Você está na página 1de 10

1 São exemplos de dispositivos de proteção para circuitos elétricos:

Fusíveis e disjuntores
É um exemplo de dispositivo de proteção térmico e magnético que atua
por curto-circuito, sobrecarga e pode ser rearmado:

Disjuntor
RESPOSTA CORRETA
Disjuntor é um dispositivo de proteção térmico e magnético que atua por curto-
circuito, sobrecarga e pode ser rearmado.

2 Para a proteção de um disjuntor de um chuveiro elétrico de


potência de 4400 Watts, em 220 Volts, a corrente do disjuntor deve ser:

20 ampéres

RESPOSTA CORRETA
Para a proteção de um disjuntor de um chuveiro elétrico de potência de 4400
Watts, em 220 Volts, a corrente do disjuntor deve ser de 20 ampéres.

3 Para a proteção de superaquecimento de equipamentos, devemos


utilizar:

Fusível térmico

RESPOSTA CORRETA
Para a proteção de superaquecimento de equipamentos, devemos utilizar
fusível térmico.

4 Um circuito eletrônico tem tensão de 12 Volts, potência de 48 Watts.


Qual deve ser a corrente do fusível de proteção?
4 ampéres

5 Qual é a principal função dos religadores?

Interromper o circuito elétrico quando há falhas e principalmente curtos-


circuitos, de forma a proteger a rede de transmissão e distribuição contra
problemas transitórios.

RESPOSTA CORRETA
O religador é um equipamento utilizado em sistemas elétricos, a fim
de interromper o circuito quando há falhas, principalmente curtos-circuitos, para
proteger a rede de transmissão e distribuição contra problemas transitórios.

1 Qual é a principal função dos reguladores?

Garantir a qualidade da energia elétrica entregue aos consumidores, regulando


a tensão por meio da comutação automática de taps, mantendo a tensão
elétrica da rede de distribuição em uma faixa aceitável.
RESPOSTA CORRETA
O regulador de média tensão é um equipamento elétrico responsável por
garantir a qualidade da energia elétrica entregue aos consumidores. Regula a
tensão por meio da comutação automática de taps, mantendo a tensão elétrica
da rede de distribuição em uma faixa aceitável. Ou seja, esse equipamento
mantém a tensão em uma faixa regulada em no máximo 10% para mais ou
para menos.

2 Qual é a descrição da NR10?

Segurança em instalações e serviços em eletricidade.

RESPOSTA CORRETA
NR10 - SEGURANÇA EM INSTALAÇÕES E SERVIÇOS EM
ELETRICIDADE: estabelece os requisitos e condições mínimas, objetivando a
implementação de medidas de controle e sistemas preventivos, para garantir a
segurança e a saúde dos trabalhadores que, direta ou indiretamente, interajam
em instalações elétricas e serviços com eletricidade.

3 Quais equipamentos de proteção individual devem ser utilizados


pelos profissionais em trabalhos de eletricidade?

Capacete de segurança com isolamento para eletricidade; botina com solado


para isolação elétrica; óculos de segurança cor cinza ou verde, tonalidades 3.0
para proteção contra raios ultravioletas; roupas com características resistentes
ao fogo e resistentes à energia proveniente de arco elétrico; luvas de borracha
isolantes BT e AT, Luvas de pelica para proteção das luvas de borracha, Luvas
de raspa para trabalhos rústicos; cinturão de segurança com talabarte para
trabalhos em grandes alturas.

RESPOSTA CORRETA
Devem ser adotados equipamentos de proteção individual (EPIs) específicos e
adequados às atividades desenvolvidas, de acordo com a NR6. As vestimentas
de trabalho devem ser adequadas às atividades, devendo
contemplar condutibilidade, inflamabilidade e influências eletromagnéticas.

4 Quanto ao princípio de funcionamento do regulador de tensão,


podemos afirmar:

É similar ao de um autotransformador. Existe, além do acoplamento magnético,


entre o primário e o secundário, um acoplamento elétrico. Existem
duas possibilidades de funcionamento: elevador ou abaixador.

RESPOSTA CORRETA
O princípio de funcionamento do regulador de tensão é similar ao de um
autotransformador. Ou seja, existe, além do acoplamento magnético, entre o
primário e o secundário, um acoplamento elétrico. Esse equipamento é
programado para entrar em funcionamento quando a tensão primária estiver
abaixo ou acima dos limites de tensão pré-estabelecidos (+10% ou -10%).

5 Determine o valor da corrente de neutro em um circuito com fontes


trifásicas equilibradas de tensão de linha igual a 150 V e cargas trifásicas
desequilibradas conectadas em estrela com neutro com valores de Z1 =
6<0° ohms, Z2 = 6<30° ohms e Z3 = 5<45° ohms.

10,21 < -103° ohms.

RESPOSTA CORRETA
A obtenção da corrente de neutro é realizada pela soma das correntes das
fases da carga desequilibrada.

1 Com relação aos sistemas trifásicos, é correto afirmar que:

a soma das correntes de linha sempre é igual a zero em um sistema trifásico


simétrico equilibrado alimentando carga desequilibrada.

RESPOSTA CORRETA
Quando o desequilíbrio está somente no módulo da indutância e não em seu
ângulo, as correntes de fase do sistema têm desequilíbrios em seus módulos e
não em seus ângulos, mantendo assim as defasagens de 120° entre si.

2 Em um circuito trifásico com fontes equilibradas e tensão de linha


igual a 445 V, 60 Hz, foi ligada uma carga trifásica desequilibrada em
triângulo. Determine os valores das correntes de linha, sendo que os
valores das impedâncias são Z1 = 2000<79° ohms, Z2 = 2900<-27° ohms e
Z3 = 2700<51° ohms.

347,1 < -60,5° mA; 114,5 <72,7° mA; 281,5<136,8° mA.

RESPOSTA CORRETA
A obtenção do valor das correntes de linha em um circuito desequilibrado é
realizada pela análise da lei de Kirchhoff das correntes nos nós da carga.

3 Qual o valor da potência aparente total de consumo da carga


representada na figura abaixo?

3,36 kVA.

RESPOSTA CORRETA
O cálculo da potência em um circuito trifásico desequilibrado é adquirido pela
soma das potências de cada uma das cargas.

4 Considere o sistema trifásico desequilibrado composto por uma


fonte simétrica e uma carga desequilibrada mostrado na figura abaixo e
assinale a alternativa correta.

A potência aparente total é a soma das potências aparentes das três


impedâncias.
RESPOSTA CORRETA
A obtenção das potências aparente, ativa e aparentes em sistemas trifásicos
desequilibrados é realizada pela soma das respectivas potências nas três
impedâncias da carga.

1 Sistemas trifásicos balanceados são:

circuitos formados por três fases que possuem mesmo nível de tensão em
magnitude e defasagem de 120º entre elas.

RESPOSTA CORRETA
Se a tensão da fase a está adiantada em relação à tensão da fase b, que está
adiantada em relação à fase c, essa sequência de apresentação é conhecida
como sequência abc ou sequência positiva.

2 Sendo a corrente de fase de uma determinada fase de um circuito


trifásico balanceado conectado em delta igual a 3∠120° A, a corrente de
linha correspondente será igual a:

5,2∠90° A.

RESPOSTA CORRETA
Se a corrente de fase I_AB=3∠120° A, a corrente de linha I_a pode ser
calculada pela equação I_a=√3 I_AB∠-30°. Assim, I_a=√3.3∠120°-30°=5,2
∠90° A.

3 Sobre sistemas trifásicos desbalanceados, é correto afirmar:

o cálculo da potência de sistemas desequilibrados exige esse procedimento de


cada fase, já que não se pode considerar que a potência trifásica é equivalente
ao triplo da potência de uma fase.

RESPOSTA CORRETA
Sistemas trifásicos desbalanceados ou desequilibrados são causados por
fontes de tensão que diferem em magnitude, em fase ou por impedâncias de
cargas desiguais entre elas.

4 Sobre componentes simétricos, é correto afirmar que:

os componentes simétricos propõem a representação de sistemas trifásicos


desbalanceados por meio de três sistemas equilibrados de fasores.

RESPOSTA CORRETA
Os três sistemas equilibrados de fasores usados para a representação de
sistemas desbalanceados são chamados de sequência positiva, de sequência
negativa e de sequência zero.

5 Quais são os tipos de curtos-circuitos que podem ocorrer em


sistemas elétricos de potência e como são classificados?

Curto-circuito trifásico (ou simétrico), curto-circuito bifásico, bifásico-terra e


monofásico (assimétricos).

RESPOSTA CORRETA
Curto-circuito trifásico (ou simétrico - 3φ ou 3φ-g) – Não provoca desequilíbrio
no sistema e envolve as três fases. Admite-se que todos os condutores da rede
são solicitados de modo idêntico e conduzem o mesmo valor eficaz da corrente
de curto. Por isso, é classificado como simétrico ou equilibrado. Seu cálculo
pode ser efetuado por fase, considerando apenas o circuito equivalente de
sequência positiva (sequência direta), sendo indiferente se o curto envolve ou
não o condutor neutro ou a terra.

1 Para o cálculo do curto-circuito trifásico simétrico, podem-se


utilizar dois teoremas. Quais são eles?

Teorema da Superposição e teorema de Thévenin

RESPOSTA CORRETA
São utilizados os teoremas da Superposição e de Thévenin.

Teorema da Superposição:

Conceitualmente, o teorema da Superposição significa que: “Numa rede linear


com várias f.e.m., a corrente (e a d.d.p.) entre dois pontos de um ramo
qualquer é a soma das correntes (e a soma das d.d.p.) que resultarão de cada
f.e.m. aplicada à rede, sendo as demais f.e.m. anuladas e mantidas suas
impedâncias internas.”

O teorema da Superposição é aplicado nos cálculos de curto-circuito em que


se deseja alta precisão, levando-se em conta a corrente de carga do sistema
antes da ocorrência do defeito.

Conceitualmente, o teorema de Thévenin signica que: “Se entre dois pontos


quaisquer de uma estrutura linear ativa, A e B, se colocar uma impedância
exterior Z, essa impedância será percorrida por uma corrente igual à d.d.p. que
existia entre A e B antes da entrada de Z, dividida pela soma de Z com a
impedância ZTH, que é a impedância equivalente da rede vista dos pontos A e
B, com as fontes curto-circuitadas (f.e.m. consideradas iguais a zero) e
substituídas por suas impedâncias internas.” Sendo assim, substitui-se em um
circuito equivalente, denominado circuito equivalente de Thévenin, que consiste
em uma única fonte de tensão VAB = ZTH, em série com uma impedância
ZTH. A tensão equivalente de Thévenin é a tensão em circuito aberto, medida
nos seus dois terminais.

2 Um gerador síncrono, conectado em Y com potência nominal de 20


MVA e tensão nominal de 3,6 kV, está ligado ao lado de baixa tensão de
um trafo trifásico ∆-Y com potência nominal de 30 MVA e tensões
nominais de 3,6/13,8 kV. Desprezando-se a corrente de carga antes da
falta e admitindo tensão nominal no instante em que ocorre o defeito,
calcule o valor da corrente de curto-circuito trifásico em Ampères e em
pu. Considere que a falha foi próxima dos terminais do gerador e que sua
reatância é X = 0,20pu. Depois, assinale a alternativa que mostra a
resolução correta.

16.037,5 ∠ - 90ºA
RESPOSTA CORRETA
Solução:
Para o curto trifásico 3ɸ no ponto 1, adotando Vpré-falta = 1pu, tem-se:

Adotando Sbase = 20MVA, obtém-se:

3 Quais os três períodos ou intervalos relativos à variação no tempo


da componente fundamental CA simétrica da corrente de curto-circuito
trifásico, que ocorre após uma falta em um gerador síncrono?

Período subtransitório, período transitório, período regime permanente

RESPOSTA CORRETA
Período subtransitório: período inicial durante o qual a corrente de CC diminui
rapidamente de valor.

Período transitório: período seguinte, correspondendo a uma diminuição mais


lenta da corrente de CC, até ser atingido o valor permanente desta corrente.
Período regime permanente: período em que a corrente de curto-circuito
apresenta o seu valor estacionário. Obviamente, esse período não será
atingido, dado que o tempo total de isolamento do defeito é muito inferior.

4 Dois geradores são ligados em paralelo ao lado de baixa tensão de


um transformador trifásico Δ-Υ. O gerador 1 tem para valores nominais
25.000kVA e 13,8kV. O gerador 2 tem 35.000kVA e 13,8kV. Cada gerador
tem uma reatância subtransitória de 25%. O transformador apresenta
como valores nominais 75.000kVA e 13,8Δ/69ΥkV, com uma reatância de
10%. Antes de ocorrer a falta, a tensão no lado de alta tensão do
transformador é 66kV. O transformador está em vazio e não há corrente
circulando entre os geradores. Assinale a alternativa que indica a
corrente subtransitória em cada gerador quando ocorre um curto-circuito
trifásico no lado de alta tensão do transformador.

I”g1 = 2861A e I”g2 = 1393A


RESPOSTA CORRETA
Solução:

Escolha como base, no circuito de alta tensão, 69kV e 75.000kVA. Então, a


tensão-base no lado BT é 13,8kV.

Gerador 1:

Gerador 2:

Transformador: x = 0,10pu e
a reatância subtransitória equivalente em paralelo é:

Portanto, na forma de fasor e tomando Eg como


referência, a corrente subtransitória no curto-circuito é:

A tensão no lado delta do triângulo é:


E nos geradores 1 e 2 é:

Para achar a
corrente em Ampères, os valores em pu são multiplicados pela corrente-base
do circuito:
5 Quais são os dois ensaios que podem ser realizados em uma
máquina síncrona para determinar a sua reatância síncrona?

Ensaio em circuito aberto e de curto-circuito com medições de tensão e


corrente.

1 Um motor síncrono trifásico, ligado em Y, é conectado a uma fonte


de tensão trifásica ideal, cujas tensão de fase e frequência são 220V e
60Hz, respectivamente. A reatância síncrona do motor é igual 3Ω, e a
tensão interna por fase gerada é 250V.
Desconsiderando-se qualquer tipo de perdas, o valor, em kW, da máxima
potência que esse motor pode fornecer é:

55kW

RESPOSTA CORRETA
VF=220V
F=60Hz
Xs=3Ω
EA=250V
A potência, expressa pelos valores de fase, é calculada considerando a
potência para as três fases. Multiplica-se a potência por três e a máxima
potência ocorre quando o valor do seno for 1 com o equacionamento abaixo:

2 Um motor síncrono trifásico, de polos salientes, está conectado a


um barramento infinito. As reatâncias síncronas de eixo direto e de
quadratura por fase valem, respectivamente, Xd = 2 Ω e Xq = 1,8 Ω. Sabe-
se que a tensão induzida no motor e a tensão do barramento infinito
valem, por fase, 1500 V e 1450 V, respectivamente.
O valor máximo da potência de conjugado da relutância do motor em kW,
é aproximadamente:
RESPOSTA CORRETA
A potência do conjugado de relutância é calculada por:

Para obter o conjugado máximo, tem-se que sen 2δ = 1, e assim:

P = 58.402,78 = 58400W
3 Com certa frequência, se requer que dois ou mais geradores
síncronos operem conjuntamente para alimentar uma carga que exceda a
saída nominal de um dos geradores.

Operação de sincronismo ou em paralelo com o sistema de potência.

RESPOSTA CORRETA
A operação de colocar o gerador síncrono em paralelo com sistema de
potência deve ter as seguintes condições necessárias:
- a máquina síncrona deve ter a mesma sequência de fases do sistema;
- a tensão gerada por fase (ou de linha) na máquina síncrona a ser
sincronizada deve ser rigorosamente igual à do sistema de potência;
- a frequência da tensão gerada pela máquina síncrona deve ser igual à do
sistema de potência.
A operação do paralelismo em máquinas síncronas de grande porte é feita por
aparelhos especiais chamados sincronoscópicos.

4 Quais são os dois tipos de excitação utilizados em motores


síncronos para alimentar o enrolamento de campo?

exitatriz estática (com escovas) e Excitatriz Brushless (sem escovas).