Você está na página 1de 2

PRÁTICA 3: PÊNDULO SIMPLES

MOVIMENTO HARMÔNICO SIMPLES

OBJETIVO:
Determinar a aceleração da gravidade local (g).

MATERIAIS UTILIZADOS
Suporte de ferro; fio inextensível; corpo de prova; transferidor; régua ou trena; barra de acrílico;
multicronômetro digital e sensor.

PROCEDIMENTO EXPERIMENTAL

Parte 1: Pêndulo Simples

a) Configure o Multicronômetro para realizar a contagem de tempo entre várias oscilações.


Utilizando os três botões azuis localizados abaixo da tela LCD, siga os passos a seguir:
 Pressione o botão de Ligar/Desligar;
 Selecione a linguagem em Português.
 Aperte o botão azul que indica a escolha de função;
 Aperte o botão azul logo abaixo da seta para direita > até o display mostrar a função F4
(texto no display: “F4 Pend/MHS 1 sen”);
 Pressione OK para selecionar a função F4;
 Agora o equipamento aguardará o início do experimento.

b) Ajuste o tamanho 𝐿 do fio em 10 cm de forma que o centro do corpo de prova esteja na altura
do sensor do multicronômetro.
c) Faça o corpo oscilar em um ângulo tal que 𝜃 = 5°. Para isso, utilize um transferidor preso ao
suporte de ferro para verificar o ângulo.
d) A partir do momento que o corpo começa a oscilar, o multicronômetro fará a contagem do
período de 10 oscilações. Depois de finalizada a medição, selecione a opção VER, verifique se os
10 períodos medidos tem valor próximo e tome t1 como sendo o período de oscilação.
e) Selecione a opção REPETIR e refaça os procedimentos de c) até d) mais 2 vezes para
obtenção do período médio.
f) Refaça os procedimentos de c) até e) para os ângulos 10° e 20°
g) Refaça os procedimentos de b) até f) para os comprimentos de 𝐿 para 20 cm, 30 cm, 40 cm e
50 cm.
h) Monte uma tabela com os dados adquiridos.
Parte 2: Pêndulo Físico

a) Utilizando a outra ponta do suporte de ferro, prenda uma das extremidades da barra de acrílico
(posição demarcada por ‘P’). Ajuste a altura barra de acrílico de forma que a outra extremidade da
barra esteja na altura do sensor do multicronômetro..
b) Faça o corpo oscilar em um ângulo tal que 𝜃 = 5°. Para isso, utilize um transferidor preso ao
suporte de ferro para verificar o ângulo.
c) Utilize o mesmo procedimento da Parte 1 para realizar a medição do tempo de 10 oscilações.
Depois de finalizada a medição, verifique se os 10 períodos medidos tem valor próximo e tome t1
como sendo o período de oscilação.
d) Refaça os procedimentos de b) até c) mais 2 vezes para obtenção do período médio.
e) Refaça os procedimentos de b) até d) para os ângulos 10° e 20°
f) Monte uma tabela com os dados adquiridos.

SUGESTÕES PARA ELABORAÇÃO DO RELATÓRIO:


- Utilize as unidades no sistema S.I.
- Faça o gráfico de 𝑇2 vs. 𝐿, para ambos os ângulos de medida, e obtenha os valores de g pelo
MMQ.
- Verifique se valores de g obtidos experimentalmente estão próximos ao valor da literatura.
- Compare os resultados de g para ambos os ângulos e calcule os erros em relação ao valor da
literatura.
- Discuta se as aproximações feitas para o MHS são válidas experimentalmente.
- Discuta os resultados em função das possíveis fontes de erros nas medidas.

DADOS: π = 3.1416.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS
1. HALLIDAY, D.; RESNICK, R. Física II. 4.ed. Rio de Janeiro, Livros Técnicos e Científicos. v.2.
cap.15.

Você também pode gostar