Você está na página 1de 130

1

DENTRO DE INSTANTES…

FORMAÇÃO
CURSO PRÁTICO DE INICIAÇÃO TRICALC
Arktec
2

FORMAÇÃO
CURSO PRÁTICO DE INICIAÇÃO TRICALC
PARTE 01
Arktec
Apresentação
3

Bem Vindos ao Curso Prático de Iniciação ao Tricalc


Ao longo de 4 dias, a Arktec vai realizar o Curso Prático de Iniciação Tricalc,
com o objetivo de permitir aos técnicos participantes aumentarem a sua
capacitação na utilização de ferramentas informáticas de última geração
para a modelação, cálculo, análise, pormenorização e apresentação do projeto
de estabilidade de estruturas com a ajuda do software Arktec Tricalc.
A formação é lecionada por engenheiros do Departamento Técnico da Arktec,
empresa especialista no desenvolvimento e apoio técnico do software Arktec
Tricalc e terá um cariz fortemente prático. Associada à explicação inicial do
ambiente de trabalho do programa e ao seu workflow, realizar-se-ão várias
estruturas de betão, aço e madeira.
Estrutura do Curso
4

Tricalc e T-Connect: Curso em 4 Dias de 3 horas de formação cada


O Curso Prático de Iniciação ao Tricalc está estruturado em 4 dias de formação, que permitem
estudar as funções mais utilizadas nos projetos estruturais de edifícios residenciais e industriais,
através da sua aplicação a casos práticos.
No primeiro e segundo dia de formação realiza-se a apresentação do programa, o seu ambiente de
trabalho, os eixos utilizados, a forma de visualização da estrutura, o workflow de trabalho e a
identificação das funções mais utilizadas ao trabalhar com Tricalc.
Ainda nos dois primeiros dias, realizar-se-ão uma série de exercícios práticos com o objetivo de
consolidar o conhecimento do programa e a sequência de trabalho com o mesmo.
Os terceiros e quarto dias de formação assentam em exercícios práticos, na exemplificação da
modelação completa de um edifício de betão a partir de ficheiros DWG de arquitetura e na
exemplificação da modelação de uma nave industrial com o assistente do programa Tricalc.
Estrutura do Curso
5

Dia 01 – Tema 01: Breve Introdução às Características e Capacidades do programa Arktec Tricalc
Dia 01 – Tema 02: O Ambiente de Trabalho do Tricalc.
Organização do Espaço de Trabalho
Organização dos Menus do Programa
Organização das Barras de Ícones
Janelas Deslizantes
Listagens Deslizantes
Dia 01 – Tema 03: Conceitos Fundamentais
Modos de Visualização da Estrutura (arame\render e multi-planos)
Utilização do Rato. Teclas de Atalho mais frequentes.
Os Eixos em Tricalc.
A Verificação de Geometria
Os Conjuntos em Tricalc
Dia 01 - Exercício 01: Cálculo de 1 Pilar e Sapata
Estrutura do Curso
6

Dia 02 – Tema 04: Introdução aos Métodos de Definição de Estruturas.


Introdução por importação de DXF3D/2D
Introdução por importação de modelo BIM
Função ‘Rede Geométrica’
Função ‘Assistente de Nave’
Introdução por desenhos em DWG\DXF
Dia 02 – Tema 05: O Workflow de um Projeto
Exercício 02: Cálculo de Pórtico de Betão com 3 Pisos
Preferências e Materiais
Definição de Geometria
Introdução de Ações
Opções de Cálculo
Cálculo Automático
Análise gráfica de Resultados
Estrutura do Curso
7

Exercício 02 (cont.): Análise Numérica de Resultados


Análise de Pormenorização de Armaduras
Composição de Folhas de Projeto
Resumo das Funções mais utilizadas.
Dia 02 – Exercício 03: Cálculo de um Armazém Industrial sem Assistente
Dia 03 - Exercício 04: Cálculo de uma Mesa (Lajes, Viga e Pilares). Repetição em Altura.
Dia 03/04 - Exercício 05: Definição de Estrutura de Edifício de 6 Pisos sobre DWG
Opções de Combinações
Ação do Vento
Ação do Sismo
Opções de Cálculo de Esforços
Opções de Cálculo de Elementos Estruturais
Resultados
Dia 04 - Exercício 06: Ligações com TConnect – Pórticos e Armazéns
Exercícios Práticos
8

Como referido o Curso Prático de Iniciação Tricalc vai ser realizado com um
objetivo mais prático, assentando a sua estrutura na apresentação, resolução e
análise de exercícios práticos.
Ao longo dos 4 dias do Curso Prático Iniciação Tricalc, são vários os
exercícios que serão realizados. No primeiro dia os exercícios práticos
assentam em estruturas porticadas e numa pequena estrutura tridimensional
com laje maciça, que se apresentam nos slides seguintes e se repetem no final
do enquadramento teórico do Arktec Tricalc.
Para informação teórica mais aprofundada remete-se para o Curso de
Iniciação ao Tricalc, presente no CANAL da ARKTEC no YouTube em
www.youtube.com/user/arktecportugal
Exercício 01
9

Pilar e Sapata de Betão Armado


(com betões diferentes) com ação
vertical e horizontal no seu topo.
Análise da função ‘Geometria\Rede’,
‘Geometria\Sapata\Introduzir’,
‘Ações\Definir’, ‘Seções\Definir’,
Seções\Pré-dimensionamento
automático’. Funções para cálculo
automático e peritagem de
armaduras.
Explicação do Workflow do
Programa Arktec Tricalc.
Exercício 02
10
Exercício Proposto
11

Pórtico mais complexo, com


cotas de fundações diferentes,
vigas inclinadas e pilares sem
continuidade.
Exercício 03
12

Criar a nave industrial da imagem


partindo da criação de um pórtico tipo
que é translacionado na horizontal.
8 Pórticos afastados
de 5,00m

‘Geometria\Barra\Dividir em n partes’
‘Geometria\Barra\Dividir por módulos’
‘Geometria \Nó\Por Translação’
Exercício Proposto
13

Criar a mesma nave industrial da


utilizando agora o ‘Assistente’ de
Naves do Tricalc.
8 Pórticos afastados
de 5,00m

‘Geometria\Barra\Dividir em n partes’
‘Geometria\Barra\Dividir por módulos’
‘Geometria \Nó\Por Translação’
Exercício 04.01
14

Primeira estrutura do tipo mesa,


com laje maciça e ações de
paredes exteriores e
superficiais. Gráfico isovalores.
Exercício 04.02
15

Acrescentar mais 4 pisos iguais à


estrutura do exercício 04 (alturas de
3,0m entre pisos).

Utilização das funções


‘Geometria\Nó\Translação’ e
Geometria\Laje maciça\Translação’
Exercício 05
16

A partir de um DWG fornecido


realizar a definição da estrutura
exemplificada e fornecida em
formato DWG com as unidades
em ‘mm’.
Criar o modelo da estrutura e
estudar os temas opções de
combinação, de vento, de
sismo, de esforços, de
elementos estruturais e análise
de resultados.
Exercício Proposto
17

Modelação, Cálculo e Análise do Edifício apresentado nos


próximos slides.
Regulamento REBAP\RSA
Estrutura: Betão C30/37 Aço A500 – Fundação: Betão C25/30 Aço A500
Zona Sísmica C – Análise Dinâmica -Tipo de Terreno; solos coerentes
Secções: Vigas 25x40 Pilares 25x50 ou 50x25
Paredes e Muros de Cave: Espessura 25cm
Pisos: 1 Piso Enterrado + 6 Pisos Elevados (todos com 3,00m de altura)
Caixa de Elevador da cota -300cm até à cota 1.920cm (120cm acima)
Terreno T=0,300MPa; Sapatas Tipo I; Sapatas Encastradas
Molas laje fundação Ky=300 Kx=Ky=100 G=Automáticos
Ações: Paredes Exteriores 10kN/m
Superficiais em laje Permanentes 3 kN/m2 e Sobrecarga 2 kN/m2
Curso Prático de Iniciação Tricalc
18

AMBIENTE
DE
TRABALHO
Curso Prático de Iniciação Tricalc
19

Organização do
Espaço de Trabalho
Curso Prático de Iniciação Tricalc
20

‘Ambiente de Trabalho’
Apresentação do programa Tricalc
mostrando: o Ambiente de Trabalho,
os Menus, as Barras de Ícones, as
Janelas Deslizantes, as Listagens
Deslizantes, a utilização do rato e o
modo RENDER e ARAME de
visualização do modelos estruturais
21
Curso Prático de Iniciação Tricalc
22

Organização
dos Menus
Curso Prático de Iniciação Tricalc
23

Organização de Menus no Tricalc


Menu Função
O programa Tricalc organiza as funções em menus organizados de forma
Definir a geometria do
muito lógica: ‘Geometria’, ‘Acções’, Secções’, ‘Cálculo’ e ‘Resultados’. Geometria modelo estrutural
São menus que indicam logo para que servem as funções aí agrupadas Acções
Carregar a estrutura
com acções.
(definir a geometria, carregar a estrutura, realizar o pré-dimensionamento,
Realizar o pré-
calcular e obter os resultados analíticos, gráficos, memória descritiva, Secções dimensionamento
desenhos de armaduras e folhas de projeto).
Cálculo Calcular a estrutura

Obter os resultados
Resultados analíticos, gráficos,
desenhos e folhas
Curso Prático de Iniciação Tricalc
24

O Menu Geometria
Curso Prático de Iniciação Tricalc
25

O Menu GEOMETRIA
O menu GEOMETRIA é o menu a que se recorre quando
pretendemos introduzir ou modificar algum elemento estrutural (por
exemplo introduzir uma sapata e posicioná-la como excêntrica).
Este menu possui uma parte superior com funções de geração de
estruturas através de assistentes seguida de funções para a
introdução ou modificação de todos os elementos estruturais
existentes no Tricalc.
Existe ainda uma função de ‘Verificação de Geometria’ que permite
verificar, com simplicidade e de forma interativa, a coerência do
modelo estrutural.
Curso Prático de Iniciação Tricalc
26

Os Elementos Estruturais (objectos)


O menu GEOMETRIA engloba no seu
interior uma secção só para a
introdução\modificação de elementos
estruturais no nosso modelo estrutural.
Assim, para introduzir ‘Sapatas’ basta ir ao
menu de ‘Geometria\Sapata\Introduzir
isolada…’. É sempre este o método de
trabalho: procurar o elemento estrutural e lá
estará uma função que se adequa ao que
pretendemos. É trabalhar por elementos.
Curso Prático de Iniciação Tricalc
27

O Menu Ações
Curso Prático de Iniciação Tricalc
28

Menu ‘Ações’ no Tricalc


No menu ‘Ações’ do Tricalc estão localizadas
as funções que permitem visualizar, introduzir
e modificar as ações sobre o modelo
estrutural.
Apesar de ser um menu com muitas funções
existem 3 que são as mais utilizadas:
‘Ações\Opções’, ‘Ações\Definir’ e
‘Ações\Modificar’
Curso Prático de Iniciação Tricalc
29

Hipóteses e Tipos de Acções


Tricalc possui mais de 24 hipóteses de ações
que podem ser introduzidas em simultâneo no
modelo estrutural (permanentes, sobrecargas,
vento, sismo, acidentais, móveis, temperatura,
neve, etc…).
Tricalc possui igualmente mais de uma
dezena de diferentes tipos de acções que se
podem introduzir (pontuais, continuas,
descontínuas, superficiais, sismo, vento,
pontual, momento, assentamento, etc…)
Curso Prático de Iniciação Tricalc
30

Acções\Opções…
É a função do programa Tricalc onde se
definem as combinações de ações a realizar
pelo programa.
As combinações de ações podem ser
‘Automáticas’ ou ‘Explicitas’.
Para ambos os casos é possível definir os
valores de majoração e os coeficientes de
combinação.
Recomenda-se a utilização de ‘Automáticas’.
Curso Prático de Iniciação Tricalc
31

Combinações de Acções
O programa Tricalc permite a utilização de
combinações automáticas, pré-programadas em
função da norma escolhida, e de combinações
explicitas, em que é o próprio projetista que define as
combinações a realizar pelo programa.
Normalmente opta-se pelas combinação automáticas
pois estão já corretamente definidas e não existe o
perigo de não se explicitar alguma combinação que
possa ser condicionante.
Curso Prático de Iniciação Tricalc
32

Acções\Definir…
É a função do programa Tricalc onde se escolhe
a ação que queremos atribuir a um determinado
elemento do modelo estrutural, quer barras, nós
ou planos (lajes e paredes).
A caixa de diálogo que se apresenta permite
introduzir qualquer tipo de acção de forma
interativa.
Podem-se utilizar os eixos gerais (maioria dos
casos) e eixos principais na definição das ações.
Curso Prático de Iniciação Tricalc
33

Combinações
de Acções
Curso Prático de Iniciação Tricalc
34

Introdução de Acções
Explicação dos tipos de acções
possíveis de introduzir com o
programa Tricalc.
Curso Prático de Iniciação Tricalc
35

Outras funções importantes


‘Acções\Modificar’ permite editar as acções introduzidas
em barras, nós ou planos.
‘Acções\Tipos a desenhar’ permite selecionar o tipo e
hipótese de acção a visualizar no modelo estrutural a cada
instante.
‘Acções\Vinculos’ permite visualizar as acções vinculadas
aos painéis de acção do vento e das lajes aligeiradas.
‘Acções\Espectros de resposta’ permite definir e selecionar
espectros de resposta para a análise sísmica quando se
opta por sismo genérico.
Curso Prático de Iniciação Tricalc
36

O Menu Seções
Curso Prático de Iniciação Tricalc
37

Menu ‘Secções’ no Tricalc


No menu ‘Seções’ do Tricalc estão
localizadas as funções que permitem
visualizar, introduzir e modificar as secções
sobre o modelo estrutural.
O menu ‘Secções’ contém ainda as bases de
dados dos elementos estruturais barras, lajes,
paredes, blocos, terrenos, isolantes, etc.
No menu ‘Secções’ existe ainda a
possibilidade de realizar um pré-
dimensionamento automático das barras.
Curso Prático de Iniciação Tricalc
38

Menu ‘Secções’ no Tricalc


As funções mais utilizadas no menu ‘Secções’
do Tricalc estão assinaladas na imagem à
direita.
‘Secções\Definir secção…’ permite escolher
uma secção manualmente e atribui-la a
qualquer barra.
‘Secções\Pré-dimensionar automático’ realiza
um pré-dimensionamento automático, com base
nas opções definidas pelo projetista, tendo em
conta cargas, vãos e áreas de influência.
Curso Prático de Iniciação Tricalc
39

‘Secções\Definir secção…’
‘Secções\Definir secção…’ permite
escolher uma secção manualmente e
atribui-la a qualquer barra.
Também se pode utilizar o botão
‘Capturar’ para definir uma secção
igual à da barra que se selecione e
posteriormente atribui-la a outras
barras.
Curso Prático de Iniciação Tricalc
40

Secções\Pré-dimensionar automático
Na janela flutuante 'Opções de cálculo‘
podemos definir parâmetros para o pré-
dimensionamento que o programa vai realizar
(dimensões mínimas, incrementos, etc.). O
programa vai realizar o pré-dimensionamento
em função das cargas, vãos e áreas de
influência, respeitando os parâmetros indicados.
É possível definir opções de pré-
dimensionamento particular para barras,
conjuntos, pórticos e cotas.
Curso Prático de Iniciação Tricalc
41

Secções\Re-atribuir…
Caso alteremos algum
parâmetro do material (por
exemplo 'E' – módulo de
elasticidade) é necessário
'Re-atribuir' as secções
com o novo E módulo de
elasticidade) utilizando a
função ‘Secções\Re-atribuir’.
Curso Prático de Iniciação Tricalc
42

As bases de dados do menu ‘Secções’


No menu ‘Secções e Dados’ temos acesso às
bases de dados do Tricalc.
É possível visualizar e editar as bases de dados
de secções, de lajes pré-fabricadas, de isolantes
ao fogo, de terrenos, de blocos de betão, de
tijolos, de blocos de termoargila, etc…
Apesar de serem funções pouco utilizadas vamos
analisar o seu funcionamento para que se possa
entender a sua organização e mecânica de
funcionamento.
Curso Prático de Iniciação Tricalc
43

‘Secções\Perfis de Membros…’
A função ‘Secções\Perfis de Membros\Perfis
Secções…’ permite aceder à base de dados de
secções de barras e adicionar novas secções
de uma forma muito simples.
Para adicionar uma nova secção à base de
dados, selecionamos uma secção da mesma
série e pedimos para ver os seus dados (ver na
imagem os ícones a utilizar).
Curso Prático de Iniciação Tricalc
44

‘Secções\Perfis de Membros…’
Seguidamente mudamos o seu nome e
as características geométricas. Clicamos
no 'assistente' e o programa faz os
restantes cálculos. Clicar em ‘Guardar’
para armazenar a nova secção.
Curso Prático de Iniciação Tricalc
45

Consolas Curtas e Elementos de Inércia Variável


Curso Prático de Iniciação Tricalc
46

Desenhar e Girar Secções


Em ‘Secções\Girar secção\Ângulo dado’ é possível
girar a secção de barras de um determinado ângulo.
Esta função serve para girar pilares, por exemplo.

Em ‘Secções\Desenhar Secções’ é possível ativar a


representação de um corte da secção atribuida à
barra ou viga de laje. Essa representação é sempre
colocada no nó de menor numeração. É ainda
possível solicitar a representação do corte da
secção+laje, onde se acresecenta a representação da
laje.
Curso Prático de Iniciação Tricalc
47

Organização das
Barras de Ícones
Curso Prático de Iniciação Tricalc
48

As Barras de Ícones no Tricalc


O programa Tricalc possui ícones para a
quase totalidade das funções do programa.
Esses ícones estão organizados em barra
que podem ser colocadas no ambiente de
trabalho como flutuantes ou ancoradas a
um dos bordos. As barras de ícones mais
habituais de estarem no ambiente de
trabalho são as indicadas na imagem
seguinte que se ativam com o botão direito
do rato.
49
Curso Prático de Iniciação Tricalc
50

A Barra de Ícones ‘Ajudas’


A barra de ícones ‘Ajudas’ permite ao projetista o fácil acesso a funções muito utilizadas,
aumentando assim a produtividade do trabalho.
Exemplo de funções existentes nesta barra são a vista em perspetiva\rebater, o render, as escalas, o
autocentrar, etc… conforme imagem abaixo apresentada.
Curso Prático de Iniciação Tricalc
51
Curso Prático de Iniciação Tricalc
52

A Barra de Ícones ‘G.Plano’


A barra de ícones ‘G.Plano’ permite ao projetista a
escolha interativa de qualquer plano de trabalho ou
visualização do modelo estrutural. Permite ainda
ativar o trabalho em múltiplos planos em simultâneo.
Exemplo de funções existentes nesta barra são plano
horizontal por um nó, plano por 3 nós, plano de
parede, plano à cota, ativar modo múltiplos planos e
desativar trabalho em planos.
Curso Prático de Iniciação Tricalc
53

As ‘Janelas Deslizantes’ do Tricalc


A Arktec, nas últimas versões do Tricalc, tem
implementado uma série de janelas deslizantes ao
ambiente de trabalho, que vieram aumentar muito
a produtividade do trabalho do projetista.
As janelas ‘Ver Planos’, 'Ver Pórticos', ‘Filtro
visualização 3D’, Opções de cálculo’, etc…
permitem agilizar muito o trabalho do projetista.
Curso Prático de Iniciação Tricalc
54

A janela ‘Planos’ do Tricalc


A janela ‘Planos’ do Tricalc permite selecionar
rapidamente a cota ou plano para o qual
queremos ir a qualquer momento. Nesta janela
listam-se todas as cotas existentes no modelo
estrutural mas também planos criados pelo
projetista (coberturas, rampas, etc…).
A janela possui ícones para a geração de
novos planos e para a edição ou filtragem dos
planos nela listados.
Curso Prático de Iniciação Tricalc
55

As Janelas
Deslizantes
Curso Prático de Iniciação Tricalc
56

A janela ‘Pórticos’ do Tricalc


A janela ‘Pórticos’ do Tricalc permite
selecionar rapidamente o pórtico para o qual
queremos ir a qualquer momento. Nesta janela
listam-se todos os pórticos criados pelo
projetista de forma automática ou por definição
manual. 'Pórtico' em Tricalc é um conceito para
indicar um plano de armadura de viga contínua.
A janela possui ícones para a geração de
novos pórticos e para a edição ou filtragem dos
pórticos nela listados.
Curso Prático de Iniciação Tricalc
57

A janela ‘Filtro de Visualização 3D’


A janela ‘Filtro de Visualização 3D’ do Tricalc
permite ao projetista ter controlo total sobre a
informação apresentada na área de trabalho a
qualquer instante.
Com uma listagem bastante extensa de
elementos estruturais, de materiais e de conjuntos
definidos, é possível ao projetista ativar ou
desativar a representação de cada um destes
filtros, ficando o modelo estrutural só com os
elementos pertinentes para cada momento.
Curso Prático de Iniciação Tricalc
58

A janela ‘Opções de Cálculo’


A janela ‘Opções de Cálculo’ do Tricalc permite ao
projetista o rápido acesso a todas as opções gerais
ou particulares que tenha definido para cada
tipologia ou elemento estrutural.
Esta janela agrupa ainda as opções de pré-
dimensionamento automático e de comprovação ao
fogo, possíveis de utilizar pelo projetista.
Quando se atribuem opções particulares a alguns
elementos estruturais aparecerá mais um ramo na
árvore apresentada com o nome do elemento.
Curso Prático de Iniciação Tricalc
59

As Listagens
Deslizantes
Curso Prático de Iniciação Tricalc
60

As ‘Listagens Deslizantes’
Na parte inferior da área de trabalho, vão ficando
colocadas pequenas fichas com as listagens
solicitadas pelo projetista ao trabalhar com o
programa. Estas fichas podem ser
instantaneamente consultadas pelo projetista,
bastando para tal pousar o rato sobre o seu
nome. A janela deslizará mostrando o conteúdo
da listagem anteriormente solicitada.
Mais uma vez aumenta-se a produtividade e
comodidade de trabalho para os projetistas.
Curso Prático de Iniciação Tricalc
61

CONCEITOS (Funções)
FUNDAMENTAIS
Curso Prático de Iniciação Tricalc
62

Modos de Visualização
do Modelo Estrutural
Curso Prático de Iniciação Tricalc
63

Modos de Visualização do Modelo


Ao trabalhar com o programa Tricalc é
sempre possível a visualização do
modelo estrutural em modo RENDER,
ARAME ou RENDER+ARAME.
O modo RENDER permite ao projetista
ter sempre presente a volumetria dos
elementos que definiu para o seu
modelo estrutural.
O modo ARAME possui toda a
informação que originou o modelo. É sempre aconselhável trabalhar no modo RENDER+ARAME
64
Curso Prático de Iniciação Tricalc
65

A Utilização do Rato
e as Teclas de Atalho
Curso Prático de Iniciação Tricalc
66

A utilização do Rato no Tricalc Rato Tecla Função


O conhecimento do funcionamento do rato no Botão Captura (snap) um nó, ponto ou
------------- elemento estrutural existente
Esquerdo
Tricalc permite ao projetista dominar totalmente a
Captura (snap) qualquer ponto do
perspetiva e ‘zoom’ de visualização que pretende Botão Direito ------------- plano ativo
a cada momento. Realiza um ZOOM dinâmico
Roda ------------- sobre o ponto onde colocamos o
Com a roda do rato e as teclas ‘Shift’ e ‘Ctrl’ é cursor
possível fazer ‘zoom’ sobre qualquer parte da Roda a estrutura para cima e
estrutura, rodá-la para cima, para baixo, para a Roda Shift para baixo (o shift é uma seta
vertical)
esquerda, para a direita e fazer ‘pan’ dinâmico.
Roda a estrutura para a esquerda
Roda Control
A utilização do rato permite ao projetista, controlar e para a direitaa

a visualização do seu modelo instantaneamente, Roda


-------------
Movendo o rato com a roda
(pressionada) pressionada faz-se um PAN
com total liberdade.
Curso Prático de Iniciação Tricalc
67

As principais Teclas de atalho no Tricalc Teclas Função


F1 ativa numeração das barras
F1 e F2
O conhecimento das teclas de atalho de qualquer F2 ativa numeração dos nós

programa permite ao utilizador uma produtividade F5 e Shift+F5


F5 ativa a representação das ações
Shift+F5 caixa de introdução de ações
maior no seu trabalho. NoTricalc existem várias
teclas de atalho definidas e é ainda possível F6 e Shift+F6
F6 ativa representação do nome das seções
Shift+F5 ativa representação corte das seções
definir manualmente mais teclas de atalho..
F10 subir um cota\piso
No que concerne a uma utilização inicial do F10 e Shift+F10 Shift+F10 descer uma cota/piso
programa, deixamos aqui a indicação das teclas
de acesso mais utilizadas no Tricalc. Backspace Recupera a última função utilizada

Nas próprias funções do programa, se coloca Ctrl+D


Sai do(s) plano(s) de trabalho para a vista total
da estrutura em 3D
indicação da respetiva
Curso Prático de Iniciação Tricalc
68

Os Eixos em Tricalc
Curso Prático de Tricalc - Cabo Verde 2014
69

Eixos Gerais: Geometria e Acções


No Tricalc existem 3 tipos de eixos: os
gerais, os principais e os locais.
Os ‘Eixos Gerais’ estão relacionados com
a definição da geometria (representam o
espaço tridimensional onde a estrutura se
desenvolve) e com a direcção e sentido
das acções aplicadas.
Os ‘Eixos Principais’ estão relacionados Orientação dos ‘Eixos Gerais’ em perspetiva e em planta
com a representação dos esforços nos
elementos estruturais.
Curso Prático de Tricalc - Cabo Verde 2014
70

Eixos Gerais
Curso Prático de Tricalc - Cabo Verde 2014
71

Eixos Principais: Esforços em Barras


Curso Prático de Tricalc - Cabo Verde 2014
72
Curso Prático de Iniciação Tricalc
73

A Verificação
de Geometria
Curso Prático de Iniciação Tricalc
74

A Verificação de Geometria
O programa Tricalc possui uma
função extremamente potente e
interativa para a verificação da
coerência do modelo introduzido.
A função ‘Geometria\Verificar’
permite obter uma lista de ‘Erros’ e
‘Advertências’ do modelo.
Os ‘Erros’ e ‘Advertências’ podem ser
facilmente localizados através do
ícone assinalado (lupa).
Curso Prático de Iniciação Tricalc
75

Os Conjuntos
em Tricalc
Curso Prático de Iniciação Tricalc
76

Os Conjuntos em Tricalc
O programa Tricalc possui uma
função extremamente potente e
interativa para otimizar o trabalho com
os elementos barras e vigas de laje da
estrutura.
A função ‘Conjuntos’ permite criar
grupos de barras ou vigas de laje.
A utilização de ‘Conjuntos’ permite
rapidamente manipular várias
características de forma muito rápida.
Curso Prático de Iniciação Tricalc
77

O Posicionamento
dos Elementos Estruturais
Curso Prático de Tricalc - Cabo Verde 2014
78

O Posicionamento de Elementos Estruturais


Qualquer elemento estrutural pode ter o seu
posicionamento modificado em relação ao seu eixo.
Para o efeito utilizamos a função
‘Geometria\Elemento\Posicionamento’, em que
‘Elemento ‘pode ser ‘Barra’, ‘Muro de Cave’, ‘Parede’, etc.
No caso das barras o posicionamento pode ser realizado
com a caixa de diálogo representada. Clicar na barra com
o botão esquerdo (selecionar) e clicar com o botão direito
para ir mudando o posicionamento da seçcão.
Curso Prático de Iniciação Tricalc
79

EXERCICÍO 01
Exercício 01
80

Pilar e Sapata de Betão Armado


(com betões diferentes) com ação
vertical e horizontal no seu topo.
Análise da função ‘Geometria\Rede’,
‘Geometria\Sapata\Introduzir’,
‘Ações\Definir’, ‘Seções\Definir’,
Seções\Pré-dimensionamento
automático’. Funções para cálculo
automático e peritagem de
armaduras.
Explicação do Workflow do
Programa Arktec Tricalc.
Curso Prático de Iniciação Tricalc
81

Preferências de Trabalho
O programa Tricalc possui a capacidade de
trabalhar em vários idiomas, regulamentos,
tipos de varões e sistemas de unidades.
A função ‘Ficheiro\Preferências’ dá acesso às
fichas de definição das preferências do
projeto.
Tricalc suporta várias regulamentações,
podendo escolher essa opção em
‘Regulamento’.
Curso Prático de Iniciação Tricalc
82

MÉTODOS DE
DEFINIÇÃO DE
GEOMETRIA
Curso Prático de Iniciação Tricalc
83

Métodos de Definição de Estruturas


Tricalc disponibiliza uma série de métodos
de definição de estruturas. Vamos analisar
alguns dos mais utilizados.
A importação de DXF 3D permite gerar
uma estrutura de barras (pilares, vigas e
diagonais) a partir de linhas de um desenho
DXF realizado num programa de CAD.
A importação do ficheiro DXF 3D realiza-se
em ‘Ficheiro\Importar DXF 3D’.
Curso Prático de Iniciação Tricalc
84

Métodos de Definição de Estruturas


Tricalc disponibiliza uma série de métodos
de definição de estruturas. Vamos analisar
alguns dos mais utilizados.
A importação de desenhos em DWG
permite utilizar plantas, alçados e cortes da
arquitetura de um edifício como referência
para a introdução do modelo estrutural.
A importação de desenhos em DWG
realiza-se em ‘Ajudas\Desenho-
raster\Desenho’.
Curso Prático de Iniciação Tricalc
85

Métodos de Definição de Estruturas


Tricalc disponibiliza uma série de métodos
de definição de estruturas. Vamos analisar
alguns dos mais utilizados.
A importação de modelos BIM permite
gerar uma estrutura a partir do modelo
tridimensional de programas BIM de
arquitetura.
A importação do ficheiro IFC realiza-se em
‘Ficheiro\Importar Modelo BIM\Abrir…’.
Curso Prático de Iniciação Tricalc
86

Métodos de Definição de Estruturas


Tricalc disponibiliza uma série de métodos
de definição de estruturas. Vamos analisar
alguns dos mais utilizados.
As funções ‘Nave’ e ‘Rede’ permite gerar
estruturas só com as funções do próprio
programa.
As funções ‘Nave’ e ‘Rede’ encontram-se
em ‘Geometria\Rede…’ e
‘Geometria\Nave..’.
Curso Prático de Iniciação Tricalc
87
Curso Prático de Iniciação Tricalc
88

EXERCICÍOS
PRÁTICOS
Curso Prático de Iniciação Tricalc
89

EXERCICÍO 02
Exercício 02
90
Exercício 02 - Enunciado
91
Exercício 02 - Resultados
92
Curso Prático de Iniciação Tricalc
93

EXERCICÍO
PROPOSTO
Exercício Proposto
94

Pórtico mais complexo, com


cotas de fundações diferentes,
vigas inclinadas e pilares sem
continuidade.
Exercício Proposto - Enunciado

95
Exercício Proposto - Resultados

96
Curso Prático de Iniciação Tricalc
97

EXERCICÍO 03
Exercício 03
98

Criar a nave industrial da imagem


partindo da criação de um pórtico tipo
que é translacionado na horizontal.
8 Pórticos afastados
de 5,00m

‘Geometria\Barra\Dividir em n partes’
‘Geometria\Barra\Dividir por módulos’
‘Geometria \Nó\Por Translação’
Exercício 03 - Enunciado

99
Curso Prático de Iniciação Tricalc
100

EXERCICÍO 04.01
Exercício 04.01
101

Utilização do Assistente de
Nave (2 águas) para realizar o
Edifício Industrial representado.
Regulamento EC3 e RSA.
Exercício 04.01 Passo 01

102

Utilização do Assistente de
Nave (2 águas) para realizar o
Edifício Industrial representado.
Exercício 04 Passo 02

103

Utilização do Assistente de
Nave (2 águas) para realizar o
Edifício Industrial representado.
Exercício 04 Passo 03

104

Utilização do Assistente de
Nave (2 águas) para realizar o
Edifício Industrial representado.
Exercício 04.01
105

Utilização do Assistente de
Nave (2 águas) para realizar o
Edifício Industrial representado.
Exercício 04.01 Passo 05

106

Utilização do Assistente de
Nave (2 águas) para realizar o
Edifício Industrial representado.
Exercício 04.01 Passo 06

107

Utilização do Assistente de
Nave (2 águas) para realizar o
Edifício Industrial representado.
Curso Prático de Iniciação Tricalc
108

EXERCICÍO 04.01
Exercício 04.01
109

Primeira estrutura do tipo mesa,


com laje maciça e ações de
paredes exteriores e
superficiais. Gráfico isovalores.
Exercício 04.01 - Enunciado

110
Exercício 04.01 - Resultados

111
Curso Prático de Iniciação Tricalc
112

EXERCICÍO 04.02
Exercício 04.02
113

Acrescentar mais 4 pisos iguais à


estrutura do exercício 04 (alturas de
3,0m entre pisos).

Utilização das funções


‘Geometria\Nó\Translação’ e
Geometria\Laje maciça\Translação’
Curso Prático de Iniciação Tricalc
114

EXERCICÍO 05
Exercício 05
115

A partir de um DWG fornecido


realizar a definição da estrutura
exemplificada e fornecida em
formato DWG com as unidades
em ‘mm’.
Criar o modelo da estrutura e
estudar os temas opções de
combinação, de vento, de
sismo, de esforços, de
elementos estruturais e análise
de resultados.
Curso Prático de Iniciação Tricalc
116

MENU
RESULTADOS
Curso Prático de Iniciação Tricalc
117

Resultados
Tricalc disponibiliza uma série de métodos
de análise do comportamento da estrutura,
como listagens, relatórios e gráficos.
Além da informação disponibilizada através
destes métodos Tricalc permite ainda o
dimensionamento de armaduras pelo que
também gera resultados de pormenorização
de armaduras, desenhos das plantas e
alçados e folhas de projeto com a
composição de armaduras e desenhos.
Curso Prático de Iniciação Tricalc
118

Resultados\Listagens
As listagens doTricalc podem
ser geradas em formato
'Resumido' ou 'Completo' por
'Hipóteses' de acção ou por
'Combinações'.
Normalmente utiliza-se mais a
listagem ‘Completa/Por
Hipóteses’ para analisar a
estrutura.
Curso Prático de Iniciação Tricalc
119

Resultados\Relatórios
Os 'Relatórios' doTricalc podem ser
gerados em formato 'Completo' ou
'Personalizado. São documentos muito
mais organizados que as 'Listagens'.
Podem ser guardados em formato DOCx
e PDF.
No formato ‘Personalizado’ é possível
escolher quais os capítulos que farão
parte do relatório.
Curso Prático de Iniciação Tricalc
120

Resultados\Armaduras e Desenhos
Os resultados do dimensionamento de elementos
estruturais no Tricalc podem ser consultados em
'Resultados\Armaduras' e 'Resultados\Desenhos'.
Em 'Armaduras' encontramos a pormenorização de
elementos do Tricalc em pórtico, tabelas ou de forma
individual.
Em ‘Desenhos’ encontramos a pormenorização de
planos horizontais (plantas), verticais (paredes) e
inclinados. Aqui encontramos as armaduras das lajes e
paredes resistentes, por exemplo.
Curso Prático de Iniciação Tricalc
121

Resultados\Composição Automática
Tricalc possui a capacidade de distribuir de
forma automatizada os resultados de
armaduras e os desenhos em folhas de
projeto com esquadrias, margens, marcas de
dobragem e legendas automáticas.
A função 'Composição Folhas\Automática'
permite realizar a distribuição dos desenhos
e armaduras de forma automática de acordo
com as definições escolhidas (especialmente
em 'Composição', 'Armaduras' e 'Desenhos'.
Curso Prático de Iniciação Tricalc
122

EXERCICÍO
PROPOSTO
Exercício Proposto
123

Modelação, Cálculo e Análise do Edifício apresentado nos


próximos slides.
Regulamento REBAP\RSA
Estrutura: Betão C30/37 Aço A500 – Fundação: Betão C25/30 Aço A500
Zona Sísmica C – Análise Dinâmica -Tipo de Terreno; solos coerentes
Secções: Vigas 25x40 Pilares 25x50 ou 50x25
Paredes e Muros de Cave: Espessura 25cm
Pisos: 1 Piso Enterrado + 6 Pisos Elevados (todos com 3,00m de altura)
Caixa de Elevador da cota -300cm até à cota 1.920cm (120cm acima)
Terreno T=0,300MPa; Sapatas Tipo I; Sapatas Encastradas
Molas laje fundação Ky=300 Kx=Ky=100 G=Automáticos
Ações: Paredes Exteriores 10kN/m
Superficiais em laje Permanentes 3 kN/m2 e Sobrecarga 2 kN/m2
Exercício Proposto Passo 01

124

Geração da Rede Geométrica


do Piso 0 conforme caixa de diálogo

Criar limites da abertura da Caixa de Elevadores com


‘Geom.\Barra\Dividir a distancia’ de 200cm dos nós 21 e 22
Exercício Proposto Passo 02

125

Fazer ‘Geom\Nó\Translação’ de -300cm para criar Pilares


Introduzir Apoios, Muros, Paredes, Sapatas, Linteis e Laje
de fundação com 80cm. Eliminar pilares dentro de paredes.
Exercício Proposto Passo 03

126

Fazer ‘Geom.\Nó\Translação’ para criar 1 nível de pilares.


Introduzir Laje Maciça na cota 0. Atribuir seções a vigas e pilares..
Posicionar pilares. Introduzir ações de paredes exteriores.
Exercício Proposto Passo 04

127

Fazer consolas com


‘Geom.\Barra\Paralela a distância’ e
‘Geom\Nó\Por intersecção’.
Introduzir Laje Maciça na cota 300.
Curvar lado da consola da fachada
principal.
Renumerar, Reordenar e Verificar
Geometria.
Atribuir seções a vigas.
Introd. ações de paredes exteriores.
Criar mais 5 pisos com
Geom\Nó\Translação’
128
Exercício Proposto
Passo 05
Exercício Proposto Passo 06

129
Curso Prático de Iniciação Tricalc
130

FIM