Você está na página 1de 24

Manual dos

Voluntários do Rotary
Conteúdo

Introdução 1
Voluntários 2

Trabalho voluntário local 2

Trabalho voluntário internacional 4

Divulgação da experiência como voluntário 8

Administração do projeto 9
Planejamento 9

Inscrição do projeto 10

Convite e hospedagem de voluntários de outros países 10

Relatórios 11

Administração do programa 12
Presidentes de comissão de clube de Voluntários do Rotary 12

Presidentes de comissão distrital de Voluntários do Rotary 13

Recursos 15

Escritórios internacionais do RI 19

Foto da capa O Dr. Luigino Bellizzi, integrante da equipe médica de voluntários do


Rotary do Distrito 2100, na Itália, foi duas vezes a Camarões trabalhar em hospital. O
projeto foi iniciado por Umberto Aubry, do Rotary Club de Sorrento, que tinha grande
interesse na África e usou suas habilidades como cirurgião ortopedista em ajuda à
população.
Declaracão da Missão

A Missão do Rotary International, a


associação internacional de Rotary
Clubs, é servir ao próximo, difundir
altos padrões éticos e promover a boa
vontade, paz e compreensão mundial
por meio da consolidação de boas
relações entre líderes profissionais,
empresariais e comunitários.
Introdução
Rotarianos deixam-se guiar pela máxima Dar de Si Antes de Pensar em Si em suas
ações, e dedicam tempo e habilidades em prol dos menos favorecidos.

Rotary Clubs atendem necessidades prementes empreendendo projetos de prestação


de serviços locais e internacionais. Neste processo, os voluntários são vitais ao bom
andamento dos trabalhos humanitários do Rotary.

O programa Voluntários do Rotary dá aos participantes a chance de prestar serviços


localmente e no exterior, movidos pelo espírito abnegado que emana da missão do
Rotary.

”O elo que une 1,2 milhão de rotarianos é a verdadeira vontade de compartilhar. Rotarianos
compartilham tempo, talentos e experiência em projetos que sanam diversas questões
humanitárias e sociais. Rotarianos compartilham compaixão, entusiasmo e dedicação para
ajudar os menos favorecidos e fazer deste um mundo melhor. Acima de tudo, rotarianos
compartilham uma paixão genuína pelo servir.”

— Wilfrid J. Wilkinson, Presidente do RI em 2007-08

O programa Voluntários do Rotary tem como objetivos:


w Aumentar a conscientização entre rotarianos e não-rotarianos acerca
de oportunidades de prestação de serviços em iniciativas que requeiram
conhecimentos específicos
w Conscientizar clubes e distritos quanto à importância de contar com voluntários
em suas iniciativas, e auxiliá-los na identificação de voluntários possuidores dos
conhecimentos necessários ao projeto que não estejam disponíveis localmente
w Ajudar rotarianos a identificar oportunidades de voluntariado em projetos
patrocinados por clubes e distritos rotários, como também por outras
organizações de renome
w Incentivar e facilitar a participação de rotarianos em atividades voluntárias que
promovam a compreensão, companheirismo e boa vontade
w Melhorar a qualidade de vida e reduzir a disparidade econômica mundial
por meio da produtividade agrícola e acesso a saúde, educação, tecnologia,
saneamento e água potável

Manual dos Voluntários do Rotary | 1


Voluntários
Trabalho voluntário local
Rotary é uma rede global de voluntários cujo trabalho principia na comunidade, onde
são várias as oportunidades de prestar serviços.

O candidato a voluntário deve antes de tudo considerar seus interesses e


disponibilidade, para que possa responder a perguntas tais como:
w Quanto tempo tem disponível para voluntariar?
w Quer voluntariar regularmente ou apenas em eventos especiais?
w Está disponível durante o dia, noite ou fins de semana?
w Que interesses, talentos e experiência pode oferecer?
w É simpatizante de alguma causa específica?

Isso posto, é chegado o momento de identificar oportunidades de voluntariado


localmente, não deixando de:
w Informar ao presidente da comissão de clube de Voluntários do Rotary, Serviços
Profissionais e Serviços Comunitários sua disponibilidade de prestar serviços.
Participar dos projetos de prestação de serviços do clube.
w Buscar oportunidades de voluntariado no site distrital ou em ProjectLINK,
no site www.rotary.org.
w Conversar com familiares, amigos e colegas que tenham prestado serviços.
w Procurar informações sobre recrutamento de voluntários em jornais e na web.
Estabeleça contato quando achar o grupo ou organização de seu interesse,
já que são grandes as chances de que necessitem de voluntários.
w Contatar bibliotecas, livrarias e estabelecimentos de ensino, os quais têm
diretórios de organizações sem fins lucrativos.

“A meu ver, os projetos que se destacam são aqueles que atendem a necessidades reais e
transformam vidas. Projetos relevantes têm mudado o curso de muitas vidas, abrindo vias para
a educação, a saúde e um futuro mais promissor. Em alguns casos os rotarianos investem longas
jornadas de trabalho, tremenda energia, assim como verbas do próprio bolso. Em outros, bastam o
conhecimento e disposição para levar a tarefa a cabo.”
— William B. Boyd, Presidente do RI em 2006-07

2 | Manual dos Voluntários do Rotary


Comunique à comissão responsável por projetos comunitários se souber de algum
problema que não esteja sendo tratado localmente. Se o clube quiser prestar mais
serviços, recomenda-se a leitura da publicação Ferramentas para Identificar as
Necessidades da Comunidade e do Guia sobre Oportunidades de Prestação de
Serviços. Considere as seguintes avenidas de voluntariado:

Assistência a jovens e adultos carentes


– Leitura para crianças
– Fornecimento de merenda escolar
– Aulas de reforço
– Treinamento profissionalizante
– Ensino de conceitos matemáticos e alfabetização
– Instrução sobre uso de computador
– Aconselhamento
– Atividades depois do período escolar e de fim de semana
– Preparação para entrevistas que visam obtenção de emprego

Assistência a idosos e pessoas com deficiência


– Construção de rampas para cadeira de rodas
– Entrega de remédios e refeições
– Auxílio com pequenas tarefas e consertos
– Trabalho como técnico de time desportivo formado por deficientes
– Visita a asilos e casas de repouso

Rotarianos americanos
reformam asilo

Paint the Tetons, um projeto lançado pelo Rotary


Club of Teton Valley, nos EUA, deu aos rotarianos a
chance de ajudar a comunidade através de trabalho
prático. Em resposta ao aumento dos custos que
ameaçavam a reforma do asilo, os sócios decidiram
arregaçar as mangas e pintar o prédio. O comércio
local contribuiu materiais e deu aconselhamento,
sendo que o trabalho levou 10 semanas para ser fi-
nalizado. Pat Butts, sócia do clube de Teton Valley,
declarou: “Graças ao projeto, os residentes do asilo
economizaram mais de US$22.000 em custos com a
pintura. Os cerca de 30 sócios do clube e tantas ou-
tras pessoas participaram de alguma forma”. O clube
está planejando expandir seus esforços para benefi-
ciar os residentes, inclusive aqueles com deficiência,
que precisam de ajuda com tarefas cotidianas.

Manual dos Voluntários do Rotary | 3


Saúde
– Transporte de pacientes a consultas médicas
– Vacinação de crianças durante campanhas de imunização
– Assistência a hospitais e clínicas

Locais e programas que necessitam de voluntários:


– Centros de HIV/Aids
– Programas de meio ambiente, como jardins comunitários e centros de reciclagem
– Moradia para ex-meninos de rua
– Pequenos empréstimos
– Orfanatos
– Serviços para imigrantes
– Abrigo para sem-teto, mulheres, crianças e idosos
– Centros de distribuição de refeições e alimentos
– Viabilização de recintos com ar-condicionado para pessoas carentes
especialmente idosos, em ocasiões em que a temperatura atinge índices
extremos

Trabalho voluntário internacional


Funções e responsabilidades do voluntário internacional

Voluntários se cadastram no RI para prestar serviços no exterior. No papel de


embaixadores do Rotary, eles têm por dever promover compreensão e paz mundial,
ser flexíveis e abertos a outras culturas e manter comportamento que passe uma
mensagem positiva do país de origem e dos ideais rotários.

“As pessoas da comunidade sabem exatamente elabore um plano de ação e as contribuições que
o que deve ser feito. Em várias instâncias, elas poderá dar. Pergunte-se se o auxílio que está
identificam o problema e a ajuda de que necessitam. oferecendo é apropriado, se está agindo dentro
Os voluntários mais eficientes são solidários com dos conformes daquela cultura, se está incluindo
os membros da comunidade anfitriã, auxiliando na as pessoas em suas decisões e delegando-lhes
obtenção de resultados, orientando e incentivando a responsabilidades. Quem dará seqüência ao trabalho
realização do trabalho. A comunidade se beneficiará depois que você retornar ao seu país?
de seus talentos, energia e conhecimentos, além do
O papel do voluntário é o mesmo independente
inestimável apoio que poderá vir a oferecer depois que
de estar prestando serviços em país rico ou em
retornar ao país de origem. Vale ressaltar, contudo, que
desenvolvimento: trabalhar lado a lado com as pessoas
um dos papéis mais importantes que desempenhará
da região, aprender com elas por meio da troca de
será o de motivador.
idéias, e promover mútuo respeito e compreensão.
Antes de se inscrever em um projeto, faça uma
— De Small Beginnings: Volunteer Vacations Abroad,
pesquisa sobre como a iniciativa teve início e pergunte
escrito por Susan Griffith
a ex-voluntários como eles se relacionaram com a
comunidade. Quando estiver no local do projeto,

4 | Manual dos Voluntários do Rotary


Inscrição como voluntário

Estar cadastrado como voluntário do Rotary é fator básico para tornar público seu
interesse de servir em projeto no exterior. Os dados de voluntários cadastrados podem
ser obtidos através do banco de dados dos Voluntários do Rotary no site do RI.

Rotarianos, rotaractianos, ex-participantes de programas da Fundação, cônjuges de


rotarianos e não-rotarianos são incentivados a se cadastrar como voluntários.

Para tanto, basta preencher o formulário de inscrição de voluntário internacional,


disponível pelo site www.rotary.org ou pela sede mundial do RI. Seja o candidato
rotariano ou não, o formulário deve ser endossado pelo presidente do clube local
e pelo presidente da comissão distrital de Voluntários do Rotary ou de Serviços
Profissionais. Na falta destes, o governador do distrito deve assinar o documento.

O candidato deve comprovar seu conhecimento técnico ou profissional, sendo


recomendável que tenha pelo menos 25 anos de idade, embora isso não seja
obrigatório. Exige-se recadastramento a cada dois anos.

Identificação de local no exterior para prestar serviços

O Rotary International não encaminha voluntários a projetos específicos. Os


funcionários do RI fornecem informações sobre projetos e voluntários, deixando a
cargo destes e dos coordenadores de projeto a negociação dos trâmites para a efetiva
prestação de serviços.

Para identificar um projeto internacional consulte:


w ProjectLINK (no site www.rotary.org), que apresenta iniciativas patrocinadas
por clubes e distritos em busca de voluntários
w Lista de Voluntários no site www.rotary.org
w Websites, bibliotecas, livrarias e estabelecimentos de ensino

Inglês para crianças Por seis anos, o Rotary Club de Jakarta-Gambir, na


Indonésia, tem dado enfoque à educação infantil,
mais precisamente ao ensino do inglês através de
jogos e leitura. Os voluntários chegam aos sábados,
muitas vezes depois de viajar duas horas a partir de
Jakarta em estradas lamacentas.
Gabriella Virna Herdianingrum pode contar a expe-
riência em primeira mão. Ela está gostando de ver a
motivação das crianças, as quais são em geral pobres
e almejam aprender sobre o mundo e construir um
futuro mais promissor. Herdianingrum ensina em for-
ma de brincadeira, o que desperta o interesse dos
alunos.
Além do ensino do inglês, Herdianingrum participou
de projeto de clube em assistência a áreas de Jakarta
afetadas por enchentes. Ela é sócia do Rotary Club
de Jakarta-Gambir.

Manual dos Voluntários do Rotary | 5


Informe o presidente da comissão distrital de Voluntários do Rotary sobre seu interesse
em voluntariar no exterior, e solicite ajuda para entrar em contato com rotarianos que
prestaram serviços em outros países.

No processo de busca da melhor iniciativa e local, convém ponderar as exigências


do projeto quanto a idioma e conhecimentos, tempo de serviço e época do ano, bem
como custos de viagem e moradia.

Financiamento

Os Subsídios para Serviços Voluntários da Fundação Rotária financiam a viagem


de rotarianos e cônjuges cujos conhecimentos são necessários ao planejamento ou
execução de projeto no exterior.

As inscrições são avaliadas por ordem de chegada durante todo o ano, devendo ser
entregues na Fundação três meses antes da viagem e aprovadas com no mínimo
oito semanas de antecedência à data de partida. O candidato, que não precisa estar
cadastrado como Voluntário do Rotary, encontrará o formulário de inscrição no site
www.rotary.org.

Voluntários que precisam de financiamento mas não qualificam aos Subsídios para
Serviços Voluntários devem explorar outras vias, como Cross-Cultural Solutions (www.
crossculturalsolutions.org) e Visions in Action (www.visionsinaction.org).

Dicas de voluntários experientes

w Comece a se preparar o quanto antes, no mínimo quatro a seis meses antes da


viagem.
w Estabeleça um canal de comunicação, mantendo contato com o coordenador
do projeto no clube anfitrião. Não se esqueça de mencionar suas qualificações
e informar ao governador do distrito ou presidente da comissão distrital de
Voluntários do Rotary sobre seus planos, pois eles poderão aconselhar quanto às
providências de viagem.
w Inteire-se sobre todos os detalhes de seu papel como voluntário, incluindo
datas, condições de trabalho e tarefas a ser desempenhadas. Trabalhe em
estreito contato com a comunidade, discutindo expectativas e metas para o
projeto.
w Providencie traslado e acomodações, caso o anfitrião não tenha condições
de pegá-lo no aeroporto nem de hospedá-lo. Esses pormenores devem ser
acertados antes da partida.
w Procure informar-se sobre materiais necessários no local do projeto, assim
como os equipamentos usados e se estes estão funcionando bem. Contate um
agente aduaneiro para saber os trâmites e exigências para a entrada de artigos
no país ao qual viajará.
w Informe-se sobre o país, lendo sobre sua história, sistema político, clima,
economia e cultura. Aprenda ao menos um pouco da língua falada no local e
procure saber se deve tomar alguma vacina antes do embarque. É sempre bom
conversar com pessoas que voluntariaram no país ao qual está indo prestar
serviços.

6 | Manual dos Voluntários do Rotary


Preparativos
Bem antes da partida, deverá estar familiarizado com a nação em que prestará serviços.
Com o devido planejamento e flexibilidade de sua parte, poderá minimizar imprevistos,
frustrações e choque cultural.

Se for servir em projeto de clube ou distrito, pergunte aos anfitriões que tipo de
clima costuma fazer na época e que roupas deverá levar. É de suma importância
também perguntar que cuidados deve ter com a saúde e segurança enquanto estiver
voluntariando.

Cuide dos seguintes aspectos com bastante antecedência à partida:

Passaporte e visto
A apresentação de passaporte, emitido pelo país de origem, é considerada norma
corrente em viagens internacionais. Algumas nações exigem passaporte válido por pelo
seis meses por ocasião da data de saída do visitante.

Dependendo de sua cidadania e tempo de permanência, talvez tenha que tirar visto.
Contate o consulado ou embaixada do respectivo país para informar-se sobre as
exigências de entrada e permanência. Comece o processo de obtenção de visto o
quanto antes, pois pode levar alguns meses.

Faça cópias de todos os documentos para sua referência.

Seguro
Enquanto estiver no exterior convém que tenha plano de saúde e seguro viagem
que inclua cobertura contra acidentes e saída de emergência. Travel Protectors (www.
travelprotectors.com) vende seguros para quem viaja ao exterior.

Saúde
Leve consigo todos os remédios que esteja tomando, acompanhados de receitas
médicas. Tome as vacinas exigidas, tendo em mente que poderão ter efeitos colaterais.
Para mais informações sobre viagem e saúde, consulte o site da OMS (www.who.org).

Segurança
Consulte sites de viagens e do departamento das relações exteriores para se inteirar a
respeito de questões de segurança. Um bom recurso é o site Health Volunteers Overseas
(www.hvousa.org).

Recursos hídricos
A falta de água é alarmante em muitas áreas. O Centro Norte-Americano de Controle e
Prevenção de Doenças (www.cdc.gov) oferece informações sobre água potável.

Apesar de ser um desafio voluntariar no exterior, é comum as pessoas acharem


que ganharam mais com a experiência do que deram em troca. Conforme dito por
um voluntário do Rotary: “Gostaria de agradecer ao RI pelo presente de ter sido
voluntário, e aproveito para dizer às pessoas que estão pensando em voluntariar:
Façam isso! Vocês jamais se arrependerão”.

Manual dos Voluntários do Rotary | 7


Divulgação da experiência como voluntário
Ao divulgar suas experiências estará promovendo o voluntarismo na comunidade e
inspirando outros a contribuir ao bem de todos. Considere:
w Fazer apresentações aos clubes do distrito, inclusive o seu
w Contatar empresas e organizações sem fins lucrativos da área
w Escrever matéria para o jornal local
w Relatar a experiência ao RI não deixando de incluir fotos do projeto que
denotem ação. Faça o download do formulário para elaboração do relatório
sobre serviço voluntário e do formulário para envio de foto para usar como guia.
Descreva como encontrou o projeto, quem é o patrocinador, financiamento
recebido, responsabilidades assumidas e os aspectos mais desafiantes e
recompensadores de sua experiência como voluntário.

É altamente importante que divulgue sua experiência para gerar interesse entre
voluntários potenciais e discussão sobre questões globais e comunitárias. Você verá
que muitas pessoas estão dispostas a ajudar, seja contribuindo tempo ou dinheiro.

Voluntarismo provoca Mabel García Mattos, dentista e sócia do Rotary


sorrisos na Índia Club de Maldonado, no Uruguai, prestou serviços
na Argentina, Bolívia, Etiópia, Guatemala, Índia,
Quênia, Filipinas e Venezuela. Por cinco anos volun-
tariou na clínica dentária Kottivakkam, com estadias
de até dois meses em cada viagem, época em que
cobria longas distâncias para tratar moradores de
outras localidades. O projeto, patrocinado pelo Ro-
tary Club de Guindy, na Índia, também providencia
clínicas itinerantes dentárias em escolas e centros
médicos. Além da parte logística, o clube educa os
pacientes acerca de procedimentos dentários. O
Rotary Club de Lørenskog, na Noruega, é co-patro-
cinador do projeto.

8 | Manual dos Voluntários do Rotary


Administração do Projeto
Rotary Clubs implementam projetos que atendem necessidades de comunidades
locais e internacionais. Esse trabalho:
w Melhora as condições de vida
w Incorpora as habilidades dos beneficiados
w Reconhece as contribuições de todos os participantes como importantes e
necessárias
w Avalia os recursos disponíveis
w Possui metas e objetivos específicos, com resultados mensuráveis

Quando clubes e distritos de diferentes países trabalham juntos em projetos de


prestação de serviços, eles desenvolvem fortes laços e promovem compreensão e paz
mundial.

Para ter sucesso o projeto deve contar com o envolvimento e comprometimento


de muitas pessoas, inclusive rotarianos e familiares, interactianos, rotaractianos,
integrantes de Núcleos Rotary de Desenvolvimento Comunitário, membros da
comunidade e voluntários de outros países.

Contar com um voluntário de outro país em projeto de seu clube pode trazer muitos
benefícios, como conhecimento técnico e profissional não disponível localmente,
companheirismo e apreço por diferentes culturas, além da possibilidade de apoio
contínuo do clube ou distrito de onde vem o voluntário.

Planejamento
Para encontrar um bom projeto tente uma das oito estratégias do guia Ferramentas
para Identificar as Necessidades da Comunidade. Se achar que o projeto necessita
de voluntários, lembre-se de que planejamento cuidadoso é essencial. Ao estender o
convite a voluntário de outro país não deixe de:
w Definir claramente o papel do voluntário no projeto
w Estabelecer padrões, como habilidades necessárias, conhecimento do idioma e
período de serviço
w Determinar o que o clube fornecerá ao voluntário, como alojamento, refeições e
transporte
w Formar comissão anfitriã para organizar eventos recreativos e sociais
w Traçar horário de trabalho adequado para o voluntário
w Nomear alguém para ser o contato do projeto

O contato do projeto é o principal elo de comunicação com os voluntários potenciais,


pois está em posição de passar informações atualizadas em tempo hábil. Esta pessoa
deve ser habilitada a responder todas as perguntas, preferencialmente por e-mail.

Considerando que a boa comunicação é preponderante ao sucesso de qualquer


iniciativa, quanto mais os participantes souberem, menores serão os riscos de haver
mal-entendidos.

Manual dos Voluntários do Rotary | 9


Inscrição do projeto
Após a elaboração do plano para receber voluntário do exterior, o clube deve cadastrar
o projeto no RI, preenchendo o formulário Voluntários do Rotary — Inscrição de
Projeto Internacional, disponível pelo RI ou no site www.rotary.org. O formulário
deve ser assinado pelo presidente do clube e também pelo presidente da comissão
distrital de Voluntários do Rotary ou de Serviços Profissionais. Na falta destes, assina o
governador do distrito.

Depois de cadastrada, a iniciativa será incluída no ProjectLINK do site do Rotary, por


meio do qual os interessados saberão como se comunicar com o contato do projeto.

O projeto será divulgado por até dois anos, podendo ser recadastrado. Quando o
serviço for concluído, deve-se comunicar o RI para que o projeto seja retirado do banco
de dados.

Entende-se por anfitrião o Rotary Club ou distrito responsável localmente pelo


projeto. Co-patrocinador é o Rotary Club ou distrito que participa da implementação
do projeto, podendo estar em outro país.

Convite e hospedagem de voluntários de outros países


O melhor recurso para identificação de voluntários qualificados é a lista de voluntários
internacionais do Rotary (www.rotary.org), a qual inclui pessoas altamente qualificadas
que querem prestar serviços no exterior. Os voluntários podem ser escolhidos
com base em suas profissões ou experiência em administração, desenvolvimento
comunitário, educação, produção de alimentos, saúde, recursos hídricos e saneamento.

Ao convidar e hospedar voluntários deve-se:


w Trocar dados de contato com os voluntários potenciais, juntamente com
outras informações que facilitem a comunicação.
w Descrever o projeto ao voluntário dando detalhes como habilidades exigidas,
período de serviço, condições de trabalho, equipamentos e ferramentas
utilizados, materiais necessários, tarefas a ser executadas, clima, idioma e
moradia.
w Certificar-se de que o candidato em questão é a melhor escolha para o
projeto, antes de estender o convite. Solicitar ao RI cópia do formulário de
inscrição do voluntário e contatar os rotarianos que endossaram a inscrição.
Verifique se o voluntário tem todos os documentos, como carteira de motorista
válida no país do projeto, diplomas válidos, licenças para exercer funções
médicas, entre outros, tomando as devidas providências para que tudo esteja
nos conformes.
w Enviar ao candidato uma programação de trabalho, discriminando horário
para descanso, inclusive fins de semana. A programação pode ser adaptada às
necessidades dos indivíduos, levando-se em conta que o voluntário precisa de
tempo para se adaptar à cultura e nova rotina.
w Cuidar para que o candidato tenha acomodações adequadas. Dá-se
preferência a hospedar o voluntário em casa ou apartamento, fazendo
todo o possível para que este não tenha que passar por situações adversas.
O coordenador do projeto e o voluntário devem avaliar e concordar com
antecedência quanto ao alojamento.

10 | Manual dos Voluntários do Rotary


w Providenciar para que haja transparência financeira, reembolsando ao
voluntário qualquer despesa por ele incorrida, além de arcar com o transporte
no local do projeto.
w Criar um ambiente social e hospitaleiro, recebendo o voluntário no aeroporto
e convidando-o a reuniões de clube e eventos na casa dos sócios, de forma que
aos poucos ele se entrose com a comunidade.
w Manter todos informados. Conte ao governador e aos presidentes de comissão
distrital de Voluntários do Rotary e de Serviços Profissionais sobre voluntários de
outros países trabalhando em seu projeto.

Relatórios
Depois de voltar ao seu país de origem, o voluntário deve fornecer um relatório para
o distrito descrevendo os resultados do projeto. Convém enviar ao RI um resumo do
relatório, acompanhado de fotos de qualidade denotando ação, para possível inclusão
em publicações rotárias e no site do RI. Utilize o formulário para Relatório sobre
Atuação em Projeto Internacional, obtido por download. A divulgação do sucesso de
seu clube contribui para que outros Rotary Clubs aprendam com sua experiência.

Rotary Clubs que hospedaram rotarianos financiados com Subsídio para Serviços
Voluntários devem prestar relato à Fundação Rotária utilizando o formulário de
Avaliação dos Serviços Prestados.

Atribuições e responsabilidades do Rotary Club anfitrião

Espera-se que os voluntários sejam excelentes embaixadores da boa vontade, e


que os Rotary Clubs mantenham um bom ambiente social e de trabalho. Como os
Rotary Clubs anfitriões estão em excelente posição de apoiar o objetivo do Rotary de
promover a compreensão mundial, eles devem atuar de forma a projetar o Rotary e o
país anfitrião de forma positiva.

Cooperativas no Leste Europeu Merle Anderson, sócio do Rotary Club de North


Scott, nos EUA, está cadastrado como Voluntário
do Rotary há cinco anos, já tendo viajado a mais de
8.300 quilômetros de Eldridge, Iowa, onde mora,
para ser útil em algum lugar do mundo. Com a apro-
ximação da aposentadoria depois de 37 anos de
gerenciamento de cooperativas agrícolas, Anderson
estava em busca de oportunidades de voluntariado
sem saber se havia demanda por sua experiência.
Em uma conferência distrital, ele soube do programa
Voluntários do Rotary. Desde então, foi cinco vezes
à Moldávia e uma vez à Ucrânia, onde ensinou aos
campesinos técnicas de planejamento administrativo
e formação de cooperativas. Anderson achou o tra-
balho bastante gratificante, pois as pessoas apreciam
a ajuda e estão desejosas de trabalhar com afinco
para obter sucesso.

Manual dos Voluntários do Rotary | 11


Administração do programa
O programa Voluntários do Rotary vem somar às atividades de serviços do clube, que
incluem Serviços Internos, Serviços Profissionais, Serviços à Comunidade e Serviços
Internacionais.

Quanto mais vigorosa a prestação de serviços do clube, maior o número de recursos e


melhor o atendimento à comunidade e ao mundo. Os distritos utilizam a experiência
e manancial de conhecimentos do clube na formação de uma cadeia de recursos
para uso na implementação de projetos. O clube que continuamente presta serviços
consegue manter os rotarianos engajados e atrai novos sócios.

As comissões de voluntários do Rotary são responsáveis por administrar o


programa no clube e distrito, sendo que os presidentes destas devem assumir as
responsabilidades abaixo descritas:

Presidentes de comissão de clube de Voluntários do Rotary


O presidente desta comissão deve:
w Conscientizar sobre o valor da prestação de serviços. Planejar reunião de c
lube com enfoque em voluntarismo, de preferência com apresentação feita
por coordenadores de voluntários que trabalhem em organizações locais.
Na ocasião, os sócios podem discutir suas experiências em voluntarismo.
w Manter atualizada uma lista de sócios que queiram voluntariar, relacionando
habilidades profissionais, interesses e disponibilidade.
w Identificar oportunidades para prestação de serviços, colaborando com a
comissão de projetos de prestação de serviços para determinar de quantos
voluntários o clube precisa. Convém manter contato com organizações

Informática e ciências no Quênia

Os rotarianos Wayne Crossen e Sandra Harper foram


de British Columbia, no Canadá, para Kakamega,
no Quênia, para ajudar a abrir um laboratório de in-
formática e sala de ciências em escola aberta pelos
rotarianos da região. O Rotary Club de Vancouver
South solicitou Subsídio Equivalente junto com o
Rotary Club de Kakamega para comprar equipamen-
tos necessários à instalação do laboratório. Com a
experiência anterior em formação de laboratórios de
informática, Crossen e Harper elaboraram mesas para
computador e para aulas de ciências, como também
barras de segurança e janelas. Segundo Harper, a
ajuda dos quenianos foi essencial para a construção
do prédio de maneira tão eficiente. O projeto é um
grande exemplo do que Rotary Clubs são capazes
quando trabalham juntos.

12 | Manual dos Voluntários do Rotary


locais que possam se beneficiar de trabalho voluntário e comunicar-se com
o presidente da comissão de projetos de prestação de serviços sobre as
necessidades do clube que podem ser satisfeitas por voluntários de outros
países.
w Divulgar aos sócios as oportunidades de prestação de serviços.
w Convidar cônjuges e familiares de sócios, rotaractianos, interactianos, membros
de Núcleos Rotary de Desenvolvimento Comunitário e ex-bolsistas da Fundação
Rotária para participar de projetos.
w Manter o distrito a par de todas as atividades e oportunidades de voluntariado.
w Informar ao RI fatos especiais sobre voluntariado e organizar cerimônias de
reconhecimento.
w Ler no site do RI as páginas dedicadas aos Voluntários do Rotary, ajudar
voluntários internacionais a se cadastrar, localizar site do projeto e encontrar
meios de financiamento de voluntários.
w Manter comunicação com os contatos de projeto (vide Administração de
projeto).

Presidentes de comissão distrital de Voluntários do Rotary


Em se tratando de clubes, o presidente desta comissão deve:
w Pedir aos presidentes de comissão de clube de Voluntários do Rotary que
elaborem uma lista de voluntários e de oportunidades de voluntarismo na
região.
w Fornecer informações necessárias para auxiliar os projetos de clube.
w Pôr em contato clubes que estejam trabalhando em projetos semelhantes e
aqueles que podem se beneficiar dos serviços de voluntários.
w Sugerir aos clubes que poderiam se beneficiar de talentos não disponíveis
localmente que acessem o banco de dados de Voluntários do Rotary.
w Auxiliar clubes a cadastrar no RI as necessidades de seus projetos que
poderiam ser sanadas por serviços voluntários.
w Compartilhar com os clubes informações sobre organizações locais dispostas
a colaborar com os projetos e identificar áreas em que poderia haver tal
cooperação.
w Pedir aos clubes que enviem relatórios sobre atividades bem-sucedidas de
voluntariado para promoção no site distrital ou carta mensal do governador.

No que se refere ao distrito, o presidente desta comissão deve:


w Organizar reuniões para governadores assistentes e para presidentes de outras
comissões (Rotaract, Serviços à Comunidade, Serviços Profissionais, Serviços
à Comunidade Mundial), a fim de promover idéias e projetos. Essas reuniões
podem acontecer junto com a conferência distrital, assembléia distrital ou
outros encontros.
w Identificar oportunidades de voluntariado no distrito e no mundo.
w Manter atualizada uma lista dos rotarianos disponíveis para colaborar em
projetos distritais.

Manual dos Voluntários do Rotary | 13


w Coordenar dias de prestação de serviços no distrito.
w Relatar assuntos de voluntarismo para possível inclusão em publicações do RI,
revista The Rotarian e páginas eletrônicas dos Voluntários do Rotary.
w Homenagear voluntários em evento distrital, principalmente em outubro,
Mês dos Serviços Profissionais. O certificado de reconhecimento a Voluntário
do Rotary pode ser entregue pelo RI mediante apresentação do formulário
pertinente disponível em www.rotary.org.

Com relação a voluntários de outros países, o presidente desta comissão deve:


w Ajudar os interessados a encontrar oportunidades internacionais de
voluntariado.
w Auxiliar clubes que gostariam de contar com voluntários de outros países em
seus projetos.
w Fazer triagem e aprovar a inscrição de voluntários internacionais e locais de
projeto.
w Permanecer em contato com os funcionários do programa Voluntários do
Rotary, informando-os sobre qualquer mudança em seus dados de contato.

Conhecimento técnico em
monastério tibetano

Philippe Lamoise é rotariano desde 1994 e reside na


Califórnia, de onde desenvolve websites e produz
vídeos. Ele se cadastrou como Voluntário no Rotary
para ensinar edição de vídeo durante cinco semanas
em um monastério tibetano em Dharamsala, na Ín-
dia. Durante a viagem se integrou com os rotarianos,
aprendeu sobre projetos regionais e deu treinamento
básico em computação. Leia mais sobre a aventura
de Philippe em www.rotary5340.org.

14 | Manual dos Voluntários do Rotary


Recursos
Os seguintes recursos podem ser encomendados pelo Catálogo do RI ou baixados do
site www.rotary.org, a menos que indicado de outra forma.

Voluntários do Rotary
Banco de dados de Voluntários do Rotary (apenas na web)
Coordenadores de projetos podem pesquisar o banco de dados no site www.rotary.org
para estabelecer contato com os voluntários internacionais mais qualificados.

Formulário de Inscrição de Voluntário Internacional (284-PT)


Rotarianos e outros que queiram suas informações divulgadas no banco de dados
de Voluntários do Rotary podem usar este formulário para cadastrar-se no Rotary
International, o qual está disponível na forma impressa e on-line.

ProjectLINK (apenas na web)


Voluntários podem visitar o ProjectLINK no site www.rotary.org para encontrar projetos
de Rotary Club e Rotaract Club que precisam da ajuda de voluntários internacionais.
Projetos de Serviços à Comunidade Mundial que necessitam de ajuda financeira, doação
de bens e experiência de voluntários também são encontrados em ProjectLINK.

Formulário de Inscrição de Projeto Internacional (antigamente chamado


Inscrição de Locais para Atuação Internacional) (285-PT)
Rotary Clubs e Rotaract Clubs necessitando de assistência do exterior podem cadastrar
seus projetos no RI por meio deste formulário, que está disponível na forma impressa e
on-line. Projetos cadastrados são divulgados em ProjectLINK no site do Rotary.

Apresentação em PowerPoint sobre os Voluntários do Rotary (apenas na web)


Dá um panorama do programa Voluntários do Rotary, ideal para reunião de clube.

Voluntários do Rotary em Ação (386-MU)


Vídeo de 10 minutos sobre três projetos realizados no Equador, Filipinas e Índia
que poderá incentivar os clubes a cadastrar seus projetos para obter assistência de
voluntários.

Certificado de Reconhecimento a Voluntário do Rotary


Governadores de distrito, presidentes de comissão distrital de Voluntários do Rotary
ou presidentes de comissão distrital de Serviços Profissionais podem solicitar este
certificado para homenagear aqueles que prestaram serviços voluntários excepcionais.

Distintivo de lapela Voluntários do Rotary


Voluntários cadastrados que submetem ao RI relatório sobre sua experiência receberão
este distintivo.

Atualizações em Serviços Internacionais (apenas na web)


Para receber esta mala direta eletrônica com informações sobre Núcleos Rotary de
Desenvolvimento Comunitário, Voluntários do Rotary e Serviços à Comunidade
Mundial, basta fazer sua assinatura em www.rotary.org.

Manual dos Voluntários do Rotary | 15


Outros recursos do RI
Comunidades em Ação/Guia sobre Oportunidades para Prestação de Serviços
(605-PT)
A publicação Comunidades em Ação traz instruções detalhadas sobre como desenvolver,
conduzir e avaliar projetos de prestação de serviços, inclusive informações sobre
como identificar as necessidades da comunidade, trabalhar em parceria com outras
organizações e analisar o resultado dos projetos. O Guia sobre Oportunidades, por sua
vez, informa sobre os tipos recomendados de projetos. Disponíveis na forma impressa e
on-line.

Ferramentas para Identificar as Necessidades da Comunidades (apenas na


web)
Fornece aos clubes métodos simples para análise dos problemas que afetam a região e
do aumento da eficácia dos projetos. Inclui oito estratégias para avaliação prática e de
baixo custo das necessidades.

Manual do Rotaract (562-PT)


O programa Rotaract consiste em clubes de prestação de serviços para estudantes ou
jovens profissionais entre 18 e 30 anos. Sediados em comunidades ou universidades,
os Rotaract Clubs são patrocinados por Rotary Clubs, o que os torna parte importante
da família rotária e verdadeiros parceiros no serviço às comunidades local e global.
Disponível na forma impressa e on-line.

Serviços à Comunidade Mundial — Formulário de Dados de Projeto (784-PT)


Clubes e distritos podem cadastrar no banco de dados ProjectLINK iniciativas que
necessitam de fundos, doação de bens ou serviços voluntários. Disponível na forma
impressa e on-line.

Fechando o cerco no
analfabetismo guatemalteco

O projeto Alfabetização na Guatemala, que reúne


Rotary Clubs da Guatemala e dos EUA, além da en-
tidade sem fins lucrativos Cooperative for Education,
promove leitura e escrita fornecendo livros didáticos,
materiais de biblioteca e computadores a escolas
carentes da Guatemala. Os clubes levantam fundos
para a compra de materiais, e os sócios se reúnem
com os participantes, entregam livros e abrem
laboratórios de informática. Leia mais em www
.guatemalaliteracy.com.

16 | Manual dos Voluntários do Rotary


Fundação Rotária
Solicitação de Subsídio para Serviços Voluntários (apenas na Web)
Os Subsídios para Serviços Voluntários da Fundação Rotária financiam a viagem de
rotarianos e seus cônjuges, e de pequenos grupos, cujos conhecimentos são necessários
ao planejamento ou execução de projeto no exterior. O formulário de inscrição encontra-
se em www.rotary.org.

Folheto de Subsídios para Serviços Voluntários (150-PT)


Folheto que descreve os requisitos do programa. Disponível na forma impressa e on-line.

Equipe de Consultores para Projetos Humanitários, formulário de inscrição


(apenas na web)
A Equipe de Consultores Técnicos para Projetos Humanitários é formada por rotarianos
dedicados a prover auxílio à Fundação Rotária e a rotarianos que estejam desenvolvendo
ou implementando projetos beneficiados por Subsídios 3-H e Subsídios Equivalentes
Competitivos. Caso queira ser considerado para fazer parte da equipe, baixe o formulário
de inscrição do site www.rotary.org.

Subsídios Distritais Simplificados


Subsídios Distritais Simplificados apóiam projetos humanitários de curta duração que
beneficiam a comunidade. Estes podem solicitar até 20% de seu FDUC para subsídios a
ser utilizados em múltiplos projetos locais ou internacionais. Mais detalhes podem ser
obtidos por intermédio da comissão distrital da Fundação Rotária.

Guia de Subsídios Equivalentes (144-PT)


Através dos Subsídios Equivalentes, a Fundação Rotária equipara contribuições feitas por
Rotary Clubs e distritos a projetos internacionais envolvendo clubes e distritos de dois ou
mais países. Disponível na forma impressa e on-line.

Quênia e Itália juntos em projeto

A Casa Maria, um orfanato em Ndaragwa, no Quê-


nia, serve de abrigo a mais de 100 órfãos entre 3 e
18 anos de idade. A entidade foi criada pelo Distrito
9200, que engloba cinco países do Leste Africano e
conta com o apoio do Distrito 2030, na Itália.

Manual dos Voluntários do Rotary | 17


Internet
Os seguintes websites fornecem recursos para voluntários e projetos, sem
necessariamente refletir qualquer posicionamento do Rotary International.

Idealist.org
Identifique organizações e oportunidades de voluntarismo local e internacional (www
.idealist.org).

Cruz Vermelha e Crescente Vermelho


Aprenda sobre as oportunidades de servir como voluntário junto a essas duas sociedades
renomadas (www.ifrc.org).

International Volunteer Programs Association


Identifique oportunidades de voluntarismo internacional, organizações e financiamento
(www.volunteerinternational.org).

Nabuur
Voluntarie no exterior sem sair de casa. Acesse www.nabuur.com para uma série de
informações e troca de idéias sobre projetos em países em desenvolvimento.

Volunteer Abroad
Pesquise projetos por região, país, duração e tipo de trabalho no site www
.volunteerabroad.com.

Working Abroad
Identifique possibilidades de voluntariado em ONGs de renome no mundo inteiro.
(www.workingabroad.com).

Voluntárias australianas ensinam


inglês na Tailândia

As voluntárias do Rotary Heather McEvoy e Lea Villa-


Landa serviram em programa de conversação em
inglês patrocinado pelo Rotary Club of Khon Kaen,
na Tailândia.

18 | Manual dos Voluntários do Rotary


Escritórios internacionais do RI
RI World Headquarters Escritório do RI no Sul da Ásia
Rotary International Thapar House
One Rotary Center 2nd Floor, Central Wing
1560 Sherman Avenue 124 Janpath
Evanston, IL 60201-3698 New Delhi 110 001
EUA Índia
Tel.: (1-847) 866-3000 Tel.: (91-11) 4225-0101 a 0105
Fax: (1-847) 866-8554 Fax: (91-11) 4225-0191 ou 0192
www.rotary.org www.risouthasia.org

Escritório do RI no Brasil Escritório do RI para o Sul do


Rua Tagipuru, 209 Pacífico e Filipinas
01156-000 McNamara Centre, Level 2
São Paulo, SP 100 George Street
Brasil Parramatta, N.S.W. 2150
Tel.: (55-11) 3826-2966 Austrália
Fax: (55-11) 3667-6575 Tel.: (61-2) 9635-3537
www.rotary.org.br Fax: (61-2) 9689-3169

Escritório do RI para a Escritório do RI para a Região


Europa e África Meridional da América do Sul
Witikonerstrasse 15 Florida 1, Piso 2
CH-8032 Zurich 1005 Buenos Aires, C.F.
Suíça Argentina
Tel.: (41-44) 387-71-11 Tel.: (54-11) 5032-0096, 0097,
Fax: (41-44) 422 -50 -41 ou 0098
Fax: (54-11) 5032-0099
Escritório do RI no Japão
NS3 Bldg. 1F Escritório do RI na Grã Bretanha
2-51-3 Akabane, Kita-ku e Irlanda (RIBI)
Tokyo 115-0045 Kinwarton Road
Japão Alcester
Tel.: (81-3) 3903-3161 Warwickshire B49 6PB
Fax: (81-3) 3903-3781 Inglaterra
Tel.: (44-1789) 76-54-11
Escritório do RI na Coréia Fax: (44-1789) 76-55-70
Room 705, Miwon Building
43 Yoido-dong, Yongdungpo-gu
Seoul, 150-733
República da Coréia
Tel.: (82-2) 783-3077, 783-3078 ou
782-3080
Fax: (82-2) 783-3079

Manual dos Voluntários do Rotary | 19


One Rotary Center
1560 Sherman Avenue
Evanston, IL 60201-3698 EUA 263-PT—(1007)