Você está na página 1de 2

Sendo assim, elabore uma matriz SWOT inicial para ser discutida na primeira reunião com o Sr.

Godofredo.

Forças: valorização dos recursos humanos e preocupação com a comunidade, políticas sociais,
boa tecnologia de fabricação, serviço de reclamação eficiente.
Fraquezas: Altos preços.
Oportunidades: Boa reputação na região, bem vista pela comunidade, consumidores que
valorizam a marca independente do preço, vendida em locais valorizados.
Ameaças: prejuízo devido à diminuição da demanda, aumento dos impostos, queda do poder
de compra dos consumidores, migração de consumidores para a concorrência.
Com o aumento dos impostos, a demanda pelos produtos da empresa caiu, devido ao alto
preço de seus produtos. A solução diante de tal problema seria tentar reduzir os custos de
produção e mão de obra para baratear o preço final dos produtos sem, no entanto,
comprometer a qualidade do produto. Assim, a empresa recupera a freguesia e se estabelece
no mercado novamente, até mesmo quando a situação dos impostos melhorar.
---
CENÁRIO PROSPECTIVO GODET
Conforme o exposto, o método combina várias técnicas de coleta, discussão com especialistas
e validação de cenários. Pela interpretação de Silva (2013), o ponto de partida do cenário
prospectivo de Godet é a delimitação dos sistemas e ambientes identificados em sua
estrutura, por meio de retrospectivas. Em seguida, é feita a seleção das condicionantes de
futuro, que precisam ser testadas e ajustadas por meio de opções estratégicas e de planos,
visando ao monitoramento da eficácia das estratégias definidas para o cenário vislumbrado.

Cenário prospectivo de Michael Porter


Para Porter (2004), um cenário é uma visão internamente consistente do que
o futuro poderá vir a ser e tem como principais funções a avaliação explícita
de premissas de planejamento, o apoio à formulação de objetivos e estratégias,
a avaliação de alternativas, o estímulo à criatividade, a homogeneização de
linguagens e a preparação para enfrentar descontinuidades.
Pela interpretação de Silva (2013), no método de Porter o foco é bem
definido para o ambiente de negócios, levando-se em conta a rivalidade e a
concorrência inerentes a esse mundo.
Segundo Porter (2004), todo segmento é regido por cinco forças
competitivas:
a entrada de novos concorrentes no mercado;
as ameaças de produtos substitutos;
o poder de negociação dos compradores;
o poder de negociação dos fornecedores;
a rivalidade entre os concorrentes.
Essas forças constituem a base para a definição das estratégias competitivas da empresa. As
incertezas relacionadas a qualquer uma das cinco forças competitivas constituem a base
conceitual para a construção de cenários empresariais, os quais são desenvolvidos pelo
método descrito por Porter
(2004) nas seguintes etapas:
1. Propósito do estudo.
2. Identificação das incertezas e classificação.
3. Comportamento futuro das variáveis.
4. Análise de cenários e consistência.
5. Concorrência.
6. Elaboração das estórias dos cenários.
7. Elaboração das estratégias competitivas

Cenário prospectivo de Peter Schwartz


Nesse método, Schwartz (2000) inverte a ordem de abordagem geralmente adotada na
construção de cenários. Em vez de vir de fora para dentro, a análise parte de dentro,
procurando primeiro identifi car questões ou decisões estratégicas que devam ser tomadas,
para somente depois iniciar a investigação de fatores ambientais pertinentes, conforme
leciona Silva (2013).
Nesse contexto, Silva (2013) comenta que as incertezas do mercado são variáveis cujo
comportamento futuro é desconhecido e que, justamente por isso, apresentam inúmeras
possibilidades. Elas também se caracterizam por se manifestar frequentemente com sinais
insignificantes, pouco perceptíveis, mas com muitas potencialidades. Por isso, elas são
consideradas de grande importância para o estudo de futuro.

Você também pode gostar