Você está na página 1de 2

2015

ESQUEMA PARA ELABORAÇÃO DOS RECURSOS

I – Identificação - Art. 514 – I do CPC

Os nomes e a qualificação das partes (somente quando for terceiro)

II – Preâmbulo

1º - Delimitar a matéria objeto do recurso “Art. 505 - A sentença pode ser


impugnada no todo ou em parte”. É um parágrafo introdutório.

Ex. Em que pese se respeite a decisão prolatada pelo juízo inferior a mesma merece
ser reformada, pois presentes vícios de julgamento nos seguintes
pontos: .................,.........................,...................., (somente enumerar os pontos os
quais serão atacados)

III – Dos Fundamentos: de fato e de direito (art. 514, II - II - os fundamentos de fato


e de direito)

1º - Indicar qual(is) o(s) erro(s) da decisão – um a um, em tópicos separados.


Lembrar das duas classes de fundamentos: Erros de procedimento e erros de
julgamento.

Iniciando pelos erros de procedimento (se existirem), pois estes conduzem a


nulidade para, depois, enumerar os erros de julgamento. Lembrar que é necessário
apontar o ato eivado de vício, a inconformidade tempestiva do recorrente por meio
do protesto antipreclusivo e, no final, estabelecer o nexo causal entre o ato e o
prejuízo (sucumbência na sentença).

2º Quanto aos erros de julgamento apontar as razões pelas quais o juízo inferior
errou em cada tópico (com base nas provas (fatos) e nos fundamentos jurídicos.
Dizer como deveria ter sido julgado (não inovar a matéria de fato ou os
fundamentos). Reafirme os argumentos da inicial ou da contestação (sem repetição
literal) e, tratando-se de recurso ordinário, apontar as provas que comprovam a tese
do recorrente; Nos recursos extraordinários fazer o confronto analítico entre as
decisões, comprovar o prequestionamento; apontar o artigo de lei de forma objetiva
que está sendo violado, por exemplo.

IV – Requerimentos – Art. 514, III - o pedido de nova decisão (conclusão do


recurso, a qual deve corresponder ao corpo - fundamentação).

1º - Invalidação – quando no curso do processo ocorreu cerceamento ao direito


de defesa ou a decisão contenha vícios de procedimento (citra, ultra e extra petita).
O requerimento deverá ser no sentido de que o Tribunal casse (anule) a decisão e
ordene o retorno dos autos à origem para refazer o ato (corrigir o erro de
procedimento - ilegalidades).
2015

2º - Reforma – Quando na decisão ocorram vícios de julgamento (injustiça).


Novo juízo de valor.

3º - Ambos requerimentos – Na existência de ambas as classes de


fundamentos (vícios de procedimento e de julgamento).