Você está na página 1de 1

A NATUREZA DUAL DA LUZ

A luz possui comportamento dual: ora se comporta como onda, ora se comporta como partícula.
Algumas teorias foram apresentadas no mundo científico tentando explicar o comportamento da luz; dentre
elas a do físico inglês Isaac Newton (1643 – 1727), que em sua proposta considerava a luz como um feixe de
partículas (modelo corpuscular); essa teoria tornou-se restrita por não conseguir explicar alguns fenômenos.

Isaac Newton, físico inglês que propôs um dos modelos corpuscular para a luz
James Clerk Maxell (1831 – 1879) apresentou uma teoria detalhada da luz como um efeito
eletromagnético (modelo ondulatório), explicando uma gama de fenômenos, contudo, esse modelo
tornou-se parcial em algumas circunstâncias, como no efeito fotoelétrico, por não conseguir explicar
a emissão instantânea de elétrons de uma placa de metal em razão da interação de ondas
eltromagnéticas com a mesma (a emissão deveria ocorrer após um determinado intervalo de tempo,
segundo as previsões).

James Clerk Maxell, físico e matemático britânico que apresentou a teoria eletromagnética para a
luz (modelo ondulatório)

Albert Einstein (1879 – 1955) explicou o efeito fotoelétrico teorizando que as ondas
eletromagnéticas (modelo ondulatório) que interagiam com a placa de metal só fariam com que os
elétrons fossem ejetados instantâneamente se elas se comportassem como partículas (modelo
corpuscular).

Físico alemão, Albert Einstein, através do efeito fotoelétrico, demonstrou que luz também se
comporta como partícula.
Essa intercalação de ideias entre ondas e partículas com relação à luz é aceita na comunidade
científica como a Natureza Dual da Luz; pois em determinados fenômenos (interferência, refração,
difração...) a teoria eletromagnética consegue explicar e a teoria corpuscular está associada aos
fenômenos de absorção e emissão de energia.

As aplicações das três últimas teorias citadas podem ser vistas respectivamente em: estudo de
microestruturas através da difração da luz (comportamento ondulatório), as portas automáticas
(figura 3) de shoppings centers têm seu princípio de funcionamento baseado no efeito fotoelétrico
(modelo corpuscular) e o microscópio eletrônico que utiliza feixe de elétrons e não a luz
(partícula-onda).

1) O que era a ideia do modelo corpuscular para explicar o comportamento da luz?


2) Como surgiu e o que diz o modelo ondulatório para explicar o comportamento da luz?
3) O que diz o modelo da Natureza Dual da Luz elaborado por Albert Einstein?