Você está na página 1de 26

1

SUMÁRIO

[03] O que é ruído [16] Medidas de controle do ruído

[07] NR 15 - Regulamenta o pagamento [20] Quais os custos?


do adicional de insalubridade

[22] Programa de Gestão do ruído Industrial


[10] O que diz a NR15?

[24] Tecnologia
[12] NHO 01 - Referência para a
aposentadoria especial
[26] Sobre a GRM Acústica

[14] O que diz a NBR 10.151?

2
O que é ruído

É mais fácil perceber que definir o termo ruído, porém, uma definição aceitável é que ruído é qualquer som indesejável,
desagradável e que perturba, tanto de forma física como de forma psicológica para todo aquele que percebe o ruído,
ou seja, para aquele que o ouve.

O ruído varia na sua composição naquilo que se refere à frequência, intensidade e duração. Como conceito, é o som
ou a mistura de sons que são capazes de causar dano à saúde de quem o percebe. Ou seja, ruído é um som ou um
conjunto de sons desagradáveis ao ouvido dos indivíduos.

O ruído em todas as suas formas é considerado nocivo à saúde dos indivíduos e devem ser observadas formas para
proteger-se desse inimigo do corpo.

4
O que é ruído

Interno - Trabalhista
NR-15 - Insalubridade
NHO-01 - Aposentadoria
Especial

Externo - Meio Ambiente


NBR 10.151
Legislação local
sobre ruído

5
O que é ruído

Interno - Trabalhista Externo - Meio Ambiente


NR-15 - Insalubridade NBR 10.151
NHO-01 - Legislação
Aposentadoria Especial local sobre ruído

6
NR 15 - Regulamenta o pagamento do adicional de insalubridade

1. Entende-se por Ruído Contínuo ou Intermitente, para os fins de aplicação de Limites de Tolerância, o ruído que
não seja ruído de impacto.

2. Os níveis de ruído contínuo ou intermitente devem ser medidos em decibéis (dB) com instrumento de nível de
pressão sonora operando no circuito de compensação “A” e circuito de resposta lenta (SLOW). As leituras devem ser
feitas próximas ao ouvido do trabalhador.

3. Os tempos de exposição aos níveis de ruído não devem exceder os limites de tolerância fixados no Quadro deste
anexo. (115.003-0/ I4)

4. Para os valores encontrados de nível de ruído intermediário será considerada a máxima exposição diária permissível
relativa ao nível imediatamente mais elevado.

5. Não é permitida exposição a níveis de ruído acima de 115 dB(A) para indivíduos que não estejam adequadamente
protegidos.

8
NR 15 - Regulamenta o pagamento do adicional de insalubridade

6. Se durante a jornada de trabalho ocorrerem dois ou mais períodos de exposição a ruído de diferentes níveis, devem
ser considerados os seus efeitos combinados, de forma que, se a soma das seguintes frações:

C1 + C2 + C3 +Cn
T1 T2 T3 Tn

exceder a unidade, a exposição estará acima do limite de tolerância.

Na equação acima, Cn indica o tempo total que o trabalhador fica exposto a um nível de ruído específico, e Tn indica
a máxima exposição diária permissível a este nível, segundo o Quadro deste Anexo.

7. As atividades ou operações que exponham os trabalhadores a níveis de ruído, contínuo ou intermitente, superiores
a 115 dB(A), sem proteção adequada, oferecerão risco grave e iminente.

9
O que diz a NR15?

11
NHO 01 - Referência para a aposentadoria especial

Ruído Contínuo ou Intermitente: todo e qualquer ruído que não está classificado como ruído de impacto ou impulsivo.
Ruído de Impacto ou Impulsivo: ruído que apresenta picos de energia acústica de duração inferior a 1 (um) segundo,
a intervalos superiores a 1 (um) segundo.

Situação Acústica: cada parte do ciclo de exposição na qual o trabalhador está exposto a níveis de ruído considerados
estáveis.

Zona Auditiva: região do espaço delimitada por um raio de 150 m ± 50 m, medido a partir da entrada do canal
auditivo.

13
O que diz a NBR 10.151?

Esta norma fixa as condições exigíveis para avaliação da aceitabilidade do ruído em comunidades, independente da
existência de reclamações. Ela especifica um método para a medição de ruído, a aplicação de correções nos níveis
medidos se o ruído apresentar características especiais e uma comparação dos níveis corrigidos com um critério que
leva em conta vários fatores.

O método de avaliação envolve as medições do nível de pressão sonora equivalente (LAeq), em decibels ponderados
em “A”, comumente chamado dB(A).

15
Medidas de controle do ruído

As medidas de controle do ruído podem ser consideradas basicamente de três maneiras distintas: na fonte, na
trajetória e no homem. As medidas na fonte e na trajetória deverão ser prioritárias quando viáveis tecnicamente.

Controle na fonte

Dentre as medidas de controle na fonte podemos destacar:

1. Substituição do equipamento por outro mais silencioso. Balancear e equilibrar partes móveis.
2. Lubrificar eficazmente rolamentos mancais
3. Reduzir impactos na medida do possível.
4. Alterar o processo.
5. Programar as operações, de forma que permaneça no menor número de máquinas funcionando
simultaneamente.
6. Aplicar material de modo a atenuar as vibrações.
7. Regular motor.
8. Reapertar as estruturas.
9. Substituir engrenagens metálicas por outras de plástico ou celeron.
17
Medidas de controle do ruído

Controle no meio

Não sendo possível o controle na fonte, o segundo passo é a verificação de possíveis medidas aplicadas no meio. Esse
consiste em evitar a propagação por meio de isolamento e conseguir um máximo de perdas energéticas por absorção.
O isolamento acústico pode ser feito das seguintes formas:

• Evitando que o som se propague a partir da fonte


• Evitando que o som chegue ao receptor
• Barreiras acústicas
• Cabines acústicas
• Janelas e portas acústicas
• Enclausuramento de máquinas

18
Medidas de controle do ruído

Controle no homem

Não sendo possível o controle do ruído na fonte e na trajetória, deve-se, como último recurso, adotar medidas de
controle para o trabalhador. Estas podem ser adotadas como complemento às medidas anteriores, ou quando as
mesmas não forem suficientes para corrigir o problema.

Como medida de controle no homem, sugere-se:

• Limitação do tempo de exposição – Consiste em reduzir o tempo de exposição aos níveis de ruído superiores
a 85 dB (A), tomando o cuidado para que o valor-limite para exposição a dois ou mais níveis de ruído diferentes
não seja ultrapassado.
• Protetores auriculares – São protetores colocados nos ouvidos do trabalhador, devendo ser utilizados quando
não for possível o controle para atenuação do ruído a níveis satisfatórios.
• Realização de Exames Audiométricos Periodicamente.

19
Quais os custos?
A poluição sonora pode causar diversas multas pois é considerada crime ambiental. Dentro da legislação brasileira
existem vários instrumentos que previnem a ocorrência da degradação ambiental que fazem parte da política urbana
como:

• Plano Diretor;
• O Zoneamento;
• Estudo prévio do impacto ambiental,
• Estudo do impacto da vizinhança.

Além de multas, o ambiente fonte de ruído pode sofrer interdições, que afetam seu funcionamento.

No âmbito das aposentadorias especiais ou aposentadoria por tempo de contribuição um dos agentes nocivos
agressivos à saúde, mais alegados pelos segurados, para obtenção do acréscimo legal é o agente físico ruído.

Nesse sentido muitos segurados que trabalham muitos anos expostos a altos níveis de ruídos, gerando riscos à sua
saúde e integridade física nos termos da legislação previdenciária, buscam o enquadramento dessas respectivas
atividades como especiais, objetivando usufruir do acréscimo (homem 40% e mulher 20%) no tempo de contribuição
definido por lei para quem comprovar essa exposição de modo habitual e permanente, não ocasional nem intermitente.

Atividades desempenhadas a partir de 18.11.2003 (vigência do Decreto 4.882/03) têm limite de tolerância de 85
dB(A), onde só pode ser enquadrado como especial exposição acima de 85 db(A);
21
Programa de Gestão do ruído Industrial
Objetiva controlar o ruído para reduzir custos com adicional de insalubridade e aposentadoria especial; reduzir os
riscos de multas, ações na justiça, indenizações por perda auditiva e problemas com licenciamento ambiental.

Hierarquização das
Dosimetria de Ruído Mapeamento Acústico ações de controle
(dosímetro) (medição e Avaliação dos GHE´s
(priorização de
interpolação) controle)

Identificação de fontes Ciclo de melhoria


Audiometria
(análise de resultados) (potência sonora x Dose Virtual de Ruído (implantação dos
Directividade) projetos)

Gestão de EPI Ações de Controle


Simulação de Cenários Dosimetria de Ruído
(avaliação (Predictor) (projetos e (dosímetro)
desempenho) adequações)

Colaborador Área de Trabalho Exposição Sonora Ações de Controle


Gestão de Ruído - NR-15 / NHO-01 / NBR 10.151



23 RUÍDO INDUSTRIAL - Ruído ocupacional x Ruído Ambiental
Tecnologia
Para tais análises usamos somente fornecedores de qualidade, como:

Software Predictor-LimA

É um pacote de software extremamente eficiente para projetos de ruído ambiental. O pacote agrupa um software
intuitivo, o Predictor e o software LimA, mais flexível, tornando o conjunto poderoso e integrado de última geração
que oferece a melhor solução para o projeto que você possui. Predictor e LimA usam os núcleos de cálculo LimA de
última geração com enorme capacidade e alta velocidade de cálculo para que você obtenha resultados rapidamente,
reduzindo seu investimento em poder de computação.

Medidor de Ruído Channel Hand-Held Analyzer – 2270 Bruell & Kjaer

Um medidor de nível de som que vem com tudo o que você precisa para começar com uma tarefa precisa de medição
ambiental, ocupacional e industrial; o pacote básico de aplicativos, microfone e pré-amplificador.

Com a adição de aplicativos especializados, a funcionalidade do instrumento pode ser expandida para atender às
necessidades de tarefas que você possui, para avaliações de ruído ou vibração, incluindo aplicativos especializados
para acústica de construção, análise de FFT, avaliação de tom, identificação de fonte de ruído, intensidade de som,
aplicações industriais e medidas de vibração.

25
A GRM Acústica é uma empresa fundada em 2015. Nasceu da experiência de seu fundador, que possui 19
anos de atividades e projetos realizados na indústria, construção e meio ambiente.

Associa, assim, conceituada experiência em consultoria, projeto e análise de campo de ruído e vibrações.
Com grandes parceiros de laboratórios, softwares e instrumentos de medição, o custo-benefício se torna o
diferencial.

A experiência de sua equipe e o vasto portfólio de soluções são a garantia da disponibilização de serviços de
engenharia de acústica e vibrações do mais alto nível de competência e qualidade.

WWW.GRMACUSTICA.COM.BR

(48) 99689-5000 | (11) 98391-0251


Florianópolis-SC | São Paulo-SP
contato@grmacustica.com.br

26