Você está na página 1de 3

Universidade Federal do Recôncavo da Bahia

Centro de Ciências Agrárias, Ambientais e Biológicas - CCAAB


Profa. Maria Gardenny Ribeiro Pimenta
GCCA025 – Microbiologia Geral

Roteiro III: Microscopia

1. Objetivos

 Reconhecer as partes e manusear o microscópio óptico;


 Aprender a focalizar preparados no microscópio óptico;
 Ilustrar as lâminas observadas.

2. Materiais

 Lâminas;
 Lamínulas;
 Pipetas de Pasteur;
 Alça de platina, níquel cromo ou repicagem;
 Óleo de imersão;
 Solução de Azul de Metileno 1%;
 Solução Salina 0,85% estéril;
 Solução de Álcool 70%;
 Solução de limpeza das objetivas;
 Gaze para limpeza das objetivas;
 Fermento biológico - Saccharomyces cerevisiae;
 Lâmina corada – Staphylococcus aureus;
 Microscópio óptico;
 Recipiente para descarte das lâminas;
 Lápis;
 Papel toalha.

3. Procedimento

3.1. Apresentação das partes do microscópio

 Reconhecer as partes do microscópio.

3.2. Preparo das lâminas a fresco

 Colocar sobre a lâmina uma gota da levedura Saccharomyces cerevisiae


solubilizada em Solução Salina 0,85% estéril;
 Sobre o material biológico adicionar: 1) uma lamínula; 2) uma gota de azul de
metileno + uma lamínula;
 Aguardar 5 min para sedimentação do material biológico.

3.3. Preparo das lâminas corada

 Retirar uma lâmina limpa do recipiente;


 Limpar e desengordurar a lâmina com auxílio de uma folha de papel toalha;
 Colocar sobre a lâmina uma gota da levedura Saccharomyces cerevisiae
solubilizada em Solução Salina 0,85% estéril;
 Distender o material biológico com movimentos elípticos até que este forme um
“filme” tênue e homogêneo pela área disponível da lâmina;
 Fixar o esfregaço à lâmina passando o verso desta por 3-5 vezes sobre a chama
do bico de Bunsen ou lamparina de álcool.
 Deixar o esfregaço secar a temperatura ambiente.

3.4. Observação microscópica de lâminas a fresco e coradas

 Ligar a fonte de luz acoplada;


 Posicionar o condensador o mais próximo possível da platina;
 Verificar se o diafragma está completamente aberto;
 Colocar em foco a objetiva de menor aumento (4x);
 Fixar a preparação a ser examinada na platina com as presilhas;
 Observar o campo microscópico;
 Mover o parafuso macrométrico delicadamente até conseguir focalizar de forma
grosseira a preparação;
 Mover o parafuso micrométrico até conseguir uma boa focalização;
 Examinar na objetiva (40x) – as lâminas a fresco;
 Adicionar sobre o esfregaço das lâminas coradas uma gota do óleo de imersão e
gire o revólver para colocar a objetiva de imersão (100x) em foco;
 Examinar na objetiva de imersão (100x) – as lâminas coradas;
 Comparar a visualização das lâminas a fresco e coradas;
 Ilustrar o material observado.

3.5. Cuidados após o uso do microscópio

 Distanciar a objetiva da lâmina, usando o parafuso macrométrico;


 Retirar a lâmina da platina;
 Limpar as objetivas com gaze e solução de limpeza;
 Desligar o sistema de iluminação;
 Retirar da tomada;
 Cobrir o aparelho com a respectiva capa.

4. Questionário

4.1. Descreva o procedimento de focalização utilizando o óleo de imersão.

4.2. Qual é a finalidade do óleo na focalização em imersão?


4.3. Como se calcula o aumento final do objeto após a focalização?

4.4. Qual diferença e objetivo da observação de uma lâmina corada para uma lâmina a
fresco?

5. Referências bibliográficas

OKURA, M. H.; RENDE, J. C. Microbiologia: Roteiros de Aulas Práticas. Ribeirão


Preto:Tecmedd, 2008. 201p.

VERMELHO, A. B.; PEREIRA, A. F.; COELHO, R. R. R.; SOUTO-PADRÓN, T. Práticas de


Microbiologia. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2006. 239p.