Você está na página 1de 5

EPANET TUTORIALS

Tutorial EPANET
Criação de Imagen de Fundo (Backdrop)
EPANET Tutor
1/1/2019

Manual compreensivo para a criação de imagem de fundo necessária para o desenho de


modelos hidráulicos com dimensionamento automático e fundo ampliável sem perda de
visibilidade.
Indice

Contents
1. Introdução ............................................................................................................................... 3
2. Recursos Necessários ............................................................................................................... 4
3. Metodologia ............................................................................................................................. 4
a. Definição da área de estudo ................................................................................................ 4
b. Localização e ampliação da imagem satélite da área de estudo ........................................ 4
c. Edição da imagem e conversão em formato adequado ...................................................... 4
d. Importação da imagem de fundo no EPANET ................................................................... 5
4. Exemplo Prático Passo-a-Passo ............................................................................................... 5

2|Page
1. Introdução
A criação de uma imagem de fundo torna-se importante quando é necessário fazer o desenho
de modelos hidráulicos. A imagem deve ter as dimensões correctas e qualidade e formato
compativel por forma a facilitar um desenho mais realista do modelo hidráulico. O presente
manual foi criado para ajudar estudantes e profissionais no geral, que pretendam utilizar o
EPANET para criar seus modelos hidráulicos, e que procuram através de uma forma simples e
compreensivel, criar e trabalhar com uma imagem de fundo.

O manual do EPANET que acompanha o pacote de origem, explica de forma clara e objectiva
sobre como importar e dimensionar imagens de fundo, mas o autor deste manual entende que
a fase de criação da própria imagem , ainda é um obstáculo a contornar. Assim sendo, foi feita
uma pequena selecção de softwares e ferramentas geralmente acessiveis pelos usuários, que
combinadas, passo a passo, permitem obter um resultado com a qualidade desejada.

A autor entende que este manual será de grande utilidade para todos os usuários, quer sejam
estudantes assim como profissionais.

3|Page
2. Recursos Necessários
Para o seguimento deste Manual serão necessários os seguintes pacotes de software:

- Google Earth versão Pro.

- Ms Publisher 2003/2007/2013/2016/2019.

- EPANET versão 2.0.

3. Metodologia

a. Definição da área de estudo


A área de estudo é a região sobre a qual se pretende fazer o desenho do modelo hidráulico.
Pode ser um bairro, vila, cidade, ou outra área de interesse. O conhecimento de sua
localização geográfica e limites da região de interesse devem ser claramente sabidos, com vista
a focalizar melhor na abrangida pelo projecto e permitir optimizar a imagem de fundo a ser
produzida.

b. Localização e ampliação da imagem satélite da área de estudo


Após a definição teórica da área, faz uso do software Google Earth Pro para localizar e ampliar
a zona pretendida. De seguida colocam-se marcos nos limites da área de estudo e guarda-se a
imagem com a qualidade pretendida. O Google Earth permite escolher a resolução desejada,
mas é preciso notar que quanto maior a resolução da imagem a ser guardada, maior será sua
precisão e maior espaço ocupará no computador. É preciso encontrar um balanço para evitar
sobrecaregar os recursos do computador ao fazer o uso do EPANET nas acções de ampliação
da imagem de fundo.

A imagem de fundo deve ser guardada com tamanho e proximidade suficientes para que seja
claramente visivel a localização de arruamentos, edificios e outras instalações que podem
interferir na localização dos elementos do modelo em si.

c. Edição da imagem e conversão em formato adequado


Na alinea b. foi guardada a imagem desejada no computador. Nesta alinea vamos fazer o
tratamento da mesma imagem utilizando o software Ms Publisher. Ao importar a imagem no
Publisher, vamos de forma rápida recortar a imagem nos limites na região marcada pelos
marcos com o uso da ferramenta “crop” e de seguida melhor o seu esquema de cores com a
função de correcção automática de cores. Assim, ao obter a imagem final, vamos salvar a
imagem.

Para salvar a imagem deve-se primeiro selecionar a imagem, fazendo click com o botão
esquerdo do rato, e de seguida fazendo click com o botão direito. Nas opções visiveis, escolher
salvar como imagem, escolher o formato .emf e salvar na localização desejada.

De lembrar que a imagem deve ser guardada seguindo o processo aqui descrito. A outra opção
para salvar a imagem está presente no Menu “File” do Ms Project. Esta opção, para além da
imagem, irá guardar a região em branco referente á folha em branco sobre a qual a image foi

4|Page
importada. Esta região irá influenciar sobre as dimensões originais da imagem e contribuir
para um incorrecto dimensionamento da imagem no EPANET.

Outro facto também muito importante, está relacionado com a imagem guardada apartir do
Google Earth. Por vezes os limites da área de estudo são grandes o tanto que não permitem
obter uma imagem satélite capaz de mater todos os detalhes desejados. Nestes casos,
recomenda-se a divisão da área de estudo em partes iguais, fomando um conjunto tipo
“puzzle”, que pode ser depois unido no Ms Project. Este processo será melhor explicado em
um Manual separado, por se tratar de um trabalho mais detalhado e profissional que deve ser
realizado, com vista a alcançar a precisão e qualidade desejada.

d. Importação da imagem de fundo no EPANET


Esta é a última fase. Esta fase consiste essencialmente em importar a imagem para o EPANET
através da opção de “load Backdrop” e posterior dimensionamento da imagem de fundo pela
opção “Dimensions”.

A opção de importação e carregamento da imagem de fundo pode ser encontrada em View >
Backdrop > Load.

O dimensionamento pode ser feito com recurso a View>Dimensions. Escolhe-se as unidades


das coordenadas obtidas no Google Earth e posterior preenchimento nos campos referentes
aos cantos superior direito e inferior esquerdo. Caso se pretenda trabalhar na undidades do
Sistema Internacional(SI), aconselha-se a trabalhar em metros.

4. Exemplo Prático Passo-a-Passo


5|Page