Você está na página 1de 4

2019

CONTEÚDO
DIRETOR:

2º ANO
JÂNIO DA SILVA CORRÊA PROGRAMÁTICO
PROFESSOR:
DELEY TERMOMETRIA
1. CALOR SENSÍVEL
01 2. CALOR LATENTE
Observe a ilustração a seguir.
1. Uma garrafa térmica contém água a 60 °C. O
conjunto garrafa térmica mais água possui
capacidade térmica iguala 80 cal/°C. O sistema
é colocado sobre uma mesa e, após algum
IMPRESSÕES GRÁFICAS – PROFESSOR JUSCELINO CORRÊA

tempo, sua temperatura diminui para 55 °C.


Qual foi a perda de energia térmica para o
ambiente nesse intervalo de tempo?

2. O calor específico do cobre é igual a 0,09 cal/g


°C. Se em vez de usarmos a escala Celsius
usássemos a escala Fahrenheit, quanto valeria
esse calor específico?

3. Em um recipiente termicamente isolado e com Durante as férias de meio de ano, um estudante de


capacidade térmica desprezível, misturam-se Física, retornando a sua casa em uma dessas
200 g de água a 10 °C com um bloco de ferro de regiões, observou um ferreiro trabalhando e pediu
500 g a 140 °C. Qual é a temperatura final de licença a ele para fazer algumas medições. Pegou
equilíbrio térmico? um termômetro e mediu a temperatura de uma
Dados: ferradura aquecida, a temperatura da água no balde
 calor específico da água = 1,0 cal/g °C; (antes do mergulho) e depois a temperatura da água
 calor específico do ferro = 0,12 cal/g °C. no equilíbrio térmico. Com as anotações, ele
observou que a variação da temperatura da água do
4. A massa e o calor específico sensível de cinco balde era muito menor que a variação de
amostras (dados fictícios) de materiais sólidos e temperatura sofrida pela ferradura.
homogêneos são fornecidos ao lado. As cinco Como você explica esse fato?
amostras encontram-se inicialmente à mesma
temperatura e recebem quantidades iguais de 6. Você sabia que uma barra de chocolate de 100g
calor. Qual delas atingirá a maior temperatura? pode fornecer ao nosso organismo 500 calorias
alimentares (kcal)? Usando esse dado e os seus
conhecimentos de Física, responda:
a) Se você pudesse transferir essa energia (da
barra de chocolate) para m gramas de água a
0°C, na fase líquida, e esta atingisse a
temperatura de ebulição (100 °C), qual seria
o valor de m?
Dado:
 calor específico da água = 1,0 cal/g °C.

5. No interior do Brasil, nas áreas rurais, é comum b) Se uma pessoa de massa 70 kg ingerisse
usarem cavalos, burros e jumentos para essa barra de chocolate e utilizasse toda
transportar pessoas e cargas nas regiões de essa energia para subir uma escada com
difícil acesso para os veículos motorizados. degraus de 20 cm de altura, quantos degraus
Nesses animais são colocadas ferraduras para poderia subir?
proteger os cascos e facilitar a locomoção em Dados:
terrenos difíceis. Os profissionais que fixam as  aceleração da gravidade = 10 m/s2;
ferraduras, chamados de ferreiros, costumam  1,0 cal = 4,2 J.
antes aquecê-las em fogo e, utilizando martelo e
bigorna, procuram uniformizá-las, retirando
CONTEÚDO - 2019

possíveis ondulações existentes. Após esse


procedimento, as ferraduras são resfriadas em
um balde contendo água à temperatura
ambiente.

Avenida João Moura da Costa, 940 - Bairro: São José, Capitão Poço – PA
CEP: 68650-000 INEP: 15088464
7. O chamado leite longa vida é pasteurizado pelo 9. Uma fonte térmica foi utilizada para o
juscelino.correa@escola.seduc.pa.gov.br

processo UHT (Ultra High Temperature), que aquecimento de 1,0 L de água (1 000 g) da
consiste em aquecer o leite da temperatura temperatura ambiente (20 °C) até o ponto de
ambiente (22 °C) até 137 °C em apenas 4,0 s, ebulição (100 °C) em um intervalo de tempo
sendo em seguida envasado em embalagem igual a 1 min 40 s com rendimento de 100%.
impermeável a luz e a micro-organismos. O Sendo o calor específico da água igual a 1,0
calor específico do leite é praticamente igual ao cal/g °C, qual o valor da potência dessa fonte?
da água, 1,0 cal/g °C. Assim, no aquecimento
descrito, que quantidade de calor cada litro 10. Uma fonte térmica de potência constante
(1.000g) de leite precisou receber? Dê sua fornece 50 cal/min para uma amostra de 100 g
resposta em quilocalorias (kcal). de uma substância.
O gráfico abaixo fornece a temperatura em função
8. A energia utilizada para a manutenção e o do tempo de aquecimento desse corpo.
desempenho do corpo humano é obtida por
meio dos alimentos que são ingeridos. O quadro
MEU E-MAIL:

a seguir mostra a quantidade média de energia


absorvida pelo corpo humano a cada 100
gramas do alimento ingerido.

Qual o valor do calor específico do material dessa


substância?

11. Um bom chuveiro elétrico, quando ligado na


posição “inverno”, dissipa uma potência de 6,4
kW, fornecendo essa energia à água que o
atravessa com vazão de 50 gramas por
segundo. Se a água, ao entrar no chuveiro, tem
uma temperatura de 23°C, qual a sua
temperatura na saída?
Dados: Dados:
 1 caloria = 4,2 joules;  calor específico da água = 1,0 cal/g °C;
 calor específico sensível da água =1 cal/g °C.  1 cal = 4 J.

Analisando o quadro, podemos concluir que, em 12. Em um recipiente termicamente isolado e de


termos energéticos: capacidade térmica desprezível, são misturados
o chocolate é o alimento mais energético 200 g de água a 55 °C com 500 g também de
entre os listados. água a 20 °C. Quando a mistura atingir o
uma fatia de mamão equivale, equilíbrio térmico, qual será sua temperatura?
aproximadamente, a 10 folhas de alface.
um copo de refrigerante fornece uma energia 13. Uma dona de casa coloca no interior de uma
de, aproximadamente, 328 J. garrafa térmica o café que acabou de preparar.
0,50 kg de sorvete é equivalente a, São 500 g de água adicionados ao pó de café a
aproximadamente, 320 g de batatas fritas. 90 °C. Se a garrafa térmica estava à
um sanduíche com 2 fatias de pão, 2 folhas temperatura ambiente (12 °C) e atinge o
de alface e 2 folhas de repolho equivale a 1 equilíbrio térmico a 87 °C, qual é a capacidade
unidade de batata frita. térmica dessa garrafa?
CONTEÚDO - 2019

Dado:
calor específico da água + pó de café = 1,0 cal/g °C.

Avenida João Moura da Costa, 940 - São José, Capitão Poço – PA


CEP: 68650-000 INEP: 15088464
14. Para avaliar a temperatura de 300 g de água, 19. Em um calorímetro ideal encontramos 30 g de
juscelino.correa@escola.seduc.pa.gov.br

usou-se um termômetro de 100 g de massa e água a 20 °C sob pressão normal. Calcule a


calor específico sensível igual a 0,15 cal/g °C. quantidade de calor que esse sistema deve
Inicialmente, esse termômetro indicava, à receber até que toda a água se transforme em
temperatura ambiente, 12°C. Após algum tempo, vapor.
colocado em contato térmico com a água, o Dados:
termômetro passa a indicar 72 °C. Supondo não  calor específico da água = 1,0 cal/g °C;
ter havido perdas de calor, determine a  calor latente de vaporização da água = 540 cal/g.
temperatura inicial da água.
Dado: calor específico da água = 1,0 cal/g °C. 20. Um bloco de gelo com 200 g de massa, a 0 °C,
precisa receber uma quantidade de calor Q1
15. Quanto de calor necessitam receber 100 g de para sofrer fusão total. A água resultante, para
gelo para serem aquecidos de 230 °C a 10 °C? ser aquecida até 50 °C, precisa receber uma
A pressão atmosférica é constante e normal. quantidade de calor Q2. Qual é o valor de Q,
Dados: sendo Q = Q1 + Q2?
MEU E-MAIL:

 calor específico do gelo = 0,50 cal/g °C; Dados:


 calor latente de fusão do gelo = 80 cal/g;  calor latente de fusão do gelo = 80 cal/g;
 calor específico da água = 1,0 cal/g °C.  calor específico da água = 1,0 cal/g °C.

16. Uma fonte de potência constante e igual a 400 21. Deseja-se transformar 100 g de gelo a -20 °C
cal/min fornece calor a um bloco de gelo com em água a 30 °C. Sabe-se que o calor
massa de 200 g, inicialmente à temperatura de específico do gelo vale 0,50 cal/g °C e o da
220 °C. Sabendo que o sistema é aquecido a água, 1,0 cal/g °C e que o calor latente de fusão
50°C, calcule o tempo gasto para o do gelo vale 80 cal/g. Quanto calor, em
aquecimento, desprezando quaisquer perdas de quilocalorias, devemos fornecer a esse gelo?
energia.
Dados: 22. Uma pedra de gelo de 20 g de massa,
 calor específico do gelo = 0,50 cal/g °C; inicialmente a 210 °C, recebeu 2.700 cal.
 calor latente de fusão do gelo = 80 cal/g; Determine a temperatura atingida, sabendo que
 calor específico da água = 1,0 cal/g °C. essa energia foi totalmente aproveitada pelo
sistema.
17. Em um calorímetro ideal misturam-se 200g de Dados:
gelo a 240°C com 100g de água a uma  calor específico do gelo = 0,50 cal/g °C;
temperatura q.  calor específico da água = 1,0 cal/g °C;
Dados:  calor latente de fusão do gelo = 80 cal/g.
 calor específico do gelo = 0,50 cal/g °C;
 calor latente de fusão do gelo = 80 cal/g; 23. Você tem 100 g de água à temperatura
 calor específico da água = 1,0 cal/g °C. ambiente (25 °C). Quanto de calor deve-se
retirar dessa água para obter-se um bloco de
Determine: gelo de 100 g a 0 °C?
a) a temperatura q para que no equilíbrio Dados:
térmico coexistam massas iguais de gelo e  calor específico da água = 1,0 cal/g °C;
de água;  calor latente de fusão do gelo = 80 cal/g.
b) a temperatura da água quando o gelo atinge
0 °C, considerando as condições do item a. 24. Considere 1,0 kg de gelo a 0 °C e uma massa x
de vapor de água a 100 °C, colocados em um
18. Em um calorímetro ideal são colocados 40 g de recipiente de capacidade térmica desprezível. A
água a 40 °C e um bloco de gelo de massa 10 g, temperatura final de equilíbrio térmico é 0 °C, e
à temperatura de 220 °C. Qual é a temperatura o sistema está totalmente no estado líquido.
final de equilíbrio térmico? Qual é o valor de x em quilogramas?
Dados: Dados:
 calor específico do gelo = 0,50 cal/g °C;  calor específico latente de vaporização da
 calor latente de fusão do gelo = 80 cal/g; água = 540 cal/g;
 calor específico da água = 1,0 cal/g °C.  calor latente de fusão do gelo = 80 cal/g;
 calor específico sensível da água = 1,0
CONTEÚDO - 2019

cal/g °C.

Avenida João Moura da Costa, 940 - São José, Capitão Poço – PA


CEP: 68650-000 INEP: 15088464
25. Em um recipiente de paredes adiabáticas, há 60 30. Vamos colocar em contato térmico 200 g de
juscelino.correa@escola.seduc.pa.gov.br

g de gelo fundente (0 °C). Colocando-se 100 g água a 50 °C com 100 g de gelo a 210 °C.
de água no interior desse recipiente, metade do Supondo que as trocas de calor se processem
gelo se funde. Qual é a temperatura inicial da apenas entre a água e o gelo, qual será a
água? temperatura final de equilíbrio térmico?
Dados: Dados:
 calor específico da água = 1,0 cal/g °C;  calor específico do gelo = 0,50 cal/g °C;
 calor latente de fusão do gelo = 80 cal/g.  calor específico da água = 1,0 cal/g °C;
 calor latente de fusão do gelo = 80 cal/g.
26. Em um calorímetro ideal, misturam-se 200 g de
gelo a 0 °C com 200 g de água a 40 °C. 31. Em um recipiente adiabático, de capacidade
Dados: térmica desprezível, são colocados 400 g de
 calor específico da água = 1,0 cal/g °C; água a 10 °C e 200 g de gelo a 215 °C. Se após
 calor latente de fusão do gelo = 80 cal/g. algum tempo, estabelecido o equilíbrio térmico,
Determine: introduzirmos nesse recipiente um termômetro
MEU E-MAIL:

a) a temperatura final de equilíbrio térmico da ideal, que temperatura ele irá registrar?
mistura; Dados:
b) a massa de gelo que se funde.  calor específico da água = 1,0 cal/g °C;
 calor latente de fusão do gelo = 80 cal/g.
27. Em um calorímetro ideal são colocados 200 g de
gelo fundente (0 °C) com 200 g de água, 32. Quando são misturados 40 g de água a 10 °C e
também a 0 °C. Após algum tempo, podemos 360 g de gelo a 230 °C, qual é a temperatura
afirmar que: final de equilíbrio térmico?
no equilíbrio térmico, vamos ter apenas água Suponha que o gelo e a água não troquem calor com
a 0 °C. o recipiente nem com o meio externo.
o gelo, sempre que entra em contato com a Dados:
água, sofre fusão.  calor específico do gelo = 0,50 cal/g °C;
no final vamos ter apenas gelo a 0 °C.  calor latente de fusão do gelo = 80 cal/g;
as massas de água e gelo não se alteram,  calor específico da água = 1,0 cal/g °C.
pois ambos estando a 0 °C não haverá troca
de calor entre eles. 33. O fato de o éter evaporar mais depressa que o
quando o calor sai da água, provoca sua álcool, nas mesmas condições, mostra que a
solidificação; esse calor, no gelo, provoca rapidez de evaporação depende da:
fusão. temperatura.
28. Misturando 100 g de água a 80 °C com 100 g de pressão em sua superfície livre.
gelo fundente (0 °C), o que vamos obter no natureza do líquido.
equilíbrio térmico? Para a resolução, suponha área da superfície livre.
que trocas de calor ocorrem apenas entre o gelo densidade do líquido.
e a água.
Dados: 34. Quando alguém vai tomar um café muito quente,
 calor específico da água = 1,0 cal/g °C; costuma assoprar a superfície do líquido. Com
 calor latente de fusão do gelo = 80 cal/g. isso, o café esfria mais depressa, porque:
o ar expelido pela pessoa é mais frio que o
29. Em um calorímetro ideal são colocados 100 g de café e retira calor do sistema.
água a 60 °C e 200 g de gelo fundente. Se as o ar expelido pela pessoa evita que o calor
trocas de calor ocorrem apenas entre o gelo e a saia pela superfície livre, forçando-o a sair
água, no final ainda vamos ter gelo? Em caso pelas faces da xícara.
afirmativo, que massa de gelo ainda restará? o ar expelido retira o vapor de água existente
Dados: na superfície do café, reduzindo a pressão de
 calor específico da água = 1,0 cal/g °C; vapor e, desse modo, favorecendo a
 calor latente de fusão do gelo = 80 cal/g. evaporação.
o ar expelido combina quimicamente com o
vapor de água, retirando energia térmica do
café.
CONTEÚDO - 2019

é um costume que vem do século XVII, da


Corte dos reis da França, quando os nobres
descobriram o café.

Avenida João Moura da Costa, 940 - São José, Capitão Poço – PA


CEP: 68650-000 INEP: 15088464