Você está na página 1de 6

Submódulo 10.

15
Triagem de ocorrências e
perturbações
Data e instrumento de
Rev. Nº. Motivo da revisão aprovação pela
ANEEL
Adequação ao artigo nº 20 da Resolução 15/09/2010
1.1 Normativa ANEEL nº 376/09, de 25 de agosto de Despacho SRT/ANEEL
2009. nº 2744/10
16/12/16
Versão decorrente da Audiência Pública nº
2016.12 Resolução Normativa
020/2015
nº 756/2016

Endereço na Internet: http://www.ons.org.br


Procedimentos de Rede

Assunto Submódulo Revisão Data de Vigência

TRIAGEM DE OCORRÊNCIAS E 10.15 2016.12 01/01/2017


PERTURBAÇÕES

1 INTRODUÇÃO .................................................................................................................................3
2 OBJETIVO .......................................................................................................................................3
3 PRODUTOS .....................................................................................................................................3
4 ALTERAÇÕES DESTA REVISÃO ..................................................................................................4
5 RESPONSABILIDADES ..................................................................................................................4
5.1 CENTROS DE OPERAÇÃO DO ONS ................................................................................................4
5.2 AGENTES DE OPERAÇÃO ...............................................................................................................4
6 PREMISSAS ....................................................................................................................................4
7 DIRETRIZES ....................................................................................................................................4
8 CRITÉRIOS ......................................................................................................................................5

Endereço na Internet: http://www.ons.org.br Página 2/6


Procedimentos de Rede

Assunto Submódulo Revisão Data de Vigência

TRIAGEM DE OCORRÊNCIAS E 10.15 2016.12 01/01/2017


PERTURBAÇÕES

1 INTRODUÇÃO
1.1 A triagem das ocorrências e perturbações compreende a seleção de eventos conforme critérios
preestabelecidos, para análise e emissão de relatórios específicos, bem como para consolidação,
classificação, armazenamento e divulgação das informações inerentes a esses eventos para fins
estatísticos.
1.2 O módulo e os submódulos aqui mencionados são:
(a) Submódulo 10.22 Rotinas Operacionais;
(b) Módulo 22 Análise de ocorrências e perturbações;
(c) Submódulo 22.2 Análise de ocorrência;
(d) Submódulo 22.3 Análise de perturbação;
(e) Submódulo 22.5 Análise da operação; e
(f) Submódulo 25.3 Relatórios da operação do Sistema Interligado Nacional.

2 OBJETIVO
2.1 O objetivo deste submódulo é atribuir as responsabilidades e estabelecer as premissas, as
diretrizes e os critérios para a triagem de ocorrências e perturbações ocorridas no sistema.

3 PRODUTOS
3.1 Os produtos do processo descrito neste submódulo são:
(a) Registros em banco de dados das informações referentes às ocorrências e perturbações
com envolvimento da Rede de Operação;
(b) Relatório de Acompanhamento Mensal de Triagem de Ocorrências e Perturbações no
Sistema Interligado Nacional.
3.1.1 Os registros citados no item 3.1 (a) deste submódulo contêm, além das informações
referentes às ocorrências e perturbações que interfiram na Rede de Operação, a classificação
desses eventos para análise e/ou divulgação.
3.1.2 O Relatório de Acompanhamento Mensal de Triagem de Ocorrências e Perturbações no
Sistema Interligado Nacional deve ter a seguinte estruturação:
(a) Objetivos;
(b) Principais perturbações;
(c) Acompanhamento da emissão de Relatórios de Análise de Perturbação - RAP;
(d) Acompanhamento da emissão de Relatórios de Análise da Operação – RAO;
(e) Acompanhamento da emissão de Relatórios de Análise de Ocorrência – RO;
(f) Providências registradas e recomendações emitidas no mês;
(g) Estatística dos prazos de emissão dos relatórios.

Endereço na Internet: http://www.ons.org.br Página 3/6


Procedimentos de Rede

Assunto Submódulo Revisão Data de Vigência

TRIAGEM DE OCORRÊNCIAS E 10.15 2016.12 01/01/2017


PERTURBAÇÕES

4 ALTERAÇÕES DESTA REVISÃO


4.1 Alterações decorrentes da Audiência Pública 020/2015, realizada no período de 16 de abril de
2015 a 27 de outubro de 2016, de ocorrências e Perturbações no Sistema Interligado Nacional
também ser disponibilizado para a ANEEL.

5 RESPONSABILIDADES

5.1 Centros de Operação do ONS


5.1.1 Identificar as ocorrências e perturbações na Rede de Operação, que devem ser objeto de
relatórios de análise, conforme definido nos Submódulos 22.2, 22.3 e 22.5, e aquelas que devem
ser divulgadas nos relatórios de acompanhamento da operação definidos no Submódulo 25.3.
5.1.2 Encaminhar diretamente às áreas dos centros de operação do ONS envolvidos, para
tratamento imediato, as anormalidades, dificuldades, eventos indesejáveis e desempenhos
insatisfatórios que, por sua singularidade, baixa gravidade e baixa probabilidade de reincidência,
não se enquadrem nos critérios para elaboração dos relatórios de análise.
5.1.3 Interagir com os agentes de operação para dirimir dúvidas sobre os dados e informações
apurados e para as consistências previstas neste submódulo.
5.1.4 Elaborar o Relatório de Acompanhamento Mensal de Triagem de Ocorrências e Perturbações
no Sistema Interligado Nacional, disponibilizando-o aos agentes de operação e à ANEEL.

5.2 Agentes de operação


5.2.1 Fornecer informações complementares que, por algum motivo, não foram disponibilizadas
para a equipe de tempo real.
5.2.2 Enviar, quando solicitadas, informações complementares referentes ao desempenho das
equipes de tempo real dos centros de operação dos agentes, das equipes de operação das
instalações e dos Sistemas de Supervisão e Comunicação (SSC) que dão suporte às ações dos
centros de operação.

6 PREMISSAS
6.1 A atividade de triagem das ocorrências e perturbações consiste na análise prévia da operação
do sistema para identificar ocorrências e perturbações caracterizadas por anormalidades,
dificuldades, eventos indesejáveis e desempenhos insatisfatórios, bem como na seleção daquelas
que, conforme critérios estabelecidos no Módulo 22, são objeto de análise e emissão de relatórios
específicos e/ou devem ser divulgadas nos relatórios de acompanhamento da operação definidos
no Submódulo 25.3.
6.2 A triagem de ocorrências e perturbações dá início aos processos de análise estabelecidos no
Módulo 22, bem como disponibiliza informações sobre ocorrências e perturbações para os demais
processos estabelecidos nos Procedimentos de Rede.
6.3 A abrangência da triagem de ocorrências e perturbações é a Rede de Operação.

7 DIRETRIZES
7.1 Os centros de operação do ONS, a partir da apuração dos dados e informações sobre as
ocorrências e perturbações envolvendo a Rede de Operação, devem identificar aquelas que se
Endereço na Internet: http://www.ons.org.br Página 4/6
Procedimentos de Rede

Assunto Submódulo Revisão Data de Vigência

TRIAGEM DE OCORRÊNCIAS E 10.15 2016.12 01/01/2017


PERTURBAÇÕES

enquadram nos critérios de elaboração de relatórios específicos, de acordo com os Submódulos


22.2, 22.3 e 22.5 e daquelas que devem ser divulgadas nos relatórios de acompanhamento da
operação definidos no Submódulo 25.3.
7.2 Os centros de operação do ONS devem efetuar, nos processos de análise de ocorrências e
perturbações, as seguintes avaliações:
7.2.1. Avaliação prévia do desempenho das equipes de tempo real dos centros de operação do
ONS, das equipes dos centros de operação dos agentes de operação e das equipes responsáveis
pela operação das instalações.
7.2.2. Avaliação da qualidade do Programa Diário de Operação – PDO, dos documentos normativos
do Manual de Procedimentos de Operação – MPO e do seu atendimento por parte dos centros de
operação do ONS e agentes de operação.
7.2.3. Avaliação do desempenho dos Sistemas de Supervisão e Comunicação que dão suporte às
ações dos centros de operação do ONS, identificando anormalidades e dificuldades.
7.2.4. Avaliação do desempenho da teleassistência quando for o caso, verificando principalmente
se houve atraso no restabelecimento de equipamentos devido a problemas de teleassistência.
7.3 Os centros de operação do ONS devem efetuar a análise prévia dos eventos indesejáveis e
desempenhos insatisfatórios no controle de tensão, frequência, carregamento ou limites sistêmicos
que colocaram em risco a segurança operacional do sistema ou a integridade de equipamentos e
linhas de transmissão.
7.4 Os centros de operação do ONS devem solicitar aos agentes de operação, caso necessário,
dados e informações complementares para a conclusão da triagem das ocorrências e perturbações.
7.5 Mensalmente, até o 7º (sétimo) dia útil do mês subsequente, o Centro Nacional de Operação do
Sistema – CNOS deve elaborar o Relatório de Acompanhamento Mensal de Triagem de Ocorrências
e Perturbações no Sistema Interligado Nacional e divulgá-lo para os agentes de operação e para a
ANEEL.

8 CRITÉRIOS
8.1 Para a identificação de anormalidades, dificuldades, e desempenhos insatisfatórios nos
processos operativos, os centros de operação do ONS devem confrontar as ações executadas em
tempo real pelos agentes e ONS na Rede de Operação com os procedimentos descritos nos
programas de operação e documentos normativos do MPO, verificando a ocorrência de desvios e
suas origens.
8.2 Anormalidades, dificuldades, eventos indesejáveis e desempenhos insatisfatórios que, por sua
singularidade, baixa gravidade e baixa probabilidade de reincidência, não se enquadrem nos
critérios para elaboração dos relatórios de análise são encaminhados diretamente às áreas dos
centros de operação do ONS envolvidos para tratamento imediato, e também classificados e
armazenados em banco de dados específico.
8.3 As ocorrências, perturbações e eventos indesejáveis, que tenham causado dificuldades no
controle de tensão, de frequência, de carregamento e dos limites sistêmicos, devem ser
selecionados no processo de triagem para elaboração de relatórios de análise conforme critérios
estabelecidos nos Submódulos 22.2, 22.3 e 22.5.
8.4 As ocorrências e perturbações que provocaram interrupção de carga igual ou superior ao critério
estabelecido no Submódulo 10.22 devem ser selecionadas no processo de triagem para compor
relatórios de acompanhamento da operação do sistema do Submódulo 25.3.

Endereço na Internet: http://www.ons.org.br Página 5/6


Procedimentos de Rede

Assunto Submódulo Revisão Data de Vigência

TRIAGEM DE OCORRÊNCIAS E 10.15 2016.12 01/01/2017


PERTURBAÇÕES

8.5 O Relatório de Acompanhamento Mensal de Triagem de Ocorrências e Perturbações no Sistema


Interligado Nacional contém as descrições sucintas das principais ocorrências e perturbações
verificadas no SIN, bem como o acompanhamento da emissão das minutas e versões finais de todos
os relatórios de análise elaborados pelo ONS, de acordo com o Módulo 22.

Endereço na Internet: http://www.ons.org.br Página 6/6

Você também pode gostar