Você está na página 1de 12

GUIDING PRINCIPLES: THE SPIRIT OF OUR TRADITIONS

PRINCÍPIOS ORIENTADORES: O ESPÍRITO DE NOSSAS TRADIÇÕES

INTRODUÇÃO

Princípios Orientadores

Nossas Doze Tradições são sobre relacionamentos: conosco mesmos, nossos grupos, nossos corpos de serviço e
nosso Poder Superior. Enquanto eles abordam nossas práticas em serviço, eles também fornecem uma base para

aprendermos a viver. Eles são práticos e espirituais ao mesmo tempo. Nossas tradições nos ajudam a navegar: Eles nos
lembram para onde estamos indo e onde é provável que fiquemos encalhados. Eles também nos lembram que nós dirigimos
nosso próprio navio. Unidade e autonomia nós guiam, não uniformidade e governança. Nós entregamos autoridade a um

Poder Superior e nos unimos como iguais. Nosso objetivo principal é levar a mensagem para o adicto que ainda sofre. Se

quisermos realizar isso, precisamos de nos recuperar, e precisamos nos unir em unidade para construir os grupos e fornecer
os serviços que tornam a recuperação disponível para todos nós. Precisamos de todos os princípios, todos os recursos e
todos os membros.

Humildade, empatia e amor são chaves para o serviço abnegado e altruísta O serviço liberta-nos do egocentrismo

no centro da nossa doença. Ainda muitos de nós que tentaram recuperar-se em serviço descobrem, mais cedo ou mais

tarde, que sem fazer o trabalho duro dos Doze Passos, não temos ferramentas para viver por esses princípios. Precisamos

dos Passos se quisermos seguir as Tradições— e precisamos das tradições para criar uma atmosfera na qual encontramos
o amor, segurança e anonimato necessários para trabalhar os Passos.

Juntos, nossos Passos e Tradições nos permitem crescer e prosperar, interagir com os outros e nos sustentar através

da dificuldade. Estes princípios espirituais e práticas podem nos guiar em nossas decisões em serviço e ao longo de nossas

vidas. Embora cada um de nós tenha maneiras diferentes de se conectar com e aprender sobre as Tradições, todos nós
podemos concordar que estes são os princípios que nos mantêm vivos e livres.

As Doze Tradições têm sido parte da fundação espiritual de NA, como a conhecemos desde os nossos primórdios.
Os princípios surgiram da experiência: lições práticas aprendidas de problemas enfrentados no início do desenvolvimento
do nosso antecessor, Alcoólicos Anônimos. Programas anteriores criados para viciados, incluindo alguns com o mesmo

nome, não praticavam Tradições e não sobreviviam. Até mesmo o NA que conhecemos hoje estava quase perdido. Apenas
quando Alguns de nossos membros fundadores insistiram em seguir as Tradições, pois nossa Irmandade começou a

experimentar estabilidade e crescimento. Aqueles primeiros membros entenderam a necessidade das Tradições para nossa
sobrevivência. Nossa necessidade por esses princípios é tão grande hoje.

Nossas Tradições tornam nossos princípios muito claros, mas a compreensão e a aplicação nos atraem para o

estudo, interpretação e crescimento. Os princípios que mantêm nossa Irmandade viva e livre são universais, permitindo
que sejamos incrivelmente flexíveis. NA pode florescer e prosperar em culturas e contextos ao redor do mundo. As Doze
Tradições não são negociáveis, e isso significa eles não podem ser comprados, trocados, negociados ou vendidos. Isso não

1
GUIDING PRINCIPLES: THE SPIRIT OF OUR TRADITIONS

PRINCÍPIOS ORIENTADORES: O ESPÍRITO DE NOSSAS TRADIÇÕES

significa que somos rígidos, inflexíveis ou incapazes de crescer. Em vez de ver nossas Tradições como limitadoras, chegamos

a entender que elas apontam o caminho para a liberdade. Nossos princípios orientadores nos ajudam a evitar as
armadilhas, permitindo-nos crescimento e mudança contínuos.

Tradição é prática, desenvolvida ao longo do tempo, que reflete crença e identidade. As tradições criam
continuidade - unem as pessoas. Embora as tradições sejam vitais para qualquer comunidade, a forma como qualquer
tradição é praticada pode evoluir. Uma família pode se reunir para a mesma refeição de férias ao longo de muitas gerações,

mas a cada ano pode haver diferenças na celebração. Os elementos importantes permanecem estáveis - nos reunimos em

amor e unidade, como parte de algo valioso e duradouro. Nossos princípios orientadores não mudam, mas a forma como
os praticamos cresce e se desenvolve como nós.

Nossos princípios permanecem os mesmos, mas enfrentamos novos desafios para eles. Um novo problema em

uma comunidade costuma ser um problema antigo em outro. Como em nossa recuperação pessoal, muitas vezes nos
sentimos únicos ou sozinhos quando lutamos, mas a maioria de nossas lutas é compartilhada. Se estivermos dispostos a

abrir nossas dificuldades e buscarmos experiência, na maioria das vezes encontramos alguém que tenha feito a coisa certa.
Às vezes, porém, ainda precisamos passar por isso para aprender por nós mesmos.

Alguns membros experientes viram isso quando estavam realizando trabalho de divulgação com membros mais
novos em um lugar onde NA estava apenas começando. Um por um, os membros das comunidades mais antigas

compartilharam sua experiência com as Doze Tradições de NA. Alguns eram emocionais; alguns eram filosóficos; alguns

se aprofundaram na história e nas origens desses princípios. Cada vez, quando o orador falava, um dos membros mais
novos ouvindo, perguntava: "Sim, ok, mas podemos comprar refrescos para a reunião?"

Se todas as respostas fossem fornecidas para nós, não teríamos que gastar tanto tempo em discussões. Questões

simples não nos uniriam ou nos levariam a alcançar, e não aprenderíamos muito dessa maneira. À medida que construímos
nosso relacionamento com nossas Tradições, perguntas como "Podemos servir refrescos?" Pode trazer para examinar

nossos princípios, nossos valores, nossas prioridades e as maneiras pelas quais tomamos decisões em nossos grupos.

Quando permitimos essas discussões o tempo e a energia que elas merecem, nosso entendimento dos princípios

espirituais subjacentes às Doze Tradições se aprofunda, e assim também nossa prática. Existem inúmeras maneiras pelas
quais podemos aprender sobre as Tradições, desde simplesmente ouvi-las ler em reuniões até estudá-las em grande
detalhe. Um membro compartilhou que sua primeira experiência de aprendizado com as Tradições veio através de um

exercício simples: "Meu primeiro padrinho me disse para ler as Doze Tradições em voz alta para mim, substituindo NA pelo
meu próprio nome. Foi estranho no começo, mas me deu nova maneira de olhar para as Tradições ". Qualquer que seja o
modo como nosso trabalho nas Tradições começa, o processo de aprendizado é uma jornada contínua, muito semelhante
ao nosso trabalho nos Passos.

2
GUIDING PRINCIPLES: THE SPIRIT OF OUR TRADITIONS

PRINCÍPIOS ORIENTADORES: O ESPÍRITO DE NOSSAS TRADIÇÕES

O capítulo "O que posso fazer?" A partir do nosso Texto Básico, incentiva os novos membros a seguirem os passos

descritos no capítulo anterior, como forma de responder às perguntas que possam estar nos "incomodando". "Comece o
seu próprio programa, tomando o primeiro passo do capítulo anterior, 'Como funciona' ... Vá para o segundo passo, e assim
por diante, e à medida que avançar, chegará a uma compreensão do programa por si mesmo." Esta é uma linha crítica em
nossa literatura, e sua

A aparição no capítulo que se situa entre os doze passos e as doze tradições não é coincidência. Mesmo quando

praticamos um programa de recuperação que é descrito para nós em nossa literatura e compartilhado conosco por nossos

padrinhos e em reuniões, finalmente chegaremos ao nosso próprio entendimento. De fato, é necessário que o façamos, se

a recuperação de NA for um modo de vida para nós e não apenas uma fase pela qual passamos. Devemos entender e
torná-lo nosso.

Entender as tradições é parte da compreensão de um programa para nós mesmos. Se "é somente através da
compreensão e da aplicação que eles funcionam", como aprendemos a entender e aplicar nossas Tradições? Nos nossos

grupos da Irmandade e em todo o mundo, respondemos a essa pergunta há muitos anos. Mas as respostas para questões

particulares nem sempre são as mesmas. Quando estamos engajados na ação criativa do espírito, seja em nossa vida

pessoal ou em nosso trabalho de serviço, podemos nos surpreender com as soluções que se apresentam. Este livro oferece

um conjunto de ferramentas que podem ajudar cada um de nós a aprender sobre nossos princípios, considerar algumas
questões desafiadoras e chegar a um entendimento por nós mesmos.

3
GUIDING PRINCIPLES: THE SPIRIT OF OUR TRADITIONS

PRINCÍPIOS ORIENTADORES: O ESPÍRITO DE NOSSAS TRADIÇÕES

"SOBRE ESTE LIVRO"

Este livro surgiu da necessidade de uma maior compreensão dos princípios das nossas Tradições e como as

aplicamos. Em todo o mundo, os membros de NA têm procurado material prático, simples e baseado na experiência sobre
as Doze Tradições. Existem muitas diferenças nas maneiras como entendemos e praticamos esses princípios dentro de

nossa Irmandade, e este livro não pretende declarar um modo de pensar ou praticar certo ou errado. Ao mesmo tempo,
não nos serviria muito bem escrever um livro que não nos ajudasse a responder às perguntas que tanto nos incomodam.

Reunimos experiência, força e esperança de adictos em toda a nossa Irmandade: folhas de trabalho passadas de

patrocinador para afiliado; notas de centenas de oficinas; escritos pessoais enviados por membros de todo o mundo; pilhas

de gravações de alto-falante. Juntos, o grupo de trabalho foi classificado através deste material, encontrando temas e

práticas que eram comuns e a linguagem que nos ajudou a entender de novas maneiras. Contamos cada palavra e

tentamos fazer valer cada palavra. Os exercícios de redação, sugestões de discussão e as perguntas do workshop que vêm

a seguir vêm do material que os membros vêm criando e usando em grupos menores. Este livro vem de longas discussões,

compartilhamento e muitas, muitas perguntas que fazemos. Como toda a nossa literatura, este livro é escrito por adictos,

para adictos, a partir da experiência compartilhada de adictos em recuperação em Narcóticos Anônimos. O resultado é

uma coleção de ferramentas e experiências sobre como trabalhar juntos em questões, usando os princípios incorporados
nas Tradições.

Trabalhar juntos nos leva ao entendimento comum; a consciência de um grupo se desenvolve à medida que o
grupo resolve problemas e lida com os negócios de rotina,

Nós pensamos muito sobre nossas Tradições; nós discutimos muito sobre eles também. Este livro não é mais um

serviço contemporâneo ou uma coleção abstrata de ideias, mas um conjunto de ferramentas para nos ajudar a pensar e
aplicar as Tradições sem nos separarmos no processo.

À medida que os membros despertam espiritualmente e compartilham um com o outro, suas respostas se
entrelaçam no tecido da sabedoria convencional da Irmandade. Então, quando o nosso pensamento começa a endurecer
em dogma, outra geração surge para nos desafiar e manter nossa perspectiva renovada. Nós permanecemos de mente

aberta e flexível. É importante olhar para nossa literatura e nossos membros experientes para orientação, mas no final,

cada membro tem o direito de entender e aplicar este programa da maneira que funciona melhor. É nossa esperança que

este livro forneça algo para todos neste caminho, embora algumas partes possam ser mais úteis para alguns de nós do que
para outros. Nós convidamos você a pegar o que você precisa e deixar o resto.

4
GUIDING PRINCIPLES: THE SPIRIT OF OUR TRADITIONS

PRINCÍPIOS ORIENTADORES: O ESPÍRITO DE NOSSAS TRADIÇÕES

"Neste livro"

As Tradições são um conjunto de princípios orientadores para trabalhar em conjunto, e as ferramentas, o texto e

as perguntas aqui servem para facilitar a discussão e inspirar a ação em nossos grupos, nas oficinas e no patrocínio. O
material desta pasta de trabalho é dividido em seções para indivíduos, grupos e corpos de serviço.

Pode ser que um membro individual encontre material útil na seção do grupo, ou que um corpo de serviço ganhe

vida em torno de uma pergunta dirigida a um indivíduo. A estrutura é modular - pode ser usada em qualquer combinação.
Este livro não precisa ser lido ou trabalhado do começo ao fim.

Quando mantemos uma mente aberta, até conversas informais podem transformar nossa compreensão. "Eu tinha
um compromisso de H & I cerca de uma hora de onde eu morava", compartilhou um membro. "Havíamos três ou quatro
pessoas no carro e conversávamos sobre o programa durante todo o trajeto. Aprendi mais sobre nossas Tradições naquele

carro do que em qualquer outro lugar." Partilhar a nossa experiência, explorar ideias em conjunto, pensar nos nossos

princípios e tomar decisões contribuem para a nossa compreensão em constante evolução. Ficar de mente aberta e

ensinável sobre nossos princípios básicos permite que nossa compreensão se aprofunde e amadureça. Nós nunca temos
que terminar de aprender - mesmo sobre as coisas que sabemos melhor.

As perguntas deste livro não pretendem ser uma lista completa e final. Esperamos que eles iniciem conversas mais

do que terminá-las. Acreditamos que um grupo, ou corpo de serviço que se dedica ao projeto de estudar tradições,

provavelmente já tem uma ideia bastante clara de suas questões. Esperamos que as perguntas aqui estimulem a discussão

e o pensamento, que eles o levem a ler, escrever e considerar - e que, pelo menos em algum momento, ficará claro que,
para todas as perguntas mais fundamentais, geralmente há mais de uma resposta certa.

Chegar ao entendimento compartilhado é diferente de dizer um ao outro quais são as regras. Estaríamos nos
vendendo a descoberto se sugeríssemos que a aplicação desses princípios fosse uma simples questão de não quebrar regras.

Se Narcóticos Anônimos fosse um programa de conformidade, a maioria de nós teria ido embora - ou teria sido convidado
a sair. Assim como nos Doze Passos, aprendemos sobre esses princípios por meio da experiência.

Nos capítulos seguintes, há muitas peças e partes projetadas para trabalhar juntas ou separadamente. Cada
Tradição começa com leituras e exercícios para todos, seguidos de seções para membros, grupos e órgãos de serviço. Estes

servem como um guia para a escrita ou discussão, como tópicos para o inventário do grupo ou uma reunião de negócios

do grupo, e como instruções para discussão em um workshop de serviço. As descrições que se seguem destinam-se a ajudar
a servir de guia nas partes de cada capítulo. Provavelmente, as melhores instruções para usar as informações contidas

neste livro de exercícios, no entanto, são simplesmente ser criativos e trabalhar com outros membros de NA no processo
de aprender sobre as Tradições. Cada um de nós é livre para explorar este material por nós mesmos. Claro, de qualquer

5
GUIDING PRINCIPLES: THE SPIRIT OF OUR TRADITIONS

PRINCÍPIOS ORIENTADORES: O ESPÍRITO DE NOSSAS TRADIÇÕES

maneira faz sentido. Mas, assim como os Guias de Trabalho dos Passos de NA, fazer o trabalho é parte de um processo

que assumimos com nosso patrocinador, nosso grupo e nossos colegas.

6
GUIDING PRINCIPLES: THE SPIRIT OF OUR TRADITIONS

PRINCÍPIOS ORIENTADORES: O ESPÍRITO DE NOSSAS TRADIÇÕES

"ABERTURA E ENCERRAMENTO DE LEITURAS"

Cada Tradição começa e termina com uma breve leitura. A primeira leitura oferece uma reflexão sobre a Tradição

em termos de nossa experiência e nosso programa. A leitura final reúne algumas ideias e princípios comuns do capítulo.
Essas leituras enquadram o trabalho no meio, oferecendo perspectivas sobre as tradições que podem ajudar a orientar

nosso trabalho em nossa própria recuperação e no serviço. Eles podem servir como meditações, ou como aberturas para
uma discussão maior. Eles também podem ser úteis como leituras em uma reunião de recuperação, em uma reunião do
comitê de serviço ou em um workshop.

7
GUIDING PRINCIPLES: THE SPIRIT OF OUR TRADITIONS

PRINCÍPIOS ORIENTADORES: O ESPÍRITO DE NOSSAS TRADIÇÕES

"PALAVRA POR PALAVRA E PRINCÍPIOS ESPIRITUAIS"

Dois exercícios que aparecem em cada capítulo se destacam, pois podem ser úteis para membros, em grupos e em

corpos de serviço. Palavra por Palavra nos leva a olhar as palavras e frases de cada Tradição para ajudar a construir uma
compreensão mais completa da Tradição como um todo. Princípios espirituais pede que façamos um trabalho semelhante

com princípios espirituais ligados a cada Tradição. Um exemplo é fornecido em cada uma dessas seções para cada Tradição,
mas há espaço para exploração contínua, individualmente ou em grupo. Alguns de nós usam um dicionário para ajudar

nesse trabalho. Como em muitos aspectos da recuperação e do serviço de NA, as possibilidades de discussão e exploração
são infinitas.

8
GUIDING PRINCIPLES: THE SPIRIT OF OUR TRADITIONS

PRINCÍPIOS ORIENTADORES: O ESPÍRITO DE NOSSAS TRADIÇÕES

"PARA MEMBROS"

As seções para membros incluem experiência compartilhada e perguntas para exploração. Um membro explicou

que o trabalho nas tradições permitiu que ela aprendesse "quem eu sou, quem eu quero ser e como eu interajo com os
outros". Esse trabalho pode ampliar e ampliar nosso trabalho nos Passos, de modo que possa fazer sentido abordarmos

esse trabalho da mesma maneira que fazemos com nosso trabalho com os Passos. Para muitos de nós, isso inclui escrever,
discutir, meditar, pensar e praticar. Podemos resolver essas questões por escrito para compartilhar com nosso patrocinador

ou usá-las para orientar uma conversa. Também podemos descobrir que essas questões levam a outras questões ou que
nossa discussão nos leva a um novo território. Compartilhar com nosso patrocinador, amigos de NA confiáveis ou

companheiros de trabalho é uma parte importante deste trabalho.

9
GUIDING PRINCIPLES: THE SPIRIT OF OUR TRADITIONS

PRINCÍPIOS ORIENTADORES: O ESPÍRITO DE NOSSAS TRADIÇÕES

"PARA GRUPOS"

A seção para nossos grupos dentro de cada capítulo oferece experiência, força e esperança para grupos de NA que

buscam entender e aplicar as Tradições de maneira mais eficaz. Mais uma vez, a seção abre com alguma experiência
compartilhada seguida de perguntas para o inventário do grupo. Alguns grupos podem escolher responder a uma ou duas

perguntas por mês ou agendar workshops antes ou depois de uma reunião. Alguns grupos podem escolher realizar um
inventário anual em todas as Doze Tradições, enquanto outros podem querer trabalhar através de uma Tradição de cada

vez. Nossa esperança é simplesmente que esse material ajude os grupos a serem bem-sucedidos em seus esforços para
levar a mensagem de NA ao adicto que ainda sofre.

10
GUIDING PRINCIPLES: THE SPIRIT OF OUR TRADITIONS

PRINCÍPIOS ORIENTADORES: O ESPÍRITO DE NOSSAS TRADIÇÕES

"EM SERVIÇO"

Sempre que nos reunimos em serviço, já estamos praticando as tradições. Discutir uma Tradição juntos nos ajuda

a construir um elo comum. Nem todos precisamos concordar em como entender ou aplicar uma Tradição, mas podemos
apreciar nossas diferentes perspectivas e entender nossos diferentes pontos de vista. Nossos vários entendimentos podem

enriquecer nossa cultura de serviço, em vez de servir como fontes de conflito ou divisão. As seções para corpos de serviço
nos ajudam a explorar as Tradições que estamos praticando. O texto e as perguntas incluídas na seção de serviços de cada

capítulo oferecem uma variedade de abordagens para se reunir para discutir as Tradições em um espírito de unidade e
cooperação.

11
GUIDING PRINCIPLES: THE SPIRIT OF OUR TRADITIONS

PRINCÍPIOS ORIENTADORES: O ESPÍRITO DE NOSSAS TRADIÇÕES

"WORKSHOPS DE INVENTÁRIO E SERVIÇOS DO GRUPO"

O texto e as perguntas nas seções de grupo e de serviço de cada Tradição destinam-se a ajudar grupos de NA e

corpos de serviço a discutir nossos princípios orientadores. Cada grupo e comitê de serviço é livre para discutir essas seções
e perguntas de uma maneira que faça mais sentido com base em suas necessidades e recursos. As perguntas de discussão

incluídas nesses capítulos servem apenas como iniciadores de conversas. A parte mais importante de qualquer uma dessas
discussões será o compartilhamento de experiências e perspectivas que acontecem dentro de cada grupo, corpo de serviço

ou oficina. Por esse motivo, pode ser mais eficaz escolher apenas uma ou duas perguntas para qualquer reunião de
inventário de grupo ou oficina. Aqueles que estão ajudando a organizar uma discussão podem querer escolher uma

pergunta ou duas com antecedência - perguntando àqueles que estão participando para ajudar na seleção, se possível - e

encorajar os participantes a ler a seção da Tradição antes da discussão. A seção também pode ser lida antes de apresentar

a questão a ser discutida. Assim como em tantas outras coisas que acontecem em NA, a livre troca de experiências e ideias
em uma atmosfera de apoio e respeito mútuo leva ao crescimento e à compreensão. As Tradições são os nossos princípios

orientadores e, como nos lembra a nossa leitura, "é somente através da compreensão e da aplicação que eles trabalham".

Não há um jeito certo de usar este livro. A maneira errada de usar este livro é como uma espécie de qualificativo

ou prova de "ter trabalhado as Tradições adequadamente". Fazemos um desserviço quando criamos novos requisitos para
associação ou serviço, ou quando sugerimos que a recuperação ou contribuição de um adicto em serviço é mais legítima
que a de outro.

Este livro não informa se você deve servir bebidas em seu grupo de escolha, mas esperamos que isso facilite o seu

grupo a tomar decisões com as quais pode crescer. E esperamos que cada um de nós encontre um relacionamento mais

profundo com esses princípios em nosso serviço de NA, em nossa espiritualidade e em nossas próprias vidas.

12