Você está na página 1de 7

NOVA A CRÓPOLE - ESCOLA DE FILOSOFIA À MANEIRA CLÁSSICA

www.acropole.org.br - www.acropolis.org - www.youtube.com/novaacropole

TÉCNICAS DE ESTUDO:

Técnica que permite contato inteligente com o mundo: sensível, atento, concentrado.
Objetivos: agilidade mental; capacidade de leitura ativa; desenvolvimento de percepção entre
idéias e suas relações; capacidade de análise e de síntese; facilidade de leitura, de memória e de
expressão.
Maneira de estudar influencia se gostaremos ou não de assunto.
Método de estudo é útil para todas as demais atividades da vida.
Eficiência= inteligência + esforço + técnica. Muitos têm habilidade mental e tempo, e fracassam por
falta de técnica.

Condições para o estudo:


Pessoais: físicas, mentais (concentração, organização, postura ativa, motivação interna,
repetição).
Ambientais (espaço) e temporais (hábito: o que eu levaria para as férias?).

Criação de planejamento: considerar tempo, dificuldade, volume. Perceber momento mais


produtivo. Uma hora em cada matéria, com 15 min. de descanso. Usar esquema SCS
(simples/complexo/simples). Buscar variar as matérias. Avaliar resultados a cada etapa. Não usar a
palavra “difícil”.

Como ler?
Cada parágrafo: uma idéia (regra). Estilo direto, indireto e intermediário. Descobrir a idéia principal,
as contextuais e as de apoio (reiterativas, de contraste, exemplificativas, argumentativas).
Sublinhar apenas as palavras que indicam a ideia principal.
Nota de margem: idéia principal sintética, com suas palavras.
Resumo (textual ou esquemático): síntese das idéias principais do texto. Exploração, perguntas,
leitura com sublinhado e notas e depois resumo. De 10 a 20% do texto.
Resumo gráfico: colocação das ideias do resumo esquemático num mapa gráfico.

Mandamentos do resumo:
1. Não usarás três palavras se podes usar duas;
2. Não deixarás de dar o recado;
3. Não conservarás as palavras, e sim as idéias;
4. Não amontoarás as ideias sem continuidade.

Bom hábito: tomar notas em aulas recebidas (é o que fica). Reler e melhorar as anotações logo
após a aula. Anotar em um só lado da folha, preferência para folhas móveis. Desenvolver símbolos
para abreviaturas e destaques. Aquilo que não se entende, deixar espaço em branco.

Método Robinson (EPL2R):


Explorar: título, subtítulo, introdução, índice (intenção do autor e esquema da obra);
Perguntar: exigir que o autor nos dê provas do que está afirmando. Transformar títulos e subtítulos
em perguntas. Ex: por que o mundo moderno está em decadência? Quem tem uma pergunta, tem
um objetivo. Geração de linha mestra (o que eu penso).
Leitura com sublinhado, nota de margem, síntese textual ou esquemática.
NOVA A CRÓPOLE - ESCOLA DE FILOSOFIA À MANEIRA CLÁSSICA
www.acropole.org.br - www.acropolis.org - www.youtube.com/novaacropole
Recitação: fecho o livro e conto a história para mim mesmo. Percebo “vazios” de má
compreensão.
Repasse: várias vezes. Bom momento para estudar em grupo.

Exemplo de exploração:
Leio título, na capa

Leio a “orelha” do livro

Leio a introdução do livro

Leio índice ou sumário do livro (o que será abordado)

Em seguida... Perguntas e linha mestra (minha resposta):


Exemplo de títulos, perguntas e linha mestra:

Título: “As mentiras que os homens contam”

Perguntas: todos os homens são mentirosos? Os homens mentem para enganar ou para fugir da
realidade? Eles sempre sabem que estão mentindo, ou mentem até para si mesmos?

Linha mestra (minha resposta): eu acho que os homens mentem porque se sentem infelizes e
tentam disfarçar suas amarguras com fantasias.

Agora... Vamos ao livro, para ver se o autor concorda comigo, se vai além do que eu acho (me
ensina alguma coisa) ou não. Leitura vira diálogo com o autor.
NOVA A CRÓPOLE - ESCOLA DE FILOSOFIA À MANEIRA CLÁSSICA
www.acropole.org.br - www.acropolis.org - www.youtube.com/novaacropole
TÉCNICAS DE ESTUDO – TESTE INICIAL:

SIM NÃO ÀS VEZES


1. Tem local fixo para estudar?
2. Estuda num lugar sem ruídos (TV, rádio...)?
3. Limpa o local de estudo de qualquer coisa que
distraia (revista, jornal etc)?
4. Estuda com boa luz?
5. O local em que estuda é bem ventilado?
6. Quando começa a estudar, separa tudo que vai
necessitar (dicionários, livros etc) para não ter
que parar para buscar, depois?
7. Reserva algum tempinho todos os dias para o
estudo?
8. Divide o tempo pelas matérias que tem que
estudar?
9. Estuda por, no mínimo, 5 horas semanais (além
das aulas que assiste)?
10. Anota as aulas e os exercícios que deve fazer?
11. Pergunta quando não entende alguma coisa?
12. Faz algum planejamento dos estudos e procura
seguir?
13. Quando planeja seu estudo, inclui alguns
minutos de descanso?
14. Ao ler uma página de um livro ou artigo de
jornal, entende o conteúdo na primeira leitura?
15. Quando estuda, mantém a atenção durante todo
o texto?
16. Utiliza dicionários e livros de consulta quando
não entende alguma coisa?
17. Enquanto estuda, anota as palavras difíceis, o
que não entendeu ou o que mais chamou a
atenção?
18. Relê as anotações de aula e pega com um
colega aquilo que perdeu?
19. Sublinha as palavras importantes?
20. Faz uma primeira leitura básica (índice, prefácio)
antes de começar a leitura de um livro?
21. Tem facilidade para encontrar as ideias
principais de uma matéria?
22. Quando estuda, faz resumos?
23. Relê de tempos em tempos aquilo que já foi
estudado?
24. Pede ajuda quando tem dificuldades nos
estudos?
25. Estuda concentrado, sem muita dispersão?
26. Quando senta para estudar, começa
NOVA A CRÓPOLE - ESCOLA DE FILOSOFIA À MANEIRA CLÁSSICA
www.acropole.org.br - www.acropolis.org - www.youtube.com/novaacropole

imediatamente?
27. Sabe dizer as ideais principais de uma aula que
acabou de ter?
28. Costuma conseguir cumprir tudo o que planejou
estudar para aquele dia?
29. Ao resumir uma matéria, usa suas palavras?
30. Procura se lembrar do que está aprendendo, no
dia a dia?
31. Esforça-se para gostar do que precisa
aprender?
32. Nunca diz, de uma matéria que precisa
aprender: isso é ruim, isso é difícil, isso é chato,
eu não dou conta...
33. Nunca deixa as coisas mais difíceis para o final?
34. Relê um texto (prova, trabalho...) depois que
termina?
35. Quando tem prova, sempre dorme pelo menos
seis horas?
36. Quando tem prova, não toma bebidas alcoólicas
na véspera e não se alimenta de nada pesado
no mesmo dia?
37. Geralmente estuda sozinho, sem colegas?
38. Não fica levantando e se movimentando à toa
quando senta para estudar?
39. Sempre que tem prova, consegue não ficar
muito nervoso?
40. Consegue sempre nãoperder tempo à toa antes
das provas?
Exemplo de planejamento:

Áreas/dias Química Português História Física Matemática Total diário

domingo

segunda

terça

quarta

quinta

sexta

sábado

Total
semanal
NOVA A CRÓPOLE - ESCOLA DE FILOSOFIA À MANEIRA CLÁSSICA
www.acropole.org.br - www.acropolis.org - www.youtube.com/novaacropole

Exercício 1: identificação de ideias principal e secundárias ou de apoio, num texto:

Meu amor, quero falar contigo sobre algo importante para nós dois. Depois de convivermos
por todos estes anos, percebi que és uma pessoa especial para mim; teus valores, princípios e
ideais são uma constante motivação para minha vida.Estou apaixonado por ti, e quero te pedir para
construirmos juntos uma família.

Exercício 2:

Em relação ao texto abaixo, fazer:

1. Leitura com sublinhado das ideias principais;

2. Nota de margem;

3. Resumo em tópicos (esquemático).

Mudar? só aprendendo a gostar!

Em toda escola que passamos, sempre há aquele aluno “zero à esquerda”. Os professores
têm dor de cabeça só em ouvir o nome dele, a diretora já ligou até para a avó do garoto e seu
boletim é reconhecido de longe pelas notas vermelhas.
Assim era Eugênio, que, como diziam os colegas, de gênio só tinha o nome.
O que nem os colegas, professores, pais ou diretores sabiam, é que Eugênio, de tanto ouvir
que seu caso não tinha mais solução, já desistira de tentar mudar: “- Como posso mudar, se
ninguém, nem eu mesmo, acredito mais que eu consiga?” – pensava ele, desconsolado.
Aconteceu que, certo dia, entrou um novo professor de história na escola. E, pela primeira
vez, Eugênio começou a se interessar pela matéria, pois o professor explicava tão bem que, em
sua aula, não se ouvia um pio de conversa.
Certa manhã, enquanto o professor falava sobre alguns filósofos importantes da história,
escreveu uma frase no quadro que chamou a atenção de Eugênio: “A vontade humana não tem
fronteiras”:
- Aquilo que o senhor escreveu no quadro é verdade mesmo ou só uma frase de efeito?-
perguntou Eugênio.
- Sim, é verdade. A vontade é a arma mais poderosa que o ser humano tem- diz o
professor.
- Quer dizer que podemos ser o que quisermos, basta querer?-
- Bom, querer de verdade é o primeiro passo.
- Desculpe professor, mas não acredito nisso.
- Por que não?- pergunta o professor, curioso.
- Porque a coisa que eu mais quero é me tornar um bom aluno, mudar de verdade. Mas, até
hoje, nunca consegui nada!
O professor pára, pensa um pouco e depois pergunta:
- você gosta de estudar, de aprender coisas novas ou de assistir as aulas, Eugênio?
NOVA A CRÓPOLE - ESCOLA DE FILOSOFIA À MANEIRA CLÁSSICA
www.acropole.org.br - www.acropolis.org - www.youtube.com/novaacropole
- Ih, professor... sinceramente? não gosto nem um pouco. Mas o que isto tem a ver com a
história? Eu não preciso gostar de estudar pra tirar notas boas... é só decorar o que vai cair na
prova, ué!
- É aí que você se engana. Um bom aluno de verdade gosta de estudar e de aprender.
Decorar, qualquer um consegue... assim como colar na prova.
- Mas... então esse negócio não é pra mim mesmo. Eu nunca gostei de estudar.
- Você pode aprender, se quiser!
- Aprender a gostar, professor? como é isso? – perguntou Eugênio, espantado.
- Bom, primeiro, quero que você pense nas coisas de que gostava há dez anos. São as
mesmas coisas que gosta hoje?
- Claro que não.
- Pois é! Isso mostra como nossos gostos mudam. E nem demora tanto quanto dez anos.
Se os nossos gostos vivem mudando tanto, você não acha que também pode controlá-los para que
possamos gostar daquilo que é bom pra gente, como estudar?
- Huumm, sabe que eu nunca tinha pensado nisso, professor?
- Então tente! Se realmente quiser se tornar um bom aluno, sei que vai conseguir. Eu
acredito que você pode.
Eugênio ficou surpreso. Era a primeira vez em que alguém falava que acreditava nele.
Nesse momento, algo novo começou a nascer dentro dele. Um misto de entusiasmo, coragem,
força de vontade e confiança. Algo que ele nunca havia sentido antes, mas que reconheceu na
hora como sendo a força da vontade.
A partir desse dia, Eugênio começava a mudar pouco a pouco. Começou a prestar atenção
em todas as aulas e estudar diariamente. Fazia todas as tarefas de casa e tirava todas as dúvidas
com os professores. Seus colegas já começavam a lhe pedir ajuda para estudar.
E até fisicamente Eugênio mudou. Já não andava mais com as roupas desleixadas de
sempre, e estava com uma postura firme e autoconfiante.
Até que ao final do ano, o inesperado aconteceu. Eugênio conseguiu nota 10 em todas as
matérias do quarto bimestre, conseguindo o prêmio de melhor aluno.
Nunca alguém se sentira tão feliz quanto Eugênio. Porém, o aluno ainda não havia
esquecido seu professor, a quem abraçou emocionado e disse:
- Muito obrigado, professor. O senhor me ensinou muito mais do imagina, e essa lição eu
não vou esquecer nunca!

Extraído do livro “Histórias para Despertar”, de Isabella Arruda.

Exercício 3: fazer a recitação do Método Robinson.

Texto original: 56 linhas. Resumo: no máximo 11 linhas.

Resumo por tópicos:

- Toda escola: maus alunos; Eugênio era um.

- Ninguém acreditava nele (nem ele).

- Novo professor de História: Eugênio gosta da aula.

- Frase no quadro: vontade ilimitada. Eugênio: quero mudar e não consigo.


NOVA A CRÓPOLE - ESCOLA DE FILOSOFIA À MANEIRA CLÁSSICA
www.acropole.org.br - www.acropolis.org - www.youtube.com/novaacropole

- Professor: gosta de estudar? Eugênio: não, mas não precisa, é só decorar.

- Professor: precisa sim, e você pode aprender a gostar.

- Surpresa de Eugênio, e mudanças: atento às aulas, estudo diário, tarefas de casa


feitas,perguntas aos professores, ajuda aos colegas, nova postura: mais arrumado e confiante.

- final do ano: nota 10 em todas as matérias. Gratidão ao professor pela lição de vida.

Resumo textual:

Toda escola tem maus alunos, e Eugênio era um deles. Ninguém, nem ele, acreditava que
ele podia mudar. Um dia, Eugênio começou a gostar das aulas de um novo professor de História. O
professor escreveu uma frase no quadro dizendo que a vontade é ilimitada, e Eugênio perguntou
se aquilo era verdade e se ele poderia se tornar um bom aluno, se quisesse, e o professor disse
que sim. Eugênio disse que não acreditava, pois já tentara, e o professor perguntou se ele gostava
de estudar. Eugênio disse que não gostava e que não precisava gostar, mas só decorar. O
professor disse que precisava sim, e que ele poderia aprender a gostar, o que surpreendeu
Eugênio. Então, ele começa a prestar atenção na aula, estudar diariamente, fazer tarefa de casa,
tirar dúvidas com professor e ajudar seus colegas. Muda até a forma de vestir e a postura, e tira 10
em todas as matérias, no final do ano. Agradece ao professor pela lição, que nunca esqueceria.

Resumo gráfico:

Ninguém
apostava nele
Novo professor:
(nem ele)
Mau interesse nas
Frase sobre
aluno aulas
vontade:”não
consigo mudar”

Eugênio Professor:
Nota 10 e precisa gostar
gratidão ao
professor.
Não é só
Mudanças: atenção, estudo Não, e dá para decorar?
diário, tarefas, aprender a gostar
perguntas,ajuda aos amigos,
nova postura..