Você está na página 1de 5
ESCOLA ESTADUAL DE ENSINO MÉDIO CÔNEGO JOÃO BASTISTA SORG Sócrates Trabalho do Ensino Politécnico da

ESCOLA ESTADUAL DE ENSINO MÉDIO CÔNEGO JOÃO BASTISTA SORG

Sócrates

Trabalho do Ensino Politécnico da Escola Estadual SORG. Aluno: Luís H. Gabriel Matge, Dyonatan, Jonatas Orientador: Tânia Albuquerque

Carazinho, 2016

ESCOLA ESTADUAL DE ENSINO MÉDIO CÔNEGO JOÃO BASTISTA SORG Quem foi Sócrates? Sócrates nasceu em

ESCOLA ESTADUAL DE ENSINO MÉDIO CÔNEGO JOÃO BASTISTA SORG

Quem foi Sócrates?

Sócrates nasceu em Atenas, provavelmente no ano de 470 a.C, e tornou-se um dos principais pensadores da Grécia Antiga. Podemos afirmar que Sócrates fundou o que conhecemos hoje por filosofia ocidental. Foi influenciado pelo conhecimento de um outro importante filósofo grego: Anaxágoras. Seus primeiros estudos e pensamentos discorrem sobre a essência da natureza da alma humana.

Sócrates era considerado pelos seus contemporâneos um dos homens mais sábios

e

inteligentes. Em seus pensamentos, demonstra uma necessidade grande de levar

o

conhecimento para os cidadãos gregos. Seu método de transmissão de

conhecimentos e sabedoria era o diálogo. Através da palavra, o filósofo tentava levar

o conhecimento sobre as coisas do mundo e do ser humano.

Conhecemos seus pensamentos e ideias através das obras de dois de seus discípulos: Platão e Xenofontes. Infelizmente, Sócrates não deixou por escrito seus pensamentos. Sócrates não foi muito bem aceito por parte da aristocracia grega, pois defendia algumas ideias contrárias ao funcionamento da sociedade grega. Criticou muitos aspectos da cultura grega, afirmando que muitas tradições, crenças religiosas e costumes não ajudavam no desenvolvimento intelectual dos cidadãos gregos.

Atenção de muitos jovens atenienses. Suas qualidades de orador e sua inteligência, também colaboraram para o aumento de sua popularidade. Temendo algum tipo de mudança na sociedade, a elite mais conservadora de Atenas começa a encarar Sócrates como um inimigo público e um agitador em potencial. Foi preso, acusado

de pretender subverter a ordem social, corromper a juventude e provocar mudanças

na religião grega. Em sua cela, foi condenado a suicidar-se tomando um veneno

chamado cicuta, em 399 AC.

Em função de suas ideias inovadoras para a sociedade, começa a atrair a atenção

de muitos jovens atenienses. Suas qualidades de orador e sua inteligência, também

colaboraram para o aumento de sua popularidade. Temendo algum tipo de mudança na sociedade, a elite mais conservadora de Atenas começa a encarar Sócrates como um inimigo público e um agitador em potencial. Foi preso, acusado de pretender subverter a ordem social, corromper a juventude e provocar mudanças na religião grega. Em sua cela, foi condenado a suicidar-se tomando um veneno chamado cicuta, em 399 AC.

Sócrates foi soldado, escultor e senador, mais ele deixou tudo para traz para se tornar um filosofo, dizendo que desde a infância ouvia a voz de DEUS que o

ESCOLA ESTADUAL DE ENSINO MÉDIO CÔNEGO JOÃO BASTISTA SORG estimulava a divulgar seus pensamentos, dai

ESCOLA ESTADUAL DE ENSINO MÉDIO CÔNEGO JOÃO BASTISTA SORG

estimulava a divulgar seus pensamentos, dai ele passou a por Atenas como um pregador para ajudar as pessoas descobrirem nelas próprias o conhecimento que as levassem a praticar o bem.

Conhece-te a ti mesmo: Sócrates e a nossa relação com o mundo.

Sócrates é como um divisor de águas na Filosofia Antiga, tanto que os filósofos anteriores a ele são tradicionalmente chamados de pré-socráticos. Os primeiros filósofos estavam preocupados em encontrar o fundamento de todas as coisas. Sócrates, por sua vez, está mais interessado em nossa relação com os outros e com o mundo.

Curiosamente, Sócrates nada escreveu - e tudo o que sabemos dele é graças a seus discípulos, particularmente Platão. Sócrates teria tomado a inscrição da entrada do templo de Delfos como inspiração para construir sua filosofia: Conhece- te a ti mesmo.

Para compreendermos o sentido dessa frase, segundo o filósofo francês Michel Foucault, devemos inscrevê-la em uma estratégia mais geral do cuidado de si.

Ou seja, o que Sócrates pregava era que nós devemos nos ocupar menos com as coisas (riqueza, fama, poder) e passarmos a nos ocupar com nós mesmos. Poderia objetar-se: com que propósito deveria ocupar-me comigo mesmo? Porque é o caminho que me permite ter acesso à verdade. Mas que tipo de verdade? Obviamente não é uma verdade qualquer tal como a fórmula química da água, mas a verdade que é capaz de transformá-lo no seu próprio ser de sujeito.

Como ter acesso à verdade?

Para ter acesso à verdade, contudo, não é um ato puramente intelectual. Ela exige, por vezes, determinadas renúncias e purificações, das quais Sócrates é um exemplo. Sócrates dizia ter recebido de Deus a missão de estimular os atenienses, fossem eles velhos ou jovens, a deixarem de cuidar das coisas, passando a cuidar de si mesmos. Tal atitude o fez dedicar-se inteiramente à filosofia e à prática dialógica (uma forma especial de diálogo, denominada maiêutica) por meio da qual ele fazia com que seu interlocutor percebesse as inconsistências de seu discurso e se autocorrigisse.

A atitude de Sócrates questionava os valores da sociedade ateniense, razão pela qual seus inimigos o levaram ao tribunal, onde foi julgado e condenado à morte. Sua morte, porém, não impediu que a questão do cuidado de si se tornasse um tema

ESCOLA ESTADUAL DE ENSINO MÉDIO CÔNEGO JOÃO BASTISTA SORG central na filosofia durante mais de

ESCOLA ESTADUAL DE ENSINO MÉDIO CÔNEGO JOÃO BASTISTA SORG

central na filosofia durante mais de mil anos - e chegasse a influenciar alguns filósofos modernos e contemporâneos. A questão central do cuidado de si é que jamais se tem acesso à verdade sem uma experiência de purificação, de meditação, de exame de consciência - enfim, através de determinados exercícios espirituais capazes de transfigurar nosso próprio ser.

Dito de outro modo, o estado de iluminação, de descoberta da verdade, não é produto do estudo, mas de uma prática acompanhada de reflexão constante sobre minhas ações, atitudes - e de como posso modificá-las para me tornar uma pessoa melhor. É como se a vida fosse uma obra de arte em que nós vamos nos moldando, nos aperfeiçoando no decorrer da existência.

A difícil busca da verdade.

Atualmente, estamos distantes dessa perspectiva socrática do cuidado de si. A ciência moderna está preocupada com a produção e acumulação de conhecimentos. Mas quando nos perguntamos: para quê acumulamos e produzimos conhecimento? A resposta é simplesmente: para aumentar infinitamente nosso conhecimento. Entramos, assim, numa corrida sem fim, em que nunca nos questionamos se isso realmente está trazendo os benefícios prometidos. Claro que a tecnologia traz inegáveis benefícios, mas não parece que as pessoas, atualmente, estejam mais felizes. Pode-se alegar, no entanto, que não é papel do conhecimento e da ciência promover a felicidade humana - e que, talvez, conhecimento e ciência tenham a única função de contribuir para a concentração de poder e dinheiro nas mãos de alguns uns poucos. Sócrates, porém, via a busca da verdade como um caminho de ascese, pois, quando cuidamos de nós mesmos, modificamos nossa relação com os outros e com o mundo.

Mergulhados em preocupações com a aparência e o consumo, pensamos estar cuidando de nós mesmos, quando na verdade estamos nos perdendo em meio às coisas. É preciso conhecer a si mesmo para não perder-se. Claro que você não vai encontrar toda verdade em si mesmo, mas, pelo menos, a única verdade capaz de salvá-lo.

Claro que a tecnologia traz inegáveis benefícios, mas não parece que as pessoas, atualmente, estejam mais felizes. Pode-se alegar, no entanto, que não é papel do conhecimento e da ciência promover a felicidade humana - e que, talvez, conhecimento e ciência tenham a única função de contribuir para a concentração de poder e dinheiro nas mãos de alguns uns poucos. Sócrates, porém, via a busca da verdade como um caminho de ascese, pois,

ESCOLA ESTADUAL DE ENSINO MÉDIO CÔNEGO JOÃO BASTISTA SORG quando cuidamos de nós mesmos, modificamos

ESCOLA ESTADUAL DE ENSINO MÉDIO CÔNEGO JOÃO BASTISTA SORG

quando cuidamos de nós mesmos, modificamos nossa relação com os outros e com o mundo. Mergulhados em preocupações com a aparência e o consumo, pensamos estar cuidando de nós mesmos, quando na verdade estamos nos perdendo em meio às coisas. É preciso conhecer a si mesmo para não perder-se. Claro que você não vai encontrar toda verdade em si mesmo, mas, pelo menos, a única verdade capaz de salvá-lo.