Você está na página 1de 7

1.

ENEM 2016 nem Rei, e essa maneira vivem desordenadamente, sem


terem além disto conta, nem peso, nem medida.
TEXTO I
GÂNGAVO, P M. A primeira história do Brasil: história da
Documentos do século XVI algumas vezes se referem aos
província de Santa Cruz a que vulgarmente chamamos Brasil. Rio
habitantes indígenas Como "os brasis" ou "gente brasília" e,
de Janeiro: Zahar, 2004 (adaptado)
ocasionalmente no século XVII, o termo "brasileiro" era a
eles aplicado, mas as referências ao status econômico e A observação do cronista português Pero de Magalhães de
jurídico desses eram muito mais populares. Assim, os Gândavo, em 1576, sobre a ausência das letras F, L e R na
termos "negro da terra" e "índios" eram utilizados com mais língua mencionada demonstra a
frequência do que qualquer outro.
a. simplicidade da organização social das tribos brasileiras.
SCHWARTZ, S. B. Gente da terra braziliense da nação.
b. dominação portuguesa imposta aos índios no início da
Pensando o Brasil a Construção de um povo. In: MOTA, C.
colonização.
G. (Org.) Viagem incompleta a experiência brasileira
(1500-2000). São Paulo Senac, 2000 (adaptado) c. superioridade da sociedade europeia em relação à
sociedade indígena.
TEXTO II
d. incompreensão dos valores socioculturais indígenas pelos
Índio é um conceito construído no processo de conquista da portugueses.
América pelos europeus. Desinteressados pela diversidade
cultural, imbuídos de forte preconceito para com o outro, o e. dificuldade experimentada pelos portugueses no
indivíduo de outras culturas, espanhóis, portugueses, aprendizado da língua nativa.
franceses e anglo-saxões terminaram por denominar da
mesma forma povos tão dispares quanto os tupinambas e os 3. UNESP 2016
astecas.
Leia o texto para responder à questão a seguir.
SILVA, K. W.; SILVA, M. H. Dicionário de conceitos
históricos, São Paulo: Contexto, 2005 Prova da barbárie e, para alguns, da natureza não humana
do ameríndio, a antropofagia condenava as tribos que a
Ao comparar os textos, as formas de designação dos grupos praticavam a sofrer pelas armas portuguesas a “guerra
nativos pelos europeus, durante o período analisado, são justa”.
reveladoras da
Nesse contexto, um dos autores renascentistas que
a. concepção idealizada do território, entendido como escreveram sobre o Brasil, o calvinista francês Jean de Léry,
geograficamente indiferenciado. morador do atual Rio de Janeiro na segunda metade da
b. percepção corrente de uma ancestralidade comum às década de 1550 e quase vítima dos massacres do Dia de
populações ameríndias. São Bartolomeu (24.08.1572), ponto alto das guerras de
religião na França, compara a violência dos tupinambás com
c. compreensão etnocêntrica acerca das populações dos a dos católicos franceses que naquele dia fatídico trucidaram
territórios conquistados. e, em alguns casos, devoraram seus compatriotas
d. transposição direta das Categorias originadas no protestantes:
imaginário medieval.
“E o que vimos na França (durante o São Bartolomeu)? Sou
e. visão utópica configurada a partir de fantasias de riqueza. francês e pesa-me dizê-lo. O fígado e o coração e outras
partes do corpo de alguns indivíduos não foram comidos por
furiosos assassinos de que se horrorizam os infernos? Não é
2. ENEM 2015
preciso ir à América, nem mesmo sair de nosso país, para
A língua de que usam, por toda a costa, carece de três ver coisas tão monstruosas”.
letras; convém a saber, não se acha nela F, nem L, nem R,
coisa digna de espanto, porque assim não têm Fé, nem Lei,

Página 1
Copyright (c) 2013 - 2019 Stoodi Ensino e Treinamento a Distância S.A. - Todos os direitos reservados
(Luís Felipe Alencastro. “Canibalismo deu pretexto para b. várias culturas indígenas resistiram e sobreviveram,
escravizar”. mesmo com alterações, ao processo colonizador europeu,
como a xinguana.
Folha de S.Paulo, 12.10.1991. Adaptado.)
c. a cultura indígena, extinta graças ao processo colonizador
A partir do texto e de seus conhecimentos, é correto afirmar
europeu, foi recriada de modo mitológico no Brasil dos anos
que
1940.
a. as experiências de canibalismo relatadas tinham d. a cultura xinguana, ao contrário de outras culturas
significados opostos, pois representavam, entre os indígenas, não foi afetada pelo processo colonizador
tupinambás, a rejeição ao catolicismo e, entre os franceses, europeu.
a adesão à Igreja de Roma.
e. não há relação direta entre, de um lado, o processo
b. o calvinista francês acusava os colonizadores colonizador europeu e, de outro, a mortalidade indígena e a
portugueses de aceitar o canibalismo dos tupinambás, pois a perda de sua identidade cultural.
prática fazia parte da tradição religiosa católica.

c. o calvinista francês defendia a tolerância ao canibalismo,


5. UEPA 2012
pois o considerava uma forma adequada de derrotar e
submeter os inimigos religiosos. Os povos tupi correspondiam no século XV a um enorme
conjunto populacional étnico-linguístico que se espalhava
d. as experiências de canibalismo relatadas tinham origem
por quase toda a costa atlântica sul do continente
diversa, pois representavam, entre os tupinambás, um ritual
americano, desde o atual Ceará, até a Lagoa dos Patos,
religioso e, no caso dos franceses, vingança.
situada nos dias de hoje no Rio Grande do Sul. De acordo
e. as experiências de canibalismo relatadas mostram que a com registros de missionários jesuítas e de exploradores
antropofagia era prática religiosa comum na América e na portugueses dos primeiros anos da colonização portuguesa,
Europa e, em virtude disso, os colonizadores erravam ao os povos tupi se disseminaram pelo que é hoje a costa
condenar os tupinambás. brasileira, numa dinâmica combinada de crescimento
populacional e fragmentação sociopolítica. Ao mesmo
tempo, uma utopia ancestral cultivada pelos diversos grupos
4. FUVEST 2015
tupi da busca de uma “terra sem males”, teria contribuição
A colonização, apesar de toda violência e disrupção, não para sua expansão territorial. Os tupi chegaram no início do
excluiu processos de reconstrução e recriação cultural século XVI à Amazônia, ocupando a Ilha Tupinambarana
conduzidos pelos povos indígenas. É um erro comum crer como ponto final de sua peregrinação. No caminho
que a história da conquista representa, para os índios, uma percorrido, os povos tupi viviam numa atmosfera de guerra
sucessão linear de perdas em vidas, terras e distintividade constante entre si e com outros povos não-tupi. Guerras,
cultural. A cultura xinguana – que aparecerá para a nação captura e canibalização dos inimigos alimentavam a
brasileira nos anos 1940 como símbolo de uma tradição fragmentação, a dispersão territorial e o revanchismo.
estática, original e intocada – é, ao inverso, o resultado de
Em termos simbólicos, o sentido da antropofagia, resultante
uma história de contatos e mudanças, que tem início no
do enfrentamento entre indígenas pouco antes do início da
século X d.C. e continua até hoje.
colonização portuguesa, tem relação com:
FAUSTO Carlos. Os índios antes do Brasil. Rio de Janeiro:
a. a necessidade de exterminar os inimigos na totalidade,
Zahar, 2005.
inclusive pela ingestão física, de modo a interditar-lhes
Com base no trecho acima, é correto afirmar que qualquer forma de sobrevivência ou resquício material.

a. o processo colonizador europeu não foi violento como se b. o interesse em assimilar as potencialidades guerreiras e a
costuma afirmar, já que ele preservou e até mesmo valorizou bravura dos inimigos, bem como incorporar seu universo
várias culturas indígenas. social e cosmológico adicionado ao grupo do vencedor.

Página 2
Copyright (c) 2013 - 2019 Stoodi Ensino e Treinamento a Distância S.A. - Todos os direitos reservados
c. a profunda diferença sociocultural entre os povos tupi, que E minha Terra
ao longo da expansão tendiam a considerar-se como
Que faço com a minha
estrangeiros, habitando regiões contíguas.
cara de índia?
d. a interferência de navegadores europeus que
alimentavam as dissensões entre os povos indígenas como
meio de conquistá-los posteriormente.
E meu sangue
e. a disputa territorial com os povos não-tupi, que foram
praticamente expulsos da costa e obrigados a adentrar o E minha consciência
interior do continente. E minha luta

E nossos filhos?
6. UFPB 2006
Brasil, o que faço com a minha
Leia, atentamente, a poesia a seguir.
cara de índia?

QUE FAÇO COM A MINHA


Não sou violência
CARA DE ÍNDIA?
Ou estupro
meus cabelos
Eu sou história
E minhas rugas
Eu sou cunhã
E minha história
Barriga brasileira
E meus segredos?
Ventre sagrado

Povo brasileiro
Que faço com a minha
Ventre que gerou
cara de índia?
O povo brasileiro

Hoje está só
E meus espíritos
A barriga da mãe fecunda
E minha força
E os cânticos que outrora
E meu Tupã
cantava
E meus círculos?
Hoje são gritos de guerra

Contra o massacre imundo


Que faço com a minha
Eliane Potiguara
cara de índia?
Disponível em:
E meu Toré
<http://www.elianepotiguara.org.br/canticos.html>. Acesso
E meu sagrado em: 17 out.2005.

E meus "cabôcos"

Página 3
Copyright (c) 2013 - 2019 Stoodi Ensino e Treinamento a Distância S.A. - Todos os direitos reservados
Considerando o texto e as relações interétnicas entre c. Segundo o mapa, o homem americano é Autóctone, ou
portugueses e indígenas, no processo de conquista do seja, surgiu no próprio continente, embora não exista
Brasil, é correto afirmar: nenhum fóssil anterior ao 'Homo Sapiens Sapiens'.

a. O encontro entre os dois mundos - o indígena e o europeu d. Observando o mapa, fica evidente que o Ser Humano não
- foi marcado pelo completo reconhecimento de suas chegou no continente americano pelo oceano Atlântico,
respectivas identidades. apesar de esse ser o caminho mais"curto".

b. A conquista europeia provocou uma total perda de e. No continente sul-americano, o fóssil mais antigo é de
identidade dos povos indígenas, isto é, "da sua cara de uma mulher conhecida por Luzia, encontrada em 1975
índio". próximo a Lagoa Santa/MG, datada de 11500 anos.

c. O confronto entre os dois mundos resultou no completo


desaparecimento das tradições culturais indígenas. 8. UEPB 2014

d. Os povos indígenas remanescentes, com base na sua A riqueza cultural do povo brasileiro advém da
memória, reivindicam o lugar de sujeitos na construção da pluralidade de etnias que nos formaram,
História brasileira. produzindo um patrimônio cultural diversificado.
e. A violência que marcou a conquista europeia foi apagada Assinale a alternativa correta:
da memória dos povos indígenas remanescentes. a. Os grupos indígenas encontrados no litoral pelo português
eram principalmente tribos de tronco tupi que, havendo se
instalado uns séculos antes, ainda estavam desalojando
7. UFLA 2006
antigos ocupantes oriundos de outras matrizes culturais.
Observe o mapa.
b. Na época da chegada da esquadra cabralina, as tribos do
tronco tupi eram as únicas que tinham uma organização
social de classes, e a presença do Estado já era uma
realidade.

c. A instituição social que dificultou a formação do povo


brasileiro foi o cunhadismo, velho uso indígena que proibia a
incorporação de estrangeiros à sua comunidade.

d. O surgimento de uma etnia brasileira não anulou as


identificações étnicas dos índios e africanos consolidando a
democracia racial que vivemos na contemporaneidade.

e. Desde os primeiros dias da colonização, o projeto jesuítico


se configurou como única alternativa de garantia das
culturas indígena e africana, respeitando suas crenças e
Assinale a alternativa que NÃO se relaciona com as diversas
representações.
hipóteses de origem do homem americano.

a. O mapa justifica a hipótese de o homem americano


9. ENEM 2010
apresentar características mongoloides ou pré-mongoloides,
povos oriundos da Mongólia e Sibéria que penetraram no Os vestígios dos povos Tupi-guarani encontram-se desde as
continente americano pelo Estreito de Bering. Missões e o rio da Prata, ao sul, até o Nordeste, com
algumas ocorrências ainda mal conhecidas no sul da
b. Segundo o que demonstra o mapa, o homem chegou à
Amazônia. A leste, ocupavam toda a faixa litorânea, desde o
América em migrações esporádicas, navegando pelo
Rio Grande do Sul até o Maranhão. A oeste, aparecem (no
Pacífico, vindo da Ásia, Polinésia e Oceania.
rio da Prata) no Paraguai e nas terras baixas da Bolívia.

Página 4
Copyright (c) 2013 - 2019 Stoodi Ensino e Treinamento a Distância S.A. - Todos os direitos reservados
Evitam as terras inundáveis do Pantanal e marcam sua a. O Brasil é um país pluriétnico, com dezenas de povos
presença discretamente nos cerrados do Brasil central. De indígenas.
fato, ocuparam, de preferência, as regiões de floresta
b. A Constituição de 1988 reconhece costumes, línguas,
tropical e subtropical.
crenças e tradições indígenas, além dos direitos originários
PROUS. A. O Brasil antes dos brasileiros. Rio de Janeiro: sobre as terras que os índios tradicionalmente ocupam.
Jorge c. As populações indígenas não estão desaparecendo, pelo
Zahar. Editor, 2005. contrário, estão em crescimento demográfico no Brasil.

Os povos indígenas citados possuíam tradições culturais d. Guarani, Kaingang e Mapuche são povos indígenas do
específicas que os distinguiam de outras sociedades Brasil.
indígenas e dos colonizadores europeus. Entre as tradições e. Mesmo com a violência sofrida ao longo da história do
tupi-guarani, destacava-se Brasil, os indígenas não foram vítimas passivas dos
colonizadores.
a. a organização em aldeias politicamente independentes,
dirigidas por um chefe, eleito pelos indivíduos mais velhos da
tribo. 11. UNEMAT 2013
b. a ritualização da guerra entre as tribos e o caráter O Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária
semissedentário de sua organização social. (INCRA), um órgão do Ministério do Desenvolvimento
c. a conquista de terras mediante operações militares, o que Agrário, através da Instrução Normativa nº 20, de 17 de
permitiu seu domínio sobre vasto território. setembro de 2005, regulamentou o procedimento para
identificação, reconhecimento, delimitação, demarcação,
d. o caráter pastoril de sua economia, que prescindia da desintrusão, titulação e registro das terras ocupadas por
agricultura para investir na criação de animais. remanescentes das comunidades dos quilombos. No artigo
e. o desprezo pelos rituais antropofágicos praticados em 3º são definidos como remanescentes das comunidades de
outras sociedades indígenas. quilombos “os grupos étnico-raciais, segundo critérios de
auto-definição, com trajetória histórica própria, dotados de
relações territoriais específicas, com presunção de
10. UDESC 2017 ancestralidade negra relacionada com a resistência à
“No Brasil, é comum retratar as populações indígenas como opressão histórica sofrida”.
meros resquícios de um passado cada vez mais remoto,
MACHADO, Maria de Fátima Roberto (Org.). Diversidade sociocultural em
como os pobres remanescentes de uma história contada na
Mato Grosso. Cuiabá: Entrelinhas, 2008 (adaptado).
forma de uma crônica do desaparecimento e da extinção.
Diversos povos sucumbiram ao impacto fulminante do
contato e da conquista, é verdade. Mas muitos conseguiram
O texto permite inferir que a(as)
sobreviver ao holocausto, recompondo populações
dizimadas, reconstruindo suas identidades, enfim, se a. identidade étnica liga-se diretamente às políticas públicas.
ajustando aos novos tempos. Contribuem, hoje, para o rico
b. legislação atual reconhece o direito dos quilombolas às
painel de diversidade cultural que é, sem dúvida alguma, o
suas terras.
patrimônio mais precioso deste país”.
c. disposições constitucionais garantem o fim da
MONTEIRO, John M. Armas e armadilhas: história e discriminação.
resistências dos índios. In: NOVAES, Adauto (org.). A Outra
margem do ocidente. São Paulo: Companhia das Letras, p. d. expressões culturais são garantidas na Instrução
247. Normativa.

e. manifestações tradicionais serão reforçadas pela


Assinale a alternativa incorreta sobre os povos indígenas no
Instrução Normativa.
Brasil:

Página 5
Copyright (c) 2013 - 2019 Stoodi Ensino e Treinamento a Distância S.A. - Todos os direitos reservados
Venezuela, abriga jazidas de ouro, urânio e diamante.”

12. UNEMAT 2013 Disponível em: http://www.terra.com.br. Acesso em: 6 out. 2005.

“O Censo Demográfico de 2010 revelou um retrato novo do


Brasil indígena: mais numeroso e mais diverso. São, no total,
Com base no texto e nos conhecimentos sobre demarcação
896,9 mil pessoas que se autodeclaram indígenas em
das terras indígenas no Brasil, é correto afirmar:
termos de cor ou raça (817,9 mil), mais 78,9 mil residentes
em terras indígenas e que se disseram pardas, brancas ou a. A prática dos indígenas confirma o estigma da indolência
negras, mas, mesmo assim, se consideram indígenas por que pesa sobre os mesmos, visto que usam tanto as terras
aspectos como ‘tradições, costumes, cultura e quanto o subsolo inadequadamente, obstaculizando o
antepassados’. As ‘etnias indígenas’, pela primeira vez progresso nacional.
investigadas, chegam a 305; foram identificadas, ainda, 274
b. A co-propriedade dos recursos minerais do subsolo das
línguas. O número com o qual os pesquisadores vinham
terras indígenas que lhes é assegurada por Lei é o principal
trabalhando até então era de 220 povos falando 180
óbice ao desenvolvimento da mineração, daí o empenho do
línguas”.
Estado em removê-lo.
PERRONE-MOISÉS, Beatriz; PIMENTEL, Spensy. Um Brasil mais diverso.
c. No Brasil, é fundamental a demarcação das terras
Revista Carta Fundamental, São Paulo, n.42, p.32, outubro 2012.
indígenas para evitar que acordos informais entre indígenas,
garimpeiros e mineradoras comprometam a organização
coletiva dessas comunidades.
As informações trazidas na reportagem sugerem que:
d. O Governo brasileiro tem sido eficiente na demarcação
a. Uma concepção diferenciada dos declarantes nos modos das áreas indígenas, impedindo que empresas mineradoras
de se ver e de se reconhecer como parte de grupos étnicos nacionais e internacionais extraiam os recursos minerais
variados. dispostos no seu subsolo.
b. Uma restrita composição da diversidade no que se refere e. O reconhecimento tardio da necessidade de demarcação
à constituição dos povos indígenas no Brasil das terras indígenas brasileiras tornou inócua essa
contemporâneo. intervenção, pois a plena aculturação já não justifica a
c. Um quadro de disparidade da situação indígena brasileira, delimitação de territórios próprios.
principalmente em relação à diminuição das línguas faladas.

d. As metodologias utilizadas em pesquisas de contagem de 14. UNEMAT 2007


populações, algumas vezes, estão sujeitas a equívocos.
País A- Tem atualmente na frente do seu governo um
e. Um panorama da atual situação indígena brasileira, descendente indígena que, apesar de chamar o
evidenciando que o reconhecimento da identidade desses atual governo brasileiro de “irmão mais velho”, anunciou
povos se constitui pelas tradições socioculturais. profundas mudanças de nacionalização das reservas do seu
gás natural. Esse fato, além de colocar em risco os
investimentos do Brasil naquele país, ainda coloca em xeque
13. UNICENTRO 2006
as pretensões de liderança do Brasil nas suas
“Os 400 mil índios do Brasil têm nada menos que 73 milhões relações geopolíticas no Continente Latino-Americano.
de hectares em terras demarcadas, aproximadamente 12%
do território nacional e pelo menos um terço dessas terras
esconde riquezas capazes de despertar ambições e País B- No ano de 2001 já contava com uma população de
provocar atrocidades. Os Ianomâmis, do Amazonas, têm 1,3 bilhão de habitantes e, hoje, convive, paradoxalmente,
reservas de urânio e nióbio, a matéria-prima das fibras com um PIB que cresce 9,8 % e situa o país entre as
ópticas, além de grandes quantidades de ouro. A futura principais economias do mundo, de um lado, e um governo
reserva Serra da Raposa do Sol, na fronteira com a de estruturas totalitárias de outro, que, sob o comando do

Página 6
Copyright (c) 2013 - 2019 Stoodi Ensino e Treinamento a Distância S.A. - Todos os direitos reservados
partido comunista, ainda caminha de passos curtos para O estado do Paraná conta com reservas indígenas no seu
o real ritmo da economia liberalizante e ainda restringe esse território. Assinale a alternativa correta sobre as aldeias e/ou
desenvolvimento sócio-econômico apenas às regiões os costumes da população indígena no Estado.
litorâneas do país.
a. O Paraná apresenta apenas duas etnias ou grupos: os
Guaranis e os Tupis, ambos associados às áreas de campos
do Paraná central.
Diante das circunstâncias geográficas evidenciadas nos
países A e B mencionados acima, pode-se AFIRMAR que b. As reservas indígenas paranaenses ainda não foram
tratam-se respectivamente dos seguintes países. formalmente demarcadas e não são reconhecidas pelo
Governo Federal, em nenhum caso.
a. Chile, na América do Sul e Japão na Ásia.
c. O grupo mais numeroso é constituído pelos Xetás, que
b. Venezuela, na América do Sul e Coréia do
preservam bem a sua cultura.
Sul na Ásia.
d. Os Kaingang estão presentes em diferentes regiões do
c. Bolívia na América do Sul e China na Ásia.
estado do Paraná, mas ocupavam, preferencialmente, as
d. Venezuela na América do Sul e China na áreas de campos e de matas de Araucária.
Oceania.
e. Os sambaquis são os cemitérios indígenas que foram
e. Bolívia na América do Sul e Coréia do Sul na Ásia. encontrados nos sítios arqueológicos situados às margens
dos rios Paranapanema, Paraná e Iguaçu.

15. UNICAMP 2016


GABARITO: 1) c, 2) d, 3) d, 4) b, 5) b, 6) d, 7) c, 8) a, 9) b,
Considerando as atuais características demográficas da
10) d, 11) b, 12) e, 13) c, 14) c, 15) d, 16) d,
população indígena brasileira, assinale a alternativa correta.

a. Ainda existem etnias indígenas isoladas no interior da


Amazônia, vivendo em grandes aldeias, com predominância
de idosos, e desenvolvendo roças para o autoconsumo.

b. A atual população indígena brasileira supera, em


contingente e em etnias, os habitantes nativos encontrados
no início da colonização no século XVI.

c. Enquanto a população indígena do centro-sul obteve


crescimento demográfico, a população habitante da
Amazônica apresentou forte redução de contingente.

d. Verifica-se a tendência de reversão da curva


demográfica, tendo em vista o crescimento atual da
população indígena no país, sendo que a maior parcela
desse contingente vive em áreas rurais.

16. UNICENTRO 2013

Página 7
Copyright (c) 2013 - 2019 Stoodi Ensino e Treinamento a Distância S.A. - Todos os direitos reservados