Você está na página 1de 2

1) Uma ocorrência em que se faz necessário (vantajoso) utilizar a Manutenção

Preventiva, por questões de segurança ou outro motivo.

Uma empresa de aluguel de carros recebeu uma queixa de um de seus usuários,


informando que o carro apresentou problemas no freio durante uma viagem e esse
problema poderia ter ocasionado sérias consequências se as circunstancias fossem
outras, que por sorte nada de grave aconteceu com os ocupantes do carro ou com
terceiros.

A manutenção preventiva pode reduzir os riscos de quebra, de envelhecimento e


degeneração dos veículos, programar a conservação das peças e atuar antes da
manutenção corretiva. Além disso, pode amenizar consideravelmente os custos de
compra de novos itens.

Mais de 50 mil pessoas morrem todos os anos nas rodovias brasileiras em


decorrência de acidentes de trânsito devido à falta da manutenção preventiva em
veículos, um problema sério que pode ser contornado com uma simples revisão regular
nos veículos. Ao realizar a manutenção preventiva adequada, previne-se:

 Falhas no sistema de freios


 Problemas de bateria
 Pneus carecas
 Aquecimento excessivo dos motores – o que gera um custo bem alto e
manutenção corretiva
 Falhas no balanceamento dos pneus — que pode causar acidentes graves
 Amortecedores e molas danificados
 Consumo em excesso de combustível

2) Outra ocorrência (exemplo ou caso ocorrido com você, ou não – pode ser
hipotético) em que é desvantajoso utilizar a Manutenção Preventiva.

Uma fábrica de cimento possui diversos sistemas hidráulicos e um deles


apresentou um vazamento em uma de suas mangueiras, apesar do vazamento o sistema
hidráulico ainda desempenha a sua função dentro do processo de produção (acionar com
os parâmetros de pressão, velocidade e força requerida). Logo, existe uma falha
potencial, caso não seja tratada, levará o equipamento até a falha funcional

Um ponto importante para destacar é que tudo depende do tamanho e da


complexidade da falha. Dispender recursos para realizar a manutenção preventiva em
máquinas que raramente apresentam defeitos pode acabar saindo mais caro do que
investir na manutenção corretiva.

Outro detalhe que merece atenção é que este serviço, por mais que não pareça,
também pode ser planejado. É possível elaborar um planejamento e cronograma de
manutenção corretiva. Assim, são realizadas atividades de inspeção – além de um
sistema de relatos das falhas.
REFERÊNCIAS

SO,FIT. Manutenção preventiva: entenda definitivamente como funciona.


Disponível em: <https://www.sofit4.com.br/blog/manutencao-preventiva/>. Acesso em:
23 de Out 2018.

ENGETELES. A manutenção corretiva como e quando usar. Disponível em:


<https://engeteles.com.br/manutencao-corretiva/>. Acesso em: 29 de Out 2018.

ELETROREDE ENGENHARIA. Manutenção corretiva: como usar esta prática ao


seu favor?. Disponível em: <http://eletrorede.eng.br/blog/2018/08/09/manutencao-
corretiva/>. Acesso em: 29 de Out 2018.