Você está na página 1de 6

FACULDADE ARNALDO HORÁCIO FERREIRA

ADRIANO FICAGNA
JULIANA FERREIRA

RELATÓRIO DE AULA PRÁTICA


Padronização e Determinação de teor do Ácido Acético

Luis Eduardo Magalhães, Bahia


2018
ADRIANO FICAGNA E JULIANA FERREIRA

PADRONIZAÇÃO E DETERMINAÇÃO DE
TEOR DO ÁCIDO ACÉTICO

Relatório de aula prática de Química


Analítica. Aplicada ao curso de
Agronomia, do Ensino Superior da
Faculdade Arnaldo Horácio Ferreira,
apresentado como requisito parcial
para a obtenção de nota.

Orientadora: Prof. Lidiane Radoll.

Luís Eduardo Magalhães, Bahia


2018
1. INTRODUÇÃO
O vinagre é uma solução aquosa de ácido acético (CH3COOH), produzido
por fermentação, muito utilizado como base de tempero em saladas. Mais
especificamente, o vinagre é um condimento obtido por fermentação alcoólica
de componentes açucarados ou amiláceos, seguida de fermentação acética. O
vinagre que encontramos comumente em mercados é resultado da fermentação
de vinho, o principal tipo de obtenção da solução. Podemos encontrá-lo com
processo de outros materiais: suco de frutas, tubérculos, de cereais e álcool.
Foi padronizado pela legislação brasileira que o vinagre de vinho deve conter
40 gramas de ácido acético/litro de solução ou 4% m/v. Por outro lado, a soda
cáustica (conhecida como Hidróxido de sódio, NaOH) é uma base considerada
forte, usada principalmente como base química nas indústrias, na fabricação de
papel, tecidos e detergentes. Como uso doméstico, ela é usada para a
desobstrução de encanamentos e sumidouros, pois dissolve gorduras e sebos.
É uma substância altamente corrosiva e pode produzir queimaduras, cicatrizes
e cegueira devido à sua elevada reatividade.
Titulação significa “ensaio” e é uma técnica utilizada para determinar a
concentração de um soluto. Nesse processo, uma solução padrão é adicionada
a uma solução que contém o soluto a ser analisado, até que complete a reação.
Quando é preciso determinar a concentração em mol/L (em quantidade de
matéria) de alguma solução, usa-se a técnica de analise volumétrica, ou mais
conhecida como titulação ácido-base. Essa técnica é feita colocando para reagir
uma solução a qual se sabe a concentração, que é chamada de titulante, com a
solução a qual não se sabe a concentração, que é chamado de titulado. Uma
dessas soluções é uma base, e a outra é um ácido.
Com a adição de um indicador ácido-base (fenolftaleína), é possível observar
quando a reação se completa, atingindo o ponto de viragem, isso é possível
devido a mudança brusca na cor da solução, em virtude da variação do pH.

2. OBJETIVO
O objetivo da experiência é determinar a porcentagem (teor) de ácido acético
em uma amostra de vinagre (encontrado no mercado) através da titulação de um
ácido fraco e uma base forte (neutralização), utilizando a solução padronizada
de hidróxido de sódio. Além disso, com a aula prática devemos aprender a
preparar soluções e utilizar os materiais, assim como as vidrarias no processo.
Praticar os cálculos da matéria para aplicar em etapas como pesagem da massa
de soluto, bem como o volume de solvente, a concentração, entre outras coisas.
Iremos, empiricamente, entender as reações, estudadas teoricamente, como a
viragem da cor a partir do indicador de fenolftaleína num pH básico (8,3 – 10).
3. MATERIAIS E REAGENTES

Materiais:
 Balança analítica
 Béquer
 Bastão de vidro
 Balão volumétrico 250ml
 Balão volumétrico 100ml
 Bureta
 Pipeta volumétrica
 Erlenmeyer 250ml
 Erlenmeyer 125ml
 Pisseta
 Pêra de sucção
Reagentes:
 Água destilada (𝐻2 𝑂)
 Vinagre
 Hidróxido de sódio
 Fenolftaleína

4. PROCEDIMENTOS E METODOLOGIA
SOLUÇÃO A:
1. Tarar balança analítica;
2. Pesar aproximadamente 1,0g de hidróxido de sódio na balança
analítica com auxílio de um béquer;
3. Misturar o NaOH com 50 ml de água destilada até dissolver;
4. Com auxílio de um bastão de vidro, transferimos a solução de 50 ml
do NaOH para um erlenmeyer de 250ml;
5. No erlenmeyer, completamos a solução até o menisco com água
destilada;
6. Transferimos a solução final do erlenmeyer para a bureta até que
fosse zerada;
Obs.: Repetimos o passo 6 de 3 à 5 vezes, no processo de titulação.

SOLUÇÃO B:
1. Utilizando uma pipeta graduada e a pêra de sucção, transferiu-se
10ml de vinagre para um balão volumétrico de 100ml;
2. Completou o balão com água destilada até o menisco.
3. Transferiu-se uma alíquota de 10ml da solução para um erlenmeyer;
4. Completou-se a proveta até a marca de 20ml com água destilada
com o auxílio da pisseta e transferiu para o erlenmeyer com a
alíquota de vinagre para o processo de titulação;
5. Colocou-se 3 gotas do indicador fenolftaleína.

TITULAÇÃO:
1. Com ajuda da bureta, adicionar gota a gota de NaOH no erlenmeyer
até que fique levemente rosada;
2. Anotar o volume gasto de NaOH para o ponto de viragem;
3. Realizar o processo de titulação por três vezes, e calcular a média
dos três volumes, será este o volume titulado.

As titulações forma feitas


1 7,0 ml de NaOH em 30ml de solução repetidamente em 30 ml de
2 7,0 ml de NaOH em 30ml de solução solução de vinagre + 20 ml de
3 7,2 ml de NaOH em 30ml de solução água destilada com
MÉDIA: 7,06 ml fenolftaleína como marcador.
Reação: CH3COOH + NaOH → CH3COONa + H2O

5. CÁLCULOS
1. Calcular a molaridade do ácido acético utilizando 𝑀1 𝑉1 = 𝑀2 𝑉2
2. Calcule a concentração, em g/L do ácido acético no vinagre.
3. Qual o teor de ácido acético no vinagre analisado?
6. CONCLUSÃO

Nesta prática, através da solução de NaOH, conseguimos titular a solução


de vinagre, que é um procedimento analítico mais exato, e descobrir as
concentrações de ácido acético. Concluiu-se que, depois de todos os cálculos,
produzir todas as titulações, o objetivo da prática foi alcançado. As soluções
foram feitas conforme os cálculos e as técnicas ensinadas, tornando a prática
muito produtiva.
De acordo com os resultados obtidos concluiu -se que o vinagre
submetido à titulação contém uma concentração de ácido acético dentro
das especificações de qualidade, pois o teor obtido está conforme com o
padrão estabelecido pela legislação brasileira que estabelece 4 % como teor
mínimo de ácido acético em vinagre comercial.

7. REFERÊNCIA
Relatório com base nas informações dadas pela docente, pelo material por ela
fornecido e pela fundamentação nos links abaixo:
 https://www.infoescola.com/quimica/titulacao/
 http://www2.iq.usp.br/docente/hvlinner/QFL2426/volumetrica.pdf
 https://manualdaquimica.uol.com.br/quimica-organica/acido-acetico.htm
 http://www.abq.org.br/cbq/2014/trabalhos/4/4676-15654.html

Você também pode gostar