Você está na página 1de 4

introdução

Pense Feitiços como uma introdução à conjuração em geral. Mesmo o mais realizado de
bruxas e feiticeiros tinha que começar por algum lado, é claro. Este ano vamos cobrir o básico
da conjuração. Isso inclui a importância de pronunciar um feitiço corretamente e movimentos
básicos varinha, bem como a prática de elenco o mais básico dos Feitiços.
Vamos tocar sobre os conceitos básicos de Wand Lore, como por isso que precisamos de uma
varinha para conjuração adequada, o que varinhas são normalmente feitas de, e por que é
importante cuidar adequadamente para eles. Também vamos discutir os vários componentes
que podem ser necessárias para lançar com sucesso certas magias.
Hoje iremos discutir as origens da prática de conjuração moderno-dia, bem como as leis que
você precisa estar ciente de quando usar magia. Eu vou estar deixando todos os bits históricos
suculentas para o professor Balog, mas é importante para você entender como magia moderna
surgiu e quais as leis que você precisa seguir em todos os momentos para que você está
sendo interrogado pelo Ministério da Magia.
Breve história e as leis essenciais
Nos tempos antigos, a magia era praticada muito mais aberta e livremente do que é hoje. Na
antiga Grécia e Egito, bruxas e bruxos eram tidos em alta estima. A magia foi usada para
proteger muitos túmulos antigos, e até hoje maldição rompedores trabalhando para Gringotts
tentativa de recuperar os tesouros de dentro, embora não necessariamente sem perda de
membro.
Os primeiros casos de tomada de varinha dedicado reside com a família Olivaras, que têm
vindo a fazer varinhas desde 382 aC. Enquanto varinhas de vário projeto havia sido trabalhada
antes disso, a família Olivaras é um dos primeiros, e certamente o mais longo, ter praticado o
ofício. Antes havia uma prática padrão e processo para varinha-crafting, sempre havia o temor
de que uma varinha pode falhar em um momento crítico, ou pior, explodir.
Começando por volta de 1000 dC, o Mundo Mágico já parcialmente separado dos trouxas, e
durante cerca de 400 anos é governado pelo Conselho de Warlocks. Em 1400, vários governos
mágicos são estabelecidos com base em valores culturais e locacionais. Vemos isso até hoje
com um Ministério da Magia separado para a maioria dos países.
Bruxas e bruxos são perseguidos em todo o 1600 com tais exemplos como as queimas de
bruxas, que se revelarem ineficazes, graças aos encantos Chama-congelamento. Problemas
culminar com a introdução do Estatuto Internacional de Sigilo em 1689. Este direito
internacional completa a separação entre os dois mundos. Cada governo torna-se responsável
por esconder todas as evidências de atividade mágica, incluindo a flora e fauna mágicos
(plantas e animais) do Mundo Mágico. É importante notar que, enquanto a lei foi assinada em
1689, demorou mais três anos antes de ter sido oficialmente estabelecida por todos os
governos a nível internacional, embora ele ainda estava em vigor no mesmo período.
Ao longo dos séculos, a magia tornou-se uma lenda para os trouxas. Documentado agora só
em conto de fadas e lendas, muitos da literatura contemporânea da trouxa é cheia de
encontros com bruxos e bruxas, dragões, duendes, e muitos outros tipos de magia que os
trouxas demitir como os sonhos selvagens ou alucinação. É claro que, sempre que um
incidente é muito grande para ser ignorado, o Ministério vai enviar o Accidental Magia Inversão
Squad para resolver as coisas, geralmente através de modificação de memória.
Há uma outra lei importante que todos vocês devem se lembrar. Qualquer pessoa com idade
inferior a 17 se enquadra nas regras do decreto para a restrição razoável de Menores Sorcery
criada em 1875 Basicamente, nenhum aluno é permitido praticar magia fora da escola. Agora,
existem algumas exceções, como o caso em que a sua vida ou a vida de um companheiro
Witch, Wizard ou trouxa está em jogo.
No entanto, eu adverti-lo para a prática de prudência. As tentativas de contornar a lei e mentir
só vai resultar em uma punição maior proferida pelo Ministério da Magia. Lembre-se, você é
tudo sob os efeitos do rastreamento até fazer 17 anos, e qualquer magia realizada enquanto
não em Hogwarts ou Hogsmeade, ou em uma zona de exceção, será imediatamente
detectada.
Através de um acordo com o Ministério da Magia, a sua casa foi designada como uma zona de
exceção. Por favor, seja cauteloso ao participando de aulas, e por favor, evite o uso de magia,
enquanto cerca de trouxas como este ainda é detectável pelo traço e as consequências podem
incluir a suspensão ou perda da varinha!
A descoberta de Paus
Como você pode imaginar, a magia nem sempre foi formalmente ensinado ou controlada. O
tipo de explosões descontroladas de magia que o jovem pessoas mágicas são propensas a
eram a norma vários milênios antes de bruxos e bruxas eram capazes de se concentrar e
controlar seus poderes. Aqueles com apenas uma fraca afinidade para a magia foram capazes
de levar uma vida relativamente normal, mas outros causaram grande destruição. Algumas de
suas ações eram visíveis o suficiente para a mitologia mesmo tornar-se.
Ferramentas primitivas, como cristais, varinhas rudimentares feitos de pouco mais de uma pena
de asa hipogrifo ao redor de um pau, e hastes de metal tudo permitiu que alguns de exercer um
nível de controle sobre sua magia. Em vez de causar aleatoriamente algo a desaparecer
quando eles estavam com raiva, eles poderiam, em vez fazê-lo acontecer, usando seu ponto
de focagem. Eventualmente, o mais eficaz dos focos, a varinha moderno, foi criado.
A haste de madeira contendo um núcleo de uma poderosa criatura mágica, a varinha nos
permite concentrar e canalizar nossa energia para alcançar o resultado desejado. Bruxas e
bruxos poderia gastar menos tempo se preocupando que a sua varinha iria explodir e mais
tempo experimentando com diferentes períodos e gestos.
Você estará aprendendo o culminar de séculos de conhecimento e experimentação nesta
classe. A capacidade de transformar a sua vontade, o seu desejo, em realidade, para dar forma
a sua magia e enviá-lo para o mundo. A próxima aula vamos mergulhar em sua primeira
passagem, mas por hoje, eu gostaria que você a pensar sobre a nossa história eo que nos
levou a onde estamos hoje.
Os Wand-Iluminação e Wand de extinção Feitiços
Vamos terminar hoje com uma pequena conversa sobre um charme pequeno, mas muito útil, o
Wand-Lighting Charme. Como o próprio nome indica, este feitiço simples permitirá que você
para iluminar a ponta de sua varinha. É um dos feitiços mais fáceis de dominar, útil quando
você precisa de luz, e contribui para uma boa prática de conjuração.
Você deve manter o movimento de varinha em mente, e não se concentrar demais ou a ponta
de sua varinha vai virar um escarlate. Muito pouca carga e será um branco perolado. Você
deve apontar para uma agradável luz amarela, que indica esforço suficiente. Claro, as
circunstâncias podem exigir uma luz mais fraca ou mais forte. Por favor, leia o livro,
Quintessential Mágica: Uma Introdução ao Feitiços: Capítulo 11, para saber mais.

Capítulo 11: Wand-Lighting e Feitiços Varinha de extinção


Uma das partes mais importantes da magia para a bruxa ou bruxo aspirante a aprender é o
Wand-Lighting Charme. Útil em uma ampla gama de atividades, fácil de pronunciar e com um
movimento de varinha simples, este encanto é aquela que cada bruxa ou bruxo deve dominar e
lembrar.

O Wand-Lighting Charme
Incantation: Lumos
Pronúncia: 'LOO-mos'
Movimento Wand: "circuito anti-horário Single"

O primeiro uso conhecido do charme Wand-Lighting foi no século 18, apesar de como é fácil de
usar. Historiadores mágicos crédito Levina Monkstanley, um funcionário do Ministério da Magia,
por sua invenção. Foi demonstrado pela primeira vez em 1772, quando Ms. Monkstanley caiu a
pena no chão e usou o feitiço para encontrá-lo.

Seus usos excedem em muito simplesmente acender a ponta do bastão. Ele pode fornecer
uma fonte fácil e sem fim de diversão para jovens bruxos e bruxas que geralmente gostam de
assistir a mudança de cor. No governo faz para um método seguro e fácil para o voto de
desempate. Ele pode até mesmo ser usado para repelir ameaças incorpóreos, como o Gytrash
(um cão espectral vicioso) e outros espíritos malévolos.

Dependendo da quantidade de carga (a quantidade de força de vontade que você jogue para
trás a magia) a luz pode mudar de um perolado macio branco para um amarelo-limão (que
indica a energia suficiente, ou encargo, foi aplicada), ou até mesmo se o escarlate caster
colocou muito para isso. Também é possível modificar o efeito do feitiço com palavras de
encantamento adicionais, e estas são detalhadas em diferentes capítulos deste texto.

No texto que descreve o encanto Wand-Lighting estaria completa sem a sua contra-igualmente
simples, a Varinha de extinção Charme. Essa magia tem um propósito singular, e que é para
combater o Wand-Lighting Charme. É um encanto pessoal, o que significa que ele só vai
funcionar para o seu próprio varinha, ou a varinha acontecer de você estar segurando ele deve
estar aceso

A Varinha de extinção Charme


Incantation: Nox
Pronúncia: 'NOCK-ss'
Movimento Wand: "filme de Swift"
A Varinha de extinção Charme podem ser rapidamente lançados e seu efeito é imediato. Não
há mal nenhum de reação, tornando-se tão seguro quanto o charme que contraria.