Você está na página 1de 35

PLATAFORMA PARA MILHO Bocuda 1

ÍNDICE
APRESENTAÇÃO

IDENTIFICAÇÃO.................................................................................................... 4

TERMO DE GARANTIA............................................................................................ 5

CUIDADOS COM O MEIO AMBIENTE....................................................................... 7

NORMAS DE SEGURANÇA....................................................................................... 8

CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS................................................................................ 10
Dimensões básicas.............................................................................................. 12
Características gerais........................................................................................... 13

INFORMAÇÕES GERAIS.......................................................................................... 14

IDENTIFICAÇÃO DOS COMPONENTES.................................................................... 15

PREPARAÇÃO......................................................................................................... 16
Considerações gerais........................................................................................... 16
Alteração de Abertura entre Linhas........................................................................ 16
Acoplamento e Desacoplamento da Plataforma........................................................ 17

OPERAÇÃO............................................................................................................. 18
Informações Gerais............................................................................................. 18
Velocidade de Trabalho........................................................................................ 18
Regulagem de Altura........................................................................................... 18
Divisores Articulados - Linhas............................................................................... 18
Carenagens Centrais - Abrir e Fechar..................................................................... 20
Correntes Alimentadoras...................................................................................... 20
Ajuste dos Arrastadores....................................................................................... 21
Chapas Despigadoras ......................................................................................... 21
Limpeza dos Rolos Recolhedores........................................................................... 22
Protetor frontal dos rolos..................................................................................... 22
Limitador de Torque............................................................................................ 22
Limitador de Torque - Sem-Fim Alimentador......................................................... 23
Regulagem Sem-Fim Alimentador.......................................................................... 23
Alteração da velocidade das Unidades Colhedoras.................................................... 24
Transmissão Principal - Motriz............................................................................... 24
Sistema Reversor da Transmissão.......................................................................... 24
Regulagem da Corrente ....................................................................................... 25
Flexão Recomendada ... ...................................................................................... 26
MANUTENÇÃO........................................................................................................ 27
Reaperto Geral.................................................................................................... 27
Alinhamento, Tensão e Lubrificação das Correntes................................................... 27
Correntes Alimentadoras...................................................................................... 28
Caixa de Transmissão.......................................................................................... 28
Manutenção no Início da Colheita.......................................................................... 29
Manutenção no Final da Safra............................................................................... 29
OPERAÇÃO DE CAMPO - COLHEITA......................................................................... 30

DIAGNÓSTICO DE DIFICULDADE............................................................................ 32
RECOMENDAÇÕES TÉCNICAS................................................................................. 33

CAIXA DE PEÇAS ADICIONAIS .............................................................................. 34


2 PLATAFORMA PARA MILHO Bocuda
PLATAFORMA PARA MILHO Bocuda 3

APRESENTAÇÃO

A Indústria de Implementos Agrícolas VENCE TUDO, fundada no ano de 1964


em Alfredo Brenner, Distrito de Ibirubá no Rio Grande do Sul, vem seguindo uma missão
definida pelo seu fundador Nelson Lauxen, que é de buscar incansavelmente o
desenvolvimento da agricultura, através de implementos agrícolas resistentes, de fácil
manuseio, com qualidade e ganho de produtividade.
A VENCE TUDO tem como missão: procurar desenvolver seus produtos a partir
das necessidades dos usuários através de parcerias com universidades, centros de pesquisas
e sua equipe de engenharia, aprimorando continuamente seus produtos dentro dos conceitos
mais avançados tecnologicamente.
Os produtos, após serem desenvolvidos pela empresa, são testados
exaustivamente pelos próprios agricultores, nas mais diferentes regiões, sendo estes
colocados sob diversas condições de uso, buscando avaliar o seu grau de resistência e
funcionabilidade. Após o produto ser aprovado em testes de campo, o mesmo passará
para a produção em escala dentro de conceitos modernos e com qualidade.
A satisfação do cliente com produtos VENCE TUDO é a nossa principal
preocupação.
A finalidade deste manual é familiarizá-lo com o funcionamento de seu
equipamento e com os pequenos cuidados para que ele tenha uma vida longa. E, tão
importante como aprender a cuidar dele e manejá-lo corretamente, é conhecer alguns
aspectos que podem comprometer a garantia, em virtude de negligência, má utilização,
adaptações não autorizadas e outros que tenham a adaptá-las de algum modo. Por
conseqüente, recomendamos uma leitura atenta do Certificado de Garantia.
O catálogo de peças, contém todas as informações necessárias para a reposição
de peças. A correta interpretação deste, lhe dará condições de realizar as substituições
necessárias conforme os modelos dos equipamentos identificados e descritos.
Caso ocorra dúvida durante alguma operação de trabalho, entre em contato
com a VENCE TUDO LTDA, para que possamos através do departamento de ASSISTÊNCIA
TÉCNICA AO CONSUMIDOR, solucionar as dúvidas existentes, melhorando ainda mais o
atendimento ao cliente, tendo assim a certeza de uma relação forte entre a VENCE
TUDO e o AGRICULTOR.
Aproveitamos a oportunidade para cumprimentá-lo por ter escolhido um produto
VENCE TUDO, e podemos assegurar-lhe que temos o máximo interesse em mantê-lo
satisfeito.

VENCE TUDO
Indústria, Comércio, Importação
e Exportação Ltda.
4 PLATAFORMA PARA MILHO Bocuda

IDENTIFICAÇÃO

Ao entrar em contato com o Serviço de Assistência Técnica VENCE TUDO, queira por favor
informar os seguintes dados: MODELO, ANO, e SÉRIE de fabricação do seu produto. Estes dados
encontram-se na Placa de Identificação do Produto, afixada no chassi, sempre no lado esquerdo.

Ao necessitar fazer substituições de peças utilize sempre peças originais VENCE TUDO. Para
facilitar a identificação de cada peça, utilize o CATÁLOGO DE PEÇAS.

Todas as informações contidas neste Manual de Operação estão sujeitas a variações.


Pesos, dimensões e especificações são apenas aproximados e as ilustrações não
refletem, necessariamente, os equipamentos em sua condição standard. Para
obtenção de informações exatas sobre qualquer modelo em particular, pedimos
consultar seu Distribuidor / Representante VENCE TUDO.

A Indústria de Implementos Agrícolas VENCE TUDO Ltda, em constante busca de


melhoria, reserva-se o direito de, a qualquer momento, introduzir modificações em seus
produtos para melhor atender as necessidades e expectativas de seus consumidores, sem
incorrer na obrigação de efetuar o mesmo nos produtos anteriormente vendidos.
PLATAFORMA PARA MILHO Bocuda 5

TERMO DE GARANTIA: Nº______

A garantia dos produtos VENCE TUDO, é assegurada ao adquirente, pelo período de 01 (um)
ano, a partir da data de aquisição, contra defeitos de mão-de-obra ou material que ocasionem o
comprometimento operacional do produto, exceto para componentes adquiridos de terceiros, os
quais possuem garantias próprias do fabricante.

CONDIÇÕES
1- O produto é garantido contra quaisquer defeitos de fabricação constatados, desde que todas
as peças e componentes tenham sido fornecidos pela VENCE TUDO Ltda. e entregues por empresas ou
pessoas devidamente autorizadas;
2- As peças e/ou componentes cobertos pela garantia, somente serão substituídos ou ressarcidos,
se os defeitos forem constatados pelo Departamento de Garantia ou por pessoa devidamente autorizada
pela VENCE TUDO Ltda. Exclui-se as peças que sofrem desgaste pelo uso, em função de condições
operacionais e fatores ligados a formação e características específicas de cada solo. É indispensável a
apresentação do certificado de entrega técnica corretamente preenchido e a nota fiscal de compra;
3- Satisfeitas as condições do Termo de Garantia, a VENCE TUDO Ltda assegura a reparação do
defeito ou troca do componente, gratuitamente. Em caso de cancelamento ou vencimento do prazo de
garantia, a assistência técnica será cobrada ao preço do dia da prestação do serviço, assim como a reposição
de peças e componentes, se necessário.

CANCELAMENTO DE GARANTIA
A garantia perde sua validade nos casos de:
1- Danos causados ao equipamento por mau uso, abuso, negligência ou falta de manutenção
adequada, em desacordo com instruções do fabricante, publicada no manual de operação correspondente;
2- Danos causados por acidentes ou agentes naturais;
3- Consertos, modificações ou violação de peças e componentes, realizados por pessoas não
autorizadas;
4- Emendas, rasuras ou supressões de dados no certificado de Entrega Técnica, no Certificado
de Garantia, na nota fiscal de compra ou na placa de identificação.

IMPORTANTE
Se seu produto apresentar defeito durante o período de garantia, contate exclusivamente com o
revendedor ou o fabricante. O mesmo, somente deverá ser reparado ou desmontado, em presença de
pessoas devidamente credenciadas pelo fabricante, bem como com o uso de peças de reposição originais,
sob pena implicar na perda da garantia.

GUARDE BEM A NOTA FISCAL DE COMPRA, ELA É COMPROVANTE DO PRAZO DE GARANTIA.

CLIENTE: ________________________________________________________________________
END.: _________________________________________CIDADE: ________________ UF: ______
MODELO: _____________________________________ SÉRIE:_________________ ANO:_______
DATA DE ENTREGA: ____/____/_____
REVENDEDOR: ____________________________ CIDADE: ______________________UF: ______

Declaro, fielmente e de efeito incontestável, que recebi nesta data o PRODUTO (Modelo):

____________________________________________ conforme especificação acima em perfeito estado


de conservação e a modalidade de garantia utilizada foi por mim aceita.

CLIENTE: ___________________________________________________________
REVENDEDOR: ______________________________________________________

Destaque aqui

CERTIFICADO DE ENTREGA TÉCNICA Nº ________


CLIENTE: __________________________________ CIDADE: ___________________________
ENDEREÇO: ___________________________________________________ UF: ___________
MODELO: ________________________________________ SÉRIE: _____________________
Destaque aqui

REVENDEDOR: _____________________________ CIDADE: ___________________________


Nota fiscal n.º: ___________________________ Data da venda: ____/____/____

REVENDEDOR, REMETA ESTE CERTIFICADO À FÁBRICA, LOGO APÓS A ENTREGA.


6 PLATAFORMA PARA MILHO Bocuda

AO CLIENTE VENCE TUDO

Amigo agricultor, você está de parabéns ao adquirir um produto VENCE TUDO,

pois o desenvolvimento de nossos produtos está baseado principalmente na

satisfação do usuário. A sua satisfação na hora de colher os lucros gerados através

de nossos implementos é nossa também. Nosso pensamento é atender com a

maior seriedade e confiança nosso parceiro, você agricultor, pois é através da sua

lucratividade que temos a certeza de construir uma agricultura forte e lucrativa.

Este produto é desenvolvido sob os mais criteriosos conceitos em tecnologia

agrícola para a produção. Utilizando os mais modernos equipamentos para a

fabricação industrial, tendo como interesse fundamental o desenvolvimento de um

produto forte e resistente que realmente venha atender suas necessidades,

com alta durabilidade e longa vida útil.

Declaro que recebi nesta data, o modelo descrito anteriormente, conforme as especificações
acima em perfeito estado e que a modalidade de garantia é por mim aceita.

DATA: ____/____/____
CLIENTE: ____________________________________
DATA DA ENTREGA: ______/______/______
PLATAFORMA PARA MILHO Bocuda 7

CUIDADOS COM O MEIO AMBIENTE


Sr. Usuário!

Valorizemos a natureza.
O despejo incontrolável de resíduos no solo e na água,

Despejar no solo e na água óleos lubrificantes e


combustíveis, embalagens plásticas e de agroquímicos, etc,
interfere diretamente no equilíbrio do ecossistema desde a
camada superficial do solo até os lençóis subterraneos de
água.
Faça o manejo adequado destes resíduos, informando-
se como reciclá-los ou reutilizá-los.
Agindo dessa forma você estará contribuindo para a

IMPORTANTE

O corte da palha é fator fundamental para a eficiência no plantio e


estabelecimento da cultura. Em hipótese alguma utilize métodos de manejo
que não sejam recomendados pela assistência técnica.
Evite queimadas: queimar a palha é crime contra o ecossistema, pois é
dele que depende a vida da terra.
Use picador de palhas bem regulado e se necessário realize a troca das
navalhas.
Utilize espalhador de palhas, para manter a uniformidade de distribuição
da palhada.
Se necessário utilize trituradores de palha.
Evite o uso de grades de disco na rolagem de palhadas.
8 PLATAFORMA PARA MILHO Bocuda

NORMAS DE SEGURANÇA

A operação indevida deste equipamento


pode causar sérios ferimentos oumortes.
Antes de usá-lo, certifique-se que o
operador:
- Foi instruído na segurança e uso adequado;
- Leu e entendeu o manual de operação do
produto;
- Retirou as pessoas próximas da área opera-
cional;
- Tem conhecimento e prática no uso seguro
de máquinas, seus controles e o local de
trabalho;

- O contato com rodas dentadas e correntes


em funcionamento pode causar sérios aci-
- Mantenha-se afastado quando o equipa- dentes. Desligue o motor e faça os proce-
mento estiver em operação; dimentos pretendidos;

- Evite ferimentos. Trave o cilindro


antes de trabalhar debaixo da - Evite quedas. Mantenha as plataformas de
acesso limpas. Utilize-se dos apoios ao subir
plataforma. na plataforma;
PLATAFORMA PARA MILHO Bocuda 9

ESTE SÍMBOLO INDICATIVO, EVIDENCIA SITUAÇÕES DE SEGURANÇA

NESTE MANUAL DE OPERAÇÕES. OBSERVE E LEIA COM ATENÇÃO A

MENSAGEM PARA EVITAR QUE OCORRAM ACIDENTES PESSOAIS.

 SOMENTE PESSOAS COM O COMPLETO CONHECIMENTO DO CONJUNTO PLATAFORMA-


COLHEITADEIRA DEVEM OPERAR OS MESMOS E FAZER REPAROS NOS COMPONENTES E
CONJUNTOS COM A MÁXIMA SEGURANÇA;
 MANTENHA BRAÇOS E PERNAS AFASTADOS DE ELEMENTOS MÓVEIS (CORRENTES DE
TRANSMISSÃO, CORRENTES ALIMENTADORAS, ROLOS RECOLHEDORES E DO SEM-FIM
ALIMENTADOR);
 DESLIGUE SEMPRE O MOTOR DA COLHEITADEIRA E APLIQUE O FREIO DE ESTACIONAMENTO
SEMPRE QUE TIVER QUE FAZER ALGUMA REGULAGEM OU OUTRO PROCEDIMENTO NA
PLATAFORMA. DESAPLIQUE TODAS AS ALAVANCAS DE CONTROLE, BAIXE A PLATAFORMA
CONTRA O SOLO OU LEVANTE-A E APLIQUE A TRAVA DE SEGURANÇA NO CILINDRO;
 CERTIFIQUE-SE DE QUE NÃO HÁ NINGUÉM PRÓXIMO A PLATAFORMA SEMPRE QUE FOR ACIONÁ-
LA OU SE TIVER QUE LEVANTÁ-LA OU ABAIXÁ-LA DO CHÃO;
 APÓS OS PROCEDIMENTOS DE REGULAGENS E INSPEÇÕES, CERTIFIQUE-SE QUE NÃO FORAM
DEIXADAS FERRAMENTAS NO INTERIOR DA PLATAFORMA;
 TENHA SEMPRE EM MENTE QUE SEGURANÇA, EXIGE ATENÇÃO, CAUTELA, CONCENTRAÇÃO E
PRUDÊNCIA, DURANTE AS OPERAÇÕES DE ENGATE E DESENGATE DA PLATAFORMA,
REGULAGENS, INSPEÇÕES, MANUTENÇÃO E ARMAZENAMENTO;
 NÃO PERMITA DE FORMA ALGUMA QUE CRIANÇAS BRINQUEM PRÓXIMAS OU SOBRE A
PLATAFORMA DURANTE AS MANUTENÇÕES, TRANSPORTE, OPERAÇÃO E ARMAZENAMENTO
DA MESMA;
 UTILIZE ROUPAS E CALÇADOS ADEQUADOS, ANTES E DURANTE QUALQUER TIPO DE OPERAÇÃO.
EVITE USAR ROUPAS LARGAS QUE POSSAM SE ENROSCAR EM PARTES MÓVEIS DA PLATAFORMA;
 UTILIZE VELOCIDADES ADEQUADAS DURANTE A COLHEITA, TRANSPORTE E MANOBRAS COM
A PLATAFORMA. VELOCIDADES ELEVADAS PODERÃO CAUSAR DANOS AOS COMPONENTES,
PEÇAS E CONJUNTOS E AINDA COLOCAR EM RISCO A VIDA DE PESSOAS E ANIMAIS;
 TENHA O MÁXIMO CUIDADO AO EFETUAR O ACOPLAMENTO E O DESACOPLAMENTO DA
PLATAFORMA, NÃO PERMITINDO QUE NINGUÉM PERMANEÇA ENTRE A PLATAFORMA E A
COLHEITADEIRA. CERTIFIQUE-SE DE QUE A MESMA ESTEJA BEM APOIADA E FIRME ANTES DE
REALIZAR AS OPERAÇÕES;
 NUNCA TENTE ALTERAR AS REGULAGENS, LIMPAR, LUBRIFICAR OU RETIRAR QUALQUER
MATERIAL DA PLATAFORMA QUANDO ESTA ESTIVER EM MOVIMENTO;
 NÃO TRANSITE EM RODOVIAS OU ESTRADAS PAVIMENTADAS, PRINCIPALMENTE DURANTE A
NOITE. EM CASOS DE LONGOS PERCURSOS, UTILIZE SINAIS DE ALERTA E BATEDORES;
 DEPOIS DOS REPAROS, CERTIFIQUE-SE QUE AS PARTES ESTÃO SE MOVIMENTANDO
CORRETAMENTE;
 EM CASO DE EMBUCHAMENTOS QUE NÃO PUDEREM SER REMOVIDOS COM O SISTEMA
REVERSOR, PARE O MOTOR ANTES DE TENTAR DESOBSTRUIR A PLATAFORMA MANUALMENTE;
 PARE SEMPRE A COLHEITADEIRA QUANDO FOR NECESSÁRIA A LIMPEZA DE ALGUMA PARTE
OU COMPONENTE DA PLATAFORMA;
 ANTES DE QUALQUER OPERAÇÃO, LEIA O MANUAL DE OPERAÇÃO, E SIGA AS ADVERTÊNCIAS
FIXADAS NA PLATAFORMA.
10 PLATAFORMA PARA MILHO Bocuda

CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS

Carenagem a ser usada - Regulável com módulos espaçadores Peso


Número
Chassi aprox.
de linhas 45 a 70 75 a 90
45 Fixa 50 Fixa (kg)
45 50 55 60 65 70 75 80 85 90
7 45 45 1510
6 50 a 52 50 a 52 55 1344
3240
5 60 a 62 65 a 67 1330
4 75 a 77 80 a 82 85 a 87 90 1070
8 45 45 1730
7 50 a 52 50 a 52 1570
3700 6 57 60 a 62 1450
5 70 a 72 75 a 77 80 1380
4 85 a 87 90 1225
9 45 45 1945
8 50 50 1795
4120 7 55 a 57 60 1670
6 65 a 67 70 a 72 1510
5 75 a 77 80 a 82 85 a 87 90 1320
10 45 45 2160
9 50 50 2015
8 55 a 57 1900
4650
7 65 a 67 69 1865
6 75 a 77 80 a 82 1680
5 85 a 87 90 1510
11 45 45 2380
10 50 50 2240
9 55 a 57 2120
5050
8 60 a 62 65 2050
7 70 a 72 75 1862
6 80 a 82 85 a 87 90 1825
12 45 45 2600
11 50 50 2465
10 55 2320
5540 9 60 a 62 2250
8 65 a 67 70 a 72 2200
7 75 a 77 80 a 82 2100
6 85 a 87 90 1980
13 45 45 2790
12 50 50 2720
11 55 2520
6050 10 60 2400
9 65 a 67 69 2350
8 72 75 a 77 79 2280
7 80 a 82 85 a 87 90 2150
14 45 45 3050
13 50 50 2915
11 57 60 2635
6490 10 65 2515
9 70 a 72 75 2450
8 80 a 82 85 2300
7 90 2250
15 45 45 3334
14 49 49 3184
13 52 3140
12 57 2996
6910
11 62 2852
10 67 70 2708
9 75 a 77 80 2564
8 85 a 87 90 2420
PLATAFORMA PARA MILHO Bocuda 11

CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS

Carenagem a ser usada - Regulável com módulos espaçadores Peso


Número
Chassi aprox.
de linhas 45 a 70 75 a 90
45 Fixa 50 Fixa (kg)
45 50 55 60 65 70 75 80 85 90
16 45 45 3550
15 49 49 3454
14 52 3300
13 55 a 57 3260
7380 12 60 a 62 3116
11 65 a 67 2970
10 72 75 2810
9 80 a 82 85 2684
8 90 2570
17 45 45 3790
16 47 47 3670
15 51 51 3574
14 55 3424
7720 13 60 3380
12 65 3230
11 70 a 72 3010
10 75 a 77 80 2915
9 85 a 87 90 2780
18 45 45 4020
17 47 47 3920
16 50 50 3800
15 55 3714
14 57 3530
8170
13 62 3488
12 70 3340
11 75 3180
10 80 a 82 85 3036
9 90 2892
19 45 45 4300
18 47 47 4140
17 50 50 4040
16 52 52 3950
15 57 3835
8615
14 60 a 62 3708
13 65 3608
12 70 a 72 3450
11 75 a 77 80 3300
10 85 a 87 90 3175
20 45 45 4240
18 50 50 4260
17 52 4170
16 57 4080
15 60 3955
9070
14 65 3850
13 70 3720
12 75 a 77 3570
11 80 a 82 85 3420
10 87 90 3280
22 45 45 4655
21 47 47 4520
20 50 50 4400
19 52 52 4560
18 55 4570
17 59,5 4470
10020
16 62 4290
15 65 a 67 4160
14 70 a 72 4025
13 75 a 77 3900
12 80 a 82 85 3745
11 90 3600
* Favor consultar o departamento de vendas sobre esta configuração de montagem.
As dimensões, pesos e capacidades bem como qualquer outra informação mostrada deste folheto são aproximadas
e estão sujeitas a qualquer modificação sem aviso prévio.
12 PLATAFORMA PARA MILHO Bocuda

Dimensões Básicas
PLATAFORMA PARA MILHO Bocuda 13

Características Gerais

CHASSI: Estrutura básica única. Tipo monobloco.

ACOPLAMENTO: Universal - Intercambiável para vários modelos através de Kit de acoplamento


específico.

ROLOS RECOLHEDORES: Com aletas dispostas angularmente em um eixo cilíndrico, puxam os talos
para baixo, combinando alta velocidade e operação suave, evita ao máximo o envio de material para
dentro da máquina com a parte das espigas. São fixados em elemento de giro (rolamentos)
mancalizados nas extremidades. Na ponta é fixada uma espiral canelada.

CORRENTES ALIMENTADORAS: Transportam os caules de milho para os rolos recolhedores. A


tensão das mesmas são mantidas por molas helicoidais auto-ajustáveis.

SEM-FIM ALIMENTADOR: Equipado com secções curtas de hélice com passo sincronizado, evitando
que as espigas de milho sejam jogadas para fora da plataforma. Possui sistema de segurança de
transmissão através de limitador de torque.

UNIDADE COLHEDORA: Estrutura rígida com fixação por parafusos e abraçadeiras, apoia os rolos
recolhedores, correntes alimentadoras e a caixa de transmissão. Permite a fixação dos deslizadores
ajustáveis. Há uma relação direta entre a velocidade da unidade de linha e a velocidade de
deslocamento da colheitadeira.

CAIXA DE TRANSMISSÃO: Montadas em estrutura e carcaça independente com sistema de


transmissão por engrenagens cônicas retificadas, banhadas em óleo, montadas em um eixo principal,
transmite o torque da coroa central através de engrenagens angulares sempre igual para ambos
rolos recolhedores.

SISTEMA DE SEGURANÇA: Provido de elemento limitador de torque no eixo de acionamento das


unidades colhedoras e no sem-fim alimentador. Dotado de disco de fricção, previne danos ao sistema
de acionamento.

RELAÇÃO DE TRANSMISSÃO: Obtida através da ação de correntes de rolos e rodas dentadas.

BICOS ARTICULADOS - LINHAS: Perfilado angular baixo, flutuante, articulado sobre as correntes
alimentadoras e com sistema de desarme quando do encontro com obstáculos, garantindo eficiência
ao sistema.
14 PLATAFORMA PARA MILHO Bocuda

INFORMAÇÕES GERAIS

No ato de recebimento da sua PLATAFORMA PARA MILHO VENCE TUDO é


de extrema importância a verificação das condições do produto, principalmente
quanto ao uso de componentes originais;

As identificações lado direito e lado esquerdo são consideradas, levando


em conta a observação da plataforma da posição do motorista da colheitadeira;

Ao ser retirado qualquer conjunto da plataforma para a colocação de outro,


deve se ter sempre o cuidado de separar as peças retiradas com seus respectivos
componentes ou partes. Isto para que estes não sejam usados em outras máquinas
ou em equipamentos de sua propriedade;

A disposição e espaçamento entre linhas de colheita variam de acordo


com a opção desejada. Certifique-se que está realizando a montagem ou
manutenção correta.
PLATAFORMA PARA MILHO Bocuda 15

IDENTIFICAÇÃO DOS COMPONENTES

01- BICOS CENTRAIS


02- BICOS LATERAIS
03- CARENAGENS CENTRAIS
04- CARENAGENS LATERAIS
05- PROTETOR DOS ROLOS RECOLHEDORES
06- TRANSMISSÃO - UNIDADES COLHEDORAS
07- PROTEÇÃO
08- CHASSI
09- SEM-FIM ALIMENTADOR
10- SISTEMA DE TRANSMISSÃO - MOTRIZ
11- TRANSMISSÃO - SEM-FIM ALIMENTADOR
12- UNIDADE COLHEDORA
13- CAIXAS DE TRANSMISSÃO
14- ROLOS RECOLHEDORES
15- CORRENTES ALIMENTADORAS
16- CHAPAS DESPIGADORAS
17- NAVALHA DO ROLO
16 PLATAFORMA PARA MILHO Bocuda

PREPARAÇÃO

Considerações Gerais

O êxito da operação de colheita do milho com perdas mínimas, dependem da qualidade do


trabalho realizado e a vida útil de qualquer equipamento dependem dos ajustes adequados que
satisfaçam as condições peculiares de cada propriedade ou lavoura.
Informamos brevemente os aspectos funcionais da PLATAFORMA PARA MILHO VENCE
TUDO para sua orientação:

Os BICOS LATERAIS E CENTRAIS são fixados entre as linhas de milho, tendo a função de
direcionar as plantas, para o centro da unidade colhedora.
Os ROLOS RECOLHEDORES puxam os talos de milho para baixo.
Após, as espigas de milho chegam as CHAPAS DESPIGADORAS, sendo impedidas de passar
através delas devido a pequena abertura. Os ROLOS RECOLHEDORES continuam a puxar os talos e
as espigas são arrancadas dos mesmos.
As CORRENTES ALIMENTADORAS captam as espigas e direcionam-as até o sem-fim
alimentador que as conduzem à esteira alimentadora da colheitadeira, e são encaminhadas ao
cilindro de debulha.

Alteração de Espaçamento entre Linhas

Para realizar a alteração do espaçamento desejado, proceda da seguinte forma:

1- Faça a remoção das carenagens laterais (A), centrais (B) e dos tirantes de ligação (C) (fig. 01);
2- Afrouxe os parafusos (D) o suficiente para soltar a unidade colhedora (E). Desloque a unidade
colhedora (E) até atingir a abertura previamente definida, deslocando uma unidade colhedora por
vez, mantendo as demais fixas no chassi (F);
3- Observe as medidas padrões das carenagens e dos tirantes de ligação os quais permitem o
distanciamento de 45 à 90 cm. Faça também o ajuste nos bicos articulados das linhas;
4- Verifique o espaçamento desejado e distâncias possíveis entre linhas conforme o modelo de sua
plataforma de acordo com a tabela (CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS);
5- As carenagens centrais devem ser ajustadas, abrindo-as ou fechando-as com espaçadores de
acordo com o espaçamento desejado;
6- As carenagens laterais devem ser deslocadas para o centro (quando for reduzida a abertura entre
linhas) ou para fora (quando for aumentada a abertura entre linhas), utilizando o espaço dos furos
oblongos (G) fixando a dobradiça na medida desejada.
PLATAFORMA PARA MILHO Bocuda 17

fig. 01

Acoplamento e Desacoplamento da Plataforma

Para fazer o acoplamento proceda da seguinte forma:

1- Aproxime o embocador da colheitadeira na estrutura de acoplamento da plataforma,


fazendo o encaixe na parte superior. Suspenda a plataforma aproximadamente 50 cm do solo até
atingir na altura de fácil acesso a parte inferior;

2- Faça a fixação da parte inferior através de ganchos ou pinos conforme o modelo da


colheitadeira;

3- Faça a montagem do sistema de transmissão através do eixo de acionamento principal


da colheitadeira com o eixo de acoplamento da plataforma, observando que os mesmos FIQUEM
BEM ALINHADOS um em relação ao outro para evitar problemas de desgaste e mal funcionamento
da transmissão. Faça o devido ajuste nas correntes de transmissão, se necessário, adicionando ou
retirando elos.
Para desacoplar a plataforma faça o processo inverso do item anterior, procurando deixar na
mesma altura para acoplar novamente, utilizando os pés de apoio.
18 PLATAFORMA PARA MILHO Bocuda

OPERAÇÃO

Informações Gerais
Realize a operação de colheita utilizando uma marcha mais reduzida possível até
familializar-se com a PLATAFORMA PARA MILHO VENCE TUDO.
Colha as fileiras de milho da forma em que foram plantadas para que não seja necessário
colher fileiras ímpares ou encontrá-las por tentativa.
Após colher algumas voltas, desligue a plataforma e pare o motor da colheitadeira. Faça a
verificação da tensão das correntes, aperto de parafusos e a possibilidade de aquecimento dos
rolamentos.
Inicie novamente a colheita em uma marcha mais baixa e aumente até encontrar a
velocidade adequada.
Opere cuidadosamente, de maneira que a plataforma permaneça nas linhas.
Fique atento para o som emitido pelos limitadores de torque patinando ou outro ruído
estranho.
Se a plataforma obstruir, reduza a velocidade de avanço ou pare a colheitadeira até a sua
desobstrução.

Velocidade de Trabalho
O movimento de deslocamento para frente da colheitadeira deverá ser aproximadamente o
mesmo que o movimento para trás das correntes alimentadoras. A PLATAFORMA PARA MILHO
VENCE TUDO permite alterar a rotação que melhor convier.
Observe que, se a velocidade de avanço for muito rápida, as correntes alimentadoras
empurram os talos de milho para frente e arrancam as espigas dos talos.
Se a velocidade de avanço for muito baixa, as correntes alimentadoras jogam os talos de
milho para dentro da plataforma, cortando os talos ou jogando fora as espigas.

Regulagem de Altura
A altura de colheita deverá ser ajustada conforme as condições da lavoura. Deverá ser
posicionada em função dos bicos laterais e dos bicos centrais, que deverão ser regulados de forma
que fiquem TODOS ALINHADOS em relação ao solo (ver fig. 02).

Bicos Articulados - Linhas


Os bicos articulados das linhas têm a função de erguer e dirigir com suavidade os talos de
milho até os rolos recolhedores.
Em condições normais, os bicos devem ser regulados de forma que apenas toquem no solo.
Em terrenos irregulares ou com excesso de inços, os mesmos devem ser posicionados o mais alto
possível em relação ao solo.
PLATAFORMA PARA MILHO Bocuda 19

Regule os bicos da seguinte forma:

1- Inicie por um dos bicos laterais (A) (fig. 02) da plataforma e ajuste os demais através deste;

2- Desloque o suporte regulador (B) fixado na unidade colhedora (D), para cima ou para baixo até
atingir a angularidade desejada nos bicos centrais (C);

3- Se ainda assim não foi alcançada a angularidade desejada, utilize a furação extra do tirante de
ligação (E) das unidades colhedoras (D).

fig. 02
20 PLATAFORMA PARA MILHO Bocuda

Carenagens Centrais e Laterais - Abrir e Fechar

Ao necessitar fazer regulagens ou inspeções nas unidades colhedoras, proceda da seguinte


forma:
1- Retire o grampo “R” (A) (fig. 03), suspenda as carenagens (B), introduzindo o bico no apoio bico
(C);
2- Para fechar as carenagens (B), suspenda a mesma, apóie na base da unidade colhedora e fixe-a
novamente através do pino e do grampo “R” (A) .

fig. 03

Correntes Alimentadoras

A tensão da corrente alimentadora (A)


(fig. 04) é mantida pelo tensor (F) através da
mola (E).
Para aumentar a tensão da mola (E),
aperte a porca (D) e ajuste de acordo com a
necessidade.
Obs.: Recomendamos que a mola nunca
fique menor que 150mm de comprimento.
fig. 04

COM A PLATAFORMA EM FUNCIONAMENTO, MANTENHA MÃOS E


PÉS AFASTADOS DAS CORRENTES ALIMENTADORAS.
PLATAFORMA PARA MILHO Bocuda 21

Ajuste dos Arrastadores

As correntes alimentadoras são montadas na empresa


com os arrastadores (A) (fig. 05) intercalados um em relação
ao outro e desta forma devem ser mantidas.

IMPORTANTE

AO COLHER MUITO PRÓXIMO AO SOLO, OBSERVE


PARA QUE SEJA EVITADA A ENTRADA DE PEDRAS OU
OUTRAS OBSTRUÇÕES NA UNIDADE COLHEDORA, O QUE
PROVOCARÁ DANOS AOS MECANISMOS.

fig. 05

Chapas Despigadoras

As chapas despigadoras (A) (fig. 06) posicionadas


na base das correntes alimentadoras (B) têm a função de
arrancar as espigas dos talos a medida que esses são puxados
para baixo pelos rolos recolhedores (C).
As chapas despigadoras (A) são montadas na empresa,
espaçadas 28mm na parte frontal e 33mm na parte
traseira. Este espaçamento é adequado à maior parte das
condições de campo encontradas.
Entretanto, as chapas despigadoras (A) podem ser
ajustadas através dos parafusos (D), lembrando sempre que
deverá ser mantida a abertura frontal menor que a traseira,
que é determinado pelo tamanho das espigas e talos e ainda
evitar a entrada de impurezas e inços pelas correntes
alimentadoras.

fig. 06
22 PLATAFORMA PARA MILHO Bocuda

Limpeza dos Rolos Recolhedores

A navalha do rolo (A) (fig. 07) dos rolos (B), têm


a função de evitar a entrada de impurezas ao redor dos
rolos recolhedores. Suas faces devem ser ajustadas de
forma que fiquem o mais próximo possível dos rolos sem
encostar nas estrias. Para fazer a regulagem, solte os
parafusos (C) e ajuste numa distância mínima de
1,5mm.

COM A PLATAFORMA EM FUNCIONAMENTO, MANTENHA


MÃOS E PÉS AFASTADOS DOS ROLOS RECOLHEDORES.

fig. 07

Protetor Frontal dos Rolos

A posição dos protetores frontais (A)


(fig. 08) dos rolos recolhedores (B) deve ser
ajustada corretamente para evitar a entrada de
material que possa enrolar nos rolos. O ajuste
deve ser feito através do deslocamento dos
protetores (A), afrouxando os parafusos (C) de
forma que fiquem o mais próximo possível dos
rolos, deixando uma folga mínima.
fig. 08

Limitador de Torque

Na extremidade do eixo de
acionamento das unidades colhedoras e do
sem-fim possui um mecanismo de segurança e
proteção do sistema de transmissão - Limitador
de Torque.
Se eventualmente o limitador de
torque patinhar quando a plataforma de milho
estiver operando, pare imediatamente,
procure a causa e corrija-a. Todos os
elementos do limitador de torque saem
ajustados na empresa. Recomenda-se
eventuais ajustes, quando forem desmontados
para manutenção. O ajuste de pressão das
molas (A) (fig. 09) deve ser feito de acordo
com as condições de colheita existentes. En-
tretanto recomenda-se de forma alternativa
um ajuste de 28mm no comprimento de to-
das as molas (A).
fig. 09
PLATAFORMA PARA MILHO Bocuda 23

Limitador de Torque - Sem-Fim Alimentador


A transmissão do sem-fim alimentador é provida de um sistema de segurança - limitador de
torque (A) (fig. 10), sendo que todos os elementos do limitador saem ajustados da empresa e devem
ser adotados os mesmos procedimentos do item anterior.
É possível aumentar a rotação do sem-fim alimentador substituindo a roda dentada Z15
(C) que sai montada de fábrica, pela roda dentada Z19 (D) que acompanha a caixa de peças.

Mantenha a corrente de
transmissão ajustada corretamente
através do esticador (B), após as
primeiras 50 horas de operação e
depois em intervalos regulares.
fig. 10

Regulagem Sem-Fim Alimentador

O sem-fim alimentador (A) (fig. 11) da plataforma pode ser deslocado para cima ou para
baixo conforme as condições operacionais da colheita.
Em CONDIÇÕES NORMAIS o sem-fim alimentador (A) deve ser posicionado o MAIS BAIXO
POSSÍVEL.
Em CONDIÇÕES DIFÍCEIS (ervas daninhas, umidade, etc) posicione o mesmo o MAIS
PARA CIMA POSSÍVEL.
Mantenha uma FOLGA MÍNIMA DE 8MM entre o sem-fim alimentador (A) e a base inferior da
estrutura (B).
Para fazer os ajustes, afrouxe os parafusos (C) (fig. 11), e regule com a mesma distância em
ambos os lados.

fig. 11
24 PLATAFORMA PARA MILHO Bocuda

Alteração de Velocidade das Unidades Colhedoras

A PLATAFORMA PARA MILHO VENCE TUDO, sai montada de fábrica com as rodas dentadas
de transmissão com 26 dentes e 30 dentes (limitador de torque), porém esta relação poderá ser
alterada em função da velocidade de colheita pretendida pelo operador, podendo ser montada a
roda dentada com 29 dentes (motriz), enviada juntamente com a caixa de peças adicionais.

Para fazer a troca das rodas dentadas, proceda da seguinte forma:

1- Retire o capô lateral.


2- Afrouxe o esticador (A) (fig. 12), através das porcas (B) e após retire a corrente (C);
3- Retire o pino (D) e substitua a roda dentada (E) pela desejada. Monte novamente o pino (D) e a
corrente (C);
4- Faça novamente o tensionamento correto do esticador (A) através das porcas (B).
5- Fixe o parafuso batente (F) através das porcas (G).

fig. 12

Transmissão Principal - Motriz

A corrente da transmissão motriz deve ser ajustada corretamente através do esticador,


após as primeiras 50 horas de operação e depois em intervalos regulares.

Sistema Reversor da Transmissão

Se ocorrer um embuchamento extremo da plataforma, há a possibilidade de ser acionado o


sistema reversor da transmissão da colheitadeira, tendo o cuidado de desligar a plataforma e os
mecanismos de debulha.
PLATAFORMA PARA MILHO Bocuda 25

Regulagem da Corrente

O ajuste da folga da corrente é de fundamental importância para o funcionamento correto


da transmissão, além de prolongar a vida útil dos demais componentes do sistema, como eixos,
mancais e rolamentos.
A tensão excessiva desfavorece a formação de uma película de óleo entre os componentes
da corrente causando desgaste prematuro e aquecimento, além de ocasionar tensões em todo o
sistema de transmissão. Por outro lado, uma folga excessiva também é prejudicial pois ocasiona
vibrações e flexão da corrente causando fadiga no material.
A seguir, procedimentos de ajuste da folga da corrente passo a passo, inclusive para os
diversos tipos de montagem da transmissão.

1 - Aplicar pequena pressão na mola do esticador (A).

2 - Girar 01 volta a roda dentada traseira (B) no sentido indicado até tensionar a parte inferior da
corrente.

3 - Calçar o esticador (A) com o parafuso batente (C) e girar novamente a roda dentada (B)
conforme procedimento número 2.

4 - Girar 01 volta a roda dentada (B) no sentido contrário ao indicado, certificando-se que o parafuso
batente (C) esteja sempre em contato com o esticador (A). Após, conferir se a folga está de acordo
com as medidas recomendadas para cada tipo de montagem. Repetir todos os passos até encontrar
a folga correta.

NUNCA OPERE A PLATAFORMA SEM AS PROTEÇÕES E


CARENAGENS. EVITE FERIMENTOS. MANTENHA-AS NO LUGAR.
26 PLATAFORMA PARA MILHO Bocuda

Folga recomendada para diversos tipos de montagem da transmissão


PLATAFORMA PARA MILHO Bocuda 27

MANUTENÇÃO
Para que a conservação de uma máquina ou implemento agrícola seja eficiente, devemos ter
certos cuidados para aumentar sua vida útil e melhorar o seu funcionamento e aproveitamento. Para
isto devemos seguir certas normas de conservação que irão nos poupar certos aborrecimentos, pois
um simples parafuso solto de um componente poderá interromper o funcionamento de um mecanismo,
parando o trabalho com a plataforma. Estes pequenos cuidados chamamos de manutenção periódica
e preventiva, custa pouco e nos proporciona grandes resultados em produção e conservação.

IMPORTANTE

USE SOMENTE PEÇAS ORIGINAIS VENCE TUDO, POIS PEÇAS IMPROVISADAS, ALÉM DE
DESCARACTERIZAREM O PRODUTO IMPEDIRÃO A ANÁLISE DE GARANTIDA EM CASO DA NECESSI-
DADE DO USO DO CERTIFICADO DE GARANTIA DO EQUIPAMENTO.

NÃO UTILIZE ÓLEO QUEIMADO OU ÓLEO DIESEL PARA A LIMPEZA OU LUBRIFICAÇÃO DA


PLATAFORMA.

INSPECIONE A PLATAFORMA VERIFICANDO SE EXISTEM PEÇAS DESGASTADAS OU QUEBRADAS.


CASO EXISTAM E SE HOUVER NECESSIDADE, SUBSTITUA AS PEÇAS DEFEITUOSAS.

USE O TEMPO EM QUE A PLATAFORMA PERMANECERÁ PARADA PARA EFETUAR OS DEVIDOS


REPAROS.

UTILIZE ÓLEO VEGETAL PARA A PROTEÇÃO TOTAL DA PLATAFORMA. CASO NÃO SEJA
POSSÍVEL O USO DE ÓLEO VEGETAL, PODERÁ SER USADO ÓLEO DIESEL, HIDRÁULICO OU LUBRIFICANTE
SOMENTE NAS PARTES INTERNAS DA PLATAFORMA, SENDO QUE SERÁ NECESSÁRIA A PROTEÇÃO DAS
PARTES EMBORRACHADAS.

DURANTE AS OPERAÇÕES DE REGULAGENS E MANUTENÇÕES TENHA O MÁXIMO


CUIDADO DURANTE O TRABALHO, POIS A PLATAFORMA DEVERÁ SER SUSPENDIDA
USANDO OS DISPOSITIVOS OU CALÇOS DE SEGURANÇA JUNTO AOS CILINDROS
HIDRÁULICOS. COM ISTO SIGA AS NORMAS DE SEGURANÇA
DESCRITAS ANTERIORMENTE.

Reaperto Geral

Verifique periodicamente o aperto dos parafusos fixadores das carenagens externas e internas
para que se evite a perda dos mesmos e possíveis danos em elementos móveis. Este procedimento
deverá ser feito diariamente, inspecionando todos os parafusos antes de iniciar a operação de
colheita.

Alinhamento, Tensão e Lubrificação das Correntes

Correntes Laterais

Deverá ser verificada a cada 50 horas a tensão das correntes de transmissão e de


acionamento das unidades de linha e sem-fim alimentador, através dos esticadores, observando o
correto alinhamento das mesmas e dos eixos de transmissão.
Faça uma lubrificação leve das correntes laterais a cada 05 horas de operação com a
plataforma, utilizando graxa a base de sabão de lítio ou com lubrificante específico para correntes
(Mobil Lube ou equivalente).
28 PLATAFORMA PARA MILHO Bocuda

NUNCA LUBRIFIQUE OU AJUSTE AS CORRENTES COM O


MOTOR DA COLHEITADEIRA FUNCIONANDO.

Correntes Alimentadoras

A tensão das correntes alimentadoras é mantida pelo efeito da mola montada no esticador.
Verifique a cada 50 horas o estado de tensão e funcional das correntes alimentadoras. Em caso de
substituição por ocasião de desgastes, substitua-a observando que fiquem intercalados os arrastadores
de uma corrente em relação a outra.
As correntes alimentadoras podem ser retiradas e montadas sem a necessidade de desemendá-
las.

Caixa de Transmissão

As caixas de transmissão foram projetadas para uma longa vida útil, sem a necessidade de
freqüentes manutenções. No entanto deve ser verificado periodicamente o nível de óleo das mesmas,
da seguinte maneira:
1- Limpe bem ao redor do tampão (A) (fig. 13), localizado na parte superior da mesma e em
seguida retire-o, tendo o máximo de cuidado para que não entre sujeira na caixa;
2- Para fazer a medição do nível, utilize a vareta (B) colocando-a no orifício correspondente
para tal;
3- Se necessário, reponha a quantia de óleo suficiente para que o nível fique dentro do
mínimo e máximo indicado na vareta (fig. 14);
Durante os primeiros dias de operação com a plataforma, inspecione as caixas de
transmissão. Após revise-as a cada 50 horas de trabalho.
Troque o óleo lubrificante a cada 450 horas de trabalho ou no final da safra, retirando o
tampão (C) (fig. 14) e proceda da mesma maneira conforme ítem 2.
Use o ÓLEO LUBRIFICANTE SP 680 ou outro compatível (SAE 90) na proporção de 1,8 litros
por caixa de transmissão.

AO FAZER A COLOCAÇÃO DO ÓLEO OU VERIFICAR O NÍVEL, BAIXE A PLATAFORMA


ATÉ O CHÃO (NIVELADO) PARA QUE AS CAIXAS FIQUEM COM A INCLINAÇÃO COMPATÍVEL.

fig. 13
PLATAFORMA PARA MILHO Bocuda 29

fig. 14

IMPORTANTE

REALIZE PERIODICAMENTE A LIMPEZA DOS RESPIROS DAS CAIXAS DE TRANSMISSÃO,


POIS OS MESMOS TÊM A IMPORTANTE TAREFA DE AUXILIAR NA TROCA DA TEMPERATURA INTERNA
E NA AÇÃO LUBRIFICANTE DO ÓLEO.

Manutenção no Início da Colheita

FAÇA UMA LIMPEZA CRITERIOSA DA PLATAFORMA, AJUSTANDO AS CORRENTES


ALIMENTADORAS, VERIFICANDO TAMBÉM A TENSÃO DAS MESMAS.
AJUSTE TODAS AS CORRENTES DE TRANSMISSÃO, VERIFIQUE O NÍVEL DE ÓLEO DAS
CAIXAS DE TRANSMISSÃO, SE NECESSÁRIO COMPLETE.
REVISE TODA A PLATAFORMA E OBSERVE A FIXAÇÃO DE PARAFUSOS E PINOS
(APERTANDO-OS SE NECESSÁRIO).
ACIONE A PLATAFORMA A UMA VELOCIDADE MÉDIA DE OPERAÇÃO POR ALGUNS MINUTOS.
VERIFIQUE OS ROLAMENTOS QUANTO A UM POSSÍVEL AQUECIMENTO EXCESSIVO E PROVÁVEIS
FOLGAS DOS MESMOS.
LEIA NOVAMENTE AS INSTRUÇÕES CONTIDAS NO MANUAL DE OPERAÇÃO.

Manutenção no Final da Safra

APÓS O TÉRMINO DA SAFRA, FAÇA UMA LIMPEZA COMPLETA DA PLATAFORMA. REMOVA


RESTOS DE PALHA, INÇOS E PÓ, QUE ATRAEM UMIDADE E PROVOCAM CORROSÃO.
AO LAVAR COM ÁGUA, NÃO DIRECIONE JATOS DE ÁGUA COM PRESSÃO ALTA SOBRE
ROLAMENTOS, VEDAÇÕES OU ALGUNS COMPONENTES QUE POSSAM SER DANIFICADOS.
VERIFIQUE O ESTADO DE PARAFUSOS E OUTROS ELEMENTOS ROSCADOS, AJUSTE-OS E
ENGRÁXE-OS.
PINTE OS LOCAIS DANIFICADOS OU RASPADOS.
GUARDE A PLATAFORMA EM LOCAL SECO E BEM PROTEGIDO, PROLONGANDO ASSIM SUA
VIDA ÚTIL.
30 PLATAFORMA PARA MILHO Bocuda

OPERAÇÃO DE CAMPO - COLHEITA

ANTES DE DAR A PARTIDA NO MOTOR, CERTIFIQUE-SE QUE NÃO HAJAM


PESSOAS PRÓXIMAS A COLHEITADEIRA.

EVITE O CONTATO COM PEÇAS EM MOVIMENTO.

A VELOCIDADE DE DESLOCAMENTO DEVE SER AQUELA EM QUE O


CONTROLE COMPLETO E A ESTABILIDADE DA MÁQUINA SEJAM MANTIDOS TODO
O TEMPO. QUANDO POSSÍVEL, EVITE OPERAR PRÓXIMO A VALAS, ATERROS E
BURACOS. REDUZA A VELOCIDADE AO FAZER CURVAS, DESCER LADEIRAS, EM
SUPERFÍCIES DESNIVELADAS, ESCORREGADIAS OU LAMACENTAS.
A MÁQUINA DESGOVERNADA, PODE CAUSAR SÉRIOS FERIMENTOS OU A
MORTE DO OPERADOR E DE TRANSEUNTES.

Após a efetivação das operações de regulagens da plataforma, conforme orientações


descritas anteriormente, recomenda-se a nível de campo, executar os seguintes procedimentos:

1- Dê a partida na colheitadeira, acionando a plataforma durante 10 minutos em baixa rotação.


Logo após, acionar por mais 5 minutos em alta rotação;

2- Desligue a colheitadeira e verifique a tensão das correntes da transmissão. Faça o ajuste


necessário nas correntes para que fiquem tensionadas suficientemente, evitando o desgaste das
mesmas e das rodas dentadas, garantindo a regularidade funcional do sistema de transmissão;

3- Verifique as correntes alimentadoras e guias das unidades colhedoras;

4- Para reduzir ao máximo as perdas na plataforma de milho, ajuste as distâncias dos deslizadores
conforme a espessura dos caules, observando que:
4.1- Chapas despigadoras fiquem ligeiramente MAIS ABERTAS ATRÁS DO QUE NA FRENTE;
4.2- Chapas despigadoras fiquem CENTRALIZADAS ACIMA DOS ROLOS RECOLHEDORES;

5- Ajuste os bicos articulados das linhas, alterando o ângulo de tal forma que trabalhem o mais
paralelo possível em relação ao solo. Se por acaso o milho estiver deitado, ajuste a ponta dos bicos
um pouco mais baixo, para que os mesmos se desloquem mais facilmente abaixo dos caules deitados,
levantando-os;

6- Verifique o sem-fim alimentador. No caso de problemas de alimentação com espigas pequenas,


coloque o sem-fim na posição mais próxima possível da base coletora. Ajuste em uma posição mais
alta para facilitar o transporte no caso de condições secas ou quebradiças do milho;

7- O eixo acionador das unidades colhedoras possue um sistema de segurança (limitador de torque)
que evita danos com embuchamentos. Em casos extremos de embuchamento, não hesite em acionar
o sistema reversor de acionamento da colheitadora (se a mesma dispor do mesmo);
PLATAFORMA PARA MILHO Bocuda 31

8- O operador deve determinar a velocidade de colheita de acordo com as condições do campo;

9- Se por alguma razão houver sobrecarga na plataforma, não desengate o mecanismo de debulha
ou reduza a velocidade do motor. Conserve o motor em velocidade de operação, diminua a
velocidade da marcha ou desengate o sistema de tração da colheitadeira;

10- Faça a colheita o mais cedo que a maturação do milho permitir. Colheita extremamente seca é
mais difícil de colher e ainda aumentará as perdas de grãos e espigas, além da possibilidade do
excesso de inços ser levado para o interior da colheitadeira (como saca-palhas e tanque graneleiro)
aumentando os teores de umidade e perdas de grão.

IMPORTANTE

TODAS AS REGULAGENS RECOMENDADAS NO PRESENTE MANUAL DE OPERAÇÕES DEVEM


SER CONSIDERADAS COMO REGULAGENS BÁSICAS.
DE ACORDO COM AS CONDIÇÕES DO SOLO E DA CULTURA, NÃO HESITE EM REALIZAR
REGULAGENS QUE MELHOR SATISFAÇAM O DESEMPENHO E FUNCIONALIDADE REQUERIDA.
32 PLATAFORMA PARA MILHO Bocuda

DIAGNÓSTICO DE DIFICULDADES

As ocorrências e possíveis deficiências com a PLATAFORMA DE MILHO VENCE TUDO são


devidos aos ajustes e regulagens incorretos.
Descrevemos na tabela abaixo algumas causas prováveis de dificuldades diagnosticadas e a
solução recomendada. Se por ventura não for possível resolver o problema ocasionado, entre em
contato com o DEPARTAMENTO DE ASSISTÊNCIA TÉCNICA VENCE TUDO.

ECWUCU"RTQXıXGKU UQNWÑ’Q"TGEQOGPFCFC
3"?@""GURKICU"FGDWNJCFCU"PQU"TQNQU"TGEQNJGFQTGU
- Ajuste as chapas despigadoras conforme recomendações
- Chapas despigadoras ajustadas de forma incorreta.
da página 21 ( Operação ).
4"?@""RGTFCU"FG"GURKICU"PC"NCXQWTC
- Espaçamento entre as unidades colhedoras não coinci- - Ajuste o espaçamento das unidades colhedoras conforme
de com o espaçamento de plantio. o espaçamento das linhas de plantio.
- Velocidade das correntes alimentadoras muito alta ou - Proceda a troca da roda dentada movida do acionamento
muito baixa. da transmissão das unidades colhedoras.
- Opere com uma velocidade conforme as condições da
lavoura e do solo. Velocidade excessiva faz com que as
espigas caiam no solo antes das correntes alimentadoras.
- Velocidade de avanço muito alta ou muito baixa. Velocidade muito lenta faz com que as espigas deslizem para
frente e para fora da plataforma. Opere a uma velocidade tal
que as correntes alimentadoras direcionem os talos até os
rolos recolhedores.
5"?@"TGEQNJGPFQ"VCNQU"FG"OKNJQ"""
- Chapas despigadoras reguladas muito próximas - Verifique a correta poisção das chapas despigadoras, ajus-
uma da outra. tando até que as mesmas permitam a passagem dos talos
através dos rolo recolhedores livremente.
- Velocidade elevada de deslocamento da colheitadeira - Ajuste a velocidade de deslocamento conforme as condi-
em relação a velocidade dos rolos recolhedores. ções da lavoura e da cultura em relação aos rolos recolhedores.
- Os arrastadores das correntes alimentadoras
- Abaixe a ponta dos bicos reguláveis.
enterram nas raízes.
- Aletas dos rolos recolhedores desgastadas. - Efetue a substituição das aletas.
6"?@""GODWEJCOGPVQ""""
- Velocidade de avanço muito alta, permitindo a entrada - Diminua a velocidade, operando com uma velocidade apro-
de material em excesso na plataforma. priada ao rendimento e condições da lavoura e do solo.
Velocidade excessiva produz embuchamento .
- Colha as linhas de acordo em que foram plantadas. É bem
- Não esta sendo colhida as linhas plantadas. mais fácil seguir as linhas desta forma, reduzindo o embucha-
mento e evitando perdas de espigas.
- Revise os elementos que realizam a tensão das correntes
- Correntes alimentadoras frouxas. ( esticadores e mola ), observe so os mesmos não estão
excessivamente gastos.
- Ervas daninhas enroladas ao redor dos rolos - Regule as barras raspadoras mais próximas possível dos
recolhedores rolos recolhedores.
- Talos de milho quebram nos rolos recolhedores ou - Verifique o ajuste das chapas despigadoras. Certifique - se
nos despigadores. de que elas estejam centradas em relação aos rolos
recolhedores e com a mesma distância a partir do centro.
- Aletas dos rolos recolhedores desgastadas. - Efetue a substituição das aletas.
PLATAFORMA PARA MILHO Bocuda 33

RECOMENDAÇÕES TÉCNICAS

NÃO REALIZE REGULAGENS, LIMPEZAS OU REAPERTOS


COM A PLATAFORMA EM MOVIMENTO.

PARA O PERFEITO FUNCIONAMENTO DA SUA PLATAFORMA OBSERVE OS SEGUINTES


PROCEDIMENTOS:

1- APÓS AS PRIMEIRAS 5 HORAS DE UTILIZAÇÃO, REALIZE O REAPERTO DE TODOS OS SEUS


COMPONENTES.

2- REALIZE A REGULAGEM DO EQUIPAMENTO (ESPAÇAMENTO, TENSÕES DAS CORRENTES, ROLOS


RECOLHEDORES, ETC.), ANTES DE INICIAR A COLHEITA.

3- REALIZE A OPERAÇÃO DE COLHEITA, NA VELOCIDADE RECOMENDADA PELO FABRICANTE, PARA


CULTURA DO MILHO.

4- AO FINAL DA COLHEITA FAÇA A LIMPEZA, LAVAGEM E LUBRIFICAÇÃO DO EQUIPAMENTO,


(UTILIZANDO PRODUTOS DE PULVERIZAÇÃO SEM A PRESENÇA DE DETERGENTES).

5- PROTEJA O EQUIPAMENTO CONTRA FATORES CLIMÁTICOS, DURANTE O PERÍODO DE NÃO


UTILIZAÇÃO.

6- UTILIZE SOMENTE PEÇAS ORIGINAIS VENCE TUDO, PARA REPOSIÇÃO.

7- LEIA ATENTAMENTE O MANUAL DO OPERADOR.

A NÃO OBSERVAÇÃO DOS ITENS RELACIONADOS, PODERÃO TRAZER SÉRIOS


DANOS AO FUNCIONAMENTO E CONSERVAÇÃO DA PLATAFORMA.
34 PLATAFORMA PARA MILHO Bocuda

CAIXA DE PEÇAS ADICIONAIS

Caixa de Peças Adicionais

A Plataforma para Milho Bocuda Vence Tudo, sai da fábrica acompanhada de uma caixa de
peças adicionais, conforme opção feita pelo cliente: número de linhas.
Ao receber sua plataforma, verifique com seu revendedor e confira as peças de acordo com
a lista abaixo:

PðOGTQ"FG"NKPJCU
EłFKIQ FGPQOKPCÑ’Q
26 27 28 29 2: 2; 32 33 34 35 36 37 38 39 3:
7010-031-801 RODA DENTADA ASA 60 SEXT Z19 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1
7010-031-803 RODA DENTADA ASA 80 SEXT Z28 2 2 2 2 2 2 2 2 2 2 2 2 2 2 2
925160600 EMENDA ASA 60 2 2 2 2 2 2 2 2 2 2 2 2 2 2 2
925160800 EMENDA ASA 80 2 2 2 2 2 2 2 2 2 2 2 2 2 2 2
925260600 REDUÇÃO ASA 60 2 2 2 2 2 2 2 2 2 2 2 2 2 2 2
925260800 REDUÇÃO ASA 80 4 4 4 4 4 4 4 4 4 4 4 4 4 4 4
900100140 VARETA NÍVEL DE ÓLEO 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1
937301004 MANUAL DE OPERAÇÃO 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1
937301106 CATÁLOGO DE PEÇAS 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1
7010-021-292 BORRACHA APARADORA 6 8 10 12 14 16 18 20 22 24 26 28 30 32 34
901309030 PARAF SEXT M8x1.25x30 DIN933 8.8 ZCA 12 16 20 24 28 32 36 40 44 48 52 56 60 64 68
921010008 ARRUELA LISA 8.4x25x2 DIN9021 ZCA 12 16 20 24 28 32 36 40 44 48 52 56 60 64 68
921090008 ARRUELA DENT A8 DIN6798 ZCA 12 16 20 24 28 32 36 40 44 48 52 56 60 64 68
PLATAFORMA PARA MILHO Bocuda 35

CLASSIFICADOR DE SEMENTES - VENCE TUDO


Visando oferecer-lhe conforto, alto desempenho e principalmente economia, a Vence Tudo
Ltda, obedecendo à mais moderna tecnologia, coloca a sua disposição os classificadores de sementes
para que o amigo agricultor possa classificar suas próprias sementes na propriedade. Entre em
contato com a revenda mais próxima e solicite maiores informações.

MODELOS DISPONÍVEIS:

CA - 25 ESPECIAL
Produção/h: 25 sacos

C - 40 ESPECIAL
Produção/h: 40sacos