Você está na página 1de 11

Por

Carteira Recomendada
Fundos Imobiliários
Julho de 2019

Rico
Matinal
Julho 2019

Performance
Os principais eventos recentes da economia brasileira
e do mercado global
O primeiro semestre de 2019 chegou ao fim trazendo um ambiente externo menos volátil e favorável ao âmbito
doméstico. A expectativa de que o FED e os outros bancos centrais irão intensificar os estímulos monetários para
combater o esfriamento econômico tem dado um novo ânimo ao mercado. Refletindo essa perspectiva, a nossa
cotação cambial segue em uma tendência de queda, o que deve contribuir, caso se concretize, para a descompressão
da inflação ainda este ano.
No Brasil, mais especificamente na esfera política, a perspectiva de aprovação da reforma previdenciária vem se
concretizando, à medida que o Rodrigo Maia (Presidente da Câmara dos Deputados) vem assumindo um papel
fundamental no encaminhamento da proposta. Concomitante à evolução da reforma, o Copom, em sua última ata,
deu sinal de que a evolução atual do cenário básico e do balanço de riscos prescreve manutenção da taxa Selic no
nível vigente (6,50%). O documento enfatizou que, se as reformas forem aprovadas e que se os ajustes necessários
forem concretizados, haverá espaço para a redução da taxa básica de juros.
E é nesse compasso, de juros baixos, que a indústria de Fundos imobiliários tem marcado um ritmo mais forte. O mês
de junho de 2019, o IFIX (benchmark do setor) apresentou uma performance de +2,88%, acumulando um crescimento
de +11,67% no ano e de +24,41% nos últimos 12 meses. É importante ressaltar que, na variação mensal, foi a maior
alta dos últimos oito meses, quando o indicador registrou +5,04% em outubro de 2018. Tal resultado, reflete o
apetite dos investidores por esse tipo de produto singular que deve expandir consistentemente nos próximos ciclos.
Em termos de posicionamento, todos os segmentos apresentaram uma performance positiva no mês de junho, sendo
que, se destacaram os Multiativos Corporativos (+4,62%), os Recebíveis (+4,18%) e os Monoativos Corporativos
(+4,16%). Os respectivos resultados refletem uma aposta do mercado em relação ao ganho expressivo de renda e
capital dos edifícios corporativos e da “segurança” dos fundos de papéis, que são uma ótima alternativa para
diversificar risco.
O Hotel Maxinvest (HTMX11) foi o fundo que apresentou a maior performance mensal (+27,19%). Recapitulando, o FII
Hotel Maxinvest foi criado em 2007 como objetivo investir em imóveis do setor hoteleiro. A sua gestora, Hotel Invest,
possui mais de 19 anos atuação no mercado e é uma referência do mercado. O fundo segue empenhado em
maximizar o retorno dos cotistas, vendendo as unidades, gerando lucro e distribuindo o resultado.
Indo contra o fluxo, o Hospital da Criança (HCRI11) registrou o pior retorno no mês de junho de 2019 (-13,35%). O
portfólio do fundo é composto por um único ativo, um hospital pediátrico em funcionamento desde 1998. O Instituto
de Especialidades Pediátricas de São Paulo S/A é o locatário do imóvel, que entrou com uma ação para reduzir o valor
do aluguel.

PERFORMANCE 12 MESES – IBOV x IFIX x CDI Acumulado

150
141
140
130 124
120
110 106
100
90
80
jun-18 jul-18 ago-18 set-18 out-18 nov-18 dez-18 jan-19 fev-19 mar-19 abr-19 mai-19
IBOV IFIX CDI Acumulado

www.rico.com.vc 02
Julho 2019

Carteira Recomendada vs IFIX


Performance
Os principais
VISÃO GERAL eventos recentes da economia brasileira
e do mercado global Carteira
A carteira recomendada Rico obteve um incremento Parâmetros IFIX
Rico
de +1,70% no mês de junho de 2019, ficando 1,18 p.p.
abaixo do IFIX (+2,88%). Apesar do resultado, a
carteira da Rico, no acumulado do ano, segue com um Meses positivos 24 23
spread considerável em relação ao indicador,
Meses negativos 6 7
acumulando uma abertura de 4,78 p.p.
Analisando as esferas da nossa carteira, “Recebíveis” Meses acima do IFIX 22 -
foi o segmento que mais contribuiu para a
performance no mês de junho. Destaque para o Meses Abaixo do IFIX 8 -
Capitânia Securities II (CPTS11B) que fechou o mês Maior retorno mensal 5,75% 5,04%
com +6,39%, sua performance deve-se a uma carteira
composta por créditos de boa qualidade e pela Menor retorno mensal -4,60% -5,27%
experiência do time de gestão. Em seguida, encontra-
se o RBR High Grade (RBRR11) com +2,38%. Índice de Sharpe 4,28 4,72
Em segundo lugar, encontra-se o segmento Volatilidade Anualizada 6,84% 3,75%
“Shoppings”, sendo que XP Malls (XPML11) registrou o
maior avanço do segmento (+2,63%) no mês de junho
de 2019. A tese de investimento do fundo é de adquirir ativos maduros e, preferencialmente, localizados
em capitais.
“Ativos Logísticos” ficou em terceiro lugar no ranking. Liderando o segmento, encontra-se o Vinci
Logística (VILG11) que obteve um incremento de +1,08% no mês de junho. A tese imobiliária do fundo é
de adquirir ativos prontos, locados e com localizações estratégicas. O portfólio do Fundo é atualmente
composto por participação em 2 imóveis totalizando mais de 48 mil m² de ABL próprio que se encontra
100% ocupado com aluguel médio de R$23,83/m² e com 0% de inadimplência. Recentemente, o fundo
encerrou sua 2ª emissão de cotas, captando aproximadamente R$ 156 milhões.
Por fim, mas não menos importante, “Lajes Corporativas” contribuiu negativamente para a performance
da carteira. O Pátria Edifício Corporativo (PATC11) chegou a atingir +0,39% em junho. O fundo mira lajes
corporativas em São Paulo e com qualidade de AAA. E por último, situa-se o Rio Bravo Renda Corporativa
(FFCI11) que foi o único que exibiu um resultado marginalmente negativo (-0,87%).

jul-18 ago-18 set-18 out-18 nov-18 dez-18 jan-19 fev-19 mar-19 abr-19 mai-19 jun-19 No ano 12 Meses

Carteira Rico
1,23% 0,76% 0,25% 5,75% 3,13% 4,86% 3,06% 2,56% 1,26% 1,41% 5,50% 1,70% 16,45% 36,05%

IFIX 1,38% -0,70% -0,21% 5,04% 2,59% 2,22% 2,47% 1,03% 1,99% 1,03% 1,76% 2,88% 11,67% 24,41%

CDI 0,54% 0,57% 0,47% 0,54% 0,49% 0,47% 0,54% 0,49% 0,47% 0,52% 0,54% 0,54% 3,07% 6,35%

www.rico.com.vc 03
Julho 2019

Proporção Target da Carteira


Performance
Os principais
ALOCAÇÃO ALVO eventos recentes da economia brasileira
e do mercado global
Decidimos manter a proporção da carteira em relação
ao mês anterior, se é verdade que a expectativa de
juros baixos traciona o mercado de fundos imobiliários,
também é preciso cautela, visto que existe a
possibilidade da reforma da previdência ser votada
após o recesso parlamentar. Neste sentido,
manteremos a posição dos ativos de maior risco
(“Outros”) zerada:
Lajes Corporativas (30,0% da carteira): Preferência por
ativos de alto padrão e situados nos centros comerciais
mais valorizados da cidade de São Paulo. Cenário de
baixa vacância e aumento nos alugueis deverá resultar
em ganhos expressivos tanto de renda quanto de
capital.
Ativos logísticos (22,5% da carteira): Menor
volatilidade é justificada pelo tempo curto de
construção e por apresentar contratos atípicos. Por
isso, a renda trazida por esses ativos apresenta
estabilidade e um menor risco no curto prazo.
Shopping Center (22,5% da carteira): Exemplo de
resiliência. O ideal é apostar em fundos diversificados,
que possuam mix de ativos maduros e secundários
(upside), localizados nos grandes centros de consumo
do país.
Fundos de Recebíveis (25,0% da carteira): Alto
rendimento e risco menor de perda de patrimônio, são
uma ótima alternativa para diversificação de risco.
Hoje, contudo, a perspectiva de uma inflação e juros
menores no longo prazo tende a diminuir a
rentabilidade desse tipo de fundo.
Outros (0,0% da carteira): São fundos que iremos
utilizar para “apimentar” a nossa carteira. Geralmente
são fundos com bom uspide e que apresentam uma
certa volatilidade. Por exemplo, hotéis, fundo de
fundos, educacionais, residencial, entre outros.

www.rico.com.vc 06
Julho 2019

Carteira Recomendada
Performance
Os principais
ENTRADAS eventos
E SAÍDAS recentes da economia brasileira
DA CARTEIRA
e do mercado global
• HOLD – RBR CRI (RBRR11): O fundo da RBR tem por objeto o investimento em
Certificados de Recebíveis Imobiliários (“CRI”). O valor da cota do fundo oscilou de R$
105,47 (entrada na carteira) para R$ 108,22, acima de nossa cota target.

• BUY – Valora RE III (VGIR11): Fundo de CRI com uma carteira com forte indexação à
CDI. No mês de maio de 2019, o fundo encerrou o mês de maio de 2019 com 87,8% de
seu patrimônio líquido alocado em CRI. A distribuição de rendimentos do Fundo
referente ao mês de maio de 2019 foi de R$0,80 por cota, equivalente a uma
rentabilidade líquida de CDI + 2,97% ao ano. Deste modo, a recomendação é de BUY.

Antiga Carteira Recomendada


Valor
Valor de Mercado Vacância
Peso % Fundo Cota Patrimonial VM/VP Performance Yield
(VM) Anunciada
(VP)

Por Segmento Por Ticker Segmento Ticker Nome (R$ mil) (R$) (R$/Cota) % No mês Em 12m DY 12m %

15,0% Recebíveis RBRR11 RBR CRI 493.944,78 105,25 96,65 109% -2,0% 18,9% 7,2% 0%
25,0%
10,0% Recebíveis CPTS11B Capitânia Securities II 156.504,46 99,19 97,01 102% -0,6% 9,3% 9,4% -

22,5% 22,5% Ativos Logísticos VILG11 Vinci Logística 79.602,03 110,99 106,29 104% -1,1% - - 0%

22,5% 22,5% Shoppings XPML11 XP Malls 1.024.280,18 107,99 100,63 107% 0,9% 18,2% 6,1% 4%

Rio Bravo Renda


20,0% Lajes FFCI11 363.475,00 167,50 171,26 98% -2,0% 6,2% 4,3% 21%
Corporativa
30,0%
Pátria Edifícios
10,0% Lajes PATC11 149.454,17 99,50 97,56 102% 1,2% - - -
Corporativos
Média Ponderada 104% -0,7% 9,1% 4,3% 12%

Nova Carteira Recomendada


Valor
Valor de Mercado Vacância
Peso % Fundo Cota Patrimonial VM/VP Performance Yield
(VM) Anunciada
(VP)

Por Segmento Por Ticker Segmento Ticker Nome (R$ mil) (R$) (R$/Cota) % No mês Em 12m DY 12m %

15,0% Recebíveis VGIR11 Valora RE III 114.347,91 102,01 96,67 106% 0,1% - - 0%
25,0%
10,0% Recebíveis CPTS11B Capitânia Securities II 164.093,80 104,00 97,45 107% 5,3% 16,1% 9,0% -

22,5% 22,5% Ativos Logísticos VILG11 Vinci Logística 241.692,36 109,99 106,04 104% 0,6% - - 0%

22,5% 22,5% Shoppings XPML11 XP Malls 1.031.963,00 108,80 99,68 109% 1,7% 25,5% 6,1% 4%

Lajes Rio Bravo Renda


20,0% FFCI11 368.249,00 169,70 171,29 99% 4,3% 18,9% 4,1% 21%
Corporativas Corporativa
30,0%
Lajes Pátria Edifícios
10,0% PATC11 150.205,20 100,00 97,34 103% 2,9% - - -
Corporativas Corporativos

Média Ponderada 104% 2,2% 11,1% 3,1% 12%

Detalhamento no glossário ao final do relatório. Fonte: Economática; XP Investimentos. Data base: 28/06/2019.

www.rico.com.vc 07
Julho 2019

Visão dos Gestores


Performance
Os principais
PRINCIPAIS eventos recentes da economia brasileira
ESTRATÉGIAS
e do mercado global
• Nem as projeções menores de PIB, nem o
alongamento da aprovação da reforma da previdência
tem abalado o otimismo do mercado, que segue
consistente diante de um ciclo pró-proprietário. Com
taxas de juros esperadas cada vez menores no longo
prazo, gestores têm captado novos recursos no
mercado (Ofertas) afim de lapidar o seu portfólio,
além de procurar novas oportunidades de ganhos.

Fundo de Fundos
• A retomada do setor imobiliário deve impactar
positivamente também fundos de fundos com
posições em fundos de tijolo principalmente através
da alta dos aluguéis, aumentos nos DYs e
consequente aumento nas cotas. Também, num
momento propício a novas emissões, os FoFs tendem
a angariar bons rendimentos ancorando novos fundos
ou mesmo novos FONs. Este é o momento no ciclo em
que deverão ser entregues rendimentos mais
expressivos.

Fundo de Títulos e Valores Imobiliários (Papel)

• Hoje, a grande dificuldade dos gestores está em


encontrar ativos que continuem entregando os
retornos vistos há um ano atrás. Com a queda dos
juros e da inflação, novas dívidas a rendimentos
interessantes são raros no mercado. Ponto positivo
para as casas capazes de originar negócios com mais
rapidez e consistência, de modo a manter os
rendimentos de seus cotistas enquanto cresce o
fundo, o diversifica e ganha liquidez.

Fundos de Tijolo
• Fundos dessa modalidade certamente verão ganhos
expressivos de performance nos próximos anos, em
especial os com capacidade (gestão) de crescimento
em novas captações, aumentando os rendimentos dos
fundos enquanto os diversificam e os tornam mais
líquidos. Estes são fundos cuja posição de longo prazo
funciona muito bem, com um portfólio antigo que
ganha valor via fundamentos de mercado, enquanto o
portfólio novo toma seu tempo para amadurecer,
trazendo upside visível ao fundo.
www.rico.com.vc 08
Julho 2019

Radar do Mercado
Performance
Os principais
PRINCIPAIS eventos recentes da economia brasileira
ESTRATÉGIAS
e do mercado global

• O SDI Logística Rio (SDIL11) realizou a sua 4ª


Emissão de cotas. A oferta foi realizada via 476,
tendo a própria administradora, Rio Bravo, como
coordenadora líder. O fundo conseguiu captar o
montante total de R$ 125 milhões, atingindo o
volume máximo da oferta.

• O fundo anunciou a aquisição de uma operação no


formato BTS com duração do contrato de 120
meses O valor estabelecido foi de R$ 84 milhões e
o cap rate não foi divulgado Caso tenha sido
fechado em 9,70% estimamos que o impacto,
bruto, na cota será de R$ 0,20 Deste modo, o valor
total distribuído deverá atingir R$ 0,64 por cota,
gerando um dividend yield de 6,7% à cota de R$
114.

• Em junho de 2019, o Hedge Top FOF III (HFOF11)


comunicou o encerramento da 4ª Emissão. O
montante arrecadado totalizou R$ 238 milhões,
atingindo o volume total de emissão mais o lote
adicional de 20%.

• O fundo tem como objetivo auferir receitas pelo


investimento em cotas de outros FIIs, advindo de
rendimentos e ganhos no processo de
desinvestimento. Sua estratégia consiste em
investir em lajes corporativas Triple A e shopping
centers. Deste modo, acreditamos que o fundo
deverá ver retornos expressivos.

• O Mogno Fundo de Fundos também anunciou o


encerramento da 2ª Emissão de cotas em maio. A
oferta foi coordenada pela Genial Investimentos e
foi via 400. O valor total arrecadado foi de R$ 144
milhões, atingindo o volume total da emissão mais
o lote adicional.

• O fundo tem diminuído significativamente a sua


posições em fundos de agência bancarias e
aumentaram a exposição no Rio Bravo Renda
Corporativa (FFCI11) e no BC Fund (BRCR11).
www.rico.com.vc 09
Julho 2019

Top 25
Performance
Os principais eventos recentes da economia brasileira
Fundos de Renda - Monoativos Corportativos

e do mercado global
Fundo
Ticker Nome
Valor de
Mercado (VM)
(R$ Mil)
Cota¹
(R$)
Patrimônio Liq
(PL)/Cota
(R$/Cota)
VM/PL
%
Volume Diário
(Média 3M)
(R$ mil)
Preço do m2
R$/m2
Peso IFIX
%
Rendimentos
Último (R$) DY DY 12M No mês
Performance
No ano Em 12m
TBOF11 TB Office 859.275 85,50 87,50 97,7% 1.321 15.223 1,9% 0,37 5,2% 3,9% 3,1% 7,7% 18,4%

VLOL11 Vila Olímpia Corporate 182.052 102,00 85,33 119,5% 380 17.559 0,4% 0,48 5,7% 5,8% 1,5% 17,4% 34,2%

FVBI11 VBI FL 4440 285.929 132,99 93,84 141,7% 607 25.862 0,7% 0,36 3,3% 5,0% -0,6% 8,8% 41,0%

THRA11 Cyrela Thera Corp 204.709 139,00 102,02 136,3% 527 19.337 0,5% 0,60 5,2% 6,7% 4,9% 15,7% 44,6%

ONEF11 The One 134.145 147,25 111,56 132,0% 115 22.300 0,3% 0,72 5,9% 7,0% 1,4% 1,2% 31,2%
Média 333.222 121,35 96,05 125% 590 20.056 0,8% 0,51 5,0% 5,7% 2,0% 10,1% 33,9%
Fundos de Renda - Multiativos Corportativos

Valor de Patrimônio Liq Volume Diário


Fundo Cota¹ VM/PL Preço do m2 Peso IFIX Rendimentos Performance
Mercado (VM) (PL)/Cota (Média 3M)
Ticker Nome (R$ Mil) (R$) (R$/Cota) % (R$ mil) R$/m2 % Último (R$) DY DY 12M No mês No ano Em 12m
BRCR11 BC Fund 1.855.360 96,51 109,99 87,7% 3.179 10.723 4,2% 0,45 5,6% 17,8% 7,2% 7,0% 27,5%

HGJH11 #N/D ####### #VALOR!

FFCI11 Rio Bravo Renda Corporativa 371.070 171,00 171,29 99,8% 690 17.694 0,8% 0,50 3,5% 4,7% -0,9% 9,7% 19,9%

HGRE11 CSHG Real Estate 1.184.988 160,50 151,84 105,7% 1.668 7.393 2,7% 0,74 5,5% 7,4% 2,5% 10,7% 41,7%
Média 1.137.139 142,67 144,38 ####### 1.846 11.936 2,6% 0,56 #VALOR! 9,9% 2,9% 9,1% 29,7%
Fundos de Renda - Ativos Logísticos
Valor de Patrimônio Liq Volume Diário
Fundo Cota¹ VM/PL Preço do m2 Peso IFIX Rendimentos Performance
Mercado (VM) (PL)/Cota (Média 3M)
Ticker Nome (R$ Mil) (R$) (R$/Cota) % (R$ mil) R$/m2 % Último (R$) DY DY 12M No mês No ano Em 12m
GRLV11 CSHG GR Louveira 121.835 113,49 109,24 103,9% 406 2.207 0,3% 0,64 6,8% 7,2% 1,0% 19,7% 10,1%

HGLG11 CSHG Logística 1.170.694 148,54 121,23 122,5% 3.498 5.886 4,0% 0,75 6,1% 7,2% 0,0% 13,3% 31,5%

XPLG11 FII XP Log 678.100 102,00 99,87 102,1% 1.641 3.037 1,6% 0,61 7,2% 7,5% -0,6% 6,4% 21,0%
Média 656.876 121,34 110,11 110% 1.849 3.710 2,0% 0,67 6,7% 7,3% 0,1% 13,1% 20,8%

Fundos de Renda - Shopping / Varejo


Valor de Patrimônio Liq Volume Diário
Fundo Cota¹ VM/PL Preço do m2 Peso IFIX Rendimentos Performance
Mercado (VM) (PL)/Cota (Média 3M)
Ticker Nome (R$ Mil) (R$) (R$/Cota) % (R$ mil) R$/m2 % Último (R$) DY DY 12M No mês No ano Em 12m
VISC11 Vinci Shopping Centers 872.774 106,95 100,23 106,7% 2.162 17.643 2,0% 0,56 6,3% 7,1% 2,2% 2,3% 13,7%

HGBS11 Hedge Brasil Shopping 1.732.673 257,89 223,46 115,4% 2.727 15.806 3,9% 1,40 6,5% 7,7% -0,3% 13,8% 38,4%

XPML11 XP Malls 1.047.329 110,42 99,68 110,8% 4.057 16.609 2,4% 0,54 5,9% 6,7% 2,6% 8,9% 23,0%

PQDP11 Parque D. Pedro Shopping 756.211 3.171,00 2.943,95 107,7% 157 19.602 1,7% 14,82 5,6% 5,9% 3,3% 8,7% 15,2%
Média 1.102.246 911,57 841,83 110% 2.276 17.415 2,5% 4,33 6,1% 6,9% 2,0% 8,4% 22,6%

Fundos de Títulos com Lastro Imobiliário


Valor de Patrimônio Liq Volume Diário
Fundo Cota¹ VM/PL Preço do m2 Peso IFIX Rendimentos Performance
Mercado (VM) (PL)/Cota (Média 3M)
Ticker Nome (R$ Mil) (R$) (R$/Cota) % (R$ mil) R$/m2 % Último (R$) DY DY 12M No mês No ano Em 12m
KNCR11 Kinea Rendimentos Imob (CDI) 3.721.061 105,15 104,70 100,4% 4.196 - 8,4% 0,65 7,4% 6,7% 0,9% 2,5% 6,1%

KNIP11 Kinea Índice de Preços 2.980.503 121,50 108,55 111,9% 2.004 - 6,8% 0,85 8,4% 8,3% 7,5% 14,8% 24,2%

HGCR11 CSHG Recebíveis Imobiliários 519.533 119,75 104,87 114,2% 2.621 - 1,2% 0,74 7,4% 8,9% 2,1% 14,5% 27,8%

MXRF11 Maxi Renda 470.754 11,41 10,03 113,7% 882 - 1,1% 0,07 7,4% 8,7% -1,7% 17,9% 30,3%
Média 1.922.962 89,45 82,04 110% 2.426 - 4,4% 0,58 7,6% 8,1% 2,2% 12,4% 22,1%
Fundos de Fundos (FoF)
Valor de Patrimônio Liq Volume Diário
Fundo Cota¹ VM/PL Preço do m2 Peso IFIX Rendimentos Performance
Mercado (VM) (PL)/Cota (Média 3M)
Ticker Nome (R$ Mil) (R$) (R$/Cota) % (R$ mil) R$/m2 % Último (R$) DY DY 12M No mês No ano Em 12m
RBRF11 RBR Fundo de Fundos 364.252 102,40 97,46 105,1% 1.610 - 0,8% 1,00 11,7% 9,4% -2,9% 9,7% 18,0%

BCFF11 BTG Pactual FoF 755.288 89,39 86,94 102,8% 1.819 - 1,7% 0,53 7,1% 8,6% 4,7% 8,0% 30,6%
Média 559.770 95,90 92,20 104% 1.715 - 1,3% 0,77 9,4% 9,0% 0,9% 8,8% 24,3%
Fundos de Renda - Educacional
Valor de Patrimônio Liq Volume Diário
Fundo Cota¹ VM/PL Preço do m2 Peso IFIX Rendimentos Performance
Mercado (VM) (PL)/Cota (Média 3M)
Ticker Nome (R$ Mil) (R$) (R$/Cota) % (R$ mil) R$/m2 % Último (R$) DY DY 12M No mês No ano Em 12m
FCFL11 Campus Faria Lima 421.258 2.522,50 1.799,72 140,2% 183 - 0,9% 12,03 5,7% 7,4% 15,4% 31,1% 46,0%
Média 421.258 2.522,50 1.799,72 140% 183 - 0,9% 12,03 5,7% 7,4% 15,4% 31,1% 46,0%
Outros Fundos
Valor de Patrimônio Liq Volume Diário
Fundo Cota¹ VM/PL Preço do m2 Peso IFIX Rendimentos Performance
Mercado (VM) (PL)/Cota (Média 3M)
Ticker Nome (R$ Mil) (R$) (R$/Cota) % (R$ mil) R$/m2 % Último (R$) DY DY 12M No mês No ano Em 12m
JSRE11 JS Real Estate Multigestão 901.039 111,49 111,26 100,2% 1.443 17.386 2,1% 0,60 6,5% 6,5% 0,7% 14,0% 16,0%

KNRI11 Kinea Renda Imobiliária 3.139.229 154,23 143,66 107,4% 4.379 6.049 5,4% 0,74 5,8% 6,6% 0,0% 8,6% 16,1%
Média 2.020.134 132,86 127,46 104% 2.911 11.717 3,7% 0,67 6,1% 6,6% 0,3% 11,3% 16,1%

www.rico.com.vc 10
Julho 2019

Glossário
Performance
Os principais eventos recentes da economia brasileira
ABL: Área Bruta Locável

e do
BPS (Basismercado
taxas
global
Point): Unidade de medida equivalente a 1/100. Normalmente usado para denotar a diferença (spread) entre duas

Cap Rate: Lucro operacional em termos anuais / valor de mercado

Cota: Valor da cota negociado em bolsa ajustado por proventos

Cota Justa: Estimativa do valor que a cota pode atingir em bolsa.


CVM 400: Oferta de valores imobiliários, com prospecto e registro obrigatório na Comissão de Valores Mobiliários (CVM). Não
há restrição quanto ao número de clientes que podem subscrever. O investidor não precisa necessariamente ser qualificado
para investir no ativo, a não ser que haja uma exigência da emissão.
CVM 476: Oferta pública, mas com esforços restritos, destinada a investidores profissionais. Será permitida a procura de, no
máximo, 75 investidores profissionais e os valores mobiliários ofertados deverão ser subscritos ou adquiridos por, no máximo,
50 investidores profissionais.

Dividend Yield: média dos proventos distribuídos no período multiplicado por 12 períodos e dividido pelo valor de mercado

Dividend Yield Projetado: Estimativa realizada com base nas receitas recorrentes e premissas definidas pela XP

Follow-On (FON): São as novas ofertas subsequentes ao IPO

Lucro Operacional: Receita total obtida com a propriedade menos despesas operacionais

Patrimônio Líquido (PL): Ativos Totais menos Passivos Totais

Patrimônio Líquido (PL)/Cota: Patrimônio Líquido dividido pelo total de cotas emitidas

Performance: Variação da cota acrescida dos proventos obtidos no período dividido pelo valor da cota

Peso no IFIX: Participação do fundo no IFIX (índice de fundos imobiliários)

Rendimentos: Proventos distribuídos por cota em R$

Sharpe: Indicador que permite avaliar a relação entre o retorno e o risco de investimento

TIR: Taxa interna de retorno

Vacância Anunciada: Taxa de vacância informada pelo administrador (física ou financeira), considerando saídas ou locações
anunciadas por fatos relevantes

Vacância Financeira: Proporção da receita potencial que a área vaga teria na receita do fundo considerando o último aluguel
pago

Vacância Física: Proporção que a área vaga representa em relação ao ABL total do empreendimento

Valor de Mercado (VM): Número total de cotas x valor da cota negociado em bolsa

VM/PL: Valor de mercado/Patrimônio Liquido

Volatilidade: é a variação nos preços de ativos negociados no mercado financeiro. Essa medida indica a velocidade o mercado
oscila

Volume Diário: Média diária do volume em R$

www.rico.com.vc 11
Julho 2019

Informações
importantes

DISCLAIMER
INFORMAÇÕES IMPORTANTES

Este relatório de análise foi elaborado pela Rico CTVM S.A. (“Rico”) de acordo com todas as exigências previstas na Instrução CVM nº
598, de 3 de Maio de 2018, tem como objetivo fornecer informações que possam auxiliar o investidor a tomar sua própria decisã o de
investimento, não constituindo qualquer tipo de oferta ou solicitação de compra e/ou venda de qualquer produto. As informaçõe s
contidas neste relatório são consideradas válidas na data de sua divulgação e foram obtidas de fontes públicas. A Rico não se
responsabiliza por qualquer decisão tomada pelo cliente com base no presente relatório.
Este relatório foi elaborado considerando a classificação de risco dos produtos de modo a gerar resultados de alocação para c ada
perfil de investidor. O(s) signatário(s) deste relatório declara(m) que as recomendações refletem única e exclusivamente suas análises
e opiniões pessoais, que foram produzidas de forma independente, inclusive em relação à Rico e que estão sujeitas a modificaç ões
sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado, e que sua(s) remuneração(es) é(são) indiretamente
influenciada por receitas provenientes dos negócios e operações financeiras realizadas pela Rico. O analista responsável pelo
conteúdo deste relatório e pelo cumprimento da Instrução CVM nº 598/18 está indicado acima, sendo que, caso constem a indicaç ão
de mais um analista no relatório, o responsável será o primeiro analista credenciado a ser mencionado no relatório. Os analis tas da
Rico estão obrigados ao cumprimento de todas as regras previstas no Código de Conduta da APIMEC para o Analista de Valores
Mobiliários e na Política de Conduta dos Analistas de Valores Mobiliários do Grupo XP. O atendimento de nossos clientes é re alizado
por empregados da Rico. Os produtos apresentados neste relatório podem não ser adequados para todos os tipos de cliente. Ante s de
qualquer decisão, os clientes deverão realizar o processo de suitability e confirmar se os produtos apresentados são indicados para o
seu perfil de investidor. Este material não sugere qualquer alteração de carteira, mas somente orientação sobre produtos adeq uados
a determinado perfil de investidor. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço ou valor po de
aumentar ou diminuir num curto espaço de tempo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados
futuros. A rentabilidade divulgada não é líquida de impostos. As informações presentes neste material são baseadas em simulaç ões e
os resultados reais poderão ser significativamente diferentes. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de
relacionamento da Rico, podendo também ser divulgado no site da Rico. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para
qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da Rico.
A Ouvidoria da Rico tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as
soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800 771 5454. SAC. 0800 7 74
0402. O custo da operação e a política de cobrança estão definidos nas tabelas de custos operacionais disponibilizadas no sit e da
Rico: https://www.rico.com.vc/custos
A Rico se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilizaç ão
deste relatório ou seu conteúdo. A Avaliação Técnica e a Avaliação de Fundamentos seguem diferentes metodologias de análise. A
Análise Técnica é executada seguindo conceitos como tendência, suporte, resistência, candles, volumes, médias móveis entre outros.
Já a Análise Fundamentalista utiliza como informação os resultados divulgados pelas companhias emissoras e suas projeções. De sta
forma, as opiniões dos Analistas Fundamentalistas, que buscam os melhores retornos dadas as condições de mercado, o cenário
macroeconômico e os eventos específicos da empresa e do setor, podem divergir das opiniões dos Analistas Técnicos, que visam
identificar os movimentos mais prováveis dos preços dos ativos, com utilização de “ stops” para limitar as possíveis perdas. O
investimento em ações é indicado para investidores de perfil moderado e agressivo, de acordo com a política de suitability praticada
pela Rico. Ação é uma fração do capital de uma empresa que é negociada no mercado. É um título de renda variável, ou seja, um
investimento no qual a rentabilidade não é preestabelecida, varia conforme as cotações de mercado. O investimento em ações é um
investimento de alto risco e os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros e nenhuma
declaração ou garantia, de forma expressa ou implícita, é feita neste material em relação a desempenhos. As condições de merc ado, o
cenário macroeconômico, os eventos específicos da empresa e do setor podem afetar o desempenho do investimento, podendo
resultar até mesmo em significativas perdas patrimoniais. A duração recomendada para o investimento é de médio -longo prazo. Não
há quaisquer garantias sobre o patrimônio do cliente neste tipo de produto O investimento em opções é preferencialmente indic ado
para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela Rico. No mercado de opções, são
negociados direitos de compra ou venda de um bem por preço fixado em data futura, devendo o adquirente do direito negociado
pagar um prêmio ao vendedor tal como num acordo seguro. As operações com esses derivativos são consideradas de risco muito al to
por apresentarem altas relações de risco e retorno e algumas posições apresentarem a possibilidade de perdas superiores ao ca pital
investido. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de
produto. O investimento em termos é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada
pela Rico. São contratos para compra ou a venda de uma determinada quantidade de ações, a um preço fixado, para liquidação em
prazo determinado. O prazo do contrato a Termo é livremente escolhido pelos investidores, obedecendo o prazo mínimo de 16 dia s e
máximo de 999 dias corridos. O preço será o valor da ação adicionado de uma parcela correspondente aos juros – que são fixados
livremente em mercado, em função do prazo do contrato. Toda transação a termo requer um depósito de garantia. Essas garantias
são prestadas em duas formas: cobertura ou margem. O investimento em Mercados Futuros embute riscos de perdas patrimoniais
significativos, e por isso é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela Rico.
Commodity é um objeto ou determinante de preço de um contrato futuro ou outro instrumento derivativo, podendo consubstanciar
um índice, uma taxa, um valor mobiliário ou produto físico. É um investimento de risco muito alto, que contempla a possibilid ade de
oscilação de preço devido à utilização de alavancagem financeira. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o
patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. As condições de mercado, mudanças climáticas e o cenário
macroeconômico podem afetar o desempenho do investimento. Analista: Gustavo Bueno Garcia – CNPI. Responsável pela Análise da
Rico CTVM S.A (Instrução CVM n°483): Gustavo Bueno Garcia / gustavo.bueno@xpi.com.br

www.rico.com.vc 12
Fale
conosco

Capitais e regiões metropolitanas


3003-5465 ou 4007-2465

Demais localidades
0800-771-5465

SAC
0800-774-0402

Ouvidoria
0800-771-5454

Deficientes auditivos / fala


0800-771-0101

Acesse
www.rico.com.vc
facebook.com/ricocomvc
twitter.com/ricocomvc
youtube.com/ricocomvc

Leia
blog.rico.com.vc

Onde estamos
Av. Brigadeiro Faria Lima, 3600, 11º Andar
São Paulo SP - CEP 04538-133

Copyright © 2018 Rico.com.vc Todos os direitos


reservados. Toda comunicação através da rede mundial
de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos,
podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a
recepção de informações atualizadas. A Rico exime-se de
responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por
força de falha de serviços disponibilizados por terceiros.