Você está na página 1de 12

DEUS NÃO DESPERDIÇA UMA DOR – AS LIÇÕES DO VAU DE

JABOQUE
PR. ALEXANDRE SOMBRIO – 20/11/2016

TEXTO BÍBLICO
Gn 32:22-32
“Naquela mesma noite levantou-se e, tomando suas duas mulheres,
suas duas servas e seus onze filhos, passou o vau de Jaboque.
Tomou-os, e fê-los passar o ribeiro, e fez passar tudo o que tinha.
Jacó, porém, ficou só; e lutava com ele um homem até o romper do
dia. Quando este viu que não prevalecia contra ele, tocou-lhe a
juntura da coxa, e se deslocou a juntura da coxa de Jacó, enquanto
lutava com ele. Disse o homem: Deixa-me ir, porque já vem
rompendo o dia. Jacó, porém, respondeu: Não te deixarei ir, se me
não abençoares.
Perguntou-lhe, pois: Qual é o teu nome? E ele respondeu: Jacó.
Então disse: Não te chamarás mais Jacó, mas Israel; porque tens
lutado com Deus e com os homens e tens prevalecido. Perguntou-
lhe Jacó: Dize me, peço-te, o teu nome. Respondeu o homem: Por
que perguntas pelo meu nome? E ali o abençoou. Pelo que Jacó
chamou ao lugar Peniel, dizendo: Porque tenho visto Deus face a
face, e a minha vida foi preservada. E nascia o sol, quando ele
passou de Peniel; e coxeava de uma perna. Por isso os filhos de
Israel não comem até o dia de hoje o nervo do quadril, que está
sobre a juntura da coxa, porquanto o homem tocou a juntura da
coxa de Jacó no nervo do quadril”.
INTRODUÇÃO
1. Eu amo a palavra de Deus porque ela não esconde as falhas dos seus
personagens. Isto é algo que me encanta na Bíblia. É como se o próprio
Deus deixasse os erros ali para que pudéssemos aprender com eles e não
cometer os mesmos erros que estes homens cometeram.
2. Alguém certa vez fez uma observação dizendo que a Bíblia não
tem valor porque os personagens nela descritos eram muito falhos.
Esta é a observação de muitos que procuram alguma forma para
fazer a Bíblia desacreditada.
3. O fato é que a Bíblia é um livro que narra a vida de pecadores, de
pessoas como quaisquer outras, com suas fraquezas e quedas. Isto
evidencia ainda mais o propósito de REDENÇÃO da parte de Deus.
Se a Bíblia não relatasse as falhas de seus personagens dando um
tom de perfeição, certamente não iria condizer com a verdade, pois
como a Bíblia mesmo testifica, "não há nenhum justo, nenhum
sequer".

4. O relato bíblico deixa claro que Deus usou seus servos, apesar
de suas falhas. Isto evidencia a misericórdia de Deus. Os pecados
destes personagens apontam para o perdão de Deus e a
necessidade de ter uma vida em total dependência de sua graça. A
Bíblia foi escrita exatamente para mostrar, como Jesus disse, que
"os sãos não precisam de médico, e sim os doentes" (Mateus 9:12).

5. Perceba o que alguns personagens disseram:

Neemias - "Estejam, pois, atentos os teus ouvidos, e os teus olhos,


abertos, para acudires à oração do teu servo, que hoje faço à tua
presença, dia e noite, pelos filhos de Israel, teus servos; e faço
confissão pelos pecados dos filhos de Israel, os quais temos
cometido contra ti; pois eu e a casa de meu pai temos pecado."
(Neemias 1:6)

Davi - "Enquanto calei os meus pecados, envelheceram os meus


ossos pelos meus constantes gemidos todo o dia... Confessei-te o
meu pecado e a minha iniqüidade não mais ocultei. Disse:
confessarei ao SENHOR as minhas transgressões; e tu perdoaste a
iniqüidade do meu pecado." (Salmo 32;3,5)

Isaías - "Porque as nossas transgressões se multiplicam perante ti,


e os nossos pecados testificam contra nós; porque as nossas
transgressões estão conosco, e conhecemos as nossas
iniqüidades," (Isaías 59:12)

Jeremias - "Conhecemos, ó SENHOR, a nossa maldade e a


iniqüidade de nossos pais; porque temos pecado contra ti."
(Jeremias 14:20)

Daniel - "Ó SENHOR, a nós pertence o corar de vergonha, aos


nossos reis, aos nossos príncipes e aos nossos pais, porque temos
pecado contra ti." (Daniel 9:8) Pedro - "Vendo isto, Simão Pedro
prostrou-se aos pés de Jesus, dizendo: Senhor, retira-te de mim,
porque sou pecador." (Lucas 5:8)

Paulo - "Fiel é a palavra e digna de toda aceitação: que Cristo


Jesus veio ao mundo para salvar os pecadores, dos quais eu sou o
principal." (1 Timóteo 1:15)

João - "Se dissermos que não temos pecado nenhum, a nós


mesmos nos enganamos, e a verdade não está em nós. Se
confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos
perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça." (1 João 1:8,9)

2. Deus faz isto ao permitir que a vida de Jacó seja relatada: ele não
esconde a história e as falhas deste personagem. Deus nos proporciona
algumas lições importantes que podem ser aplicadas à nossa vida ao
entendermos o que aconteceu na vida deste homem.
I. AS MARCAS DE DOR EM NOSSA HITÓRIA NUNCA PODERÃO SER
APAGADAS
1. O HISTÓRICO DE JACÓ:
- Lutas desde o ventre
- Nascimento: Esaú: peludo/Jacó: aquele que segura pelo calcanhar
- Família disfuncional: pai apega-se a Esaú e mãe apega-se à Jacó.
Criam subsistemas.
Rebeca colocou apenas duas opções diante de Jacó: atender às suas
palavras e mentir para o pai ou desobedecer aos seus planos. Ele escolheu
enganar o pai, e assim, lsaque, quase cego, foi levado a proferir a bênção a
Jacó, embora não estivesse totalmente convencido de que se tratava
realmente de Esaú. Se por um lado ele parece pressentir que aquele não era
Esaú, por causa da voz e da rapidez em cumprir a tarefa, por outro, o cheiro
da roupa e os pêlos nas mãos indicavam que aquele era seu filho amado. 16
O texto enfatiza as oportunidades desperdiçadas por Jacó de falar a
verdade, registrando os vários questionamentos de lsaque: "Quem és tu,
meu filho?", "És meu filho Esaú mesmo?". Diante dessas perguntas, a
resposta de Jacó é: "Sou Esaú, teu primogênito", assumindo de vez a
mentira. I?
Ao optar pela mentira, Jacó encerrou a possibilidade de discutir as questões
pendentes. Talvez ele sentisse falta do afeto do pai, e aquela poderia ser
uma boa oportunidade de dizer isso a ele. Descoberta a tramóia, o
relacionamento entre os irmãos, que já não era fácil, tornou-se intolerável,
criando-se uma relação de amargura, ódio e medo. Ao perceber o perigo,
Rebeca mais uma vez manipulou a situação enviando Jacó para longe, para
a casa de seu irmão Labão, em Harã."

A dor provocada pela traição é enorme. Nas palavras de Charles Swindoll:

Talvez o sentimento mais difícil para o ser humano seja o perdão,


principalmente quando a vida sofre uma abrupta e terrivel guinada, fruto de
uma traição. E a dor é ainda maior quando essa traição é praticada no
âmbito familiar? Há vários tipos de traição: sexual, afetiva, moral,
financeira, etc. Todas são destrutivas e colocam os envolvidos diante de
uma situação-limite, pois geralmente as conseqüências são irreversíveis.
Mesmo se Jacó demonstrasse arrependimento,seu pai não poderia mudar as
implicações de seu ato. Não haveria como reverter a situação. A bênção era
uma só, e de acordo com ela, o filho primogênito receberia bens materiais e
assumiria a posição de líder da família. Como conseqüência, Jacó teve que
fugir às pressas para não ser morto pelo irmão, que passou a alimentar
desejos de vingança."

- Desajustes e fugas: depois dos desajustes com seu irmão, recebe a


benção do pai e vai para Padã-Arã.
- Experimenta de seu próprio veneno: foi enganado por seu sogro
Labão
2. Aquele era o momento da vida de Jacó mais propício para pensar na dor
que havia causado na vida de tantas pessoas.
3. Vau de Jaboque: riacho sem profundidade, Jaboque no Hebraico = fluir
adiante, fluído, espalhado
- O que você espalhou até agora?
- O que você espalhou no seu casamento?
- O que você espalhou na sua casa?
- O que você espalhou nos seus filhos?
- Quem é você?
4. Jacó precisava pensar nestas perguntas naquele momento, mas passou
a vida inteira acreditando no mito da dor: Se eu ignorar minha dor ela irá
embora.
5. Todos nós lidamos com a dor o tempo todo e somos muito conscientes
sobre ela. Fazemos de tudo para evita-la. Constantemente vemos
anúncios sobre remédios que acabam com a dor. Da aspirina à dipirona, a
cada dia, surgem mais e mais eliminadores da dor.
6. Nunca experimentar qualquer tipo de dor seria o mesmo que dizer que
você não é ser humano. O mundo tem nos ensinado muitos mitos a
respeito da dor. Mas, o maior de todos é este: Se eu ignorar a minha dor
ela irá embora.
7. O que isto quer dizer em outras palavras é que se você bloquear sua
memória, se fizer de conta que certo fato nunca aconteceu, não sentirá
nenhuma dor. Veja que, por detrás dessa ideia, há outro mito que diz: é
mais fácil evitar os problemas do que encará-los.
8. Entenda a gravidade da postura de se tentar ignorar nossos problemas.
Deus não deseja que você desconheça a sua dor, pois Ele sabe o quanto
ela é prejudicial a você. É desejo dele que você descubra a causa da sua
dor e encontre um alívio real e duradouro.
9. A dor é uma luz de advertência que nos diz que algo está errado. Assim
acontece com a dor física. Quando sentimos o desconforto de uma dor
sabemos que algo não está bem em nosso organismo. É sábio ignorar uma
dor? Não! Ela está dizendo que existe algo errado em nossa vida.
10. A verdade sobre a dor é que ela é uma ferramenta que Deus usa em
minha vida para o bem. A dor é uma ferramenta. Porém, geralmente, não
entendemos assim. Não compreendemos qual é este bem de Deus em
meio à nossa dor.
- Deus usa a dor para nos impulsionar: Deus pode usar a sua dor
para leva-lo a agir. A dor nos faz entrar em ação como nenhuma outra
coisa na vida é capaz de fazê-lo.
- Deus usa a dor para nos transformar: era isso que ele queria que
acontecesse com Jacó.

II. QUANDO BRINCAMOS DE SER DEUS SÓ COLHEREMOS


CONSEQUENCIAS DESASTROSAS

1. Qual é a causa do problema? A causa de todos os seus problemas é isto:


"EU QUERO SER DEUS."
2. Você gostaria de decidir o que é certo e o que é errado? Você diz: "Não
quero que ninguém me diga o que é certo e o que é errado.

3. EU quero decidir o que é certo e o que é errado. Quero ser o chefe,


quero fazer minhas próprias regras. Quero colocar-me no centro do
universo.

4. Quero estar no comando, viver da minha maneira, e se isto parece bom,


é isso que farei. Não quero ninguém me dizendo o que fazer com a minha
vida."

5. Isto é o que chamamos de brincar de ser Deus. O que na verdade isto


significa é: "Eu quero estar no controle." E quanto mais inseguro você for,
mais guiado por controle será.

6. Quanto mais inseguro você for, mais controle desejará ter. Quanto mais
inseguro for, mais você desejará controlar a si mesmo, controlar outras
pessoas, controlar seu ambiente. Você é levado a fazer isso. E isto nós
chamamos brincar de ser Deus.

7. E como é que brincamos de ser Deus?

8. Negando nossa HUMANIDADE e TENTANDO CONTROLAR tudo por


razões egoístas.

9. Queremos ser o centro do universo. Controle é o assunto mais


importante. Queremos estar no controle e tentamos controlar a nós
mesmos, as pessoas e tudo ao nosso redor.

10. Tentamos controlar nossa imagem. Queremos controlar o que as


pessoas pensam de nós. Você não quer que as pessoas realmente saibam
como é. Brincamos, usamos máscaras, fazemos de conta, falsificamos,
queremos que as pessoas vejam certos lados e escondemos outras partes,
negando nossas fraquezas e negando nossos sentimentos ("Eu não estou
com raiva, não estou triste, não estou preocupado, não estou com
medo.") Nós não queremos que as pessoas vejam o nosso "eu real”.

11. Por que tenho medo de dizer quem sou? A resposta é: Se eu lhe disser
quem realmente sou e você não gostar, terei um problema. Portanto,
tentamos esconder e controlar a nossa imagem.
12. Tentamos controlar outras PESSOAS. Pais tentam controlar seus filhos;
filhos tentam controlar os pais. Esposas tentam controlar seus maridos.
Maridos tentam controlar suas esposas. Pessoas tentam controlar umas as
outras. Países tentam controlar outros.

13. Nós usamos muitas ferramentas para manipular uns aos outros.
Usamos a culpa como instrumento de controle, usamos medo, usamos o
elogio e alguns de vocês usam o silêncio para controlar. Usamos ira, a
raiva, etc. Tentamos controlar as pessoas.

14. Tentamos controlar nossos PROBLEMAS. Somos bons em fazer isso.


Usamos frases como: "Posso lidar com isso sozinho. Isso não é grande
coisas." Essa é uma pessoa tentando ser Deus. "Ah, eu posso resolver isso.
Estou bem. Falando sério, estou muito bem."

15. Tentamos controlar nossos problemas e dizemos: "Não preciso da


ajuda de ninguém e certamente que não preciso de conselhos também."
Tentamos controlar nossos problemas dizendo: "Posso parar de fazer isso
quando quiser. Acharei uma saída." Quanto mais você tenta ajustar seus
problemas, pior o problema fica.

16. Tentamos controlar nossa DOR. Alguma vez já pensou em quanto


tempo você gasta tentando escapar da dor? Tentando evitá-la, negá-la,
reduzi-la, adiá-la?

17. Talvez você desenvolva algum tipo de hábito compulsivo e tenta,


através dele, controlar a sua dor. Talvez se torne abusivo e fica irado com
as pessoas, ou se torna crítico a fim de esconder a sua dor. Talvez você se
torne deprimido. Há muitas e muitas maneiras pelas quais tentamos
controlar a nossa dor.

18. A dor vem quando descobrimos em nossa hora tranquila, que não
somos Deus e que não podemos controlar tudo. Isso é simplesmente
ameaçador.

19. Foi isso que Jacó descobriu no vau de Jaboque: não consigo mais
controlar todos os fatores da minha, sinto-me ameaçado. Ele tenta
controlar a situação entregando seus bens a Esaú. Ele tenta controlar a
situação através de uma oração. Ele tenta criar estratégias para evitar o
inevitável: tratar a dor. Agora não há mais como fugir. Ele precisará tratar
a ferida.
20. AS CONSEQÜÊNCIAS

Quais são as consequências de brincarmos de ser Deus? Quatro problemas


que sempre acontecem.

21. MEDO

Quando tentamos controlar tudo, ficamos amedrontados. Adão


disse: "...ouvi teus passos no jardim e fiquei com medo, porque estava nu;
por isso me escondi." (Gn 3.10). Sentimos medo de que alguém possa
descobrir quem realmente somos, que falsificamos, que estamos
mentindo, que não somos quem parecemos ser, que não somos perfeitos.
Assim, não deixo que ninguém chegue realmente perto de mim porque
eles descobrirão que estou amedrontado por dentro. E, então, agimos
falsamente e fazemos de conta. Com isso enchemos a nossa vida de medo
e ficamos receosos de que alguém nos rejeite, que não nos ame, ou não
goste de nós porque não sabem como realmente somos. Eles só gostam
da minha imagem. Se eles soubessem como é que eu sou, não iriam gostar
mais de mim. Então eu encho a minha vida de medo e tento brincar que
sou Deus.

22. FRUSTRAÇÃO.

É frustrante tentar ser o gerente geral do universo. Eu gosto de


levar meus filhos a um restaurante onde há brinquedos para as crianças.
Gosto de brincar com eles, um jogo, em que temos que acertar vários
bonecos na medida em que eles saem dos buracos. Quando batemos na
cabeça de um, outro sobe imediatamente. É frustrante quando você tenta
empurrá-los todos para baixo e eles continuam subindo. A vida também é
assim. Nós tentamos eliminar uma compulsão e logo aparece outra.
Tentamos eliminar um problema e subitamente aparece outro. Tentamos
eliminar um conflito de relacionamento e logo, logo outro vêm à tona. É
frustrante porque não podemos nocautear todos, ao mesmo tempo. Você
faz de conta que é Deus dizendo: "Eu sou poderoso, eu posso lidar sozinho
com esta determinada situação." Bem, se você é tão poderoso assim, por
que você não vai lá e simplesmente desliga a máquina puxando a tomada?

Paulo entendeu isso. Veja o que ele disse:

"Parece um fato da vida que, quando quero fazer o que é correto, faço
inevitavelmente o que está errado... contudo existe alguma coisa bem no
meu íntimo, lá em minha natureza interior, que está em guerra com a
minha mente e ganha a luta, fazendo-me escravo do pecado..." Romanos
7.21,23 (BV)

Davi também entendeu a mesma coisa:

"Eu tentei, por algum tempo, esconder de mim mesmo o meu pecado. O
resultado foi que fiquei muito fraco, gemendo de dor e aflição o dia
inteiro." Salmo 32.3 (BV)

SE VOCÊ ESTÁ FRUSTRADO, ISSO É UM SINTOMA DE UM PROBLEMA MAIS


PROFUNDO QUE VOCÊ AINDA NÃO RESOLVEU, UM ASSUNTO SÉRIO. VOCÊ
NÃO É DEUS. VOCÊ ESTÁ TENTANDO CONTROLAR TUDO E ISSO NÃO
FUNCIONA.

23. FADIGA

Brincar de ser Deus é algo muito cansativo. Tentar controlar tudo,


fazendo de conta que você já sabe de tudo e negando seus problemas, é
um gasto muito grande de energia. Veja o que Davi disse:

"De dia e de noite sentia a mão de Deus pesando sobre mim,


fazendo com as minhas forças o que a seca faz com um pequeno riacho. O
sofrimento continuou até que admiti minha culpa e confessei a Ti o meu
pecado." (Sl 32.4-5 – BV).

A maior parte das pessoas tentam esconder a sua dor mantendo-se


ocupadas, pois pensamos:

"Eu não gosto do que sinto quando diminuo o ritmo. Não gosto dos
pensamentos que passam pela minha mente quando ponho minha cabeça
no travesseiro. Não gosto daqueles sentimentos e daquela sensação e por
isso estou sempre ocupado com alguma coisa."

Você foge da dor estando constantemente envolvido com alguma coisa?

Você se envolve tanto com o trabalho como se fosse trabalhar até a


morte. Às vezes também, você desenvolve algum passatempo, ou pratica
algum esporte e isto se torna uma compulsão.

Você também se envolve com atividades religiosas na igreja a fim de


esconder a sua dor.
Você deseja estar cansado para colocar a cabeça no travesseiro, e de tão
exausto dormir logo e não sentir sua dor.

Se você está em constante estado de fadiga, sempre exausto, pergunte-se


a si mesmo: "De que tipo de dor estou tentando fugir?

Que problemas não encaro e que levam a trabalhar em demasia, de forma


que eu esteja em constante estado de fadiga e cansaço?"

24. FRACASSO.

Quando tenta brincar de ser Deus, esta é uma descrição de trabalho


para a qual você tem a garantia de que fracassará. Veja o que diz este
versículo:

"Quem tenta esconder os seus pecados não terá sucesso na vida,


mas Deus tem misericórdia de quem confessa os seus pecados e os
abandona." (Pv 28.13 – NTLH).

Você precisa ser honesto e aberto acerca de suas fraquezas, suas


faltas e seus fracassos.

É muito difícil e trabalhoso brincar de ser Deus!!!

III. A VERDADE DE QUEM EU SOU É O CAMINHO PARA A


RESTAURAÇÃO DE DEUS EM MINHA VIDA
1. O anjo pergunta a Jacó: qual é o seu nome? É a mesma pergunta que
seu pai fez quando foi enganado por ele.

 Ilustração da entrevista de emprego: que nome as pessoas dariam a


você?

2. A Bíblia diz que em admitir minha fraqueza, eu encontro forças. Isto não
é uma ideia popular na nossa cultura de auto-suficiência que diz: "Você
não precisa de ninguém." Mas para dar o primeiro passo, você precisa
admitir que é incapaz de fazê-lo por si próprio.

3. Admitir que não sou Deus significa que eu reconheço três fatos
importantes da vida. Maturidade vem quando você reconhece estes três
fatos na sua vida:

A. EU ADMITO QUE SOU INCAPAZ DE MUDAR MEU PASSADO.


Ele machuca e eu ainda me lembro dele, mas toda a amargura do mundo
não vai mudá-lo. Eu sou incapaz de mudar o meu passado.

B. EU ADMITO QUE SOU INCAPAZ DE CONTROLAR OUTRAS


PESSOAS.

Eu tento e gosto de manipulá-las. Eu uso todos os tipos de pequenos


truques, mas isso não funciona. Sou responsável por minhas ações, não
pelas ações das pessoas. Eu não posso controlar outras pessoas.

C. EU ADMITO QUE SOU INCAPAZ DE LIDAR COM OS MEUS HÁBITOS


DANOSOS, COMPORTAMENTOS E AÇÕES.

Boas intenções não são suficientes. Quantas vezes você tem tentado e
tem fracassado? Força de vontade não é suficiente. Você precisa de
alguma coisa que seja mais do que força de vontade. Você precisa de uma
fonte de poder além de si mesmo. Você precisa de Deus porque Ele fez
você para precisar d’Ele.

Tg 4.6: "...Deus se opõe aos orgulhosos, mas concede graça aos humildes."

4. Meu nome é Jacó! O ser divino responde: não é mais.

5. Jacó teve seu nome mudado quando admitiu quem era!

6. Jacó teve seu andar transformado quando se dispôs a lutar!

7. Jacó teve o lugar onde estava transformado quando admitiu!

O caminho para a restauração" é Isaías 57.18-19, na Nova Tradução na


Linguagem de Hoje, onde Deus diz:

"Tenho visto como eles agem, mas eu os curarei e os guiarei; eu os


consolarei. Nos lábios dos que choram colocarei palavras de louvor. A
todos ofereço a paz, paz aos que estão perto e aos que estão longe; eu os
curarei."

Esta é uma grande promessa de Deus. Observe aqui que há cinco partes
para a restauração, que Deus deseja fazer em sua vida:

* Se você está ferido, Deus diz: "Curarei você."

* Se você está confuso, "Guiarei você."


* Se alguma vez você se sentiu incapaz de mudar qualquer coisa,
"Ajudarei/Capacitarei você a mudar isto."

* Se você alguma vez sentiu que ninguém compreende o seu problema,


"Eu entendo você e Confortarei você."

* Se você se sente ansioso, preocupado e com medo, "Oferecerei paz a


você."

Interesses relacionados