Você está na página 1de 2

NÃO BASTA SER MÃE, É PRECISO PARTICIPAR

ÊXODO 2.1-10

INTRODUÇÃO:

Felizes são os filhos cujas mães investem neles tempo, cuidado e ensino. Felizes são
os filhos que hoje estão de pé, porque sua mãe colocou-se continuamente de joelhos
diante de Deus em oração em seu favor. Nossa geração precisa de mães
intercessoras, mães piedosas, mães que amem a Deus e inculquem nos filhos esse
mesmo amor. Nossa geração não precisa de mais conforto nem mesmo de mais
tecnologia, mas de mães que imprimam nos seus filhos os valores graníticos de uma
conduta ilibada e ensinem seus filhos as verdades eternas das Sagradas Escrituras.
A palavra de Deus fala de homens influentes na história que foram impactados por
sua mãe. Moisés, o maior líder de Israel, foi poupado da morte pelo expediente de
Joquebede, sua mãe, e tomou as mais importantes decisões da vida, na fase adulta,
por causa do ensinamento que recebeu dela na infância. Samuel, o maior profeta,
sacerdote e juiz de sua geração, foi fruto da oração de Ana, sua mãe. Timóteo, o
grande cooperador do apóstolo Paulo, foi educado nas sagradas letras, desde sua
infância, por sua piedosa mãe, Eunice e sua avó, Loide. Agostinho de Hipona, o mais
destacado líder da igreja nos séculos IV e V, foi objeto da oração de Susana, sua mãe,
por trinta anos. João Wesley, homem poderosamente usado por Deus, no século
XVIII, foi fortemente influenciado Susana, sua mãe.

Hoje as mulheres conquistaram muitos espaços importantes na sociedade e


reconhecemos o valor dessas conquistas. Mas, muitas delas, para alcançar essas
conquistas, abriram mão de seu maior ministério, o ministério de mãe. Você, mãe,
tem nas mãos o incomparável privilégio e ao mesmo tempo, a mais urgente
responsabilidade de criar seus filhos no temor do Senhor, e assim, influenciar as
futuras gerações.

A família, a igreja e a sociedade precisam de mães que conheçam a Deus, amem a


Cristo, sejam cheias do Espírito Santo e tenham compromisso de ensinar a seus filhos
pelo exemplo. Precisamos de mães que orem pelos filhos incansavelmente. Mães
que lutem pela salvação de seus filhos. Mães que ensinem seus filhos no caminho
em que devem andar. Mães que ousem consagrar seus filhos a Deus. Mães que
nunca desistam de ver seus filhos sendo levantados por Deus para uma grande obra.
Mães que coloquem o ninho de seus filhos em lugares altos, longe dos pregadores.
1
Mães que, no trato com seus filhos, temperem firmeza com doçura e disciplina com
encorajamento. Mães que ensinem a verdade em amor.

É no lar que ganhamos ou perdemos as mais importantes batalhas da vida. Por isso,
é na família que devemos fazer nossos maiores investimentos. Nosso maior
patrimônio e nossos maiores tesouros não são os bens que granjeamos nem o
conhecimento que adquirimos, mas a família que construímos. Nenhum sucesso
vale a pena se o preço a pagar é o sacrifício da nossa família. Hoje, o dia das mães,
erguemos aos céus nosso preito de gratidão a Deus por essas valorosas mulheres.
Que você, mãe, continue sendo um vaso de honra nas mãos de Deus. Que você seja
sempre uma mãe zelosa, ajudando seus filhos a serem melhores crentes e melhores
cidadãos deste mundo. Nosso reconhecimento a todas vocês, mães, pelo seu dia!

(1) Foi-se um homem da casa de Levi e casou com uma descendente de Levi. (2) E a
mulher concebeu e deu à luz um filho; e, vendo que era formoso, escondeu-o por
três meses. (3) Não podendo, porém, escondê-lo por mais tempo, tomou um cesto
de junco, calafetou-o com betume e piche e, pondo nele o menino, largou-o no
carriçal à beira do rio. (4) A irmã do menino ficou de longe, para observar o que lhe
haveria de suceder. (5) Desceu a filha de Faraó para se banhar no rio, e as suas
donzelas passeavam pela beira do rio; vendo ela o cesto no carriçal, enviou a sua
criada e o tomou. (6) Abrindo-o, viu a criança; e eis que o menino chorava. Teve
compaixão dele e disse: Este é menino dos hebreus. (7) Então, disse sua irmã à filha
de Faraó: Queres que eu vá chamar uma das hebréias que sirva de ama e te crie a
criança? (8) Respondeu-lhe a filha de Faraó: Vai. Saiu, pois, a moça e chamou a mãe
do menino. (9) Então, lhe disse a filha de Faraó: Leva este menino e cria-mo; pagar-
te-ei o teu salário. A mulher tomou o menino e o criou. (10) Sendo o menino já
grande, ela o trouxe à filha de Faraó, da qual passou ele a ser filho. Esta lhe chamou
Moisés e disse: Porque das águas o tirei.

Interesses relacionados