Você está na página 1de 9

Gavin Ambrose

Paul Harris

GRIDS
s.m. estrutura ou padrão de linhas
usado para orientar o posicionamento
dos elementos de um design

Tradução:
Mariana Belloli

Revisão Técnica:
Charles de Castro Vincent
Doutor pela FAU-USP
Professor pesquisador da FAU-Mackenzie

2009
Obra originalmente publicada sob o título
Basics Design: Grids

ISBN: 978-2-940373-34-5

Copyright © AVA Publishing SA 2008

Design e texto de Gavin Ambrose e Paul Harris


Fotografia original de Xavier Young
www.xavieryoung.co.uk

Production and separation by AVA Book Production Pte. Ltd., Singapore


Fone: +65 6334 8173 Fax: +65 6259 9830
Email: production@avabooks.com.sg

Capa: Rogério Grilho

Leitura final: Aline Grodt

Supervisão editorial: Elisa Viali

Editoração eletrônica: Techbooks

A496d Ambrose, Gavin.


Design básico : grids / Gavin Ambrose e Paul Harris ;
tradução Mariana Belloli.– Porto Alegre : Bookman, 2009.
176 p. ; il. ; 23 cm. – (Design básico)

ISBN 978-85-7780-522-8

1. Projeto gráfico. 2. Livros – Grids. I. Harris, Paul. II.


Título.

CDU 655.26

Catalogação na publicação: Renata de Souza Borges CRB-10/1922

Reservados todos os direitos de publicação, em língua portuguesa, à


ARTMED® EDITORA S.A.
(BOOKMAN® COMPANHIA EDITORA é uma divisão da ARTMED® EDITORA S. A.)
Av. Jerônimo de Ornelas, 670 – Santana
90040-340 – Porto Alegre – RS
Fone: (51) 3027-7000 Fax: (51) 3027-7070

É proibida a duplicação ou reprodução deste volume, no todo ou em parte, sob quaisquer


formas ou por quaisquer meios (eletrônico, mecânico, gravação, fotocópia, distribuição na Web
e outros), sem permissão expressa da Editora.

SÃO PAULO
Av. Angélica, 1.091 – Higienópolis
01227-100 – São Paulo – SP
Fone: (11) 3665-1100 Fax: (11) 3667-1333

SAC 0800 703-3444


Grids

IMPRESSO EM CINGAPURA
PRINTED IN SINGAPORE
23

Cliente: River Island


Design: Third Eye Design
Propriedades do grid:
Grid ajuda a posicionar os
elementos e a desenvolver
um fluxo dentro da página

River Island
A página dupla acima pertence a um catálogo criado pelo Third Eye Design para
o varejista River Island. Há nela uma combinação de módulos, colunas, texto e
imagens que estabelece uma narrativa. O grid oferece uma estrutura que orienta o
posicionamento dos diferentes elementos do design e direciona a atenção do leitor
por toda a página, seguindo um fluxo lógico e contínuo.
Sumário

Introdução 6
Como aproveitar ao máximo este livro 8

Webb & Webb Why Not Associates NB: Studio

Por que usar grids 10 Fundamentos 26 Tipos de grid 54


Organizando a ISO e formatos Simétrico 56
informação 12 de papel 28 Assimétrico 60
Como lemos Anatomia da página 30 Módulos 62
uma página 14 Medidas 32 Grids compostos 64
Como vemos uma Formas em Combinações 70
tela de monitor 18 uma página 34 A horizontal 72
Forma e função 22 Proporção 38 A vertical 74
Hierarquia 40 Grid diagonal
Desenho de rede e angular 78
e de ponto 42
Desenhando
um grid 46
Regra dos terços 50
Regra dos ímpares 52
Grids Sumário
45

3 Deep Design Third Eye Design The Vast Agency

Elementos do grid 80 Usos do grid 116 Grids na Web 148


Tipo 82 Padrão 118 Princípios básicos
Linhas de base 86 Grids visíveis 120 da Web 150
Imagens 88 Escala 122 Grids digitais 154
Alinhamento Perímetro 124 Orientação 156
horizontal 92 Eixo 128
Alinhamento vertical 94 Justaposição 132
Colunas 96 Espaço em branco 134
Número de colunas 98 Grids ambientais 136
Largura das colunas 102 Grids multilíngues 140
Tipo e largura Grids orientados
das colunas 106 por legenda 142
Colunas estreitas 108 Grids de informação
Medidas amplas 110 quantitativa 144
Fólios 112 Grid como
expressão 146

Glossário 160
Grids Sumário

Conclusão 172
Agradecimentos 174
Contatos 176
Introdução

O grid é a base sobre a qual um design é construído. Ele permite que o


designer organize de modo eficiente diversos elementos em uma página.
Em essência, é o esqueleto de um trabalho. Grids adicionam ordem e estrutura
aos designs, sejam eles simples, como o exemplo da página ao lado, ou com
grande quantidade de informação, como os encontrados em sites de jornais.

O objetivo deste livro é introduzir os princípios básicos do uso do grid no design


gráfico conforme praticados pelos designers contemporâneos. Muitos desses
fundamentos datam de séculos atrás, quando os livros começaram a ser produzidos
em massa. Esses métodos, porém, foram refinados, melhorados e complementados
ao longo do tempo, e esse processo continua à medida que novas tecnologias
trazem consigo novas mídias, como as páginas da Internet e o telefone celular.

Entretanto, não é intenção desta obra ser um guia prescritivo sobre a criação e o
uso de grids. Em vez disso, ela aborda os princípios por trás da utilização de grids
a fim de fornecer ao leitor subsídios para enfrentar uma grande variedade de
problemas de design gráfico. A principal mensagem do livro é que uma abordagem
estática e repetitiva ao uso de grids não resulta em designs criativos e eficientes.
Ao desenvolver um claro entendimento dos muitos aspectos do grid, esperamos
provar que eles não apenas organizam um design, mas também oferecem
amplas oportunidades de expressão e criatividade.

Por que usar grids Elementos do grid


Grids são guias necessários que organizam os O grid é usado para posicionar os vários elementos
elementos de um design, ajudando o leitor a acessar gráficos, textuais e de imagem que compõem um
as informações facilmente. design a fim de produzir diferentes apresentações
visuais.

Fundamentos Usos do grid


Esta seção é uma introdução aos elementos que Aqui, diferentes grids e técnicas são discutidos, a fim
constituem o grid, incluindo medidas, formas, de fornecer um guia para estruturação e apresentação
proporções e vários fios relacionados à anatomia de diferentes tipos de conteúdo, incluindo o uso de
de uma página. orientação, justaposição e divisão espacial.

Tipos de grid Grids na Web


Este capítulo mostra as relações entre grids, tipografia Este capítulo apresenta algumas considerações
e imagens por meio da apresentação e da exploração especiais de design para a produção de grids e
de alguns dos muitos tipos de grid disponíveis. layouts para páginas Web e outras mídias eletrônicas.
Grids Introdução
67

Cliente: Nike
Design: Why Not Associates
Propriedades do grid:
Ilustrações alinhadas em
fileiras e colunas, resultando
em linhas limpas e ordem

Nike Paris
Este interior foi criado pelo estúdio Why Not Associates para a loja da Nike da
avenida Champs-Elysées, em Paris. Ele apresenta, em paredes de vidro, um padrão
repetido de ilustrações de tênis alinhadas em colunas (vertical) e linhas (horizontal).
Esta parede mostra que as estruturas de grid estão presentes em muitas das coisas
Grids Introdução

que vemos todos os dias.


Como aproveitar ao máximo este livro

Este livro apresenta diferentes aspectos do uso de grids, abordados em


capítulos específicos. Cada capítulo fornece diversos exemplos do uso criativo
de grids dos principais estúdios de design contemporâneos, com comentários
explicando as razões por trás das escolhas feitas.

Os princípios fundamentais de design aparecem em destaque para que o leitor


possa ver como eles são aplicados na prática.

Navegação clara Introduções


Cada capítulo possui um Introduções especiais de seção
cabeçalho claro para a apresentam os conceitos básicos
localização rápida das áreas que serão discutidos
de interesse.

Organizando a informação 12 13

Cliente: CBK Artoteek


Organizando a informação Dordrecht
Design: Faydherbe / De Vringer
A função básica do grid é organizar a Propriedades do grid:
Grids centrais e simétricos
informação em uma página. O modo de combinados com uma
imagem assimétrica
alcançar isso foi desenvolvido e refinado ao
longo da história – de simples páginas de
texto à inclusão de imagens e às diversas
possibilidades oferecidas pelos softwares
de design modernos.
Embora o grid tenha evoluído consideravelmente ao longo do tempo, os princípios
básicos que o sustentam permaneceram intactos por séculos. Aproximadamente
300 anos separam as duas imagens desta página, mas os elementos comuns entre
elas são evidentes. Tanto a página do manuscrito medieval (à esquerda) como a do
jornal (à direita) possuem colunas que contêm e dão forma ao corpo do texto em
uma largura legível. O título oferece clareza e uma hierarquia básica.

A imagem da esquerda mostra


uma das primeiras páginas
impressas em latim, incunabula,
datada de 1483, com texto em
duas colunas verticais. A da direita
é de um dos primeiros jornais, o
Edinburgh Evening Courant, de
1774, com três colunas de texto.
As duas têm elementos comuns Jan Samsom
que guiam o leitor: cabeçalhos Este pôster foi criado pelo estúdio Faydherbe / De Vringer para uma exposição de
claros e um senso de direção. Jan Samsom. O design apresenta um grid intuitivo que fornece uma estrutura
No segundo exemplo, elementos centralizada e simétrica aos elementos textuais, que se distribuem em torno do
adicionais como capitulares baixas
posicionamento central da palavra “Samsom”, a qual, por sua vez, atua como
contraponto à imagem assimétrica.
Grids Como aproveitar ao máximo este livro

Grids Organizando a informação

e fios Scotch aumentam a noção


de ordem.
Grids Por que usar grids

O design tem uma clara e inequívoca hierarquia de informações, sendo também


Hierarquia tipograficamente diverso e dinâmico. As colunas de texto estão dispostas horizontal
Guia visual, organizado e lógico que indica diferentes níveis de importância no texto. e verticalmente, criando uma ideia de camadas; as informações aparecem tanto no
Fios Scotch primeiro plano quanto no plano médio e no plano de fundo, dependendo do seu
Linhas grossas, finas, ou uma combinação das duas, usadas para separar diferentes elementos textuais. tamanho e da intensidade da cor.

Informações relacionadas Exemplos


Informações relacionadas, como Projetos comerciais de designers
definições, são explicadas em contemporâneos ilustram os
destaque. princípios discutidos.
89

Como lemos uma página 14 15

Cliente: Phaidon
Como lemos uma página Design: Webb & Webb
Propriedades do grid: No
Qualquer página tem elementos ativos e grid, imagens em cores estão
localizadas no foco principal
da página
passivos devido à natureza do conteúdo e
à maneira como enxergamos a página –
o modo como o olho varre a página para
Diagramas localizar a informação.
As áreas ativas e passivas do design

Diagramas agregam significado à O designer tem bastante liberdade quando se trata de posicionar diferentes
elementos de design dentro de um layout. Entretanto, o modo como o olho humano
examina uma imagem ou um corpo de texto faz com que certas áreas da página
sejam mais visadas, ou mais ativas, do que outras. Isso significa que, em uma
teoria mostrando os princípios página, existem áreas centrais e periféricas, e os designers podem usar esse
conhecimento para direcionar a localização dos principais elementos de design –
tornando-os mais ou menos visíveis.

básicos em ação. Diante de uma nova página de


informação, o olho humano
habitualmente procura uma
entrada no lado superior
esquerdo, varrendo a página na
diagonal para baixo até o canto
inferior direito, como mostrado na
figura. A profundidade das cores
indica onde o foco de atenção é
mais forte.

Grids Como lemos uma página


O movimento Arts & Crafts (à direita)
Grids Por que usar grids

Estas duas páginas duplas fazem parte de um livro criado pelo estúdio Webb &
Webb sobre o Movimento de Artes e Ofícios. O design apresenta imagens em cores
no foco principal, o canto superior esquerdo da página. O uso de imagens estimula o
olho com uma explosão de cores e conduz o leitor pela página. A posição dos
elementos textuais e das imagens no grid cria um movimento sutil nas páginas sem
causar confusão ou inibir a leitura – o grid “contém” os elementos sem sufocá-los.

Forma e função 22 23

Cliente: The Fine Art Society


Forma e função Design: Webb & Webb
Propriedades do grid:
Embora o designer precise levar em Hierarquia simples,
alinhamento à esquerda,
consideração as limitações físicas e as entrelinhas largo

exigências da mídia ou do formato usados,


a forma de um design deve complementar
a sua função. A forma de um projeto varia
de acordo com o público-alvo a que se
destina.

É essencial enxergar o grid como algo adaptável e flexível, e não como algo
prescritivo e inviolável. Por exemplo, quem cresceu usando computadores e a
Internet tende a ser um usuário mais sofisticado e proficiente do que aqueles que
não tiveram essa experiência. Em termos práticos, isso significa que alguns leitores
ficarão mais confortáveis em navegar em sites complexos, enquanto outros
precisarão de estruturas mais simples.

Esse ponto de vista modernista pode ser útil nos estágios iniciais de um design.
Em certa medida, a forma do grid será ditada por sua função. A quem ele se
destina? Como será usado? Onde será lido? Por meio de uma série de perguntas, o
design acaba falando por si mesmo. Por exemplo, um grid que seja apropriado para
um livro de culinária terá exigências diferentes e não necessariamente acomodará
um relatório anual, um catálogo de vendas ou os classificados de um jornal.

Um princípio orientador para um design eficaz é o de que a forma de um trabalho


deve seguir a sua função, ou seja, um design deve ser facilmente usado e acessado
por seu público-alvo.
Grids Como aproveitar ao máximo este livro
Grids Por que usar grids

Modernismo
Grids Forma e função

“A forma segue a função” é uma expressão atribuída ao arquiteto Louis Sullivan e captura de modo sucinto a David Gentleman
exigência de que, no design, o uso prático seja colocado acima da estética. Essa ideia buscava eliminar os Esta capa de livro, criada pelo estúdio Webb & Webb para The Fine Art Society,
adornos supérfluos a fim de focar nos elementos essenciais ao uso. usa um grid simples e direto para estruturar a informação. Como o tamanho do tipo
é o mesmo em todo o texto principal, a cor é usada para criar uma hierarquia de
informação, com matizes suaves que remetem às aquarelas dentro do livro.

Informações adicionais Explicações escritas


Clientes, designers e princípios do Os pontos-chave são explicados
uso de grids são apresentados. no contexto de um projeto usado
como exemplo.

Interesses relacionados