercício 9 para encontrar como a
concentração de água na sílica gel varia com a pressão e temperatura e para calcular a
entalpia de dessorção. Assuma que o calor fornecido ao sistema dessecante tem que
ser suficiente para atender o processo de dessorção da água e do aquecimento do
adsorvente.

12) Compare o consumo energético de um aquecedor elétrico, de uma caldeira a


vapor, de uma bomba de calor por compressão mecânica com R134a e de uma bomba
de calor por adsorção química que utilize amônia como refrigerante e cloreto de
estrôncio como adsorvente. Todos esses sistemas tem que ter condições de manter
uma sala a 30 C. Indique claramente todas as considerações que foram feitas.

Você também pode gostar