Você está na página 1de 19

CITOLOGIA HORMONAL

CITOLOGIA HORMONAL
CITOLOGIA HORMONAL

 Citologia esfoliativa - parede vaginal lateral.


CITOLOGIA HORMONAL

Dados clínicos:
Idade
UM
Terapia hormonal, cirurgica ou radiativa.
CITOLOGIA HORMONAL
Técnica colorimétrica – Papanicolaou
CITOLOGIA HORMONAL

 Condições que impedem a avaliação


hormonal:
Infecções não específicas e específicas
Vaginose
Presença de escamas anucleadas
Citólise
CITOLOGIA HORMONAL
 Indicações para Citologia Hormonal:

Avaliação de função ovariana em mulheres


Histerectomizadas

Avaliação de função ovariana em mulheres com


desordens menstruais.

Avaliação de função ovariana na infância

Avaliação de prognóstico e guia de conduta de


gravidez com possível desequilibrio hormonal e
abortos habituais.
CITOLOGIA HORMONAL

Avaliação da função ovariana em mulheres


climatéricas e pós-menopáusicas.

Guia de TRH quanto a duração de efeito e


eficácia.

Diagnóstico de tumor de hormônio na infância


e na pós-menopausa.
CITOLOGIA HORMONAL
Índices usados para avaliação cito-hormonal:

Índice cariopicnótico – relação de células superficiais


maduras com células intermediarias maduras sem se levar em
conta a reação colorimétrica.
CITOLOGIA HORMONAL

Índice eosinofílico – relação de células escamosas


eosinofilicas com células escamosas cianofilicas sem se levar em
conta a aparência nuclear.
CITOLOGIA HORMONAL

Índice de células dobradas – relação de células


escamosas maduras dobradas com células escamosas maduras
planas, independente da afinidade tintorial e característica nuclear.

Índice de células agrupadas – relação de células


escamosas em grupos de 4 ou mais células com células isoladas
ou em pequenos grupos de menos que 4 células, independente da
afinidade tintorial, aparência nuclear, dobra celular ou
aplainamento.
CITOLOGIA HORMONAL

Índice de maturação – relação de células parabasais com


células intermediárias com células superficiais, expressas em
percentagem.

Parabasal / Intermediária / Superficial


ou
Parabasal : Intermediária : Superficial
CITOLOGIA HORMONAL

 Meisels (1967) - Valor de Maturação

Célula superficial = 1,0


Célula intermediária = 0,5
Célula parabasal = 0,0

V.M = Células superficiais x (1,0) + Células intermediárias x (0,5) +


Células parabasais x (0,0)
Quadro Eutrófico

20X
Predomínio de células intermediárias agrupadas e dobradas.
Presença de algumas células superficiais. Característica da fase pós-
ovulatória do ciclo menstrual.
Quadro Hipotrófico

20X
Presença de células parabasais, intermediárias e uma superficial.
Esfregaço característico do início da puberdade e perimenopausa.
Alguns bacilos e escassas hemácias.
Quadro Hipotrófico

20X
Presença de células parabasais, intermediárias e uma superficial. Esfregaço
característico do início da puberdade e perimenopausa. Alguns bacilos e
escassas hemácias.
Quadro Atrófico

10X
Agrupamento de células escamosas parabasais, raras
intermediárias e superficiais. Característico da menopausa tardia e
da infância. Flora bacteriana indeterminada.
Autólise de Células Parabasais

20X

Escassos núcleos nús predominantemente ovais com padrão de


cromatina delicada . Aumento nuclear devido a degeneração.
Autólise de Células Parabasais

20X

Núcleos nús predominantemente ovais com padrão de


cromatina delicado. Aumento nuclear devido a degeneração.