Você está na página 1de 2

Atividade discursiva

Cursista: João Paulo Ferreira Dourado

Explique e faça um pequeno texto sobre a seguinte questão: até que ponto, a
mente humana é decorrência das nossas vivências ou da influência do nosso
cérebro?

Esta foi a grande questão que nos acompanhou desde o início deste projeto.
De todas as pesquisas que fizemos de todas as entrevistas que realizámos,
percebemos que esta questão não tem uma reposta igual, concreta e indiscutível.
Não se sabe ao certo se algum dia se saberá realmente o que é e quais os segredos
que esconde.

É certo que a mente é algo especial. Sem ela não seríamos o que somos não
seríamos os seres humanos pensantes e enigmáticos. Mas há quem tente definir a
mente, apesar da ignorância do Homem, este sempre tentou alcançar respostas,
alcançar verdades que podem ser a mais pura das mentiras.

Ao longo da história deparamo-nos com inúmeros pensadores, filósofos,


cientistas, que buscaram a resposta para esta enigmática questão. Hoje em dia,
apesar de haver várias vertentes explicativas, a mente segundo a Psicologia é
encarada como um sistema integrador de processos dinâmicos em interação, os
processos cognitivos, conativos e emocionais.

As concepções sobre o que é a mente foram mudando ao longo do tempo.


Durante muito tempo associou-se o conceito de mente à dimensão cognitiva do ser
humano, ou seja, ao pensamento, ao raciocínio, isto é, correspondia à atividade
consciente, aparecendo como uma produção independente dos sentimentos,
emoções, desejos. No entanto, a verdade é que nem todos os processos mentais
são necessariamente conscientes. A mente humana engloba também a emoção, os
sentimentos. A mente é o lugar da atividade psíquica, considerada na sua totalidade
e engloba operações conscientes e não conscientes. Não é, portanto, algo material
– uma coisa – mas sim algo imaterial, que não se vê nem se pode tocar.
Hoje o conceito de mente é o objeto nuclear da psicologia tendo passado a
ser encarado não como um somatório de componentes ou de estados
independentes, mas como uma manifestação total de processos dinâmicos que
interagem constantemente de forma complexa. Cada processo tem uma importância
vital na operacionalidade de outros processos, afetando-os e sendo afetado por eles.

Dado este seu carácter complexo e dinâmico, nenhum aspecto da mente é


fácil de investigar. Porém estudá-la permite maravilharmo-nos com a sua
extraordinária complexidade e segredos que esconde por trás das nossas vivências
e atos tão especificamente humanos.

Você também pode gostar