Você está na página 1de 18

O Investidor de Valor

As 9 regras de Guy Spier

14 de Junho de 2018

• Melhoria contínua
As 9 regras vem do livro “The Education of a Value Investor: My Transformative
Quest for Wealth, Wisdom, and Enlightenment”, livro do Investidor de Valor Guy Spier.
Sua ideia é tornar seu processo de investimento mais racional e menos suscetível as
irracionalidades que arruína os investidores.
Nossos vieses podem nos levar a tomar péssimas decisões. Talvez algumas destas
regras ajudem a você a passar desenvolver suas próprias regras.
Desenvolveremos um checklist para nosso maravilhoso IV.

• As 9 regras
1. Não olhe os preços das ações: preços não dizem nada sobre o negócio.
2. Não compre de vendedores: lhe dirão qualquer coisa para vender.
3. Evite falar com os gestores das empresas: eles tem interesses.
4. Pesquise na ordem correta: olhe números crus, depois opiniões.
5. Não discuta com pessoas enviesadas: vieses poluem seu raciocínio.
6. Não negocie com o mercado aberto: quem quer negociar não escolhe preço.
7. Não venda após uma grande queda: não se afete por movimentos no mercado.
8. Não fale sobre investimentos: emitir uma opinião dificulta mudar esta opinião.
9. Crie seu próprio checklist de investimentos: uma lista de erros previsíveis.

1
Checklist
Muita gente comenta: "Tal ação está barata. Caiu 30%, negocia a 10x lucros e tem
ROE alto."

Claramente, sim, as características acima são importantes para determinar a


atratividade de um investimento.

Mas não são suficientes.

Ainda faltam diversos pontos importantíssimos para se determinar se uma empresa


é interessante. Se o investimento vale a pena.

Demanda o entendimento de diversos outros pontos que não estão considerados ali.

Pensando nisso, estamos desenvolvendo uma lista de qualidades e características


para nos ajudar você a selecionar investimentos.

Claro, temos nossa estratégia. Mas, diversos outros pontos que consideramos não
estão incluídos ali.

A ideia deste checklist veio de Guy Spier.

Em seu livro, ele comenta como, conhecendo as suas próprias limitações, criou uma
lista de coisas a fazer que o ajuda a investir melhor.

As 9 regras de Guy Spier


Há duas semanas li o ótimo “The Education of a Value Investor: My Transformative
Quest for Wealth, Wisdom, and Enlightenment”, livro do Investidor de Valor Guy Spier.

Após passar por “belos bocados” na crise de 2008, Spier criou 9 regras gerais de
como melhorar seu processo de investimento.

Sua ideia era tornar seu processo de investimento mais racional e menos sucetível as
irracionalidades que arruína os investidores.

Todos estamos sujeitos a irracionalidades. Nossos vieses podem nos levar a tomar
péssimas decisões sem perceber.

2
E Guy, com o passar dos anos, desenvolveu as 9 regras abaixo para ajudar seu
cérebro a pensar.

Para ajudar seu cérebro a não cair em armadilhas conhecidas em seu processo de
investimento.

Claro, não significa que ele não erra mais. Mas, provavelmente, erra menos e usa seu
tempo de forma muito mais inteligente.

Talvez algumas destas regras ajudem a você a passar desenvolver suas próprias
regras.

1. Não olhe os preços das ações


Olhar continuamente os preços das ações resultará em apenas em um fato: você
perderá aquele minuto de vida.

Pare de olhar o mercado a toda hora.

Aproveite este tempo que você perde no Homebroker para aprender mais sobre as
empresas que investe - será um uso muito mais inteligente de seu tempo e te dará noites
de sono muito mais tranquilas.

Em grande parte das vezes, os preços de mercado não dizem nada sobre a qualidade
do negócio que você investe.

Olhar os movimentos dos preços não significa que o negócio melhorou ou piorou -
significa apenas que um investidor vendeu e outro comprou.

E, um investidor que precisa vender pode fazê-lo a um preço que não faz sentido,
mesmo para ele. Mas a necessidade de se livrar daquele investimento naquele momento
determina que as ações serão vendidas.

Eu mesmo olho os preços no mercado apenas algumas vezes ao dia.

E olho no telefone, com um atraso de 15 minutos.

Sinceramente, se não vamos comprar mais ações, não há motivo para prestar
atenção nos preços.

3
2. Se alguém está te vendendo algo, não compre
Fuja dos vendedores. Principalmente dos vendedores do mercado fianceiro.

É um pouco de contrasenso falar isso para você.

Já que eu mesmo vendo algo. Eu vendo relatórios de análise e tento convencê-lo de


que tais e tais investimentos são bons.

Mas a 2a regra de Guy Spier continua fazendo todo o sentido.

As pessoas lhe dirão qualquer coisa para te vender algo. Sempre desconfie.

Desconfie das corretoras e bancos. Desconfie do Bruce.

Os IPOs são ótimos exemplos de como o mercado funciona.

Os bancos de investimento são contratados a peso de ouro para vender uma parcela
de uma empresa ao mercado.

Estes caramirangas de terno e gravata são especialistas em vender qualquer coisa. E


certamente terão sucesso na venda caso a empresa seja boa ou não.

Se você não está pagando diretamente esta pessoa pelos conselhos, alguma outra
pessoa está pagando esta pessoa para te empurrar algo.

Para eles, só importa a taxa de colocação (que eles recebem) paga pela empresa.

Conselhos grátis no mercado financeiro só irão te prejudicar. Nada é de graça na


vida (e muito menos no mercado).

Fuja dos vendedores.

Fuja de todas as pessoas que querem te convencer de algo.

Tenha suas próprias convicções. Faça seu próprio trabalho.

3. Evite falar com os gestores das empresas


Assim como Guy Spier não fala com vendedores, ele considera os gestores das
empresas vendedores.

4
O mesmo raciocínio vale.

Os gestores, ao conversar com você tem o interesse de puxar o preço de suas ações
para cima.

Para isso são pagos os senhores do departamento de relações com investidores, para
puxar os preços para cima.

E os bons gestores, os bons presidentes e diretores são vendedores habilidosos.


Subiram os degraus da empresa justamente vendendo sua capacidade de entrega.

Particularmente concordo 100% com Guy, mas acho que o benefício de conversar
com as empresas é maior que o malefício de ser envolvido por eles.

Existe muito que preciso entender sobre o negócio da companhia e, conversar com
os gestores, facilita bastante este aprendizado.

Claro, eles sempre tentarão me convencer que aquela é a melhor companhia do


mundo.

Minha regra número 1 é: seja cético. Sempre.

Eu acho hilário como os gestores procuram sempre nos convencer de algo.

Algumas empresas querem modificar a forma que calculamos sua dívida. Algumas
dizem que os lucros não são importantes, devemos focar em qualquer outra métrica.

Algumas querem nos convencer que um custo que aparece todo ano é não
recorrente.

Se não temos a solidez mental de enxergar através dos gestores, é melhor não se
deixar ser influenciado por eles.

Faça seu dever de casa checando as informações que os gestores passam e entenda
de onde aquilo vem.

4. Faça seu trabalho de pesquisa na ordem correta


Guy Spier desenvolveu uma ordem de como analisar as informações de uma
empresa.

5
Primeiro ele olha os números crus nos balanços anuais e trimestrais da companhia.

Ele checa o parecer dos auditores que, mesmo tendo aprovado o balanço, podem dar
pistas de algo errado nos números ou alguma possível inconsistência.

Somente depois de analisar os números crus, Guy lê as opiniões dos gestores no


release de resultados, press-releases e transcritos de conference calls.

A regra faz todo o sentido.

Guy não deixa que a primeira impressão seja poluída por opiniões dos gestores
sobre os números. Ele prefere que os números criem sua primeira impressão.

Somos altamente influenciáveis e, se nos deixamos ser seduzidos pelo fala doce dos
gestores antes de olhar os números, podemos cometer erros.

Os gestores SEMPRE modificam a forma do que falam para melhorar o conteúdo.

Por exemplo, para uma empresa que deu prejuízo, o foco do release será no
crescimento de receita ou nas exportações.

Para uma empresa que deu um lucro por um efeito contábil não recorrente, a
explicação deste efeito pode estar escondida em letras miúdas ao final do texto.

(e, normalmente, é isso que acontece)

5. Evite discutir suas ideias de investimento com


pessoas enviesadas
Guy gosta de discutir ideias de investimento com outras pessoas, mas não quaisquer
pessoas.

Ele possui seu círculo de amizades e toma cuidado para não deixar que os vieses de
outros investidores poluam seu raciocínio.

Cuidado em quem você confia no mercado.

Nunca discuta investimentos com quem possui uma agenda - quem possui ou
gostaria de possuir algum tipo de relacionamento profissional com você.

6
Tenha amigos de confiança que te ajudem a pensar mas que não julguem seus erros
e acertos.

É ótimo contar com o feedback de outro investidor mas é péssimo que a agenda
deste investidor tente te levar a pensar como ele.

Fazemos isso naturalmente. Naturalmente tentamos convencer outras pessoas do


que acreditamos - mesmo que não estejamos corretos.

Em redes sociais, na internet, em quaisquer outros lugares, a grande maioria das


pessoas quer trazer invstidores para uma ação que já possuem.

Se aquela é uma ótima oportunidade ou não, só saberemos fazendo nosso próprio


trabalho.

O que mais acontece no mercado é que um investidor fala sobre as maravilhas de


uma empresa somente para ter liquidez suficiente para sair.

Não existe ninguém bonzinho no mercado.

6. Não compre ou venda ações com o mercado aberto


Guy não gasta seu tempo tentando certar o menor preço de compra ou venda de
uma ação.

Ele avisa seu corretor no dia anterior da negociação que pretende fazer e deixa que o
corretor a faça durante o dia.

Faz sentido. Gastamos uma infinidade de tempo olhando para o Homebroker


acreditando que teremos a presciência de saber quando comprar ou vender.

E todo este tempo gasto somente nos tira tempo precioso de análise ou relexão.

Muita gente define um preço que gostaria de comprar ou vender algo. E isso não faz
nenhum sentido.

Trabalhei com um analista que dizia: se você quer comprar compre no preço de tela
e venda no preço de tela. Quem quer negociar não escolhe preço.

E ele tem toda a razão. Afinal, R$ 0,10 para cima ou para baixo não fará diferença
nenhuma em seus resultados durante os anos.

7
Podemos perder ótimos investimentos por escolher demais o preço. E perdemos
tempo precioso olhando para as ações piscarem no Homebroker.

7. Não venda após uma grande queda


Esta regra é maravilhosa.

Guy tem uma regra que não pode vender uma ação por 2 anos se ela despenca logo
após sua compra.

E, sem querer, já sigo esta regra em meus investimentos.

Simplesmente não se deixe afetar por grandes movimentos no mercado.

Você fez a pesquisa, encontrou um investimento que vale a pena, estudou, fez seu
dever de casa, uma variação súbita de preços não deveria mudar em nada suas
conclusões.

Sempre achamos que os tubarões do mercado sabem algo que não sabemos. Mas,
normalmente não, o mercado não sabe algo que você não sabe.

Os preços de mercado se movimentam sem fazer sentido.

Esta regra irá melhorar a qualidade de sua análise antes de entrar em uma ação.
Afinal, quando uma ação cai, devemos comprar mais e não vender.

Não venda as ações quando elas caem.

8. Evite falar sobre seus investimentos atuais


Guy comenta que falar em público sobre um investimento tira sua flexibilidade para
mudar de opinião.

Após falar que uma ação é ótima, ele se vê forçado a defender esta posição com
outras pessoas ou em situações futuras.

Faz todo o sentido.

8
Mas, em minha situação é, obviamente, difícil não falar de meus investimentos
atuais.

Mas, sim. Concordo com ele que emitir uma opinião sobre um ativo dificulta mudar
esta opinião no futuro.

Fica bem claro quando recomendo uma ação e mudo de ideia em um curto espaço
de tempo - como aconteceu com BBSE recentemente.

Muitas pessoas veem a udança rápida como sinal de inconsistência e, na verdade, foi
apenas uma mudança de fatos.

Os fatos mudam, nossas opiniões devem mudar com eles.

9. Desenvolva seu próprio checklist de investimentos


E esta é a melhor ideia de Spier.

Desenvolva uma lista de coisas a evitar ou que você deve procurar em seus
investimentos.

Somos diferentes e temos vieses diferentes. Um checklist te ajuda a lembrar de erros


ou pontos de atenção que, sozinho, seu cérebro não lembraria.

E, este checklist acabará por se transformar em uma lista viva de seu aprendizado
como investidor.

Por exmplo, após um erro, podemos anotar no checklist o motivo do erro e como
evitá-lo.

Lendo ou estudando podemos chegar a conclusão de algo importante que


deveríamos procurar nas empresas - como fluxo de caixa, dividendos, ROE, etc…

Uma boa forma de começar o seu checklist é fazer uma lista de todos os erros que
você já cometeu.

E, sempre que for fazer um novo investimento, releia sua lista para ajudar seu
cérebro a raciocinar sobre aquela posição.

O checklist é uma lista de erros previsíveis.

9
Anotando quais erros já cometemos, evitamos cometer os mesmos erros novamente.

Escreva suas próprias regras


Tenha suas próprias regras, faça seu próprio checklist.

Escreva estas regras em algum lugar e relembre delas de tempos em tempos.

O cérebro humano é cheio de idiossincrasias. Se proteja de você mesmo.

Proteja seu rico dinheirinho.

E, nos próximos meses, vamos criar nosso próprio checklist. O checklist do


investidor de valor.

Com o tempo, vamos atualizando esta lista para adicionar novos erros ou novos
aprendizados que tivermos com o passar do tempo.

Teremos novidades.

Um olho no Neymar e outro na bolsa


Hoje mesmo estarei de viagem para a maravilhosa Rússia. Agora é Copa, meu
amigo!

Pensei em escrever relatórios para as próximas duas semanas, mas preferi não fazê-
lo. A qualidade de relatórios escritos com semanas de antecedência cairia.

Não seria justo ao seu tempo, fiel assinante. Além disso, estaremos ocupados
torcendo pela seleção.

Por essas e outras, decidi, nas próximas duas semanas, apenas atualizar nossas
posições em “O que fariam Buffett e Muner” abaixo e tecer comentários breves sobre o
que acontece no mercado.

E talvez o que acontece na Rússia?

Vai Brasil!!

10
O que Fariam Buffett e Munger
Procuramos aqui comentar rapidamente sobre as mudanças das posições semanais.
Pensando: o que fariam Buffett e Munger se estivessem em nossa situação? Como agiriam
neste momento?

E os recados enfadonhos continuam os mesmos:


• O mais importante ao investir é não perder;
• Não sei o que o mercado fará no curto, médio ou longo prazos;

• Sempre recomendaremos entrada e saída de posições;

• Caso as ações recomendadas caiam, é uma oportunidade de comprá-las a um


preço menor;
• Boas empresas não significam bons investimentos - o preço é a variável de ajuste;

• Recomendo que você duvide de todo o mercado financeiro (seja sempre cético),
principalmente de mim. Faça operações se tiver convicção do que está fazendo, não me
siga cegamente;
• O ranking abaixo é uma sugestão de quais ações comprar primeiro (1o ITSA, 2o
SAPR, 3o …);
• Podemos modificar o ranking case vejamos oportunidade maior em ações
específicas;
• Não tenho preço alvo (teto é só uma ideia de até onde comprar). Acredito que
preço alvo dá uma sensação de certeza desfavorável ao investidor;
• Não recomendo vender posições. O tempo de carregamento das posições é
normalmente longo - podendo mudar se os fundamentos mudam;

Seguindo a lista, você compra as ações de companhias em que tenho maior


confiança - nunca serão as ações que sobem mais, mas as que tenho mais confança que
terão bons resultados no futuro.

Segue abaixo nosso ranking de ações pormenorizado:

11
!

Mais uma semana tenebrosa. Caímos -5%, junto com o Ibovespa.

O mercado começa a precificar que não teremos um candidato de centro ganhando


as eleições.

O risco aumenta, os preços caem.

Se você quer gostaria de reduzir sua alocação, seu tempo já passou. Deveria ter
reduzido lá em cima.

Agora o momento é de esperar.

Não vendemos ações quando elas caem. Apenas realocamos - como comentamos há
3 semanas.

Agora que os preços já caíram, apenas esperamos os acontecimentos.

A boa notícia foi o anúncio de que Temer irá injetar mais R$ 34 bilhões na economia
com a liberação do PIS/PASEP.

O montante é do mesmo tamanho do FGTS liberado em 2017 que deu uma bela
melhora para o consumo - podemos ter resultados parecidos.

Nas eleições, as cartas começam a sair e o centro começa a se organizar.

Não será rápido, mas vemos que os candidatos começam a conversar para formar
uma frente forte de reformistas para as eleições.

12
O problema, para mim, ainda é Alckmin. Com seu carisma de picolé de chuchu e as
acusações contra ele no judiciário, será dificílimo vencer a rejeição contra ele.

Mas podemos colocar outro candidato para receber estes votos, palanques e tempo
de TV.

Minha esperança é Dória, mas pode ser qualquer um.

Qualquer um.

A paciência é a melhor amiga do investidor e continuamos esperando.

Mantenha sua alocação e aguarde que, nas próximas semanas, poderemos ter muito
mais visibilidade sobre o que acontecerá nas eleições.

Tanto os candidatos podem deixar mais claros seus planos econômicos, como
poderemos ter alianças nos dizendo quem serão os principais pretendentes.

Continuamos de olho.

Não deixe de acompanhar minhas notinhas diárias em https://


temumaguerralafora.com.br/author/bruce-barbosa/ e em minhas redes sociais.

Abraço,

Bruce Barbosa, CNPI.

Relatórios Passados do IV
Seguem os links para os relatórios das últimas semanas e breves descrições do que
foi abordado:

01 - IV: LCAM3 e UNIP6

Neste relatório recomendamos a compra de LCAM3 e UNIP6.

LCAM é uma locadora de veículos fazendo aquisições e crescendo rapidamente.

13
UNIP é uma petroquímica que vem fazendo um belo trabalho de reestruturação e
aperfeiçoamento de sua governança.

02 - IV: ITSA4, SAPR11, VULC3, LCAM3, UNIP6, PTBL3

Comentamos sobre as ações listadas rapidamente, colocando em perspectiva o que


vem acontecendo com os negócios e como foram os resultados do 4T17.

03 - IV: GUAR, CARD, BBAS, CVC, EZTC, BRKM, SCAR

Comentamos sobre as ações listadas rapidamente, colocando em perspectiva o que


vem acontecendo com os negócios e como foram os resultados do 4T17.

04 - IV: Resumo do Resumo do Resumo (do Resumo)

Comentamos sobre o que é o mais importante ao comprar ações.

O que é mais importante no Value Investing (investimento de valor). Descrevemos


nossa estratégia e como procuramos as ações que recomendamos.

05 - IV: IV vs IBOV

Comentamos sobre como as ações do portfólio do IV se comparam com outras ações


do mercado.

Comparamos ROE, ROIC, PE, PB, EV/Ebitda, Div Líq/Ebitda, e performance para
entender porque selecionamos as companhias que selecionamos.

Porque as companhias que recomendamos são melhores que as outras do mercado.

06 - IV: Qual risco VOCÊ está disposto a correr?

O que é risco? Como definir risco? Comentamos como entender o risco que
corremos ao investir nas ações que recomendamos.

14
Separamos as ações por seus riscos, isto é, quais são os drivers que determinarão
seus resultados no futuro? O que precisamos ficar atentos para que os lucros das
companhias cresçam?

07 - IV: O Mercado tem Medo de Ganhar Dinheiro

A grande maioria dos investidores, com medo de perder -5%, deixa de ganhar +50%.

Ninguém sabe o que o mercado fará no curto prazo. Só sabemos que, se os lucros

sobem, as ações sobem (e isso pode demorar meses, anos, …).

Comentamos sobre 3 acontecimentos recentes que denotam os problemas de se

preocupar com a volatilidade normal do mercado - Impeachment, Joesley Day e


Reforma da Previdênica.

08 - IV: O Investidor de Longo Prazo

Só existem 2 tipos de Negócio: que geram valor a longo prazo possuem (ROEs altos )
e os negócios que não geram valor a longo prazo (ROEs baixos).

A Berkshire não vende seus melhores negócios - as companhias que geram valor a
longo prazo (ROE alto e crescimento). Mas vende negócios cíclicos ou baratos demais para
ser verdade (ROE baixo e/ou negócio ruim).

09 - IV: Prepare-se para uma queda de -50%

O segredo de ganhar com ações é comprar na baixa para vender nas altas (e não o
contrário). Esteja preparado para comprar se as ações caírem.

O medo de ficar de fora dos ganhos (FOMO = fear of misssing out) é ainda mais
forte que a ganância. Profissionais temem perder sozinhos e potencializam as quedas.

10 - IV: Berkshire e Buffett: Acredite se quiser

Ainda discutem se ainda é possível investir como ele. Apple é um ótimo exemplo.
Buffett comprou $ 28 bilhões e pagou 11x lucros. Em 1 ano, elas se valorizaram 70%.

15
Muitos gostariam de fórmulas quantitativas para entender como Buffett fez o que
fez. Mas a única fórmula constante em todos os seus investimentos é comprar barato.

11 - IV: Crise nos mercado Mundiais em 2018?

Uma crise no exterior, que jogue nossas ações 50% para baixo, será uma enorme
oportunidade de compra.

O SPX normalmente cai 50% para subir 200%. E já subimos 280% neste ciclo.

Fuga de capitais da Argentina, com uma super-desvalorização do peso. E juros


argentinos subindo para 40% ao ano. O Brasil permanece incólume, até quando?

12 - IV: Elegeremos um Populista em 2018?

O mais importante para a bolsa são as eleições. Não sobrevivemos sem reformas e
Bolsonaro, Marina e Ciro fazem sinalizações, mas não acredito que queiram (ou consigam)
tocar as reformas.

Mas 46% do eleitorado ainda está indeciso. O centro + centrão teriam 50% do tempo
de TV. O PT possui 13%. Ciro tem 4%. Bolsonaro e Marina possuem 1,3% e 1,5%.

Uma aliança de centro teria enorme vantagem: a TV, a máquina, os empresários e a


“velha política”. Por enquanto, apenas observamos a formação das coalizões.

13 - IV: Qual Ação Comprar Agora?

Não somos o Buffett mas a alocação (concentração na alta convicção) é importante


demais para não aproveitarmos.

Como Rebalancear seu Portfólio? Aumentamos em empresas baratas, com dinâmica


de resultados positivos recentes e otimismo dos gestores ao comentar sobre seus negócios.
Ao mesmo tempo, reduzimos as ações mais caras e que tenham perspectivas de piora de
resultados, ou desaceleração.

Aumente LCAM e espere o 2T18 para aumentar CARD. Reduza ITSA e BBAS não
sei. Eztec e PTBL caíram demais. PTBL pode exportar e Eztec pode lançar mais - aumente.

16
GUAR e VULC são as mais baratas de consumo. Baratas demais, aumente. E reduza
CVC, múltiplos elevados.

SAPR não me move, reduza. UNIP não faça nada (ainda), esperamos um pouco
mais, e BRKM espere - acabaram de começar a aparecer ofertas de compra (R$ 52).

14 - IV: Seguindo as Previsões e Perdendo Dinheiro

Corretoras e bancos rebaixando o Brasil, mais uma vez recomendando comprar caro
e vender barato.

Nós (eu) erramos em 2018. Acreditamos no crescimento de +3%, em 2018. E estamos


tradando a expectativa de PIB de apenas 1 ano (2018) em nossas ações.

Não faz sentido, mas tudo depende das eleições.

Lembrando que todas as minhas notinhas diárias estão em: https://


temumaguerralafora.com.br/author/bruce-barbosa/.

Acompanhe-me no Twitter: @BruceBarbosa88

No Facebook: BruceBarbosaOficial

E no LinkedIn: BruceBarbosaOficial

17
Performance Histórica das Ações do IV
Investidor de Valor – Recomendações Abertas de Compra

Ativo Data Entrada* Preço Entrada** Preço Atual Variação % Teto***

CVCB3 10-dez-15 12,15 42,75 251,86% 54,00

ITSA4 3-set-15 4,86 9,12 87,51% 12

BBAS3 2-jun-16 15,37 26,50 72,45% 33,00

EZTC3 16-jul-15 10,73 16,41 53,00% 20

PTBL3 4-ago-16 2,43 3,83 57,37% 4,5

UNIP6 1-mar-18 27,39 42,00 53,34% 42

CARD3 15-dez-16 4,23 6,53 54,39% 7,5

BRKM5 15-dez-16 30,80 41,70 35,41% 50

SCAR3 7-abr-16 23,12 30,50 31,91% 35

SAPR11 7-dez-17 50,94 48,00 -5,77% 54

VULC3 14-dez-17 7,98 6,95 -12,91% 8

LCAM3 1-mar-18 29,13 23,62 -18,92% 27

GUAR3 13-out-17 156,83 97,95 -37,54% 120

* Dada a obrigação de independência e objetividade do analista, deriva que as recomendações são de


minha completa responsabilidade. Portanto, trago meu histórico de recomendações, com as datas em que
foram realizadas.

** O preço de entrada varia conforme a companhia paga dividendos (e outros proventos). Reduzimos o
preço de entrada na proporção do provento pago, na data ex. Esta é a forma “padrão” de mercado para o
cálculo de rentabilidade (considerando dividendos).

*** O preço teto é somente um balizador relativo para a compra - uma ideia qual ação da carteira subiu
menos no curto prazo e está mais interessante para compra. Preço teto não é preço alvo.

Em observância à ICVM 483, declaro que as recomendações constantes no presente relatório de análise
refletem única e exclusivamente minhas opiniões pessoais e foram elaboradas de forma independente e
autônoma.

S2 APIMEC!

18