Você está na página 1de 266

Manual

do Proprietário
Introdução

Obrigado por escolher um produto MITSUBISHI como seu novo veículo.


Este Manual do Proprietário tem a finalidade de ajudá-lo a compreender e a usufruir de todas as vantagens que este veículo
pode lhe oferecer.
As informações foram preparadas de forma que você se familiarize com a maneira adequada de operação e mantenha o seu
veículo em ótimas condições de dirigibilidade.
A MITSUBISHI MOTORS CORPORATION reserva o direito de fazer mudanças no design e especificações e/ou fazer adições para
melhorar o seu produto, sem a obrigação de instalá-las nos produtos fabricados anteriormente.
É também muito importante que o motorista conheça muito bem todas as leis e regulamentações referentes a veículos.
Este manual foi escrito de acordo com as leis e regulamentações vigentes por ocasião da impressão. Portanto, algumas leis e
regulamentações podem ter sofrido emendas após esta data.
Por favor, em caso de venda, deixe este Manual no veículo. O próximo proprietário irá gostar muito de ter acesso às informações
constantes neste manual.
Genuine Quality BEST SERVICE
Top Quality for Top Performance Quality Service for Top Performance

Utilize somente Peças Originais MITSUBISHI: Utilize sempre uma Concessionária MITSUBISHI:

 Peças com qualidade e tecnologia MITSUBISHI.  Equipamentos e diagnósticos avançados.


 Manutenção de desempenho, qualidade e  Mecânicos treinados (Senai/ASE)
segurança originais.  Serviços personalizados.
 Preços competitivos.  Comprometimento com a Satisfação do Cliente.
 Originalidade do veículo.
Você encontrará em todo o Manual duas palavras:

ADVERTÊNCIA E ATENÇÃO
Elas servem para lembrá-lo para ter cuidados especiais. Falta de
atenção a estas instruções podem resultar em ferimentos pes-
soais ou em danos ao veículo.

ADVERTÊNCIA alerta sobre a grande possibilidade de feri-


mento pessoal sério se as instruções não forem
seguidas.

ATENÇÃO significa perigo ou procedimento inseguro, o


qual pode causar pequenos ferimentos pes-
soais ou danos ao veículo.

Você encontrará também outro símbolo importante:

OBSERVAÇÃO: dá informações úteis.

Indicação de aplicabilidade

Os equipamentos opcionais marcados com “*” podem diferir de


país para país onde o veículo é comercializado, ou conforme a
classificação de venda; veja o catálogo de venda.
Índice dos capítulos
Informações gerais ............................................ págs. 4 a 14 Para uma condução confortável ................ págs. 143 a 182
Instrumentos e controles – Vista geral Técnicas para uma direção segura Rádio AM/FM com sintonia eletrônica e toca- Espelho de cortesia*
Interior Direção e álcool fitas estéreo* Acendedor de cigarros
Exterior Número do chassi – VIN Antena manual de coluna* Cinzeiros
Instalação de acessórios Número do motor Antena elétrica* Tomada para acessórios
Modificações / alterações nos sistemas Plaqueta de identifificação do veículo Ventilação Relógio digital*
elétrico e de combustível Etiquetas auto-destrutíveis Aquecimento* Porta-objetos
Peças originais Gravação nos vidros Ar condicionado* Lâmpada de inspeção
Instruções de segurança para o manuseio de Emissões Pára-sol Guincho mecânico*
óleo do motor Nível de ruído

Abertura e fechamento do veículo ................. págs. 15 a 34


Chaves Tampa traseira Cuidados com o veículo ............................. págs. 183 a 190
Portas Controle manual dos vidros*
Segurança para crianças nas portas traseiras* Controle elétrico dos vidros* Limpeza interna do veículo Limpeza externa do veículo
Sistema de abertura sem a chave* Janela deslizantes*
Travamento central das portas* Bascular o teto solar*
Capô Teto solar elétrico

Bancos e cintos de segurança ....................... págs. 35 a 66 Situações de emergência ............................ págs. 191 a 230
Ajuste do banco dianteiro Cintos de segurança* Se o veículo ficar sem freio Sangria de ar do sistema de combustível
Descansa-braço Segurança para crianças Funcionamento em condições adversas (somente veículos a Diesel)
Segundo banco Segurança para gestantes Ferramentas, macaco e triângulo de segurança Remoção de água do filtro de combustível
Terceiro banco (bancos voltados para a frente)* Inspeção dos cintos de segurança Para levantar o veículo com o macaco (somente veículos a Diesel)
Colocar o banco na posição horizontal Para guardar os cintos de segurança Roda sobressalente Partida de emergência
Apoio para cabeça Sistema de segurança suplementar (SRS)* Troca de pneu Fusíveis
Calota central Capacidade de carga dos fusíveis
Instrumentos .................................................... págs. 67 a 92 Reboque
Superaquecimento do motor
Troca de fusíveis
Troca de lâmpadas
Painel de instrumentos Interruptor do lavador dos faróis*
Velocímetro Interruptor do limpador e lavador do pára-brisa*
Hodômetro/hodômetro parcial Interruptor do limpador e lavador do vidro
Tacômetro traseiro* Manutenção .................................................. págs. 231 a 246
Indicador de combustível Interruptor das luzes de advertência
Indicador de temperatura do líquido de Interruptor do desembaçador do vidro traseiro* Óleo do motor Funcionamento das luzes internas e externas
arrefecimento Interruptor do farol de neblina* Fluido da transmissão automática* Funcionamento dos medidores, indicadores e
Termômetro* Reostato (controle de iluminação no painel de Líquido de arrefecimento do motor luzes indicadoras e de advertência
Inclinômetro* instrumentos) Bateria Folga do volante
Altímetro* Interruptor da buzina Fluido de freio Curso livre do pedal da embreagem*
Bússola eletrônica* Luz interna Fluido da direção hidráulica* Curso livre do pedal do freio
Luzes de controle e indicadoras Luz do compartimento de bagagem* Fluido da embreagem* Alavanca do freio de estacionamento
Alavanca dos faróis, redutor de intensidade de Líquido do lavador do pára-brisa Lubrificação das dobradiças e fechaduras
luz e indicadores de direção Estado das rodas Palhetas do limpador do pára-brisa
Pressão dos pneus Aberturas da ventilação
Rodízio de pneus Borrachas de vedação
Partida e condução do veículo ..................... págs. 93 a 142 Correntes para pneus Equipamento adicional
Vazamentos de combustível, líquido de
Recomendações para amaciamento Freio de estacionamento arrefecimento do motor, óleo e gases do
Abastecimento de combustível Estacionamento escapamento
Direção econômica Freios
Ignição/partida Sistema de freio antiblocante (ABS)*
Partida do motor Diferencial de deslizamento limitado*
Botão de ajuste da rotação do motor*
Transmissão manual
Ajuste da altura do volante
Direção hidráulica*
Dados técnicos ............................................. págs. 247 a 256
Transmissão automática Espelho retrovisor interno Dimensões Sistema elétrico
Botão do modo de mudança da transmissão Espelhos retrovisores externos Rendimento Pneus e rodas
automática (3500 T/A) Espelhos retrovisores externos com controle Pesos Outras especificações
Super Select* 4WD elétrico* Motor Lubrificação
4WD Tempo parcial Sistema de controle para manutenção de Transmissão Capacidades
Posições da alavanca de mudanças e luz velocidade constante em rodovias
indicadora de funcionamento 2WD/4WD (cruise control)*
Cubos da roda livre* Três modos variáveis de absorção de
Bloqueio do diferencial traseiro* impactos*
Uso correto da tração nas quatro rodas Índice alfabético ........................................... págs. 257 a 262

3
Instrumentos e Controles – Vista Geral
1– Airbag do motorista*  pág. 62
2– Interruptor combinado (faróis, indicadores de direção etc.)  pág. 84
3– Botão do lavador do farol*  pág. 85
4– Controle de velocidade constante – botão principal*  pág. 136
5– Botão do farol de neblina dianteiro*  pág. 90
6– Indicadores e medidores  pág. 68
7– Ignição  pág. 98
8– Interruptor do limpador e lavador do pára-brisa/limpador e lavador
do vidro traseiro*  pág. 86, 87
9– Interruptor das luzes de advertência  pág. 88
10 – Interruptor do desembaçador do vidro traseiro*  pág. 89
11 – Bússola eletrônica*  pág. 74
12 – Termômetro*  pág. 70
13 – Inclinômetro*  pág. 71
14 – Altímetro*  pág. 72
15 – Relógio*  pág. 168
16 – Painel de controle do ar condicionado e do aquecimento*  pág. 154, 159
17 – Rádio*  pág. 144
18 – Airbag para o passageiro dianteiro*  pág. 62
19 – Tomada para acessório  pág. 168
20 – Botão do bloqueio do diferencial traseiro*  pág. 120
21 – Alavanca de transferência  pág. 110, 116
22 – Guincho mecânico  pág. 173
23 – Alavanca de mudanças (somente T/M)  pág. 102
24 – Botão de mudança da função T/A (2800 T/A, 3500 T/A)  pág. 107
25 – Acendedor de cigarros  pág. 166
26 – Botão do ar condicionado/ aquecimento traseiro – a partir do banco
dianteiro  pág. 164
27 – Botão de mudança do modo-3 de absorção de impacto variável 
pág. 141
28 – Painel de controle do ar condicionado/aquecimento traseiro* – a
partir do banco traseiro  pág. 164
29 – Alavanca seletora (somente T/A)  pág. 105 B21A167
30 – Alavanca do freio de estacionamento  pág. 128
31 – Botão de controle da sobremarcha (somente T/A)  pág. 107
32 – Botão de ajuste da rotação do motor*  pág. 102 Indicação de aplicabilidade
33 – Botão da antena elétrica*  pág. 152
34 – Reostato (contole de iluminação do painel)*  pág. 90 Os equipamentos opcionais indicados com “ * ” podem diferir, de
35 – Espelhos retrovisores externos com controle elétrico*  pág. 136 acordo com o país onde os veículos são comercializados ou confor-
36 – Alavanca de controle do piloto automático (controle de velocidade me a classificação de venda. Consulte o catálogo de venda.
constante)*  pág. 136

4
Interior
1 – Porta-pacotes traseiro*  pág. 171
2 – Luz do compartimento de carga*  pág. 91
3 – Tomada traseira para acessório*  pág. 195
4 – Segundo banco*  pág. 42
5 – Cinzeiro (para os segundos bancos)  pág. 167
6 – Cinto de segurança dianteiro*  pág. 54
7 – Banco dianteiro  pág. 36
8 – Protetor solar*  pág. 30
9 – Luz interna  pág. 91
10 – Luz de leitura*  pág. 91
11 – Botão de controle do teto solar elétrico*  pág. 28
12 – Espelho retrovisor interno  pág. 135
13 – Pára-sol  pág. 165
14 – Controle do vidro elétrico – botão principal  pág. 23
15 – Porta-luvas  pág. 169
16 – Porta-objetos (embaixo do banco dianteiro do
passageiro)*  pág. 171
17 – Cinzeiros (para os bancos dianteiros)  pág. 167
18 – Porta-objetos no console central*  pág. 169
B21B163 19 – Cinto de segurança do segundo banco  pág. 55, 56
20 – Encosto do banco lateral*  pág. 43
21 – Luz de inspeção*  pág. 172
22 – Caixa de ferramentas  pág. 194

5
Interior
1 – Luz do compartimento de carga  pág. 91
2 – Encosto do banco lateral*  pág. 43
3 – Controle do vidro elétrico*  pág. 23
4 – Cinzeiro (para o segundo banco)  pág. 167
8 – Protetor solar*  pág. 30
9 – Controle do vidro elétrico – botão principal* 
pág. 23
10 – Luz interna  pág. 91
11 – Espelho retrovisor interno  pág. 135
12 – Pára-sol  pág. 165
13 – Porta-luvas  pág. 169
14 – Porta-objetos (embaixo do banco do passageiro
dianteiro)*  pág. 171
15 – Cinzeiro (para os bancos dianteiros)  pág. 167
16 – Porta-objetos no console central* pág. 169
17 – Banco dianteiro  pág. 36
18 – Cinto de segurança dianteiro*  pág. 54
19 – Espaço para guardar o macaco  pág. 193
20 – Segundo banco*  pág. 42
21 – Cinto de segurança do segundo banco*
 pág. 55, 56 B21B164
22 – Terceiro banco*  pág. 50
23 – Cinto de segurança do terceiro banco*
 pág. 55, 56
24 – Caixa de ferramentas  pág. 194

6
Exterior
1 – Roda sobressalente  pág. 201
2 – Espelhos retrovisores externos  pág. 136
3 – Travamento e destravamento  pág. 16
4 – Abastecimento de combustível  pág. 96
5 – Tampa traseira  pág. 21
6 – Farol de neblina dianteiro*  pág. 224
7 – Capô do motor  pág. 20
8 – Compartimento do motor  pág. 253
9 – Faróis  pág. 84
10 – Pressão dos pneus  pág. 241
11 – Troca de pneus  pág. 204
12 – Rodízio de pneus  pág. 242
13 – Corrente para pneus  pág. 243
14 – Guincho mecânico  pág. 173

A02A143

7
Informações gerais
Instalação de acessórios (4) Pneus e rodas fora das especificações Peças Originais
recomendadas não devem ser utiliza-
Antes de instalar qualquer acessório, con- dos.
sulte a sua Concessionária Autorizada Consulte o capítulo “Dados Técnicos” Não troque por peças substitutas.
MITSUBISHI. para informações sobre rodas e tipos A MITSUBISHI cada vez mais se esforça
(1) A instalação de acessórios, peças op- de pneus recomendados. para oferecer a você um veículo de altíssi-
cionais etc. somente deve ser feita ma qualidade e confiabilidade.
dentro dos limites prescritos nas leis Não quebre esse compromisso com a qua-
de seu país e de acordo com as diretri- Modificações / Alterações lidade e a confiabilidade usando peças
zes e advertências constantes nos substitutas.
documentos que acompanham este nos sistemas elétrico e de
veículo. combustível Use sempre Peças Originais MITSUBISHI,
Somente devem ser instalados em seu projetadas e fabricadas para manter o alto
veículo acessórios aprovados pela desempenho do seu veículo. Não usar
A MITSUBISHI fabrica veículos de alta Peças Originais MITSUBISHI pode invali-
MITSUBISHI. qualidade e seguros. Conseqüentemente, dar qualquer reclamação futura em garan-
(2) Instalação inadequada de componen- para manter a qualidade e a segurança, é tia. A MITSUBISHI não se responsabiliza
tes elétricos pode causar incêndio. muito importante que a instalação de qual- por qualquer mau funcionamento em seu
Portanto, veja o item Modificações/ quer acessório ou qualquer modificação veículo ocasionado pelo uso indevido de
Alterações nos sistemas elétrico e de que envolva o sistema elétrico ou de com- peças substitutas, ao invés do uso adequa-
combustível, nesta página. bustível seja feita dentro das diretrizes da do de Peças Originais MITSUBISHI.
(3) Para usar um sistema de comunicação MITSUBISHI.
As Peças Originais MITSUBISHI são iden-
do tipo telefone celular ou rádio trans- Consulte uma Concessionária MITSUBISHI tificadas por esta marca e estão disponí-
missor dentro do veículo é necessário a respeito de qualquer instalação ou modifi- veis nas Concessionárias Autorizadas
a instalação correta de uma antena cação, uma vez que a instalação inadequa- MITSUBISHI.
externa específica. Quando o telefone da de peças relacionadas com os sistemas
celular ou o rádio transmissor é usado elétricos e de combustível pode causar in-
dentro do veículo somente com uma cêndio.
antena interna, ele pode interferir com
o sistema elétrico do veículo e afetar
negativamente as operações de segu-
rança do veículo.
Informações gerais
Instruções de segurança para (3) Certifique-se que bebês e crianças Direção e álcool
pequenas estejam adequadamente
o manuseio de óleo do motor protegidos, de acordo com as leis e
regulamentações e para a máxima Dirigir sob o efeito do álcool é uma das mais
proteção em caso de acidente. freqüentes causas de acidente. A sua ha-
ADVERTÊNCIA
(4) Desligue o motor, se você parar para um bilidade de direção pode ficar seriamente
(1) O contato prolongado e repetido
rápido descanso. Se você dormir e o prejudicada se o nível de álcool no sangue
pode causar sérios problemas na motor estiver funcionando, o veículo pode estiver acima do minímo exigido por lei. Se
pele, inclusive dermatites e câncer. dar a partida inesperadamente ou outro você beber não dirija. Peça para um moto-
(2) Evite o contato do óleo com a pele, acidente pode ocorrer se você, inconsci- rista que não bebeu levar o seu carro,
sempre que possível, e lave muito entemente, movimentar a alavanca de
chame um taxi, um amigo ou use um trans-
bem depois de qualquer contato. mudanças (alavanca seletora nos veícu-
los com transmissão automática) ou pres- porte coletivo.
(3) Mantenha fora do alcance das cri- sionar o pedal do acelerador. Se você,
anças. inconscientemente, mantiver o pedal do ADVERTÊNCIA
acelerador pressionado, o motor, as man-
gueiras do sistema de exaustão etc. Dirigir após beber pode levá-lo a um
Técnicas para uma direção podem ficar anormalmente superaque- acidente. Sua percepção fica menos agu-
cidos, resultando em um incêndio aci- çada, seus reflexos ficam lentos e seu
segura dental. Se o local tiver pouca ventilação, julgamento fica prejudicado quando
há também o risco de envenenamento você bebe.
Proteção total e direção segura não podem pelos gases de exaustão.
ser totalmente asseguradas. Entretanto,
recomendamos que você tenha atenção (5) Não permita que as crianças fiquem no
extra com os seguintes pontos: compartimento de bagagens. Isto é Indicação de aplicabilidade
especialmente perigoso quando o veí-
(1) Antes de dar a partida no veículo, culo está em movimento.
tenha a certeza que você e todos os Os equipamentos opcionais marcados
passageiros estejam usando correta- (6) Ao carregar o compartimento de ba-
gagens, tenha o cuidado de não colo- com “*” podem diferir de país para país
mente o cinto de segurança. onde o veículo é comercializado, ou
car bagagens acima da altura do se-
(2) Nunca deixe o seu veículo sozinho gundo ou terceiro banco. Isto é peri- conforme a classificação de venda; veja
com a chave na ignição e crianças goso não somente por impedir a visão o catálogo de venda.
dentro dele. As crianças podem brin- traseira, como também o objeto pode
car com os controles e isto pode levar ser arremessado de encontro ao pas-
a um acidente. sageiro, em caso de freada brusca.
Modelos 3500 Modelos 3000

00E0022 66E0028 66E0015

Número do chassi – VIN Número do motor Modelos 2800

O número do chassi está estampado con- O número do motor está estampado no


forme aparece na ilustração (A). bloco do motor, como aparece na ilustração.
Gravado: no pára-brisa, nos vidros das
portas e no vidro traseiro.
Etiqueta adesiva: no compartimento do
motor; no assoalho, ao lado do banco do
passageiro dianteiro, lado direito; na colu-
66E0014
na central, lado do passageiro (direito).

10
Plaqueta de identificação do
veículo 1
2
Esta placa está fixada conforme mostra a 3
4
ilustração. 5
A placa mostra o código do modelo, tipo de
motor, transmissão e código de cor da 00E0042

carroceria.

00E0041

Ao solicitar peças de reposição, utilize este


número.
1 - Código do modelo
2 - Código do motor
3 - Código do exterior
4 - Código da transmissão
5 - Código de cor, interior, opcionais

11
No assoalho, ao Na coluna
No lado do banco central da porta
compartimento dianteiro, lado dianteira,
do motor direito lateral direito

Etiquetas auto-destrutíveis No assoalho, ao lado do banco dianteiro, Na coluna central da porta dianteira, lateral
lado direito (lado do passageiro). direito (lado do passageiro).

Estão alocadas nos locais como indicam


as figuras.
No compartimento do motor.

12
Veículo 2 portas Veículo 4 portas

No pára-brisa

No pára-brisa No vidro traseiro


Nos vidros laterais, direito e esquerdo
Nos vidros laterais, lado direito

No vidro traseiro
Nos vidros laterais, lado esquerdo

Gravação nos vidros


Estão gravados como mostram as figuras acima.

13
14
Abertura e fechamento do veículo
Chaves
Portas
Segurança para crianças nas portas traseiras*
Sistema de abertura sem a chave*
Travamento central das portas*
Capô do motor
Tampa traseira
Controle manual dos vidros*
Controle elétrico dos vidros*
Janela deslizante*
Bascular o teto solar*
Teto solar elétrico*
Capota de lona*
15
OBSERVAÇÃO
O número da chave está gravado, confome
indicado na ilustração.
Guarde este número, para facilitar a solici-
tação de cópia da chave, em caso de perda
da chave original.

69N0025 69E0049

Chaves Portas
1 – Chave principal Funcionamento pelo lado externo
2 – Chave secundária 1 – Insere e retira a chave
São fornecidas três chaves. Duas delas 2 – Trava
são as chaves principais e a terceira é a 3 – Destrava
chave secundária.
As chaves principais servem em todas as
fechaduras. Guarde uma delas em um lo-
cal seguro, como uma chave reserva.
A chave secundária serve em todas as
fechaduras, exceto na tampa traseira e
porta-luvas.

16
69E0020 F12A150 F12A151

Funcionamento pelo lado interno Para travar as portas dianteiras sem a Para travar as portas traseiras laterais
chave Coloque o botão interno na posição de
4 – Trava
Coloque o botão-trava interno na posição trava e feche a porta.
5 – Destrava trava e feche a porta.
Para abrir a porta, puxe a maçaneta interna Tome cuidado para não fechar as portas ATENÇÃO
em sua direção. com a chave dentro do veículo.
(1) Assegure-se que todas as portas
estejam fechadas: dirigir com as
portas parcialmente fechadas é ex-
tremamente perigoso.
(2) Nunca deixe uma criança sozinha
no veículo.

17
Se a alavanca estiver na posição “Livre”, o
mecanismo de segurança para crianças Travar
não estará funcionando.
Destra-
var
Sistema de abertura sem a
chave*
Pressione o botão no controle remoto e Lâmpada indicadora
69E0027 todas as portas são travadas ou destra- 69C0220
vadas. Ao pressionar o botão TRAVA ou
Segurança para crianças nas o botão DESTRAVA a luz indicadora OBSERVAÇÃO
acende. 1. O sistema não funciona se a chave é
portas traseiras
deixada na ignição ou uma das portas
1 – Travada Para travar estiver aberta.
2 – Livre Pressione o botão TRAVA para travar to- 2. Se o botão DESTRAVA é acionado e a
das as portas. Quando elas são travadas porta não é aberta dentro de 30 segun-
A segurança para crianças ajuda a evitar com a luz interna na posição [•], a luz dos, as portas voltam a ser travadas
que a porta seja aberta acidentalmente, interna pisca duas vezes. automaticamente.
especialmente quando criança pequenas 3. O controle remoto funciona até 4 me-
estão no segundo ou terceiro banco. tros distante do veículo. Entretanto, o
Para destravar
Cada uma das portas traseiras está equipa- funcionamento do controle remoto
Para destravar somente a porta do moto- pode sofrer interferência, se o veículo
da com uma alavanca. Se a alavanca está
rista, pressione o botão DESTRAVA uma estiver próximo a uma torre transmis-
na posição de trava, a porta traseira somen-
vez. Ao destravar com a luz interna na sora de TV ou estação de força ou
te poderá ser aberta pelo lado de fora.
posição [•], a luz interna permanece acesa estação de rádio.
Para abrir a porta traseira quando a trava por 3 segundos. Para destravar todas as
de segurança para crianças está na posi- portas, pressione o botão DESTRAVA mais
ção “Travada”, puxe a maçaneta externa uma vez.
da porta.

18
4. Se as seguintes situações ocorrerem,
depois que o botão do controle remoto
é acionado, as baterias podem estar
fracas e necessitam ser trocadas.
• As portas não são destravadas ou
travadas.
• A luz indicadora está fraca ou não
acende.
Substitua as baterias em uma Conces-
F12B062 F12B063
sionária MITSUBISHI.
5. Se você perder o controle remoto, con- OBSERVAÇÃO
tate uma Concessionária MITSUBISHI Travamento central das
para repor o controle remoto. portas* As portas traseiras podem ser travadas e
destravadas independentemente, através
do botão-trava interno.
Através do travamento e destravamento
ATENÇÃO da porta do motorista, usando o botão-
(1) Não deixe o controle remoto expos- trava interno, ou uma das portas dianteiras
to ao calor causado pelos raios so- (motorista e passageiro) usando a chave,
lares diretos. todas as portas podem ser travadas ou
(2) O controle remoto é um mecanismo destravadas simultaneamente.
eletrônico de precisão. Portanto, te-
nha cuidado com o seguinte: 1 – Trava
• Não exponha o controle remoto a 2 – Destrava
pancadas.
• Mantenha o controle remoto seco.
• Não desmonte o controle remoto.

19
F13A070 F13A110 F13A108

Capô Levante o capô, enquanto pressiona a tra- Mantenha o capô aberto, inserindo a barra
va de segurança. suporte no orifício correspondente.
Para abrir OBSERVAÇÃO
Puxe a alavanca de liberação em sua dire- Somente abra o capô quando os limpado-
ção, para destravar o capô. res do pára-brisa estivem junto ao vidro.

20
ATENÇÃO
Antes de colocar o veículo em movi-
mento, tenha a certeza que o capô está
fechado seguramente. Se o capô estiver
fechado parcialmente, ele poderá abrir
repentinamente, com o veículo em mo-
vimento. Isto é extremamente perigoso.

F13A114 69E0047

Para fechar Tampa traseira


Solte a barra suporte. 1 – Insere e remove a chave
Abaixe lentamente o capô, até aproxima- 2 – Trava
damente 30 cm acima da posição de fecha-
3 – Destrava
mento, então solte-o para que ele feche por
ação do seu próprio peso.

OBSERVAÇÃO
Se o capô não fechar, solte-o de uma
posição um pouco mais alta.

21
69W006 69W007 69E0172

Puxe a maçaneta externa em sua direção, Funcionamento pelo lado interno do Limitador da tampa traseira
para abrir a tampa traseira. veículo (veículos sem travamento
central das portas) 6 – Trava
7 – Destrava
4 – Trava
5 – Destrava
ATENÇÃO
Puxe a maçaneta interna em sua direção Ao fechar a tampa traseira, tenha cuidado
para abrir a tampa traseira. para não prender as mãos.

Para travar a tampa traseira sem a


chave (veículos sem travamento
central das portas)
Coloque a botão-trava na posição trava
(deslize o botão-trava na direção da posi-
ção “4”) e feche a tampa traseira. Tenha
cuidado para não travar a tampa traseira
com a chave dentro do veículo.

22
Tipo 1 Tipo 2

F17B008 F17A022 F17A130

Controle manual dos vidros* Controle elétrico dos vidros* Controles na porta do motorista

Com estes controles todos os vidros po-


1 – Para fechar Os vidros elétricos podem ser operados dem ser operados a partir da porta do
2 – Para abrir com a ignição ligada. motorista.
1 – Abre 1 – Vidro da porta do motorista
2 – Fecha O vidro da porta do motorista abre e
fecha enquanto o botão é pressionado.
Ao abrir o vidro da porta do motorista, se
o botão é pressionado totalmente, não
é necessário manter a parter inferior do
botão segura, para que funcione.
2 – Vidro da porta do passageiro dianteiro
3 – Vidro da porta traseira esquerda
(somente Tipo 1)
4 – Vidro da porta traseira direita
(somente Tipo 1)

23
Botão-trava (5) Antes de acionar o controle do vi-
dro, tenha a certeza que não há ris-
5 – Quando este botão é acionado, os co de prender nada (cabeça, mão,
controles nas portas dos passageiros dedos etc.).
são desativados e não podem abrir ou (6) O acionamento contínuo dos vidros
fechar os vidros e os controles na porta elétricos com o motor desligado
do motorista não acionará nenhum vi- pode descarregar a bateria. Acione
dro, a não ser o da própria porta do os vidros elétricos sempre com o
motorista. motor em funcionamento.
Para destravá-lo, pressione-o nova-
F17A126
mente.
Controles nas portas dos passageiros
Os controles nas portas dos passageiros ADVERTÊNCIA
operam os vidros das portas correspon-
(1) Tenha cuidado para não prender de-
dentes.
dos ou a mão de alguém, quando
OBSERVAÇÃO estiver fechando os vidros.
(2) Se uma criança mexer nos contro-
Os vidros das portas traseiras abrem so-
les dos vidros poderá correr o risco
mente até a metade e não completamente.
de prender os dedos ou a mão quan-
do estiver fechando o vidro. Quan-
do estiver dirigindo com um criança
dentro do veículo, acione o botão
trava para desativar o funcionamen-
to dos controles dos vidros nas por-
tas dos passageiros.
(3) Nunca deixe o veículo, sem antes
retirar a chave da ignição.
(4) Nunca deixe uma criança sozinha
dentro do veículo.

24
69W630 69E0026 69E0019

Janela deslizante* Para bascular o teto solar* Remoção do teto solar

1. Abra o teto solar completamente, gi-


Para abrir Através do botão de regulagem, a parte de rando o botão de regulagem totalmen-
trás do teto solar pode ser levantada (aber- te para a direita.
Pressionando o botão-trava, puxe a janela
ta) e abaixada (fechada).
para trás. 2. Empurre a parte de trás do teto solar
1 – Abre para cima e, ao mesmo tempo, pres-
Para fechar 2 – Fecha sione ambos os botões-trava desli-
zantes (B).
Empurre a janela totalmente para a frente
e ela travará automaticamente.
ATENÇÃO
(1) Verifique se o alinhamento das mar-
cas (A) está correto, quando o teto
solar está fechado totalmente.
(2) Quando estiver dirigindo com a par-
te de trás do teto solar aberta, tenha
cuidado para não tocar qualquer
uma das travas deslizantes (B) ou o
gancho de segurança (C).

25
69E0066 69E0020 69E0021

3. Pressione o gancho de segurança (C) 4. Puxe o teto solar para fora em direção Instalação do teto solar
e solte o teto solar. à traseira do veículo e remova-o.
5. Guarde-o no compartimento do porta- 1. Encaixe firmemente as duas abas, lo-
malas. calizadas na parte da frente do teto
solar, dentro dos dois orifícios no pai-
nel do teto.
ATENÇÃO
Ao dirigir com o teto solar removido,
abaixe o regulador girando o botão de
regulagem totalmente para a esquerda.
Feito isso, verifique para que a alavanca
não fique acima do painel do teto.

26
ADVERTÊNCIA
(1) Verifique, ao deixar o veículo, que o
teto solar esteja bem instalado e
seguramente fechado.
(2) Nunca tente remover ou instalar o
teto solar com o veículo em movi-
mento, pois se o teto solar cair e
atingir um pedestre ou um outro
69E0022 veículo, o resultado poderá ser de- 69E0036

sastroso.
2. Encaixe o gancho de segurança, em- (3) Depois de lavar o veículo ou depois Protetor solar
purrando para baixo o centro da parte que tenha chovido, antes de abrir o
de trás do teto solar. Gire os botões na direção de liberação e
teto solar remova a água que possa remova o protetor solar.
ter ficado no teto solar.
(4) Não coloque bagagem ou qualquer 1 – Para liberar
objeto pesado sobre o teto solar ou 2 – Para fixar
próximo à sua área.
(5) Quando o teto solar estiver aberto Ao instalar o protetor solar, insira as abas
não coloque a cabeça, mãos ou qual- (4), localizadas na parte da frente do prote-
quer outra coisa para fora, através tor solar nos suportes (3) na parte da frente
da abertura do teto solar. do protetor solar; depois encaixe a parte de
Especialmente com o veículo em trás do protetor solar e gire os botões para
movimento. fixá-lo.

27
2 – Para abaixá-lo Mecanismo de segurança
Tipo 1
Pressione o lado de baixo (2) do botão
do teto solar. Se é colocada a mão ou a cabeça, durante
Para parar o teto solar em uma posi- o fechamento do teto solar, ele irá parar
ção intermediária, pressione o lado de automaticamente.
cima (1) do botão do teto solar. Contudo, tenha a certeza que ninguém
coloque a cabeça ou as mãos na abertura
1 – Para abrir
do teto solar, quando o estiver fechando.
Quando o lado de cima (1) do botão é
pressionado, a parte de trás do teto O teto solar somente começará a abrir
F19A015 solar levanta automaticamente. Quan- depois de alguns segundos.
do o lado de cima (1) do botão é
Teto solar elétrico* pressionado mais uma vez, o teto solar
abre totalmente.
ATENÇÃO
Para parar o teto solar em uma posi- O mecanismo de segurança é cancela-
Tipo 1 ção intermediária, pressione o lado de do antes que o teto solar seja fechado
O teto solar somente funciona com a igni- baixo (2) do botão. totalmente, para permitir o seu fecha-
ção ligada. mento completo. Por isso, tenha cuida-
2 – Para fechar
1 – Para bascular do para não prender os dedos no teto
O teto solar fecha completamente se o
Quando o lado de cima (1) do botão do solar.
lado de baixo (2) do botão é pressionado.
teto solar é pressionado, a parte de Para parar o teto solar em uma posi- OBSERVAÇÃO
trás do teto solar levanta automatica- ção intermediária, pressione o lado de
mente, para permitir a ventilação. baixo (1) do botão. Por motivos de segurança, o teto solar para
Para parar o teto solar na posição uma vez antes de fechar completamente
intermediária, pressione o lado de bai- OBSERVAÇÃO (quando o teto solar está na posição bas-
xo (2) do botão do teto solar. O teto solar pode ser aberto e fechado, culada). Pressione novamente o lado de
depois que a ignição é desligada, ain- baixo (2) do botão, para fechar totalmente
OBSERVAÇÃO da por 30 segundos. o teto solar.
Quando o teto solar é basculado, o Entretanto, depois que a porta do mo-
protetor solar abre automaticamente. torista é fechada, o teto solar não pode
mais ser acionado.

28
2 – Para fechar
Tipo 2
O teto solar fecha completamente se o
botão é pressionado.

OBSERVAÇÃO
Por motivo de segurança, o teto solar
pára uma vez, aproximadamente 20
cm da posição totalmente fechada.
Pressione novamente o botão, para
F19A016 F19A030
fechar totalmente o teto solar.

3 – Protetor solar Tipo 2


O protetor solar pode ser aberto ou O teto solar pode ser aberto e fechado com
fechado manualmente, enquanto o teto a ignição ligada ou na posição “ACC” (aces-
solar é fechado. sório).
O teto solar é acionado ao se pressionar o
OBSERVAÇÃO
botão.
O protetor solar é acionado em conjun-
to com o teto solar, somente quando o 1 – Para abrir
teto solar é aberto. O teto solar abre automaticamente, se
O protetor solar é automaticamente o botão é pressionado.
aberto, quando o teto solar é bascula-
do para cima. OBSERVAÇÃO
Por motivo de segurança, o teto solar
pára uma vez, aproximadamente 14
cm da posição totalmente aberta. Pres-
sione novamente o botão, para abrir
totalmente o teto solar.

29
(9) Não aplique qualquer tipo de cera
ADVERTÊNCIA na guarnição (borracha preta) em
volta da abertura do teto solar. Se
(1) Para evitar ferimentos pessoais, não
coloque a cabeça ou as mãos no for aplicada cera, a guarnição não
teto solar quando ele estiver sendo poderá manter a vedação adequa-
aberto ou fechado. da do teto solar.
(2) Não coloque a cabeça, mãos ou qual- (10) Solte o botão assim que o teto solar
quer outra coisa na abertura do teto alcançar a posição totalmente fe-
solar quando o veículo estiver esti- chado ou totalmente aberto.
69G0132 ver em movimento. (11) Não tente fechar o protetor solar
(3) Ao deixar o veículo estacionado, com o teto solar aberto.
3 – Protetor solar feche o teto solar e retire a chave da (12) Ao dirigir em “off-road” (fora de
Deslize o protetor solar manualmente ignição. estrada), mantenha o teto solar
para abri-lo ou fechá-lo. (4) Nunca deixe uma criança sozinha fechado (veículos com teto solar
no veículo. Tipo 1).
OBSERVAÇÃO (5) Antes de fechar o teto solar verifi-
O protetor solar é acionado em conjun- que se não há risco de prender nada
to com o teto solar, somente quando o (cabeça, mãos, dedos etc.).
teto solar é aberto. (6) Depois de lavar o veículo ou depois
que tenha chovido, antes de abrir o
teto solar, remova a água que possa
ter ficado no teto solar.
(7) Não tente acionar o teto solar, se ele
estiver congelado (em caso de tem-
peraturas extremamente baixas).
(8) Não sente ou coloque bagagem pe-
sada em cima do teto solar ou na
extremidade de abertura.
Não aplique qualquer força que pos-
sa causar danos no teto solar.

30
69E0039 F19B011 F19B012

Funcionamento manual do teto solar 2. Remova a cobertura da luz interna. 3. Insira a chave de fenda ou uma ferra-
menta semelhante no ponto de fixação
Se ocorrer um problema no botão de acio- (A) da cobertura.
namento e não for possível movimentar o
teto solar, siga os procedimentos abaixo
para abrir ou fechá-lo:

OBSERVAÇÃO
Leve o veículo a uma Concessionária
MITSUBISHI, na primeira oportunidade,
para inspeção do teto solar.

Tipo 1
1. Pegue a chave do teto solar e a chave
de fenda na caixa de ferramentas.

31
F19B036 69E0039 69E0033

4. Encaixe a ponta mais longa da chave Tipo 2 2. Remova a cobertura (A) com uma cha-
do teto solar no cabo multi-uso da 1. Pegue a chave do teto solar e a chave ve de fenda ou uma ferramenta seme-
chave de fenda. Depois, insira a chave de fenda na caixa de ferramentas. lhante.
do teto solar dentro do eixo de aciona-
mento do motor do teto solar e feche- OBSERVAÇÃO
o, girando a chave no sentido horário. Enrole um pedaço de pano em volta da
ponta da chave de fenda, para evitar
que esta risque a cobertura.

32
F19B057

3. Encaixe a ponta mais longa da chave


no cabo multi-uso da chave de fenda.
Depois, insira a chave do teto solar
dentro do eixo de acionamento do
motor do teto solar e feche-o, girando
a chave no sentido anti-horário.

33
Bancos e cintos de segurança
Ajuste do banco dianteiro
Descansa-braço
Segundo banco
Terceiro banco (bancos voltados para a frente)*
Reclinar totalmente o banco
Apoio para cabeça
Cintos de segurança*
Segurança para crianças
Segurança para gestantes
Inspeção dos cintos de segurança
Como guardar os cintos de segurança
Sistema de segurança suplementar (SRS)*

35
Tipo 1 Tipo 2 Tipo 1
ATENÇÃO
(1) Ajuste sempre o banco antes de
começar a dirigir.
(2) Depois de ajustar, verifique se o
banco está corretamente travado Tipo 2
(Tipo 1).
(3) Quando usar o banco Tipo 2, tenha
cuidado para não prender a sua mão
69E0091 G21A022 69E0252
ou a sua perna.
Quando estiver deslizando ou recli- Para ajustar o banco para a frente ou
Ajuste do banco dianteiro
nando o banco para trás, tenha cui- para trás
dado especial com os passageiros
Ajuste o banco do motorista de forma que do segundo banco.
permita um controle fácil dos pedais, do Tipo 1
(4) O ajuste do banco somente deve ser
volante de direção e dos botões no painel Puxe a alavanca de ajuste e posicione o
feito por um adulto. Se o ajuste for
de instrumentos e possibilite uma visão banco para a frente ou para trás, conforme
feito por uma criança poderá ocor-
dianteira clara. desejar. Depois do ajuste, solte a alavan-
rer um acidente inesperado.
ca de ajuste para travar o banco nesta
OBSERVAÇÃO (5) Nunca coloque uma almofada ou posição.
Para evitar desgaste desnecessário da qualquer outro tipo de apoio entre
bateria, dê a partida no motor anter de usar as suas costas e o encosto do ban-
o banco Tipo 2. co, enquanto estiver dirigindo. A ADVERTÊNCIA
eficiência do apoio para cabeça fi-
Para ter a certeza que o banco está
cará reduzida.
seguramente travado, tente movimen-
(6) Nunca recline o encosto do banco tá-lo para a frente ou para trás, sem
mais do que o necessário, quando utilizar a alavanca de ajuste.
estiver dirigindo. Isto é altamente
perigoso em caso de freada brusca.

36
Tipo 2 Tipo 1
Ajuste o banco acionando os botões, con- ADVERTÊNCIA
forme indicado pelas setas. (1) Para minimizar o risco de ferimen-
to pessoal em caso de colisão ou
1 – Ajuste para a frente
freada brusca, ambos os encos-
2 – Ajuste para trás Tipo 2 tos dos bancos dianteiros, do pas-
sageiro do motorista, devem estar
na posição mais vertical possível,
quando o veículo estiver em movi-
69E0253 mento. A proteção oferecida pe-
los cintos de segurança pode ser
Para reclinar o encosto do banco significativamente reduzida quan-
do os encostos dos bancos estão
Tipo 1 reclinados. Existe um risco muito
Para reclinar o encosto do banco, incline- grande do passageiro deslizar por
se levemente para trás, puxe para cima a baixo do cinto, resultando em sé-
alavanca-trava do encosto e depois incli- rios ferimentos.
ne-se para trás, até a posição desejada e (2) O mecanismo de reclinação do en-
solte a alavanca. O encosto do banco fica- costo do banco é por ação de mola,
rá travado nesta posição. o que causa o seu retorno para a
posição vertical, quando a alavanca
trava é acionada. Sente-se bem jun-
Tipo 2
to ao encosto do banco ou segure-o
Ajuste o ângulo do encosto do banco acio- com uma das mãos (Tipo 1).
nando o botão, conforme indicado pelas
setas.

1 – Para a frente
2 – Para reclinar

37
69E0229 69E0228 69E0230

Para ajustar a altura do assento do 2 – Para movimentar a parte de trás do 3 – Para movimentar todo o assento para
banco (Tipo 2) assento do banco para cima e para cima ou para baixo.
baixo.
Para ajustar a altura do assento acione o
botão, conforme indicado pelas setas.

1 – Para movimentar a parte da frente do


assento do banco para cima e para
baixo.

38
69E0185 69E0095 69E0096

Para armazenar a posição do encosto Ajuste do apoio lombar (Tipo 1)* Ajuste do apoio lateral (Tipo 1)*
do banco na memória (Tipo 1)*
O ajuste do apoio lombar está localizado Ambos os lados do encosto do banco se-
Armazenando a posição do encosto do no encosto do banco dianteiro. O apoio guram o corpo do passageiro.
banco na memória, ele sempre retornará à lombar tem três posições de ajuste:
posição fixada previamente depois que o 1 – Segura
encosto do banco é movimentado, para 1 – Leve 2 – Solta
permitir o acesso ou a saída do banco 2 – Médio
traseiro. 3 – Forte
1. Puxe a alavanca para ajustar o ângulo
do encosto do banco.
2. Pressione atrás o botão de memória
de reclinação, até ouvir o “clic” no
local para armazenar a posição na
memória.

39
G21D048 69E0100 69N0051

Ajuste da altura e da tensão da mola 2 – Ajuste da altura Descansa-braço*


do banco (Tipo 1)* Se o balanço do banco está ajustado,
a altura pode ainda ser regulada atra- Pressione o botão (1) na parte superior do
Quando o veículo é conduzido por uma vés da alavanca (B). Uma das três
estrada irregular ou por uma longa estrada descansa-braço e empurre-o para baixo. O
diferentes posições pode ser selecio- descansa-braço tem cinco posições de
com terreno acidentado, este banco absor- nada.
ve as vibrações do veículo, causadas pela ajuste
condição da estrada, reduzindo o cansaço OBSERVAÇÃO
do motorista e proporcionando um passeio (1) Se você desejar ajustar a altura no ATENÇÃO
confortável. nível médio ou inferior, será mais fácil Para recolher o descansa-braço, em-
1 – Ajuste da altura e do balanço do banco fazer o ajuste, se o botão de ajuste do purre-o até ouvir um “clic”, para evitar
Gire o botão de ajuste (A) para ter a banco é selecionado primeiro na indi- que ele abaixe durante a condução do
tensão da mola desejada. A altura e o cação inferior. veículo.
balanço do banco podem ser ajusta- (2) Quando estiver conduzindo por muito
dos através deste botão. tempo em rodovia pavimentada, trave
a alavanca para evitar que o banco
OBSERVAÇÃO oscile ao fazer uma curva.
Para um ajuste mais suave, coloque em
“Soft” (suave); para um ajuste mais duro,
coloque em “Hard” (duro).
40
Tipo 1
ATENÇÃO
Somente levantando o encosto do ban-
co pode não travar o banco. Tenha a
certeza de travar adequadamente o
banco.

69E0098 69E0131

Segundo banco, para entrar e sair Tipo 2


(Tipo 1)*

Banco do motorista
Puxe a alavanca de reclinação para levar o
encosto do banco para a frente. Todo o
banco desliza para a frente.
G23B006
Banco do passageiro
Pise no pedal (se equipado), localizado
junto ao encosto do banco ou puxe a ala-
Tipo 3
vanca de reclinação, o encosto vai para a
frente e o banco todo desliza para a frente,
automaticamente.
Para retornar o banco, levante o encosto,
então todo o banco desliza para trás até o
“clic” da posição travada. Ajuste a posição
do banco.
G23B007

41
Segundo banco reclinado. O passageiro corre um
Tipo 1
grande risco de escorregar por bai-
Ajuste do ângulo de inclinação do xo do cinto, resultando em sérios
encosto* ferimentos, se o encosto do banco
estiver reclinado.
Ajuste o ângulo do encosto, movimentan- (3) O mecanismo de reclinação do en-
do as alavancas na direção das setas para costo do banco é por ação de mola,
levar o banco para a posição desejada. o que causa o seu retorno para a
Os encostos direito e esquerdo podem ser posição vertical, quando a alavan-
69E0133
reclinados separadamente (Tipo 1, Tipo 3). ca-trava é acionada. Ao usar a ala-
vanca-trava, sente-se bem junto ao
OBSERVAÇÃO encosto do banco ou segure-o com Tipo 2
Para reclinar o encosto do banco, incline- a mão.
se levemente para a frente, puxe a alavan-
ca e incline-se para trás, até alcançar a Para dobrar o banco
posição desejada, solte então a alavanca.
O encosto do banco ficará travado nesta
posição. ATENÇÃO
(1) Depois de dobrar ou levantar o ban-
ADVERTÊNCIA co, movimente o encosto para a fren-
G23E001
te e para trás, para certificar-se que
(1) Quando o banco Tipo 3 está posicio- o banco está seguramente posicio-
nado no centro, mantenha sempre nado. Tipo 1 e Tipo 2
os encostos direito e esquerdo no (2) Não dobre para baixo o segundo Com os botões (A) puxados, dobre o
mesmo nível de inclinação. banco, quando o terceiro banco está encosto para a frente e para baixo.
(2) Para minimizar o risco de ferimento sendo usado, pois a projeção do
pessoal, numa eventual colisão ou lado de trás do segundo banco pode OBSERVAÇÃO
freada brusca, o encosto do banco causar ferimentos.
deve estar sempre na posição mais Nos veículos com painel traseiro, solte
Traga a parte frontal do banco para a as presilhas, localizadas na extremi-
vertical possível, enquanto o veícu- frente, puxe o apoio para cabeça totalmen-
lo estiver em movimento. A prote- dade dianteira do painel traseiro, so-
te para baixo e guarde o cinto de seguran- bre o encosto do segundo banco.
ção oferecida pelo cinto de segu- ça. Veja “Banco dianteiro”, na página 36,
rança pode ser significamente redu- Dobrar o encosto do banco sem fazer
“Apoio para cabeça”, na página 52 e “Cin-
zida se o encosto do banco estiver tos de segurança”, na página 54. isso pode causar danos nas presilhas.

42
Tipo 3
ATENÇÃO
Não dobre o encosto lateral do segundo
banco quando o cinto de segurança do
segundo banco está sendo usado, uma
vez que o encosto lateral irá interferir
com o cinto de segurança, impedindo o
seu funcionamento adequado.

G23E002 69E0190

Tipo 3 Encosto do banco lateral*


Com os botões (A) puxados para cima,
dobre o encosto do banco para a frente Dobre o encosto lateral para a frente, pu-
e para baixo. xando as alavancas (A) para cima. Ele
também pode ser utilizado como porta-
copo ou cinzeiro.
ADVERTÊNCIA
Puxar os botões (A) para cima pode
fazer com que o tecido do banco suba
alguns centímetros.
Portanto, ao puxar os botões, segure o
banco com a mão.

43
OBSERVAÇÃO
Ao retornar o banco para a sua posição
original, não puxe os cintos de destrava-
mento para dobrar o banco. De outra ma-
neira, o destravamento não é mais possí-
vel, impedindo dobrar o banco.

G23C001 69E0237

Para entrar e sair do terceiro banco* Terceiro banco (bancos


voltados para a frente)*
Tipo 1
A alavanca ou o pedal pode ser utilizado Ajuste da inclinação do encosto do
para facilitar a entrada e a saída. banco
1 – Para entrar ou sair Ajuste a inclinação do encosto do banco
2 – Para sair movendo as alavancas em direção das
setas, até a posição desejada.
Quando a alavanca ou o pedal é usado, o
encosto do banco vai para a frente, ao
mesmo tempo em que todo o banco move-
se para a frente.
Para retornar o banco, empurre-o para
trás, até ouvir um “clic” e o banco ficará
travado em sua posição original.

44
Colocar o banco na posição Pajero 2 portas
horizontal
ATENÇÃO
(1) Para colocar o banco na posição
horizontal, pare o veículo em local
seguro.
(2) Não ande sobre o banco, quando ele A
69E0142
69E0081 estiver estendido, na posição hori-
zontal. Pajero 4 portas
Para dobrar o banco (3) Para se certificar que o banco está Tipo 1
1. Guarde os cintos de segurança. Veja travado adequadamente, tente mo-
o item “Cintos de Segurança”, página vimentar ou retornar o banco para a
54. sua posição original.
2. Levante o botão (A) e dobre o encosto (4) Não pule ou provoque impacto so-
do banco para a frente e para baixo, bre o encosto do banco.
até travá-lo. (5) Nunca dirija com bagagem ou pas-
sageiros sobre o banco na posição G05C011
A
ATENÇÃO horizontal. Isto é altamente perigo- Tipo 2
so, em caso de uma freada brusca.
Depois de dobrar o banco ou retorná-lo
(6) Para levantar o encosto, sente no
à sua posição original, balance o encos-
banco e com uma das mãos levante
to do banco para a frente e para trás,
o encosto suavemente. Nunca dei-
para se certificar que o banco está segu-
xe uma criança fazer esta operação,
ro adequadamente.
pois um acidente inesperado pode
acontecer.

G05C012
A

45
Bancos dianteiro e segundo 2. Recline o encosto do segundo banco
Pajero 2 portas
totalmente para trás.
Exceto os veículos com bancos com
controle elétrico*
1. Remova o apoio para cabeça. (Veja o
item “Apoio para cabeça”, na página
52).
69E0141
Pajero 2 portas
Guarde o apoio para cabeça dos bancos Pajero 4 portas
dianteiros no compartimento (A), localiza-
Tipo 1
do na base do segundo banco.
Guarde o apoio para cabeça do segundo
banco no compartimento de bagagem.

Pajero 4 portas
Guarde o apoio para cabeça removido no
compartimento (A), localizado na base do G05C013

segundo banco.
Tipo 2

G05C014

46
4. Recline o encosto do banco dianteiro
Pajero 2 portas
totalmente para trás.

Para retornar o banco para a sua posição


original:
1. Retorne os encostos dos bancos
dianteiros e segundo banco para a
posição original.
69E0143 2. Instale novamente o apoio para
69E0144 cabeça.

3. Com o encosto do banco dianteiro Pajero 4 portas


dobrado para a frente, mova o banco Tipo 1
totalmente para a frente.

G05C015

Tipo 2

G05C016

47
Tipo 1 Tipo 1 Tipo 1

A
G05C017
G05C019 G05C021

Tipo 2 Tipo 2 Tipo 2

A G05C018

Veículos com bancos com controle G05C020 G05C022

elétrico*
2. Recline o encosto do banco dianteiro, 3. Depois de mover o banco dianteiro
1. Remova o apoio para cabeça. (Veja o até quase junto do assento do segun- totalmente para a frente, recline o en-
item “Apoio para cabeça”, na página do banco. costo totalmente para trás.
52).
Guarde o apoio para cabeça removido OBSERVAÇÃO
no compartimento (A), localizado na 1. Para colocar o banco do passageiro
base do segundo banco. dianteiro totalmente na posição hori-
zontal, veja o item “Exceto para os
veículos com bancos com controle elé-
trico”, neste capítulo.

48
2. Recline o encosto, antes de mover o Tipo 1
banco para a frente. Se o encosto não ATENÇÃO
estiver reclinado, o banco não pode
Ao levantar o encosto do banco diantei-
ser levado totalmente para a frente,
ro, todo o banco move-se automatica-
impedindo que ele seja colocado total-
mente para trás. Tenha cuidado para
mente na posição horizontal.
não prender as mãos ou os pés.

G05C013

Tipo 2

G05C014

4. Recline o encosto do segundo banco


totalmente para trás.
Para retornar o banco para a posição
original:
1. Retorne os encostos dos bancos di-
anteiro e segundo para a posição
original.
2. Instale o apoio para cabeça.

49
Tipo 1

C G05C025
69E0242 69E0243

Segundo e terceiro bancos 3. Puxe a alavanca (B), localizada na Tipo 2


1. Leve o banco dianteiro totalmente para lateral do encosto do terceiro banco,
a frente. para reclinar o encosto para trás.
2. Empurre a alavanca (A) para inclinar
o encosto do terceiro banco para a
frente.

C
G05C026

4. Remova o apoio para cabeça do se-


gundo banco e guarde-o no comparti-
mento (C), localizado na base do se-
gundo banco.
(Veja o item “Apoio para cabeça”, na
página 52).

50
Tipo 1 Tipo 1
ATENÇÃO
Dobrar para baixo totalmente o en-
costo do banco, com o encosto lateral
ainda preso, poderá danificar o en-
costo lateral.

G05C027
69E0154

Tipo 2
6. Ao mesmo tempo que estiver empur-
rando o segundo banco para trás, le-
vante a alavanca (D), para travar o
segundo banco (somente Tipo 1).

G05C028

5. Deslize o segundo banco para a frente.

OBSERVAÇÃO
O banco do Tipo 1 desliza automatica-
mente para a frente, quando o encosto
do banco é inclinado para a frente e
para baixo.
No banco do Tipo 2, empurre o banco
totalmente para a frente, depois dobre
o encosto para a frente e para baixo.

51
Tipo 1 Tipo 1 Tipo 2
ATENÇÃO
Após levantar o encosto do banco, cer-
tifique-se de deslizar o segundo banco
para trás totalmente, até a posição tra-
vada.

2. Retorne o encosto do terceiro banco e


o encosto lateral do segundo banco
G05C029
para a posição original. G26A044

Tipo 2 Apoio para cabeça


Ajuste da altura (Tipo 1)
Ajuste a altura dos apoios para cabeça de
maneira que sua parte central fique tão
perto quanto possível da parte traseira da
cabeça, à altura dos olhos, com a finalida-
G05C030
de de reduzir o perigo de lesões em caso
de acidente.
7. Recline o encosto do segundo banco e Para levantar o apoio para cabeça, sim-
o encosto lateral, totalmente para trás. plemente mova-o para cima. Para baixar o
apoio para cabeça, mova-o para baixo
Para retornar o banco para a posição enquanto aperta o botão de ajuste de
original: altura na direção da seta. Uma vez com-
1. Retorne o encosto do segundo banco pletado o ajuste, aperte o apoio para cabe-
para a posição original e depois instale ça para baixo e certifique-se que esteja
o apoio para cabeça. travado.

52
Ajuste para a frente e para trás do Tipo 1 Tipo 2
apoio para cabeça (Tipo 2) NÃO!
Incline o apoio para cabeça em sua dire-
ção, para ajustá-lo para a frente. Para
ajustá-lo para trás, incline o apoio para
cabeça para trás.

CUIDADO
G26B004 G26B005
(1) Os apoios para cabeça só podem
oferecer uma proteção adequada se Remoção do apoio para cabeça
estiverem corretamente fixados. ATENÇÃO
(2) Se for colocada uma almofada entre Para remover o apoio para cabeça, puxe-o
as costas do ocupante e o encosto para cima com o botão de ajuste da altura (1) É extremamente perigoso dirigir sem
do banco, a proteção oferecida pelo pressionado. o apoio para cabeça ou mal ajusta-
apoio para cabeça em caso de aci- do. Mantenha-os sempre correta-
Para instalar o apoio para a cabeça, primei-
dente será mínima. mente montados nos encostos dos
ro verifique se ele está voltado para a
bancos, quando estiver com o veí-
direção correta, depois encaixe-o no en-
culo em movimento.
costo do banco, pressionando o botão de
ajuste de altura na direção indicada pelas (2) Os apoios para cabeça dos bancos
setas. Verifique se os botões de ajuste de dianteiros e traseiros diferem no for-
altura estão corretos, conforme indicado mato. Ao instalar o apoio para cabe-
na ilustração, e puxe o apoio para cabeça ça, tenha a certeza de não trocar o
para confirmar que ele está bem preso ao dianteiro com o do segundo banco.
encosto do banco. O apoio para cabeça dianteiro é mais
largo, mais alto e mais espesso.

53
Cintos de segurança* (5) O cinto de segurança oferecerá
ATENÇÃO maior proteção, se o encosto do
Para segurança, tanto do motorista como (1) Um cinto de segurança deve ser banco for regulado para a posição
dos passageiros, recomenda-se que todos usado somente por uma pessoa. mais vertical possível. Quando o
os ocupantes do veículo mantenham seus De outra forma é extremamente pe- encosto do banco é reclinado, exis-
cintos de segurança colocados, tanto em rigoso. te o risco do passageiro escorregar
estradas como em outras vias. É importan- por baixo do cinto, especialmente
(2) Nunca deixe o cinto sobre o abdo-
te que os cintos de segurança sejam corre- em caso de colisão frontal, e ficar
mem. Durante um acidente o abdo-
tamente utilizados. ferido pelo cinto ou pelo impacto
mem poderá ser pressionado pelo
contra o painel de instrumentos ou
cinto e resultar em ferimento pes-
contra o encosto do banco.
soal.
(3) Nunca passe o cinto por baixo do
braço ou em outra posição que não
a recomendada.
(4) Ao colocar o cinto, verifique se não
está torcido. Se estiver, arrume-o.

54
Cinto de segurança de três pontos
(com mecanismo de travamento de ATENÇÃO
emergência)
(1) Sempre coloque o cinto na posição
Este tipo de cinto não necessita de ajuste mais baixa possível dos quadris.
no comprimento. Uma vez colocado, o cin- (2) O cinto não deve estar torcido quan-
to ajusta-se aos movimentos do corpo. do estiver em uso.
Contudo, numa freada brusca ou impacto Puxe o cinto levemente para ajustá-lo na
forte, o cinto trava automaticamente para melhor posição.
segurar o passageiro no banco.
69N0132

Para colocar
Segurando a lingüeta, puxe o cinto de
segurança suavemente.

OBSERVAÇÃO
Quando o cinto não pode ser puxado, por
estar travado, puxe o cinto uma vez com
força e depois retorne-o. Depois disso,
puxe novamente o cinto, suavemente.
Encaixe a lingüenta na fivela, até ouvir o
“clic” de travamento.

55
1

2
69N0133 69P0137 G28A087

Para soltar Cinto de segurança subabdominal Para soltar


Segure a lingüeta e pressione o botão na Segurando a lingüeta, pressione o botão
fivela. Para colocar na fivela.
O cinto subabdominal deve ser ajustado
OBSERVAÇÃO
segurando-se a lingüenta e o cinto em ATENÇÃO
Uma vez que o cinto se retrai automatica- ângulo reto, um em relação ao outro, e
mente, mantenha a lingüeta segura até o puxando-se o cinto, conforme indicado na A fivela e a lingüeta do cinto de seguran-
cinto se retrair totalmente. ilustração, ajuste-o confortavelmente ao ça subabdominal estão marcadas com a
corpo. palavra “CENTER” (centro).
1 – Aperta Antes de colocar o cinto subabdominal,
2 – Solta verifique esta marca.
Segurando a lingüeta, encaixe-a na fivela,
até ouvir o “clic”.

56
Segurança para crianças
ATENÇÃO
Se crianças estiverem viajando no veículo,
Ao ajustar a altura do cinto, deixe-o
é necessário utilizar um sistema de segu-
1 numa posição suficientemente alta para
rança para elas, de acordo com sua idade.
que o cinto tenha total contato com o
Isto é exigência legal.
ombro, mas não toque no pescoço.
2 Os dispositivos legais que regulam medi-
das de segurança para crianças em ban-
cos dianteiros diferem de um país para
69A0065 outro.

Ajuste da altura do cinto de segurança


(bancos dianteiros)* ATENÇÃO
(1) As estatísticas de acidentes indi-
O cinto de segurança dianteiro pode ser
cam que as crianças viajam mais
ajustado em até 5 posições diferentes.
seguras se estiverem corretamente
1 – Puxe o botão-trava. presas nos bancos traseiros e não
2 – Deslize o cinto para cima ou para bai- nos bancos dianteiros. Por isso, a
xo, para a posição que melhor se ajus- MITSUBISHI recomenda que as cri-
tar ao seu corpo e solte o botão. Tenha anças viajem sempre no banco tra-
a certeza de ouvir o “clic” e que o cinto seiro do veículo.
ficou seguramente travado. (2) Levar uma criança nos braços não é
um substituto adequado do sistema
de segurança. Se não for utilizado
um sistema de segurança correto, o
resultado pode ser ferimento grave
ou mesmo fatal para a criança.
(3) Um sistema de segurança somen-
te deve ser usado por uma única
criança.

57
Bebês e crianças pequenas

Para bebês incapazes de sentar sozinhos


e que podem viajar em bancos especiais,
deve-se usar um banco para bebê.
O sistema de segurança deve ser adequa-
do ao peso e altura da criança e compatível
69W539 com o veículo. Para maior segurança, O
SISTEMA DE SEGURANÇA PARA CRI-
G28G156
ANÇAS DEVE SER INSTALADO NO SE-
GUNDO OU TERCEIRO BANCO.
ADVERTÊNCIA Ao instalar um sistema de segurança para
(1) Perigo extremo crianças, siga as orientações fornecidas
Não use um sistema de segurança
voltado para a traseira do veículo pelo fabricante do sistema. Falta de cuida-
no banco do passageiro dianteiro, do com esta recomendação pode resultar
se o veículo estiver equipado com em ferimento grave ou até fatal para a
airbag para o passageiro! 69N0103 criança. Quando o sistema não estiver em
A força com que o airbag do passa- uso, mantenha-o preso pelo cinto de segu-
geiro dianteiro infla pode empurrar
o sistema de segurança de encon- rança ou remova-o do veículo, para evitar
tro ao encosto do banco e causar que a criança se machuque.
sérios ferimentos na criança.
SISTEMA DE SEGURANÇA DO TIPO OBSERVAÇÃO
VOLTADO PARA A TRASEIRA DO Antes de comprar um sistema de seguran-
VEÍCULO, somente deve ser insta-
lado no segundo ou terceiro banco. ça para crianças, instale-o no segundo ou
(2) SISTEMA DE SEGURANÇA DO TIPO terceiro banco do seu veículo, para se
VOLTADO PARA A FRENTE DO VEÍ- certificar do ajuste perfeito. Devido à loca-
CULO, somente deve ser utilizado lização das fivelas dos cintos de segurança
no segundo ou terceiro banco, sem- no assento do banco, pode ser difícil a
pre que possível. Caso seja neces-
sário instalar este sistema no ban- instalação de alguns tipos de sistema de
co do passageiro dianteiro, ajuste segurança para crianças.
69T0082
o banco totalmente para trás.
58
Se o sistema de segurança para crianças Segurança para gestantes
pode ser facilmente puxado para a frente ATENÇÃO
sobre o assento do banco, depois que o
cinto foi ajustado, escolha outro tipo de ADVERTÊNCIA (1) Depois de uma colisão, todos os
conjuntos de cintos de segurança,
sistema de segurança para crianças. A MITSUBISHI recomenda que mulheres incluindo os acessórios de fixação,
grávidas utilizem os cintos de segu- devem ser inspecionados por um
Crianças maiores rança. Isto reduz a possibilidade de Concessionário MITSUBISHI. Reco-
ferimentos, tanto da mãe quanto da menda-se que os conjuntos de cin-
Crianças maiores, que já não podem utili- tos de segurança em uso durante
criança que vai nascer. Mulheres grávi-
zar um sistema de segurança para crian- uma colisão sejam trocados, a não
ças, devem sentar no segundo ou terceiro das devem utilizar o cinto de segurança ser que o acidente seja de pouca
banco e usar o cinto de segurança combi- subabdominal fixado o mais baixo pos- monta e que os cintos não mostrem
nado, subabdominal e torácico. sível. Isto é, junto aos quadris e não danos e continuem funcionando
junto à cintura. Se houver dúvidas, con- adequadamente.
O cinto subabdominal deve ficar posiciona-
do o mais baixo possível, sobre os quadris. sulte o médico. (2) Não tente reparar ou trocar qual-
De outra forma, o cinto poderá pressionar quer peça do conjunto cinto de se-
o abdomem da criança, num eventual aci- gurança. Qualquer reparo deve ser
executado em um Concessionário
dente, e causar sérios ferimentos. Inspeção dos cintos de Mitsubishi. Falha na execução de
segurança reparos no conjunto cinto de segu-
ADVERTÊNCIA rança pode reduzir a eficiência do
(1) Revise os cintos de segurança para sistema e causar sérios ferimentos,
(1) Se a criança não estiver corretamen- em caso de acidente.
te segura, com um sistema adequa- verificar possíveis cortes, desgaste,
desfiados e peças metálicas deforma-
do, ela poderá ser jogada para fora Para guardar os cintos de
do veículo, em caso de acidente. das ou quebradas. Troque os cintos
que estiverem com defeito.
segurança
(2) Se a criança não estiver correta-
(2) Se o cinto estiver sujo, limpe-o com Quando os cintos de segurança não estão
mente segura, com um sistema ade-
sendo usados, devem ser guardados como
quado, ela poderá ser jogada de detergente neutro e água morna. De- indica a ilustração.
encontro aos outros passageiros. pois de enxaguar com água, deixe
1 - Bolsa de armazenamento da placa do
(3) Nunca deixe uma criança sozinha secar à sombra. Nunca lave-o com cinto de segurança.
no interior do veículo. Ao deixar o alvejante nem tinja-o, pois isto prejudi-
2 - Bolsa de armazenamento da presilha
veículo, leve a criança com você. ca as suas características básicas. do cinto de segurança.

59
Segundo banco
Tipo 1 Tipo 2 Tipo 3

69E0187 69E0103
69E0188

Tipo 4 Tipo 5 Tipo 6

69E0107 G28E006
69E0205
Terceiro banco Tipo 2
Tipo 7 Tipo 1

G28E007 69E0206
69E0114

60
Sistema de segurança suple-
ADVERTÊNCIA ADVERTÊNCIA
mentar (SRS)*
É MUITO IMPORTANTE USAR SEMPRE É MUITO IMPORTANTE ESTAR SENTA-
O veículo está equipado com sistema de O CINTO DE SEGURANÇA, MESMO COM DO CORRETAMENTE, MESMO COM UM
segurança suplementar (SRS) para o mo- UM "AIRBAG": "AIRBAG":
torista e para o passageiro dianteiro. (1) O cinto de segurança ajuda a man- O "airbag" infla muito rápido e com muita
O sistema de segurança suplementar tem ter o passageiro posicionado ade- força.
a finalidade de auxiliar a ação protetora do quadamente e reduz o risco de feri- Se o motorista e o passageiro dianteiro
cinto de segurança, protegendo melhor a mento em caso de acidente e tam- não estiverem sentados corretamente,
cabeça e o peito do passageiro, em deter- bém quando o "airbag" infla. o "airbag" pode não oferecer a proteção
minadas colisões frontais, de moderadas a (2) O cinto de segurança reduz o risco necessária e causar ferimentos, no mo-
severas. de ferimento em capotamentos, co- mento em que infla. Assim:
O SRS, sistema de segurança suplemen- lisões com impactos laterais e tra-
(1) Antes de começar a dirigir, ajuste o
tar, NÃO substitui o cinto de segurança; seiros e colisões frontais em baixa
banco o mais atrás possível, porém,
para a proteção total em qualquer tipo de velocidade, uma vez que o "airbag"
numa posição que você ainda tenha
impacto ou acidente, o cinto de segurança não é designado para inflar nestas
total controle do veículo.
deve ser usado SEMPRE por todos os situações.
(2) Antes de colocar o veículo em movi-
ocupantes do veículo e as crianças e be- (3) O cinto de segurança reduz o risco
mento, ajuste o banco do passagei-
bês devem estar protegidas com um bom de jogar o passageiro para fora do
ro dianteiro o mais atrás possível.
sistema de segurança para crianças. veículo, em caso de colisão ou ca-
potamento. (3) Com o cinto de segurança colocado
adequadamente, o motorista e o pas-
sageiro dianteiro devem sentar re-
tos, com as costas apoiadas total-
mente no encosto do banco.

61
G28G157 G28G176 G28G156

ADVERTÊNCIA ADVERTÊNCIA ADVERTÊNCIA


(4) Não sente na beirada do banco nem (5) Bebês e crianças pequenas não de- • SISTEMA DE SEGURANÇA
incline a cabeça ou o peito sobre o vem ficar soltos ou em pé junto ao VOLTADO PARA A TRASEI-
volante de direção ou do painel de painel de instrumentos ou seguros RA DO VEÍCULO NÃO deve
instrumentos. Não coloque os pés nos braços ou no colo, com o veícu- ser instalado no banco do pas-
ou as pernas sobre ou junto ao pai- lo em movimento; eles podem se sageiro dianteiro, pois a força
nel de instrumentos. ferir seriamente em caso de aciden- com que o "airbag" do passa-
te ou quando o "airbag" inflar. Eles geiro infla pode prensar o sis-
devem ser colocados em um siste- tema de segurança, causan-
ma de segurança adequado para do sérios ferimentos ou até
crianças. Veja o item “Segurança fatal na criança.
para crianças”, neste manual. Sistema de segurança vol-
tado para a traseira do veí-
culo somente deve ser ins-
talado no segundo ou ter-
ceiro banco.

62
ADVERTÊNCIA
1
• SISTEMA DE SEGURANÇA
VOLTADO PARA A FRENTE
DO VEÍCULO deve ser usado,
sempre que possível, no se-
gundo ou terceiro banco. Se
necessário instalá-lo no ban-
co do passageiro dianteiro,
3 2
ajuste o banco o mais atrás G28G181 G28G074

possível.
Como funciona o sistema de seguran- Sistema "airbag"
ça suplementar O "airbag" do motorista está localizado
embaixo da cobertura central do volante de
O SRS inclui os seguintes componentes:
direção. O "airbag" do passageiro dianteiro
1 – Módulo do "airbag" (motorista) está localizado no painel de instrumentos,
acima do porta-luvas.
2 – Módulo do "airbag" (passageiro dian-
teiro)* O "airbag" do motorista e do passageiro
dianteiro são projetados para inflar ao
3 – Unidade de controle do "airbag" (inclu-
mesmo tempo.
sive sensores de impacto).
Os "airbags" somente inflam em deter-
O "airbag" funciona somente com a ignição
minadas colisões frontais de moderadas
ligada ou na posição “START” (partida).
a severas.
Os "airbags" não inflam em colisão frontal
em baixa velocidade, capotamento ou im-
pactos lateral e traseiro.

63
O "airbag" também pode não inflar em um (3) Não fixe acessáorios ou coloque-
determinado tipo de colisão frontal, mes- os em frente ao pára-brisa. Eles
mo que o veículo fique severamente dani- podem restringir o acionamento
ficado. Neste caso, não significa que o do "airbag" ou ser jogados de en-
sistema SRS está com problema, mas que contro ao passageiro, machucan-
a colisão não foi suficientemente forte do-o, no momento em que o "air-
para ativá-lo. bag" infla.
Quando os sensores de impacto detectam (4) Não coloque pacotes, animais de
um impacto suficientemente forte, eles li- estimação ou qualquer outro objeto
gam um circuito fechado, o qual aciona G28G182 entre o motorista ou entre o passa-
substâncias no inflator para gerar gás ni- geiro dianteiro e o "airbag". Isto pode
trogênio e inflar o "airbag". afetar o funcionamento do airbag ou
Ao inflar, o "airbag" produz um rápido e alto
ADVERTÊNCIA causar ferimentos durante o acio-
ruído e libera um pouco de pó e fumaça; namento do "airbag".
(1) Não cole nada na cobertura central
contudo esta condição não é prejudicial e do volante de direção, do tipo mate- (5) Geralmente, depois que o "airbag"
não indica incêndio no veículo. O "airbag" rial de decoração, adesivo etc. Isto infla, alguns componentes do siste-
esvazia muito rapidamente depois de in- pode ser arremessado de encontro ma "airbag" se tornam muito quen-
flar, assim o risco de obscurecer a visão é ao motorista, no momento em que o tes. Não toque neles, você pode se
muito pequeno. "airbag" inflar. queimar.
(2) Nos veículos equipados com (6) O sistema "airbag" é projetado para
"airbag" para o passageiro diantei- funcionar apenas uma vez. Depois
ro, não coloque nada sobre ou cole que o "airbag" é acionado, ele não
algo no painel de instrumentos, aci- voltará a funcionar. Ele deve ser
ma do porta-luvas. O objeto poderá substituído imediatamente e todo o
ser arremessado de encontro ao sistema deve ser inspecionado por
passageiro, no momento em que o uma Concessionária MITSUBISHI.
"airbag" inflar.

64
Assistência ao SRS
ADVERTÊNCIA
Todo o sistema SRS deve ser inspeciona-
Se ocorrer qualquer uma das condições do por uma Concessionária MITSUBISHI,
a seguir, o SRS não funcionará adequa- após 10 anos de sua instalação.
damente e você deve levar o veículo a
uma Concessionária MITSUBISHI, o mais
breve possível: ADVERTÊNCIA
• A luz de controle do SRS não acende (1) Qualquer serviço de manutenção no
quando é dada a partida no motor. ou próximo aos componentes do
74E0064
• A luz de controle do SRS não apaga sistema SRS deve ser executado
Luz de controle do SRS após 7 segundos. somente por uma Concessionária
• A luz de controle do SRS acende MITSUBISHI. Não permita que qual-
A luz de controle do sistema SRS acende com o veículo em movimento. quer pessoa faça reparo, inspeção
no painel de instrumentos. O sitema faz ou manutenção em qualquer com-
uma autoverificação e a luz indica se existe ponente do sistema SRS, parte elé-
algum problema. Quando a ignição é liga- trica ou similar. Nenhuma peça do
da ou levada para a posição “START” (par- sistema SRS deve ser manuseada
tida), a luz de controle acende por aproxi- ou descartada, a não ser através de
madamente 7 segundos e depois apaga. uma Concessionária MITSUBISHI.
Isto signigfica que o sistema está perfeito. Serviço inadequado nos componen-
O airbag somente funciona com a ignição tes do SRS ou na parte elétrica pode
ligada ou na posição “START” (partida). resultar em acionamento inespera-
do do airbag ou deixá-lo inoperante.
Qualquer uma das situações pode
resultar em ferimentos graves.

65
(2) Não modifique o volante de direção
ou qualquer outro componente do
sistema "airbag". Por exemplo,
substituição do volante de direção
ou modificações no pára-choque di-
anteiro ou na estrutura da carroce-
ria podem afetar negativamente o
funcionamento do SRS e provocar
possíveis ferimentos.
(3) Se o veículo sofrer qualquer dano G28G071 G28G072
na parte dianteira, o sistema SRS
deve ser inspecionado em uma Con- Etiqueta de informação e assistência*
cessionária MITSUBISHI, para as-
segurar o seu funcionamento per- Etiquetas de informação e assistência estão
feito. fixadas, conforme indicado na ilustração.

OBSERVAÇÃO
(1) Ao vender o seu veículo, é importante
que o novo proprietário seja informado
que o veículo está equipado com o
sistema SRS e onde ele pode encon-
trar as informações necessárias neste
Manual do Proprietário.
(2) Ao se desfazer do seu veículo (sucatea-
mento), primeiro leve o veículo a uma
Concessionária MITSUBISHI, para que
o sistema seja descartado com segu-
rança.

66
Instrumentos
Velocímetro
Hodômetro/hodômetro parcial
Tacômetro
Indicador de combustível
Indicador de temperatura do líquido de arrefecimento
Termômetro*
Inclinômetro*
Altímetro*
Bússola eletrônica*
Luzes de controle e indicadoras
Alavanca combinada dos faróis, comutador e indicadores
de direção
Interruptor do lavador dos faróis*
Interruptor do limpador e lavador do pára-brisa*
Interruptor do limpador e lavador do vidro traseiro*
Interruptor das luzes de advertência
Interruptor do desembaçador do vidro traseiro*
Interruptor do farol de neblina*
Reostato (controle de iluminação no painel de instrumentos)*
Interruptor da buzina
Luz interna
Luz do compartimento de bagagem*
67
Painel de instrumentos <Tipo A>
8 9 10

1 2 3 4 5

D01A077

<Tipo B> 11 8 9 10

D01A070

6 7 D50A224

1 2 3 4 5

• •

• •


D50A225
6 7
1 – Velocímetro 4 – Indicador de temperatura do líquido de 8 – Termômetro*
2 – Hodômetro arrefecimento 9 – Inclinômetro*
3 – Indicador de combustível 5 – Tacômetro* 10– Altímetro*
6 – Hodômetro parcial 11– Bússola eletrônica*
7 – Botão zerador do hodômetro parcial
68
Tipo A Tipo B

2
3
D50A067 16E0297 16E0287

Velocímetro Tacômetro*
O velocímetro indica a velocidade de con- O tacômetro indica a rotação do motor em
dução do veículo em quilômetros por hora rotações por minuto (rpm). Ele auxilia a
(km/h). obtenção de uma marcha mais econômica
e adverte o motorista caso as rotações do
motor sejam excessivas.

ATENÇÃO
Com o veículo em movimento, observe
regularmente o tacômetro, para evitar
que o ponteiro entre na zona vermelha
"V" (motor com excesso de rotação por
minuto).

69
Tipo A Tipo B
1 A

2
16E0287 D06A006 D10A008 D11C029

Indicador de combustível Indicador de temperatura do Termômetro*


líquido de arrefecimento Quando a ignição se encontra na posição
O indicador de combustível mostra o nível
“ON”, o termômetro indica a temperatura
no reservatório, independente da posição O indicador de temperatura mostra a tem- externa do veículo.
da ignição. peratura do líquido de arrefecimento do
1 - Cheio motor, quando a ignição está na posição
2 - Vazio “ON”.

OBSERVAÇÃO ATENÇÃO
Após o reabastecimento, o nível correto de
Com o motor em funcionamento, se o
combustível é indicado quando a ignição é indicador entrar na zona “A” (zona de
ligada. superaquecimento), indica que o motor
está superaquecido.
Pare o veículo imediatamente num local
seguro e faça o reparo necessário (veja
o item “Superaquecimento do motor”,
na página 210).
Ao dirigir, procure sempre manter a tem-
peratura normal do motor.
70
OBSERVAÇÃO
1 2
1. Às vezes, a temperatura externa indi-
cada no termômetro pode ser dife-
rente da real, dependendo das con-
dições de condução e ambiente.
2. Se a temperatura externa estiver infe-
rior a -30º ou superior a 70º será indi-
cado um símbolo de erro (E0, ES).

68W525 68W524

Inclinômetro* 2 - Inclinação longitudinal


(Inclinação de 20° para trás)
Este medidor mostra o ângulo de inclinação
longitudinal e transversal do veículo.

Exemplos
1 - Inclinação transversal
(Inclinação de 15° à direita)

71
1 Para determinar a diferença de altitude
3
entre dois lugares
Este instrumento permite calcular a dife-
rença de altitude em relação ao nível do mar,
entre o ponto de partida e o final de uma
viagem. Para calcular, rode o botão de con-
trole de maneira que o ponteiro fique na
posição correspondente à indicação “0” na
escala. Ao chegar ao lugar de destino, a
68W526 indicação do altímetro corresponde à dife-
68E0040 rença de altitude entre os dois lugares.
2
3 - Inclinações longitudinal e transversal
(Inclinação para a frente de 15° e à
esquerda de 10°)
OBSERVAÇÃO
O inclinômetro indica a correta inclinação
quando o veículo está parado, porém pode
ocorrer uma pequena variação quando o
veículo está em movimento.
68E0041

Altímetro*
Este instrumento indica a altitude em re-
lação ao nível do mar. A escala exterior
indica a pressão atmosférica (em hecto
pascal).

72
Para determinar a altitude de um lugar OBSERVAÇÃO
Para determinar a altitude em relação ao Este altímetro funciona levando em conta ATENÇÃO
nível do mar do local de chegada, esta- as variações da pressão atmosférica, con- Nunca utilize o altímetro com o veículo
cione o veículo num lugar cuja altitude seja forme a altitude em relação ao nível do mar. em movimento. Utilize este instrumen-
conhecida e ajuste o altímetro até indicar o Sendo um instrumento altamente sensível to somente quando o veículo estiver
valor correspondente. Ao chegar ao local às mínimas variações de pressão, inclu- estacionado ou peça ao acompanhante
de destino, a indicação do altímetro corres- sive quando o veículo se encontra estacio- que o faça, para não perder o controle
ponde a essa altitude. nado, pode acontecer que a indicação te- do veículo.
nha uma variação. Isto não deve ser inter-
pretado como mau funcionamento do altí-
metro, já que é perfeitamente natural que
ocorram estas variações.

73
1 2
1
2
3

D11C023 D11C024 D11C025

Bússola eletrônica* Como ler as indicações da bússola


eletrônica
Azimute é a posição angular em relação
1. Indicações mostradas quando o veí- 2. Indicações mostradas quando o veí-
ao norte.
culo está indo para o norte. culo está indo para o sul.
Declinação é a variação do campo mag- A ilustração indica que o veículo está A ilustração indica que o veículo está
nético em relação à região geográfica. voltado para o nordeste. voltado para o sul.
A bússola eletrônica identifica a direção do
veículo por meio de um sistema de 16 OBSERVAÇÃO
azimutes, quando a ignição estiver na po- Ajustando o sistema de ventilação – aque-
sição “ON”. cimento/ar condicionado na sua velocida-
1 - Símbolos azimute (E, W, S e N indi- de máxima pode causar desvios na indica-
cam leste, oeste, sul e norte, respec- ção da direção.
tivamente). Isto porque o sensor geomagnético da
2 - Indicação da direção da viagem. bússola eletrônica é afetado adversamen-
3 - Escala (cada marca corresponde a te pelo campo magnético do motor do ven-
22,5 graus). tilador.
4 - Botão de ajuste Isto não indica mau funcionamento. Ajuste
a velocidade do ventilador em baixa e a
bússola indicará a direção correta.

74
Ajuste da bússola
Esta bússola tem duas funções de ajuste, ATENÇÃO
que permitem regular o azimute e a de- 2
Nunca opere a bússola quando o veícu-
clinação. lo estiver em movimento. Utilize este
instrumento somente com o veículo es-
OBSERVAÇÃO
tacionado ou peça ao acompanhante
(1) Em caso de tempestades magnéticas, que o faça, para não perder o controle 1
não tente fazer ajustes na bússola. do veículo.
(2) Se a bateria estiver desconectada do
veículo, no caso de reparos ou inspe- D11C026
ção, é necessário fazer novamente o
Ajuste do azimute
ajuste do azimute e da declinação. Nos locais abaixo ocorrem fenômenos 1. Pressione o botão de ajuste do azimu-
(3) Se ocorrerem erros durante o proces- magnéticos e, portanto, o instrumento te (1) por mais de 1 segundo, e o
so, pare o veículo em lugar seguro e pode não indicar o azimute correto. display (2) indicará o símbolo s em
desligue o motor. Ao colocá-lo nova- toda a seção da escala.
mente em funcionamento, volta a apa- (1) Túneis
Continue pressionando o botão, e to-
recer na bússola a indicação do azi- (2) Junto a ferrovias dos os símbolos s, exceto um, desa-
mute original. (3) Passagens subterrâneas parecem e reaparecem s ao longo da
(4) Não coloque porta-esquis, antenas ou (4) Subestações elétricas escala, primeiro no sentido horário e
outros dispositivos que sejam fixados (5) Regiões onde há muitos edifícios de depois no anti-horário.
à carroceria por meio de ímãs, pois escritórios
estes afetam o funcionamento da bús- OBSERVAÇÃO
(6) Sobre metrôs ou trens subterrâneos
sola. Os sentidos horário e anti-horário
Quando o veículo voltar a um local com do s se repetem alternadamente.
(5) Se o instrumento apresentar des-
magnetismo normal, a indicação do instru-
vios freqüentes, depois de ajustá-lo
mento se corrige automaticamente.
corretamente, solicite a inspeção
do mesmo em uma Concessionária Se o instrumento não indica o azimute
MITSUBISHI. corretamente, faça o ajuste necessário,
conforme o procedimento a seguir.

75
OBSERVAÇÃO
Ao final do ajuste do azimute, o display na
janela do display mudará de uma s qual-
quer, voltando para outra, da mesma forma
como antes do botão de ajuste do azimute
ser pressionado.

68E0035 16E0053 D11C031

2. Nestas condições, faça girar o veículo OBSERVAÇÃO


360° completos, num lugar seguro, Se por qualquer motivo a bateria for desco-
aberto e livre de outros veículos ou nectada, a memória será zerada e a ilustra-
prédios. Ao fazer isto, o ajuste do ins- ção aparecerá alternadamente. Se isto
trumento se efetua automaticamente e acontecer, reajuste o azimute de acordo
no instrumento aparece o indicador de com as orientações dos itens 1 e 2.
azimute correto. Se não houver um
local adequado para girar o veículo
360° completos, vire-o para a direita e
então para a esquerda, ou no sentido
contrário (o ajuste do azimute pode ser
feito movendo o veículo para a direita,
no sentido horário, ou para a esquer-
da, no sentido anti-horário).

76
4

68E0084 D11C045

Ajuste de declinação OBSERVAÇÕES Exemplos


Em alguns lugares, o norte do indicador A declinação é diferente em cada região e Quando o desvio do norte do indicador
(norte magnético) é diferente do norte in- sua distribuição é aproximadamente a que (magnético) no mapa é de 15º para leste:
dicado nos mapas, como conseqüência aparece no mapa.
1. Pressione o interruptor de ajuste (1) e
da inclinação do eixo da terra. Este ângulo
de inclinação é chamado declinação. Os o display (2) indicará o símbolo s em
ajustes deste valor podem ser feitos em todas as divisões da escala. Continue
medidas de 5° até o máximo de 20° para pressionando o interruptor por mais de
leste e 20° para oeste. 5 segundos, e o desvio corrente será
somado e indicado no display (3) de
temperatura e o símbolo W (oeste) ou
E (leste) piscará no display do azimute
(4) para indicar a correção da direção.

77
< Exemplo: Ws na ilustração indica que o 2. Gire a ignição para a posição “ACC” ou
desvio de correção está ajustado em 5º 4 “LOCK” e o ajuste de declinação será
para o oeste.> completado. Ligue a ignição novamen-
te, para restaurar o display normal.

OBSERVAÇÃO
3 Desconectando o terminal da bateria a
memória é zerada. Se isso acontecer,
1 reajuste a soma correta do desvio,
seguindo os passos de (1) até (3).
D11C028

2. Sempre que o interruptor de ajuste (1)


é pressionado, a soma correta é acres-
cida em 5 graus. Ajuste para (15º para
leste), enquanto observa o display (4)
do azimute e o display (3) da tempera-
tura.

OBSERVAÇÃO
O display muda a indicação automati-
camente, acrescendo 5 graus, se o
interruptor de ajuste (1) é mantido pres-
sionado e pára quando o botão é libe-
rado.

78
Luzes de controle e indicadoras

1 2 3 4 1 5 6 7 8 1 2 4 1 6 7 8

D50A224 16 17 15 14 10 9 19 D50A225
16 17 15 14 13 12 11 18 19

1 - Luzes indicadoras de direção e luzes 9 - Luz indicadora do pré-aquecimento 15 - Luz de alerta de combustível baixo
de advertência do Diesel (somente veículos a Diesel) 16 - Luz de controle do freio
2 - Luz indicadora de farol alto 10 - Luz de controle do filtro de combustível 17 - Luz de controle de falha do freio ABS*
3 - Luz indicadora da transmissão auto- 11 - Luz de controle da transmissão auto-  pág. 131
mática (veículos com T/A)  pág. 105 mática (somente veículos equipados 18 - Luz indicadora de teste do motor*
4 - Luz indicadora de porta aberta com transmissão automática) 19 - Luz de controle do sistema suplemen-
tar de segurança (SRS)*  pág. 65
5 - Luz indicadora de absorção de im- 12 - Luz indicadora da sobremarcha desli-
pacto variável de três modos* gada (somente veículos com trans- OBSERVAÇÃO
 pág. 141 missão automática)  pág. 107
Para encontrar uma informação referente
6 - Luz de controle da pressão do óleo 13 - Luz indicadora do modo de mudança às luzes indicadoras e de controle marca-
7 - Luz de controle da bateria da Transmissão Automática (3500 T/ das com o símbolo “ pág.”, verifique a
8 - Luz indicadora do sistema de controle A)  pág. 108 página especificada.
de velocidade constante (piloto auto- 14 - Luz indicadora 2WD/4WD  pág. 112, Para as outras luzes de controle e indica-
mático)*  pág. 137 113, 116, 117 doras, veja as páginas seguintes.

79
Luz indicadora de direção - verde (3) Se ocorrer mau funcionamento no sistema do servofreio (só
Estas luzes indicadoras funcionam de forma inter- para veículos a Diesel).
mitente, quando se aciona os indicadores de direção.

NOTA
ATENÇÃO
Se uma lâmpada piscar muito rápido, a causa pode Se a luz indicadora do freio não acender quando a alavan-
ser mau contato ou fusível queimado. ca do freio de estacionamento é acionada, ou se não
apagar quando a alavanca é liberada, leve o veículo a uma
Concessionária MITSUBISHI para reparo.
Luz indicadora de advertência - verde
Se a luz de advertência do freio se acender quando o veículo
Ao apertar o interruptor da luz de advertência, estiver em movimento, pode existir mau funcionamento no siste-
todas as luzes indicadoras de direção se acendem ma de freios. Estacione o veículo em lugar seguro, seguindo os
simultaneamente (somente devem ser utilizadas procedimentos abaixo. [Veículos com sensor de nível de fluido de
com o veículo parado). freio*]
1. Se observar que a força de frenagem está muito baixa, acione
Luz indicadora de faróis - azul com mais força o pedal do freio.
Esta luz se acende quando os faróis estão altos. 2. Caso os freios não funcionem, utilize o freio motor para reduzir
a velocidade e, em seguida, puxe levemente a alavanca do
freio de estacionamento, até parar o veículo.
Pise no pedal do freio para advertir os condutores de outros
veículos sobre a sua intenção de parar, por intermédio das
Luz de advertência do freio - vermelha luzes de freio.
Quando a ignição está na posição “ON”, a luz se
acende nas seguintes condições: ATENÇÃO
(1) Quando o freio de estacionamento está acio- O freio de estacionamento deve ser acionado de maneira
nado. gradual e com cuidado, pois de outra maneira há o risco das
rodas travarem.
(2) Quando o nível do fluido dos freios está baixo.
[Veículos com sensor de nível de fluido de
freio*]

80
Luz de advertência da pressão do óleo - Luz de advertência do motor* - laranja
vermelha Esta luz se acende ao colocar a ignição na posição
Esta luz se acende ao colocar a ignição na posição “ON” e se apaga em alguns segundos.
“ON” e se apaga quando o motor começa a funcio-
nar normalmente. Caso se acenda com o motor em
funcionamento, a pressão do óleo está muito baixa.
Se a luz de advertência da pressão do óleo se acender quando o
ATENÇÃO
motor estiver funcionando, desligue o motor e contate a Conces- Se esta luz se acender com o veículo em movimento, indica
sionária MITSUBISHI mais próxima para inspeção do veículo. que há problema no sistema de controle de emissões. Con-
tate imediatamente a sua Concessionária MITSUBISHI, para
ATENÇÃO inspeção.
(1) Se esta luz se acender e o nível do óleo do motor não
estiver baixo, leve o veículo a uma Concessionária Luz de advertência de porta aberta - vermelha
MITSUBISHI imediatamente para verificação.
Esta luz se acende quando uma das portas estiver
(2) Esta luz indicadora não indica a quantidade de óleo aberta ou mal fechada.
existente. Para verificar o nível do óleo do motor, use a
vareta medidora. Faça esta verificação com o motor
desligado.
ATENÇÃO
Luz de advertência de nível de combustível na
reserva - laranja Antes de colocar o veículo em movimento, cer-
A lâmpada se acende quando o nível de combus- tifique-se que esta luz esteja apagada.
tível no reservatório está na reserva.

Combustível restante no reservatório quando a luz se acende:


Para reservatório padrão: aproximadamente 8 litros
Para reservatório maior: aproximadamente 11 litros
Se a luz se acender, reabasteça imediatamente, por garantia.

81
Luz de advertência da transmissão automática Luz indicadora de pré-aquecimento do diesel -
- vermellha laranja (veículos a diesel)
A luz de advertência da transmissão automática se A luz indicadora se acende na cor laranja quando
acende quando a temperatura do óleo está exces- a ignição estiver na posição “ON”. À medida que
sivamente alta. Esta luz se acenderá normalmente houver o aquecimento, a lâmpada se apaga e o
ao colocar a ignição na posição “ON” e se apagará ao se acionar motor pode ser acionado.
o motor. Se esta luz se acender, diminua as rotações do motor e
leve o veículo para um lugar seguro. Coloque a alavanca seletora NOTA
na posição “P” (de estacionamento) e faça funcionar o motor em (1) Se o motor estiver frio, a lâmpada indicadora de pré-aqueci-
marcha lenta, até que se apague a luz de advertência. Se a luz se mento ficará acesa por mais tempo.
apagar, coloque novamente o veículo em marcha. Em caso (2) Se o motor não for acionado em 5 segundos, após a lâmpada
contrário, solicite a inspeção do veículo em uma Concessionária indicadora de pré-aquecimento do diesel se apagar, retorne
MITSUBISHI. a chave de ignição para a posição “LOCK” (travada). Em
seguida, gire a chave para a posição “ON” para pré-aquecer
NOTA o motor novamente.
Nos veículos com botão de mudança de modo da transmissão (3) Quando o motor estiver aquecido, a lâmpada indicadora de
automática, quando há qualquer problema no sistema de trans- pré-aquecimento do diesel não acenderá, mesmo com a
missão automática a luz de advertência pisca. chave de ignição na posição “ON”.
Enquanto a luz de advertência permanecer piscando, é ativado o
modo de segurança, originando uma velocidade constante du-
rante a direção e aceleração suficiente para subir uma ladeira
íngreme. Se a lâmpada continuar a piscar, leve seu veículo a uma
Concessionária MITSUBISHI para reparo (veja o item “Quando a
transmissão automática não muda a velocidade”, na página 111).

82
Luz de advertência da carga da bateria - Luz de advertência do filtro de combustível -
vermelha laranja (somente veículos a diesel)
A luz se acende quando é acionada a ignição para Esta luz se acende quando é acionada a ignição na
a posição “ON” e se apaga na partida no motor. posição “ON” e se apaga com a partida do motor.
Se esta luz se acender com o motor em funciona-
ATENÇÃO mento, indica que há água acumulada no filtro de combustível.
Neste caso, elimine a água. Pode-se retomar a marcha depois
Se esta luz se acender com o veículo em movimento, a causa que a luz se apagar. Se a luz não se apagar ou se acender de vez
provável pode ser bateria sem carga. Neste caso, pare imedia- em quando, vá a uma Concessionária MITSUBISHI.
tamente o veículo em local seguro e chame uma Concessioná-
ria MITSUBISHI.

83
Monitor de luzes
Se a porta do motorista for aberta com a
ignição na posição “LOCK” ou “ACC” e o
interruptor das luzes na posição
ou , soará um alarme contínuo para
avisar para apagar as luzes. Ao desligar o 2
interruptor, o alarme cessará.
1

DESLIGADO NOTA
68E0052 Não deixe os faróis ou outro acessório 68E0053

ligado quando o veículo estiver estaciona-


Alavanca dos faróis, redutor do. Isto poderá descarregar a bateria. Comutador (mudança entre farol alto e
baixo)
de intensidade de luz e
indicadores de direção O farol muda de alto para baixo (ou de
baixo para alto) cada vez que a alavanca é
Faróis levada para (1). Quando o farol alto está
ligado, a luz indicadora do farol alto perma-
Faça girar o interruptor para acender os
nece acesa.
faróis.
OFF Luzes apagadas Lampejador do farol
Lanternas, luzes da placa e ilumi-
Quando a alavanca é levada para a posi-
nação do painel de instrumentos
ção (2) o farol acende, apagando quando a
acesas
alavanca é liberada.
Faróis ligados Quando o farol alto está ligado, a luz indi-
cadora do farol alto permanece acesa.

84
1 1 - Indicadores de direção

2 Utilize este sinalizador para advertir


outros motoristas sobre sua intenção
de efetuar uma conversão.
A alavanca retorna à sua posição origi-
2 nal automaticamente mas, às vezes,
o movimento que o volante efetua não
1 é suficiente para ocorrer o retorno.
Neste caso, é necessário retornar a
68E0082 68E0055
alavanca à posição original manual-
mente.
Indicadores de direção/mudança de Interruptor do lavador dos
pista 2 - Mudança de pista
faróis*
As luzes indicadoras de direção funcionam Antes de mudar de pista, coloque a
ao se acionar o interruptor com a ignição na Os lavadores podem ser acionados com a
alavanca na posição indicada na ilus-
posição “ON”. Ao mesmo tempo, no painel ignição na posição “ON” e as luzes ligadas.
tração. Ao soltá-la, ela retorna auto-
de instrumentos, pisca o indicador corre- maticamente à posição original. Aperte uma vez o botão, e o líquido de
pondente à direção indicada. lavar é lançado sobre os faróis durante 0,5
segundo.

NOTA
(1) Verifique periodicamente o estado dos
lavadores, para confirmar se o líquido
de lavagem está sendo lançado corre-
tamente sobre os faróis.
(2) Se a luz de advertência de nível baixo
se acender, reabasteça o reservatório
rapidamente.

85
Tipo 1 OFF Tipo 3 OFF Tipo 2 Rápido
INT INT Tipo 4
1 1
Lento Rápido
2 2 68E0053
68E0048
E13A095
Rápido
Tipo 2 OFF Tipo 4 OFF Tipo 3 Lento
INT INT 68E0053

1 1 Lento
2 68E0049 2 E13A088 68E0053

Interruptor do limpador e Limpador do pára-brisa Nos veículos com intermitente do tipo variá-
OFF - Desligado vel, os intervalos de funcionamento vão de
lavador do pára-brisa* 3 a 12 segundos, girando-se o botão de
INT - Funcionamento intermitente
ajuste.
O limpador e o lavador do pára-brisa funcio- 1 - Lento
Gire o botão em sua direção para aumentar
nam com a ignição nas posições “ON” ou 2 - Rápido
os intervalos de intermitência.
“ACC”.
Mova a alavanca para fazer funcionar o
limpador ou para lançar líquido de lavar.
Puxe a alavanca para fazer funcionar uma
vez o limpador do pára-brisa (função de
limpador de pára-brisa para neblina.)

86
Tipo 3 ON Tipo 3 1
INT

OFF 2
A A
E13B037 E13B038

A ON
Tipo 4 Tipo 4 A 1
INT

OFF
68E0051 E13B035 2 E13B036

Lavador do pára-brisa Interruptor do limpador e Lavador do vidro traseiro


O líquido é lançado sobre o pára-brisa ao lavador do vidro traseiro* Para jogar água sobre o vidro, gire o botão
se mover a alavanca na direção da seta. (A) para a posição “1” quando o limpador
Os limpadores do pára-brisa funcionam do vidro traseiro estiver funcionando e para
O interruptor do limpador e lavador do vidro
automaticamente, quando o líquido é a posição “2” quando o limpador do vidro
traseiro funciona com a ignição nas posi-
lançado. traseiro não estiver funcionando.
ções “ON”ou “ACC”.
O limpador funciona automaticamente
quando o lavador é acionado.
Limpador do vidro traseiro
Gire o botão (A) e o limpador do vidro NOTA
traseiro será acionado. O reservatório do lavador está localizado
OFF - Desligado no interior da porta traseira.
INT - Funcionamento intermitente
ON - Para acionar o limpador

87
Precauções ao utilizar os limpadores e (6) Periodicamente verifique o nível do
lavadores do veículo fluido do lavador no reservatório. Re-
(1) Evite utilizar o lavador durante mais de basteça, se necessário.
20 segundos. Nunca faça funcionar o Durante o inverno, adicione um anti-
lavador se o reservatório estiver vazio, congelante recomendado. Caso con-
pois isto queimará o motor elétrico. trário, poderão ocorrer perda na fun-
(2) Nunca acione os limpadores quando o ção do lavador e danos aos compo-
vidro estiver seco, pois sua superfície nentes do sistema por congelamento.
pode ficar riscada e as palhetas se
desgastarão rapidamente. 68E0061
(3) Antes de acionar os limpadores é pre-
ciso certificar-se que as palhetas não Interruptor das luzes de
estejam coladas no vidro. O motor
elétrico pode queimar, ao tentar uti-
advertência
lizar os limpadores nesta condição.
Utilize este interruptor se for necessário
(4) Se as palhetas forem bloqueadas por
estacionar ou parar o veículo numa via, em
algum objeto durante o funcionamen-
caso de emergência.
to, o motor elétrico pode queimar, em-
bora o interruptor seja colocado na As luzes de advertência podem ser aciona-
posição “OFF”. Se isto ocorrer, pare o das a qualquer momento, independente da
veículo num lugar seguro, desligue a posição da chave na ignição.
ignição e limpe o vidro, para que as Aperte o interruptor para acionar as luzes
palhetas possam mover-se livremente. de advertência. Para desligar, aperte o
(5) Se o lavador for usado em tempo frio, mesmo interruptor.
o líquido lavador pode congelar, re- Ao acioná-lo, todas as luzes indicadoras
sultando em má visibilidade. Aqueça o de direção se acendem simultanea e inter-
vidro (descongelador ou desembaça- mitentemente. Utilize-as somente com o
dor) antes de usar o lavador. veículo parado.

88
ATENÇÃO ATENÇÃO
Se estas luzes continuarem funcionan- (1) O desembaçador não tem a função
do por muitas horas, a bateria se des- de derreter gelo, mas sim de desem-
carregará, dificultando colocar nova- baçar. Remova o gelo antes de acio-
mente o motor em funcionamento. nar o desembaçador.
O uso máximo permitido, sem descarre- (2) Para evitar gasto desnecessário da
gar a bateria, é de uma hora, quando o carga da bateria, não acione o de-
motor estiver parado e a bateria com sembaçador do vidro traseiro ao dar
plena carga. 68E0060 partida no motor ou quando o motor
não estiver em funcionamento. Des-
Interruptor do desembaçador ligue o desembaçador imediatamen-
te após o vidro estar limpo.
do vidro traseiro*
(3) Ao limpar o vidro traseiro interna-
mente, use um pano macio e passe-
O interruptor do desembaçador do vidro
o cuidadosamente ao longo dos fi-
traseiro funciona com a ignição na posição
lamentos de aquecimento. Tenha
“ON”.
cuidado para não danificar os fila-
Aperte o interruptor para acionar o desem- mentos.
baçador do vidro traseiro. Para desligar,
(4) Não coloque nenhum objeto pró-
aperte novamente o interruptor.
ximo ao vidro traseiro. A vibração
A luz indicadora (A) se acende com o do veículo em contato com o obje-
desembaçador em funcionamento. to poderá causar danos aos fila-
mentos.

89
Interruptor da buzina
1 2

Com a ignição ligada ou na posição “ACC”


(acessório), ao pressionar o símbolo
no volante da direção, a buzina soará.

E18A037 69E0058

Interruptor do farol de Reostato (controle de


neblina* iluminação no painel de
instrumentos)*
O farol de neblina dianteiro funciona so-
mente com o farol baixo ligado. Pressione O reostato pode ser ajustado com o inter-
o interruptor indicado na ilustração, para ruptor das luzes ligado. Para ajustar a
ligar o farol de neblina dianteiro. iluminação dos indicadores, gire o botão
até obter o brilho desejado.
OBSERVAÇÃO
Se o farol é comutado para alto, o farol de 1 - Mais intensidade
neblina dianteiro apaga; ele somente volta- 2 - Menos intensidade
rá a ligar quando o farol alto for comutado
para farol baixo.

90
Tipo 1 Luz interna
1 2 1 (ON) - Luz acesa
3 2 (  ) - Luz acesa com a porta aberta e
apagada com a porta fechada.
E19A040
3 (OFF) - Luz apagada.

Tipo 2
Luzes de leitura*
1 2 3
4( ) - Para acender, aperte o botão e 69E0012
1 volte a apertá-lo para apagar.
2
NOTA Luz do compartimento de
3 E19A041
Se você deixar as luzes acesas com o bagagem*
Tipo 3
motor desligado, irá descarregar a bateria.
Antes de deixar o veículo, certifique-se de 1 - Luz apagada, independente da posi-
que todas as luzes estejam apagadas. ção da porta.
2 - Luz acesa com a porta aberta e apaga-
da com a porta fechada.
4 4 3 - Luz acesa, independente da posição
E19A007
Tipo 4 da porta.

NOTA
Se a luz interna de leitura ou do comparti-
mento de bagagem ficar acesa durante
um período de várias horas com o motor
desligado, a bateria do veículo poderá se
descarregar. Antes de deixar o veículo,
4 certifique-se que todas as luzes estejam
4
3 2 1 apagadas.
E19A029

91
Partida e condução do veículo
Recomendações para amaciamento
Tipo de combustível
Reservatório de combustível adicional*
Direção econômica
Ignição
Partida do motor
Botão de ajuste da rotação do motor*
Transmissão manual
Transmissão automática
4WD – Super Select*
4WD – Part Time*
Cubos da roda livre*
Trava do diferencial traseiro*
Funcionamento correto da tração nas quatro rodas
Freio de estacionamento
Estacionamento
Freios
Sistema de freio antiblocante (ABS)*
Diferencial de deslizamento limitado*
Ajuste da altura do volante de direção
Direção hidráulica*
Espelho retrovisor interno
Espelhos retrovisores externos
Espelhos retrovisores externos com controle elétrico*
Sistema de controle de velocidade constante (piloto automático)*
3 modos variáveis de absorção de impacto*

93
Recomendações para Veículos com transmissão manual
amaciamento km/h (mph)
Limite de velocidade
Durante o período de amaciamento, nos Modelo Marcha
1ª 2ª 3ª 4ª 5ª
primeiros 1.000 km, é aconselhável dirigir
o seu veículo novo de acordo com as Veículos 4WD 2H, 4H 20 (12) 40 (25) 65 (40) 90 (56) 115 (71)
recomendações a seguir para assegurar Tempo parcial 4L 10 (6) 20 (12) 30 (19) 45 (28) 60 (37)
maior vida útil, como também melhor eco-
Modelos Veículos 4WD 2H, 4H 20 (12) 35 (21) 60 (37) 85 (53) 110 (68)
nomia e desempenho futuros.
2800 Tempo parcial*¹ 4L 10 (6) 20 (12) 30 (18) 40 (25) 55 (34)
(1) Evite deixar o motor funcionar em alta
velocidade. Veículos 4WD 2H, 4H, 4HLc 20 (12) 40 (25) 65 (40) 90 (56) 120 (74)
(2) Evite partida, aceleração e freada rápi- Super Select 4LLc 10 (6) 20 (12) 35 (21) 50 (31) 60 (37)
das e não deixe o motor funcionar por 2H, 4H, 4HLc 25 (15) 50 (31) 80 (50) 115 (71) 135 (83)
tempo prolongado em alta velocidade. Modelos 3000
4LLc 15 (9) 25 (15) 40 (25) 60 (37) 70 (43)
(3) Mantenha o limite de velocidade indi-
cado a seguir. 2H, 4H, 4HLc 30 (19) 50 (31) 85 (53) 120 (74) 145 (90)
Modelos 3500
Lembre-se que o limite de velocidade 4LLc 15 (9) 25 (15) 45 (28) 60 (37) 75 (46)
determinado por lei deve ser respeita-
do.
(4) Nunca exceda os limites de carga.
(5) Evite rebocar um trailer.

94
Veículos com transmissão automática
km/h (mph)

Limite de velocidade
Modelo Marcha
“L” (LOW) “2” (SECOND) “D” (DRIVE)*² “D” (DRIVE)*³
2H, 4H, 4HLc 35 (21) 70 (43) 100 (62) 145 (90)
Modelos 3000
4LLc 20 (12) 35 (21) 55 (34) 75 (46)
2H, 4H, 4HLc 40 (25) 75 (46) 115 (71) 150 (93)
Modelos 3500
4LLc 20 (12) 35 (21) 60 (37) 80 (50)

*² – Interruptor da sobremarcha desligado


*³ – Interruptor da sobremarcha ligado

95
3. Quando a bomba pára automatica-
Tipo 1
mente, o reservatório pode continuar
a ser reabastecido. Depois da segun-
da parada automática, não continue a
reabastecer.

NOTA
Não reabasteça em excesso. É ne-
cessário deixar espaço para expan-
69N0110 são, principalmente quando ocorre
Tipo 2 C20A033 mudança de temperatura.
4. Coloque a tampa do bocal do reser-
ATENÇÃO vatório e gire-a no sentido horário até
ouvir um "clic".
Os combustíveis são explosivos e in-
flamáveis. Certifique-se de não fumar
ou produzir chamas.
2. A precisão do abastecimento de com-
bustível depende do uso adequado
Abastecimento de combustível da bomba pelo abastecedor, sendo
que não deve estar inclinada e deve
1. Antes de abastecer o veículo, desligue o ser colocada o máximo possível den-
motor. tro do reservatório.
A - Para abrir a tampa do reservatório.
Combustível – Capacidade
B - Para abrir o bocal do reservatório.
A tampa do reservatório de combus- Modelos 3 portas
tível pode ser aberta do interior do veí- Capacidade do 75 litros
culo, utilizando-se a alavanca de libe- reservatório de
combustível Modelos 5 portas
ração, localizada junto ao banco do
92 litros
motorista.

96
Direção econômica (1) Partida bustível. Evite dirigir em velocidade
Evite aceleração rápida e saídas brus- máxima. Sempre que o pedal do ace-
cas; tal condição resulta em alto con- lerador é liberado, mesmo levemente,
Para uma direção econômica, estas são é possível economizar uma boa quan-
sumo de combustível.
algumas exigências técnicas que devem tidade de combustível.
ser respeitadas. O pré-requisito para um (2) Troca de marcha
Faça a troca de marcha somente na (6) Pressão dos pneus
consumo baixo de combustível é um motor
velocidade adequada e de acordo com Verifique a pressão dos pneus em in-
bem regulado. E também para maior vida tervalos regulares. A pressão baixa
a velocidade do motor.
útil do veículo e um funcionamento mais dos pneus aumenta a resistência ao ar
econômico, leve o veículo a uma Conces- Use sempre a marcha mais alta possí-
vel. Ao dirigir em alta velocidade em e o consumo de combustível. Além
sionária MITSUBISHI nos intervalos regu- disso, a pressão baixa dos pneus afeta
rodovias públicas, a economia de com-
lares, conforme recomendado no Livrete bustível pode ser menor e o nível de negativamente o desgaste dos pneus
de Bordo. ruído pode aumentar. A alavanca de e o controle de direção.
Consumo de combustível, emissão de ga- transferência deve ser colocada na (7) Carga
ses de exaustão e ruídos são altamente posição “2H”. Além disso, nos veículos Não dirija com carga desnecessária no
influenciados pelo modo de dirigir de cada equipados com cubo de roda livre, compartimento de bagagens. Principal-
um e das condições particulares de funcio- este deve estar desengatado. mente no trânsito urbano, onde as para-
namento. Os pontos seguintes devem ser (3) Trânsito urbano das e as saídas são freqüentes. O ex-
Freqüentes partidas e paradas aumen- cesso de carga no veículo aumenta
observados para minimizar o desgaste dos
tam consideravelmente o consumo de consideravelmente o consumo de com-
freios, dos pneus e do motor e também bustível. Desta forma, evite dirigir com
para reduzir a poluição do meio ambiente. combustível. Sempre que possível uti-
lize rodovias com pouco trânsito. Quan- carga desnecessária no compartimen-
do dirigir em rodovias congestiona- to de bagagens, no teto solar etc.; a
das, evite usar uma marcha baixa com resistência ao ar contribui para o au-
o motor em alta velocidade. mento de consumo de combustível.
(4) Marcha lenta (8) Partida com o motor frio
Mesmo em marcha lenta o veículo Partida com o motor frio consome mais
consome combustível. Evite o uso pro- combustível.
longado da marcha lenta, sempre que Manter o motor quente em funciona-
possível. mento também causa um consumo
(5) Velocidade desnecessário de combustível. Colo-
que o veículo em movimento assim
Velocidade alta consome mais com- que é dada a partida no motor .
97
ATENÇÃO
2 3
(1) Não remova a chave da ignição com
1 4
o veículo em movimento, pois o vo-
lante trava, causando perda de con-
trole do veículo.
(2) Se o motor parar com o veículo em
movimento, o sistema de freio ser-
voassistido não funciona, prejudi-
71N0007 I21A033
cando o esforço a ser feito no pedal
do freio. O sistema de direção hidráu-
Ignição/Partida NOTA lica também deixa de funcionar e
(1) Para remover a chave, pressione-a na requer maior esforço manual no
1 - Motor desligado e volante travado. A posição “ACC” e mantenha-a pressio- volante de direção.
chave só pode ser colocada e retirada nada até girar para a posição “LOCK” (3) Não deixe a chave na posição “ON”
nesta posição. e remova-a. por muito tempo, quando o motor
2 - Motor desligado, mas funcionam o rá- (2) Este veículo está equipado com luz no estiver parado. Isso descarrega a
dio e o acendedor de cigarros. interruptor da ignição. O interruptor da bateria.
3 - O motor e todos os sistemas elétricos ignição permanece iluminado, sempre (4) Não gire a chave para a posição
funcionam. que a porta do motorista é aberta e “START” com o motor em funciona-
apaga 10 segundos após a porta ter mento, pois isso pode provocar da-
4 - Aciona-se a partida. Assim que o mo-
sido fechada. nos ao motor de partida.
tor funcionar, solte a chave, que volta-
rá automaticamente à posição “ON”.

98
Partida do motor
ATENÇÃO
Dicas para a partida (1) Quando é difícil dar a partida no
(1) Não faça o motor de partida funcionar motor sem pisar no pedal do acele-
continuamente mais de dez segun- rador, pressione o pedal do acelera-
dos, pois pode-se descarregar a bate- dor para dar a partida no motor e, em
ria. Se o motor não funcionar, vire a seguida, pise no pedal do freio.
chave de ignição para a posição (2) Não deixe que o motor funcione por
“LOCK”, espere uns minutos e tente muito tempo em lugares fechados
I01B019
novamente. ou mal ventilados. O monóxido de
(2) Se o motor não funcionar devido à bate- carbono não tem cheiro e é extrema-
Para travar e destravar a direção ria com pouca carga ou descarregada, mente tóxico.
Para travar veja o item “Partida de Emergência”. (3) Não faça o motor funcionar em altas
Remova a chave na posição “LOCK”. Gire (3) Após o motor funcionar, não o deixe rotações nem conduza o veículo em
o volante, até que fique travado. em marcha lenta por muito tempo. alta velocidade, antes que o motor
Para destravar Somente se a temperatura ambiente esteja suficientemente quente.
for muito baixa aqueça o motor em alta (4) Solte a chave da ignição tão logo o
Gire a chave para a posição “ACC” e, ao
rotação, para garantir a perfeita circula- motor funcione, para evitar danos
mesmo tempo, mova o volante de direção.
ção do óleo lubrificante. ao motor de partida.
(5) Nos veículos com turboalimentador,
ATENÇÃO não pare o motor imediatamente
Nunca deixe o veículo estacionado com após haver dirigido o veículo em
a chave na ignição. altas velocidades. Deixe o motor fun-
cionar em ponto morto durante
aproximadamente 60 segundos ou
mais, para que o turbo possa esfriar.

99
INJEÇÃO ELETRÔNICA OBSERVAÇÃO Em temperatura ambiente
Estes veículos estão equipados com um (1) Nos modelos 3000 e 3500 podem ser extremamente fria
dispositivo de injeção eletrônica. Este ouvidos estalidos logo após ser dada Se o motor não der partida, pise no pedal
dispositivo controla automaticamente a a partida no motor, devido ao tipo de do acelerador, até aproximadamente a
quantidade de combustível injetado. Ao construção do motor. À medida que o metade, para dar a partida. Assim que o
funcionar o veículo, não pise o pedal do motor vai aquecendo os ruídos vão motor funcionar, solte o acelerador.
acelerador. desaparecendo.
1. Puxe o freio de estacionamento. (2) Se o motor falhar durante a partida,
2. No caso de veículos com transmissão primeiro acione a partida por 5 a 6
manual, pise no pedal da embreagem segundos, pressionando totalmente o
até o fim e coloque a alavanca de pedal do acelerador e depois dê a
mudança em ponto morto “N”. partida no motor sem pisar no pedal
do acelerador.
No caso de veículos com transmissão
automática, coloque a alavanca sele-
tora na posição “P”.
3. Dê a partida no motor, sem pisar no
pedal do acelerador.

100
Veículos a diesel OBSERVAÇÃO 4. Dê partida no motor.
1. Puxe o freio de estacionamento. (1) Se o motor está frio, a lâmpada
indicadora de pré-aquecimento do OBSERVAÇÃO
2. No caso de veículos com transmissão
manual, pise no pedal de embreagem diesel fica acesa por mais tempo. Quando a temperatura externa é baixa
até o fim e coloque a alavanca de (2) Se o motor for acionado 5 segun- e o motor está frio, acione o botão do
mudança em ponto morto. dos após a luz indicadora de pré- afogador. Veja o item “Botão de ajuste
3. Gire a chave de ignição para a posição aquecimento do diesel se apagar, de rotação do motor”, na coluna ao
“ON”. retorne a chave de ignição à posi- lado.
A lâmpada laranja de indicação de ção “LOCK”. Gire, então, a chave
pré-aquecimento do diesel acende para a posição “ON” para prea-
inicialmente e logo em seguida se quecer o motor novamente.
apaga, indicando que o pré-aqueci- (3) Quando o motor estiver aquecido,
mento está feito. a lâmpada indicadora de pré-aque-
cimento não acende, mesmo se a
chave de ignição estiver na posi-
ção “ON”. Dê partida no motor,
girando direto a chave de ignição
para a posição “START”.

101
OBSERVAÇÃO
Depois de retornar o botão à sua posição
original e estando pressionado, gire-o no
sentido horário para travá-lo.

ATENÇÃO
(1) Dirigir com o botão de ajuste de
rotação do motor puxado ou parcial-
I02C003 mente pressionado pode aumentar 71U0142

o consumo de combustível, como


Botão de ajuste de rotação também afetar negativamente o de- Transmissão manual
sempenho do motor.
do motor (2) Com o veículo em movimento, nun- O escalonamento das marchas aparece na
ca tente ajustar a rotação do motor manopla da alavanca de mudanças. Pise
O botão de ajuste de rotação do motor é usando o botão do afogador. Isto é fundo no pedal da embreagem antes de
usado para o aquecimento do motor. muito perigoso. realizar qualquer mudança de marcha.
1. Puxe o botão e gire-o no sentido horá-
Para se colocar marcha-à-ré, a partir da
rio para levar a rotação do motor a uma
quinta marcha, coloque a alavanca na po-
condição estável.
sição “N” (ponto morto) e então faça o
2. Gire o botão no sentido horário e engate.
trave-o.
3. Para retornar o botão à sua posição
original, gire-o no sentido anti-horário ATENÇÃO
e empurre-o. Não tente engatar a marcha-à-ré quan-
do o veículo estiver em movimento
para a frente, pois causará danos à
transmissão.

102
Mudança de marchas Condução econômica
Tenha cuidado ao mudar as marchas, km/h (mph)
sempre de acordo com a velocidade do Limite de velocidade
veículo. A correta mudança de marchas Modelo Marcha
economiza combustível e prolonga a vida 1ª para 2ª 2ª para 3ª 3ª para 4ª 4ª para 5ª
útil do motor. Veículos 4WD 2H, 4H 10 (6) 20 (12) 40 (25) 55 (34)
Evite reduções de marcha que façam o Tempo Parcial 4L 5 (3) 10 (6) 20 (12) 30 (18)
motor trabalhar na faixa vermelha do tacô- 2H, 4H 10 (6) 20 (12) 35 (21) 50 (31)
Modelos Veículos 4WD
metro. Esta ação evitará danos ao motor.
2800 Tempo Parcial 4L 5 (3) 10 (6) 20 (12) 25 (15)

Veículos 4WD 2H, 4H, 4HLc 10 (6) 25 (15) 40 (25) 60 (37)


Super Select 4LLc 5 (3) 10 (6) 20 (12) 30 (18)
2H, 4H, 4HLc 25 (15) 50 (31) 80 (50) 115 (71)
Modelos 3000
4LLc 15 (9) 25 (15) 40 (25) 60 (37)
2H, 4H, 4HLc 20 (12) 40 (25) 65 (40) 90 (56)
Modelos 3500
4LLc 10 (6) 20 (12) 30 (18) 42 (28)

103
Velocidade máxima permitida
km/h (mph)

Limite de velocidade
Modelo Marcha
1ª 2ª 3ª 4ª

Veículos 4WD 2H, 4H 30 (18) 55 (34) 95 (59) 135 (83)


Tempo Parcial 4L 15 (9) 30 (18) 50 (31) 70 (43)

Modelos Veículos 4WD 2H, 4H 30 (18) 55 (34) 90 (56) 125 (77)


2800 Tempo Parcial 4L 15 (9) 30 (18) 45 (28) 65 (40)

Veículos 4WD 2H, 4H, 4HLc 30 (18) 60 (37) 100 (62) 135 (83)
Super Select 4LLc 20 (12) 30 (18) 50 (31) 70 (43)
2H, 4H, 4HLc 40 (25) 75 (46) 120 (74) 150 (93)
Modelos 3000
4LLc 20 (12) 35 (21) 60 (37) 90 (56)
2H, 4H, 4HLc 45 (28) 80 (50) 130 (80) 180 (111)
Modelos 3500
4LLc 20 (12) 40 (25) 65 (40) 95 (59)

104
Quando estiver parando, é perigo-
so engrenar uma marcha a partir da
posição “N” (neutro) com o acele-
rador pressionado, pois o veículo
poderá saltar para a frente ou para
trás.

71E0012 71E0022 71E0061

Transmissão automática As luzes indicadoras no painel de instru-


mentos indicam a posição da alavanca
A transmissão tem quatro marchas para a seletora e uma delas deve se acender ao
frente e uma para trás. girar a ignição para a posição “ON”.
As marchas individuais se selecionam au-
tomaticamente, conforme a posição da ala- ADVERTÊNCIA
vanca seletora, a velocidade do veículo e a
(1) Se a alavanca é sempre puxada para
posição do pedal do acelerador.
ser acionada, a alavanca poderá en-
A alavanca seletora tem seis posições e grenar acidentalmente a posição
um botão de bloqueio, para evitar que se “P”, “R”, “2” ou “L”.
escolha por engano uma marcha diferente. Certifique-se de não puxar a alavan-
ca quando estiver especificado
Indica que é necessário apertar o bo-
na ilustração.
tão para mover a alavanca seletora.
(2) Pise sempre no pedal do freio quan-
Indica que não é necessário apertar o do estiver engrenando uma marcha
botão para mover a alavanca seletora. a partir da posição “N” (neutro).

105
Posições da alavanca seletora N - PONTO MORTO D - DIRIGIR
Nesta posição, a transmissão está desati- Esta é a posição mais utilizada para dirigir
P - ESTACIONAMENTO
vada. É equivalente ao ponto morto das na cidade ou nas estradas, para acelerar
Nesta posição a transmissão fica travada, transmissões manuais e deve ser utilizada desde a posição parada até a velocidade
para evitar qualquer movimento do veícu- se o veículo ficar parado por longo período máxima.
lo. Nesta posição pode-se dar partida ao de tempo com o motor em funcionamento,
motor. como no caso de um congestionamento. 2 - SEGUNDA
Usa-se para obter potência extra ao subir
ADVERTÊNCIA por aclives moderados e para aplicar o
ADVERTÊNCIA freio motor quando se desce declives mode-
Nunca coloque a alavanca seletora na (1) Nunca leve a alavanca seletora para rados.
posição “P” (estacionar) com o veículo a posição “N”, enquanto o veículo
em movimento. Se as posições “P” ou ainda estiver em movimento, por- L - REDUZIDA
“R” forem engrenadas com o veículo que o freio motor desaparece. Usa-se para obter potência extra ao subir
em movimento, poderá causar sérios (2) Em uma ladeira o motor deve ser por aclives pronunciados e para aplicar o
danos à transmissão. acionado com a alavanca seletora freio motor quando se desce declives pro-
na posição “P” (estacionar) e não nunciados.
R - MARCHA-À-RÉ
na posição “N” (neutro).
Coloque a alavanca nesta posição somente
quando o veículo estiver parado. ADVERTÊNCIA
Nunca engate rapidamente a posição
“L”. Subitamente, o freio motor poderá
causar a derrapagem do veículo.

106
Desligar Ligar

71E0013 I04C029 71E0055

Interruptor do controle da Quando você necessitar maior torque/freio Botão do modo de mudança
sobremarcha motor, ao subir ou descer ladeiras, pressio-
ne o botão novamente para cancelar a fun-
da transmissão automática
Durante a operação normal, o interruptor
da sobremarcha deve estar pressionado ção sobremarcha (lâmpada no painel de (3500 T/A)
(lâmpada no painel de instrumentos – apa- instrumentos – acesa), permitindo trocas
gada). automáticas somente de 1ª a 3ª marchas. De acordo com as condições da rodovia,
Com a alavanca na posição “D” (Drive), coloque o botão no modo “NORMAL” (nor-
ocorrerão mudanças automáticas de 1ª a mal) “HOLD” (manter) para condição normal
4ª marchas. de direção ou para manter uma marcha.
Cada vez que o botão é pressionado, o
interruptor alterna entre os modos “NOR-
MAL” e “HOLD”. O indicador “HOLD” no
painel de instrumentos acende ou apaga.
Normalmente, dirija o veículo no modo
“NORMAL”, quando o botão não está pres-
sionado. (O indicador “HOLD” apaga)
107
Funcionamento Velocidades recomendadas
(1) Antes de selecionar uma marcha Para evitar danos ao motor, devido a altas
com o motor funcionando e o veícu- rotações, não dirija em velocidades supe-
lo parado, aplique primeiro o freio riores às recomendadas para a alavanca
de estacionamento ou acione o freio seletora nas posições “2” (SEGUNDA) ou
de serviço. “L” (REDUZIDA) ou “D” (terceira e quarta).
O veículo começará a se mover ao ser
engrenada uma marcha, especial- km/h (mph)
mente se o motor estiver girando em
71E0060 “2”
alta rotação; neste caso, só se deve Modelos Marcha “L” (LOW)
(SEGUNDA
liberar o freio quando quiser colocar o
veículo em movimento. 2H, 4H,
NORMAL 4HLc
60 (37) 110 (68)
(2) Pise no pedal de freio sempre com o 3000
pé direito. Ao usar o pé esquerdo, 4LLc 30 (18) 60 (37)
Selecione este modo para dirigir normal-
pode-se perder os reflexos em caso de 2H, 4H,
mente. 60 (37) 110 (68)
manobra súbita numa emergência. 3500 4HLc
Neste modo, o veículo rodará tranqüila e (3) Não se deve fazer o motor funcionar 4LLc 30 (18) 55 (34)
suavemente, com boa economia de com- a rotações excessivas quando efe-
bustível. tuar mudanças de “P” ou “N” para
qualquer posição de dirigir.
(4) O uso do acelerador quando o outro pé
HOLD estiver apoiado no pedal de freio pode
reduzir a eficiência da freada e des-
Selecione este modo quando estiver dan- gastar prematuramente as pastilhas
do a partida no veículo em uma rodovia de freio. Não se recomenda acelerar
escorregadia e o veículo sairá suave- o motor quando estiver pisando no
mente. pedal do freio, pois poderá danificar
Se você der a partida no veículo com a a transmissão.
alavanca seletora em outra posição que não
“L”, o veículo sairá na segunda marcha.

108
Aceleração para ultrapassagem Poderá ocorrer uma aceleração ines- Quando a transmissão automática
Quando se deseja acelerar rapidamente perada se a alavanca seletora esti- não muda a marcha
para ultrapassar outro veículo, pode-se ver em outra posição que não a “P” (3000 A/T, 3500 A/T)
pisar o pedal do acelerador a fundo para ou “N”. Ao sair novamente com o Nestes casos, quando em operação ou
que a transmissão mude automaticamente veículo, depois de ter parado, verifi- quando o veículo não atinge velocidade
da 4ª para a 3ª, de 3ª para 2ª ou de 2ª para que se a alavanca seletora está na suficiente em subidas, algo anormal pode
1ª, de acordo com a velocidade do momen- posição “D”. ter ocorrido na transmissão. Leve seu veí-
to, sem precisar mudar a alavanca seletora culo a uma Concessionária MITSUBISHI o
de “D” ou “2”. Estacionamento mais rapidamente possível.
Para estacionar o veículo, pare completa- 1. Se for difícil iniciar uma subida, mude
Espera mente, acione o freio de estacionamento e a alavanca para “L”. Isto facilitará a
Quando o veículo permanecer parado por coloque a alavanca seletora na posição saída do veículo.
curto período de tempo, por exemplo, dian- “P”. 2. Se o veículo estiver em estrada nivela-
te de um semáforo, pode-se deixar a mar- Se você deixar o veículo estacionado, des- da, mude a alavanca seletora de volta
cha engrenada e pisar o pedal do freio. ligue sempre o motor e retire a chave de para “D”.
Quando o veículo permanecer estaciona- ignição.
NOTA
do por período de tempo maior, a alavanca
A luz de advertência da transmissão auto-
seletora deve ficar na posição “N”.
mática, quando acesa, indica que a trans-
missão não está operando em condições
ATENÇÃO normais.
(1) Nunca mantenha o veículo parado
em uma ladeira, com a marcha en-
gatada, somente com o acelerador;
acione sempre o freio de estaciona-
mento e / ou o freio de serviço.
(2) Não acelere o motor desnecessaria-
mente enquanto o veículo ainda está
parado.

109
3

1 2 I31A032 I30A005

Super Select 4WD* 3 - Lâmpada indicadora de operação


2WD/4WD (4x2 / 4x4)
A seleção de tração em duas ou quatro
rodas pode ser feita pelo acionamento da
alavanca da caixa de transferência, con-
forme a mudança, observando a iluminação
do indicador 2WD/4WD (4x2/4x4).
1 - Alavanca de transferência (transmis-
são manual)
2 - Alavanca de transferência (transmis-
são automática)

110
Posição 2WD/4WD - Luz Condução Aplicação
da indicadora de ATENÇÃO
alavanca funcionamento
(1) Não conduza o veículo em rodovias públicas,
2WD Para dirigir economicamente em nas posições “4LLc” ou 4HLc, pois isto pode-
rodovias normais secas e em rá resultar em desgaste prematuro dos pneus,
rodovias expressas. da embreagem e de outras peças, aumentan-
74E0025 do o consumo de combustível e possíveis
4WD tempo Posição básica da posição 4WD ruídos generalizados.
integral Super Select. Para dirigir em Isto pode também aumentar a temperatura do
rodovias normais, expressas e óleo do diferencial, resultando em possíveis da-
rodovias escorregadias.
74E0026 nos nas peças do sistema de tração.
4WD trava do Para dirigir em terreno (2) Ao dirigir em “off-road” (fora-de-estrada) em
diferencial acidentado, areia e em rodovias velocidade muito baixa, use a primeira marcha
central com neve profunda. na posição “4LLc”.
74E0024 (3) Nas posições 2WD/4WD a luz indicadora pisca
Neutro Quando o guincho mecânico é durante o processo de seleção.
(ponto-morto) usado. (O veículo não pode ser
conduzido com a alavanca de
74E0023
mudanças nesta posição).

4WD trava do Para dirigir em subidas ou


diferencial descidas, manter parado ou em
central em terreno acidentado, como
aceleração rodovia com lama
baixa (especialmente quando for
necessário maior força de
74E0024 tração).

OBSERVAÇÃO
A posição “N” é somente para os modelos com transmissão manual.

111
Procedimentos com a alavanca da 4. Caso a luz indicadora de funciona- 4LLc
caixa de transferência mento não mudar rapidamente, se a N
alavanca de mudanças for levada de
4HLc
“4HLc” para “4H” ou de “4H” para “2H”,
ATENÇÃO pressione levemente o pedal do acele- 4H
Não opere a alavanca quando as rodas rador, por pouco tempo, com o veículo
traseiras do veículo perderem tração e em movimento para a frente em linha 2H
estiverem patinando. reta.

NOTA 71E0030
1. Se a alavanca de mudanças é lenta-
mente deslocada da posição “2H” Veículos com transmissão manual
para a posição “4H”, a engrenagem
da transmissão pode fazer um ruído. “2H” “4H” “4HLc”
Neste caso, retorne a alavanca para
a posição “2H” e, então, após confir- A alavanca de mudanças pode ser aciona-
mar que o indicador 2WD/4WD (4x2/ da entre estas posições tanto com o veícu-
4x4) está em “2H“, proceda nova- lo parado, como com o veículo em movi-
mente à mudança de “2H” para “4H”. mento. No caso do acionamento com o
2. Durante a mudança de “2H” para “4H” veículo em movimento, será mais fácil acio-
(enquanto o veículo estiver em movi- nar a alavanca depois de pisar no pedal do
mento) em climas frios, e antes que o acelerador com o veículo para a frente em
veículo esteja totalmente aquecido, linha reta.
pode haver obstrução do curso das
engrenagens das marchas. Se isto OBSERVAÇÃO
ocorrer, pare o veículo antes de tentar A comutação da alavanca entre “2H” “4H”
a mudança de “2H” para “4H”. deve ser feito em velocidade inferior a 100
3. A luz da trava do diferencial central km/h.
pode demorar para acender se a ala-
vanca de mudanças for levada de “4H”
para “4HLc”.
112
“4HLc” “N” “4LLc” 4LLc OBSERVAÇÃO
A alavanca pode ser operada entre estas A comutação da alavanca entre as posi-
posições com o veículo parado. 4HLc ções “2H” “4H” deve ser feita em velo-
O acionamento deve ser feito depois de cidade inferior a 100 km/h.
4H
pisar no pedal da embreagem ou colocar a
“4hLc” “4LLc”
alavanca de mudanças na posição neutra
2H
(ponto-morto), mantendo a alavanca de A alavanca pode ser acionada entre estas
transferência pressionada para baixo. posições com o veículo parado.
71E0029 O acionamento deve ser feito depois que a
alavanca seletora for colocada na posição
Veículos com transmissão automática “N” (ponto-morto), com a alavanca de trans-
ferência pressionada para baixo.
“2H” “4H” “4HLc”
OBSERVAÇÃO
A alavanca pode ser acionada entre estas Uma vez que os veículos com transmissão
posições com o veículo parado e com o automática têm uma posição neutra entre
veículo em movimento. “4HLc” “4LLc”, acione firmemente até
Em caso do acionamento ser feito com o que a luz indicadora de funcionamento no
veículo em parado, acione a alavanca de interruptor acenda.
transferência depois de colocar a alavanca
seletora na posição “N” (ponto-morto).
No caso do acionamento ser feito com o
veículo em movimento, acione a alavanca
de transferência depois de colocar a ala-
vanca seletora na posição “D” (condução).

113
3

1 2 I31A032 I31A011

4WD Tempo Parcial* 1 – Alavanca de transferência (veículos


com transmissão manual).
Engatar a tração traseira ou tração nas 2 – Alavanca de transferência (veículos
quatro rodas pode ser feito através do com transmissão automática).
acionamento da alavanca de transferên- 3 – Luz indicadora de funcionamento das
cia. A confirmação do engate é feita atra- posições 2WD/4WD.
vés da luz indicadora de funcionamento
nos veículos 2WD/4WD.

114
Posições da alavanca de mudanças e luz indica-
ATENÇÃO
dora de funcionamento 2WD/4WD
(1) A tração nas quatro rodas nunca deve ser usada
Posição 2WD/4WD - Luz Condução Aplicação em rodovias pavimentadas. Não dirija o veículo na
da indicadora de posição “4L” em rodovias públicas, pois isto pode
alavanca funcionamento resultar em desgaste prematuro dos pneus, em-
2WD Para dirigir em rodovias normais breagem e outras peças, aumento de consumo de
e expressas. combustível e possíveis ruídos generalizados.
Isto pode aumentar a temperatura do óleo do
74E0047 diferencial, resultando em possíveis danos nas
4WD Para dirigir em neve profunda, peças do sistema de tração.
aceleração areia ou terreno acidentado em (2) Use a primeira marcha na posição “4L” para con-
alta velocidade normal. dução em velocidade muito baixa em “off-road”
74E0028 (fora-de-estrada).
Neutro Quando o guincho mecânico é (3) A luz indicadora de funcionamento 2WD/4WD pis-
(ponto-morto) usado. (O veículo não pode ser ca durante o processo de seleção.
colocado em movimento com a
alavanca de mudanças nesta
74E0029 posição).
4WD Para dirigir em subidas ou
Aceleração descidas, manter parado ou em
baixa terreno acidentado, como
rodovia com lama
(especialmente quando é
necessário maior força de
74E0028 tração).

OBSERVAÇÃO
A posição “N” é somente para os modelos com transmissão manual.

115
“4H” “N” “4L” 4L
4L
N A alavanca pode ser utilizada entre estas 4H
4H
posições quando o veículo estiver parado.
A alavanca de transferência deve ser acio-
2H 2H
nada depois de pisar o pedal da embrea-
gem ou depois de colocar a alavanca de
marchas na posição ponto morto.

71E0032 “4H”  “2H” 71E0031

A alavanca pode ser utilizada entre estas


Veículos equipados com cubos de Transmissão automática
posições quando o veículo estiver parado
roda livre manuais*
ou em movimento. “2H”  “4H”
Transmissão manual Caso seja utilizada com o veículo em movi-
mento, acione-a depois de liberar o pedal 1. Coloque os cubos de roda livre ma-
“2H”  “4H” do acelerador, com o veículo movimentan- nuais na posição “LOCK”.
do-se em linha reta. 2. A alavanca pode ser utilizada entre
1. Coloque os cubos de roda livre ma- estas posições quando o veículo esti-
nuais na posição “LOCK”. ver parado ou em movimento.
2. A alavanca pode ser utilizada entre Caso seja utilizada com o veículo em
estas posições quando o veículo esti- movimento, acione-a depois de liberar
ver parado ou em movimento. o pedal do acelerador, com o veículo
Caso seja utilizada com o veículo em movimentando-se em linha reta.
movimento, acione-a depois de liberar
o pedal do acelerador, com o veículo
movimentando-se em linha reta.

116
“4H” “4L” “4H” “N” “4L”
4L
A alavanca pode ser utilizada entre estas 4H N A alavanca pode ser utilizada entre estas
posições quando o veículo estiver parado. posições quando o veículo estiver parado
e o pedal da embreagem acionado, ou
A alavanca deve ser acionada depois de
2H quando a alavanca de marchas estiver na
colocar a alavanca seletora na posição
posição ponto morto.
ponto morto.
“4H”  “2H”
“4H”  “2H”
71E0032
A alavanca pode ser utilizada entre estas
A alavanca pode ser utilizada entre estas
posições quando o veículo estiver parado
posições quando o veículo estiver parado
Veículos equipados com cubos de ou em movimento, pisando ou sem pisar o
ou em movimento.
roda livre automáticos pedal de embreagem.
Caso seja utilizada com o veículo em movi-
mento, acione-a depois de liberar o pedal NOTA
Transmissão manual
do acelerador, com o veículo movimentan-
O cubo não se destrava simplesmente
do-se em linha reta. “2H”  “4H” movendo a alavanca da posição “4H” para
“2H”. Para destravá-lo, siga as explicações
A alavanca pode ser utilizada desta forma do parágrafo “PARA DESENGATAR OS
quando o veículo estiver parado, pisando CUBOS” do item “Cubos de roda livre au-
ou sem pisar o pedal da embreagem. tomáticos”, página 119 .
NOTA
Depois de colocar a alavanca na posição
“4H” e dirigir o veículo durante curta distân-
cia, os cubos de roda livre engatarão auto-
maticamente e o veículo mudará para a
tração nas quatro rodas.

117
4L “4H” “N” “4L”

A alavanca pode ser utilizada entre estas


4H
posições quando o veículo estiver parado.
2
Mova a alavanca de transferência depois
2H que a alavanca seletora estiver na posição
“P” (estacionamento) ou “N” (ponto morto).

“4H”  “2H”
71E0031 71W513
A alavanca pode ser utilizada entre estas
posições quando o veículo estiver parado
Transmissão automática ou em movimento. Cubos da roda livre*
“2H”  “4H” NOTA
Se o veículo estiver equipado com cubos
O cubo não se destrava simplesmente de roda livre, eles se localizam nas rodas
A alavanca pode ser utilizada desta forma
movendo-se a alavanca da posição “4H” dianteiras.
quando o veículo estiver parado e basta
para “2H”. Para destravá-lo, siga as expli-
mover a alavanca de transferência depois Se forem colocados na posição “FREE”
cações do parágrafo “PARA DESENGA-
de colocar a alavanca seletora em “P” (livre), quando a alavanca de transferência
TAR OS CUBOS” do item “Cubos de roda
(estacionamento) ou “N” (ponto morto). se encontrar na posição “2H”, o sistema de
livre automáticos”, página 119.
tração dianteira deixará de atuar sobre as
NOTA rodas dianteiras, proporcionando um fun-
Depois de colocar a alavanca na posição cionamento do veículo mais econômico e
“4H” e dirigir o veículo durante uma curta menor nível de ruídos.
distância, os cubos de roda livre engatarão Se os cubos de roda livre forem ajustados
automaticamente e o veículo mudará para na posição “LOCK” (travados), quando a
a tração nas quatro rodas. alavanca de transferência se encontrar na
posição “4H” ou “4L”, a potência de tração
do sistema dianteiro poderá ser transmiti-
da às rodas dianteiras.

118
Cubos de roda livre manuais PARA DESENGATAR OS CUBOS
Os cubos podem ser colocados nas posi- Mova a alavanca da transferência de “4H”
ções “FREE” ou “LOCK” girando-se a ma- para “2H” e após o veículo andar 1 ou 2
nopla do cubo. metros, no sentido oposto ao que estava
andando anteriormente, os cubos se desen-
1 - FREE (livre) gatarão automaticamente e somente ha-
Esta posição é para usar a tração nas verá tração nas rodas traseiras.
rodas traseiras. Os cubos da roda livre automáticos podem
2 - LOCK (engatada) causar ruído no bloqueio ou desbloqueio,
Esta posição é para usar a tração nas 71B0009
mas isto não indica falha no funcionamento.
quatro rodas. Ao dirigir normalmente sobre vias em bom
estado, usando a tração nas rodas traseiras,
Cubos da roda livre automáticos os cubos devem estar desengatados.
ATENÇÃO Ao dirigir, os cubos podem ser bloqueados Se for preciso mudar repetidamente entre
ou desbloqueados automaticamente, de a tração nas quatro rodas e a tração trasei-
Se for usar a tração nas quatro rodas, os ra, pode-se deixar os cubos de roda livre
acordo com a posição da alavanca de
cubos de roda livre direito e esquerdo bloqueados. Neste caso, pode-se fazer a
transferência.
devem estar na posição “LOCK”. mudança para tração nas quatro rodas
Se os cubos de roda livre estiverem na PARA ENGATAR OS CUBOS com o veículo em movimento, sem neces-
posição “FREE”, não dirija o veículo sidade de parar. Se durante a condução
Pare o veículo completamente, mova a do veículo com tração nas rodas traseiras
com a alavanca de mudança de trans- alavanca de transferência da posição “2H” a alavanca de transferência for colocada
ferência nas posições “4H” ou “4L”. para “4H” e retome a marcha; os cubos se na posição “2H”, os cubos de roda livre
Se desejar mudar a posição dos cubos engatarão automaticamente e a tração nas automáticos permanecerão bloqueados.
de roda livre logo após ter usado os quatro rodas começará a funcionar.
freios com freqüência (por exemplo,
quando se desce um longo declive),
ATENÇÃO
deixe que esfriem antes. Os cubos de (1) Apesar de os cubos da roda livre
roda livre esquentam excessivamente automáticos permanecerem blo-
e ao tocá-los podem causar quei- queados com a tração nas rodas
maduras. traseiras, se o veículo for movido
em marcha-à-ré ou efetuar uma cur-
va eles se desbloquearão. Se isto
119
ocorrer com o veículo em movi- com a tração nas quatro rodas para
mento, não será possível mudar a aquecer a transferência e logo mude 1
alavanca de transferência para a para a posição “2H”.
posição “4H”; deve-se antes parar (4) Se a alavanca de transferência for
o veículo completamente. movida ao se fazer uma curva, os
(2) Durante a direção com tração nas cubos podem não desbloquear. Se
quatro rodas, se o veículo atolar e isto ocorrer, coloque o veículo na
for preciso movê-lo para a frente e condição de marcha para a frente e
para trás, os cubos de roda livre tente desbloquear os cubos. 69E0110
automáticos podem se desbloquear (5) Quando a temperatura ambiente for
71E0020
devido à marcha-à-ré. Se nesse muito baixa, os cubos podem não
momento o motor for acelerado e estar desbloqueados. Em baixas
temperaturas, engate uma marcha Bloqueio do diferencial
se soltar a embreagem repentina-
com tração nas quatro rodas antes
mente, os cubos de roda livre au- de desbloquear os cubos. Se o des- traseiro*
tomáticos podem não se bloquear e bloqueio não se efetuar imediata-
se ouvirá um ruído de engrenagens, mente após engatar uma marcha O bloqueio do diferencial traseiro é um
embora isso não represente falha com tração nas quatro rodas, use dispositivo que facilita o movimento do
no funcionamento. um dos seguintes métodos: veículo quando, com uma das rodas tra-
Se nesse momento o pedal do (1) Realize a operação de desblo- seiras girando em falso, o veículo fica pre-
acelerador for liberado lentamente e queio dos cubos após uma mar- so e não pode mover-se, inclusive quando
se voltar a pisá-lo, os cubos de roda cha (durante aproximadamente a alavanca de mudança de transferência
10 minutos) com a tração nas
livre automáticos podem ser bloquea- estiver no módulo 4WD baixa rotação.
quatro rodas.
dos, mas o veículo pode saltar repen-
(2) Mova lenta e repetidamente o 1 - Comutador de bloqueio do diferencial
tinamente para a frente. Pise o pedal veículo para a frente e para trás
do acelerador gradualmente, para traseiro.
(1 a 2 metros), antes de tentar
permitir que a embreagem se acople desbloquear os cubos.
de forma lenta e suave. (6) É muito importante que todos os repa-
(3) Se durante o inverno dirigir na posi- ros dos cubos da roda livre automáti-
ção “2H”, os cubos de roda livre cos sejam feitos corretamente. Esses
podem emitir ruídos anormais. Se trabalhos devem ser feitos somente
isto ocorrer, dirija por um tempo em uma Concessionária MITSUBISHI.

120
ATENÇÃO
(1) O bloqueio do diferencial traseiro
não funciona com a alavanca de
transferência na posição “4H” (Su-
per Select 4WD somente) ou “2H”.
(2) Por razões de segurança, o bloqueio
do diferencial traseiro não funcio-
I34A001 69E0110 74E0034
nará se o comutador for utilizado a
velocidades superiores a 12 km/h.
Reduza a velocidade para que ele
2 - Luz indicadora de operação do blo- No caso de utilizar o bloqueio do possa funcionar.
queio do diferencial traseiro. diferencial traseiro:
(3) Utilize o comutador do diferencial
1. Ative o bloqueio do diferencial traseiro traseiro depois que as rodas deixa-
A luz indicadora de operação se acenderá pressionando o lado superior do co-
durante 5 segundos, quando a ignição for rem de girar em falso. Se o comuta-
mutador. dor for utilizado com as rodas giran-
ligada.
2. A iluminação da luz indicadora de ope- do em falso, o veículo pode sair sem
ração significa que o bloqueio do dife- controle em qualquer direção.
rencial traseiro está funcionando. (4) Quando utilizar o bloqueio do dife-
rencial traseiro no veículo com sis-
NOTA
tema ABS, talvez este sistema não
Mantenha a velocidade do veículo funcione suficientemente. Consulte
abaixo de 20 km/h durante a operação o item “Sistema de freios antiblo-
de bloqueio do diferencial traseiro. cantes (ABS)”, página 130.

121
Se a luz indicadora de operação Se a luz indicadora de operação conti-
continua piscando, apesar de ligado o nuar piscando, apesar do bloqueio do
comutador do bloqueio do diferencial diferencial traseiro estar desativado:
traseiro:
Pise e alivie o pedal do acelerador, dirigin-
(1) Se a velocidade do veículo for supe- do em linha reta.
rior a 12 km/h, reduza para menos
de 6 km/h, para que o bloqueio do
diferencial traseiro funcione e a luz
se acenda. 69E0109 74E0036
(2) Mova o volante para a esquerda e
para a direita, em velocidade inferior a
Para desativar o bloqueio do diferen-
12 km/h. Mova repetidamente o veí-
cial traseiro:
culo para a frente e para trás, se ficar
bloqueado em estradas com barro. 1. Desative o bloqueio do diferencial tra-
seiro empurrando o lado inferior do
comutador.
2. Quando a luz indicadora de operação
se apagar, significa que o bloqueio do
diferencial traseiro está desativado.

NOTA
Ao colocar a alavanca de transferência na
posição “4H” (Super Select 4WD somente)
ou “2H” quando o bloqueio do diferencial
traseiro estiver ativado, ele se desativará
automaticamente.

122
1 2 3

I34A017 I34A017 I34A017

Exemplos de utilização eficaz do 2 - Quando dirigir em vias com pedras. 3 - Quando sair de uma estrada.
bloqueio do diferencial traseiro: No caso em que o veículo não possa No caso em que o veículo não possa
se mover, tendo uma roda suspensa avançar, tendo uma roda na neve ou
1 - Quando uma das rodas cair numa no ar. lama e outra na via pavimentada.
valeta.

123
Exemplos de utilização incorreta do
bloqueio do diferencial traseiro:

ATENÇÃO
Não utilize o bloqueio do diferencial tra-
seiro quando dirigir em vias normais. A
utilização incorreta do bloqueio do dife-
rencial traseiro pode tornar muito difícil
manobrar o veículo e ele poderá até
mesmo mudar de direção bruscamente. I34A016 I34A016
Não se esqueça de confirmar se a luz
indicadora de operação está apagada,
(1) Se utilizar o bloqueio do diferencial (2) Se utilizar o bloqueio do diferencial
antes de dirigir em vias normais.
traseiro por engano numa via pavi- traseiro por engano numa tomada de
mentada: curva ou giro do volante para a direita
Quando ativar o bloqueio do diferen- ou esquerda em um cruzamento ou
cial traseiro, a dificuldade para dirigir o ponto similar:
veículo em linha reta aumenta conside- O veículo não poderá fazer a curva e
ravelmente, o que pode dificultar o giro seguirá em linha reta.
do volante.

124
Uso correto da tração nas
quatro rodas
Quando se usa tração nas quatro rodas,
ambos os eixos do veículo se encontram
conectados, o que melhora as característi-
cas de tração. Apesar disso, ao se efetuar
curvas fechadas ou mover o veículo para a
frente e para trás repetidamente, o sistema
de tração é forçado, o que pode ser obser-
I34A016 I34A016 vado pelo efeito de frenagem.
Um veículo com tração nas quatro rodas
(3) Se utilizar o bloqueio do diferencial (4) No caso em que as condições da pode acelerar de forma mais rápida e sua-
traseiro por engano, exceto quando estrada sejam diferentes para as ro- ve. É importante levar em conta que a
houver uma saída de emergência de das direitas e esquerdas (quando uma distância de frenagem não é menor que
uma estrada com lama: está sobre a lama e outra sobre a
aquela do veículo com tração em duas
É muito difícil fazer bem a curva. estrada pavimentada), a direção do
rodas.
veículo pode mudar bruscamente ao
acelerar ou frear. Quando se usa a tração nas quatro rodas
Não utilize o bloqueio do diferencial em vias em mau estado (lama, areia etc.),
traseiro a não ser para uma saída de é importante dirigir o veículo corretamente.
emergência de uma estrada com lama,
utilize 4WD. NOTA
Depois de dirigir em vias em mau estado,
verifique cada parte do veículo e lave com-
pletamente com água. Consulte o item
“Limpeza interna e externa do veículo”,
página 183.

125
Condução do veículo em estrada com OBSERVAÇÃO Subidas acentuadas
neve e/ou escorregadia (1) Evite freadas bruscas, aceleração rá- Coloque a alavanca de transferência em
pida e curvas fechadas; nesta condi- “4LLc” (4WD Super Select) ou “4L” (4WD
Coloque a alavanca de transferência em ção o veículo poderá ficar atolado. Tempo Parcial) para maximizar o uso do
“4HLc” ou “4H” (4WD Super Select) ou “4H” torque do motor.
(2) Para conduzir o veículo em estrada
(4WD Tempo Parcial) de acordo com as
com excesso de lama, nós recomen- (1) Sempre que possível procure um ca-
condições da estrada e depois gradual-
damos o uso de correntes nos pneus. minho mais suave.
mente acione o acelerador para uma saída
suave. (3) Se o veículo começar a ficar atolado, (2) Em rodovias pavimentadas secas o
coloque pedras, galhos de árvores etc., grau de inclinação é de aproximada-
OBSERVAÇÃO embaixo dos pneus, para aumentar a mente 40º.
(1) O uso de pneus para neve ou corren- tração ou balance o veículo para trás e (3) Antes de iniciar uma subida acentua-
tes nos pneus é recomendado. para a frente para liberá-lo. da, caminhe pelo local para ter a certe-
(4) Em condições extensas de lama, é za que o veículo poderá se manter
(2) Mantenha uma distância segura entre nestas condições.
os veículos, evite freadas bruscas e difícil saber quando o veículo poderá
use o freio motor (marchas baixas). cair em um atoleiro mais profundo.
Nestas condições, recomendamos di- Descidas acentuadas
(3) Evite freadas bruscas, aceleração rá-
pida e curvas fechadas; tais opera- rigir em baixa velocidade. Se possível, Coloque a alavanca de transferência em
ções podem fazer o carro rodar e/ou descer do veículo e verificar as condi- “4LLc” (4WD Super Select) ou “4L” (4WD
derrapar. ções da estrada, antes de prosseguir. Tempo Parcial) e use o freio motor (mar-
chas baixas) para descer lentamente.

Condução em rodovias arenosas ou ATENÇÃO (1) Em uma descida acentuada, se os


com lama freios são aplicados repentinamente,
A condução do veículo em clima marí- devido a um obstáculo, o veículo po-
Coloque a alavanca de transferência em timo ou em rodovias com produtos derá ficar sem controle. Antes de inici-
“4LLc” (4WD Super Select) ou “4L” (4WD químicos pode causar ferrugem; lave- ar a descida, caminhe pelo local para
Tempo Parcial) e depois gradualmente o imediatamente após transitar nes- conhecer os detalhes.
pressione o acelerador para uma saída tas condições. (2) Antes de iniciar a descida selecione a
suave. Mantenha a pressão no pedal do marcha adequada para aquela condi-
acelerador constante, o máximo possível, ção. Evite a troca de marchas ou o
e conduza o veículo em baixa velocidade. acionamento da embreagem durante
a descida.
126
Curvas fechadas < Exceto “4H” (4WD Inspeção e Manutenção após o uso do
Super Select) > ATENÇÃO veículo em condições adversas
Ao fazer uma curva fechada com a tração Não tente atravessar um córrego, onde a Após dirigir em condições adversas, verifi-
nas quatro rodas pode acontecer o mesmo água esteja num nível superior a 60 cm. que o veículo, seguindo os procedimentos
de quando se faz uma curva com o freio abaixo de inspeção e manutenção:
aplicado. Isto é chamado de freio em curva Não mude de marcha enquanto estiver
fechada e cada um dos quatro pneus tem atravessando o córrego. (1) Verifique o veículo quanto a danos
uma distância diferente da curva. A travessia freqüente de um córrego causados por pedras, cascalhos etc.
Este fenômeno é peculiar nos veículos pode afetar negativamente a vida útil do (2) Lave o veículo cuidadosamente com
com tração nas quatro rodas. Se isto ocor- veículo; consulte uma Concessionária água.
rer, endireite o volante de direção para fora MITSUBISHI para os cuidados necessá- Dirija o veículo lentamente enquanto
ou mude para tração nas duas rodas. rios, inspeção e reparo do veículo. pressiona o pedal do freio, para secar
o freio. Se ainda assim o freio não
Travessia de um córrego Depois de atravessar um córrego, verifique funcionar adequadamente, entre em
os freios, para ter certeza do funcionamen- contato com uma Concessionária
Veículos com tração nas quatro rodas não to adequado. Se os freios ficarem molha-
são necessariamente veículos à prova de MITSUBISHI, para que os freios sejam
dos e não funcionarem adequadamente, inspecionados.
água. Se o sistema elétrico ficar molhado,
seque-os dirigindo lentamente e acionan-
a condução do veículo por uma distância (3) Depois de atravessar um córrego, ve-
mais longa ficará impossível. Por isso, evi- do o pedal do freio levemente.
rifique o óleo do motor, da transmissão
te a travessia de córregos, a não ser que Inspecione cuidadosamente todo o veícu- e do diferencial e a lubrificação do eixo
seja absolutamente necessário. Se a tra- lo. Veja o item “Inspeção e Manutenção manivela. Se a graxa ou o óleo estiver
vessia de um córrego é inevitável, proceda após o uso do veículo em condições adver- leitoso ou turvo, devido à mistura com
da seguinte forma: sas”, nesta página. água, ele deve ser substituído por um
(1) Somente atravesse se a água tiver óleo novo.
menos de 60 cm de profundidade.
(4) Inspecione os faróis. Se entrar água
(2) Coloque a alavanca de transferência no farol, remova a água em uma Con-
em “4LLc” (4WD Super Select) ou em
cessionária MITSUBISHI.
“4L” (4WD Tempo Parcial).
(3) Conduza o veículo lentamente a uma (5) Substitua a graxa do rolamento das
velocidade de 5 km/h, para evitar es- rodas em uma Concessionária
palhar muita água. MITSUBISHI.

127
Freio de estacionamento
Para estacionar o veículo, primeiro pare-o
completamente, acione totalmente o freio
de estacionamento e depois leve a alavan-
ca de mudanças para a 1ª marcha (quando
a frente do veículo estiver voltado para a
subida) ou marcha-à-ré (quando a frente
do veículo estiver voltado para a descida),
no veículos com transmissão manual e 71E0018 71E0017

coloque a alavanca seletora em “P”, nos


veículos com transmissão automática. 1 - Para acioná-lo, puxe a alavanca para 2 - Para soltá-lo, puxe ligeiramente a ala-
Coloque a alavanca seletora em qualquer cima sem apertar o botão existente na vanca para cima, aperte o botão e
posição, exceto na posição “N”. sua extremidade. empurre a alavanca para baixo.
Quando estacionar em uma ladeira,
acione o freio de estacionamento e
gire as rodas dianteiras de encontro ao
meio-fio num declive; e para fora, num
aclive.

ATENÇÃO
Antes de colocar o veículo em movi-
mento, certifique-se que o freio de esta-
cionamento esteja abaixado e a luz de
advertência apagada.
Se o veículo for colocado em movimen-
to com o freio de estacionamento acio-
nado, haverá superaquecimento no sis-
tema de freio, resultando em ineficiên-
cia do freio e possível falha.

128
Estacionamento Ao deixar estacionado o veículo Isto é especialmente importante quan-
Como medida de precaução contra roubo, do se reboca o veículo.
Estacionamento do veículo na descida
retire sempre a chave da ignição ao deixar (3) Se a correia de um veículo a diesel se
Acione corretamente o freio de estaciona-
o veículo estacionado. romper, o servofreio deixará de atuar
mento e coloque a alavanca de mudança
e acenderá a luz de advertência de
na primeira marcha (se o veículo estiver
avaria.
com a frente para cima) ou em marcha-à-
ré (se ele estiver com a frente para baixo), Freios Se isto ocorrer, utilize o freio motor
nos veículos com transmissão manual. No (usando as marchas mais baixas);
Todas as peças do sistema de freios são
caso de veículos com transmissão au- para diminuir a rotação do motor, pise
importantes para a sua segurança. O ser-
tomática, coloque a alavanca seletora na o pedal do freio com mais força do que
viço de manutenção do veículo deve ser
posição “P”. o habitual e estacione o veículo num
realizado por uma Concessionária
Para ter maior segurança, recomenda-se lugar seguro. Solicite a inspeção do
MITSUBISHI a intervalos regulares, de
colocar calços ao estacionar o veículo numa sistema em uma Concessionária
acordo com o plano de manutenção, cons-
descida. MITSUBISHI mais próxima.
tante no Livrete de Bordo.

Estacionamento do veículo com o Sistema de freios


motor em funcionamento (1) O freio se divide em dois circuitos de
Nunca deixe o motor em funcionamento modo que, quando ocorre uma avaria
durante períodos de tempo prolongados, num deles, o outro permite parar o
em lugares fechados ou com má venti- veículo. Neste caso, deve-se pisar o
lação. O monóxido de carbono produzido pedal de freio com mais força que o
pela combustão é um gás inodoro extrema- normal; pare o veículo tão logo seja
mente venenoso e perigoso. possível e solicite uma inspeção do
sistema em uma Concessionária
Escolha cuidadosamente o lugar para MITSUBISHI mais próxima.
estacionar o veículo (2) O servofreio deixa de atuar se pisar
Nunca estacione o veículo perto de objetos uma ou duas vezes o pedal do freio
inflamáveis, tais como capim seco, galhos com o motor desligado. Se isto ocor-
etc. O catalisador produz temperaturas ex- rer, deve-se pisar o pedal do freio com
tremamente altas. mais força que o habitual.
129
Luz de advertência Pastilhas e sapatas Sistema de freios
A luz de advertência indica se o sistema de (1) Com pastilhas ou sapatas novas, evite antiblocantes (ABS)*
freio está funcionando corretamente ou aplicar o freio drasticamente nos primei-
não. Veja as explicações no item "Luz de ros 200 km.
Ao aplicar os freios com força excessiva
advertência do freio", página 84. (2) Tanto os freios dianteiros como os sobre lama, gelo, óleo ou outras con-
Verifique periodicamente seu funciona- traseiros possuem um dispositivo de dições especiais de rodagem, o veículo
mento. advertência, que emite um som metáli- pode derrapar. Neste caso, a força de
co agudo quando o freio é aplicado e frenagem se reduz e a distância para frear
as pastilhas do freio estão gastas até o aumenta, como também o veículo pode
Sistema de freio molhado
limite especificado. virar para um lado ou derrapar e o motoris-
Verifique o funcionamento do sistema de
Se ocorrer este som, solicite a troca ta pode perder o controle do veículo.
freio dirigindo em baixa velocidade, imedia-
das pastilhas do freio em uma Conces-
tamente após a partida. O sistema de freios antiblocantes ABS
sionária MITSUBISHI.
Após dirigir sob chuva forte ou passar por evita que as rodas fiquem bloqueadas
lugares alagados ou logo após lavar o durante a freada, mantendo a estabilidade
veículo, pode-se criar uma película de água ATENÇÃO direcional, assegurando o controle do veí-
sobre os discos de freio. Neste caso, se- culo e oferecendo uma força de frenagem
(1) Não deixe nenhum objeto entre o ótima.
que-os pisando ligeiramente o pedal do pedal do freio e o assoalho, pois
freio várias vezes consecutivas, durante a impedirá que se pise rapidamente
condução. no caso de uma emergência. Cer-
tifique-se sempre que o pedal esteja
Descendo uma encosta livre e possa ser utilizado a qual-
É importante aproveitar a potência do freio quer momento sem problemas.
motor que se obtém ao reduzir a marcha, (2) Evite dirigir de maneira que seja
quando se desce uma encosta, para evitar necessário aplicar o freio a todo
que os freios superaqueçam. momento e nunca descanse o pé no
pedal do freio enquanto dirige, pois
tal procedimento faz com que os
freios esquentem.

130
Conselhos para condução segura
(1) Com o ABS, a sensação durante uma ATENÇÃO
freada brusca (quando o ABS está (1) Mesmo os veículos equipados com
ativado) difere ligeiramente de quando sistema ABS não podem livrar-se
o freio não está ativado. das leis fisícas naturais que atuam
Nestas condições, dirija o veículo cui- sobre o veículo. Portanto, não evi-
dadosamente. tam acidentes causados por exces-
(2) A distância para frear o veículo é me- so de velocidade, por dirigir sem
nor nos veículos equipados com ABS tomar distância segura do veículo
do que nos veículos sem sistema de que vai à frente ou por aquaplana-
freio ABS. A distância varia de acordo gem. O motorista deve sempre levar
com as condições da estrada, e de- em conta os cuidados com a segu-
I24A019
pende de outros fatores. Por isso, rança, para determinar a velocidade
mantenha sempre uma distância se- e a necessidade de uso do freio
gura do veículo que vai à sua frente. adequado de acordo com as con- Luz de advertência ABS
(3) Contudo, em estradas com cascalho dições do momento. A luz de advertência do sistema ABS se
ou gelo, a distância para frear o veículo (2) Em veículos com bloqueio de dife- acende com o interruptor da ignição na
pode ser mais longa do que em veícu- rencial traseiro, a estabilidade du- posição “ON” e se apaga após alguns se-
los sem o sistema de freio ABS. Nestas rante a frenagem em certas condi- gundos.
estradas deve-se dirigir em velocida- ções de tráfego, quando o diferenci- Se a luz de advertência permanecer ace-
de reduzida. al estiver bloqueado, pode ser infe- sa, indica que o sistema de freio ABS não
rior em comparação com a estabili- está funcionando e somente o sistema de
dade quando o diferencial não está freio convencional está operando. Nestas
bloqueado, inclusive em veículos condições, o sistema de freio convencional
equipados com ABS. Exceto quan- ainda funciona normalmente.
do for necessário mover o veículo
de determinada posição, mantenha
o bloqueio do diferencial traseiro
desativado (posição OFF). Veja ex-
plicações no item “Bloqueio do dife-
rencial traseiro”, página 120.
131
Se a luz se acender com o veículo em Ao fazer isso, tenha cuidado para não
movimento danificar os sensores de velocidade
(1) Pare o veículo em lugar seguro e des- das rodas e os cabos, localizados em
ligue o motor. Em seguida, dê a partida cada roda dos veículos equipados com
novamente, coloque o motor em funcio- sistema ABS.
namento e verifique se a luz se apaga.
Se continuar apagada, não existe fa-
lha no sistema.
ATENÇÃO
Contudo, se a luz permanecer acesa Tenha os seguintes cuidados, a fim de
ou se acender com o veículo em movi- 72R0151 evitar que o sistema ABS falhe:
mento, leve o veículo a uma Concessio- (1) Não instale diferencial de desliza-
nária MITSUBISHI mais próxima, o mal da operação do sistema e não mento limitado.
quanto antes. deve ser interpretado como defeito. (2) Utilize somente pneus de dimen-
(2) Se der a partida no motor com cabos (2) Depois de dar a partida e o veículo sões e tipo idênticos nas quatro
auxiliares, ou seja, antes que a bateria estiver a uma velocidade de 8 km/h rodas.
esteja suficientemente carregada, o pode-se ouvir um zumbido e um som As especificações dos pneus dife-
motor funcionará irregularmente e a de operação de motor, provenientes rem de acordo com o modelo de
luz do sistema ABS se acenderá, indi- do compartimento do motor. Estes sons veículo. Consulte o item “Pressão
cando que o veículo não está em con- são causados pelo sistema ABS du- dos pneus”, página 241.
dições de ser colocado em movimento. rante a operação automática e não
Neste caso, deixe o motor funcionan- indicam mau funcionamento.
do por alguns momentos em ponto (3) Ao liberar a alavanca-trava do volante
morto, até recarregar a bateria. Esta de direção, leve-a para a posição 2 e
situação é causada por insuficiência segure o volante com a mão, para
da bateria e não é anormal. evitar que o volante caia de uma vez
NOTA para baixo.
(1) Às vezes, sente-se uma ligeira vibração (4) Depois de trafegar por estradas com
na carroceria do veículo, no volante e lama ou gelo, elimine todo o gelo ou
no pedal do freio quando o sistema lama acumulado nas rodas e nas par-
ABS está ativado. Isto é resultado nor- tes próximas.

132
Diferencial de deslizamento Proceda da seguinte forma para verificar
se o diferencial de deslizamento limitado ATENÇÃO
limitado* está funcionando corretamente:
Ao tentar tirar o veículo da neve, lama
(1) Coloque o veículo de tal forma que etc. e o motor funcionar continuamente
O diferencial de deslizamento limitado fun-
uma das rodas fique apoiada sobre em alta rotação, o diferencial de desliza-
ciona somente no eixo das rodas traseiras.
gelo ou lama. Conduza o veículo e mento limitado poderá ser danificado.
A seguir, as características deste sistema.
verifique o funcionamento do diferen-
Funciona da mesma forma que o diferen- cial de deslizamento limitado. Se o
cial convencional, ou seja, a roda de um veículo não derrapar, o diferencial está
lado gira a uma velocidade diferente da funcionando corretamente.
outra ao se fazer uma curva. A principal (2) Pise lentamente no pedal do acelera-
diferença entre o convencional e o limita- dor e quando começar a sentir tração,
do é que o diferencial de deslizamento pise com força. Se o veículo movimen-
limitado se ativa quando a roda de um lado tar-se normalmente, o diferencial está
perde tração, aplicando maior força na funcionando corretamente.
roda traseira do outro lado para melhorar
Se a roda gira sem sair da lama, resol-
sua tração.
va o problema levantando ligeiramente
NOTA o freio de estacionamento, o suficiente
para fazer efeito (sem frear completa-
Se há diferença na tração nas rodas mas
mente) e volte a tentar.
ambas estão patinando, o diferencial de
deslizamento limitado não será eficiente. Após sair, solte o freio de estaciona-
mento.

133
Direção hidráulica*
ATENÇÃO
1 (1) Verifique se a alavanca está trava- O sistema de servodireção não funciona
da, depois de regular a altura do com o motor desligado e necessitará de
volante. maior força manual para mover o volante.
(2) Não regule a altura do volante com o Esta observação é importante quando se
2 reboca o veículo. Não desligue o motor
veículo em movimento.
com o veículo em movimento. Verifique
(3) Ao liberar a alavanca-trava do vo-
periodicamente o nível do líquido da servo-
G09A025
lante de direção, leve-a para a posi-
direção.
ção 2 e segure o volante com a mão,
para evitar que o volante caia de
Ajuste da altura do volante uma vez para baixo. ATENÇÃO
Solte a alavanca e ajuste o volante na posi- Nos veículos equipados com direção
ção que lhe proporcionar maior conforto. hidráulica, não deixe as rodas totalmen-
te esterçadas.
1 - Trava
Isto pode causar danos à bomba da
2 - Libera
direção hidráulica, devido a falta de
lubrificação.

134
Espelhos retrovisores
ADVERTÊNCIA
externos
Não tente ajustar o espelho retrovisor
interno com o veículo em movimento. Por favor, leve em consideração que o
Pode ser perigoso. Ajuste o espelho espelho é convexo. Os objetos que você vê
antes de começar a dirigir. no espelho parecem menores e mais dis-
2 1
tantes do que o real. Por isso, não use o
espelho retrovisor externo para estimar a
71N0036
distância de outros veículos, quando esti-
ver mudando de pista.

Espelho retrovisor interno


A alavanca, localizada na parte inferior do
espelho, pode ser utilizada para reduzir os
reflexos de faróis de outros veículos que
venham atrás à noite.

1 - Normal
2 - Antiofuscante

135
68E0066 I10A103

Espelhos retrovisores exter- 3 - Para a direita Sistema de controle para


nos com controle elétrico* 4 - Para a esquerda manutenção de velocidade
constante em rodovias
Os espelhos retrovisores externos podem ADVERTÊNCIA (cruise control)*
ser regulados com a chave de ignição na
posição “ON” ou “ACC”. Não tente ajustar o espelho retrovisor Controla automaticamente a velocidade
interno com o veículo em movimento. desejada, a partir de 40 km/h, sem neces-
Direcione a alavanca central para o espe-
Pode ser perigoso. Ajuste o espelho sidade de pisar no pedal do acelerador.
lho que deseja regular.
antes de começar a dirigir. Este controle é extremamente útil quando
L - Regula o espelho externo esquerdo. se trafega em estradas com retas longas.
R - Regula o espelho externo direito. OBSERVAÇÃO
Os espelhos podem ser inclinados e retor- Para ativar
Pressione o interruptor correspondente
para mover o espelho para a esquerda, nados para a posição desejada manual- Pressione o interruptor principal (a luz
para a direita, para cima e para baixo. mente. do interruptor se acende) e, em seguida,
mova a alavanca de controle de veloci-
1 - Para cima dade para a posição “SET/COAST” quan-
2 - Para baixo do o veículo alcançar a velocidade que
se deseja manter.

136
ATENÇÃO
(1) Não é recomendado o uso deste
sistema em condições onde não é
possível manter uma velocidade
constante, tais como: tráfego con-
gestionado ou em estradas sinuo-
sas, com gelo, neve, molhadas, es-
corregadias ou em descidas.
(2) Nos veículos com transmissão ma-
nual, colocando-se a alavanca do
câmbio na posição de ponto morto
I10A104 I10A051 sem pisar no pedal da embreagem
durante a velocidade fixada, a ro-
1 - Interruptor principal na posição “ON”. Ao ser ativado o sistema de controle para tação do motor pode aumentar ex-
cessivamente e o motor pode ser
2 - Interruptor principal na posição “OFF”. manutenção de velocidade constante em
danificado.
rodovias, acende a luz indicadora “CRUI-
3 - Posição “SET/COAST”. (3) Nunca coloque a ignição na posi-
SE”, localizada no painel de instrumentos.
ção “OFF” com o veículo em movi-
mento. O interruptor principal pas-
sa automaticamente para a posição
“OFF” ao se colocar a chave da
ignição do veículo nesta posição.
Para manter uma velocidade cons-
tante é necessário verificar que o
interruptor principal tenha sido co-
locado novamente na posição “ON”,
para ativar o fornecimento de eletri-
cidade do sistema.

137
OBSERVAÇÃO Tipo 1 Tipo 2
(1) Por segurança, se não desejar utilizar
o sistema de controle para manutenção
de velocidade constante em rodovias, A
A
coloque o interruptor correspondente
na posição “OFF”.
(2) Lembre-se que a velocidade fixada pode 74N0006
não se manter em subidas ou descidas. Tipo 1 Tipo 2
(3) A velocidade do veículo pode diminuir
em subidas acentuadas. Neste caso,
pise no pedal do acelerador para man-
ter a velocidade.
(4) A velocidade do veículo pode aumen- B B
74E0020 68F0052 74E0019 68F0044
tar além da fixada no caso de descidas
acentuadas. Neste caso, coloque o
interruptor do sistema de controle para Para aumentar a velocidade fixada POR MEIO DO ACELERADOR
manutenção de velocidade constante Utilize o pedal do acelerador. Uma vez
Existem duas maneiras para aumentar a
em rodovias (cruise control)* na posi- alcançada a velocidade desejada, coloque
velocidade fixada.
ção “OFF”. Veja as explicações no a alavanca de controle de velocidade na
item “Para desativar o sistema”, pági- POR MEIO DA ALAVANCA DE CON- posição SET/COAST (B).
na 140. TROLE DE VELOCIDADE
Coloque a alavanca na posição RESUME/
ACCEL (A) e mantenha-a nesta posição,
até alcançar a velocidade desejada. Solte-
a quando o veículo atingir esta velocidade.

138
Tipo 1 Tipo 2

74N0006

Tipo 1 Tipo 2
B B

B B
74E0019 68F0044 74E0019 68F0044 74N0006

Para diminuir a velocidade fixada POR MEIO DO PEDAL DO FREIO Aceleração para ultrapassagens
Existem duas maneiras para diminuir a Utilize o pedal do freio. Uma vez alcançada Pise no pedal do acelerador normalmente.
velocidade fixada: a velocidade desejada, coloque a alavan- Ao soltar o pedal, o veículo volta à velo-
ca de controle de velocidade na posição cidade fixada.
POR MEIO DA ALAVANCA SET/COAST (B).
DE CONTROLE DE VELOCIDADE
Coloque a alavanca na posição SET/
COAST (B) e mantenha-a nesta posição
até que a velocidade diminua, depois
solte-a.

139
Tipo 1 Tipo 2 (4) Em subidas acentuadas, se a velo-
Tipo 1 Tipo 2
cidade cair a 15 km/h menos que a
velocidade mínima fixada.
(5) Se a velocidade do veículo reduzir
para 40 km/h ou menos. A A
C C
74E0021 68F0043

74E0017 74E0020 68F0052

Para desativar o sistema Para voltar à velocidade fixada


Mova a alavanca de controle até a posição
Se a velocidade do veículo é constante a
“CANCEL” (C) ou então coloque o interrup-
40 km/h ou mais, quando se desativa o
tor principal na posição “OFF”.
sistema, através da alavanca de controle
O sistema de controle para manutenção de ou de alguma outra maneira entre as cinco
velocidade constante em rodovias se de- mencionadas anteriormente, é possível
sativa em qualquer um destes casos: voltar à velocidade fixada previamente,
(1) Ao se pisar ligeiramente o pedal do colocando a alavanca de controle na posi-
freio ou quando for necessário pisar ção RESUME/ACCEL (A). Porém, às ve-
para reduzir a velocidade do veículo. zes, o veículo não retorna à velocidade
(2) Ao se pisar o pedal da embreagem fixada, mesmo com a alavanca nesta posi-
(transmissão manual). ção. Neste caso, é necessário repetir todos
(3) Ao se colocar a alavanca de seleção os passos indicados para o ajuste da velo-
na posição “N” (transmissão au- cidade.
tomática).

140
(1) Se o motor do veículo for desligado.
(2) Se o interruptor principal for colocado
na posição “OFF”. 1
(3) Se a velocidade do veículo reduzir até
aproximadamente 35 km/h ou menos.

I11G003 71E0024

Três modos variáveis de 2 – Luz indicadora


absorção de impactos* O interruptor para selecionar o modo de
absorção de impacto pode ser acionado
Dependendo das condições de direção ou com a ignição ligada.
do gosto particular, a dureza (poder de
amortecimento) da absorção de impactos
pode ser ajustada em três modos.

1 – Interruptor para selecionar um dos três


modos de absorção de impacto.

141
71E0027 71E0026 71E0025

Modo MÉDIO Modo SUAVE Modo DURO

Geralmente, selecione o modo MÉDIO. Selecione o modo SUAVE se desejar um Selecione o modo DURO (hard) se desejar
amortecimento mais suave. Para acionar o um amortecimento mais duro (ideal para
modo SUAVE, pressione o lado do inter- dirigir em estradas de terra – “off-road”,
ruptor com a letra S (SUAVE). O indicador quando o veículo está com a sua capacida-
do modo SUAVE (S), no painel, fica ilumi- de total de carga, em rodovias expressas
nado, indicando o modo selecionado. ou em rodovias com muitas curvas).
Para acionar o modo DURO (hard), pressio-
ne o lado do interruptor com a letra H
(HARD – DURO). O indicador do modo
DURO – H (hard), no painel, fica iluminado.

142
Para uma condução confortável
Rádio AM/FM com sintonia eletrônica e Toca-fitas estéreo*
Antena no teto*
Antena elétrica*
Ventilação
Aquecimento*
Ar condicionado*
Pára-sol
Espelho de cortesia*
Acendedor de cigarros
Cinzeiro
Soquete para acessórios
Relógio digital*
Porta-objetos
Lâmpada de inspeção*
Ganchos para fixação de bagagens
Guincho mecânico*

143
3 4 5 6 7 8 9 10 11

1,2

12,13 14,15 16 17 18 19 20 21 H11A192

Rádio AM/FM com sintonia O sistema de CD ou o magazine de CD 11 – RDM / Redutor de ruído Dolby
pode ser operado através do botão do 12 – BASS (controle de tonalidade do
eletrônica e toca-fitas estéreo* sistema de som. Veja o item “Para grave)
O sistema de som pode ser usado com a ouvir um CD” ou “Para ouvir um CD do 13 – TREB (controle de tonalidade do
ignição ligada ou com a chave na ignição magazine de CD”. agudo)
na posição “ACC” (acessório). 14 – BAL (controle do balanço direito/es-
1– PWR (botão liga-desliga) querdo)
OBSERVAÇÃO 2– VOL (controle do volume) 15 – FADE (controle do balanço dianteiro/
(1) Para ouvir o som com o motor parado, 3– SCAN traseiro)
coloque a ignição na posição “ACC”. 4– Botão para ejetar a fita 16 – Toca-fitas
(2) Quando um telefone celular é usado 5– Compartimento da fita 17 – FM/AM (seleção de freqüência)
dentro do veículo pode provocar ruí- 6– / APS REW (botão do sensor de 18 – CD (modo de troca de CD) *1
dos no sistema de som. Isto não signi- retrocesso do auto-programa) 19 – TUNE/SEEK/DISC/PROG (Faixa in-
fica que o sistema de som está com 7– / APS FF (botão do sensor de ferior/Busca inferior/Seleção de dis-
problema. Sempre que possível, use o avanço do auto-programa) co/Direção da fita)
telefone celular fora do veículo. 8– / REW (Retrocesso rápido) 20 – TUNE/SEEK/DISC (Faixa superior/
9– / FF (Avanço rápido) Busca superior/Seleção de disco)
(3) Um sistema de CD ou um magazine de
10 – RPT (Repetir) 21 – Botão de seleção de memória
CD pode ser conectado a este sistema
de som.
144
3. Pressione o botão TUNE/SEEK (19 ou FADE (controle do balanço traseiro e
22 23 24 24 25 20) ou um dos botões de seleção de dianteiro) – 15
memória (21) para sintonizar uma esta- Pressione o botão e ele saltará. Puxe e gire
ção. Veja o item “Para sintonizar” ou “Para o botão para a direita ou para a esquerda,
programar uma estação na memória”. para ajustar o volume dos alto-falantes
dianteiro e traseiro.
Para ajustar o volume e a tonalidade OBSERVAÇÃO
VOL (controle do volume) – 2 Os botões BASS (12), TREB (13), BAL (14)
e FADE (15) devem ser ajustados somente
27 26 Gire o botão no sentido horário para au- após terem saltado para fora. Depois do
H11A184 mentar o volume. ajuste, mantenha-os pressionados.
BASS (controle da tonalidade do gra-
22 – Display da freqüência e da direção da ve) – 12 Para sintonizar
fita Pressione o botão e ele saltará. Gire o Sintonia automática
23 – Display da memória selecionada botão no sentido horário ou anti-horário 1. Mantenha o botão TUNE/SEEK (19 ou
24 – FM/AM (seleção da freqüência) para selecionar a qualidade de graves de- 20) pressionado por aproximadamen-
25 – RPT (modo repetir)
sejada. te 0,5 segundo ou mais, libere o botão
26 – Indicador do modo Redutor de Ruído
e a recepção da emissora disponível
Dolby TREB (controle da tonalidade do agu- começará imediatamente.
27 – ST (indicador do modo estéreo) do) – 13 2. Ao pressionar o botão SCAN (3), o
*1 Funciona somente se estiver com um siste- Pressione o botão e ele saltará. Puxe e gire rádio sintonizará automaticamente
ma de CD ou um magazine de CD instalado. o botão no sentido horário ou anti-horário, cada uma das emissoras disponíveis
para selecionar a qualidade de agudo de- por aproximadamente 5 segundos.
sejada. Para parar a busca no meio, pressione
Para ouvir o rádio novamente o botão SCAN. A freqüên-
1. Pressione o botão PWR (1) para ligar BAL (controle do balanço direito e es- cia da emissora sintonizada piscará no
o rádio. Pressione-o novamente para querdo) – 14 display, durante a função de busca.
desligá-lo. Pressione o botão e ele saltará. Gire o Sintonia manual
2. Pressione o botão FM/AM (17) para botão para qualquer um dos lados, para A freqüência muda cada vez que o botão
selecionar a freqüência desejada. ajustar o volume nos alto-falantes direito e TUNE/SEEK (19 ou 20) é pressionado.
esquerdo. Pressione o botão para selecionar a emis-
sora desejada.
145
2. Pressione um dos botões de seleção Para ouvir uma fita
de memória (21) por aproximadamen- 1. Depois de verificar se a fita está bem
te 2 segundos ou mais. O som será ajustada ao carretel, coloque a fita no
interrompido momentaneamente, en- compartimento da fita. A fita começará
quanto a estação é programada na a tocar imediatamente, mesmo que o
memória. O número do botão corres- rádio ou o CD esteja em uso. O toca-
pondente à entrada na memória e a fitas também é acionado quando no
freqüência é indicado no display. compartimento da fita tem uma fita e o
3. A memória programada é chamada botão do toca-fitas (16) é acionado,
H11A185
pressionando-se o botão correspon- mesmo que o CD ou o rádio esteja em
dente e liberando-o antes de 2 se- uso.
gundos. 2. Pressione o botão redutor de ruído
Para programar estações na Dolby (11) para ativar o circuito quan-
memória OBSERVAÇÃO
do estiver ouvindo fitas gravadas no
Se os cabos da bateria forem desco- sistema Dolby NR. O sistema Dolby
Até 6 FM e 6 AM podem ser programadas nectados todas as memórias são reduz os chiados da fita. O indicador
na memória. zeradas. (26) acende quando o sistema é ativa-
Siga os procedimentos abaixo: do. Para desativar o sistema, pressio-
ne novamente o botão Dolby.
1. Pressione qualquer um dos botões
TUNE/SEEK (19 ou 20) ou SCAN (3), OBSERVAÇÃO
para sintonizar a estação que será
O sistema Dolby redutor de ruído é
programada na memória.
fabricado sob a licença de Dolby Labo-
ratories Licensing Corporation. “DOL-
BY” e o símbolo Duplo D são mar-
cas registradas da Dolby Laboratories
Licensing Corporation.

146
Avanço rápido Retrocesso rápido
Para avançar e retroceder
rapidamente a fita

Avanço rápido
Pressione o botão FF (9); a fita avançará
rapidamente.

Retrocesso rápido
H11A188 Pressione o botão REW (8); a fita retroce- H11A163
derá rapidamente.
3. Para ajustar o volume e a tonalidade,
Se o botão PROG (19) ou o botão FF (9),
Para acionar a função APS
veja o item “Para ajustar o volume e a (Sensor de auto-programa)
botão REW (8) é pressionado, enquanto a
tonalidade”.
fita está rodando rapidamente, como resul- O início de cada música pode ser encontra-
4. Pressione o botão PROG (19) para tado de qualquer um dos botões FF (9) ou do através do botão APS (6 ou 7). Até 7
mudar a direção da fita, conforme indi- REW (8) ter sido pressionado, ela começa- músicas podem ser encontradas desta
cado no display (22). Se o botão não é rá a tocar no ponto em que o botão PROG maneira.
pressionado, a fita muda automatica- foi pressionado.
mente de direção no final da fita.
Função APS para a frente:
5. Pressione o botão (4) para ejetar a Para repetir a mesma faixa
fita; a fita pára automaticamente e é Pressione o botão APS FF (7) o número de
ejetada. Você pode ouvir repetidamente a mesma músicas que você deseja pular.
faixa, pressionando o botão RPT (10). O display indicará o número da música
6. Para mais informações referentes ao
manuseio de fitas, veja o item “Manu- Ao pressionar o botão RPT (10) o indicador selecionada. A fita avançará rapidamente
seio de fitas”. RPT (26) acende. até o início da música e começará a tocar.
Para cancelar, pressione o botão RPT (10)
novamente.

147
Função APS para trás:
Pressione o botão APS REW (6) o número
1 12 13 14 15 17 16 17
de músicas que você deseja pular. Não
esqueça de contar as músicas de trás para
a frente. O display indicará o número de
músicas selecionadas. A fita voltará rapi-
damente e dará início à música.

OBSERVAÇÃO
(1) A fita pode não parar no início da
música, se o espaço entre as músicas 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11
for menor que 4 segundos ou se tiver H11A193
ruídos excessivos.
(2) A fita pode parar em locais com pau- Somente com um CD player ou um maga- 10 – Botão RPT
sas longas ou volume excessivamen- zine de CD instalado você pode ouvir um 11 – Botão RDM
te baixo. CD, através dos seguintes procedimentos. 12 – DISC (indicador de disco)
1– PWR (botão liga-desliga) 13 – TRACK (indicador de faixa)
2– Toca-fitas 14 – CD (indicador de CD)
3– Botão FM/AM 15 – RDM (indicador da função Random)
4– CD (modo de troca de CD) 16 – RPT (indicador do modo repetir)
5– DISC (seleção de disco) 17 – Indicador da direção do CD
6– (Busca para baixo)
7– (Busca para a frente)
8– (Retrocesso rápido)
9– (Avanço rápido)

148
Para ouvir um CD Avanço/ retrocesso rápido do CD Para repetir a mesma faixa
1. Coloque o disco com a etiqueta volta- Você pode ouvir a mesma faixa repetida-
da para cima. Quando o disco é colo- Avanço rápido mente, pressionando o botão (10) RPT.
cado no CD, ele começa a tocar, mes-
O disco avança rapidamente quando o Quando o botão RPT (10) é pressionado, o
mo que o rádio ou toca-fitas esteja
botão (9) é mantido pressionado. Solte indicador (16) permanece iluminado.
sendo usado. O CD também começa a
tocar quando o botão (4) é pressiona- o botão e o disco começará a tocar. Para cancelar, pressione o botão nova-
do com um disco já colocado no com- mente.
partimento de CD, mesmo que o rádio Retrocesso rápido
ou toca-fitas esteja sendo usado. O disco volta rapidamente quando o botão Para ouvir as faixas em
(8) é mantido pressionado. Solte o seqüência aleatória
OBSERVAÇÃO
botão e o disco começará a tocar. Pressione o botão RDM (11) e o indicador
Se o sistema está equipado com um
CD com troca automática, o sistema (15) permanecerá iluminado e a seleção
muda para o modo CD e para o modo Para encontrar o início de uma música das faixas terá início. Para cancelar, pres-
CD com troca automática e vice-versa, O início de cada música pode ser encontra- sione o botão novamente.
sempre que o botão (4) é pressionado. da através do botão (6 ou 7).
2. Para ajustar o volume e a tonalidade,
veja o item “Para ajustar o volume e a Faixa superior:
tonalidade”. Pressione o botão (7) o número de
3. Quando o botão para ejetar, no CD, é faixas que você deseja pular.
pressionado o disco pára e automati- O display indicará o número de faixas sele-
camente é ejetado. cionadas.
4. Quando for usado um disco compacto
de 3 polegadas, ele pode ser usado Faixa inferior:
com um adaptador. Coloque o disco
sobre o centro do compartimento de Pressione o botão (6) o número de
carga do CD. faixas que você deseja pular. O display
5. Para mais informações referentes ao indicará o número de faixas selecionadas.
manuseio de CD’s, veja o item “Manu-
seio de CD’s”.
149
Para ouvir um CD do magazine de CD Para avanço e retrocesso Para encontrar o início de uma
(1) Pressione o botão CD (4) e o modo CD rápido do disco faixa
de troca automática é selecionado, O início de cada faixa pode ser encontrado
começando a tocar o CD. Se o sistema Avanço rápido através dos botão (6 ou 7).
está equipado com um sistema de CD,
cada vez que o botão é pressionado O disco avança rapidamente, somente
um disco do CD ou do magazine de CD enquanto o botão (9) é mantido pres- Faixa superior:
é tocado alternadamente. sionado. Liberando o botão, o disco começa Pressione o botão (7) o número de
a tocar. faixas que você quer pular.
OBSERVAÇÃO
No display de freqüência é indicado o nú-
Até 10 CD’s podem ser colocados no Retrocesso rápido mero da faixa selecionada.
magazine de CD’s.
O disco retorna rapidamente, somente en-
Para selecionar um disco colocado no quanto o botão (8) é mantido pressio- Faixa inferior:
magazine de CD’s, pressione o botão nado. Liberando o botão o disco começa a
DISC (5). Cada vez que o lado do Pressione o botão (6) o número de
tocar.
botão DISC é pressionado, o próximo faixas que você quer pular.
disco é selecionado e sempre que o No display de freqüência é indicado o nú-
Para repetir a mesma faixa
lado do botão DISC é pressionado, mero da faixa selecionada.
o disco anterior é selecionado. Você pode ouvir repetidamente a mesma
faixa, pressionando o botão RPT (10).
(2) Para ajustar o volume e a tonalidade,
veja o item “Para ajustar o volume e a Ao pressionar o botão RPT (10) o indicador
tonalidade”. RPT (16) acende.
(3) Para parar o CD, desligue, pressio- Para cancelar, pressione o botão novamente.
nando o botão PWR (1) ou passe para
outro modo, pressionando o botão Para ouvir os discos em
TAPE (2) ou FM/AM (3). seqüência aleatória
(4) Para mais informações referentes ao Pressione o botão RDM (11) e o indicador
manuseio de discos compactos, veja o RDM (15) acenderá e a seleção de discos será
item “Manuseio de discos compactos”. feita entre os discos colocados no magazine.
Para cancelar, pressione novamente o botão.

150
Manuseio de fitas (3) Mantenha a fita fora dos raios sola-
res diretos, calor e campos magné-
ticos, do tipo alto-falantes de rádio.
ATENÇÃO (4) Antes de colocar uma fita no toca-
Para manter o toca-fitas em boas con- fitas, verifique se a etiqueta está
dições, observe os seguintes proce- bem colada à fita.
dimentos. (5) Ajuste bem a fita, antes de usá-la.
(1) Não use uma fita com tempo superi-
or a C-90, de outra forma a qualida-
de do som e a durabilidade do toca- H11D071
fitas ficarão seriamente prejudica-
das.
(2) Mantenha a fita em seu estojo, quan- Antena manual de coluna*
do não estiver em uso, para prote-
gê-la de poeira e evitar que ela fique Com o rádio ligado a antena deve per-
com folga. manecer esticada. Baixe a antena antes de
entrar num lava-rápido ou local com teto
baixo.

151
1 2

70E0090 H11D072 H16A082

Antena elétrica* OBSERVAÇÃO Ventilação


Mantenha-a limpa, livre de barro, areia
Ao ligar o rádio, a antena sobe automatica- etc., para evitar o seu mau funcionamento.
mente. Antes de ligar o rádio, verifique se
Dianteira
não há nada obstruindo-a. Interruptor do motor da antena* 1 – Difusor de ar central
Ao desligar o rádio ou colocar a chave de
ignição na posição “LOCK”, a antena se Quando dirigir em locais com teto baixo, 2 – Difusor de ar lateral
recolhe automaticamente. pressione o interruptor para abaixar a ante- 3 – Difusor de ar frio
na até à metade.

ATENÇÃO 1. TOTAL
(1) Antes de ligar o rádio, certifique-se Antena totalmente estendida
de que não haja ninguém próximo à 2. METADE
antena.
Antena parcialmente (metade) es-
(2) Antes de entrar num lava-rápido ou tendida.
local de teto baixo, verifique se a
antena está recolhida.

152
1 2 3

H16A129 H16A130 70E0089

Ajuste do fluxo e da direção do ar O ar flui continuamente através dos difuso- colocar o aquecimento em funcionamen-
res centrais, quando o ar frio está ajustado to. Isto evita que a parte superior do seu
- Abrir
na posição “ ” (Azul), independente da corpo fique aquecida.
- Fechar  Ajuste o comando para a posição
posição do botão de seleção de modo.
(azul) – movimento para o lado do mo-
Coloque a alavanca na posição aberta. Ajuste a direção do ar, movimentando o
torista. O ar frio é expelido, enquanto o
O ar flui pelos difusores sempre que a botão. Podem ser feitos os ajustes na ver-
ar externo é introduzido ou quando se
ventilação está ligada. tical e horizontal.
opera o ar condicionado.
Para o ar fluir pelos difusores centrais, o  Normalmente, ajuste o comando para a
botão do modo de seleção da ventilação Difusor de ar frio
posição (branco) – movimento para
deve estar nas posições “ ”, “ ” ou Quando se coloca o orifício do difusor e o lado do passageiro.
“ ” e o ajuste do ar frio na posição (aquecer), (aquecer e esfriar)
“ ” (Branco). ou (esfriar), gire o comando no sen-
tido da seta e o ar frio sairá do difusor
central. Esta posição é para veículos
com aquecimento, para evitar que o flu-
xo de ar saia repentinamente, ao se

153
Tipo 1 Tipo 2 2 Aquecimento*
O aquecimento funciona com o motor li-
gado.

1
1
70E0018 70E0019

Traseiro* OBSERVAÇÃO
1 – Ventilação para a região do assoalho (1) Nos veículos equipados com ar condi-
2 – Ventilação para a região do teto cionado, o ar frio que sai pelos difuso-
res pode parecer como uma fumaça.
Isto é o resultado do resfriamento rápi-
do do ar e não significa nenhum pro-
blema.
(2) Nos veículos equipados com ar condi-
cionado traseiro, o ar frio sai dos difu-
sores laterais do teto.

154
Tipo 1 Tipo 2

2 2 1

3 3
70E0103 70E0078 70E0079

Uso do sistema como aquecimento (Posição ar externo) Troca de seleção de modo


O ar externo entra no compartimen- Para trocar as saídas de ar, utilize o botão
1. Por meio do botão de controle, faça o to de passageiros. de seleção.
ajuste correspondente à temperatura
desejada. (Posição recirculação)
Recircula o ar no interior do veículo.
OBSERVAÇÃO Selecione esta posição para man-
Quando a temperatura do refrigerante do ter o ar interno livre de poeira ou
outras partículas externas. Contu-
motor é baixa, o ar que entra não se aque-
do, a alavanca somente deve per-
ce, mesmo que o botão de controle esteja manecer nesta posição por pouco
na posição alta. tempo.
2. Selecione a velocidade da ventilação OBSERVAÇÃO
desejada por meio do botão de con- Use provisoriamente a posição de recircu-
trole. lação de ar, somente para aquecer rapida-
3. Coloque a alavanca de seleção na mente o interior e evitar a entrada de poei-
posição desejada. ra. Se este modo for utilizado por muito
tempo, o pára-brisa ficará embaçado.

155
(Posição para o rosto)
O ar sai somente para a parte superior do compartimento
de passageiros.

H13D028

(Posição para o rosto/pés) - tipo 1


Um fluxo abundante de ar é dirigido para o rosto e para a
parte superior do corpo dos passageiros dos bancos di-
anteiros e um fluxo menor de ar é dirigido para os pés.

H13D029

(Posição para o rosto/pés) - tipo 2


Um fluxo menor de ar é dirigido para o rosto e para a parte
superior do corpo dos ocupantes dos bancos dianteiros,
enquanto um fluxo maior de ar é dirigido para os pés.

H13D030

156
( Posição para os pés)
O ar é dirigido somente para a parte dos pés, tanto na parte
da frente como na parte de trás do compartimento de
passageiros.

H13D031

(Posição para os pés/desembaçador)


O fluxo de ar é dirigido somente para os pés, tanto na parte
da frente como na parte de trás do compartimento de
passageiros, para o pára-brisa e janelas das portas di-
anteiras.

H13D032 (Posição desembaçador)


O fluxo de ar é dirigido somente para o pára-brisa e janelas
das portas dianteiras.

OBSERVAÇÃO
(1) Para obter um melhor efeito de desembaçamento, dirija o
fluxo de ar dos difusores laterais para as janelas das portas
dianteiras e feche os centrais. Certifique-se de colocar a
alavanca de seleção de ar na posição .
(2) Nas posições para os pés e para os pés/rosto, um fluxo menor
H13D033 de ar é dirigido para o pára-brisa e janelas das portas dianteiras.

157
ATENÇÃO
Se desejar um aquecimento rápido, deixe
a alavanca na posição durante al-
guns minutos. Contudo, não deixe nesta
posição por muito tempo, pois as janelas
e o pára-brisa podem ficar embaçados.

70E0080 70E0081

Controle da seleção de ar Controle da velocidade de ventilação


Em condições normais, mantenha a Com a chave de ignição na posição “ON”,
alavanca nesta posição para per- pode ser controlada a quantidade de ar.
mitir que entre ar fresco externo no 1 - Aumento do fluxo de ar
compartimento dos passageiros. 2 - Redução do fluxo de ar
Recomenda-se também utilizar esta
posição para reduzir a condensação
das janelas e quando há pessoas
fumando no interior do veículo.
Este sistema faz o ar circular no
interior do compartimento de pas-
sageiros de maneira contínua. Colo-
que nesta posição somente quando
dirigir por estradas com muito pó ou
para obter um aquecimento mais
rápido.

158
Ar condicionado*
4 2 1
Funciona com o motor ligado.

OBSERVAÇÃO
Pode-se notar às vezes algo similar a
neblina junto à ventilação, quando em
funcionamento. Isto não significa defeito,
é somente o aspecto natural do ar umede-
cido sendo resfriado rapidamente. 3

70E0082 70E0084

Aquecimento de ar desligado Uso do ar condicionado


Coloque o botão de controle de velocidade 1. Coloque o botão de controle de tem-
na posição “OFF”. peratura na posição desejada.

OBSERVAÇÃO
Quando a temperatura do motor é baixa, a
temperatura do ar que entra no comparti-
mento de passageiros não muda, embora
o botão de controle de temperatura esteja
na posição correspondente à alta tempera-
tura.

159
2. Selecione a velocidade do ventilador 4. Para fazer o ar condicionado funcio-
por meio do botão de controle. nar, coloque o botão na posição ECO-
3. Coloque a alavanca de seleção de ar NO ou A/C. Se o motor estiver em
na posição desejada. marcha lenta, a rotação aumentará
automaticamente. Quando não utilizar
(Posição para entrada de ar ex- o ar condicionado, deixe o botão na
terno) posição “OFF”.
Entra ar externo no compartimen-
Posição - ECONO
to dos passageiros.
Utilize esta posição quando a umidade
(Posição para recirculação de ar) do ar for relativamente baixa. Esta
O ar no interior do veículo é recir- posição é mais econômica e o com- 70E0085
culado. Utilize esta posição para pressor de ar funciona somente quan-
manter o ar interno livre de pó e do necessário.
outras partículas. Portanto, esta Troca de seleção de modo
Posição - A/C
posição somente deve ser utiliza- Para trocar as saídas de ar, utilize o botão
da por pouco tempo. Utilize esta posição quando a umidade
de seleção de modo.
do ar for alta ou quando a temperatura
OBSERVAÇÃO for muito alta. O compressor do ar
Durante o inverno a posição de recircu- condicionado entra em funcionamento
lação de ar somente deve ser utilizada por para refrigerar o ar interno.
pouco tempo, para evitar o embaçamento
das janelas.

160
(Posição para o rosto)
O ar flui somente para a parte superior do compartimento
de passageiros.

H13D028

(Posição para o rosto/pés) - tipo 1


Um fluxo abundante de ar é dirigido para o rosto e para a
parte superior do corpo dos ocupantes dos bancos diantei-
ros, enquanto um fluxo menor de ar é dirigido para a área
das pernas.

H13D029

(Posição para rosto/pés) - tipo 2


Um fluxo menor de ar é dirigido para o rosto e para a parte
superior do corpo dos ocupantes dos bancos dianteiros,
enquanto um fluxo maior é dirigido para a área das pernas.

H13D030

161
(Posição para os pés)
O ar é dirigido somente para a parte dos pés, tanto na parte
da frente como na parte de trás do compartimento de
passageiros.

H13D031

(Posição para os pés/ desembaçador)


O fluxo de ar é dirigido somente para os pés, tanto na parte
da frente como na parte de trás do compartimento de
passageiros, para o pára-brisa e janelas das portas di-
anteiras.

H13D032
(Posição desembaçador)
O fluxo de ar é dirigido somente para o pára-brisa e janelas
das portas dianteiras.
OBSERVAÇÃO
(1) Para obter um melhor efeito de desembaçamento, dirija o
fluxo de ar dos difusores laterais para as janelas das portas
dianteiras e feche as centrais. Certifique-se de colocar a
alavanca de seleção de ar na posição.
(2) Nas posições para os pés e para os pés/rosto, um fluxo menor
H13D033
de ar é dirigido para o pára-brisa e janelas das portas dianteiras.

162
ATENÇÃO
Se desejar esfriar ou aquecer rapidamente
o interior do veículo, deixe a alavanca na
posição durante alguns minutos. É
importante lembrar que deixando a ala-
vanca nesta posição de maneira contí-
nua, as janelas e o pára-brisa tendem a
embaçar.

70E0086 70E0087

Controle da seleção de ar Controle da velocidade de ventilação


Em condições normais, mantenha a Com a chave de ignição na posição “ON”,
alavanca nesta posição, para per- pode ser controlada a quantidade de ar.
mitir que entre ar fresco no compar- 1 - Aumento do fluxo de ar
timento dos passageiros. Reco-
2 - Redução do fluxo de ar
menda-se ainda utilizar esta posi-
ção para reduzir o embaçamento
das janelas e se houver pessoas
fumando no veículo.

O sistema faz circular de maneira


contínua o ar no interior do compar-
timento de passageiros.
Coloque a alavanca nesta posição
somente ao dirigir em vias poeiren-
tas ou para obter um efeito de refri-
geração ou aquecimento rápido do
compartimento.
163
Recomendações sobre refrigerante Durante um longo período de desuso.
e lubrificante do sistema de ar O ar condicionado deve ser acionado pelo
condicionado menos cinco minutos por semana, mesmo
Se o ar condicionado parece pouco efi- em tempo frio. Isto é para evitar má lubri-
ciente, a causa pode ser vazamento de ficação das peças internas do compressor
refrigerante. e manter o ar condicionado em boas condi-
Inspecione o sistema em uma Concessio- ções de operação.
nária MITSUBISHI. O sistema de ar condi-
cionado do seu veículo deve ser abasteci-
do com o refrigerante HFC-134a e o lubri-
ficante ND-OIL8.
70E0088 O uso de refrigerante ou lubrificante dife-
rente causa severos danos, que resultam
na necessidade de substituir todo o siste-
Ar condicionado desligado ma de ar condicionado.
Coloque o botão de controle de velocidade O vazamento do refrigerante na atmosfera
da ventilação na posição “OFF”. não é recomendado. O novo refrigerante
HFC-134a não prejudica a camada de ozô-
nio da Terra. Contudo, ele pode contribuir
ligeiramente para o aquecimento global.
A MITSUBISHI MOTORS recomenda que
o refrigerante seja recuperado e reciclado
para uso posterior.

164
1

2 A A

G10A021 G10A029 G10A030

Pára-sol Placa deslizante* Para aumentar a área de bloqueio de en-


Para bloquear a entrada da luz do sol, atrás trada de luz solar lateral, abaixe o pára-sol,
1 - Para eliminar o reflexo frontal do espelho retrovisor interno, abaixe o pára- gire-o para a lateral e puxe a placa (A) para
sol e puxe a placa (A) para fora. fora.
2 - Para eliminar o reflexo lateral

165
Veículos com
transmissão manual ATENÇÃO
(1) Nunca toque nos filamentos incan-
descentes. Segure-o somente pelo
botão.
1
(2) Se o acendedor estiver danificado,
Veículos com
transmissão automática não retornará à sua posição original
automaticamente em 30 segundos.
Se o acendedor permanecer por
muito tempo no fundo, pode causar
um incêndio. Neste caso, puxe-o
69E0003 69E0005
manualmente. Vá a uma Concessio-
nária MITSUBISHI para resolver o
problema.
Espelho de cortesia* Acendedor de cigarros (3) Nunca mantenha pressionado o
botão do acendedor e nem utilize
Está localizado na parte de trás do pára-sol Funciona com a ignição na posição “ON” um acendedor de outro veículo, pois
do acompanhante. ou “ACC”. existe o risco de incêndio.
1 - Para utilizá-lo, empurre-o até o fundo.

O acendedor volta automaticamente à sua


posição original com um característico “clic”,
quando está pronto para uso. Puxe-o para
usá-lo.

166
Veículos com transmissão manual Veículos com transmissão automática Tipo 1

69E0125 69E0126 79E0007

Cinzeiros Cinzeiros traseiros


ATENÇÃO
Cinzeiro dianteiro Apague o fósforo e o cigarro antes de Tipo 1
Levante a tampa do cinzeiro para usá-lo. colocá-los no cinzeiro. Não coloque pa- Puxe o cinzeiro para baixo para abrir. Para
pel ou outro objeto inflamável no cinzei- retirá-lo, puxe o cinzeiro, enquanto pres-
Para remover o cinzeiro, segure a tampa e
ro. Se você o fizer, poderá causar um siona a saliência.
levante-o.
incêndio. Feche o cinzeiro. Se o cinzeiro
ficar aberto, o cigarro pode reacender.

167
Tipo 2

1 2 3
69E0072 69E0073 69E0156

Tomada para acessórios Relógio digital*


Funciona com a ignição na posição “ON” Mostra a hora com a ignição na posição
Tipo 2 “ON” ou “ACC”.
ou “ACC”.
Levante a tampa para usá-lo. Para remo- Para acertar a hora, pressione os botões,
vê-lo, puxe a tampa. Para utilizar a tomada, abra a tampa, locali-
conforme explicação a seguir.
zada na parte inferior direita do volante.
Utilize esta tomada para ligar acessórios 1 - Para acertar as horas
elétricos.
2 - Para ajustar os minutos
3 - Para zerar os minutos (os segundos
ATENÇÃO também zeram)
Antes de conectar dispositivos elétri-
cos, certifique-se que sejam de 12 V e
que a carga não é superior a 120 W.
Lembre-se que o uso de acessórios elé-
tricos com o motor desligado pode des-
carregar a bateria.
168
Exemplo:
10:30 - 11:29 ........... troca para 11:00 1 2 3
11:30 - 12:29 ........... troca para 12:00 3

OBSERVAÇÃO
Se os cabos da bateria forem desconecta-
dos, é necessário acertar o relógio nova- 1 2
mente.
6

4 5
G14A046 69E0015

Porta-objetos Porta-luvas
1 - Para travar
Pequenos objetos podem ser guardados
aqui. 2 - Para destravar
3 - Para abrir, pressione os dois botões
1– Bolsa no encosto do banco
2– Na porta
3– Porta-luvas
4– Console central, bandeja*
5– Porta-copos*
6– Bandeja (embaixo do banco dianteiro
do passageiro)*

169
A

G14C036 G14C032 G14C037

Console central* Bandeja Porta-copos*


Para abrir, puxe a alavanca de liberação A bandeja está localizada dentro da tampa 1. Empurre o centro da tampa. O porta-
(A) e levante a tampa do console central. copos sai lentamente. Puxe o porta-
Abra a tampa empurrando para fora a ala- copos para fora, para usá-lo.
vanca (A).

170
Tipo 1

G14C038 69E0016 69E0074

2. Ajuste o suporte (A) de acordo com o Bandeja (sob o banco do Lâmpada de inspeção*
tamanho do copo. passageiro dianteiro)*
3. Quando o porta-copos não está sendo Funciona com a ignição na posição “ON”
utilizado, mantenha-o em seu compar- Serve para guardar objetos pequenos. Para ou “ACC”.
timento. utilizar a bandeja, levante e puxe-a. Para
retirar a bandeja, levante e puxe-a total-
mente.
ATENÇÃO
Não beba enquanto estiver dirigindo; ATENÇÃO
isto poderá distraí-lo e resultar em um
acidente. Para evitar que a bandeja saia durante a
condução do veículo, empurre-a total-
OBSERVAÇÃO mente para dentro, até travá-la.
Ajuste o suporte para que ele possa segu-
rar o copo numa posição estável.

171
Está localizada no canto esquerdo traseiro
do compartimento de bagagem.
Conecte a extensão com um cabo de apro-
ximadamente 3 m, que está dentro da
tampa da caixa de acessórios traseira ou
dianteira.
Use a lâmpada de inspeção, tanto dentro
como fora do veículo.

ATENÇÃO
69E0013 69E0076
Antes de conectar dispositivos elétri-
cos, verifique se são para 12 V e se a
carga não é superior a 120 W. O uso de Há um imã que pode ser fixado à carroce-
acessórios elétricos com o motor des- ria, para ser utilizado fora do veículo. O
ligado descarrega a bateria. compartimento da lâmpada se ajusta a 90°
para a frente e a 60° para trás.

172
Número de voltas Força máxima de
do cabo ao redor tração no momento
6ª volta do cilindro kg
1 2.000
1ª volta
2 1.720

3 1.509

4 1.344

5 1.220

6 1.110
W74011 74W029

Guincho mecânico* Especificações do guincho:


(1) Força máxima de tração
O guincho mecânico é útil nas seguintes contínua ............................... 700 kg
situações: (2) Força máxima de tração instantânea:
(1) Se o veículo estiver atolado em barro,
neve ou areia.
(2) Para puxar objetos pesados.

173
Cuidados ao usar o guincho
ATENÇÃO
(1) Se o guincho for usado continua- ATENÇÃO
mente, não aplique carga que exce-
da a 700 kg. (1) Nunca utilize o guincho para levan-
(2) Não aplique carga que exceda a tar pessoas ou materiais, nem mo-
força máxima de tração. Quanto ver pessoas.
maior a volta ao redor do cilindro (2) Antes de utilizar o guincho, cer-
A menor será a força máxima de tra- tifique-se que não haja parafusos
ção instantânea. frouxos, partes do cabo cortadas ou
(3) Se o pino de segurança se quebrar, vá desfiadas, ou outro tipo de dano.
74W503 a uma Concessionária MITSUBISHI
(3) Sempre existe a possibilidade do
para obter um outro de reposição.
gancho se separar do cabo ou o
cabo se romper durante o uso;
(3) Comprimento do cabo .............. 45 m portanto, não permita que pesso-
(4) Pino de segurança (A): as fiquem perto durante o uso do
O pino de segurança se quebra se a guincho.
carga exceder a força máxima no ins- (4) Ao utilizar o guincho com o veículo
tante em que o guincho for aplicado, parado, aplique o freio de estacio-
evitando danos nas demais peças. namento e bloqueie as rodas com
calços.
(5) Ao tocar no cabo, recomenda-se uti-
lizar luvas de couro, para evitar le-
sões por fios do cabo desfiados.

174
Correto Incorreto

74W018

Cabo

74W015 74W019 74W030

Se não há lugar para colocar o gancho, use Ao usar o guincho, o veículo deve ficar em Se não dispõe de uma polia, ou se a
um outro cabo para fazer um local para linha reta em relação ao cabo. Se formar mesma não pode ser utilizada, o ângulo
prendê-lo. Não prenda o gancho no próprio um ângulo excessivamente aberto, poderá do cabo do guincho do veículo nunca deve
cabo do guincho, pois poderá provocar o haver rompimento do pino de segurança, o manter-se dentro da faixa mostrada na
corte do cabo. cabo poderá se dobrar ou haverá desgaste ilustração.
prematuro do mesmo, além de desequili-
brar o veículo, o que é muito perigoso. Para
manter a direção do cabo em linha reta com
o veículo, utilize uma polia, como mostra a
figura acima.

175
ON
OFF

74W063
2 Posição "ON" Posição "OFF"
1 A
74E0006

74W001
C

B
74W504 74E0004 20W559 20W558

Para soltar o cabo Puxe o pino (A), retire a porca (B) e o Para tracionar com o guincho
fixador (C).
Se o cilindro do guincho estiver bloqueado Encaixe firmemente o gancho ao objeto
Puxe o gancho e remova o cabo.
na posição “ON”, puxe a alavanca de trava que se deseja puxar. Fixe a uma árvore ou
do guincho para desbloqueá-lo, mova a a outro objeto firme, se desejar puxar o
alavanca para a posição “OFF” e bloqueie- ATENÇÃO veículo propriamente dito.
o novamente. Coloque a alavanca de trava do guincho na
Se não houver cabo suficiente ao redor
do cilindro, ele poderá soltar-se do cilin- posição “ON”.
1 - Desligado
2 - Ligado dro durante o uso. O cabo deve ter pelo
menos cinco voltas ao redor do cilindro.

176
OBSERVAÇÃO
Se a alavanca de trava do guincho não
estiver na posição "ON", mova-a quando
puxar o cabo para girar o cilindro.

2
1
ON

74E0010

Pise no pedal do acelerador ou puxe o


botão de controle de marcha lenta para
A ajustar a velocidade de enrolamento do
guincho.
1 - Velocidade alta do guincho
74E0055
2 - Velocidade baixa do guincho

OBSERVAÇÃO
Coloque a alavanca de mudanças na posi-
ção “N” (ponto-morto). Para operação do botão do afogador, veja
o item “Botão de ajuste da rotação do
Solte o pino de fixação que trava a alavan- motor”, na página 102.
ca do câmbio do guincho, e mova a placa
de travamento (A) para a esquerda.
Coloque a alavanca de mudanças do guin-
ATENÇÃO
cho na posição “ON”. Dê partida ao motor, Não mude repentinamente a velocidade
coloque a alavanca de mudanças em 1ª e de enrolamento, nem enrole o cabo a
engate a embreagem gradualmente para altas velocidades. Caso contrário, po-
guinchar o cabo. derá haver danos ao cabo, ao gancho e
ao próprio guincho.

177
74W069 74W069 74W070

Para enrolar o cabo OBSERVAÇÃO


Fixe o gancho a um árvore ou outro objeto Se o comprimento do cabo a enrolar é ATENÇÃO
fortemente fixado ao solo, ou peça para muito extenso, pare várias vezes o proces- Para enrolar o cabo aplique a mesma
alguém segurar o cabo. so para certificar-se que não há espaços tensão, puxando dentro do mesmo ân-
Enrole o cabo, seguindo o mesmo procedi- livres, à medida que o cabo vai se enrolan- gulo indicado na ilustração, caso con-
mento descrito no item “Para tracionar com do no cilindro. Se houver espaços, o cabo trário, o cabo se embaraçará nas pri-
o guincho”, página 176. não ficará corretamente enrolado. meiras voltas e o desenrolamento será
difícil.
Não deixe a velocidade no enrolamento
aumentar excessivamente. Se alguém
estiver segurando o gancho, enrole com
cuidado especial para evitar acidentes.

178
ATENÇÃO
B D
Quando não estiver usando o guincho,
C deixe a alavanca do câmbio do guincho
travada na posição “OFF”.

74W510 74W511

74E0048
OFF

Enrole o cabo até que sua parte terminal


(A) venha para o lado do guia (B).
E
ATENÇÃO
74E0007
(1) Cuidado para não prender seu dedo
entre o guia e o terminal.
Coloque o gancho e o prendedor no guia
(2) Note que são necessárias duas pes-
do cabo, aperte a porca do prendedor (C)
soas para operar e cuidar da segu-
e, então, recoloque o pino (D).
rança.
Coloque a alavanca de mudança do guin-
cho na posição “OFF”. Deslize a trava (E)
para a direita e aperte o parafuso de trava.

179
Conforme indicado na ilustração, pode-se
usar uma ou duas polias e uma corda.

Força máxima de
A Número de polias
tração contínua kg
0 Menos de 700
1 700 a 1400
2 1400 a 2100
A

ATENÇÃO 58W530

(1) Se usar polias para aumentar a for-


ça de tração máxima, utilize polias e
Para tirar o veículo de atolamento
cordas que sejam suficientemente
fortes para resistir à força de tração. Coloque o gancho numa árvore ou em
74W012
(2) Se usar árvore ou outro objeto, cer- outro veículo.
74W013
tifique-se de escolher um que esteja
fortemente fixo ao solo, e coloque o
Para puxar objetos pesados gancho perto da base do objeto.
Quando se puxa objetos pesados com o (3) Aplique o freio de estacionamento,
guincho, o uso de polias (A) facilita o tra- para evitar que o veículo se mova.
balho.

180
INSPEÇÃO DO CABO E DO GANCHO
6 voltas
Verifique periodicamente e troque em
1 quaisquer das seguintes situações:
2 1 - 11 fios ou mais do cabo cortados den-
tro de um espaço de 6 voltas.
2 - O diâmetro do cabo é de 7,45 mm ou
7.45 mm
menor.
3 - Cabo deformado e com excessiva cor-
3 rosão.
4 - Cabo dobrado. 74W028

4 5 - Cabo torcido.
6 - O gancho ou a conexão do gancho
5 VERIFICAÇÃO E LUBRIFICAÇÃO COM
com o cabo se encontra desgastado,
ÓLEO E GRAXA
desfiado ou danificado, ou ainda o
gancho torto. Para evitar que o cabo oxide, uma vez por
6
mês, ou depois de utilizá-lo em água, pas-
74W020
se graxa multiuso, após secá-lo e limpá-lo.
74W021 Antes de usar o guincho, retire o lubrifica-
74W027
dor do mesmo e passe óleo ou graxa mul-
tiuso.
Manutenção do guincho
Mesmo que o guincho não seja usado, o
cabo deve ser esticado e o guincho coloca-
do em funcionamento, pelo menos uma
vez por mês.

181
A

74W033
74W022 74W023 74W515

Antes de usar o guincho, coloque óleo de Uma vez por ano, verifique o nível de óleo
motor na engrenagem e na polia-guia. no guincho.
Retire o tampão: o óleo deve estar entre 0
NOTA
a 5 mm do orifício do tampão.
Uma vez por ano, peça a uma Concessio-
Se não há óleo suficiente, ou se o óleo se
nária MITSUBISHI que recarregue com
encontra consideravelmente sujo, solicite
graxa.
a uma Concessionária MITSUBISHI que
recarregue ou troque o óleo.

182
Cuidados com o veículo
Limpeza interna do veículo
Limpeza externa do veículo

183
O valor de revenda do seu veículo será  Gasolina  Tetracloreto de carbono Revestimentos
maior se forem realizados todos os servi-  Benzina  Thinner 1. Para manter o valor de revenda do
ços de manutenção nos intervalos indica- veículo, cuide do revestimento e man-
 Acetona  Solvente
dos, seguindo os procedimentos corretos. tenha o interior limpo. Utilize um aspi-
O veículo deve estar sempre de acordo  Nafta  Solvente para pinturas rador e uma escova para limpar os
com as disposições do controle de polui-  Aguarrás bancos. Se o vinil ou couro sintético
ção ambiental. Os materiais para a lava- Todos são perigosos e podem danificar estiver manchado, utilize um limpador
gem devem ser criteriosamente escolhi- as superfícies a serem limpas. apropriado; os tecidos podem ser lim-
dos, cuidando para que não contenham pos com detergente ou solução de 3%
componentes corrosivos. Se houver dúvi- de detergente neutro em água morna.
da, consulte a sua Concessionária Limpeza interna do veículo 2. Limpe os tapetes com um aspirador e
MITSUBISHI para escolher esses mate- tire as manchas com um produto ade-
Depois de limpar o interior do veículo com
riais. quado. Óleo e graxa podem ser elimi-
água ou outra substância adequada, se-
que todas as partes cuidadosamente com nados esfregando ligeiramente o local
ATENÇÃO um pano e espere até que estejam com- com um pano limpo e um produto ade-
pletamente secas, deixando o veículo num quado para eliminar manchas.
Alguns produtos de limpeza são peri- lugar com boa ventilação, à sombra.
gosos, podem ser venenosos e alta-
Couro*
mente inflamáveis, caso haja chama NOTA
aberta ou se tocarem em uma superfí- 1. Limpe as partes afetadas utilizando
Leia cuidadosamente as instruções corres- uma gaze ou pano macio molhado em
cie aquecida do veículo. Alguns pro- pondentes ao produto de limpeza utilizado.
dutos de limpeza soltam gases vene- uma solução aquosa de 5% de deter-
nosos e nunca devem ser usados em gente neutro.
locais fechados. Para limpar qualquer Partes de plástico, vinil, couro ou 2. Molhe um pano em água limpa e espre-
peça do veículo, é importante seguir veludo ma cuidadosamente. Utilize este pano
as instruções e observar as precauções 1. Limpe as partes afetadas utilizando uma para eliminar todo resto de detergente.
especificadas para o produto utiliza- flanela molhada com uma solução de 3. Aplique um agente protetor de couro
do. Mantenha portas e janelas do veí- água e 3% de detergente neutro. nas superfícies que tenham couro.
culo abertas enquanto limpa o interior 2. Molhe um pano em água limpa e espre-
do mesmo. Nunca utilize os seguintes ma cuidadosamente. Utilize este pano
produtos para limpar o veículo: para eliminar o resto de detergente.

184
OBSERVAÇÃO (7) Durante o verão, quando a temperatu- danos e também ajuda a protegê-lo contra
(1) Se uma superfície de couro molhar ra do interior do veículo aumenta, há o os elementos naturais, tais como chuva,
acidentalmente com água ou no caso risco de que artigos de vinil deixados neve, salitre do ar etc.
de limpá-la com água, seque-a imedia- sobre bancos de couro se danifiquem Não lave o veículo diretamente sob o sol.
tamente com um pano macio. ou fiquem colados aos mesmos. Estacione o veículo na sombra e jogue
(2) Para eliminar manchas pequenas da água para tirar o pó. A seguir, utilize uma
superfície do couro, utilize um limpa- boa quantidade de água limpa e uma es-
dor especial, à venda em lojas espe- Limpeza externa do veículo ponja, lavando o veículo completamente.
cializadas. Se necessário, utilize sabão neutro. Enxa-
(3) Não utilize escovas de náilon ou outro Uma vez que alguns resíduos (relaciona- güe muito bem e seque com um pano
tipo de fibras sintéticas, pois a superfí- dos abaixo) deixados no seu veículo po- macio. Depois de lavar o veículo (inclusive
cie do couro pode ser danificada. dem causar corrosão, descoloração e man- em lava-rápido), limpe cuidadosamente as
chas, lave o veículo sempre que possível. juntas e bordas das portas, capô etc., onde
(4) Solventes orgânicos tais como benzi-
• Água do mar, anticongelantes utiliza- pode ficar sujeira.
na, álcool ou gasolina, assim como
solventes ácidos ou alcalinos podem dos em rodovias.
afetar a cor do couro. Utilize somente • Fuligem e poeira, pó de ferro de fábri- ATENÇÃO
detergentes neutros. cas, substâncias químicas (ácidos, al-
calinos, piche etc). (1) Ao lavar a parte inferior do veículo,
(5) Se os bancos de couro não forem
utilize luvas de borracha, para evi-
mantidos limpos, pode-se formar mofo. • Dejetos de pássaros, insetos mortos,
tar danos nas mãos.
É preciso ter cuidado especial com as seiva de árvore etc.
manchas de óleo, eliminando-as ime- (2) Evite utilizar lava-rápido de esco-
diatamente. vas rotativas, já que as escovas
Lavagem
podem produzir riscos na pintura,
(6) O couro pode endurecer ou encolher Os produtos químicos misturados na poei- fazendo com que ela perca o brilho.
se ficar exposto à ação da luz solar ra e sujeiras das rodovias, que se acumu- Os riscos são bastante visíveis em
durante várias horas. Ao estacionar o lam no veículo, podem danificar a pintura veículos de cor escura.
veículo, recomenda-se fazê-lo sem- e o chassi se não forem limpos com
pre à sombra. (3) Não jogue nem borrife água sobre
freqüência. os componentes elétricos do com-
Lavar e encerar freqüentemente é a melhor partimento do motor, pois isso pode
forma de proteger seu veículo contra estes afetá-los.

185
(4) Antes de utilizar um lava-rápido au- Durante o inverno
tomático para veículos com aero- O sal e outros produtos químicos coloca- ATENÇÃO
fólio traseiro, consulte os funcio- dos nas estradas de algumas regiões du- (1) Evite utilizar ceras com compostos
nários do mesmo para certificar-se rante o inverno podem afetar adversamente
abrasivos. Este tipo de cera elimina
de não haver risco de danificá-lo. É o chassi e a pintura. Lave o veículo
restos de óxido ou manchas da su-
preciso certificar-se de que o siste- freqüentemente, de acordo com as ins-
perfície, mas é prejudicial e afeta o
ma utilizado não ficará preso na truções. Recorra a uma Concessionária
MITSUBISHI para aplicar anticorrosivo e brilho da pintura, pois elimina a sua
parte inferior do aerofólio. película protetora. Além disso, esse
revisar a parte inferior do veículo, antes e
(5) Alguns tipos de equipamentos para depois do inverno. tipo de cera danifica as superfícies
lavagem de carro com água quente, brilhantes tais como guarnições,
Depois de lavar o veículo, seque cuida-
aplicam alta pressão e calor no veí- frisos, molduras etc.
dosamente toda a água que tenha ficado
culo. Isto pode causar o aquecimen- junto às portas ou nas aberturas das mes- (2) Nunca utilize gasolina nem sol-
to e danos nas peças plásticas do mas, para evitar o risco de congelamento. ventes para pintura, para eliminar
veículo, além de borrifar água no das superfícies pintadas manchas
interior do veículo. Portanto, siga os OBSERVAÇÃO de asfalto ou outras matérias es-
procedimentos abaixo. Para evitar o congelamento das guarni- tranhas.
• Mantenha uma boa distância, de ções das portas, capô etc, em clima extre- (3) Não aplique cera nos tapetes de
aproximadamente 40 cm ou mais, mamente baixo, devem ser tratados com borracha, pois isto pode causar des-
entre o veículo e a mangueira de silicone em spray ou graxa. coloração, desgaste etc. Se tiver
lavagem. contato com cera, lave imediata-
Cera mente a área afetada com um pano
• Quando lavar ao redor dos vidros Encerar o veículo ajuda a evitar que pó e macio e água morna.
das portas, segure a mangueira a produtos químicos possam aderir à pintu-
uma distância de 50 cm ou mais e (4) Tenha cuidado ao encerar próximo
ra. Aplique uma cera líquida depois de
ângulo reto em relação ao vidro. ao teto solar, para não aplicar cera
cada lavagem ou no mínimo a cada três
na borracha de vedação do teto
meses, ou cada vez que observar que a
superfície do veículo não evita a água solar. Se houver o contato, a veda-
adequadamente. ção adequada oferecida pela borra-
cha ficará afetada.
Nunca encere o veículo em lugar exposto
à ação direta da luz solar. Espere até que
as superfícies tenham esfriado, antes de
encerá-las.

186
Polimento Pajero GLX - B
11 – Pára-choque
Deve-se polir o veículo somente quando a 1 3 4 5 7 8 9 12 – Guarnição central do pára-choque
pintura estiver manchada ou perdido o dianteiro
brilho. As partes de plástico não devem 13 – Frisos
ser polidas, pois isso pode danificar o
acabamento. Use uma esponja ou flanela. Se a cera
aderir na superfície áspera, cinza ou preta,
Pintura danificada do pára-choque, a superfície fica branca.
Pequenas manchas ou riscos na pintura
devem ser retocados tão logo seja pos-
10 11 12 10 13
ATENÇÃO
sível, com uma pintura de retoque Pajero GLS - B (1) Nunca use escova áspera ou outro
MITSUBISHI, para evitar a corrosão. objeto duro, pois eles podem dani-
1 2 3 4 5 6 8 9
Verifique as partes da carroceria expostas ficar a superfície plástica.
às estradas, com cuidado especial quanto (2) Nunca utilize ceras com composto
a danos à pintura, que possam ter sido (pó ou outro material abrasivo para
produzidos por pedriscos etc. O número de polir). Estes produtos podem dani-
código da pintura do veículo está na pla- ficar a superfície das partes plás-
queta de identificação, no compartimento ticas.
do motor. (3) Evite que as partes plásticas sejam
expostas a fluido de freio, óleo de
10 11 12 10 K29A099
motor, graxas, solventes ou ácido
sulfúrico (eletrólito da bateria). To-
Cuidados com as peças plásticas das estas substâncias podem
1 – Cobertura da placa de licença produzir manchas, riscos ou mu-
2 – Defletor traseiro do teto* danças de cor das peças.
3 – Moldura das luzes combinadas traseira Caso derrame acidentalmente uma
4 – Suporte do bagageiro do teto* destas substâncias sobre uma peça
5 – Grade plástica, limpe a parte afetada ime-
6 – Guarnição do capô* diatamente com um pano macio,
7 – Cumeeira de plástico* flanela ou outro material similar e
8 – Espelhos uma solução aquosa de detergente
9 – Maçanetas das portas neutro.
10 – Pára-barro
187
Peças cromadas Janelas Limpeza do teto solar*
Para evitar manchas ou corrosão nas pe- Os vidros devem ser limpos com uma es- Limpe o interior do teto solar com um pano
ças cromadas, lave com água, seque com- ponja macia e água. macio. A sujeira muito difícil deve ser reti-
pletamente e aplique uma camada proteto- Pode-se utilizar um limpa-vidros para tirar rada com um pano umedecido em solução
ra especial. Este processo deve ser reali- óleo, graxa, insetos etc. Depois de lavar de água morna com detergente neutro.
zado com maior freqüência no inverno.
os vidros, enxugue com um pano limpo, Remova logo a solução de limpeza com
seco e macio. Não utilize o mesmo pano uma esponja embebida em água e seque
Rodas de alumínio* para limpar os vidros e a pintura; a cera com cuidado.
Limpe as rodas de alumínio com um limpa- das superfícies com pintura pode aderir
dor especial e aplique um agente protetor ao vidro e reduzir a transparência e visibi- NOTA
adequado. É fornecida uma capa protetora lidade. O tratamento aplicado na superfície inter-
para cobrir as rodas de alumínio. na do vidro pode ser danificado se forem
Palhetas do limpador do pára-brisa utilizados um pano áspero ou solventes
NOTA orgânicos (benzina, solvente etc.).
Utilize um pano macio e um limpa-vidros
(1) Quando limpar as rodas de alumínio,
para tirar a graxa, insetos etc. Troque as
não use produtos abrasivos. As rodas
palhetas se sua eficiência for reduzida.
que ficarem expostas ao sal do mar ou
a produtos químicos devem ser limpas
imediatamente.
(2) As escovas podem danificar a superfí-
cie das rodas de alumínio. Certifique-
se de usar somente uma esponja, flane-
la ou outro material adequado.
(3) Nunca aplique água quente de lavador
a vapor ou outro sistema similar na
superfície das rodas.

188
Proteção do chassi e da parte inferior Ao lavar o veículo, especialmente no inver- Compartimento do motor
da carroceria no, jogue água na parte inferior para remo- Limpe o compartimento do motor no princí-
A parte inferior do veículo recebe um trata- ver a sujeira e o pó que podem conter pio e final do inverno. Deve-se prestar
mento na fábrica para proteger contra a partículas de sal e produtos químicos. atenção especial às peças que possam
corrosão. Em algumas partes foram injeta- armazenar produtos químicos das estra-
dos produtos antioxidantes e cera. das ou outros materiais corrosivos.
A eficácia desta proteção vai diminuindo Dirigir por estradas onde se utilizou sal ou
devido à ação de pedregulhos, produtos outros produtos químicos exige limpeza
químicos etc. Leve o veículo a uma Con- do compartimento do motor ao menos a
cessionária MITSUBISHI a cada 12 meses cada três meses.
e solicite a inspeção das partes metálicas
da carroceria. Recomenda-se solicitar ins-
peções periódicas da parte inferior da car-
roceria, para efetuar os tratamentos de
proteção adicionais. Nem todos os produ-
tos à venda podem ser utilizados neste
veículo. Recomenda-se realizar este tra-
balho num Concessionário MITSUBISHI.

189
Situações de emergência
Se o veículo ficar sem freio
Funcionamento em condições adversas
Ferramentas, macaco e triângulo de segurança
Para levantar o veículo com o macaco
Roda sobressalente
Troca de pneu
Cobertura central da roda
Reboque
Superaquecimento do motor
Sangria de ar do sistema de combustível (somente
veículos a Diesel)
Remoção de água do filtro de combustível (somente
veículos a Diesel)
Partida de emergência
Fusíveis
Capacidade de carga dos fusíveis
Troca de fusíveis
Troca de lâmpadas
Extintor de incêndio

191
Se o veículo ficar sem freio Funcionamento em
ADVERTÊNCIA
condições adversas
Se o veículo ficar sem freio, saia da estrada Quando tentar tirar o veículo de um
e ligue as luzes de advertência. Se o veículo ficar atolado em areia, atoleiro, verifique se o local ao redor do
lama ou neve veículo está livre de pessoas e objetos
Se o motor parar/falhar O veíulo pode ser removido de um atoleiro sólidos. O movimento de balanço pode
A operação e o controle do veículo são com movimentos de vai e vem. Mova a causar a saída repentina do veículo para
afetados se o motor parar. Pare o veículo alavanca seletora, ritimicamente, entre as a frente ou para trás, e provocar feri-
em lugar seguro, da seguinte forma: posições “L” (LOW) e “R” (Marcha-à-ré), mentos nas pessoas próximas ou da-
(nos veículos com transmissão manual, nos em objetos.
1. O servofreio não está operando, en-
entre a 1ª marcha e a marcha-à-ré) en- Recomenda-se dar a partida no veículo
tão será necessário empregar mais
quanto aplica leve pressão no pedal do com o freio de estacionamento parcial-
força no pedal do freio. Pise no pedal
acelerador. mente acionado, mas não completamente,
do freio com mais firmeza que o usual.
Evite velocidade alta do motor ou desliza- através de um leve puxão na alavanca do
2. Nos veículos com direção hidráulica,
mento das rodas. Prolongado esforço para freio de estacionamento.
a bomba da direção hidráulica está
inoperante, que é percebido por exigir livrar o veículo de um atoleiro pode resultar Assim que o veículo sair do atoleiro, não
mais força para girá-lo. Gire as rodas em superaquecimento e falha na transmis- esqueça de liberar totalmente o freio de
com mais força do que o usual. são. Deixe o motor funcionar em marcha- estacionamento.
lenta por alguns minutos, para permitir o OBSERVAÇÃO
resfriamento da transmissão, entre as ten-
Quando o veículo falhar em um tativas. Pise gradualmente no pedal do acelerador
cruzamento quando estiver dando a partida no veículo.
Se o veículo continuar atolado, depois de
Procure ajuda de outras pessoas para tirar várias tentativas, procure outro tipo de
o veículo desta área. ajuda.

192
Em rodovia alagada
(1) Evite rodovias alagadas. A água pode
entrar nos discos dos freios, resultan-
do em freios temporariamente defici-
entes. Neste caso, pise levemente no
pedal do freio para verificar se os freios
estão funcionando adequadamente. Se
não, pise levemente no pedal do freio 1
algumas vezes, enquanto dirige, para 2,3
secar as pastilhas do freio. 73E0025 73E0031
(2) Quando dirigir sob chuva ou em rodo-
vias com muitas poças de água, uma
Ferramentas, macaco e Localização
lâmina de água pode se formar entre
os pneus e a superfície da rodovia. triângulo de segurança 1 - Caixa de ferramentas
Isto reduz a tração dos pneus e resulta 2 - Haste do macaco
em perda de estabilidade e capacida- Conheça o local de armazenamento das 3 - Macaco
de dos freios. Para enfrentar esta situ- ferramentas, macaco e triângulo de segu-
ação, proceda da seguinte forma: rança, para usá-los em caso de emergência.
(a) Dirija o veículo em velocidade
baixa.
(b) Não dirija com pneus gastos. Man-
tenha a pressão dos pneus dentro
dos valores recomendados.

193
2 3 4 5 6
1

69E0115

4 7 8 9 10 73E0015
N21B046

Ferramentas 6 - Barra OBSERVAÇÃO


1 - Caixa de ferramentas 7 - Lanterna ou chave de velas Para remover a vela, use uma chave de
2 - Alicate 8 - Chave para calotas boca (12 mm) no topo da chave de vela.
3 - Chave do teto solar (veículo com teto 9 - Chave fixa (grande)
solar elétrico) 10 - Chave fixa (pequena)
4 - Chave de fenda
5 - Chave para as porcas das rodas

194
A
A
73E0032 73E0033 73E0034

Macaco e haste do macaco (modelos 2 Remova a porca de segurança (A) e retire


portas) o macaco.

Macaco
Para utilizá-lo, abra a tampa.

195
Banco bipartido

B 73E0016
73G0161 73G0162

Haste do macaco (modelos 2 portas) Faça pressão sobre o anel do meio (C) e Para guardar a haste, faça pressão no anel
A haste está localizada embaixo do banco puxe a haste. do meio e insira a haste, até que esteja
bipartido, lado esquerdo. corretamente travada.

196
A

73E0031 73E0028 73E0030

Macaco e haste do macaco (modelos 4 Remova a porca de segurança (A) e retire Haste do macaco
portas) o macaco. Retire a haste do macaco do suporte.

Macaco Triângulo de Segurança


Abra a tampa. Retire o triângulo de segurança e monte-o.

197
B D
A C
E

73W081 N22A136 N22A088

Para levantar o veículo com 5. Coloque o macaco exatamente nos E – Ponto de apoio traseiro para o macaco
pontos indicados na ilustração. Use o
o macaco macaco exclusivamente para trocar
Para levantar o veículo um pneu ou colocar correntes nos
1. Posicione o veículo em um terreno pneus.
nivelado e firme. C – Ponto de apoio dianteiro para o
2. Acione as luzes de advertência e colo- macaco
que a ignição na posição “LOCK” (tra- Contudo, se a área é insuficiente
va). para o ponto (C), use o ponto (D).
3. Acione o freio de estacionamento fir-
memente, leve a alavanca de mudan-
ças (transmissão manual) para a po-
sição “N” (ponto-morto) ou coloque a
alavanca seletora (transmissão auto-
mática) na posição “P” (estaciona-
mento).
4. Coloque um calço (A) no pneu diago-
nalmente oposto ao pneu que será
trocado (B).
198
ATENÇÃO
(1) Não coloque o macaco em qualquer
outra posição que não a especifica- H
F
da. Se o macaco for colocado em
uma posição incorreta, a carroceria
pode escorregar para fora do maca-
co e causar ferimentos pessoais.
(2) Evite usar o macaco em uma super-
G
fície inclinada ou mole. Caso con- 73E0032 73W510

trário, o macaco pode inclinar e sair


fora da posição e o veículo cair, 6. Pegue o macaco e a haste do macaco. 7. Depois, coloque a haste do macaco no
causando um acidente inesperado. Com a haste do macaco, gire a válvula orifício (G), alinhando o entalhe da
Sempre use o macaco em uma su- de liberação (F) no sentido horário, até haste do macaco com o entalhe do
perfície plana e firme. Certifique-se encontrar resistência e parar. suporte (H).
de apoiar o macaco em uma super- Movimente a haste do macaco para
fície livre de areia ou pedras. cima e para baixo para levantar o ba-
tente, até a altura que fique próximo
dos pontos de apoio do macaco no
veículo.

199
ATENÇÃO
(1) Se a válvula de liberação é afrouxa-
da, girando-a 2 ou mais voltas no
sentido anti-horário, o óleo do ma-
caco vazará e o macaco não poderá
ser utilizado.
(2) Não feche a válvula rapidamente
quando estiver descendo o veículo,
73W130 73B0038 pois poderá danificar a válvula de
liberação.
OBSERVAÇÃO 8. Movimentando a haste do macaco
para cima e para baixo, levante até OBSERVAÇÃO
Quando estiver levantando a traseira do
veículo, gire o topo do macaco, de forma posicioná-lo. (1) Às vezes, quando estiver levantando a
que a parte entalhada (I) encaixe adequa- parte da frente do veículo, pode acon-
damente ao ponto correspondente. Para abaixar o veículo tecer que a parte de encaixe corres-
pondente ao ponto não chegue até o
1. Usando a haste do macaco, gire a fim. Quando isto acontecer, balance o
válvula de liberação no sentido anti- veículo para abaixar o batente.
horário, lentamente, para abaixar o (2) Quando é difícil retirar o macaco com
batente. Depois retire o macaco. as mãos, coloque a haste do macaco
no suporte, encaixando o entalhe da
ADVERTÊNCIA haste com o entalhe do suporte e se-
gure-o. Depois puxe a haste, remo-
Abra a válvula de liberação lentamente. vendo o macaco.
Se ela é aberta rapidamente, o veículo
cairá bruscamente e o macaco poderá
sair da posição, causando um sério aci-
dente.

200
ADVERTÊNCIA
(1) Levante o veículo apenas o sufici- 1
ente para afastar o pneu do chão. É
perigoso levantar o veículo além do
necessário.
(2) Nunca fique embaixo do veículo,
quando este estiver sendo levanta-
do pelo macaco. Evite balançar o
veículo levantado ou deixá-lo muito
73W077 73E0032
tempo sobre o macaco. As duas
situações oferecem perigo.
2. Empurre o pistão totalmente para bai- (3) Não dê a partida ou coloque o motor Roda sobressalente
xo, e gire a válvula de liberação no em funcionamento, quando o veícu-
sentido horário o máximo possível. lo estiver sendo levantado pelo ma- Verifique com freqüência a pressão do
caco. O veículo poderá se mover e pneu da roda sobressalente, pois isto as-
cair para fora do macaco. segurará que esteja sempre pronta para o
(4) Não gire a roda levantada pelo ma- uso.
caco, as outras rodas que estão no Mantenha a pressão do pneu da roda so-
chão podem girar também e o veícu-
bressalente sempre um pouco mais alta
lo cair para fora do macaco.
que a especificada, para permitir que pos-
(5) Ninguém deve ficar dentro do veícu- sa ser utilizada em qualquer situação (trá-
lo equanto o macaco está sendo
fego urbano, velocidades mais altas, car-
utilizado.
gas variadas etc.).
A roda sobressalente está localizada na
ATENÇÃO porta traseira, lado externo.
Use somente o macaco que acompanha Um dos fixadores da roda é o de segurança
o seu veículo e utilize-o exclusivamente (1), para prevenir possíveis furtos.
para trocar um pneu ou instalar corren-
tes nos pneus.

201
4
2

73E0019 73E0020 73E0023 73E0032

Remoção da roda sobressalente 2. Solte então os parafusos com a chave 3. Puxe o gancho (4) do suporte da
1. Para remover o parafuso trava, insira a de porca da roda e remova a roda roda sobressalente e levante-o para
chave de ignição no cilindro da trava e sobressalente. guardar.
puxe a tampa do parafuso com a cha-
ve ainda nele, em sua direção. OBSERVAÇÃO
Insira a barra (2) na chave de porca da roda
(3) para soltar os parafusos da roda.

202
ATENÇÃO
Antes de instalar a roda no suporte,
certifique-se que o gancho esteja posi-
cionado corretamente.

3. Use a chave de roda para fixar os


parafusos.

73E0081 73E0021 73E0022

Instalação da roda sobressalente 4. Para reinstalar a trava do parafuso,


1. Puxe o gancho do suporte da roda coloque a tampa do parafuso, ainda
sobressalente. com a chave de ignição no cilindro,
2. Coloque a roda sobressalente no gan- posicione o cilindro contra o parafuso-
cho do suporte. Alinhe os furos das trava e remova a chave de ignição.
rodas com os furos dos suportes e
instale os parafusos de fixação.

203
Troca de pneu
Quando um pneu furar, estacione o veícu-
lo em lugar seguro, tanto para o veículo
como para os ocupantes, em superfície
plana e firme.
1. Proceda conforme as normas da legis-
lação local, sinalizando o local com o
triângulo de segurança a uma distân-
cia segura do veículo. 73W521 73E0048

Acione o botão das luzes de


advertência. 2. Pegue a roda sobressalente, o maca- 3. Depois de remover a calota central
Os ocupantes não devem permanecer co, a haste do macaco, chave da calo- (Veja o item “Calota Central”), solte os
no interior do veículo. ta da roda e chave do parafuso da parafusos com a chave para parafu-
roda. sos da roda. Não remova ainda os
parafusos.
OBSERVAÇÃO 4. Veja o item “Levantando o veículo com
Coloque a roda sobressalente embaixo do o macaco”, para selecionar o ponto
veículo, próximo ao macaco; isto ajuda a mais próximo do pneu furado, para
minimizar o risco de ferimento, se o maca- posicionar o macaco e levante o veícu-
co sair da posição. lo, apenas o suficiente para afastar um
pouco o pneu do chão.
5. Remova os parafusos da roda com a
chave para parafusos da roda ou com
as mãos, depois remova a roda.

204
C
D

B
A
E
73E0042 N24A095 73E0043

6. Remova o suporte de fixação (A) da 7. Limpe toda a sujeira localizada na su- 8. Instale o suporte de fixação da calota
calota central, para fora da roda. perfície do cubo da roda (B) ou dos central na roda sobressalente. Instale
furos de instalação (C) na roda, e ins- o suporte com as suas alças (D) ali-
tale a roda sobressalente. nhadas com os entalhes (E) corres-
pondentes da roda.

OBSERVAÇÃO
O suporte de fixação da calota central da
roda dianteira é na cor ouro e o da roda
traseira é na cor prata.

205
73E0038 73E0039 73E0047

9. Nos veículos com rodas de aço, instale Nos veículos com roda de alumínio, aperte 10. Abaixe o veículo levemente e depois
os parafusos da roda com o lado côni- parcialmente os parafusos das rodas com alternadamente aperte os parafusos,
co voltado para dentro, depois aperte- a mão, até que a borda do parafuso encos- até que cada um deles esteja com o
os até que a roda não fique muito solta. te na roda, para evitar folga entre o parafu- torque de aperto especificado.
so e a roda.
Torque especificado
10 a 12 kgm
ATENÇÃO
Nunca aplique óleo nos parafusos e ATENÇÃO
porcas das rodas, isto poderá deixá-los
soltos. Nunca use força extra dos pés na chave
de roda ou um cano com extensão da
chave de roda para dar aperto nos para-
fusos, pois isto fará com que os parafu-
sos fiquem com aperto excessivo.
11. Abaixe e remova o macaco e guarde o
macaco e a roda com o pneu furado.
Mande reparar o pneu furado o mais
rápido possível.

206
ATENÇÃO
(1) Depois de trocar o pneu, dirija o
veículo aproximadamente por 1.000
km e reaperte os parafusos da roda,
para ter a certeza que eles não fi-
quem frouxos.
(2) Se o volante de direção ou a carro-
ceria vibrar, depois da troca de um
73M0009 pneu, leve o veículo em uma Con- N03B013

cessionária MITSUBISHI para balan-


12. Verifique a pressão do pneu. A pres- cear os pneus.
Calota central
são recomendada está na etiqueta lo- (3) Por razões de segurança, evite ao
calizada na parte interna da porta do máximo usar pneus de tipos dife- Para remover
motorista. rentes e também usar pneus de ta-
13. Recoloque o macaco, a haste do ma- manho que não o recomendado para (Exceto veículos com rodas de alumínio
caco, a chave da calota central e a o seu veículo. de 16 polegadas)
chave do parafuso da roda, a roda com Cubra a ponta da chave da calota central
o pneu furado, no local apropriado. com um pano, antes de colocá-la na aber-
tura (A) da calota central. Faça alavanca
com a chave em direção ao lado do pneu
para remover a calota central.

207
A
B
A
N03B014 N25A149 73E0011

(Veículos com rodas de alumínio de 16 Reboque


polegadas) ATENÇÃO
Cubra a ponta da chave da calota central O veículo pode ser rebocado por outro
veículo, utilizando-se a barra de reboque Nunca utilize os ganchos (B) de amarrar
com um pano, antes de colocá-la em todo para rebocar o veículo. Se o fizer por
o espaço livre entre a calota central e a ou caminhão-guincho.
outros pontos que não os indicados (A),
roda. Faça alavanca da chave em direção Os regulamentos para reboque variam de poderá resultar em danos ao veículo.
ao lado do pneu, para remover a calota país para país. Portanto, antes de fazê-lo,
consulte as regulamentações locais. Observe os seguintes pontos para rebocar
central.
o veículo:
(1) Coloque a alavanca do câmbio da
Para instalar 1. Reboque com barra (“Cambão”)
transmissão manual ou a alavanca
Os ganchos (A) para reboque estão seletora da transmissão automática
Dê batidinhas ao redor da borda da calota localizados conforme mostra a ilustra- na posição de ponto morto ou na
central com a mão para fixá-la bem. ção. Fixe a barra somente nestes gan- posição “N”.
chos (A).
(2) Coloque a alavanca de câmbio da
transferência na posição “2H”.

208
(3) Em veículos com sistema de blo- (9) Mantenha contato visual com o
queio do diferencial traseiro, co- motorista do veículo que está rebo- ATENÇÃO
loque o interruptor do mesmo na cando. Rode em baixa velocidade.
Evite partidas ou freadas bruscas, Coloque a alavanca seletora de ar na
posição “OFF”.
que podem causar choque entre os posição de recirculação ( ) para
(4) Em veículos com cubo de roda livre, veículos. evitar a entrada de gases do escapa-
coloque-os na posição “FREE”. (10) Quando o motor está desligado, as mento do veículo que está rebocando.
(5) Mantenha a velocidade permitida por bombas do freio e do sistema da
direção hidráulica não funcionam. OBSERVAÇÃO
lei. Contudo, se o veículo é um dos
Portanto, será necessário pisar com Nunca reboque outro veículo, se o peso
modelos abaixo, não exceda à velo-
mais força que o habitual, além do deste for superior ao do seu veículo.
cidade e à distância permitidas para
que o volante também se tornará
reboque, conforme especificado a mais pesado, exigindo mais força para 2. Reboque do veículo com caminhão-
seguir: movê-lo. Lembre-se que a condução guincho
do veículo se torna mais difícil que Se for necessário utilizar um cami-
Veículo com transmissão automática em condições normais. nhão-guincho para rebocar o veículo,
Velocidade para reboque: 30 km/h (11) Ao descer por vias excessivamente levante as rodas traseiras, de modo
Distância para reboque: 30 km longas, é possível que os freios es- que fiquem afastadas do chão.
quentem e falhem. Solicite o auxílio
(6) Se a transmissão não está funcionan- de um caminhão-guincho.
do bem ou está danificada, ou se o (12) Ao utilizar o gancho dianteiro para
veículo vai ser rebocado por mais de reboque, tenha cuidado para evitar
30 km, faça-o com as rodas traseiras que a barra danifique a carroceria do
levantadas do chão. veículo.
(7) Coloque a ignição na posição “ACC” (13) Nas seguintes situações, faça
ou “ON” para destravar o volante. contato com um Concessionário
MITSUBISHI:
(8) Ligue as luzes de advertência.  O motor funciona e o veículo não se
movimenta. Produz ruídos anor-
mais.
 Não há fluido de transmissão au-
tomática na transmissão.

209
Superaquecimento do motor
Se o ponteiro do indicador de temperatura
da água permanecer por muito tempo na
faixa vermelha, o motor está superaqueci-
do. Neste caso, tome as seguintes pre-
cauções para proteger o motor:
1. Estacione o veículo em lugar seguro.
2. Com o motor funcionando, levante o
capô para ventilar o compartimento 73E0036 73E0014
do motor. Verifique se o ventilador
do radiador está girando. Se ele não
3. Quando a temperatura do líquido de 4. Verifique o nível do líquido de arrefeci-
estiver, desligue imediatamente o
arrefecimento do motor estiver baixa, mento no reservatório. Se estiver va-
motor e procure uma Concessioná-
desligue o motor. zio, primeiro espere que o motor esfrie
ria MITSUBISHI.
e, em seguida, abra a tampa do radia-
dor, caso contrário, poderá sair vapor
ATENÇÃO ou água quente e causar queimaduras.
(1) Não abra o capô rapidamente, pois
poderá haver água fervendo ou a
barra de apoio poderá estar muito
quente, o que poderá causar quei-
maduras sérias.
(2) Abra com cuidado a tampa do reser-
vatório, pois poderá haver a ex-
pulsão de vapor quente.
(3) Não retire a tampa do radiador en-
quanto o motor estiver quente.

210
5. Se for necessário adicionar líquido no
radiador e/ou no reservatório, con-
sulte o capítulo “Manutenção”. Não
adicione água fria rapidamente quan-
do o motor estiver quente, pois o bloco
de cilindros pode se partir. Adicione
Bomba de
água pouco a pouco, com o motor em mão
funcionamento.
6. Verifique as mangueiras do radiador Tampão de
extração de ar
quanto a vazamentos e a correia 72W528 72W529
quanto a folgas ou danos. Se houver
qualquer irregularidade no sistema
de refrigeração ou na correia, solici- Sangria de ar do sistema 2. Acione a bomba de mão, até que
te auxílio de uma Concessionária não haja mais bolhas no combustí-
de combustível (somente vel que sai pelo tampão de extração.
MITSUBISHI.
veículos a Diesel) Ao mesmo tempo, coloque um pano
ou algo similar ao redor do tampão,
Se o combustível se esgota durante uma para evitar que escape e/ou derra-
viagem, proceda conforme descrito na pá- me combustível.
gina seguinte, para extrair o ar do sistema 3. Aperte o tampão quando não houver
de combustível. mais bolhas no combustível.
1. Solte o tampão de extração de ar, 4. Continue bombeando até sentir re-
localizado na parte superior do filtro de sistência ao acionar a bomba de mão.
combustível. 5. Finalmente, verifique se não houve
vazamento de combustível. Se tiver
dúvidas, consulte uma Concessioná-
ria MITSUBISHI.

211
ATENÇÃO
(1) Quando estiver fazendo a sangria Tipo 1 Tipo 2
de ar do sistema de combustível,
não fume ou acenda chama aberta
próximo ao veículo.
(2) Limpe cuidadosamente o combus- Bomba de
Tampão do dreno
tível derramado e as peças próxi- mão
mas, pois os resíduos de combus-
tível podem se inflamar e provocar 72B0093 72W529

incêndio.
Remoção de água do filtro 3. Aperte o tampão de extração para fe-
chá-lo, quando parar de sair água.
de combustível (somente
4. Solte o tampão e extraia o ar (Veja o
veículos a Diesel) item “Sangria de ar do sistema de
combustível”, página 211).
Se a luz de advertência se acender com o 5. Verifique se a luz de advertência se
veículo em movimento, indica que existe acende quando a ignição está em “ON”
água no filtro de combustível. Proceda con- e se apaga com o veículo em movi-
forme descrito a seguir, para eliminar a mento. Se tiver dúvidas, consulte um
água. Concessionário MITSUBISHI.
1. Solte o tampão de dreno, localizado na
parte inferior do filtro de combustível.
2. Acione a bomba de mão, lentamente,
de 6 a 7 vezes, para forçar a água a
sair pelo tampão de extração.

212
Partida de emergência
ATENÇÃO ADVERTÊNCIA
(1) Quando estiver fazendo a sangria Se a bateria do veículo estiver descarrega- Para dar a partida no motor, usando
do sistema de combustível, não da, pode-se usar a bateria de outro veículo, cabos auxiliares de outro veículo, pro-
fume e não acenda chama aberta através de cabos auxiliares, para dar par- ceda conforme as orientações relacio-
próximo ao veículo. tida no motor. nadas neste manual. Procedimento in-
(2) Limpe cuidadosamente a água que Para sua segurança, proceda da se- correto pode resultar em fogo ou explo-
vazou, pois o combustível mistura- guinte forma: são ou danos no veículo.
do à água pode inflamar e provocar
incêndio.

213
Modelos 2800 Modelos 3000

69E0113 69E0104

1. Coloque os veículos um ao lado do 2. Você pode se ferir se o veículo se OBSERVAÇÃO


outro, para permitir a ligação dos ca- movimentar. Aplique o freio de estaci- Desligue todas as luzes e demais compo-
bos auxiliares, porém sem que um onamento firmemente, nos dois veícu- nentes elétricos. Isto poderá evitar faíscas
veículo tenha contato com o outro. Se los. Coloque a transmissão automáti- e ajudar a preservar a carga de ambas as
acontecer o contato entre os veículos, ca na posição “P” (estacionamento) ou baterias.
o resultado poderá ser uma conexão a transmissão manual em “N” (ponto
3. Conecte a ponta do cabo no terminal
terra indesejada. Você não consegui- morto). Desligue a ignição.
positivo (+) da bateria descarregada e
rá dar a partida no motor e a conexão
a outra ponta do cabo no terminal
terra indesejada poderá danificar o
sistema elétrico dos veículos.
ATENÇÃO positivo (+) da bateria com carga.
4. Conecte a ponta do outro cabo no
Antes de trabalhar no veículo desligue a
terminal negativo (–) da bateria com
ATENÇÃO ignição dos dois veículos. Tenha cuida-
carga e a outra ponta do cabo no bloco
do para que os cabos ou sua roupa não
do motor do veículo com a bateria
Verifique o outro veículo. Ele deve ter fiquem presos na hélice da correia. Isto
descarregada, no ponto mais distante
uma bateria de 12 volts. Se a bateria do pode resultar em ferimentos.
da bateria.
outro veículo não for de 12 volts, um
curto circuito poderá danificar ambos
os veículos.

214
Modelos 3500
ATENÇÃO ADVERTÊNCIA
Tenha cuidado para que o cabo auxiliar (1) Carregar a bateria instalada no veí-
não fique preso na hélice do sistema de culo pode causar incêndio e explo-
arrefecimento ou em outra peça móvel são da bateria ou danos no veículo.
do compartimento do motor. Se for inevitável dar carga na bateria
nestas condições, desconecte do
OBSERVAÇÃO veículo o terminal negativo, conec-
(1) Remova a cobertura, antes de fazer a tado na bateria.
73E0085 (2) Mantenha faíscas, cigarros e outras
conexão do cabo auxiliar no terminal
positivo da bateria. chamas longe da bateria, pois a ba-
(2) Use cabo auxiliar adequado ao tama- teria pode causar uma explosão.
ADVERTÊNCIA nho da bateria. De outra forma, pode (3) Use uma ventilação adequada quan-
(1) Verifique a seqüência de conexão  resultar em danos no cabo devido a do estiver dando carga ou manuse-
 . aquecimento. ando a bateria em um local fechado.
(2) Tenha a certeza de fazer a cone- (3) Antes de usar os cabos auxiliares ve- (4) Remova todas as tampas antes de
xão  adequada no motor. Se a rifique-os quanto a danos e corrosão. dar a carga na bateria.
conexão é feita no lado negativo 5. Dê a partida no motor do veículo que (5) Eletrólito é corrosivo diluído em áci-
da bateria, a geração de gases está com a bateria carregada, deixe o do sulfúrico.
inflamáveis da bateria pode cau- motor funcionar em marcha lenta por Se tiver contato do eletrólito (ácido
sar fogo e explosão. alguns minutos, depois dê a partida no da bateria) com as mãos, olhos,
(3) Ao fazer a conexão dos cabos au- motor do veículo que está com a bate- roupas e pintura do veículo, este
xiliares, não faça a conexão do ria descarregada. deve ser totalmente removido com
cabo positivo (+) para o terminal 6. Depois da partida do motor, desco- água. Se o eletrólito cair em seus
negativo (–). De outra forma, po- necte os cabos auxiliares na ordem olhos, jogue bastante água imedia-
dem ocorrer faíscas e causar a inversa. tamente para remover tudo e pro-
explosão da bateria. cure auxílio médico rapidamente.

215
ATENÇÃO
(1) Não tente dar a partida no motor
puxando ou empurrando o veículo.
Isto poderá danificar o veículo.
(2) Sempre use um óculos de proteção
quando estiver trabalhando na ba-
teria ou próximo a ela. 1 2
(3) Mantenha a bateria fora do alcance
73E0012 73E0013
das crianças.

OBSERVAÇÃO Fusíveis 2- Compartimento do motor


Nos veículos com freio antiblocante ABS, A caixa de fusíveis está localizada na
se o veículo é colocado em movimento Cada circuito individual possui um fusível, parte dianteira esquerda.
sem que a bateria esteja com carga total, para evitar danos ao sistema elétrico por
poderá causar rotação irregular do motor e sobrecarga ou curto-circuito. O seu veícu-
a luz de advertência do sistema ABS acen- lo possui duas caixas de fusíveis, uma
derá. está localizada no compartimento dos
Veja o item “Sistema de freio antiblocante passageiros e a outra no compartimento
ABS”, na página 130. do motor.
1 - Compartimento de passageiros
A caixa de fusíveis está localizada à
frente do banco do motorista, con-
forme mostra a ilustração.

216
Capacidade de carga dos Tipo 1 Tipo 2
fusíveis 20 20

Na tampa da caixa de fusíveis aparece


uma lista com os nomes dos sistemas
elétricos e a capacidade dos respectivos
fusíveis.

20 72AA0015 20 72A0015

Compartimento dos passageiros 12- 10A Sistema de tração 4x4, controle


1- 15A Acendedor de cigarros de sobremarcha (somente veícu-
los com transmissão automática)
2- 10A Rádio*
13- 15A Trava elétrica das portas*
3- 10A Relê do sistema de aquecimento
14- 10A Lâmpada interna, relógio
4- 10A Controle de sobremarcha
(somente veículos com transmis- 15- 15A Lâmpadas da luz de ré
são automática) 16- 15A Lâmpadas do freio
5- 20A Ar condicionado dianteiro e tra- 17- 25A Aquecedor
seiro* 18- 15A Tomada para acessórios
6- 10A Lâmpadas do indicador de direção 19- 10A Aquecedor traseiro*
7- 10A Medidores 20- Fusíveis de reserva
8- 10A Buzina
NOTA
9- 15A Limpador do pára-brisa
Os fusíveis de reserva estão na caixa de
10- 10A Controle do vidro elétrico* fusíveis. Para substituição, use somente
11- 10A Sistema de tração 4x4 fusíveis de mesma capacidade.

217
Fusível
queimado OK

72K205
72E0006

Compartimento do motor Fusíveis Troca de fusíveis


9- 15A Bomba de combustível*
Fusíveis de corrente
10- 10A Compressor do ar condicionado* 1. Antes de trocar um fusível, desligue o
1- 60A Bateria sistema elétrico correspondente e co-
11- 25A Ventilador do condensador do ar
2-100A Alternador condicionado* loque a ignição na posição “LOCK”.
3- 20A Injeção multiponto* 12- 10A Lâmpadas traseiras 2. Retire a tampa da caixa de fusíveis.
4- 40A Interruptor de ignição* 13- 10A Lâmpadas traseiras 3. Consulte o quadro de capacidade de
5- 30A Desembaçador do vidro traseiro* carga do fusível e verifique qual está
14- 10A Farol
6- 30A Controle do vidro elétrico* queimado.
15- 10A Lâmpadas de advertência
7- 30A Ar condicionado*
8- 40A Lâmpadas

218
Troca de lâmpadas
Não toque na parte de cristal da lâmpada
nova com os dedos, pois o óleo da pele
evapora quando a lâmpada esquenta e
este condensará no refletor, deixando a
superfície opaca.

73A0028 72W018

4. Dentro da caixa de fusíveis (do com-


partimento dos passageiros) há um ATENÇÃO
extrator de fusíveis. Utilize-o para reti-
(1) Se o fusível novo queimar depois de
rar os fusíveis da caixa de fusíveis. Se
um curto período de tempo, vá a
o fusível não estiver queimado, a cau-
uma Concessionária MITSUBISHI
sa deverá ser outra. Entre em contato
para verificar o sistema elétrico e
com uma Concessionária MITSUBISHI
encontrar a causa do curto-circuito.
para localizar a origem do problema.
(2) Não use um fusível com capacidade
5. Insira corretamente o novo fusível, de
maior que a especificada. Não use
capacidade igual à do original.
um pedaço de metal, fio etc., pois o
fio do circuito esquentará e poderá
produzir incêndio.

219
1 2 2
8
3
7 9
4
8
1
3

N10B116 N10B117 10 N10B118

Capacidade das lâmpadas 6 - Luz de freio no vidro traseiro 7 - Lâmpadas da placa .................. 10 W
Somente troque uma lâmpada por outra de (Brakelight)* Exceto veículos 8 - Lâmpadas do freio e
mesmo tipo e capacidade. As característi- com vidro privativo ..................... 5 W traseiras ................................ 21/5 W
cas estão na base de cada lâmpada. 9 - Lâmpadas indicadoras de
1 - Faróis, alto/baixo .......... 60/55 W (H4) direção traseiras ...................... 21 W
2 - Lâmpadas indicadoras de 10 - Lâmpadas da marcha-à-ré ....... 21 W
direção dianteiras ..................... 21 W
3 - Lanternas ................................... 5 W
4 - Lâmpadas indicadoras de
direção laterais* ......................... 5 W
5 - Lâmpada de neblina
dianteira ........................... 55 W (H3)

220
73E0056 73E0057 16N0662

Faróis Solte o conector e desmonte a tampa da Solte o conector e remova a cobertura


caixa do farol. selante do alojamento da lâmpada.
Do tipo de lâmpadas que podem ser
trocadas
Para trocar a lâmpada do lado esquerdo,
remova o reservatório do líquido de arrefe-
cimento do motor.

221
Correto Incorreto

16N0663 16W965 16E0073

Solte a mola que segura a lâmpada, antes Luzes combinadas dianteiras


de removê-la. ATENÇÃO Para trocar a lâmpada esquerda, remova o
Nunca toque as lâmpadas halógenas reservatório do líquido de arrefecimento e
com os dedos ou pano sujo. Se a o parafuso (A) de montagem da lente.
superfície estiver suja, limpe cuida- Remova o gancho (B) que segura o conjun-
dosamente com álcool, solvente para to da lâmpada, que está localizado dentro
pintura ou outra substância similar e do compartimento do motor.
instale-a completamente seca.

Do tipo de lâmpadas que não podem


ser trocadas
Ao trocar um farol, é necessário fazer o
ajuste de altura do facho. Vá a um Conces-
sionário MITSUBISHI mais próximo para
obter um farol de reposição.

222
16E0054 N10E011 N10A008

Deslize o conjunto da lâmpada para a Luzes indicadoras de direção laterais* Remova o soquete e o conjunto da lâmpa-
frente para removê-la. da, girando-o no sentido anti-horário e re-
Para trocar as lâmpadas dianteiras dos Para retirar a lâmpada indicadora de dire- mova a lâmpada puxando-a para fora.
indicadores de direção, gire o suporte da ção lateral, insira a ponta de uma chave de
lâmpada para a esquerda e remova-o. Em fenda na parte frontal da cobertura da lâm-
seguida, remova a lâmpada. pada, depois delicadamente alavanque a
cobertura da lâmpada para fora da carro-
Para trocar a lâmpada da lanterna, remo-
ceria.
va a lâmpada do suporte. Ao montar o
conjunto da lâmpada, faça coincidir o pino
OBSERVAÇÃO
do conjunto com o orifício da carroceria do
veículo. Enrole um pedaço de pano na ponta da
chave de fenda, para evitar riscar a cober-
tura da lâmpada e a carroceria.

223
5
1

2 4 6
N10X080 N10X081 N10X082

Farol de neblina dianteiro* Remova os parafusos de montagem da Abra a mola (6) enquanto empurra a
cobertura e a cobertura. parte indicada pela seta, depois remova
Remova o parafuso de montagem da co- a lâmpada.
bertura (1) e a cobertura (2). Solte o conec-
tor (3) e remova o parafuso de montagem
do farol de neblina dianteiro (4).
Remova a lâmpada de neblina dianteira
(5).

224
Correto Incorreto 1

2
3

N10X083 N10X011 73E0052

Desconecte a lâmpada. Lâmpadas combinadas traseiras


ATENÇÃO Retire os parafusos de montagem da lente
Nunca segure a lâmpada de halôgênio e remova-a. Cada lâmpada pode ser remo-
diretamente com a mão, luva suja etc. vida, girando-a no sentido anti-horário, en-
Se a superfície de vidro ficar suja, ela quanto pressiona-se para dentro.
poderá ser limpa com álcool, thinner 1 - Lâmpada do freio e traseira
etc., e passe um pano depois, para lim- 2 - Lâmpada indicadora de direção
par totalmente. traseira
3 - Lâmpada da marcha-à-ré

225
Tipo 1 Tipo 2

73E0053 72W523 73E0055

Lâmpadas da placa de licença Lâmpadas internas OBSERVAÇÃO


Solte os parafusos de montagem da lente, Insira uma chave de fenda no encaixe do Enrole um pano na ponta da chave de
desmonte a lente e, em seguida, remova a conjunto da lâmpada e faça alavanca, cuida- fenda para não riscar a lente.
lâmpada, girando-a para a esquerda, en- dosamente, para remover a lente.
quanto pressiona-a. Remova a lâmpada do suporte.

226
Tipo 3 Tipo 1 Tipo 2

N10M015 72N0019 N10M016

Lâmpadas de leitura* OBSERVAÇÃO


Insira uma chave de fenda no encaixe do Enrole um pano na ponta da chave de
conjunto da lâmpada e faça alavanca, cuida- fenda para evitar riscar a lente.
dosamente, para remover a lente.
Remova a lâmpada do suporte.

227
72W523 N10P003 73E0062

Lâmpada do compartimento de Luzes das portas* Luz de freio traseira


bagagem
Insira a chave de fenda no encaixe do Insira cuidadosamente uma chave de fen- [Veículo com luz de freio no vidro
conjunto da lâmpada e force, suavemente, da na ranhura da lente, para remover a traseiro]
retirando a lente. lente. Remova a lâmpada do comparti- Retire os parafusos de instalação da
Remova a lâmpada do suporte. mento. tampa.

OBSERVAÇÃO OBSERVAÇÃO
Envolva um pano na ponta da chave de Enrole um pano na ponta da chave de
fenda para não riscar a lente. fenda, para evitar danificar a lente.

228
1
73E0063 N10V022A 73E0044

Exceto veículos com vidro privativo Veículo com vidro privativo Lâmpada de inspeção*
Remova o parafuso de montagem para Remova cada soquete de montagem (1) e Insira uma chave de fenda junto à borda da
remover a cobertura de montagem e a a lâmpada juntos, girando-o no sentido lente e faça alavanca, cuidadosamente,
lâmpada juntos. Para remover a lâmpada, anti-horário. Para remover a lâmpada, puxe- para remover a lente. Remova a lâmpada
puxe a lâmpada para fora do soquete. a para fora do soquete. do suporte.

[Veículos com spoiler no teto] OBSERVAÇÃO


Faça a troca da lâmpada em uma Conces- Enrole um pano na ponta da chave de
sionária MITSUBISHI. fenda para não riscar a lente.

229
Manutenção
Óleo do motor
Fluido da transmissão automática*
Líquido de arrefecimento do motor
Bateria
Fluido de freio
Fluido da direção hidráulica*
Fluido da embreagem*
Líquido do lavador do pára-brisa
Estado das rodas
Pressão dos pneus
Rodízio dos pneus
Correntes para pneus
Combustível, líquido de arrefecimento, óleo e emissão de gases de
exaustão
Funcionamento das luzes internas e externas
Medidor e indicador / funcionamento das luzes de advertência
Folga livre do volante de direção
Curso livre do pedal da embreagem*
Curso livre do pedal do freio
Alavanca do freio de estacionamento
Lubrificação das dobradiças e fechaduras
Palhetas do limpador do pára-brisa
Aberturas da ventilação
Borrachas de vedação
Equipamento adicional
231
Uma manutenção adequada do veículo a Óleo do motor
intervalos regulares ajudará a conservar o ATENÇÃO
valor e a aparência do mesmo por muito (1) Quando realizar a verificação ou o Todos os motores consomem certa quan-
tempo. serviço no interior do compartimen- tidade de óleo durante o funcionamento
Alguns serviços de manutenção podem to do motor, certifique-se que o normal. O consumo varia consideravel-
ser efetuados pelo proprietário (Faça você motor esteja desligado e frio. mente segundo a carga, velocidade e ou-
tros fatores. Portanto, é necessário verifi-
mesmo), enquanto outros devem ser fei- (2) Se for necessário trabalhar no com- car o nível de óleo em intervalos regulares
tos somente por uma Concessionária (ins- partimento do motor com o mesmo ou antes de iniciar uma viagem.
peção periódica e manutenção). Este ca- em funcionamento, deve-se ter es-
pítulo descreve somente os trabalhos que pecial cuidado para que a roupa, o Esta verificação deve ser feita com o mo-
podem ser feitos pelo proprietário. Caso cabelo etc. não se enrosquem no tor quente, porém desligado. Estacione o
se constate uma falha no funcionamento ventilador, correias ou outras peças veículo numa superfície plana, pare o motor
em movimento. e aguarde uns momentos para que o óleo
ou outro problema, deve-se recorrer a
do motor que está circulando possa voltar
uma Concessionária MITSUBISHI. Este (3) Uma manipulação inadequada dos
ao cárter e a medição seja representativa.
capítulo contém informações sobre os pro- componentes e materiais usados
cedimentos de manutenção e inspeção no veículo pode trazer riscos à segu-
que o proprietário pode fazer, se assim rança pessoal. Para informações
preferir. Siga as instruções e precauções adequadas, consulte uma Conces-
indicadas para cada um dos procedimen- sionária MITSUBISHI.
tos.

232
Modelos 2800 Modelos 3000 Modelos 3500

72E008 72E0009 73E0089

Retire a vareta indicadora e limpe com um Se o nível de óleo estiver abaixo dos limites Deve-se utilizar o óleo de motor especifica-
pano. Introduza novamente e retire-a, para especificados, tire a tampa do reservatório do e não misturar vários tipos. Deve-se
verificar o nível de óleo, que deve estar e adicione óleo suficiente para completar o evitar também misturar diferentes marcas
dentro dos níveis indicados na ilustração. nível. de óleo. Depois de completar o óleo, feche
firmemente a tampa.

OBSERVAÇÃO
Para o manuseio de óleo do motor usado,
veja as instruções na página 9.

233
M03B019 M03B017

Escolha do óleo do motor (veículos a Escolha do óleo do motor (veículos à Diesel)


gasolina)
(1) Selecione o óleo do motor com número de viscosidade SAE
(1) Selecione o óleo do motor com número de viscosidade SAE adequado à temperatura atmosférica.
adequado à temperatura atmosférica. (2) Utilize óleo do motor conforme a classificação API a seguir:
(2) Utilize óleo de motor conforme a classificação API a seguir: "PARA SERVIÇO CD" ou maior.
"PARA SERVIÇO SE" ou maior.

234
(1) Verifique o nível do fluido da transmis-
são automática depois de dirigir o veí-
culo algum tempo, para permitir o aque-
cimento do fluido.
(2) Estacione o veículo numa superfície
plana e horizontal. Aplique o freio de
estacionamento.
(3) Com o motor em ponto morto e o pedal
de freio pisado a fundo, mova a ala-
72E0015 vanca seletora por todas as posições 73E0014
de “P” a “L”, detendo-se um pouco em
cada uma delas.
Fluido da transmissão (4) Coloque a alavanca seletora na posi-
Líquido de arrefecimento do
automática* ção “N”. motor
(5) Tire a vareta e limpe-a com um pano O reservatório de expansão do líquido de
É fundamental manter o nível correto do que não solte fios. arrefecimento, translúcido, está localiza-
fluido da transmissão automática, para (6) O nível do fluido deve estar entre as do no compartimento do motor. O nível do
garantir a vida útil e o funcionamento da duas marcas da vareta. líquido de arrefecimento no reservatório
transmissão automática. Tanto quantida-
Utilize somente fluido de transmissão au- deve estar sempre entre as marcas “LOW”
de insuficiente como em excesso pode
tomática tipo Castrol TQM SP*, ao comple- (baixo) e “FULL” (cheio), quando se reali-
causar problemas à transmissão. A tampa
tar o reservatório. zar uma medição com o motor quente e
do reservatório de fluido da transmissão
funcionando em rotações normais.
tem uma vareta medidora. Efetue o con-
trole conforme as explicações a seguir: O sistema de arrefecimento é lacrado e
ATENÇÃO normalmente a perda de líquido deve ser
Para prevenir o risco de produzir um mínima. Uma queda importante no nível
incêndio, trabalhe com cuidado para do líquido pode indicar vazamento. Neste
não derramar fluido sobre o cano de caso, mande inspecionar o sistema em
escape. uma Concessionária MITSUBISHI o mais
rápido possível.

235
Se o nível estiver abaixo da marca “LOW” Temperatura ambiente
no reservatório de expansão, abra a tampa -10 -20 -30 -45
mínima °C
e coloque líquido de arrefecimento. Se
Concentração de
esse reservatório estiver completamente 30 40 50 60
anticongelante %
vazio, tire a tampa do radiador e coloque
líquido de arrefecimento, até que o nível
chegue ao gargalo do reservatório.
ATENÇÃO
ATENÇÃO Para que o anticorrosivo e o anti-
congelante possam manter sua eficá-
Não abra a tampa do reservatório de cia, conserve a concentração de anti- 72R0113
expansão ou do radiador quando o mo- congelante dentro da medida de 30 a
tor estiver quente. O sistema de arrefe- 60%. Uma concentração superior a 60%
cimento funciona sob pressão e qual- reduzirá a eficácia do arrefecimento e Bateria
quer vazamento do líquido quente pode pode danificar o motor.
produzir queimaduras perigosas. A condição da bateria é muito importante
para uma partida rápida e funcionamento
Durante o inverno correto do sistema elétrico. A inspeção e
Anticongelante manutenção regulares devem ser feitas
Se as temperaturas na região vão abaixo
O sistema de arrefecimento do motor con- do ponto de congelamento, o líquido de principalmente no inverno.
tém um aditivo anticongelante e anticorro- arrefecimento do motor ou do radiador
sivo. O aditivo recomendado é o Long Life pode congelar e produzir sérios danos.
Coolant C470. O cabeçote e o corpo da
Coloque a quantidade de anticongelante
bomba de água são feitos de uma liga de
que for necessária, para evitar o congela-
alumínio e a troca periódica do líquido de
arrefecimento é necessária, para evitar a mento.
corrosão. A mistura de líquido de arrefecimento do
Como este líquido anticorrosivo é neces- motor feita na fábrica tem um anticongelan-
sário, não se deve trocar o líquido de te eficiente até temperaturas de -30°C
arrefecimento por água, nem mesmo no aproximadamente. Deve-se verificar a con-
verão. A concentração necessária de an- centração antes do início do inverno e, se
ticongelante depende da temperatura necessário, colocar mais anticongelante.
ambiente.

236
Bateria não utilizada vai se descarregando
com o tempo. Controle o estado da mesma ATENÇÃO
ao menos a cada quatro semanas e car-
(1) Nunca desconecte a bateria en-
regue com corrente de pouca intensidade,
quanto o motor estiver funcionan-
conforme a necessidade.
do; fazendo isso, poderá causar
danos nos componentes elétricos
Durante o inverno do veículo.
A capacidade da bateria diminui em bai- (2) Não coloque a bateria em curto-
xas temperaturas. Este problema é ine- circuito, pois isto pode sobrecar-
72R0114 vitável devido às suas propriedades físi- regá-la e produzir avarias.
cas e químicas. Por isto, uma bateria mui- (3) Não fume ou produza chama aberta
Controle do nível do eletrólito da to fria, principalmente se não estiver com perto da bateria, pois o gás explosi-
bateria toda carga, só proporcionará uma fração vo gerado pode explodir.
da corrente inicial para a partida do motor.
O nível do eletrólito da bateria deve estar (4) O eletrólito da bateria é muito cor-
entre as marcas “UPPER” (superior) e “LO- Recomenda-se recorrer a uma Conces- rosivo. Evite contato com os olhos,
WER” (inferior) estampadas na parte exter- sionário MITSUBISHI para revisar a bate- pele, roupa ou superfícies pintadas
na. Coloque água destilada, se necessá- ria antes do início do inverno, recarregan- do veículo. Esse eletrólito deve ser
rio. O interior da bateria está dividido em do-a, se necessário. limpo imediatamente com água
vários compartimentos: tire a tampa de Isto facilita a partida e uma bateria plena- abundante. Se os olhos ou a pele
cada um deles e coloque água destilada, mente carregada terá vida útil maior. ficarem irritados em contato com o
até atingir a marca “UPPER” (superior). eletrólito, consulte um médico ime-
Não coloque água destilada acima do nível Desconexão e conexão diatamente.
“UPPER” (superior), pois durante a roda- (5) Manuseie a bateria somente em lo-
Para desconectar o cabo da bateria, desli-
gem podem ocorrer vazamentos. cal ventilado.
gue o motor, primeiro desconecte o pólo
Controle o nível do eletrólito da bateria pelo negativo e depois o pólo positivo. (6) Ao trabalhar próximo à bateria use
menos a cada quatro semanas, conforme sempre óculos de proteção.
Quando conectar a bateria, conecte pri-
as condições de operação. meiro o terminal positivo e depois o nega-
tivo.

237
(7) Para a bateria sofrer uma carga rápi- Utilize fluido de freio que atenda à norma
da, deve-se desconectar primeiro ou DOT4. Verifique o Livrete de Bordo.
os cabos. O fluido de freio é higroscópico. Uma quan-
(8) Para evitar curto circuito, desco- tidade excessiva de umidade no mesmo
necte primeiro o terminal negati- afeta o sistema, reduzindo a potência da
vo (-). frenagem. O reservatório tem uma tampa
(9) Mantenha-a fora do alcance de especial que impede a entrada de ar e não
crianças. deve ser retirada.
Num veículo com luz de advertência, o
OBSERVAÇÃO 72K207 nível é controlado mediante um flutuador.
(1) Mantenha os terminais limpos. De- Quando o nível de fluido diminui abaixo da
pois de desconectar a bateria, passe marca “A”, a luz de advertência acende.
vaselina neles. Para limpar os termi- Fluido de freio
nais, use água morna. Verifique o nível do fluido do freio no reser-
(2) Verifique se a bateria está adequada- vatório. O nível deve estar entre as marcas ATENÇÃO
mente fixa e se não há risco de se “MAX”e “A” no reservatório. O nível cai (1) Use somente fluido de freio reco-
deslocar com o veículo em movimen- ligeiramente em conseqüência do desgaste mendado. Fluidos não recomen-
to. Verifique também se todos os ter- das pastilhas, mas isto não deve ser inter- dados podem resultar em uma rea-
minais estão bem ajustados. pretado como anormalidade. ção química quando misturados.
(3) Quando o veículo não for utilizado por Se o nível do fluido cai de maneira anormal Assim, evite a mistura de fluidos
um longo tempo, retire a bateria do em curto tempo, é indício de vazamento no diferentes.
veículo e guarde-a em local que não sistema. Neste caso, solicite uma revisão (2) Fluido do freio é tóxico e corrosivo.
tenha risco do fluido congelar. A bate- no Concessionário MITSUBISHI.
ria somente deve ser guardada com a
sua carga total.

238
ATENÇÃO
(1) Use somente fluido da transmis-
são automática recomendado.
Fluidos não recomendados podem
resultar em uma reação química
quando misturados. Assim, evite
a mistura de fluidos diferentes.
(2) Fluido da transmissão automática
73E0050 é tóxico e corrosivo. 72E0016

Fluido da direção hidráulica* Fluido da embreagem*


Verifique o nível do fluido no reservató-
O reservatório do fluido da embreagem
rio, com o motor funcionando em ponto
hidráulica está localizado na parte tra-
morto.
seira do compartimento do motor. O
Desaperte a tampa do reservatório, pois nível deve estar sempre entre as mar-
o indicador do nível está localizado na cas “MAX” e “MIN”.
parte interna da tampa.
Utilize somente fluido recomendado.
O nível deve estar entre as linhas “MAX” e
Consulte o Livrete de Bordo.
“MIN” do indicador de nível. Utilize so-
mente fluido Castrol TQ Dexron II.
ATENÇÃO
(1) Use somente fluido de freio reco-
mendado. Fluidos não recomen-
dados podem resultar em uma
reação química quando mistura-
dos. Assim, evite a mistura de
fluidos diferentes.
(2) Fluido do freio é tóxico e corrosivo.
239
72E0003 72E0004 72E0005

Líquido do lavador do 2 - Líquido lavador dos faróis* 3 - Líquido lavador do vidro traseiro*
pára-brisa Se não sai líquido lavador ao apertar
o interruptor correspondente, é ne-
cessário completar o nível do reserva-
Verifique o nível do líquido lavador no re-
tório.
servatório, localizado no compartimento
do motor.
No inverno
Se estiver baixo, complete-o.
Nas regiões em que a temperatura é muito
1 - Líquido lavador do pára-brisa.
baixa, para o adequado funcionamento do
ca lavador do pára-brisa, vidro traseiro e
dos faróis, recomendamos o uso de líquido
lavador contendo agente anticongelante.

240
Se os pneus tiverem indicadores de des- GLS-B kg/cm2 (kPa, psi)
1 gaste, eles aparecem em 6 lugares à me- 4 passageiros com
dida em que a roda se desgasta, indican- Tamanho do 4 passageiros máxima carga de
pneu bagagem
do que o pneu já não atende aos requisitos
Dianteiro Traseiro Dianteiro Traseiro
mínimos de uso. Quando estes indicado-
res aparecerem, deve-se colocar pneus 265/70R15 1.8 2.0 1.8 2.0
110H (180, 26) (200, 29) (180, 26) (200, 29)
novos. Sempre que fizer a troca de pneus,
31x10.5R15 2.0 2.0 2.0 2.8
certifique-se que os parafusos das rodas 6PRLT (200, 29) (200, 29) (200, 29) (280, 41)
2 estejam bem apertados. Consulte o capí- 265/70 R16 1.8 2.0 1.8 2.0
tulo “Situações de emergência”, para in- 112H (180, 26) (200, 29) (180, 26) (200, 29)
72R0116
formações referentes à troca dos pneus.
(1) A pressão deve ser verificada com os
Estado das rodas OBSERVAÇÃO pneus frios. Se a pressão for insufici-
ente ou excessiva, ajuste-a ao valor
A marca e a localização do indicador de
1- Localização da marca do indicador de especificado.
desgaste do pneu são diferentes, depen-
desgaste dendo do fabricante do pneu. (2) Uma vez ajustada a pressão, verifique
2- Indicador de desgaste os pneus quanto a danos e escape de
ar. Coloque sempre as tampinhas nas
Revise os pneus para constatar desgastes, válvulas.
imperfeições ou rasgos. Troque os pneus Pressão dos pneus
se tiverem alguma imperfeição grave ou
rasgo profundo. Verifique também cada GLX-B kg/cm2 (kPa, psi)
pneu em busca de pedaços de metal. 4 passageiros com
4 passageiros máxima carga de
O uso de pneus desgastados pode ser Tamanho bagagem
muito perigoso, devido à maior probabi- do pneu

lidade de derrapagens ou aquaplana- Dianteiro Traseiro Dianteiro Traseiro

gem. A profundidade das bandas de ro-


dagem dos pneus deve superar 1,6 mm, 205R16 2.1 2,5 2.1 3.0
104Q (S) (210, 31) (250, 37) (210, 31) (300, 44)
para que sejam atendidos os requisitos
mínimos de uso.

241
(3) Quando a velocidade do veículo ex- Ao fazer o rodízio dos pneus, verifique
ceder 160km/h (100 mph), aumente a danos e desgaste. Desgaste anormal ge-
pressão dos pneus dianteiros e trasei- ralmente é causado por pressão incorre-
ros de acordo com a tabela abaixo, ta dos pneus, alinhamento incorreto, falta
evitando que a pressão maxima do de balanceamento das rodas ou freadas
pneu seja excedida (somente modelo bruscas.
3500). Consulte a sua Concessionária MITSUBISHI
para determinar a causa do desgaste irre-
OBSERVAÇÃO gular.
Lembre-se, nunca ultrapasse a velocidade 73E0075
máxima permitida da localidade em que
estiver com o seu veículo.
kg/cm2 (kPa, psi)
Rodízio de pneus
Aumento da pressão O desgaste dos pneus varia de acordo com
dos pneus as condições do veículo, da estrada e com
o hábito de dirigir de cada um. Para igualar
Dianteiro Traseiro
o desgaste dos pneus e prolongar a sua
4 passageiros 0,4 (40, 6) 0,2 (20, 3) vida útil, recomendamos fazer o rodízio
imediatamente após notar um desgaste
4 passageiros
com carga 0,5 (50, 7) 0,5 (50, 7)
anormal, ou um desgaste diferente entre
máxima os pneus dianteiros e traseiros.
Normalmente, faça o rodízio entre os pneus
dianteiros e traseiros do mesmo lado.

242
Correntes para pneus Vazamentos de combustível, Se os fusíveis e lâmpadas estão em boas
condições, peça a uma Concessionária
líquido de arrefecimento do MITSUBISHI para fazer uma inspeção mais
Caso seja necessário o uso de correntes
nos pneus, instale-os nas rodas traseiras.
motor, óleo e gases do detalhada.
Use somente correntes para pneus apro- escapamento
priadas aos pneus instalados em seu veí-
Procure sempre possíveis vazamentos de Funcionamento dos
culo. A instalação de correntes fora de
combustível, líquido de arrefecimento, óleo
padrão para o tamanho ou tipo de pneu
e gases do escapamento, observando a
medidores, indicadores e
pode causar danos na carroceria do veí- luzes indicadoras e de
parte inferior do veículo.
culo.
Se você perceber vazamento de combus- advertência
Antes de dirigir por um longo trecho sem
tível ou cheiro, não coloque o veículo em
lama, onde não há necessidade do uso de
funcionamento. Chame uma Concessio- Faça o motor funcionar para revisar o fun-
corrente, retire a corrente para evitar da-
nária MITSUBISHI. cionamento de cada um dos medidores,
nos nos pneus.
indicadores e lâmpadas indicadoras e de
Funcionamento das luzes advertência.
OBSERVAÇÃO
As leis e regulamentações referentes ao
internas e externas Se notar alguma anormalidade, peça a
uma Concessionária MITSUBISHI para
uso de correntes nos pneus pode variar.
Ligue o interruptor das luzes combinadas fazer uma inspeção mais detalhada.
Portanto, conheça as leis e regulamentos
sobre este assunto da região em que você para certificar-se que funcionam correta-
estiver utilizando o veículo. mente.
Se não funcionarem, a causa provável
poderá ser um fusível queimado ou lâmpa-
da defeituosa.
Primeiro, verifique os fusíveis. Se não es-
tiverem queimados, comprove se a lâmpa-
da não está defeituosa.
Consulte o capítulo “Situações de emer-
gência”, para detalhes sobre inspeção e
troca de fusíveis e lâmpadas.
243
1

1 1

73N0040 E53517 E53517

Folga do volante Curso livre do pedal da Curso livre do pedal do freio


embreagem*
Inspecione, girando o volante da direita Desligue o motor. Pise o pedal do freio
para a esquerda e vice-versa. Pressione levemente o pedal da embrea- várias vezes e, em seguida, aperte com as
Nos veículos com direção hidráulica, veri- gem com a mão, até sentir certa resistência. mãos, até sentir uma resistência inicial. A
fique a folga com o motor funcionando em distância deve estar dentro dos valores
Esta distância deve estar dentro dos va-
marcha lenta. especificados.
lores especificados.
A folga na circunferência não deve superar 1- Curso livre
1- Curso livre
o valor normal. 3 a 8 mm
6 a 13 mm
1- Folga Se o curso livre do pedal do freio estiver
Se o curso livre do pedal da embreagem fora do valor padrão, vá a uma Conces-
50 mm estiver fora do valor padrão, vá a uma sionária MITSUBISHI para realizar o
Se a folga superar o valor normal, vá a uma Concessionária MITSUBISHI para realizar ajuste.
Concessionária MITSUBISHI para realizar o ajuste.
o ajuste.

244
Lubrificação das dobradiças Borrachas de vedação
e fechaduras
Para evitar o congelamento das borrachas
Verifique todas as dobradiças e fecha- das portas, capô etc., elas devem ser trata-
duras e lubrifique, se necessário. Primeiro das com graxa a base de silicone.
limpe e depois aplique graxa multiuso.

Equipamento Adicional
Palhetas do limpador do
Y53527 Recomenda-se levar uma pá no veículo
pára-brisa para limpar a neve ou lama, se o veículo
ficar encalhado. Uma pequena escova para
Alavanca do freio de Antes de colocar o limpador em funcio- limpar a neve ou lama do veículo e um
estacionamento namento, verifique se as palhetas não rodo plástico para o pára-brisa e vidro
estão congeladas ao pára-brisa ou ao traseiro também podem ser muito úteis.
Puxe completamente a alavanca do freio vidro traseiro (em caso de temperatura
de estacionamento e verifique o número de extremamente baixa). Caso contrário, o
vezes que se ouve um “clic”. Cada som motor do limpador do pára-brisa poderá
representa o movimento de um dente. ser danificado.
A alavanca deve mover-se um número
específico de dentes para a aplicação nor-
mal do freio.
Aberturas de ventilação
1- Distância da alavanca do freio de esta-
Limpe as aletas de ventilação, localizadas
cionamento
na frente do pára-brisa com uma escova,
4 a 6 dentes (“clics”) para evitar que o funcionamento do siste-
Se a distância da alavanca do freio de ma de ventilação e aquecimento seja afe-
estacionamento estiver fora do valor tado por detritos.
padrão, vá a uma Concessionária
MITSUBISHI para realizar o ajuste.

245
Dados técnicos

Dimensões
Rendimento
Pesos
Motor
Transmissão
Sistema elétrico
Pneus e rodas
Outras especificações
Capacidades

247
Dimensões
2

10 12 11
9
1 3 4 5
8
6 00E0039
2

10 12 11
9
3 4 5
1 8 00E0040
6

4 portas 2 portas 4 portas


Item
GLX-B GLS-B
1 Bitola dianteira 1.420 mm 1.465 mm
2 Largura total 1.695 mm 1.785 mm 1.775 mm
3 Distância do eixo dianteiro à frente 720 mm 720 mm
4 Distância entre eixos 2.725 mm 2.420 mm 2.725 mm
5 Distância do eixo traseiro à traseira 1.240 mm 1.015 mm 1.290 mm
6 Comprimento total 4.685 mm 4.155 mm 4.735 mm
*3
1.825 mm *2 1.910 mm
7 Altura total (sem carga) 1.895 mm *2
1.855 mm *3 1.880 mm
8 Bitola traseira 1.435 mm 1.480 mm
215 mm *3, 215 mm *1, *3
9 Altura livre do solo (com carga máxima)
225 mm *2 225 mm *3
10 Ângulo de ataque 40,5° 42,0°
11 Ângulo de saída 26,5° 38,0° 27,0°
12 Ângulo de rampa 23,5° 28,5° 24,5°
*1: Modelos 2800 *2: Modelos 3000 *3: Modelos 3500

248
Rendimento

Item 2800 3000 3500

*1 *1
160 km/h 180 km/h
Velocidade máxima 145 km/h
155 km/h *2 175 km/h *2

Inclinação máxima em subida (em 1ª) 70% (35°)


*3
Diâmetro máximo de curva (roda) 5,3 m / 5,9 m

*1: Modelos com transmissão manual *2: Modelos com transmissão automática
*3: 4 portas

Pesos
3000 3500 2800 3000 3500
Item
2p - GLS-B 2p - GLS-B 4p - GLX-B 4p - GLS-B 4p - GLS-B 4p - GLS-B

*2 *1
2.085 *1 1.955 2.035
Peso em ordem de marcha (kg) 1.770 1.845 1.920 *1 *2
2.090 *2 1.960 2.030

Peso bruto máximo do veículo (kg) 2.350 2.200 2.500 2.550 2.500 2.550

Peso máximo Dianteiro 1.150 kg


no eixo Traseiro 1.780 kg
Capacidade dos bancos em pessoas
5 7
(incluindo o mototorista)

*1
: Modelos com transmissão manual *2: Modelos com transmissão automática

249
Motor

Item 3000

Tipo 6 cilindros, 60° em V, arrefecido a água, 4 tempos, comando de válvulas no cabeçote

Modelo 6G72

Cilindrada 2.972 cc
Diâmetro do pistão 91,1 mm
Curso do pistão 76,0 mm
Razão de compressão 8,9 : 1

Seqüência de ignição 1-2-3-4-5-6

Item 2800 2800 INTER-COOLER TURBO 3500

Quatro cilindros em linha, Quatro cilindros em linha, arrefecido a Seis cilindros, 60° em V, arrefecido à
Tipo arrefecido a água, comando água, comando de válvulas no cabeçote, água, 4 tempos, duplo comando de
de válvulas no cabeçote com turbocompressor e Inter-Cooler válvulas

Modelo 4M40 4M40 INTER-COOLER TURBO 6G74

Cilindrada 2.835 cc 3.497 cc


Diâmetro do pistão 95.0 mm 93.0 mm
Curso do pistão 100.0 mm 85.8 mm
Razão de compressão 21.0 : 1 9.5 : 1

Seqüência de ignição - 1-2-3-4-5-6

250
Transmissão
TRANSMISSÃO MANUAL

Item 3000 3500


2800 INTER-COOLER
T/M T/A TURBO T/M T/A

Tipo Transmissão manual de 5 velocidades


1ª 3.918 2.826 3,952 3,952 2.804
2ª 2.261 1.493 2,238 2,238 1.531
3ª 1.395 1.000 1,398 1,398 1.000
Relação de transmissão
4ª 1.000 0.730 1,000 1,000 0.754
5ª 0.829 – 0,760 0,819 –
Marcha à ré 3.925 2.703 3,553 3,553 2.393

Alta 1,000
Relação de transmissão da transferência
Baixa 1,925 1,9

251
Sistema elétrico
Item 2800 3000 3500
Voltagem 12 v
Bateria Tipo 95D31R 55D23R
Capacidade do alternador 90A* 75A 90A
NGK BP5ES
Tipo de velas –
NIPPONDENSO W16EP

Pneus e rodas
Item GLX-B GLS-B
205 R16 140Q (S) 31 x 10,5R15 6PRLT ou 265/70R15 110H
Pneu Tamanho
ou 255/75 R15 265/70 R16 112H
Tamanho 16 x 5,50F, 15 x 7 JJ ou 16 x 6 JJ 15 x 7 JJ ou 16 x 7 JJ
Roda
Offset 33 mm 10 mm

Outras especificações
Item 3000, 3500 2800
Sistema de Controle de combustível Injeção controlada eletronicamente Injeção
combustível Bomba de combustível Tipo motor elétrico Tipo palhetas
Embreagem Disco seco simples, com mola diafragma e acionamento hidráulico
Sistema de direção Circulação contínua, de esferas, servoassistida*
Dianteira Tipo independente, com barra de torção
Suspensão
Traseira Eixo rígido, com molas semi-elípticas (helicoidais*¹)
Tipo Sistema de freio hidráulico de duplo circuito, servoassistido e freio antiblocante*
Freio de serviço Dianteiro Freios a disco ventilados
Traseiro Freio a tambor/Freio a disco *¹
Freio de estacionamento Atua mecanicamente sobre as rodas traseiras
*1 GLS-B ** GLX-B *GLX-B GLS-B T/A

252
Capacidades

Modelos 3500 Modelos 3000 Modelos 2800

4 7 1 7 1
2 2
7 4 1 2
9 8
9
3 3
3

73E0093
73E0059 73E0058

N° Item Quantidade Lubrificantes Recomendados

1 Fluido de freio
Conforme a necessidade Fluido de freio DOT4
2 Fluido de embreagem

Aditivo do líquido de arrefecimento


3 Líquido de arrefecimento do motor Todos os modelos 9,5 litros Long Life Coolant C470
(inclui 0,6 litro no tanque de reserva)

253
N° Item Quantidade Lubrificantes recomendados
Modelos 3000 7,5 litros
Fluido da transmissão
4
automática
Castrol TQM SP
Modelos 3500 8,5 litros

Modelos 3000 2,5 litros


Modelos com 4WD e Super Select
5 Óleo da transmissão manual Modelos 2800 e 3500 3,7 litros

Modelos com 4WD de tempo parcial 2,2 litros


Castrol TAF-X 75W/90
Modelos 3000 2,3 litros
Modelos com 4WD e Super Select
6 Óleo da transferência Modelos 2800 e 3500 2,5 litros
Modelos com 4WD de Tempo
2,5 litros
Parcial
Reservatório 4,3 litros

Modelos 3000, 3500 Filtro 0,3 litro

Resfriador 0,3 litro


7 Óleo do motor Consulte o Livrete de Bordo
Reservatório 5,5 litros

Modelos 2800 Filtro 1,0 litro

Resfriador 0,6 litro

254
N° Item Quantidade Lubrificantes recomendados
Diferencial dianteiro 1,2 litro
Tipo 1 1,8 litro Castrol Syntrax 75W/90
sem diferencial de Castrol SAF XB
Tipo 2 2,6 litros
deslizamento limitado
Óleo do
8 Diferencial Tipo 3 3,2 litros
diferencial
traseiro Tipo 1 1,8 litro
com diferencial de Castrol Syntrax LS 75W/90
Tipo 2 2,6 litros
deslizamento limitado Castrol SAF XB
Tipo 3 3,2 litros
Fluido de transmissão automática DEXRON II
9 Fluido da direção hidráulica 1,0 litro
ou Castrol TQ
Modelos
500 g
Ar condicionado 2800
10 Refrigerante R134a
simples Outros
600 g
modelos
Pára-brisa 3 litros
11 Água do lavador Vidro traseiro 1,4 litro –
Lavador do farol 3,7 litros

TIPO 1:Diferencial de tamanho normal [(modelos 3 portas: exceto para veículos com bloqueio de diferencial e modelos 3000 e 3500)
TIPO 2:Diferencial tamanho grande [(modelos 3 portas: veículos com bloqueio de diferencial e modelos 3000)
(modelos 5 portas: modelos 3000 e 2800 sem turboalimentador)]
TIPO 3:Diferencial tamanho grande [(modelos 3 portas: modelos 3500)
(modelos 5 portas: modelos 2800 com turboalimentador e modelos 3500)]

NOTA
Para facilitar a identificação, os pontos que exigem inspeção de rotina ou reabastecimentos, tais como óleo do motor, líquido de arrefecimento, fluido
da transmissão automática ou fluido de freio, estão marcados com cor branca (tampas dos reservatórios brancas).

255
A MITSUBISHI recomenda uso
exclusivo de lubrificantes Castrol
ESPECIALISTA EM
LUBRIFICANTES

• TQM-SP é o único produto aprovado pela


Sem turbo: Castrol GTX Magnatec ou Castrol RS MITSUBISHI para utilização no Brasil. A utilização de
Motor Gasolina outro produto pode causar danos à transmissão
Com turbo: Castrol RS
automática do veículo.

Motor Diesel Castrol Turbomax * Condições severas de uso


** Diferencial separado da transmissão

Transmissão automática Castrol TQM-SP Pontos de engraxamento: utilizar Castrol LM 2


Condições Severas de uso:
• Uso em áreas de muito pó, faixas litorâneas ou de
Transmissão manual Castrol TAF X água salgada;
• Uso em estradas sem cobertura asfáltica ou com
asfalto irregular e manutenção deficiente;
Convencional: Castrol Syntrax ou Castrol SAF XO
Diferencial** • Uso em condições de fora-de-estrada, terrenos
Autoblocante: Castrol SAF XLS ou Castrol SAF XJ montanhosos ou submersos;
• Uso prolongado em regime de marcha-lenta (mais
Rolamento de cubos de roda Castrol EPL 2 de 50% do tempo) – trânsito urbano intenso;
• Uso comercial (táxi, lotação, fretes em geral etc.);
• Uso em percursos de curta distância onde o motor
Caixa de transferência Castrol TAF X não tem tempo hábil para atingir sua temperatura
ideal de trabalho;
• Uso em velocidades iguais ou superiores a 120 km/
Castrol Disc Brake Fluid (DOT 4) ou h em mais de 50% do tempo de utilização;
Freio e embreagem
Castrol Super Disc Fluid (DOT5)* • Utilizar o veículo com reboque ou carga excessiva;
• Uso em regiões de temperaturas extremas – muito
Direção hidráulica Castrol Dexron-III Mercon frio ou muito calor (temperaturas abaixo de 0 °C e
acima de 30 °C).

Observação:
Intervalos de troca de lubrificantes e outras informações de serviço, conforme
Livrete de Bordo.
Índice alfabético

257
Abertura e fechamento do veículo .... 15 Cera .................................................. 186 Espelho retrovisor interno ................ 135
Acendedor de cigarros ..................... 166 Cintos de segurança* ......................... 54 Espelhos retrovisores externos com
Cinzeiros ........................................... 167 controle elétrico* ............................ 136
Alavanca do freio de
estacionamento .............................. 245 Combustível – abastecimento ............ 96 Espelhos retrovisores externos ....... 135
Alavanca dos faróis, redutor de Condução econômica ....................... 103 Estacionamento ................................ 129
intensidade de luz e indicadores Console central* ............................... 170 Estado das rodas ............................. 241
de direção ......................................... 84 Etiqueta de informação e
Controle elétrico dos vidros* .............. 23
Altímetro* ............................................ 72 assistência* ...................................... 66
Controle manual dos vidros* .............. 23
Amaciamento – recomendações ... 2, 94 Etiquetas auto-destrutíveis ................ 12
Correntes para pneus ...................... 243
Antena elétrica* ................................ 152 Extintor de incêndio .......................... 191
Couro* ............................................... 184
Antena manual de coluna* ............... 151
Cubos da roda livre* ......................... 118 Faróis ......................................... 84, 221
Apoio para cabeça ............................. 52
Curso livre do pedal da Ferramentas, macaco e triângulo
Remoção do apoio para cabeça ...... 53
embreagem* ................................... 244 de segurança .................................. 193
Aquecimento* ................................... 154
Curso livre do pedal do freio ............ 244 Fluido da direção hidráulica* ........... 239
Ar condicionado* .............................. 159
Fluido da embreagem ...................... 239
Descansa-braço* ............................... 40
Bancos e cintos de segurança .......... 35 Fluido da transmissão automática* .. 235
Diferencial de deslizamento
Bandeja ............................................. 170 limitado* .......................................... 133 Fluido de freio ................................... 238
Bateria .............................................. 236 Folga do volante ............................... 244
Dimensões ........................................ 248
Bloqueio do diferencial traseiro* ...... 120 Freio de estacionamento .................. 128
Direção e álcool .................................... 9
Bússola eletrônica* ............................ 74 Freios ................................................ 129
Direção econômica ............................. 97
Buzina ................................................. 90 Funcionamento das luzes internas
Direção hidráulica* ........................... 134
e externas ....................................... 243
Calota central ................................... 207 Durante o inverno ............................. 186
Funcionamento dos medidores,
Capacidades ..................................... 253 indicadores e luzes indicadoras
Emissões ............................................ 14
e de advertência ............................. 243
Capô ................................................... 20 Espelho de cortesia* ........................ 166

258
Funcionamento em condições Interruptor do lavador dos faróis* ...... 85 Luzes de controle e indicadoras ........ 79
adversas ......................................... 192 Interruptor do limpador e lavador do Luzes de leitura* ................................. 91
Fusíveis ............................................ 216 pára-brisa ......................................... 86
Interruptor do limpador e lavador do Manuseio de fitas ............................ 151
Gravação nos vidros .......................... 13 vidro traseiro* ................................... 87 Manutenção ...................................... 231
Guincho mecânico* .......................... 173 Interruptor do motor da antena* ....... 152 Medidor e indicador / funcionamento das
Introdução ............................................. 1 luzes de advertência ...................... 231
Hodômetro/hodômetro parcial ........... 69
Modificações / Alterações nos
Ignição/Partida ................................... 98 Janela deslizante* ............................. 25 sistemas elétrico e de combustível ... 8
Motor ................................................. 250
Inclinômetro* ....................................... 71 Lampejador do farol ........................... 84
Indicador de combustível ................... 70 Lavador do pára-brisa ........................ 87 Nível de Ruído ................................... 14
Indicador de temperatura do Lavador do vidro traseiro ................... 87 Número do chassi – VIN .................... 10
líquido de arrefecimento .................. 70
Lavagem ........................................... 185 Número do motor ................................ 10
Informações gerais ............................... 8
Limpador do pára-brisa ...................... 86
Injeção eletrônica ............................. 100 Óleo do motor .................................. 232
Limpador do vidro traseiro ................. 87
Instalação de acessórios ..................... 8 Outras especificações ...................... 252
Limpeza externa do veículo ............. 184
Instruções de segurança para o
Limpeza interna do veículo .............. 185 Painel de instrumentos ...................... 68
manuseio de óleo do motor ............... 9
Líquido de arrefecimento do motor .. 235 Palhetas do limpador do pára-brisa . 245
Instrumentos ....................................... 67
Líquido do lavador do pára-brisa ..... 240 Para uma condução confortável ...... 143
Instrumentos e Controles –
Vista Geral .......................................... 4 Lubrificação das dobradiças e Pára-sol ............................................ 165
fechaduras ...................................... 245
Interruptor da buzina .......................... 90 Partida de emergência ..................... 213
Lâmpada de inspeção* .................... 171
Interruptor das luzes de advertência . 88 Partida do motor ................................. 99
Luz do compartimento de bagagem* . 91
Interruptor do desembaçador do Partida e condução do veículo .......... 93
vidro traseiro* ................................... 89 Luz interna .......................................... 91
Peças Originais .................................... 8
Interruptor do farol de neblina * ......... 90 Luzes das portas* ............................. 228
Pesos ................................................ 249
259
Pintura danificada ............................. 187 Segurança para crianças ................... 57 Transmissão manual ........................ 102
Plaqueta de identificação do veículo . 11 Segurança para gestantes ................. 59 Transmissão ..................................... 251
Pneus e rodas .................................. 252 Sistema “airbag” ................................. 63 Travamento central das portas* ......... 19
Polimento .......................................... 187 Sistema de abertura sem a chave* .... 18 Troca de pneu .................................. 204
Porta-copos* ..................................... 170 Sistema de controle para manutenção
de velocidade constante em rodovias Uso correto da tração nas quatro
Porta-luvas ....................................... 169
(cruise control)* .............................. 136 rodas ............................................... 125
Porta-objetos .................................... 169
Sistema de freios antiblocantes
Portas ................................................. 15 Vazamentos de combustível, líquido
(ABS)* ............................................. 130
Segurança para crianças nas de arrefecimento do motor, óleo e
portas traseiras ................................ 18 Sistema de segurança suplementar gases do escapamento .................. 243
Sistema de abertura sem a chave* . 18 (SRS)* .............................................. 61
Velocímetro ......................................... 69
Pressão dos pneus ........................... 241 Sistema elétrico ................................ 252
Ventilação ......................................... 152
Situações de emergência ................. 191
Rádio AM/FM com sintonia eletrônica Soquete para acessórios ................. 143
e toca-fitas estéreo* ....................... 144
Superaquecimento do motor ............ 191
Reboque ........................................... 208
Superaquecimento do motor ............ 210
Relógio digital* ................................. 168
Reostato (controle de iluminação no Tacômetro* ......................................... 69
painel de instrumentos)* .................. 90 Tampa traseira ................................... 21
Revestimentos .................................. 184 Técnicas para uma direção segura ..... 9
Roda sobressalente ......................... 201 Terceiro banco (bancos voltados para a
Rodízio de pneus ............................. 242 frente)* .............................................. 44
Termômetro* ....................................... 70
Sangria de ar do sistema de
Teto solar elétrico* ............................. 28
combustível (somente veículos a
Diesel) ............................................ 211 Tomada para acessórios .................. 168
Segundo banco .................................. 42 Transmissão automática .................. 105

260
Informações para postos de serviço

Modelos 3 portas Modelos 3000, 3500 75 litros

Combustível Capacidade

Modelos 5 portas 92 litros

Classificação API "Para SERVICE


Veículos à gasolina
SE" ou superior
Classificação API "Para SERVICE
sem turbo
CC" ou superior
Óleo do motor Veículos a diesel
Classificação API "Para SERVICE
com tubro
CD" ou superior

Para saber a viscosidade, consulte o Livrete de Bordo

Pressão dos pneus Consulte o item "Pressão dos pneus", no capítulo "Manutenção do veículo".

261
MITSUBISHI Motors Corporation
Impresso no Brasil / Printed in Brazil
4ª edição – 01/98 / Fourth edition – 01/98
AV-009800

Não é permitida a impressão, reprodução ou tradução deste Manual, total ou parcialmente, sem a autorização por escrito da
MMC Automotores do Brasil Ltda. Todos os direitos reservados, nos termos da lei.
A MMC Automotores do Brasil Ltda., importadora e fabricante dos veículos Mitsubishi, reafirma
seu compromisso de respeito ao meio ambiente. Para preservar os recursos naturais, a MMC
transforma os resíduos industriais gerados em sua fábrica em matéria-prima reutilizável, o que
permite a impressão total deste manual em papel reciclado.
O respeito ao meio ambiente em sua fábrica de Catalão, em Goiás, fez a MMC Automotores do
Brasil Ltda. receber o “1º Prêmio de Gestão Ambiental do Estado de Goiás”.

BEST SERVICE Genuine Quality


Quality Service for Top Performance Top Quality for Top Performance