Você está na página 1de 5

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO

CENTRO DE TECNOLOGIA
ESCOLA DE QUÍMICA

Determinação Gravimétrica
de Níquel

Discente: Ricardo Vitor Costa Limoeiro e Gabriela de Assis Ferreira


E-mail: ricardolimoeiro1@gmail.com; gabrielaferreira457@gmail.com
Docente: Renata Jorge da Silva
Disciplina: Química Analítica Exp. I

Rio de Janeiro, Junho de 2019


1. Introdução
A análise gravimétrica consiste em um método analítico quantitativo que permite
determinar o teor de um determinado composto presente em uma amostra. O
composto a ser quantificado é isolado de sua amostra na forma mais pura e estável
possível possuindo uma fórmula química bem definida e conhecida, o que
permitirá ao final determinar sua massa através de sua relação estequiométrica.
Tal prática possui várias ramificações que são classificadas de acordo com seu
método de separação. A trabalhada no seguinte experimento utilizou-se do método
da precipitação, que consiste na precipitação do composto a ser quantificado em
uma forma insolúvel e bem definida. Aqui é importante frisar a palavra
precipitação, que ocorre de maneira rápida e forma cristais de tamanho grande e
variado, de forma que não se perca o analito no processo de filtração.
O preparo da solução segue-se na escolha de um reagente que forma um composto
pouco solúvel com o analito, aquecendo o sistema no processo para agilizar a
reação. A precipitação que se segue é feita com o ph controlado e de maneira lenta,
procurando ao máximo evitar a cooprecipitação. Após isso deixa-se a solução de
repouso e prepara-se o cadinho.
A técnica de gravimetria procura determinar medidas mais próximas possíveis das
verdadeiras, então o preparo do cadinho é feito de maneira atenciosa. O cadinho é
manuseado com um papel absorvente e aquecido para eliminar qualquer umidade
que ele possa apresentar. Feito esse procedimento, de aquecimento e esfriamento,
pesa-se o cadinho. Repete-se as mesmas etapas até que o cadinho tenha massa
constante, para que nada comprometa a pesagem. Guarda-se o cadinho em um
dissecante, composto com sílica e cobalto.
Retornando a solução agora com as partículas maiores é feita uma filtração, que
pode ser ou com papel de filtro ou à vácuo. Enquanto se filtra o precipitado
também se realiza sua lavagem para que não fique nada de solução. Segue-se para
a secagem do cadinho para que novamente sua umidade não prejudique a pesagem.
Após o resfriamento é feito a pesagem.
Com o auxílio de uma balança analítica é possível determinar a massa do analito
com precisão. Uma vez que o precipitado possui composição química bem definida
e um elevado teor de pureza, quantifica-se o composto (ou elemento) com o auxílio
de sua massa molecular (ou molar).
2. Objetivo
Quantificar Níquel em uma solução de Nitrato de Níquel Hexahidratado (II)
através do precipitado vermelho cereja Dimetilglioximato de Níquel a partir do
método gravimétrico de precipitação.

3. Dados
Massa Atômica: Massa do Cadinho com
Precipitado:
Ni2+ = 58,6900 g/mol
48,4960 g
Concentração:
Volume de Solução:
Ni(NO3)2 • 6H2O = 6,0416 g/L
Ni(NO3)2 • 6H2O = 10,00 mL
Massa Molecular:
Volume de Solução:
Ni(DMG)2 = 288,7700 g/mol
DMG 1% = 20,00 mL
Ni(NO3)2 • 6H2O = 290,7900 g/mol
Massa do Cadinho Vazio:
49,3422 g

4. Cálculos

Massa teórica:
- Dados:
Ni2+: MA = 58,6900 g/mol
Ni(DMG)2: MM = 288,7700 g/mol
Ni(NO3)2 • 6H2O: MM = 290,7900 g/mol
- Cálculo do Fator Gravimétrico (FG):
Informações referentes ao rótulo:
Massa de Ni(NO3)2 = Ni(NO3)2 • 6H2O * Volume
Massa de Ni(NO3)2 = 6,0536*0,01L
Massa de Ni(NO3)2 = 0,0605g
MM Ni(DMG)2 288,7700
FG = = = 0,9930 gramas
MM Ni(NO3)2 • 6H2O 290,7900

0,9930g Ni(DMG)2 ---------------- 1,0000g Ni(NO3)2 • 6H2O


G ---------------- 0,0605g
G = 0,0600 gramas de Ni(DMG)2

0,2032 Ni2+ ---------------- 1,0000g Ni(DMG)2


R ---------------- 0,0600g
R = 0,0121 gramas de Ni2+

A massa teórica referente a prática é de 0,0121 gramas de Níquel (II).

Massa Experimental:
Não foi possível estabelecer a massa experimental, devido a ocorrência de um
fenômeno incomum. Foi observado que o cadinho pesado com o precipitado
resultou em uma massa menor que a do cadinho vazio. Dentre os possíveis erros
que podem ter prejudicado a prática podemos apontar uma pesagem feita de
maneira errada do cadinho – fatores como ar condicionado, ou uma má calibração
da balança analítica podem ter influenciado no valor – ou até mesmo na preparação
do cadinho. Seu aquecimento pode não ter sido feito da maneira devida deixando
rastros de umidade, que quando submetidas novamente ao aquecimento já com o
precipitado evaporaram, diminuindo a massa do cadinho.
5. Conclusão
Uma vez que possui-se pouco tempo para a realização da prática o preparo do
cadinho não pôde receber a devida atenção, o que prejudicou nos resultados finais.
Não se pôde chegar quantificar o níquel na amostra.

6. Biografia
Vogel, A. Química Analítica Qualitativa. Editora Mestree Jou, São Paulo, 5 a
edição.
IUPAC, Compendium of Chemical Terminology Gold Book – Version 2.3.3, 2014