Você está na página 1de 12

Textos do álbum

Helil e a Nova Era


Dezembro 201 5
O INFANTE D. HENRIQUE

Em seu trono entre o brilho das esferas,


Com seu manto de noite e solidão,
Tem aos pés o mar novo e as mortas eras —
O único imperador que tem, deveras,
O globo mundo em sua mão.

26-9-1 928

Mensagem. Fernando Pessoa. Lisboa: Parceria António


Maria Pereira, 1 934 (Lisboa: Ática, 1 0ª ed. 1 972). - 49.
CONSOLADOR PROMETIDO

“Se me amais, guardai os meus mandamentos; e eu rogarei a


meu Pai e ele v os enviará outro Consolador, a fim de que fique
eternamente convosco: — O Espírito de Verdade, que o mundo
não pode receber, porque o não vê e absolutamente o não
conhece. Mas, quanto a vós, conhecê-l o-eis, porque ficar
conv osco e estará em v ós. — Porém, o Consolador, que é o
Santo Espírito, que meu Pai enviará em meu nome, vos
ensinará todas as coisas e vos fará recordar tudo o que vos
tenho dito.”

(S. JOÃO, cap. XIV, vv. 15 a 17 e 26.)


A NOVA ERA

“…O Cristo foi o iniciador da mais pura, da mais sublime moral,


da moral evangélico-cristã, que há de renovar o mundo,
aproximar os homens e torná-los irmãos; que há de fazer brotar
de todos os corações a caridade e o amor do próximo e
estabelecer entre os humanos uma solidariedade comum; de
uma perfeita moral, enfim, que há de transformar a Terra,
tornando-a morada de Espíritos superiores aos que hoje a
habitam. É a lei do progresso, a que a Natureza está submetida,
que se cumpre, e o Espiritismo é a alavanca de que Deus se
utiliza para fazer que a Humanidade avance…”

Um Espírito israelita. (Mulhouse, 1861.)


PREFÁCIO DO EVANGELHO
SEGUNDO O ESPIRITISMO

Os Espíritos do Senhor,
que são as virtudes dos Céus,
qual imenso exército que se movimenta
ao receber as ordens do seu comando,
espalham-se por toda a superfície da Terra e,
semelhantes a estrelas cadentes,
vêm iluminar os caminhos e abrir os olhos aos cegos.
Eu vos digo, em verdade, que são chegados os tempos
em que todas as coisas hão de ser restabelecidas
no seu verdadeiro sentido,
para dissipar as trevas, confundir os orgulhosos
e glorificar os justos.

As grandes vozes do Céu


ressoam como sons de trombetas,
e os cânticos dos anjos
se lhes associam.
Nós vos convidamos, a vós homens,
para o divino concerto.
Tomai da lira, fazei uníssonas vossas vozes,
e que, num hino sagrado,
elas se estendam e repercutam
de um extremo a outro do Universo.

O ESPÍRITO DE VERDADE
PREFÁCIO DO EVANGELHO
SEGUNDO O ESPIRITISMO

Homens, irmãos
a quem amamos,
aqui estamos junto de vós.

Amai-vos, também,
uns aos outros e dizei
do fundo do coração,
fazendo as vontades do Pai,
que está no Céu:

Senhor! Senhor!...

e podereis entrar no reino dos Céus.

O ESPÍRITO DE VERDADE
O INFA NTE

Deus quer, o homem sonha, a obra nasce.

Deus quis que a terra fosse toda uma,


Que o mar unisse, já não separasse.
Sagrou-te, e foste desvendando a espuma.

E a orla branca foi de ilha em continente,


Clareou, correndo, até ao fim do mundo,
E viu-se a terra inteira, de repente,
Surgir, redonda, do azul profundo.

Quem te sagrou criou-te português.

Do mar e nós em ti nos deu sinal.

Cumpriu-se o Mar, e o Império se desfez.

Senhor, falta cumprir-se Portugal!

s.d.

Mensagem. Fernando Pessoa. Lisboa: Parceria António


Maria Pereira, 1 934 (Lisboa: Ática, 1 0ª ed. 1 972). - 57.
PARA ALÉM DE TODO O MAR
Vamos construir uma nau (bis)
Para navegar no mar (bis)
E outras terras encontrar (bis)
Para além de todo o mar (bis)

De Sagres a Macau (bis)


Vamos navegar num sonho
E enfrentar o mar medonho
E outras terras encontrar (bis)
Para além de todo o mar (bis)

As armas e os Barões assinalados


Que da Ocidental praia Lusitana
Por mares nunca de antes navegados
Passaram ainda além da Taprobana,
Em perigos e guerras esforçados
Mais do que prometia a força humana,
E entre gente remota edificaram
Novo Reino, que tanto sublimaram
(Luís Vaz de Camões "Os Lusíadas")

O céu estrelado é o nosso guia


Nossa Fé em Deus confia
Venceremos todos os medos
Com coragem e alegria

Sob a égide de Helil


Cruzaremos todos os mares
Desfraldando ao vento a bandeira
Do Evangelho Imortal

Levaremos a toda a parte


A Esperança num novo dia
Com Jesus faremos vibrar
Os corações em harmonia

Vamos construir uma nau (bis)


Para navegar no mar (bis)
E outras terras encontrar (bis)
Para além de todo o mar (bis)

Paulo Miguel Fregedo


8 de Fevereiro de 201 2
ALÉM NO HORIZONTE
Além no horizonte
Nunca estaremos sozinhos
Estaremos sempre juntos
Seremos todos unidos

Além no horizonte

O amor brilhará permanentemente


E a verdadeira fraternidade
Implantar-se-á definitivamente

Além no horizonte

O Evangelho de Jesus
Iluminará a Terra inteira
Com a Sua Luz

Unidos, unidos, união


Com Jesus
Unidos, unidos, união
Por Jesus
Unidos, unidos
União com Jesus
União!

Texto: Sónia Paula de Almeida / Paulo Miguel Fregedo


Música: Paulo Miguel Fregedo
Março de 201 0
HELIL E A NOVA ERA

A Hora chega e tudo tem que avançar


Determinada a Nova Era
O Tempo dado está perto de terminar
Chegou a Hora de regenerar a Terra

Helil volta de novo a liderar

Nova missão o Evangelho quer implantar

Além do Mar, além do Sonho

Desvenda a espuma e os ideais

A velha Europa acorda de novo

E a Lusa Voz ergue-se uma vez mais

A Nova Sagres já marulha a bolinar


Levando a Fé, a Esperança e o Amor no seu cantar

Helil e a Nova Era


Helil

Com Jesus no coração


Cantamos com alegria
A Terra será um novo mundo
De paz e de harmonia

Paulo Miguel Fregedo


1 de maio de 201 5
AO SEMEADOR DE ESTRELA S
(DO CORAÇÃO DE PORTUGAL)
Querido irmão
Nossa voz se eleva aos céus
Com sentimento
Profundo de gratidão

Neste abraço
Pleno de amor
Sentimos
A presença do Senhor
Iluminando este momento
Iluminando este lugar
Com bênçãos de paz

O seu exemplo
O carinho e devoção
À seara
Do Mestre Jesus

Sensibiliza
A nossa alma
Por todas as estrelas que semeia
Iluminando nossos caminhos
Sendo um archote vivo da Fé
Na nossa noite
Amando o Amor

Por sua mão que nos escreve


Por sua voz que nos fala
As lições dos Imortais

Nós agradecemos
Muito obrigado querido amigo
Nós agradecemos
Muito obrigado querido amigo

Obrigado por Amélia


Obrigado por Bezerra
Obrigado por Pastorino
Obrigado por Eros
Obrigado por Guaracy
Obrigado por Ignotus
Obrigado por Cléofas
Obrigado por Miranda
Obrigado por Marco
Obrigado por Otília
Obrigado por Tagore
Obrigado por Selma
Obrigado por Simbá
Obrigado por Vianna
Obrigado por Victor
Muito obrigado Divaldo por Joanna
E por tantos outros espíritos
Muito obrigado Divaldo

Paulo Miguel Fregedo


22 de Setembro de 2012