Você está na página 1de 14

CIRCUITOS AUTOMÓVEIS

Tabela 1. Secções dos condutores utilizados em instalações elétricas automóveis

Ligação Secção mm2


Lâmpadas de iluminação de presença 1,5
Lâmpadas de iluminação de médios 2,5
Buzina, limpa para brisas 2,5
Luzes de iluminação do painel de instrumentos 1,0
Circuito de craga do alternador/bateria 4,0
Bobina de chamada do motor de arranque 2,5
Ligação do motor de arranque 50

As secções normalizadas são (em mm2):

1 1,5 2,5 4 6 10 16 25 35 50 70 95 120

301-02_00-03-15_Edicao1.0_SPB - Componentes do Sistema Eléctrico e sua Simbologia

QUEDA DE TENSÃO ADMISSÍVEL


A queda de tensão no retorno, linha de massa, (via chassis do veículo ) não é levada em conta. O valor Vvg indicado é
orientado é orientativo e não pode ser usado no dimensionamento de cabos

Tabela 2. Tabela relativa ao dimensionamento dos cabos

Queda de tensão admissível no cabo Queda de tensão admissível em


isolado de cobre todo o circuito
Tipo de cabo
(V) (V)
Cabos de iluminação 1)
Desde o terminal 30 do interruptor de iluminação até
0,1V 0,6V
lâmpadas de 15W como máximo ou até à tomada de reboque
até às lâmpadas.

Desde o terminal 30 do interruptor de iluminação até as


0,5V 0,9V
lâmpadas com mais de 15W ou até à tomada de reboque

Desde o terminal 30 do interruptor de iluminação até aos


0,3V 0,6V
faróis.

Cabo de carga 1) 2) 0,4V até 12V


-
Desde o terminal B+ do alternador até ao regulador. 0,8V até 24V

Linhas de comando 3) 0,1V até 12V


-
Desde o terminal B+, D-, DF do alternador até ao regulador 0,2V até 24V

CABO PRINCIPAL DO MOTOR DE ARRANQUE 4) 6) 0,5V até 12V -

LINHA DE COMANDO DO MOTOR DE ARRANQUE 5) 6) 7)


Para relés de potência com um único enrolamento desde o 1,4V até 12V -1,7V até 12V
interruptor de arranque até ao terminal 50 do motor de 2,0V até 24V 2,5V até 24V
arranque.
Para relés de potência com dois enrolamentos desde o
2,4V até 12V 2,8V até 12V
interruptor de arranque até ao terminal 50 do motor de
2,8V até 24V 3,5V até 24V
arranque.
OUTRAS LINHAS DE COMANDO 8)
0,5V até 12V 1,5V até 12V
Desde o interruptor até ao relé, até ao limpa para-
1,0V até 24V 2,0V até 24V
brisas até às buzinas, etc.
1) Corrente à tensão nominal e potência nominal.
2) Se o cabo de retorno, linha de massa, do circuito de carga for isolado, o cabo desde o gerador até à bateria e o
retorno é para ser usado como o comprimento do cabo: Uv1 = 3% da tensão permitida.
3) Com corrente de excitação máxima. As 3 linhas de comando de preferência com igual resistência.
4) Em casos especiais em que o cabo de alimentação do motor de arranque é muito comprido, o valor de Vv1 pode
ser excedido se tiver em atenção ao limite de temperatura durante oarranque. Se o retorno do cabo do motor
de arranque for isolado, o valor Vv1 não deve ser superior ao do cabo positivo. Por exemplo cabo positivo 4% e
cabo negativo 4%.
5) O valor de Vv1 é aplicado no relé de potência para temperatura de 50º...80ºC.
6) A densidade de corrente permitida no que diz respeito a aquecimento de cabos de potência e cabos de comando
≤30 A /mm2 (Pouca duração e serviço pesado).
7) Os cabos de baixa potência antes do interruptor de corrente são para ser levados em linha de conta.

Tabela 3. Tabela 2- relação entre a secção e variáveis do circuito

Corrente máxima
Secção transversal Resistência por Condutor diâmetro Cabo diâmetro admissível1
nominal mm2 metro a 20º C W/m máximo mm máximo mm
a 25º C A a 50º C A
0,52 0,0371 1,0 2,3 12 8,0
0,752 0,0247 1,2 2,5 16 10,6
1 0,0185 1,4 2,7 20 13,3
1,5 0,0127 11,6 3,0 25 16,6
2,5 0,0076 2,1 3,7 34 22,6
4 0,00471 2,7 4,5 45 30
6 0,00314 3,4 5,2 57 38
10 0,00182 4,3 6,6 78 52
16 0,00116 6,0 8,1 104 69
25 0,000743 7,5 10,2 137 91
35 0,000527 8,8 11,5 168 112
50 0,000368 10,3 13,2 210 140
70 0,000259 12,0 15,5 260 173
95 0,000196 14,7 18,0 310 206
120 0,000153 16,5 19,8 340 226
1) Ter em conta para a queda de tensão e aquecimento quando se determina a secção transversal nominal do condutor.

2) Devido à inadequada força mecânica, a secção transversal nominal abaixo de 1mm2 não é recomendada.

Tabela 4. POTÊNCIA NECESSÁRIA DOS COMPONENTES CONSUMIDORES

Luzes de máximos cada lâmpada 60 W


Luzes de médios cada lâmpada 55 W
Luzes de mínimos cada lâmpada 5W
Luzes de mudança de direção cada lâmpada 21 W
Luzes de travagem cada lâmpada 21 W
Motor do ventilador 20 a 60 W
Velas de incandescência 60 a 100 W
Desembaciador térmico 120 W
Buzinas 25 a 40 W
Iluminação interior cada lâmpada 5W
Iluminação de instrumentos cada lâmpada 2W
Luz da placa de matrícula 10 W
Luzes de nevoeiro cada lâmpada 55 W
Luzes de estacionamento 3a5W
Luzes de marcha atrás cada lâmpada 21 W
Autorádio 10 a 50 W
Limpa – para – brisas 90 W
Ignição convencional 20 W
Ignição transistorizada 70 W
Motor de arranque 800 W a 3000 W
Isqueiro eléctrico 100 W

Basicamente, e segundo uma classificação possível, existem dois tipos de circuitos nos automóveis:

 Circuitos de comando;
 Circuitos de potência:

Os primeiros, quando fechados seja por acção do condutor seja por ordem da UEC, alimentam ou não a base de um
transístor ou um relé actuando sobre determinados circuitos de potência, ou seja ligam/ desligam um motor eléctrico,
alimentam um sensor, actuam uma válvula etc..

Outro tipo de classificação possível tem a ver com o tipo de circuito que se pretende controlar:

 Alimentação / arranque;
 Ignição;
 Acessórios auto;
 Sinalização;
 Iluminação;
 Segurança.

Num esquema eléctrico terão pois que estar perfeitamente identificados os componentes, o tipo e cor dos cabos
envolvidos, e o nº / letra dos contactos / fichas de ligação segundo determinadas normas.

Devem aplicar-se os seguintes princípios quanto à disposição do equipamento eléctrico no automóvel:

 A identificação destes componentes do circuito eléctrico no veículo deve ser fácil.


 Os cabos devem seguir o caminho mais lógico e mais curto possível ao longo da carroçaria entre os distintos
dispositivos eléctricos passando o mais próximo destes.
 A fim de identificar os circuitos e facilitar as reparações o cableado divide-se em distintos grupos respeitantes
ao tipo de circuito a que pertencem recorrendo-se a contactos a fim de estabelecer ligação entre eles.

ORGANIZAÇÃO DE UM ESQUEMA ELÉCTRICO


Dada a quantidade de ligações e de componentes envolvidos num automóvel moderno, é imprescindível a organização
dos esquemas eléctricos em função dos distintos sistemas presentes. Assim, podem existir, por exemplo, esquemas
tratando desde vários tipos de circuitos ou o circuito de um simples ventilador, salvaguardando que alguns dos abaixo
apontados podem estar representados num único esquema, dependendo tudo da sua complexidade:

 Sistema de Carga e arranque:


É o esquema mais generalista; Engloba as principais linhas de ligação entre distintos sistemas (às caixas de
fusíveis que os protegem), os comandos que controlam o seu funcionamento tais como os de arranque, de
carga da bateria, de alimentação de gasolina e de corrente aos distintos acessórios (neste esquema aparecem
numerosos “caixilhos” a tracejado indicando que o seu conteúdo é objeto de outro esquema mais
pormenorizado).

 Gestão do motor:
Representados os circuitos de comando e carga dos distintos componentes do sistema de controlo do
funcionamento do motor; está representada a UEC e respetivas ligações.

 Distribuição à massa:

Enumeração dos pontos de massa e das linhas que lhes conectam.

 Distribuição de potência:

Entre a bateria e as distintas caixas de fusíveis; pode estar representado num mesmo diagrama com as Caixas
de fusíveis

 Caixas de fusíveis:

São centros de distribuição de potência; estão presentes no habitáculo protegendo circuitos de controlo ou
pouca potência, tais como por exemplo lâmpadas e motores de acionamento de limpa para-brisas e no
compartimento do motor protegendo os circuitos de maior potência.

 Dos circuitos de arranque e alimentação.


 Do sistema de iluminação.
 Dos distintos acessórios.

Código de cores de fios norma SAE.

Componente Cor do cabo


Ignição e dínamo:
Chave de ignição à lâmpada piloto Branco
Lâmpada piloto à caixa de controle Castanho / amarelo
Chave de ignição ao fusível Branco
Chave de ignição à bomba de combustível Branco
Chave de ignição à bobina Branco
Chave de ignição ao interruptor de arranque Branco
Chave de ignição à lâmpada piloto da pressão do óleo Branco
Terminal “D” do alternador Castanho / amarelo
Terminal “B do alternador Castanho / verde
Terminal “A” do regulador de tensão Castanho / branco
Terminal “A1” do regulador de tensão Castanho / azul
Bobina de ignição ao distribuidor Branco / preto
Bobina de ignição com resistência de carga:
Ignição à unidade de relé de carga Branco
Relé de carga à resistência de carga Castanho / amarelo
Resistência de carga ao tacômetro e chave de ignição Branco
Resistência de carga à bobina de ignição Branco / amarelo
Unidade do relé de carga ao solenoide Branco / azul
Unidade do relé de carga à terra Preto
Fusível (ligação directa):
Fusível à iluminação de mínimos Púrpura
Fusível à buzina Púrpura
Fusível ao relé da buzina Púrpura
Fusível à bateria Castanho
Fusível ao comando de iluminação de máximos Púrpura
Fusível (ligação através da chave de partida):
Fusível à luz de travagem Verde
Fusível ao pisca-pisca Verde
Fusível ao motor do limpa pára-brisas Verde
Fusível ao medidor de gasolina Verde
Fusível ao termômetro da água Verde
Fusível ao voltímetro Verde
Fusível à alimentação do tacômetro Verde
Fusível ao motor do lava vidros do pára-brisas Verde
Fusível à luz de matrícula Verde
Iluminação:
Chave de ignição ao interruptor principal de luzes (A1) Castanho / azul
Comando de luzes aos máximos Azul
Lâmpada piloto de máximos Azul / branco
Interruptor das luzes de painel Vermelho
Interruptor principal das luzes Vermelho
Interruptor principal à iluminação traseira Vermelho
Interruptor principal à luz da placa de matricula Vermelho
Interruptor de luzes de painel ao painel Vermelho / branco
Iluminação auxiliar:
Interruptor de luzes de nevoeiro Vermelho
Interruptor de luzes de nevoeiro às luzes de nevoeiro Vermelho / branco
Circuito de 4 faróis (fusíveis independentes):
Interruptor principal de luzes de máximos Azul
Botão de máximos aos fusíveis Azul / vermelho
Fusíveis de máximos (lado esquerdo) Azul / rosa
Fusíveis de máximos (lado direito) Azul / vermelho
Comando de máximos ao circuito de faróis Azul / branco
Fusível do farol ao farol esquerdo Azul / branco
Fusível do farol ao farol direito Azul / cinza
Farolins de travagem:
Interruptor aos farolins Verde / púrpura
Pisca-pisca (seta direccional):
Mecanismo principal ao interruptor Verde claro / Castanho
Mecanismo principal à lâmpada piloto Verde claro / púrpura
Interruptor ao circuito esquerdo Verde / vermelho
Interruptor ao circuito direito Verde / branco
Instrumentação:
Lâmpada piloto da pressão de óleo ao interruptor Branco / Castanho
Medidor de gasolina ao tanque Vermelho / preto
Medidor de temperatura à termistência Verde / azul
Tacômetro:
Ignição ao tacômetro (terminal de pulsos) Branco / vermelho
Terminal de pulsos à bobina Branco / cinza
Alimentação do tacômetro (do fusível) Verde
Alternador:
Alternador à massa Preto
Alternador ao amperímetro Castanho / branco
Indutor do alternador ao controlo Castanho / amarelo
Terminal AL do alternador ao controlo Preto
Induzido do alternador ao relé Castanho / púrpura
Relé à ignição Castanho / verde
Relé ao solenóide de partida ou bateria Branco
Controlo à lâmpada piloto Castanho / preto
Buzina:
Alimentação ao relé Púrpura
Interruptor da buzina à buzina Púrpura / preto
Interruptor da buzina ao relé Púrpura / preto
Interruptor da buzina à buzina (massa) Preto
Buzina ao relé Púrpura / amarelo
Circuito da buzina dupla com relé ligado à chave de ignição Verde
Diversos:
Bateria (no solenoíde) ao amperímetro ou caixa de fusíveis Verde
Bateria ao fusível Castanho
Todos os fios de massa Preto
Luz interior ao interruptor da porta Púrpura / branco
Interruptor ao motor do limpa pára-brisas Verde claro / preto
Bateria à chave de ignição Verde / Castanho

construtores britânicos como é o caso da ROVER

CÓDIGO DE COR
Preto B
Verde G
Rosa K
Verde Claro LG
Castanho B
Laranja O
Roxo P
Vermelho R
Cinzento S
Azul U
Branco W
Amarelo Y

OUTRAS ABREVIATURAS

COR ABREVIATURA
Aluminum AL
Black BLK BK B
Blue (Dark) BLU DK DB DK BLU
Blue (Light) BLU LT LB LT BLU
Brown BRN BR BN
Glazed GLZ GL
Gray GRA GR G
Green (Dark) GRN DK DG DK GRN
Green (Light) GRN LT LG LT GRN
Maroon MAR M
Natural NAT N O
Orange ORN ORG P
Pink PNK PK
Purple PPL PR R
Red RED RD T
Tan TAN TN
Violet VLT V
White WHT WH W
Yellow YEL YL Y

Num cabo identificado com mais de uma cor, a primeira corresponde à cor base e a segunda à cor da
risca.

CÓDIGO DE CORES SEGUNDO EXTRACTO DA NORMA DIN 47002

Código Cor Cor


BL AZUL
BR CASTANHO
GE AMARELO
GR CINZENTO
GN VERDE
OR LARANJA
RS ROSA
RT VERMELHO
SW PRETO
TK TURQUESA
VI VIOLETA
WS BRANCO
CÓDIGO DE CORES SEGUNDO NORMA S.A.E.

Código Cor
BLK preto
BLU azul
BRN castanho
CLR transparente
DK BLU azul escuro
DK GRN verde escuro
GRN verde
GRY cinzento
LT BLU azul claro
LT GRN verde claro
YEL Amarelo
ORG laranja
PNK rosa
PPL púrpura
RED vermelho
TAN Cor de pele
VIO violeta
DHT branco
NCA Cor desconhecida

Tabela 5. Caraterísticas das bitolas de fios A.W.G. (American Wire Gauge)

Número Diâmetro Secção Número de espiras Kg por Resistência Capacidade


AWG (mm) (mm2) por cm Km (ohms/Km) (A)
0000 11,86 107,2 0,158 319
000 10,40 85,3 0,197 240
00 9,226 67,43 0,252 190
0 8,252 53,48 0,317 150
1 7,348 42,41 375 1,40 120
2 6,544 33,63 295 1,50 96
3 5,827 26,67 237 1,63 78
4 5,189 21,15 188 0,80 60
5 4,621 16,77 149 1,01 48
6 4,115 13,30 118 1,27 38
7 3,665 10,55 94 1,70 30
8 3,264 8,36 74 2,03 24
9 2,906 6,63 58,9 2,56 19
10 2,588 5,26 46,8 3,23 15
11 2,305 4,17 32,1 4,07 12
12 2,053 3,31 29,4 5,13 9,5
13 1,828 2,63 23,3 6,49 7,5
14 1,628 2,08 5,6 18,5 8,17 6,0
15 1,450 1,65 6,4 14,7 10,3 4,8
16 1,291 1,31 7,2 11,6 12,9 3,7
17 1,150 1,04 8,4 9,26 16,34 3,2
18 1,024 0,82 9,2 7,3 20,73 2,5
19 0,9116 0,65 10,2 5,79 26,15 2,0
20 0,8118 0,52 11,6 4,61 32,69 1,6
21 0,7230 0,41 12,8 3,64 41,46 1,2
22 0,6438 0,33 14,4 2,89 51,5 0,92
23 0,5733 0,26 16,0 2,29 56,4 0,73
24 0,5106 0,20 18,0 1,82 85,0 0,58
25 0,4547 0,16 20,0 1,44 106,2 0,46
26 0,4049 0,13 22,8 1,14 130,7 0,37
27 0,3606 0,10 25,6 0,91 170,0 0,29
28 0,3211 0,08 28,4 0,72 212,5 0,23
29 0,2859 0,064 32,4 0,57 265,6 0,18
30 0,2546 0,051 35,6 0,45 333,3 0,15
31 0,2268 0,040 39,8 0,36 425,0 0,11
32 0,2019 0,032 44,5 0,28 531,2 0,09
33 0,1798 0,0254 56,0 0,23 669,3 0,072
34 0,1601 0,0201 56,0 0,18 845,8 0,057
35 0,1426 0,0159 62,3 0,14 1069,0 0,045
36 0,1270 0,0127 69,0 0,10 1338,0 0,036
37 0,1131 00100 78,0 0,089 1700,0 0,028
38 0,1007 0,0079 82,3 0,070 2152,0 0,022
39 0,0897 0,0063 97,5 0,056 2696,0 0,017
40 0,0799 0,0050 111,0 0,044 3400,0 0,014
41 00711 0,0040 126,8 0,035 4250,0 0,011
42 0,0633 0,0032 138,9 0,028 5312,0 0,009
43 0,0564 0,0025 156,4 0,022 6800,0 0,007
44 0,0503 0,0020 169,7 0,018 8500,0 0,005

Tabela 6. Tabela de Conversão - AWG Medidas Métricas de fios

A.W.G Diâmetro (mm) Seção reta (mm²) A.W.G Diâmetro (mm) Seção reta (mm²)
1 7.348 42.41 mm² 21 0.723 0.410 mm²
2 6.544 33.63 mm² 22 0.644 0.326 mm²
3 5.827 26.67 mm² 23 0.573 0.258 mm²
4 5.189 21.15 mm² 24 0.511 0.205 mm²
5 4.621 16.77 mm² 25 0.455 0.162 mm²
6 4.115 13.30 mm² 26 0.405 0.129 mm²
7 3.665 10.55 mm² 27 0.361 0.102 mm²
8 3.264 8.366 mm² 28 0.321 0.081 mm²
9 2.906 6.634 mm² 29 0.286 0.064 mm²
10 2.588 5.261 mm² 30 0.255 0.051 mm²
11 2.305 4.172 mm² 31 0.227 0.040 mm²
12 2.053 3.309 mm² 32 0.202 0.032 mm²
13 1.828 2.624 mm² 33 0.180 0.025 mm²
14 1.628 2.081 mm² 34 0.160 0.020 mm²
15 1.450 1.650 mm² 35 0.143 0.016 mm²
16 1.291 1.309 mm² 36 0.127 0.013 mm²
17 1.150 1.038 mm² 37 0.113 0.010 mm²
18 1.024 0.823 mm² 38 0.101 0.008 mm²
19 0.912 0.653 mm² 39 0.090 0.006 mm²
20 0.812 0.518 mm² 40 0.080 0.005 mm²

DESIGNAÇÃO DOS BORNES SEGUNDO NORMAS DIN 72552


(301-02_00-03-15_Edicao1.0_SPB - Componentes do Sistema Eléctrico e sua Simbologia)

1 Bobina de ignição, distribuidor de ignição, sistema de ignição (baixa tensão)


1a Distribuidor com ignição de dois
1b Circuitos separados (baixa tensão)
4 Bobine de ignição, distribuidor de ignição (alta tensão)
4a Distribuidor com ignição de dois
4b Circuitos (alta tensão)
7 Resistências base do distribuidor de ignição (contacto de comando)
7a Resistência base para ignição transistorizada e ignição por condensador de alta tensão)
7b Resistência base para ignição transistorizada
7f Contacto de carga para ignição por condensador de alta tensão
15 Saída de interruptor de marcha
15a Entrada do sistema de ignição por condensador de alta tensão, sistema de ligação em
ignição transistorizada e resistência adicional das bobinas de ignição
15 Entrada do interruptor de arranque e incandescência
17 Interruptor de arranque e incandescência, etapa 2 de arranque
19 Interruptor de arranque e incandescência, etapa 1 de pré- aquecimento

Emprego Geral
15 Polo positivo da bateria através do interruptor (IGNIÇÃO)
30 Polo positivo da bateria diretamente da mesma
31 Linha de retorno diretamente ao polo negativo da bateria, massa
31b Linha de retorno ao polo negativo da bateria ou massa, através do interruptor ou do
relé

Motores Elétricos
30 Entrada direta desde o polo positivo da bateria
32 Linha de retorno
33 Ligação principal
33a Interruptor de paragem
33b Campo de derivação
33l Sentido de rotação à esquerda
33r Sentido de rotação à direita
86 Entrada do relé (começo do enrolamento)

Instalações de arranque
30 Entrada direta desde o polo positivo da bateria
30a Relé de comutação da bateria, entrada da bateria 2
31 Linha de retorno direta ao polo negativo da bateria 2 polo negativo
31a Relé de comutação da bateria, linha de retorno à bateria 2 polo negativo
31c Relé de comutação da bateria, linha de retorno à bateria 1 polo negativo
48 Repetição de arranque (relé)
50 Comando direto do motor de arranque
50a Comando indireto do motor de arranque
50e Entrada do relé do bloqueio de arranque
50f Saída do relé do bloqueio de arranque
50g Entrada do relé de repetição de arranque
50h Saída do relé de repetição de arranque
86 Entrada do relé (começo do enrolamento)

Geradores e Reguladores
44 Compensação da tensão em reguladores funcionando em paralelo dois geradores
51 Tensão continua nos retificadores, em geradores de corrente alternada
51e Igual a 51, mas sim em geradores de corrente alterna com bobina de indutância para
marcha diurna
59 Tensão alterna, saída do gerador de corrente alternada, entrada do interruptor de
mudança de luzes e retificadores
59a Armadura de carga
59b Armadura de luzes traseiras
59c Armadura de luzes de travagem
61 Luz indicadora de carga no gerador e regulador
B+ Positivo da bateria
B- Negativo da bateria
D+ Positivo do gerador
D- Negativo do gerador
DF Campo do gerador
DF1 Campo 1 do gerador
DF2 Campo 2 do gerador trifásico com retificadores separados
J Positivo do enrolamento de excitação
K Negativo do enrolamento de excitação
Mp Borne central

Instalação de iluminação
54 Luzes de travagem
55 Faróis de nevoeiro
56 Faróis
56a Luzes de estrada e indicador ótico
56b Luzes de cruzamento
56d Sinal de luzes
57 Luzes de posição para faróis de motocicleta
57a Luz de estacionamento
57l Luz de estacionamento esquerda
57r Luz de estacionamento direita
58 Luzes de posição, traseiras e de placas de matricula; iluminação dos instrumentos
58b Comutação da luz traseira para tratores de um só eixo
58c Tomada de reboque para luz traseira de um só fio no reboque e assegurada por
separado
58d Iluminação dos instrumentos regulável
58l Luzes traseiras e de posição esquerdas
58r Luzes traseiras e de posição direitas

Instalação de sinais acústicos


31b Linha de retorno ao negativo da bateria ou à massa através do interruptor ou relé
71 Entrada do aparelho de distribuição de sequência de sons
71a As buzinas 1 e 2 de tom baixo
71b As buzinas 3 e 4 tom alto
72 Interruptor de alarme para a lâmpada de identificação unidirecional
85 Interruptor de alarme ao aparelho de distribuição de sequência de sons
Instalações adicionais
52 Guarda pneumática e outras sinalizações de reboque veículo trator
54g Válvula de ar comprimido eletromagnética para o travão continuo de reboque
75 Autorrádio, isqueiro elétrico
76 Altifalantes
77 Comando de válvula da porta
Interruptores acionados mecanicamente
82 Contactos de repouso e comutadores, entrada
81a Contactos de repouso e comutadores, primeira saída
81b Contactos de repouso e comutadores, segunda saída
82 Contactos de trabalho entrada
82b Contactos de trabalho Segunda saída
82z contactos de trabalho primeira entrada
82y Contactos de trabalho, segunda saída
83 Interruptores múltiplos, entrada
83a Saída, posição 1
83b Saída, posição 2
Relés Contactores
84 Entrada do relé de corrente, começo do enrolamento
84a Final do enrolamento do relé de corrente
84b Saída do relé de corrente
85 Saída do relé, final do enrolamento negativo
86 Entrada do relé, começo do enrolamento
86b Entrada do relé , “shunt” do segundo enrolamento
87 Entrada do contacto do relé, contactos de repouso ou comutadores
87a Primeira saída
87b Segunda saída
87c Terceira saída
87z Primeira entrada
87y Segunda entrada
87x Terceira entrada
88 Entrada do contacto do relé, contacto de trabalho Contacto do relé no caso de
contactos de trabalho, comutadores
88a Primeira saída
88b Segunda saída
88c Terceira saída
88z Primeira entrada
88y Segunda entrada
88z Terceira entrada