Você está na página 1de 32

Rio Grande do Sul Campus Rio Grande

TERMOMETRIA

TERMOMETRIA

Profº. Serguei Silva

AULA 01

13 de setembro de 2010

TERMOMETRIA TERMOMETRIA Termometria = Medição de temperatura Pirometria = Medição de altas temperaturas, aonde o efeito

TERMOMETRIA

TERMOMETRIA

Termometria = Medição de temperatura

Pirometria = Medição de altas temperaturas, aonde o efeito da radiação pode interferir;

Criometria = Medição de temperaturas muito baixas

TEMPERATURA? TEMPERATURA? O que é temperatura? Refrigeração Calor Gelo Frio Ebulição Febre Quente Queimadura

TEMPERATURA?

TEMPERATURA?

O que é temperatura?

Refrigeração

Calor

Gelo

Frio

Ebulição

Febre

Quente

Queimadura

TEMPERATURA? TEMPERATURA? O que é temperatura? sensação de quanto ele está quente ou frio

TEMPERATURA?

TEMPERATURA?

O que é temperatura?

sensação de quanto ele está quente ou frio

TEMPERATURA? TEMPERATURA? O que é temperatura? sensação de quanto ele está quente ou frio Temperatura pode

TEMPERATURA?

TEMPERATURA?

O que é temperatura?

sensação de quanto ele está quente ou frio

Temperatura pode ser definida como o grau de

agitação térmica das moléculas.

TEMPERATURA? TEMPERATURA? O que é temperatura? Temperatura pode ser definida como o grau de agitação térmica

TEMPERATURA?

TEMPERATURA?

O que é temperatura?

Temperatura pode ser definida como o grau de agitação térmica das moléculas.

Quanto mais rápido o movimento das moléculas, mais quente se apresenta o corpo, e quanto mais lento, mais frio.

TEMPERATURA? TEMPERATURA? O que é temperatura? Temperatura pode ser definida como o grau de agitação térmica
TEMPERATURA? TEMPERATURA? Energia Térmica A energia térmica de um corpo é o somatório das energias cinéticas

TEMPERATURA?

TEMPERATURA?

Energia Térmica

A energia térmica de um corpo é o somatório das energias cinéticas dos seus átomos e, além de depender da temperatura, depende também da massa e do tipo de substância

Calor

Calor é energia em trânsito

ou

a forma de

energia que é transferida através da fronteira de um sistema em virtude da diferença de temperatura

TEMPERATURA? TEMPERATURA? Condução A condução é um processo pelo qual o calor flui de uma região

TEMPERATURA?

TEMPERATURA?

Condução

A

condução

é

um

processo pelo qual o calor flui de

uma região de alta temperatura para outra de temperatura mais

baixa, dentro de um meio sólido, líquido ou gasoso ou entre meios

diferentes em contato direto.

físico

TEMPERATURA? TEMPERATURA? Condução A condução é um processo pelo qual o calor flui de uma região
TEMPERATURA? TEMPERATURA? Convecção A convecção é um processo de transmissão de calor que ocorre em duas

TEMPERATURA?

TEMPERATURA?

Convecção

 

A

convecção

é

um

processo de transmissão de calor

que

ocorre

em

duas

fases.

Na

primeira fase as moléculas do fluído

se aquecem ou resfriam por condução, sofrendo uma mudança

de

densidade

adquirindo,

na

segunda

fase,

um

movimento

convectivo ascendente

ou

descendente.

TEMPERATURA? TEMPERATURA? Convecção A convecção é um processo de transmissão de calor que ocorre em duas
TEMPERATURA? TEMPERATURA? Irradiação A radiação é um processo pelo qual o calor flui de um corpo

TEMPERATURA?

TEMPERATURA?

Irradiação

A

radiação

é

um

processo pelo qual o calor flui de

um

corpo

de

alta

temperatura

para

um

de

baixa,

quando

os

mesmos estão separados

no

espaço, ainda que

exista

um

vácuo entre eles

TEMPERATURA? TEMPERATURA? Irradiação A radiação é um processo pelo qual o calor flui de um corpo
ESCALAS DEDE TEMPERATURA ESCALAS TEMPERATURA Desafio de reproduzir a medida de temperatura em diferentes locais, com

ESCALAS DEDE TEMPERATURA

ESCALAS

TEMPERATURA

Desafio de reproduzir a medida de

temperatura em diferentes locais,

com diferentes condições!!!!!!

ESCALAS DEDE TEMPERATURA ESCALAS TEMPERATURA Utilização de estados físicos definidos para a definições das escalas

ESCALAS DEDE TEMPERATURA

ESCALAS

TEMPERATURA

Utilização de estados físicos definidos

para a definições das escalas

ESCALAS DEDE TEMPERATURA ESCALAS TEMPERATURA Utilização de estados físicos definidos para a definições das escalas
ESCALAS DEDE TEMPERATURA ESCALAS TEMPERATURA

ESCALAS DEDE TEMPERATURA

ESCALAS

TEMPERATURA

ESCALAS DEDE TEMPERATURA ESCALAS TEMPERATURA
ESCALAS DEDE TEMPERATURA ESCALAS TEMPERATURA Exercícios: Uma amostra de oxigênio está a 190 K. Qual o

ESCALAS DEDE TEMPERATURA

ESCALAS

TEMPERATURA

Exercícios:

Uma amostra de oxigênio

está

a

190

K.

Qual o calor da temperatura nas escalas

Celsius e Fahrenheit?

MEDIÇÃO DEDE TEMPERATURA POR

MEDIÇÃO

MEDIÇÃO DEDE TEMPERATURA POR MEDIÇÃO TEMPERATURA POR DILATAÇÃO // EXPANSÃO DILATAÇÃO EXPANSÃO Termômetro de dilatação de

TEMPERATURA POR

DILATAÇÃO // EXPANSÃO

DILATAÇÃO

EXPANSÃO

Termômetro de dilatação de líquidos

Baseado no fenômeno de dilatação aparente de um líquido dentro de um recipiente fechado.

MEDIÇÃO DEDE TEMPERATURA POR MEDIÇÃO TEMPERATURA POR DILATAÇÃO // EXPANSÃO DILATAÇÃO EXPANSÃO Termômetro de dilatação de

MEDIÇÃO DEDE TEMPERATURA POR

MEDIÇÃO

MEDIÇÃO DEDE TEMPERATURA POR MEDIÇÃO TEMPERATURA POR DILATAÇÃO // EXPANSÃO DILATAÇÃO EXPANSÃO Termômetro de dilatação de

TEMPERATURA POR

DILATAÇÃO // EXPANSÃO

DILATAÇÃO

EXPANSÃO

Termômetro de dilatação de líquidos

Baseado no fenômeno de dilatação aparente de um líquido dentro de um recipiente fechado.

Tubo capilar Bulbo
Tubo capilar
Bulbo
MEDIÇÃO DEDE TEMPERATURA POR MEDIÇÃO TEMPERATURA POR DILATAÇÃO // EXPANSÃO DILATAÇÃO EXPANSÃO Termômetro de dilatação de

MEDIÇÃO DEDE TEMPERATURA POR

MEDIÇÃO

MEDIÇÃO DEDE TEMPERATURA POR MEDIÇÃO TEMPERATURA POR DILATAÇÃO // EXPANSÃO DILATAÇÃO EXPANSÃO Termômetro de dilatação de

TEMPERATURA POR

DILATAÇÃO // EXPANSÃO

DILATAÇÃO

EXPANSÃO

Termômetro de dilatação de líquidos

Baseado no fenômeno de dilatação aparente de um líquido dentro de um recipiente fechado.

Tubo capilar
Tubo capilar
MEDIÇÃO DEDE TEMPERATURA POR MEDIÇÃO TEMPERATURA POR DILATAÇÃO // EXPANSÃO DILATAÇÃO EXPANSÃO Termômetro de dilatação de

Coeficiente de dilatação volumétrica

Álcool etílico

Mercúrio

=>

=>

100 * 10E-05

18,2 * 10E-05

Bulbo

MEDIÇÃO DEDE TEMPERATURA POR

MEDIÇÃO

MEDIÇÃO DEDE TEMPERATURA POR MEDIÇÃO TEMPERATURA POR DILATAÇÃO // EXPANSÃO DILATAÇÃO EXPANSÃO Termômetro de dilatação de

TEMPERATURA POR

DILATAÇÃO // EXPANSÃO

DILATAÇÃO

EXPANSÃO

Termômetro de dilatação de líquidos

Aplicações:

  • - Laboratórios e industria;

Vantagem:

  • - Confiabilidade, custo e simplicidade na aplicação.

Limitações:

  • - Não consegue transmitir a indicação da temperatura;

    • - Sensível a choques e vibrações;

    • - Utilização de proteções.

MEDIÇÃO DEDE TEMPERATURA POR

MEDIÇÃO

MEDIÇÃO DEDE TEMPERATURA POR MEDIÇÃO TEMPERATURA POR DILATAÇÃO // EXPANSÃO DILATAÇÃO EXPANSÃO Termômetro de dilatação de

TEMPERATURA POR

DILATAÇÃO // EXPANSÃO

DILATAÇÃO

EXPANSÃO

Termômetro de dilatação de líquidos

MEDIÇÃO DEDE TEMPERATURA POR MEDIÇÃO TEMPERATURA POR DILATAÇÃO // EXPANSÃO DILATAÇÃO EXPANSÃO Termômetro de dilatação de
MEDIÇÃO DEDE TEMPERATURA POR MEDIÇÃO TEMPERATURA POR DILATAÇÃO // EXPANSÃO DILATAÇÃO EXPANSÃO Termômetro de dilatação de

MEDIÇÃO DEDE TEMPERATURA

MEDIÇÃO

TEMPERATURA

MEDIÇÃO DEDE TEMPERATURA MEDIÇÃO TEMPERATURA Termômetro de dilatação em recipientes metálicos Nesse termômetro, o líquido preenche

Termômetro de dilatação em recipientes metálicos

Nesse

termômetro,

o

líquido

preenche

todo

o

volume da câmara e, sobre o

aumento da temperatura, se

dilata, deformando um elemento extensível (Sensor volumétrico).

MEDIÇÃO DEDE TEMPERATURA MEDIÇÃO TEMPERATURA Termômetro de dilatação em recipientes metálicos Nesse termômetro, o líquido preenche

MEDIÇÃO DEDE TEMPERATURA

MEDIÇÃO

TEMPERATURA

MEDIÇÃO DEDE TEMPERATURA MEDIÇÃO TEMPERATURA Termômetro de dilatação em recipientes metálicos Características principais Bulbo: Varia de

Termômetro de dilatação em recipientes metálicos

Características principais

Bulbo: Varia de acordo com

sua

aplicação.

líquido são:

Os

principais

MEDIÇÃO DEDE TEMPERATURA MEDIÇÃO TEMPERATURA Termômetro de dilatação em recipientes metálicos Características principais Bulbo: Varia de
MEDIÇÃO DEDE TEMPERATURA MEDIÇÃO TEMPERATURA Termômetro de dilatação em recipientes metálicos Características principais Bulbo: Varia de

MEDIÇÃO DEDE TEMPERATURA

MEDIÇÃO

TEMPERATURA

MEDIÇÃO DEDE TEMPERATURA MEDIÇÃO TEMPERATURA Termômetro de dilatação em recipientes metálicos Características principais Capilar: Tem ter

Termômetro de dilatação em recipientes metálicos

Características principais

Capilar:

Tem

ter

o

menor

volume

possível

para

evitar

influência

da

temperatura

ambiente, mas

não

pode

restringir a passagem do líquido

de expansão.

MEDIÇÃO DEDE TEMPERATURA MEDIÇÃO TEMPERATURA Termômetro de dilatação em recipientes metálicos Características principais Capilar: Tem ter

MEDIÇÃO DEDE TEMPERATURA

MEDIÇÃO

TEMPERATURA

MEDIÇÃO DEDE TEMPERATURA MEDIÇÃO TEMPERATURA Termômetro de dilatação em recipientes metálicos Características principais Elemento de medição:

Termômetro de dilatação em recipientes metálicos

Características principais

Elemento

de

medição:

Geralmente é utilizado Tubo de

Bourdon.

Vantagens:

- Mais preciso sistema

mecânico

de

medição

de

temperatura;

 

-

Possível

transmitir

a

indicação para leituras remotas.

MEDIÇÃO DEDE TEMPERATURA MEDIÇÃO TEMPERATURA Termômetro de dilatação em recipientes metálicos Características principais Elemento de medição:

MEDIÇÃO DEDE TEMPERATURA

MEDIÇÃO

TEMPERATURA

MEDIÇÃO DEDE TEMPERATURA MEDIÇÃO TEMPERATURA Termômetro de dilatação em recipientes metálicos Características principais Elemento de medição:

Termômetro de dilatação em recipientes metálicos

Características principais

Elemento

de

medição:

Geralmente é utilizado Tubo de

Bourdon.

Vantagens:

- Mais preciso sistema

mecânico

de

medição

de

temperatura;

 

-

Possível

transmitir

a

indicação para leituras remotas.

MEDIÇÃO DEDE TEMPERATURA MEDIÇÃO TEMPERATURA Termômetro de dilatação em recipientes metálicos Características principais Elemento de medição:

MEDIÇÃO DEDE TEMPERATURA

MEDIÇÃO

TEMPERATURA

MEDIÇÃO DEDE TEMPERATURA MEDIÇÃO TEMPERATURA Termômetro de dilatação em recipientes metálicos Pressão de gás O volume

Termômetro de dilatação em recipientes metálicos

Pressão de gás

O

volume

do

conjunto é

preenchido

com

um gás

a

alta

pressão.

A

variação

da

temperatura

é

diretamente

proporcional

a

variação

volumétrica do líquido contido no bulbo.

Utiliza-se

um

sistema

de

medição

de

pressão

para

a

indicação da leitura.

MEDIÇÃO DEDE TEMPERATURA MEDIÇÃO TEMPERATURA Termômetro de dilatação em recipientes metálicos Pressão de gás O volume

MEDIÇÃO DEDE TEMPERATURA

MEDIÇÃO

TEMPERATURA

MEDIÇÃO DEDE TEMPERATURA MEDIÇÃO TEMPERATURA Termômetro de dilatação de sólido Termômetro bimetálico Um elemento bimetálico consistem

Termômetro de dilatação de sólido

Termômetro bimetálico

Um elemento bimetálico consistem em duas lâminas com diferentes coeficientes de dilatação

linear sobrepostas, formando uma

só peça.

Com a variação da temperatura, tem-se uma flexão da extremidade do elemento.

MEDIÇÃO DEDE TEMPERATURA MEDIÇÃO TEMPERATURA Termômetro de dilatação de sólido Termômetro bimetálico Um elemento bimetálico consistem

MEDIÇÃO DEDE TEMPERATURA

MEDIÇÃO

TEMPERATURA

MEDIÇÃO DEDE TEMPERATURA MEDIÇÃO TEMPERATURA Termômetro de dilatação de sólido Termômetro bimetálico Na prática, o elemento

Termômetro de dilatação de sólido

Termômetro bimetálico

Na

prática,

o elemento

bimetálico é enrolado em forma de

espiral, o que

sensibilidade.

aumenta mais sua

MEDIÇÃO DEDE TEMPERATURA MEDIÇÃO TEMPERATURA Termômetro de dilatação de sólido Termômetro bimetálico Na prática, o elemento

MEDIÇÃO DEDE TEMPERATURA

MEDIÇÃO

TEMPERATURA

MEDIÇÃO DEDE TEMPERATURA MEDIÇÃO TEMPERATURA Termômetro de dilatação de sólido Termômetro bimetálico

Termômetro de dilatação de sólido

Termômetro bimetálico

MEDIÇÃO DEDE TEMPERATURA MEDIÇÃO TEMPERATURA Termômetro de dilatação de sólido Termômetro bimetálico
MEDIÇÃO DEDE TEMPERATURA MEDIÇÃO TEMPERATURA Termômetro de dilatação de sólido Termômetro bimetálico

MEDIÇÃO DEDE TEMPERATURA

MEDIÇÃO

TEMPERATURA

MEDIÇÃO DEDE TEMPERATURA MEDIÇÃO TEMPERATURA Termômetro de dilatação de sólido Termômetro bimetálico Na prática, a faixa

Termômetro de dilatação de sólido

Termômetro bimetálico

Na prática, a faixa de medição

dos termômetros bimetálicos pode variar de -50ºC à 800ºC, com uma precisão de cerca de

1%.

MEDIÇÃO DEDE TEMPERATURA MEDIÇÃO TEMPERATURA Termômetro de dilatação de sólido Termômetro bimetálico Na prática, a faixa

MEDIÇÃO DEDE TEMPERATURA

MEDIÇÃO

TEMPERATURA

MEDIÇÃO DEDE TEMPERATURA MEDIÇÃO TEMPERATURA Termômetro de dilatação de sólido Termômetro bimetálico Na prática, a faixa

Termômetro de dilatação de sólido

Termômetro bimetálico

Na prática, a faixa de medição

dos termômetros bimetálicos pode variar de -50ºC à 800ºC, com uma precisão de cerca de

1%.

MEDIÇÃO DEDE TEMPERATURA MEDIÇÃO TEMPERATURA Termômetro de dilatação de sólido Termômetro bimetálico Na prática, a faixa

MEDIÇÃO DEDE TEMPERATURA

MEDIÇÃO

TEMPERATURA

MEDIÇÃO DEDE TEMPERATURA MEDIÇÃO TEMPERATURA Porque se utiliza ainda sistemas de medição mecânicos?

Porque se utiliza ainda sistemas de medição mecânicos?

MEDIÇÃO DEDE TEMPERATURA

MEDIÇÃO

TEMPERATURA

MEDIÇÃO DEDE TEMPERATURA MEDIÇÃO TEMPERATURA Próximos conteúdos: Medição de temperatura com termopar; - Medição de temperatura

Próximos conteúdos:

Medição de temperatura com termopar;

-

Medição de temperatura com termoresistência;

Medição de temperatura por radiação:

-