Você está na página 1de 12

GRD – GERENCIAMENTO DE

ROTINA DIÁRIA: SAIBA O QUE É


E C O M O FA Z Ê - L A

O que é GRD – Gerenciamento de Rotina


Diária?
O GRD – Gerenciamento de Rotina Diária é uma metodologia utilizada para gestão da

qualidade, que auxilia os funcionários a focarem naquilo que deve ser de fato realizado.

Também auxilia a manter e potencializar os resultados cotidianos por meio da gestão de

qualidade e melhoria contínua.

Como ele funciona?


Ela é uma metodologia amparada em conceitos de gestão e engenharia de produção,

com foco em eficiência organizacional. O GRD se ancora nos seguintes pilares:

 melhora contínua dos processos;


 foco nos resultados;
 padronização do trabalho realizado na clínica;
 tratamento de possíveis anomalias que estejam ocorrendo no ambiente.
Sua ideia é a rápida identificação de problemas e proposta de soluções

imediatas.Também se propõe a encontrar as questões crônicas que demandarão maior


estudo, além de esforços para sua resolução.
O GRD faz parte de uma prática de Gerenciamento da Qualidade Total, um método

extremamente importante no mercado e essencial na área da saúde.

Como aplicar este conceito na empresa?


É preciso, antes de qualquer coisa, que os gestores da clínica tenham consciência de

quais são os objetivos e prioridades no momento, já que a ideia é voltar às atividades

diárias para esse fim, otimizando os processos organizacionais com essa finalidade.

Assim, por meio de uma consultoria especializada para implementação da metodologia,

serão levantados os principais pontos de funcionamento da clínica para estabelecer

indicadores de qualidade, custo, entrega e segurança para serem mensurados a longo


prazo.

Também, por meio dessa avaliação, encontram-se possíveis anomalias e torna-se

possível resolvê-las, evitando perdas maiores.

Posteriormente são definidos os padrões a serem aplicados, a fim de otimizar a rotina

diária. Deve-se padronizar processos de áreas como:

 atendimento ao cliente;
 manutenção;
 financeiro;
 marketing;
 administração de materiais;
 recursos humanos, entre outros.
Após essa etapa, realizada por meio da elaboração de fluxogramas de processos e

procedimentos operacionais padrão a serem aplicados, deve-se preparar o treinamento

dos colaboradores para realizarem suas atividades segundo o proposto anteriormente.

Deve-se também propor KPI’s para mensuração posterior, a fim de monitorar e

identificar se os processos foram otimizados e, caso contrário, propor novas mudanças,

dentro de uma proposta de melhoria contínua dos processos.


O GRD pode ser complementado com ferramentas como o 5S, que auxilia a

potencializar os resultados obtidos.

Quais os benefícios para a gestão e a


produtividade da empresa?
A implementação do GRD no ambiente hospitalar ou em clínicas médicas traz uma

série de benefícios para uma melhor gestão, tais como:


 padronização dos trabalhos realizados, uniformizando processos;
 eliminação de retrabalho e redundância de tarefas, principalmente
administrativas;
 melhor gerenciamento de tempo;
 dimensionamento do número de pessoas necessárias para determinadas
funções;
 identificação de interfaces entre diversas áreas;
 possibilidade de elaborar planos de ação de melhoria contínua,
permitindo uma potencialização da qualidade do trabalho;
 melhoria da satisfação do cliente;
 identificação rápida de problemas no ambiente hospitalar e resolução
agilizada, entre outros.
Por meio da aplicação de metodologias como o GRD – Gerenciamento de Rotinas

Diárias no ambiente hospitalar, é possível prover uma melhor gestão e obter resultados

mais eficientes no dia a dia.

Um outro ponto que deve ser melhorado para garantir maior fluidez no trabalho e,

consequentemente, prestar um melhor serviço ao paciente, é verificar como otimizar o

tempo de atendimento. Leia nosso artigo sobre o assunto e tire suas dúvidas.

C U LT U R A D O F E E D B A C K :
E N T E N D A O Q U E É E O I M PA C T O
PA R A O S C O L A B O R A D O R E S
Qual a importância de desenvolver a cultura do
feedback?
A cultura do feedback é uma prática que, se implementada sabiamente, pode
trazer inúmeros benefícios para uma empresa. Afinal, quanto mais a
comunicação for de qualidade, maiores serão as chances de acertar os
processos.

Confira, a seguir, alguns benefícios — em termos de produtividade de


funcionários e de desempenho da empresa — para entender melhor a
importância de se desenvolver a cultura do feedback!

Transformação do clima organizacional

Com uma comunicação fluída e direta entre colaboradores e gestores, o clima


organizacional tende a se transformar naturalmente. A partir disso, o ambiente
de trabalho se torna mais ameno e agradável, melhorando a rotina de toda a
equipe.

Atualmente, com a sociedade em completa agitação, muitos profissionais já


consideram o clima organizacional tão importante quanto o salário pago pelas
empresas, na hora de fazer as suas escolhas.

Melhoria da motivação e da produtividade dos


profissionais

Falando em critério de avaliação, a cultura do feedback pode ser o fator


determinante para aumentar o engajamento e o estímulo dos colaboradores.
Afinal, todos nós, em algum momento da vida profissional, já nos sentimos
frustrados por não podermos expressar nossas opiniões no ambiente de
trabalho.
É nesse ponto que o feedback faz toda a diferença: a filosofia da comunicação
bilateral ajuda a valorizar a presença dos funcionários na organização, tendo
em vista que apresenta um cenário de igualdade que é capaz de respeitar as
hierarquias.

Esse fator não é importante apenas em termos de retenção de talentos, pois


também serve como um impulsionador de produtividade. Afinal, todo
profissional é um ser humano e, como tal, sofre influências negativas e
positivas das situações que o rodeia.

Aumento da lucratividade da empresa

Se o ambiente de trabalho é propício para a realização das atividades e os


funcionários se mostram cada vez mais motivados, a probabilidade de um
aumento de lucros em médio/longo prazo é alta. Somado a isso, existe uma
cultura comunicacional direcionada para o melhoramento contínuo do
negócio, fazendo com que ele se sobressaia positivamente — mesmo nos
cenários adversos do mercado.
O que é preciso para desenvolver a cultura do
feedback?
Agora que você já sabe o quanto a cultura do feedback pode ser
transformadora, confira, abaixo, como desenvolvê-la na sua empresa!

Aplique treinamentos de equipe

Treinamentos, por si só, já são importantes em vários aspectos. Porém, aqui,


você não deve focar apenas no desenvolvimento operacional e técnico, mas
também nas relações pessoais e no fortalecimento da inteligência emocional.

Aprimore a cultura do feedback dos gestores


A verdade é que, na maioria das vezes, os gestores não apresentam
dificuldades em expressar suas opiniões referentes aos seus liderados. O
entrave surge justamente quando o inverso precisa acontecer.

Por isso, para desenvolver a cultura do feedback, é necessário trabalhar o


conceito junto aos gestores. Assim, é fundamental que todos entendam a
importância da prática e, principalmente, que uma comunicação saudável não
deve ser realizada de forma unilateral.

Como você pôde perceber, a cultura do feedback é, sem dúvidas, uma das
maneiras mais inteligentes de se melhorar o ambiente de trabalho de uma
empresa. Portanto, aplicá-la pode ser a chave para uma significativa mudança
no seu negócio. Então, analise as informações apresentadas e garanta que a
comunicação seja cada vez mais útil e saudável no seu empreendimento!

O artigo foi útil para você? Então, aproveite para compartilhar essas
informações com seus contatos por meio das suas redes sociais e ajude a
disseminar esse conhecimento!

Qual a importância de um planejamento


estratégico?
O planejamento estratégico é fundamental, independentemente do segmento em que

o negócio esteja inserido. Isso porque, todos eles possuem o intuito não só de crescer ,

mas também de se manterem sustentáveis e com qualidade.

É para cumprir esse objetivo que a elaboração do planejamento estratégico se

torna importante em todas as empresas. Ele é uma técnica gerencial que permite

estabelecer a direção a ser seguida pela Organização visando maior grau de interação
com o ambiente. Ele conterá informações importantes sobre o mercado, situação atual
do seu segmento, principais metas e objetivos a curto, médio e longo prazos, estratégias

para alcançá-las, contenções de crise, entre outras.

O crescimento desordenado permite aumento rentável nos lucros, mas pode prejudicar a

longo prazo a saúde financeira do negócio.

Quer ver um exemplo prático? Suponhamos que em pouco tempo de abertura exista

um aumento considerável na procura pelos atendimentos em sua clínica. Contudo, não

há agenda suficiente para comportar esses atendimentos e, na tentativa de comportá-los,

realizam-se encaixes em excesso.

O resultado são consultas corridas, que podem diminuir a percepção do cliente acerca da
qualidade do serviço prestado. No planejamento estratégico pode-se prever e prevenir

esse tipo de problema a partir das seguintes soluções:

 contratação de outro profissional da mesma especialidade que absorverá esses


outros pacientes;
 limitar o número de encaixes, de forma a evitar esse tipo de conduta;
 abrir a agenda periodicamente (por exemplo, de três em três meses).

Isso tudo pode estar previsto no planejamento estratégico, de forma a evitar saídas

conturbadas para os problemas surgidos.

Quais as principais dificuldades encontradas


nesse processo?
Mesmo com a elaboração do planejamento estratégico, há quem encontre dificuldades

em implementá-lo. Estão entre as principais delas:

 dar o primeiro passo de fato para a ação, deixando de realizar atitudes


desordenadas e não previstas no documento;
 alinhamento da equipe toda com o que foi definido previamente no
planejamento;
 contar com ferramentas de integração das pessoas envolvidas no trabalho na
clínica;
 manter o monitoramento constante das métricas definidas para saber se o
planejado está sendo eficiente.

Como implantar um planejamento estratégico?


Mas, então, como evitar problemas e implantar um planejamento estratégico em sua

clínica de forma eficiente? O que você pode fazer para diminuir as chances de erro e

problemas?

Veja algumas dicas importantes:

Tenha reuniões de alinhamento

Um dos grandes problemas é a falta de alinhamento da equipe com o proposto no

planejamento estratégico. Para evitar esse tipo de problema, é essencial realizar reuniões

de alinhamento.

Elas devem ocorrer ao propor o planejamento, após a avaliação e, caso seja necessário,

depois de readequação do proposto.

Faça reavaliação constante do proposto

Inclua no seu cronograma um prazo para reavaliação do planejamento estratégico.

Algumas definições podem não ter surtido o resultado esperado, bem como outras

podem ter se destacado consideravelmente.

Por isso, é essencial que você escolha um período para avaliação dos resultados. O ideal

é que ocorra entre seis meses e um ano.

Contrate uma consultoria


Caso você não tenha muita experiência, pode ser imprescindível a contratação de

uma consultoria para auxiliar tanto na elaboração quanto na implementação das

estratégias definidas.

Além disso, a consultoria auxilia a partir do uso de uma metodologia eficiente e

fornecendo meios de realizar análises de dados precisas para que possa avaliar o sucesso

do plano estabelecido.

Agora, que você sabe como implantar um planejamento estratégico e entende a

importância de uma consultoria nesse processo, entre em contato com a Ação

Consultoria, conheça as nossas soluções e tire as suas dúvidas sobre esse assunto!
4

4 D I C A S P R Á T I C A S PA R A
MELHORAR A PRODUTIVIDADE
DA EMPRESA

Como aumentar a produtividade da empresa


1. Definir metas e objetivos para cada setor

A simbologia de que a empresa é um ser vivo e os setores são os seus sistemas


mais importantes é perfeita para demonstrar o quanto o trabalho coletivo é
imperativo no mundo corporativo. Porém, ainda que trabalhem com um
objetivo geral, cada departamento deve ter atividades e metas próprias. Afinal,
se não obtiverem sucesso individualmente, não conseguirão ajudar o negócio
de maneira geral.
Nesse sentido, é essencial que você, como gestor, defina metas para cada
setor. Além de ser uma forma de direcionar corretamente o esforço das
equipes, também ajuda na concentração e no engajamento. Utilize o método
SMART para estabelecer as metas. É uma forma inteligente de trabalhar a
estratégia. Cada letra da palavra (em inglês) significa uma característica:
 S — específicas (specific): as metas devem ser definidas de maneira
precisa;
 M — mensuráveis (measurable): medidas e analisadas em termos de
valores ou volumes;
 A — atingíveis (attainable): devem ser alcançáveis para todos;
 R — realistas (realistic): sempre dentro da realidade da empresa;
 T— temporizáveis (time-bound): prazos e períodos definidos.
2. Melhore a comunicação interna

O segredo do sucesso de muitas empresas está justamente na fluidez da


comunicação interna de cada uma. Infelizmente, ainda existem gestores que
não são abertos ao diálogo com seus liderados, impedindo que boas opiniões e
sugestões sejam trazidas à tona.

Mas o fator psicológico impacta diretamente no rendimento de uma pessoa.


Ou seja, se um profissional é impedido de expor suas ideias abertamente,
dificilmente se sentirá satisfeito ou motivado a entregar um trabalho acima da
média. Mesmo a definição de ótimas metas e objetivos não será suficiente
para alcançar bons resultados, se não houver facilidade para que os
colaboradores tirem dúvidas sobre algumas questões.

Então, adote uma gestão mais aberta na empresa e implemente a cultura do


feedback bilateral, com todos os profissionais sugerindo ideias e melhorias
para a rotina de trabalho. Além disso, crie canais de comunicação para aqueles
que não tenham destreza em se expressar possam ser escutados também. Você
pode abrir espaço em:
 murais;
 e-mails;
 grupos de aplicativos.

3. Otimize e automatize processos

Como explicado no tópico anterior, por melhor que seja o profissional, ele
pode cometer seguidas falhas se estiver em um “dia ruim”. Afinal, o nosso
desempenho é afetado diretamente por questões externas. Em uma
automatização de processos esse tipo de situação não acontece. Automatizar
significa adotar ferramentas tecnológicas para realizar tarefas que antes eram
feitas por outros colaboradores.

O objetivo é otimizar a rotina e diminuir as taxas de erros. Além disso, a


automação ajuda a diminuir o custo com retrabalhos e todas as consequências
providas de uma ação mal executada. Logicamente, para implementar os
softwares, é necessário um investimento inicial. Mas os benefícios em médio
e longo prazo são completamente satisfatórios para o negócio.

4. Invista em treinamentos e capacitação

Nenhum profissional pode entregar um serviço além da sua capacidade. O


aumento de produtividade da empresa e da qualidade não acontecerá se
houver uma limitação de conhecimento. Por isso, para garantir um trabalho
acima na média na sua empresa, é vital investir em sessões de treinamento e
aperfeiçoamento para funcionários. Afinal, cada vez mais são lançadas novas
tecnologias e tendências no mundo corporativo. Preparar e atualizar os
profissionais significa uma grande vantagem competitiva para a sua marca.
Enfim, essas foram algumas dicas essenciais de como aumentar a
produtividade nas empresas. Todas as sugestões apresentadas são praticáveis e
estão ao alcance de qualquer negócio, independentemente do tamanho
(pequeno, médio ou grande). Então, analise as informações e comece já a
aumentar o faturamento do seu empreendimento.
Não deixe de assinar a nossa newsletter para não nenhuma de nossas
novidades!