Você está na página 1de 39

LISTA DE REVISÃO

BAHIANA DE MEDICINA

ACESSE: WWW.BIOLOGIANAVEIA.COM.BR
SIGA: @PROFESSORLANDS
Questão 1
Desde que os microchips se tornaram menores e mais poderosos, eles se infiltraram,
praticamente, em todos os espaços da sociedade, de smartphones a dispositivos
médicos, aos controles que regulam linhas férreas, usinas elétricas e instalações de
tratamento de água. Especialistas em segurança de computadores vêm alertando que
esses equipamentos integrados são altamente vulneráveis a ataques porque estão cada
vez mais ligados a outros computadores, e porque, praticamente, não têm defesas
protegendo seu firmware, os programas impressos no chip. Em outubro passado,
seguindo uma onda de ataques a redes, que se acredita ter origem no Irã, o secretário de
defesa americano, Leon Panetta, alertou que um “Pear Harbor cibernético” poderia ser
iminente.
Engenheiros estão fazendo progressos na proteção desses chips. Uma nova abordagem,
descrita durante uma conferência de segurança computacional em julho, é um programa
que escaneia trechos aleatórios do código do firmware para procurar sinais de invasão.

1 - Um sistema de defesa, que se admite necessário para os programas impressos


em chips, já é uma realidade bem sucedida na espécie humana. Esse sistema
biológico de defesa, desenvolvido ao longo da história evolutiva dos seres vivos,
em sua dinâmica envolve, entre outras atividades, a
1) fragmentação de linfócitos, formando plaquetas que se multiplicam em resposta a
infecções por agentes bacterianos.
2) formação, durante a embriogênese, de células diferenciadas para a produção dos
anticorpos específicos contra agentes estranhos, com os quais o indivíduo poderá ter
contato durante toda a vida.
3) produção de antígenos como os característicos do sistema ABO presentes no
glicocálice das hemácias e que induzem a síntese de aglutininas anti-A e anti-B.
4) ação fagocitária de macrófagos – células grandes, ameboides, que se originam de
monócitos do sangue e podem se deslocar pelo corpo.
5) resposta imune primária com rápida e elevada produção de proteínas de defesa
específicas, que permanecem ligadas à membrana dos linfócitos enquanto durar a
infecção.
2 - O código genético, embora não procure sinais de invasores, é a base molecular
da vida em toda a sua expressão.
Sobre esse código, pode-se afirmar:
1) Constitui-se de uma linguagem que assume significados diversos entre os domínios
em que os seres vivos podem ser agrupados, segundo um sistema de classificação.
2) É decifrado em nucleotídeos de DNA, não apresentando complementaridade com as
sequências nucleotídicas envolvidas no fluxo da informação genética.
3) É expresso em códons cujo número é superior ao de tipos de aminoácidos que
formam as proteínas, o que configura uma flexibilidade essencial no processo evolutivo.
4) Interrompe-se entre as sequências de bases que codificam as diversas informações
genéticas ao longo da cadeia polinucleotídica.
5) É formado por um conjunto de nucleotídeos sujeitos a constantes mudanças,
revelando uma instabilidade ao longo da evolução biológica.

3 - As comunidades naturais, por ações antrópicas, podem ser invadidas por


espécies estranhas ao ambiente, com repercussões no equilíbrio dos ecossistemas
decorrentes de
1) aumento do potencial biótico da espécie invasora, cuja população cresce
exponencialmente.
2) reduzida capacidade de adaptação da espécie exógena que será eliminada do novo
ambiente.
3) crescimento da população de predadores naturais das espécies autóctones, reduzindo
a sua densidade.
4) alteração dos níveis tróficos ocupados pelas espécies nativas e invasoras, invertendo
a pirâmide de energia.
5) maior eficiência das espécies exóticas em relação às nativas na utilização dos
recursos do ambiente. 

Questões de 4 a 7
O encéfalo humano – que reúne dentro da caixa craniana, o cérebro, o cerebelo e o
tronco – é, até prova em contrário, o pedaço de matéria organizada mais complexa em
todo o universo conhecido. Muitos consideram o encéfalo uma espécie de apogeu da
evolução da vida, mas não deixa também de ser um triunfo da história da matéria que
compõe o próprio Universo. Quase todos os átomos da Tabela Periódica foram gerados
por nucleossíntese atômica no interior de antigas estrelas que depois explodiram como
supernovas, liberando essa matéria que, então, pôde reorganizar-se em novas estrelas –
agora, com planetas e moléculas de todo tipo. Sobre esse substrato material, a vida
surgiu e se desenvolveu, pelo menos na Terra. Não podemos resistir à poética
observação do astrônomo e divulgador da ciência Carl Sagan quando explica que somos
basicamente a matéria das estrelas... contemplando a si mesma!
O tecido nervoso difere de todos os outros na medida em que, nele, a diferenciação é a
regra.
A mente humana é um amálgama das diversas funções cognitivas do encéfalo que, além
das sensações e movimentos, envolve atenção, processamento visuoespacial, funções
executivas, emoções, sem se esquecer da memória e da linguagem. Homo sapiens
adquiriu essas capacidades ao longo da evolução por seleção natural.
Uma preocupação crescente nos últimos anos é saber como o encéfalo humano está
lidando com o novo ambiente onipresente das tecnologias digitais de comunicação – que,
muito embora tenha revolucionado nossas vidas, cada vez consome mais tempo e
envolvimento das pessoas, pelo menos daquelas que têm condições financeiras de
acessá-lo (a maioria da humanidade nem sonha com isso). O ambiente de hoje não tem
precedentes e, entre os principais responsáveis pelas mudanças comportamentais, são
apontadas a internet – especialmente as redes sociais – e os videogames interativos.
Embora haja aspectos positivos nesses recursos, suas limitações ficam exacerbadas com
o uso prolongado, que também promove o estresse, ou mesmo, a dependência (análoga
ao efeito de drogas). O chamado Transtorno de Dependência da Internet pode integrar a
próxima edição do Manual dos Transtornos Psiquiátricos (DSM-5).
QUILLFELDT, J. O encéfalo e a era digital. Scientific American Brasil. São Paulo: Duetto, no 128, ano 11, jan. 2013, p. 22. Adaptado.
4 - Considerando aspectos do desenvolvimento contextualizado no tecido nervoso,
é correto afirmar:
1) A dinâmica do tecido nervoso está associada a um ciclo celular que alterna interfases
curtas e mitoses que se prolongam pela pequena disponibilidade de proteínas
microtubulares.
2) Mudanças genômicas envolvendo perda de genes e taxas elevadas de mutações
garantem o padrão de diferenciação peculiar do tecido nervoso.
3) Na embriogênese humana, a nêurula representa o estágio final da organogênese
quando o ectoderma induz os demais folhetos à formação do tubo nervoso.
4) Os bilhões de células nervosas, em um fenômeno normal de integração, apresentam
uma ação massiva com todas as células respondendo simultaneamente a um mesmo
estímulo.
5) Na hierarquia da organização biológica, o nível tecidual manifesta funções que
transcendem àquelas inerentes a cada uma de suas células individualmente. 


5 - Uma análise morfofisiológica do encéfalo humano permite considerar:


1) A massa encefálica é constituída em sua totalidade por neurônios que apresentam
uma neurofibra em que o impulso gerado no dendrito passa diretamente para o axônio.
2) Da mesma forma que a medula, o encéfalo apresenta uma região externa constituída
de substância branca e uma mais interna formada pelos corpos celulares dos neurônios.
3) A obtenção de glicose pelos neurônios ocorre por um processo de difusão facilitada em
que as proteínas carreadoras permanecem na membrana atuando independente de
insulina.
4) A extrema especialização dos neurônios encefálicos restringe seu metabolismo à
biossíntese de neurotransmissores de natureza peptídica.
5) O encéfalo representa uma tendência evolutiva caracterizada pelo agrupamento de
neurônios na extremidade anterior do corpo, processo que se iniciou nos vertebrados. 


6 - A partir da análise das informações do texto e da compreensão dos fenômenos


envolvidos na origem e no desenvolvimento da vida na Terra, é pertinente
considerar:
1) O cenário referido descarta a possibilidade da vida ter se originado em outros planetas
da nossa galáxia.
2) Os dados moleculares disponíveis sugerem uma evolução prebiótica em que
elementos da matéria do Universo se organizaram nos blocos construtivos da vida na
Terra.
3) A explicação de que “somos basicamente a matéria das estrelas” fortalece a hipótese
da abiogênese nas discussões sobre o surgimento de seres vivos no planeta Terra.
4) A crescente demanda de energia para a formação e a evolução do progenoto foi uma
exigência para o estabelecimento da respiração aeróbica como o primeiro processo
bioenergético.
5) A organização estrutural de uma membrana constituída de fosfolipídeos e proteínas
pode ser perpetuada no mundo celular, independente de informação genética.

7 - Uma abordagem evolutiva associada à diversificação de funções como as


apresentadas pelo encéfalo permite concluir:
1) A deriva genética como fenômeno evolutivo tem pouco impacto nos processos de
especiação em populações drasticamente reduzidas.
2) A seleção disruptiva constitui o processo que melhor explica a exuberante capacidade
do encéfalo em Homo sapiens.
3) A evolução da espécie humana expressa a mudança evolutiva com a finalidade de
atingir o máximo de complexidade e perfeição no mundo vivo.
4) As populações humanas, pela sua homogeneidade genômica, mantêm as frequências
gênicas constantemente em equilíbrio de Hardy-Weinberg.
5) A síntese evolutiva moderna propõe uma ancestralidade comum para Homo sapiens e
Pan troglodytes (chimpanzés) relativamente recente quando comparada à diversificação
de outros primatas.

8 - A Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCED) se juntou ao
coro de pessoas que está reconhecendo que agora precisamos começar a medir o bem-
estar, não podemos ficar medindo apenas a produção. Esse é um movimento crescente
em que estão trabalhando os governos, as ONG e, até mesmo, o Fórum Econômico
Mundial de Davos.
Nos últimos 60 anos, estivemos correndo para cima e para baixo, construindo coisas,
comprando coisas, maiores TV, melhores casas, carros maiores e, mesmo assim, não
estamos mais felizes do que há 50 anos. E sob muitos aspectos parecemos mais
infelizes. Passamos menos tempo com a família, com os amigos, não tiramos mais férias,
perdemos de vista algumas das coisas que realmente importam, é uma crise que a
sociedade ocidental está vivendo. Temos realmente que pensar para onde estamos indo e
por que estamos indo para lá, e começar a medir se estamos indo na direção certa.
Frequentemente, para países em desenvolvimento, não há uma conversação sobre o que
significa o desenvolvimento, parece que deve se tornar semelhante aos EUA, ao Reino
Unido ou à Austrália, e não deveria ser assim. Deveria se mapear um curso para o futuro
que se identifique com aquele país, com aquela cultura, com o futuro que aquelas culturas
almejam. Talvez isso signifique mais crescimento econômico, aumento da expectativa de
vida, mas não significa sacrificar sua cultura e destruir seu meio ambiente.
Nas últimas décadas, a expectativa de vida aumentou, mas, se as pessoas estão felizes,
se estão sendo emitidos menos CO2 na atmosfera e se a biodiversidade está sendo

protegida, são aspectos que se precisa começar a mensurar melhor, pensando nos
verdadeiros resultados. Cabe às nações fazer suas escolhas em relação ao progresso e
ao bem-estar das pessoas.
HALL, Jon. Se você não puder medir, você não pode administrar: pessoas, progresso,
p e r s u a s ã o . D i s p o n í v e l e m : < h t t p : / / w w w. v i s a o f u t u r o . o r g . b r / s e % 2 0 Vo c e % 2 0
Não%2Puder%Medir>. Acesso em: 24 fev. 2014. Adaptado.

8 - O mundo é uma “Aldeia Global” e repensar as políticas públicas, a forma como a


ação antrópica tem modificado o espaço natural, tornou-se inadiável.
Nesse contexto, é correto concluir:
1) O Protocolo de Kyoto foi criado para impedir que gases do efeito estufa sejam
lançados na atmosfera e quem lança esses gases paga pesadas multas.
2) O efeito estufa é um fenômeno natural, cujos gases que compõem a atmosfera retêm
parte do calor recebido pelo sol.
3) O desmatamento só compromete a biodiversidade e a qualidade de vida da população
nos ecossistemas onde os índices pluviométricos são baixos e a amplitude térmica é alta.
4) A ausência de instrumentos eficazes de combate ao consumismo, no Oriente, contribui
para que essa região do planeta explore os recursos naturais de forma predatória e
provoque menos impactos ambientais.
5) O Centro-Oeste é a região do Brasil que mais provoca impactos ambientais devido ao
uso da técnica de jardinagem. 

9 - Pesquisas recentes têm relacionado sentimentos positivos que promovem
sensação de bem-estar à ação de hormônios, como a ocitocina, conhecida como o
hormônio do amor e da felicidade. A ocitocina, hormônio peptídico sintetizado no
hipotálamo, passa pelos axônios das células neurosecretoras para a hipófise
posterior (neurohipófise).
Considerando-se as características desse hormônio, é correto afirmar que a
ocitocina
1) provoca, no momento do parto, a contração rápida e voluntária das miofibrilas estriadas
que constituem a musculatura interna do útero.
2) responde à chegada de um potencial de ação que se propaga pelo sistema T,
causando deslizamento dos filamentos de actina sem a participação do cálcio.
3) atua sobre as glândulas mamárias, estimulando a secreção do alimento mais natural e
fundamental entre os cuidados maternos com a prole.
4) regula a ação de células de órgãos-alvo e, por retroalimentação negativa, atenua o
estímulo sobre a neurohipófise, diminuindo assim a sua síntese.
5) inibe a liberação de neurotransmissores, como acetilcolina e epinefrina ao nível das
sinapses elétricas, bloqueando a propagação do impulso nervoso.

10 - Embora a saúde e a felicidade estejam correlacionadas de maneira inequívoca e


bidirecional, não é fácil saber qual a relação de causalidade entre esses dois
estados. Somos felizes por ter boa saúde ou é a felicidade que nos faz saudáveis?
Tentativas de transpor essa associação para o cenário científico esbarram em
importantes obstáculos. Tais dificuldades não intimidaram o psicólogo e geneticista
Steve Cole que tem se dedicado a determinar quais genes se expressam em
pessoas felizes e compará-los com os de pessoas em estados mentais negativos,
decorrentes de estresse ou solidão. Não parece haver dúvida de que o sistema
nervoso central influi no sistema imune. Cole propôs que, entre os mais de 20 mil
genes humanos, há 209 que separam as pessoas deprimidas das felizes. Os genes
mais expressos nas pessoas tristes seriam os ligados à resposta inflamatória e os
genes reprimidos teriam papel antiviral.
RUMJANEK, Franklin. Genes felizes? CiênciaHoje.São Paulo: SBPC, n. 311, v. 52, jan./ fev. 2014, p.17. Adaptado.
Considerando-se uma abordagem genética da correlação saúde e felicidade, é correto
afirmar:
1) A transcrição de segmentos genômicos exige a ocorrência prévia de processamento do
DNA conforme cada tipo celular.
2) A repressão de genes ocorre na dependência de mutações que deletam ou alteram
sequências nucleotídicas separadas por íntrons.
3) A complexidade envolvida na expressão de um gene é uma condição que permite
negar a participação do genótipo na manifestação de características comportamentais.
4) A decodificação da mensagem genética é etapa essencial à síntese de moléculas com
papéis metabólicos variados.
5) A relação numérica entre a totalidade de genes e os que separam pessoas deprimidas
das felizes é uma evidência inquestionável da existência de genes para a felicidade.

11 - Incidência de infecções pelas bactérias conforme o período do ano por 10.000
pacientes/dia*

* 1 paciente dia corresponde a um dia de permanência de paciente no hospital.


COLLUCCI, Claúdia. Infecções hospitalares crescem no verão. Folha de São Paulo, São Paulo, 2 jan. 2014, saúde+ciência, B5.
Adaptado.

O gráfico registra a incidência de infecções hospitalares por bactérias Gram-


negativas em dois períodos do ano, durante estudo realizado em São Paulo.
Com base na análise dos dados apresentados e nos conhecimentos sobre
eubactérias, é uma consideração pertinente:
1) Uma parede espessa de peptidioglicano envolvendo a membrana plasmática está
associada à maior vulnerabilidade das bactérias Gram-negativas durante o verão.
2) Espécies de Enterobacter e Acinetobacter são as que expressam maior agressividade
em resposta à variação sazonal.
3) Bactérias em geral diminuem a capacidade de invadir tecidos corpóreos quando
expostas a temperaturas elevadas.
4) Klebsiella spp, Pseudomonas aeruginosa e Escherichia coli apresentam
comportamento refratário às mudanças de temperatura no verão e no inverno.
5) Terapias contra infecções bacterianas incluem a prescrição de um mesmo antibiótico,
pois as bactérias analisadas integram um único gênero. 


12 - A cada ano 70000 homens no Brasil recebem a notícia de que estão com câncer
de próstata. Quando a doença é descoberta em fase inicial, as chances de cura
chegam a 97%, fato devido à popularização de testes como a medição no sangue de
uma proteína, a PSA. Um teste desenvolvido por pesquisadores, na Inglaterra, pode
tornar a detecção ainda mais certeira. O exame inovador verifica a presença na
urina – e não no sangue – de outra proteína, a EN2, também indicativa da existência
do câncer. Esse teste será aplicado a partir de 2015. A proteína EN2 é naturalmente
sintetizada durante o desenvolvimento cerebral do feto. No nascimento, a sua
produção diminui consideravelmente. Só volta à carga na presença de células
prostáticas doentes. Homens saudáveis, segundo estudo publicado, não
apresentam a substância. Ou seja, a EN2 é um marcador exclusivo para a doença.
MELO, Carolina.Uma esperança masculina.Veja. São Paulo: Abril, e.2364, ano 47, n.11, 12 mar. 2014, p.86. Adaptado.

Uma análise dessas informações no âmbito da Biologia e de suas aplicações


permite afirmar:
1) A próstata participa da formação do sêmen com a liberação na uretra de nutriente para
os espermatozoides.
2) O câncer com origem na próstata está relacionado à completa inexistência dos eventos
moleculares que ocorrem na fase S do ciclo de células desse órgão.
3) A redução na síntese de EN2 revela a ausência de regulação da expressão gênica
após o nascimento de um bebê com cariótipo 46, XY.
4) A detecção da proteína EN2 na urina se deve à passagem dessas moléculas para a
cápsula de Bowman durante o processo normal de filtração na medula renal.
5) A maior precisão do exame de EN2 decorre da maior facilidade e eficácia de obtenção
de dados moleculares a partir do sangue do que da urina.
Questões de 13 a 15
Faltou combinar com Darwin
Problemas de saúde ligados à história evolutiva da nossa espécie

O bioantropólogo Daniel Lieberman, da Universidade de Harvard, concluiu a entrevista


sobre seu novo livro The Story of the Human Body, com uma espécie de grito de guerra:
“A medicina precisa da teoria da evolução!”. Para o cientista, a principal razão pela qual
os humanos de hoje, em especial os moradores de países ricos, sofrem cada vez mais de
doenças relativamente fáceis de prevenir – obesidade, problemas cardiovasculares,
diabetes e certos tipos de câncer, entre outras mazelas – é o fato de muitos médicos
ignorarem a evolução humana.
LOPES, Reinaldo José. Corpo em descompasso. Folha de São Paulo, São Paulo, 5 jan. 2014. saúde+ciência, B10. Adaptado.

13 - A expressão “Faltou combinar com Darwin” remete à história evolutiva de


Homo sapiens, explicada com base em ideias consolidadas com o neodarwinismo,
entre as quais pode-se destacar:
1) O estilo de vida atual, que privilegia o conforto, tem favorecido a ocorrência de
adaptações evolutivas que condicionaram o sucesso da espécie humana em sua história.
2) A diversificação, a partir do ancestral humano mais recente, decorreu de processos de
anagênese independente de eventos de separação de populações inerentes à
cladogênese.
3) A tendência de Homo sapiens a desenvolver doenças ao longo da vida revela que sua
evolução foi marcada por fenômenos de seleção disruptiva.
4) A trajetória de caçador-coletor até a atualidade foi determinada por mudanças
anatomofisiológicas radicais associadas aos problemas de saúde que acometem os
humanos.
5) A dinâmica dos genes nas populações humanas é fator que explica a evolução
biológica com base em processos de seleção natural e deriva genética. 


14 - Sob uma abordagem evolutiva e anatomofisiológica associada à saúde


humana, é correto afirmar:
1) As doenças passíveis de prevenção como obesidade e problemas cardiovasculares,
sendo multifatoriais, escapam da influência de predisposição genética.
2) A ingestão excessiva de sal, reduzindo a retenção de líquidos, determina alterações no
sistema cardiovascular para manter a osmorregulação em níveis normais.
3) A destruição das células beta do pâncreas, causando um tipo de diabetes, é uma
condição desenvolvida em resposta a mudanças de hábitos alimentares humanos na
modernidade.
4) A rota de síntese endógena de colesterol deve ter sido fixada na evolução devido ao
papel dessa biomolécula como moduladora da fluidez das membranas e precursora de
hormônios esteroides.
5) A percepção da imagem em um indivíduo míope, ao contrário do que acontece em
indivíduos de visão normal, ocorre na retina,devido ao esforço para focalização. 


15 - Contextualizando na gripe, em relação a doenças infecciosas ligadas à história


evolutiva da espécie humana, é correto afirmar:
1) A detecção e a identificação de agentes virais realizadas em laboratório, dependeram
de microscopia óptica também utilizada em investigações sobre bactérias e fungos
patogênicos.
2) A espécie humana em sua longa e permanente associação com o vírus da gripe
tornou-se o principal reservatório desse patógeno.
3) O acometimento de humanos pela gripe sugere uma relação ecológica recente o que
não se verifica entre vírus e aves que vivem em simbiose sem evidência marcante de
danos.
4) A dispersão da gripe, podendo vitimar um grande número de pessoas, deve-se à
necessidade de contato físico direto entre indivíduos sadios e infectados.
5) O sucesso da imunização contra gripe decorre da estrutura do genoma do vírus
influeza, constituído de DNA, que, por sua instabilidade, provoca a formação de uma
memória imunológica.
16 - O Dogma Central da Biologia Molecular, postulado por Francis Crick, aborda o
fluxo da informação genética: o DNA codifica a produção de RNA, e o RNA codifica
a produção de uma proteína, mas o contrário não é possível. Segundo esse dogma,
o fluxo da informação genética segue o seguinte sentido: DNA → RNA→
PROTEÍNA. Entretanto novas descobertas da ciência levaram a novas
interpretações desse Dogma.
Considerando-se os conhecimentos de Biologia Molecular e essas informações,
pode-se concluir:
1) A expressão de um gene depende da sua transcrição em uma molécula de proteína.
2) Alguns genes são expressos na forma de uma molécula de RNA, nesses casos não
ocorre a tradução e, consequentemente, a formação de uma proteína.
3) Em células eucarióticas, o RNA mensageiro é formado a partir da informação contida
na molécula de DNA e, logo após o término da transcrição, está pronto para ser traduzido.
4) Células do fígado e do intestino de um mesmo indivíduo produzem proteínas
diferentes porque apresentam, no seu DNA, um conjunto de genes diferentes.
5) A expressão da informação genética de eucariotos depende da atuação do RNA
transportador, molécula responsável pela condução do RNA mensageiro do núcleo ‒ onde
foi produzido ‒ para o citoplasma ‒ onde será traduzido. 


17 - O câncer de colo do útero é a segunda causa de câncer mais comum entre as


mulheres em todo o mundo, sendo precedido por lesões precursoras denominadas
neoplasias intraepiteliais cervicais, NIC, de grau 1, 2 e 3. A relação entre o
papilomavírus humano, HPV, e o câncer de colo uterino já está bem estabelecida. O
ciclo de vida do HPV assim como seu mecanismo de ação sobre o ciclo celular da
célula hospedeira causam a transformação neoplásica e a progressão das lesões
precursoras para o câncer de colo uterino. Tal transformação está associada,
principalmente, à expressão de dois genes do HPV: o E6 e o E7, cujos produtos
interferem no controle do ciclo celular.
Disponível em: <http://www.unip.br/comunicacao/publicacoes/ics/edicoes/2012/02_abr-jun/V30_ n2_2012_p107-111.pdf>. Acesso em: 6
out. 2014.

Considerando-se essas informações e os conhecimentos sobre câncer e vírus, é


correto afirmar:
1) As substâncias utilizadas em tratamentos de quimioterapia atuam no ciclo celular das
células tumorais, reduzindo a ocorrência de meioses. 

2) Paciente em tratamento contra câncer utiliza quimioterápico que age impedindo a
formação dos microtúbulos o que leva à interrupção da divisão celular, porque a
condensação dos cromossomos fica comprometida.
3) Retrovírus, como o HPV, se multiplicam inserindo a molécula de DNA, que estava no
seu capsídeo, no genoma da célula hospedeira.
4) A prevenção contra o HPV se restringe ao uso de preservativos.
5) A enzima transcriptase reversa possibilita a síntese de DNA a partir da molécula de
RNA nos vírus que apresentam RNA como material genético. 


18 - O sistema digestório humano é formado por um conjunto de órgãos, incluindo


algumas glândulas, e é responsável pela digestão dos alimentos e absorção de
nutrientes essenciais para o equilíbrio e funcionamento do organismo.
Sobre o funcionamento dos órgãos desse sistema e a digestão, é correto afirmar:
1) Paciente com deficiência na produção de pepsina pelas glândulas estomacais,
possivelmente, terá dificuldade de digerir carboidratos.
2) O pH ácido, estabelecido pela secreção de HCl no estômago, é essencial para a
digestão de proteínas pelas enzimas que compõem o suco pancreático.
3) A principal função das microvilosidades intestinais é aumentar a superfície de absorção
de água, promovendo a formação das fezes.
4) As disfunções do fígado, que comprometem a produção de bile por essa glândula,
interferem na digestão de gorduras e na eliminação de toxinas.
5) A digestão da carne é iniciada na boca, órgão no qual as enzimas salivares vão digeri-
la. 


19 - Karl Landsteiner, médico austríaco, e seus colaboradores descobriram os tipos


sanguíneos A, B, AB e O, bem como o sistema Rh. Essa descoberta teve grande
importância médica, entre as quais a realização de transfusões de sangue entre
pessoas cujos tipos sanguíneos são compatíveis.
Considerando-se os conhecimentos sobre a genética de tipos sanguíneos na
espécie humana e doenças associadas ao sangue, é correto afirmar:
1) Na segunda gestação, mulher com tipo sanguíneo O- cujo primeiro filho tem tipo
sanguíneo B- vai produzir anticorpos anti-Rh que, por meio do seu plasma, entrarão em
contato com o sangue do feto que tem tipo sanguíneo B+, ocasionando a eritroblastose
fetal.
2) Mulher, heterozigota, tipo sanguíneo A teve uma filha com homem, tipo sanguíneo AB;
a probabilidade de a filha apresentar o mesmo tipo sanguíneo da mãe é de 25%.
3) Paciente com tipo sanguíneo A pode receber transfusão de sangue de doador com tipo
sanguíneo AB.
4) A probabilidade do terceiro filho de um casal, formado por pai e mãe Rh negativos,
desenvolver eritroblastose fetal é de 33%.
5) Em um casal, em que o homem é hemofílico, e a mulher é normal, portadora do gene
para hemofilia, a probabilidade de ter um bebê hemofílico é de 50%.

20 - A evolução – modificação das espécies ao longo do tempo – lança luz sobre a


compreensão dos seres vivos, de dois modos. Em primeiro lugar, ela implica que há
relações de parentesco entre os seres vivos; para cada organismo vivo, há
ancestrais que o precederam. Para compreender as penas das aves, precisamos
examinar seus ancestrais, dos quais as aves herdaram diversas características. Em
segundo lugar, a evolução nos permite investigar como ocorreram as mudanças
nos seres vivos.
MEYER, D.; EL-HANI, C.N. Evolução o sentido da vida. São Paulo: Unesp, 2005. p.15. Adaptado.

Em relação às teorias científicas sobre a evolução biológica e seus processos, é


correto afirmar:
1) O lamarckismo considera que indivíduos mais aptos à exploração do ambiente têm
maiores chances de sobreviver e gerar descendentes.
2) O surgimento de órgãos análogos pode ser explicado pelo fenômeno de convergência
adaptativa no qual duas ou mais espécies possuem estruturas que apresentam origens
evolutivas distintas, mas desempenham a mesma função.
3) Órgãos homólogos são estruturas de diferentes organismos que, apesar de terem a
mesma função, podem, ou não, ter a mesma origem evolutiva.
4) A teoria proposta por Darwin preconiza que as espécies são capazes de induzir
mutações com o objetivo de se adaptar melhor ao ambiente, aumentando suas chances
de sobrevivência.
5) A especiação alopátrica ocorre quando populações que habitam uma mesma área
geográfica sofrem isolamento reprodutivo, ocasionando o surgimento de novas espécies. 

21 - A ecologia é a ciência que estuda as relações entre os seres vivos e as relações
dos seres vivos com o meio onde vivem. É uma área da Biologia que vem ganhando
grande importância por causa da crescente interferência do homem sobre os
ecossistemas. Considerando-se os conhecimentos sobre ecologia, pode-se afirmar:
1) Na relação interespecífica de Amensalismo, apenas uma espécie se beneficia, mas
não existe prejuízo à outra espécie.
2) A relação ecológica observada entre bactérias e raízes de leguminosas é um exemplo
de comensalismo, associação pela qual as duas espécies envolvidas são beneficiadas,
não havendo uma relação de dependência obrigatória entre elas.
3) Um poluente que atinja os produtores primários, como os vegetais em geral, é menos
prejudicial para o equilíbrio de um determinado ecossistema que um poluente que afete
consumidores primários.
4) Plantas que apresentam pneumatóforos e raízes-escora são típicas do bioma Cerrado.
5) O lançamento de esgoto em uma lagoa pode ocasionar a eutrofização, um processo
ocasionado pelo aumento de nutrientes que leva à intensa proliferação de algas e de
consumidores primários, ocasionando a redução da disponibilidade de oxigênio e,
consequentemente, a morte de muitos organismos. 


22 - Fazer previsões é sempre muito arriscado, mas os cientistas só podem usar os


dados de que dispõem. Na verdade, a cada ano os estudos sobre a crise ecológica
se acumulam, e os cenários se agravam. Se o Painel Intergovernamental sobre as
Mudanças do Clima, IPCC, estiver certo, há chances de “mudanças radicais,
prejudiciais, abruptas e, potencialmente, irreversíveis”, que deveriam ser evitadas.
COHEN, Marleine.Um mundo é o bastante? Planeta, São Paulo: Três, a.40, e. 482, nov. 2012, p. 40-47. Adaptado.

Entre as causas ou consequências dos fatos retratados, pode-se afirmar:


1) A Terra está entrando em uma nova era geológica, deixando o período Antropoceno e
entrando no período Holoceno.
2) A explosão demográfica verificada na última década está promovendo a desagregação
ambiental e aumentando, significativamente, as médias térmicas do planeta.
3) Os serviços ecossistêmicos estão em falência, e as mudanças geofísicas encontram-
se em contínua expansão.
4) A concentração de dióxido de carbono aumentou em decorrência do uso de
combustíveis fósseis e de mudanças no uso do solo.
5) A ação antrópica no Brasil superou a biocapacidade dos recursos naturais, tornando o
país campeão do desmatamento. 


23 - As palmas forrageiras são espécies de cactos típicos do sertão nordestino.


Essas plantas, adaptadas à seca e ricas em água, têm sido cultivadas no sertão e
são utilizadas na alimentação de animais e de humanos. A sobrevivência de
vegetais em ambientes áridos depende de uma série de características anatômicas
e fisiológicas.
Considerando-se essas características e a relação das plantas com a água, é
correto afirmar:
1) Uma das características da família Cactaceae, que ajuda na sobrevivência em
ambientes áridos, é a abertura dos estômatos durante o dia, o que possibilita a absorção
de CO2 e o acúmulo de água.

2) A absorção, a condução e o acúmulo de água pelo floema estão diretamente


relacionados com a redução da transpiração foliar.
3) Existindo excesso de água no vegetal, as células-guarda dos estômatos absorvem
água por osmose, ficando túrgidas, processo que resulta na obstrução do ostíolo,
impedindo a absorção de mais água.
4) As plantas que crescem em ambientes úmidos, comparadas com as que crescem em
ambientes áridos, apresentam maior concentração de estômatos na face inferior da folha,
cutícula mais espessa, tricomas e parênquima aquífero bem desenvolvido.
5) O caule tipo cladódio, típico de cactáceas como a palma, além de possibilitar a reserva
de água caracteriza-se por apresentar função fotossintetizante – essencial para o
metabolismo dessas plantas – uma vez que suas folhas são modificadas em espinhos.
24 - O aciclovir é um agente antiviral que atua bloqueando os mecanismos de
replicação do vírus. O trifosfato de aciclovir age como inibidor de substrato para o
DNA polimerase específico do herpes, impedindo a síntese do DNA viral, sem afetar
os processos celulares normais.
Considerando-se os conhecimentos sobre os vírus e as doenças por eles
desencadeadas, é correto afirmar:
1) Uma vacina eficiente deve ser capaz de promover a proliferação de anticorpos que
protejam o organismo da contaminação viral.
2) Um medicamento semelhante ao aciclovir pode ser usado para controlar a infecção por
um retrovírus.
3) Os retrovírus se caracterizam por apresentar o genoma de DNA e a enzima
transcriptase reversa.
4) Os vírus não são considerados seres vivos porque não apresentam material genético
próprio.
5) O HIV é um vírus que se caracteriza por apresentar uma fita simples de DNA.

25 - Recentemente a cidade de Salvador foi vítima de fortes chuvas. Nessas


situações a preocupação com a proliferação do mosquito Aedes aegypti,
transmissor da dengue e da febre chikungunya, cresce.
Considerando-se os conhecimentos sobre as doenças transmitidas por esse inseto
e sobre as formas de tratamento e de prevenção, é correto afirmar:
1) O uso de antibióticos específicos é a forma mais eficiente de tratar a dengue e a febre
chikungunya.
2) A vacinação é a melhor forma de prevenir a transmissão da febre chikungunya.
3) O uso de filtros de água pode ajudar a controlar a proliferação do inseto vetor das
doenças, pois esse mosquito se reproduz preferencialmente em águas contaminadas.
4) Uma vacina contra a dengue deveria ser aplicada nos animais reservatórios já que os
vírus são transmitidos para os humanos por esses organismos.
5) O combate à proliferação do mosquito transmissor da doença é a melhor forma de
controlar a ocorrência de novos casos de dengue. 

26 - O sangue apresenta vários componentes que desempenham diferentes
funções nos organismos. Dentre essas funções, pode-se citar, entre outras, o
transporte de gases e a defesa contra micro-organismos.
Sobre as células e as moléculas presentes no sangue, é correto afirmar:
1) Um indivíduo com baixa quantidade de plaquetas poderá apresentar sangramento
nasal decorrente de problemas na coagulação sanguínea.
2) Uma pessoa com redução na quantidade de glóbulos brancos apresentará dificuldade
respiratória ocasionada pela ineficiência no transporte de oxigênio no sangue.
3) As células sanguíneas responsáveis pela defesa imunológica do organismo são os
glóbulos vermelhos.
4) A insulina promove o acúmulo de glicose no sangue ocasionando a hiperglicemia.
5) As hemácias desencadeiam um processo inflamatório quando atuam na defesa do
organismo, destruindo bactérias invasoras. 


27 - As comunidades biológicas evoluem por meio da sucessão ecológica que é


importante no estabelecimento e no restabelecimento do equilíbrio ambiental.
Considerando-se os conhecimentos sobre o ambiente e a sucessão ecológica, é
correto afirmar:
1) Em um ambiente impactado, cuja vegetação natural foi bastante agredida, a
colonização por espécies pioneiras facilitará o estabelecimento de outras espécies.
2) Em uma comunidade em sucessão, o aumento da diversidade biológica é ocasionado
pelo aumento da biomassa da comunidade.
3) Ao longo da sucessão ecológica, a composição das espécies de uma comunidade
tende a permanecer constante.
4) O reflorestamento com grande número de indivíduos geneticamente semelhantes
entre si é importante para o restabelecimento do equilíbrio ambiental.
5) Em um campo de cultivo abandonado, a sucessão secundária será iniciada por
espécies pioneiras, como insetos e musgos 


28 - “Admitindo que continuaremos a queimar combustíveis fósseis à vontade,


liberando gases do efeito estufa, como dióxido de carbono, na atmosfera, o planeta
será transformado.”
Dos conhecimentos sobre as questões climáticas e o aquecimento global, é correto
afirmar:
1) O aquecimento sobre os continentes tem sido menor que sobre os oceanos, e menor
nos polos que sobre o equador.
2) A acidificação dos oceanos está diminuindo, razão pela qual o ecossistema marinho
entrou em colapso.
3) No Ártico, os solos permafrost ricos em metano estão mais expostos devido ao
derretimento do gelo e ao aumento da temperatura.
4) Nas médias latitudes, as estações do ano estão se tornando cada vez mais curtas,
todavia a primavera continua com as mesmas características.
5) As regiões de baixa latitude estão sendo beneficiadas porque os índices pluviométricos
aumentaram, e as chuvas são melhor distribuídas. 


29 - As células são as unidades estruturais e funcionais de todos os seres vivos.


Sobre citologia, é correto afirmar:
1) Os procariontes apresentam material genético organizado no núcleo.
2) Os aminoácidos essenciais são produzidos pelas células e utilizados na síntese de
carboidratos.
3) As microvilosidades intestinais aumentam a superfície de absorção de nutrientes pelas
células do intestino.
4) Glicídios e lipídios são os dois principais componentes das membranas celulares.
5) Células que sintetizam e exportam muitas proteínas possuem grande quantidade de
retículo endoplasmático não granular.

30 - “A sexualidade e a reprodução da espécie humana são temas apaixonantes e


polêmicos. A partir da adolescência, a taxa dos hormônios sexuais aumenta no
sangue das pessoas, o corpo e a mente se modificam, e a sexualidade passa a
desempenhar um papel importante na vida.”
Sobre a reprodução humana, é correto afirmar:
1) Na fase de mórula, as células do futuro embrião já apresentam diferenciação celular.
2) O blastocisto é formado na tuba uterina como resultado da fusão dos gametas
masculino e feminino.
3) A laqueadura das tubas uterinas é um método anticoncepcional eficiente porque
impede que o zigoto se implante no útero. 

4) Durante a espermatogênese, a separação dos cromossomos homólogos ocorre na
segunda divisão da meiose, originando espermatozoides haploides.
5) As divisões do zigoto originam células diploides denominadas blastômeros que
apresentam características genotípicas semelhantes entre si. 


31 - Em 1665, o físico e biólogo Robert Hooke analisou fatias de cortiça em um


microscópio composto, construído por ele, e observou compartimentos aos quais
denominou células.
Dispinível em: <http://www.ufrgs.br/livrodehisto>. Acesso em: 15 out. 2015. Adaptado.

Com base nos conhecimentos sobre citologia, é correto afirmar:


1) O citoesqueleto, formado por um conjunto de fibras proteicas, é essencial para a
adesão das bactérias com a matriz extracelular.
2) O aparelho de Golgi é fundamental para a síntese de lipídios.
3) O nucléolo é uma organela nuclear, delimitada por membrana, responsável pela
formação do RNA mensageiro.
4) Em geral, as proteínas que são secretadas pelas células eucarióticas são formadas
pelos ribossomos que se encontram livres no citoplasma.
5) As células de uma pessoa que consome bebida alcoólica diariamente tendem a ter o
retículo endoplasmático liso mais desenvolvido do que as células de um abstêmio. 


32 - O corpo humano é formado por quatro tipos de tecidos: conjutivo, epitelial,


muscular e nervoso. Cada um desses tecidos é formado por conjuntos de células
que atuam de maneira integrada, desempenhando funções específicas.
Considerando-se os conhecimentos sobre histologia, é correto afirmar:
1) O tecido epitelial se caracteriza por ser altamente vascularizado.
2) Células pertencentes aos tecidos epitelial, conjuntivo, muscular e nervoso de um
indivíduo apresentam genes diferentes já que têm funções e características diferenciadas.
3) O transporte de íons através da membrana dos neurônios promove a sua
despolarização, gerando o impulso nervoso que é iniciado nos dendritos e se propaga em
direção ao axônio.
4) Em adultos obesos, o tecido adiposo é pouco vascularizado e é caracterizado por
intensa proliferação celular.
5) Nos músculos estriados esqueléticos, os filamentos de actina e de miosina diminuem
de tamanho promovendo a contração muscular.
33 - O sistema circulatório é formado pelos vasos sanguíneos e pelo coração,
sendo que o padrão de divisão das cavidades do coração varia entre os
vertebrados.
Com relação ao sistema circulatório, é correto afirmar:
1) O sistema circulatório é uma novidade evolutiva que surge nos artrópodes –
apresentam circulação fechada composta por vasos interligados.
2) O coração dos anfíbios, na fase adulta, possui dois átrios e um ventrículo o que
ocasiona a mistura do sangue venoso com o arterial.
3) O coração tetracavitário é uma aquisição evolutiva exclusiva dos mamíferos que
possibilita a separação da circulação sanguínea venosa e arterial.
4) A organização anatômica do coração de répteis e aves impede a mistura do sangue
venoso com o arterial.
5) A artéria pulmonar conduz para o coração o sangue oxigenado nos pulmões.

34 - O desenvolvimento embrionário é iniciado com a formação do ovo ou zigoto a


partir da fecundação do óvulo pelo espermatozoide.O ovo passa, então, por uma
série de etapas que caracterizam a formação de um organismo.
Sobre embriologia, é correto afirmar:
1) A origem embrionária dos tecidos nervoso e muscular é o endoderma.
2) Substâncias secretadas pelas células da notocorda atuam na diferenciação do tubo
neural dos cordados.
3) A gastrulação, processo desencadeado pela organogênese, precede a formação da
mórula.
4) A formação do ectoderma, endoderma e mesoderma ocorre pelas clivagens que
caracterizam a formação da blástula.
5) A placenta é um anexo embrionário que envolve o embrião dos mamíferos. 


35 - O DNA é o material genético dos seres vivos. A molécula é uma dupla hélice
formada pela união de nucleotídeos e sua estrutura possibilita a duplicação, o que é
fundamental para a hereditariedade, bem como para a expressão da informação
genética.
Com base nos conhecimentos sobre ácidos nucleicos e genética, pode-se afirmar:
1) Um exame de DNA, para avaliar a paternidade de uma criança, não tem a capacidade
de diferenciar gêmeos monozigóticos. 

2) A sequência de nucleotídeos que compõe o DNA de uma espécie é o seu código
genético.
3) Em células eucarióticas, o RNAm é traduzido no núcleo e, em seguida, transportado
para o citoplasma, onde será processado e transcrito.
4) As diferentes células de um mesmo organismo sintetizam proteínas distintas porque
apresentam diferenças no código genético.
5) A complexidade de um organismo está diretamente relacionada à quantidade de DNA
que ele possui, quanto maior a quantidade de DNA, maior o número de genes e mais
complexo o organismo. 


36 - Um casal suspeitou que sua filha fora trocada na maternidade e solicitou a


investigação do caso, sabendo que os registros do hospital indicavam o
nascimento de seis meninas na mesma data. Para esclarecer a suspeita,
inicialmente, foram realizados exames de sangue para o sistema ABO e fator RH em
todas as meninas.
Designando-se por 1 a suposta filha do casal e por 2, 3, 4, 5 e 6 as demais crianças,
obteve-se os resultados apresentados a seguir.

Considerando-se essas informações e os conhecimentos sobre genética, é correto


afirmar:
1) A mãe deverá ser heterozigota para o sistema ABO se a criança 3 for a filha do casal.
2) Será necessário realizar um exame de DNA com as crianças 1, 3, 4 e 5 para
determinar qual delas é a filha do casal já que, pelos resultados apresentados, não é
possível excluir a filiação de nenhuma delas.
3) A mãe com tipo sanguíneo A e o pai com tipo sanguíneo AB não podem ter filhos com
tipo sanguíneo B, por isso a criança 2 não pode ser a filha do casal.
4) O casal em questão só poderá ter filhos com sangue A ou AB.
5) Considerando a mãe heterozigota para o sistema ABO, a possibilidade do casal ter
uma criança com tipo sanguíneo AB é de 50%. 

37 - O daltonismo é um tipo de deficiência visual em que o indivíduo não é capaz de
reconhecer e diferenciar algumas cores específicas.
Sabe-se que o daltonismo é determinado por um gene recessivo ligado ao
cromossomo X, portanto,
1) meninos daltônicos herdam o gene do pai.
2) filhas de homem daltônico com mulher não afetada, mas portadora do gene, têm 75%
de probabilidade de serem daltônicas.
3) em uma família afetada pelo daltonismo, casamentos consanguíneos diminuem a
probabilidade de nascimento de crianças daltônicas.
4) mulher daltônica transmite o gene do daltonismo para todos os filhos e filhas.
5) a chance de um casal não afetado pelo daltonismo, que já tem um filho daltônico, de
ter outra criança afetada é de 50%. 


Questões 38 e 39
Imagine ficar frente a frente com alguém que tem mãos, pernas e pés idênticos aos de
todas as outras pessoas que circulam na rua, mas cuja cabeça abriga um cérebro
diminuto, do tamanho do de um gorila. Esse, em resumo, é o mistério com que se
defrontaram paleoantropólogos da África do Sul, ao descobrir fósseis de uma nova
espécie de primo extinto do ser humano, batizada Homo naledi.
LOPES, R.J. Nova espécie do gênero humano é descoberta na África do Sul, dizem pesquisadores. Disponível em: <http://
www1.folha.uol.com.br/ciencia/2015/09/1679844- nova-especie-do-genero-humano-e-descoberta-na-africa-do-sul.shtml>. Acesso em:
26 abr. 2016. Adaptado

38 - Gorilas são primatas que compartilham características com outros mamíferos.


Dentre essas características, pode-se citar
1) a visão estereoscópica, compartilhada com humanos.
2) a capacidade de hibernação, compartilhada com os ursos.
3) sistema digestório ruminante, compartilhada com os antílopes.
4) as garras bem desenvolvidas nos dedos, compartilhada com os tamanduás.
5) o marsúpio, bolsa situada no ventre da mãe que contém glândulas mamárias,
compartilhada com os coalas.

39 - Sobre a origem de novas espécies, é correto afirmar:
1) O isolamento geográfico é imprescindível para a especiação.
2) Só pode ser estudada através do registro fossilífero.
3) O isolamento reprodutivo pode ocorrer quando surgem diferenças comportamentais
entre os indivíduos da mesma espécie.
4) O fluxo gênico entre as populações favorece o surgimento de novas espécies.
5) As espécies que compartilham um ancestral comum recente são chamadas polifiléticas.

40 - Três colegas, X, Y e Z, reuniram-se no final da tarde para fazer um lanche. X


está de dieta e tomou apenas suco de limão, Y comeu um brigadeiro e Z, um pastel
de calabresa.
Com base nos conhecimentos sobre digestão e considerando-se os processos
fisiológicos desencadeados pelos eventos descritos, é correto afirmar:
1) A maior parte da água ingerida por X será absorvida no colo intestinal.
2) No organismo de X, a dieta prolongada causará a diminuição das taxas de glicose e o
pâncreas secretará insulina, que elevará os níveis de glicemia no sangue.
3) O aumento da taxa de glicose no sangue de Y estimulará a secreção de glucagon pelo
fígado.
4) A lipase e a bile atuarão, intensamente, no intestino de Y, mas não no intestino de Z.
5) A primeira enzima envolvida na digestão do brigadeiro é a tripsina, liberada no suco
gástrico pelo estômago. 


41 - Recentemente, foi realizada, na Ucrânia uma cerimônia que marcou os 25 anos


do maior acidente nuclear da História.
A explosão do reator 4 da usina de Chernobyl gerou uma nuvem radioativa que se
espalhou pela Europa e causou centenas de mortes imediatas ou devido a
problemas de saúde gerados pela radiação.
Disponível em: <http://www.bbc.com/portuguese/noticias/>. Acesso em: 26 abr. 2016. Adaptado.

Sabe-se que muitas pessoas expostas à radiação são acometidas por doenças
como câncer, no entanto, em indivíduos não expostos às radiações, o surgimento
de um câncer pode ser causado pela
1) ligação da proteína p53 à região promotora de oncogenes, estimulando a sua
expressão e a consequente formação do tumor. 

2) não disjunção cromossômica durante a anáfase.
3) deficiência congênita nas enzimas DNA girase.
4) manifestação de proteínas priônicas no tecido cerebral.
5) falha dos mecanismos de controle do ciclo celular. 


42 - Ao ser medicado para tratamento da amebíase, um paciente resolveu pesquisar


sobre o mecanismo da ação do medicamento.
Nessa pesquisa ele poderá encontrar
1) bloqueio da atividade dos ribossomos 70S.
2) interferência na síntese da parede celular de peptidioglicano.
3) vasodilatação dos alvéolos pulmonares.
4) inibição da síntese de ácidos nucleicos ou da síntese de proteínas.
5) degradação da enzima transcriptase reversa. 


43 - Uma pessoa estava jogando futebol quando caiu e feriu o joelho.


Com base nos conhecimentos sobre coagulação sanguínea, pode-se afirmar que no
local do ferimento
1) os glóbulos brancos ficarão acumulados na região, formando um tampão que diminuirá
a perda de sangue.
2) a tromboplastina e os fatores do plasma formarão o complexo ativador de plaquetas.
3) a coagulação do sangue dependerá da presença de protrombina e fibrinogênio
produzidas pelo fígado.
4) os vasos linfáticos transportarão as plaquetas para formação do coágulo.

5) as plaquetas converterão o fibrinogênio em fibrina na presença de íons Mg+2. 


44 - Os alvéolos pulmonares são constituídos por uma fina camada de células


achatadas cobertas por uma rede de capilares onde ocorre a hematose.
Com base nos conhecimentos sobre o transporte através da membrana, pode-se
afirmar que durante a hematose
1) a troca de gases entre os alvéolos e as hemácias é mediada por transporte ativo com
gasto de ATP.
2) o gás carbônico é transportado para os alvéolos por meio de difusão simples. 


3) o oxigênio é transportado das hemácias para os alvéolos através de transporte


carreado por proteínas de membrana.
4) os alvéolos pulmonares, frequentemente, rompem-se devido à pressão osmótica
provocada pelo CO2.

5) gases, como o CO2 , são eliminados pelas células, no interior de vesículas, que se

fundem com a membrana plasmática liberando seu conteúdo para o ambiente


extracelular, processo denominado exocitose. 


45 - A interação simbiótica é a essência da vida em um planeta apinhado. Nosso


cerne, simbiogeneticamente composto, é muito mais antigo que a recente inovação
que denominamos ser humano. Nossa forte impressão de diferença em relação a
todas as outras formas de vida, nossa ideia de que somos uma espécie superior
são delírios de grandeza.
MARGULIS, Lynn. O planeta simbiótico: Uma nova perspectiva da evolução. Rio de Janeiro: Rocco, 2001, p.95.

As relações de simbiose – hoje, amplamente aceitas pela ciência – que retratam as


interações históricas entre seres vivos e que favoreceram o estabelecimento de
novos tipos orgânicos mais ajustados às condições impostas pelo ambiente,
podem ser exemplificadas na presença de determinadas estruturas celulares, como
A) as mitocôndrias e a carioteca.
B) os ribossomos e as verminoses.
C) o retículo endoplasmático e os cloroplastos.
D) os cloroplastos e as mitocôndrias.
E) os centríolos e os cromossomos. 


46 - Pode-se adiar a manifestação do Diabetes mellitus tipo I, administrando drogas


imunossupressoras, logo que se identificam anticorpos anticélulas β. Uma tática
ainda mais próxima do ideal seria descobrirmos quais são os antígenos das células
β que primeiro passam a estimular a resposta imune, para podermos usá-los como
vacinas que, em vez de desafiar o organismo e induzir a produção de anticorpos –
como fazem as vacinas tradicionais –, serviriam para reafirmar o caráter endógeno,
próprio daquelas moléculas, e preservar a tolerância adquirida durante a
diferenciação do sistema imune.
Com base nas informações do texto e no conhecimento associado à ação
imunitária do organismo em relação à doença mencionada, é correto afirmar:
A) No Diabetes mellitus tipo I, o sistema imunológico age destruindo progressivamente as
células β do pâncreas produtoras de insulina e responsáveis pelo controle hipoglicêmico
no sangue.
B) Os anticorpos anticélulas β são naturalmente produzidos pelo pâncreas como resposta
ao aumento constante da taxa de glicose na corrente sanguínea, característico dos
portadores de Diabetes mellitus.
C) A vacina proposta provoca a ativação dos linfócitos B que deverão destruir as células
citotóxicas do sistema imune, preservando, assim, a produção dos hormônios
glicemiantes do pâncreas.
D) Os antígenos das células β, como a insulina, poderiam ser utilizados na produção de
vacinas especiais que estimulariam a tolerância do sistema imune ao fígado.
E) No Diabetes mellitus tipo I há diminuição na produção do hormônio insulina pelo fígado
enquanto que no Diabetes mellitus tipo II o hormônio inibido é o glucagon. 


47 - Em certos órgãos, o fluxo sanguíneo serve a outros propósitos além do


fornecimento de nutrientes e remoção de resíduos. Na pele, por exemplo, o fluxo
sanguíneo influencia a perda de calor, o que ajuda a controlar a temperatura
corporal. A distribuição de quantidades apropriadas de sangue para os rins permite
que esses possam excretar, rapidamente, os resíduos produzidos pelo corpo.
GUYTON & HALL. Fundamentos de Fisiologia. Rio de Janeiro: Elsevier, 2012, p.116.

A circulação de sangue pelo corpo responde por uma miríade de funções


orgânicas.
Com base nesse fato e nos conhecimentos sobre fisiologia, é possível afirmar:

A) A perda de calor, através da circulação periférica, é essencial para o ajuste


homeotérmico do corpo, principalmente, em situações de baixas temperaturas ambientais.
B) A circulação sanguínea redimensiona e efetiva a importância do sistema respiratório e
do digestório em relação ao fornecimento dos reagentes necessários à manutenção das
taxas metabólicas celulares.
C) Os rins funcionam como um filtro responsável em captar do sangue e eliminar as
substâncias residuais e nocivas do metabolismo, como a água e a glicose.
D) O transporte de hormônios pelo sangue encurta a distância existente entre as
glândulas exócrinas e as células alvos que se localizam espalhadas pelo corpo.
E) As células sanguíneas do tipo leucócitos são elementos ativos na manutenção da
estabilidade do fluxo sanguíneo ao inibir a perda consistente de fluido vascular em
situações de hemorragias pelo corpo.

Questões 48 e 49
Como nós, seres humanos, somos grandes e inteligentes o bastante para produzir
e utilizar antibióticos e desinfetantes, convencemo-nos, facilmente, de que banimos
as bactérias para a periferia da existência. Não acredite nisso. As bactérias podem
não construir cidades nem ter vidas sociais interessantes, mas elas estarão
presentes quando o Sol explodir. Este é o planeta delas, e só vivemos nele porque
elas permitem.
BRYSON, Bill. Breve história de quase tudo. São Paulo: Companhia das Letras, 2005, p.309.

48 - Pode-se considerar como uma das principais diferenças existentes nos


padrões de organização celular existentes entre os organismos citados, a presença
de
A) cromossomos análogos nos eucariontes e de cromossomos homólogos nos
procariontes.
B) síntese proteica em retículos endoplasmáticos nos eucariontes e de síntese proteica,
exclusivamente, em polissomos livres nos procariontes.
C) respiração aeróbia nos eucariontes e de fermentação exclusivamente alcoólica nos
procariontes.
D) organismos exclusivamente multicelulares nos eucariontes e de organismos
exclusivamente unicelulares nos procariontes.
E) nutrição heterótrofa e autótrofa nos eucariontes e de nutrição exclusivamente
heterótrofa nos procariontes. 


49 - A afirmativa que melhor esclarece os motivos científicos pelo qual a


humanidade realmente não teria banido “as bactérias com o uso de antibióticos
para a periferia da existência” é
A) O uso moderado dos antibióticos induziu o surgimento de novas características de
resistência em superbactérias em relação aos medicamentos normalmente utilizados pela
medicina. 

B) Os desinfetantes foram capazes de eliminar apenas a porção bacteriana mais sensível
e incapaz de traduzir as informações herdáveis contidas no seu material genético,
entretanto, mantiveram aquelas bactérias naturalmente ativas.
C) Os antibióticos orientaram caminhos evolutivos mais adaptativos para as bactérias
que já apresentavam estratégias de resistência a eles, alterando, assim, o conjunto
gênico das populações que se apresentavam sob esse tipo de pressão seletiva.
D) A população bacteriana se mostrou imune aos diversos esforços da humanidade em
limitar a sua existência devido à sua alta capacidade mutacional, que é consequência da
estrutura simplificada e acelular.
E) As bactérias são consideradas os seres dominantes no planeta, visto que estão
presentes em todos os tipos de nichos ecológicos existentes, como consequência do
desenvolvimento de um novo tipo de código genético que se mostrou mais eficiente,
quando comparado aos outros organismos. 


50 - O quadro ilustra o resultado encontrado em um importante experimento


realizado pelo monge Gregor Mendel a partir de cruzamentos feitos com
exemplares de ervilhas-de-cheiro.

Com base nesse experimento e nas conclusões precisas obtidas pelo pesquisador,
é correto afirmar:
A) Esse experimento utilizou duas características, simultaneamente, em um exemplo de
interação gênica quantitativa.
B) Esse resultado expressa o cruzamento entre indivíduos puros presentes na primeira
geração filial (F1).
C) Os resultados obtidos divergem dos resultados esperados segundo a 1a lei de Mendel
ou Lei da Pureza dos Gametas.
D) Os gametas Vr e vR são considerados parentais e encontram-se presentes em todas
as gerações estudadas.
E) O resultado da F2 expressa a presença de quatro fenótipos diferentes e uma
frequência de 0,125 de genótipos também encontrados na geração parental.

51 - O esquema representa uma porção da pele humana, mostrando os seus


componentes em um corte transversal.

A pele, juntamente com as glândulas sebáceas e sudoríparas, unhas, pelos e


cabelos, é um órgão integrante do sistema tegumentar do corpo.
Em relação à estrutura da pele, é correto afirmar:
A) A camada superficial da epiderme é formada por tecido epitelial morto e
multiestratificado e a camada mais interna possui as células vivas formadoras do tecido
conjuntivo.
B) As células da epiderme são originadas na camada basal e se movem para cima,
tornando-se mais cilíndricas à medida que ascendem.
C) A pele atua na relação do corpo com o meio externo pela presença de receptores
sensoriais, que são os percursores para a ação posterior do sistema nervoso central.
D) Os vasos sanguíneos, presentes na derme, são responsáveis pela nutrição e pelo
fornecimento de melanina e queratina para as células epiteliais da epiderme. 

E) A capacidade proliferativa das células da pele é limitada devido à presença de células
mortas queratinizadas próximas à lâmina basal entre a epiderme e a derme. 


52 - Por vezes, a reprodução não é considerada como uma função homeostática.


Todavia, a reprodução participa da manutenção das condições estáticas por
produzir novos indivíduos que vão tomar o lugar dos que morreram. Isso, talvez,
pareça um uso permissivo do termo homeostasia, mas, na verdade, ilustra que, em
última instância, todas as estruturas do corpo, em essência, são organizadas de
forma a manter a automaticidade e a continuidade da vida.
É um exemplo de função orgânica do corpo humano relacionada à automaticidade e
à continuidade da vida a

A. regulação das concentrações de oxigênio e de dióxido de carbono no líquido


extracelular.
B. regulação da pressão arterial nos vasos que chegam ao coração a partir dos tecidos.
C. manutenção, através da ação leucocitária, da constância das concentrações iônicas
dos líquidos corporais.
D. regulação hormonal das funções orgânicas com a participação de uma diversidade de
glândulas de ação exócrina.
E. manutenção da temperatura corporal para estimular a desnaturação das enzimas
mantenedoras do metabolismo celular.

53 - O uso de gradientes de prótons atravessando membranas para prover células


de energia foi totalmente imprevisto. Proposta pela primeira vez em 1961 e
desenvolvida ao longo das três décadas seguintes por um dos cientistas mais
originais do século XX, Peter Mitchell, essa concepção é conhecida como a ideia
mais contraintuitiva na biologia desde Darwin, e a única que se compara com as
ideias de Einstein, Heinsenberg e Schrodinger na física.
LANE, Nick. Questão Vital: porque a vida é como é? e.1. Rio de Janeiro: Rocco, 2017, p.125.

Em biologia celular, os gradientes são, muitas vezes, o resultado de gradientes


iônicos, notadamente protônicos, e podem representar um tipo de energia
disponível para executar trabalho em processos celulares.
Nesse contexto, é correto afirmar:
A) O deslocamento dos prótons através das membranas celulares ocorre por difusão
facilitada durante a formação dos gradientes protônicos.
B) Durante a respiração celular, os NAD e FAD reduzidos fornecem ao ciclo de Krebs o
conteúdo necessário para a formação de gradientes iônicos presentes nos cloroplastos.
C) A energia dispensada pelos elétrons energizados é responsável pela ativação das
bombas de prótons presentes nas membranas externas das mitocôndrias durante a
ocorrência da etapa da glicólise da respiração aeróbia.
D) O cientista Peter Mitchell foi capaz de unificar os processos de intensa fosforilação que
ocorrem nas membranas internas tanto da mitocôndria como também do cloroplasto a
partir da presença ativa de ação rotacional da enzima ATP sintetase.
E) Tanto na respiração celular quanto na fotossíntese haverá intenso acúmulo de energia
potencial com a produção de ATP a partir da energia luminosa geradora dos gradientes de
prótons que atravessam as membranas celulares.

54 - Desde a década de 40 do século XX, inseticidas do grupo dos organoclorados,


principalmente o DDT, são utilizados nas lavouras devido à sua alta eficiência
contra diversos insetos. Entretanto, se absorvido pela pele ou se contaminar os
alimentos, o DDT pode causar doenças do fígado, como a cirrose e o câncer, tanto
em animais quanto em humanos. Devido aos problemas que causa, o uso do DDT
está proibido em diversos países.

A magnificação trófica é uma das principais consequências da intensa utilização do


DDT no ambiente.
MOTTA, Valter T. Bioquímica Básica. e. 2. Rio de Janeiro: Medbook, 2011.

Com base nessa informação e nos conhecimentos sobre ecologia, é correto


afirmar:
A) Por acumularem uma maior biomassa, se comparadas a todos os outros níveis
representados, o nível trófico das águias deverá acumular uma maior quantidade de DDT
em seus componentes orgânicos.
B) Os produtores, como o fitoplâncton, são os principais prejudicados pela contaminação
por DDT devido ao efeito bioacumulador produzido por esse tipo de praguicida.
C) O extrato horizontal mais largo da base da cadeia ilustra o efeito nefasto de
biomagnificação para esse tipo de contaminante.
D) Os efeitos danosos associados à magnificação trófica são exclusivos nos organismos
componentes das cadeias alimentares de ambiente aquático.
E) Ao longo de uma cadeia alimentar, quanto menor a quantidade de energia disponível
para cada nível trófico, maior a concentração esperada do DDT como contaminante
bioacumulador. 


55 - Inibidores competitivos são substâncias que competem diretamente com o


substrato normal pelo sítio ativo das enzimas. A atividade da enzima tende a
declinar por não ocorrer, plenamente, a formação do complexo enzima-substrato
durante a existência do complexo enzima-inibidor. A ação do inibidor pode ser
revertida aumentando-se a quantidade de substrato (S) na reação.

O gráfico demonstra a variação da velocidade de reação em relação à quantidade


de substrato presente para os dois complexos mencionados.
Com base nessas informações e nos conhecimentos de bioquímica, é correto
afirmar:
A) O inibidor competitivo reage com a enzima para formar um complexo enzima-inibidor
análogo ao complexo enzima-substrato, embora cataliticamente ativo.
B) Apenas o complexo enzima-substrato poderá alcançar a velocidade máxima, Vmax , de

reação devido à ausência do inibidor nesse sistema.


C) Em altas concentrações de substrato, S, todos os sítios ativos devem estar
preenchidos com o substrato, o que justifica a velocidade máxima de reação observada
em ambas as curvas no gráfico.
D) Os inibidores competitivos são moléculas estruturalmente diferentes do substrato,
apesar de apresentarem a mesma funcionalidade química.
E) A ligação do inibidor competitivo com a enzima não bloqueia a ligação do substrato,
mas provoca uma modificação da conformação da enzima que evita a formação do
produto.

56 - Considerando-se a existência de um casal com o genótipo AB//ab X ab//ab e


uma frequência de recombinação entre os locos A e B de 26%, pode-se afirmar que
o percentual esperado de descendentes com o genótipo ab//ab é de
A) 13% 


B) 26% 


C) 37% 


D) 52% 


E) 74% 

57 - As proteínas agrupam-se em notáveis nanomáquinas encontradas em todas as
células chamadas de ribossomos. Com exceção da icônica dupla hélice de DNA,
nada é mais simbólico da era informacional da biologia do que os ribossomos.
LANE, Nick. Questão Vital: porque a vida é como é? e.1. Rio de Janeiro: Rocco, 2017, p.18.

A respeito da ação ribossomal e da importância das cadeias polipeptídicas


sintetizadas com a participação dessas microestruturas celulares, é correto afirmar:
A) A expressão bioquímica das informações genéticas presentes no DNA se estabelece a
partir da síntese de proteínas que ocorre no ambiente citossólico com a participação
inequívoca dos ribossomos.
B) Os ribossomos isolados, provenientes do núcleo celular, se aderem ao retículo
endoplasmático rugoso durante a síntese proteica com destino e ação extracelular.
C) Durante a síntese proteica, os ribossomos são responsáveis em determinar a
sequência linear dos aminoácidos presentes na cadeia polipeptídica a ser formada.
D) Todos os ribossomos presentes em um mesmo polissomo participam da produção de
uma única proteína.
E) As proteínas produzidas por cada ribossomo de um mesmo polissomo deverão
apresentar uma diversidade na composição da estrutura primária de suas cadeias
polipeptídicas. 


58 - Analise.
A imagem ilustra algumas etapas de um procedimento em engenharia genética para
a formação de células geneticamente modificadas.
Com base nessas informações e no conhecimento sobre tecnologia do DNA
recombinante, é correto afirmar:
A) O procedimento utiliza enzimas de restrição para sequenciar plasmídeos no intuito de
corrigir determinados genes humanos defeituosos.
B) No experimento são produzidas bactérias transgênicas a partir da inserção de DNA
recombinante com a presença do gene humano de interesse.
C) As bactérias geneticamente modificadas receberam fragmentos de plasmídeos
provenientes do material genético de células humanas selecionadas.
D) Durante o procedimento, as enzimas ligantes e as de restrição editam um fragmento
de DNA de uma bactéria que passa a viver dentro de uma célula humana transgênica.
E) O procedimento utiliza células humanas geneticamente modificadas.
GABARITO

Questão Resposta Questão Resposta

1 4 30 5

2 3 31 5

3 5 32 3

4 5 33 2

5 3 34 2

6 2 35 1

7 5 36 1

8 2 37 4

9 3 38 1

10 4 39 3

11 2 40 1

12 1 41 5

13 5 42 4

14 4 43 3

15 3 44 2

16 2 45 D

17 5 46 A

18 4 47 B

19 5 48 B

20 2 49 C

21 5 50 E

22 4 51 C

23 5 52 A

24 1 53 D

25 5 54 E

26 1 55 C

27 1 56 C

28 3 57 A

29 3 58 B