Você está na página 1de 9

Universidade Federal de Campina Grande – UFCG

Campus Cajazeiras
Curso de História

Como elaborar um projeto de pesquisa em História?


Prof. Joachin de Melo Azevedo
1. O que é um Projeto e para que serve?

Um projeto consiste em um trabalho impresso, com uma média


entre 8 até 15 páginas, no qual o aluno organiza um recorte
temático, hipóteses, objetivos, fontes e bibliografia em torno
da área que pretende estudar.

Um Projeto de Pesquisa na graduação encaminha o aluno para


que ele possa elaborar uma monografia e assim obter o título
que lhe possibilite exercer sua profissão.

Além disso, o Projeto de Pesquisa serve para lhe dar satisfação


intelectual, reconhecimento entre os pares e ser aprofundado
depois da formatura.
2. Quatro regras fundamentais para se pensar em
um Projeto de Pesquisa:

1. O tema deve corresponder aos interesses do aluno.

2. As fontes de pesquisa devem estar ao alcance do aluno.

3. As fontes de pesquisa devem ser manuseadas pelo aluno.

4. O quadro metodológico de pesquisa deve ser


correspondente ao grau de experiência ou limitações do
aluno.
3. Projeto monográfico ou Projeto panorâmico?

Exemplos:
1. A filosofia moderna de Kant

2. O conceito de estética moderna na filosofia de Kant

3. O conceito de imperativo categórico na obra Crítica da razão


pura (1781) de Kant
Kant (1724 – 1804)

Por que é necessário fazer essas delimitações?


3.1 Projeto de pesquisa histórica
Aqui o aluno irá conciliar a discussão de obras sobre sua
temática com a interpretação crítica de
documentos/fontes históricas.

3.2 Projeto de pesquisa bibliográfica


Em uma pesquisa bibliográfica, pode-se fazer uma
discussão crítica sobre obras de autores que investigaram
um determinado tema.

3.3 Projeto de pesquisa teórica


Em um projeto teórico pode-se investigar um problema
abstrato.
4. A pesquisa do material:

O que são fontes primárias e fontes secundárias?

“Nas salas dos arquivos , os cochichos enrugam a superfície do silêncio, os


olhos se perdem e a história se decide. O conhecimento e a incerteza
misturados se ordenam em uma ritualização exigente onde a cor das fichas, a
austeridade dos arquivistas e o cheiro dos manuscritos servem de balizas para
um mundo sempre iniciático”. Arlette Farge

Fontes materiais e imateriais


II PARTE: ESTRUTURAÇÃO DE UM PROJETO DE PESQUISA

1. Título

2. Introdução: Falar brevemente sobre seu tema de pesquisa e o contexto histórico no qual ele se insere.

3. Justificativa: ao escrever esse tópico, tenha em mente o seguinte: de que forma irei contribuir para as
discussões já existentes sobre o tema que estudo?

4. Marco-Teórico: Sua pesquisa é marxista? É pós-estruturalista? É sobre Gênero? Inspira-se na Nova Historia ou
na Micro-História italiana? Explique ao leitor.

5. Objetivos: trace um objetivo geral e três objetivos específicos para você alcançar em sua pesquisa. Pense que
cada objetivo desses tem de embasar um capítulo de um suposto TCC.

6. Metodologia: Conceitue e fale sobre as fontes que pretende usar: música, jornais, revistas, cartas, livros,
filmes, novelas, entrevistas, fotografias... Quais arquivos, campos, acervos ou bibliotecas pretende visitar?

7. Bibliografia.
MODELO PARA
CAPA:

UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE – UFCG


CAMPUS CAJAZEIRAS
UNIDADE ACADÊMICA DE CIÊNCIAS SOCIAIS – UACS
CURSO DE HISTÓRIA
DISCIPLINA: PROJETO DE PESQUISA I PROFESSOR: JOACHIN AZEVEDO

A REPRESENTAÇÃO DA MORTE NA LITERATURA DE CORDEL DE LEANDRO DE GOMES BARROS (1865-1918)


Nome do aluno(a)

CAJAZEIRAS – PB
NOVEMBRO/2015
S U M Á R I O:

Introdução.................................................................................................................................03

Justificativa................................................................................................................................05

Marco Teórico...........................................................................................................................07

Objetivos...................................................................................................................................10

Metodologia..............................................................................................................................11

Bibliografia................................................................................................................................13