Você está na página 1de 11

CENTRO UNIVERSITÁRIO METODISTA IZABELA HENDRIX

DILMA DE ARAÚJO SILVA

PROJETO DE MONOGRAFIA

Belo Horizonte
2011

1
CENTRO UNIVERSITÁRIO METODISTA IZABELA HENDRIX

PROJETO DE MONOGRAFIA

Projeto de pesquisa apresentado ao


Centro Universitário Metodista Izabela
Hendrix como requisito para elaboração
do Trabalho de Conclusão de curso.
Realizado sob a Orientação do Professor
Reginaldo.

Belo Horizonte
2011

2
SUMÁRIO

TEMA...............................................................................................4

DELIMITAÇÃO DO TEMA...............................................................4

PROBLEMATIZAÇÃO......................................................................4

OBJETIVO GERAL..........................................................................4

OBJETIVOS ESPECÍFICOS............................................................4

JUSTIFICATIVA...............................................................................4

METODOLOGIA..............................................................................6

REFERENCIAL TEÓRICO..............................................................7

CRONOGRAMA..............................................................................10

BIBLIOGRAFIAS.............................................................................11

3
TEMA
Pedagogia Empresarial.

DELIMITAÇÃO DO TEMA

O papel do Pedagogo no RH de uma empresa.

PROBLEMATIZAÇÃO

Qual a importância da presença do Pedagogo no RH de uma empresa?

OBJETIVO GERAL

Entender como o Pedagogo pode contribuir na qualificação do RH de uma


empresa.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS

• Conceituar a Pedagogia Empresarial


• Discutir o papel do Pedagogo no RH de uma empresa
• Identificar a ação do pedagogo no RH de uma empresa
• Apresentar a importância do Pedagogo no RH de uma empresa

JUSTIFICATIVA

Esta pesquisa visa aprofundar na temática o papel do Pedagogo no RH da


empresa.

Além da Pedagogia no âmbito escolar atualmente o pedagogo tem


desempenhado seu papel em outros ambientes educacionais, dentre eles
empresa. Esta expansão da área de atuação do Pedagogo se justifica pelo fato
de que na sociedade moderna modificações significativas ocorrem em todos os
aspectos do conhecimento.

4
O mundo do trabalho sofre com as sucessivas modificações, tornando-se cada
vez maior a competitividade entre as empresas o que leva a exigência de
profissionais criativos e eficazes.

Em meio a tantas transformações surgem também questionamentos do tipo:


Como manter as organizações atualizadas em meio a tantas mudanças? Como
transformar o ambiente de trabalho em um ambiente de aprendizagem
permanente?

Em decorrência deste contexto de tantas indagações é que aparece a figura do


pedagogo. De acordo com Ferreira (1995):

Um dos propósitos da Pedagogia na Empresa é a de qualificar


todo o pessoal da organização nas áreas administrativas,
operacional, gerencial, elevando a qualidade e produtividade
organizacional (p. 8)

Desta forma o pedagogo na empresa produz e difunde o conhecimento,


exercendo seu papel de educador. Sua contribuição visa modificar
comportamento do pessoal buscando a melhoria de qualidade desempenho
pessoal e também profissional.

A escolha do tema se fez necessário porque quero compreender o papel que


este profissional desempenha dentro do RH da Empresa e quais são as suas
contribuições para a qualificação neste setor.

A linha de pesquisa sobre a qual esta pesquisa está relacionada será formação
de Professores/as, pois abordara o Pedagogo e sua atuação dentro da
empresa.

5
METODOLOGIA

Esta pesquisa será de abordagem dialética que segundo Houaiss Apud


Nosella. (2009, p.74). “Dialética em sentido bastante genérico indica oposição e
conflito originados pela contradição”.

A pesquisa será realizada a partir de revisão bibliográfica partindo da análise


de autores que discutem (atemática) o pedagogo e sua formação o papel do
pedagogo no RH da empresa e estabelecer um diálogo com os mesmos.

6
REFERENCIAL TEÓRICO

Sendo a Pedagogia a ciência da educação, cabe a ela o estudo e investigação


do trabalho Pedagógico desenvolvido em espaços escolares e não escolares.

A resolução CNE/CP Nº 1, de 15 de maio de 2006, artigo 2º as diretrizes


curriculares para o curso de pedagogia aplicam-se a formação inicial para o
exercício da docência na Educação Infantil e nos anos iniciais do ensino
fundamental, nos cursos de Ensino Médio, na modalidade Normal, e em cursos
de Educação Profissional na área de serviços e apoio escolar, bem como em
outras áreas nas quais sejam previstos conhecimentos Pedagógicos.

Considerando as mudanças ocorridas no capitalismo internacional, o vinculo


entre educação e economia cria laços, pois em decorrência de intensas
transformações como a internacionalização da economia, inovações
tecnológicas e cientificas se faz necessária a introdução de novos sistemas de
organização do trabalho, com novas exigências de qualificação dos
trabalhadores.

Segundo Libâneo: (2007, p.28)

De fato com a “intelectualização” do processo produtivo, o trabalhador


não pode mais ser improvisado. São requeridas novas habilidades,
mais capacidade de abstração, de atenção, um comportamento
profissional mais flexível. (2007, p.28)

Estas transformações estão conduzindo a sociedade, levando a um novo


modelo, e o recurso controlador passa a ser a capacidade e experiência das
pessoas.

Nesse contexto surge à figura do Pedagogo no âmbito empresarial. Através de


seu olhar critico esse profissional desempenha seu papel visando os processos

7
de planejamento, capacitação, treinamento, atualização, e desenvolvimento do
corpo funcional. Contribuindo assim para a qualificação da empresa, através da
sua capacidade e sensibilidade para detectar os problemas.

Segundo Ribeiro:

O pedagogo que atua na empresa precisa ter sensibilidade suficiente


para perceber quais estratégias podem ser usadas em que
circunstâncias para que não se desperdice tempo demais aplicando
numerosos métodos e com isso perca de vista os propósitos tanto da
formação quanto da empresa. Ao planejar um programa de
formação/treinamento a seleção de métodos obedece ao princípio do
desenvolvimento concomitante de competências técnicas e de
relacionamento social. (2003, p. 20).

As atividades desempenhadas pelo Pedagogo exige uma atuação que


extrapola a simples aplicação de técnicas. Mas se da em processos de
aprendizagem com a finalidade de desenvolvimento de competências,
capacidade criativa para lidar com as novas demandas e situações, permitindo
ao individuo desenvolver-se como um todo.

Segundo Chiavenato:

Desenvolver pessoas não é apenas dar-lhes informação para que


elas aprendam novos conhecimentos, habilidades e destrezas e se
tornem mais eficientes naquilo que fazem. É, sobretudo, dar-lhes a
fundamental formação básica para que elas aprendam novas
atitudes, soluções, ideias, conceitos e que modifiquem seus hábitos e
comportamentos e se tornem mais eficazes naquilo que fazem.
Formar é muito mais do que simplesmente informar, pois representa
um enriquecimento da personalidade humana. (1999, p. 290).

A presença do Pedagogo neste ambiente de trabalho se torna indispensável, o


Pedagogo Empresarial tem como objetivo proporcionar a aprendizagem dos
funcionários uma vez que a sociedade exige profissionais que consigam
atender as expectativas dos avanços tecnológicos neste mundo globalizado.

8
A empresa passa a ser considerada como um espaço educativo, estruturado
como uma associação de pessoas em torno de uma atividade com objetivos
específicos, portanto como um espaço também de aprendizagem. Cabe ao
Pedagogo buscar estratégias e metodologias que garantam a aprendizagem.

Segundo Libâneo:

As empresas reconhecem a necessidade de formação geral como


requisito para enfrentamento da intelectualização do processo
produtivo. (2007, p.27).

9
CRONOGRAMA DE PESQUISA

Ano 2011

Meses Ago. Set. Out. Nov. Dez

Leitura das obras X

Análise crítica do material X

Elaboração preliminar do texto X

Redação provisória X

Entrega ao orientador X

Revisão e redação final X

Entrega ao coordenador X

Apresentação X

10
BIBLIOGRAFIAS

• CHIAVENATO. Idalberto: Administração de recursos Humanos. 5. ed.


São Paulo : Atlas.2003.

• LIBÂNEO, José Carlos: Pedagogia e Pedagogos, para quê? 9. ed.- São


Paulo, Cortez, 2007.

• RESOLUÇÃO CNE/CP Nº 1de 15 de maio de 2006. Disponível em:


http://portal.mec.gov.br/arquivos/pdf/rcp01_06.pdf acesso dia: 17/06/11

• RIBEIRO, Amélia Escotto Amaral: Pedagogia Empresarial: atuação do


Pedagogo na Empresa, Rio de Janeiro: Wak, 2003.

• NOSELLA, Paolo; BUFFA, Esther. Instituições escolares: por que e


como pesquisar. Campinas: Alínea, 2009.

11

Você também pode gostar