Você está na página 1de 155

Page 1 of 155

Prefácio
O objetivo deste Manual de Instruções do Operador é servir de guia para o uso correto e manutenção da máquina. Portanto, leia-o
atenciosamente antes de ligar e operar a máquina ou efetuar qualquer manutenção preventiva.
Mantenha o manual na cabine para tê-lo sempre à mão. Se desaparecer, reponha-o imediatamente.
O manual descreve as aplicações para as quais a máquina primeiramente deve ser utilizada e foi elaborado para ser válido em todos os
mercados. Portanto, solicitamos que você ignore os capítulos que não são aplicáveis à sua máquina e ao seu trabalho.

Muitas horas foram dedicadas na construção e fabricação para que a máquina seja a mais eficiente e segura possível. Os acidentes, que
apesar disto ocorrem, são geralmente causados pelas pessoas. Uma pessoa consciente quanto à segurança e uma máquina bem conservada,
formam uma combinação segura, eficiente e lucrativa. Portanto, leia e siga as instruções de segurança.
Através de alterações no projeto tentamos sempre melhorar nossos produtos e a eficiência dos mesmos. Reservamo-nos o direito de efetuar
estas modificações sem nos obrigar a introduzí-las nos produtos já entregues. Reservamo-nos também o direito de, sem aviso prévio, alterar
dados e equipamentos, como também instruções de manutenção e demais providências de serviço.

Normas de segurança
É obrigação do operador conhecer e seguir os regulamentos de segurança locais e nacionais em vigor. As instruções de segurança deste
manual são válidas somente no caso de não existir regulamentos locais ou nacionais.

O símbolo acima aparece em vários locais do manual juntamente com uma mensagem de advertência e significa:
Advertência! esteja alerta! Sua segurança corre perigo! É obrigação do operador providenciar para que todos os adesivos de
advertência estejam em seus lugares na máquina e que sejam legíveis. Caso contrário, podem ocorrer acidentes.

Conheça a capacidade e os limites de sua máquina!


Este manual se aplica às máquinas com números de série
GOD - 41320, PED - 501137 (G930) e 502341
(G940) e acima.
Este manual pode também ser aplicado em todas as unidades G900 fabricadas anteriormente se o software da V-ECU tiver sido atualizado
para a última versão (11380133) ou superior.

índice
Prefácio 1
Números de identificação 2
Apresentação 5
Identificação CE, Diretiva EMC 10
Equipamento de comunicação, instalação 11
Placas de produto 12
Placas de informação e advertência (adesivos) 13
The USA federal clean air act 17
Painéis de instrumentos 21
Painel de instrumentos do suporte lateral 22
Painel de instrumentos central 28
Painel de instrumentos do pedestal 35
Painel de distribuição elétrica 42
Unidade display 44
Mensagens de alarme 54
Outros controles 59
Comandos 59
Conforto do operador 61
Comandos hidráulicos 70
Outros controles 76
Operação 77
Instruções de segurança durante a operação 78
Trabalhando dentro de áreas perigosas 80
Providências antes da operação 82
Ligando o motor 83
Mudança de marcha 86
Direção 97
Frenagem 99
Bloqueio do diferencial 101
Parando 102
Estacionamento 103
Resgate / reboque 104
Transportando a máquina 107
Técnicas de operação 109
Vibrações de corpo inteiro 110
Implementos 111
Conectando e desconectando implementos 112
Escarificador 113
Rompedor 114
Escarificador, ripper e lâmina removedora, operação 115
Girando usando a articulação 116
Fazendo um giro de três pontos 117
Mesa de moldagem 118
Page 2 of 155

Sistema de elevação da lâmina 120


Nivelamento em torno de um objeto 128
Nivelando em um `S' acostamento em curva 129
Nivelamento à direita 131
Nivelamento à esquerda 132
Construção de estradas 133
Diagrama de sinalização 144
Segurança no serviço 145
Posição de serviço 145
Leia antes de efetuar o serviço 146
Prevenção contra incêndio 149
Manuseando materiais perigosos 151
Manutenção e conservação 155
Pontos de manutenção, G930, G940, G946 e G960 158
Pontos de manutenção, G970, G976 e G990 159
Motor 160
Sistema de combustível 163
Turbocompressor 165
Purificador de ar 166
Pré-filtro em banho de óleo (equipamento opcional) 167
Sistema de refrigeração 168
Sistema elétrico 173
Transmissão 179
Eixo traseiro 182
Tandem 183
Sistema de freio 184
Tração em todas as rodas 187
Cabine 188
Ar condicionado (equipamento opcional) 189
Sistema hidráulico 190
Pneus 193
Rolamentos, lubrificação 194
Esquema de lubrificação e manutenção, G930 a G960 196
Esquema de lubrificação e manutenção, G970 a G990 200
Especificações 205
Lubrificantes recomendados 205
Capacidades de serviço e intervalos 210
Motor, especificações, G930 a G960 211
Motor, especificações, G970 to G990 212
Sistema elétrico, especificações 213
Transmissão de força, especificações 216
Freios / sistema de direção, especificações 217
Pressão de ar recomendada 218
Cabine, especificações 219
Sistema hidráulico, especificações 221
Desenho dimensional 222
Pesos da máquina 223
Diário de manutenção 225
índice alfabético 229
Apresentação

Utilização recomendada
A máquina é destinada a ser usada, sob condições normais, nas operações descritas no Manual
de Instruções do Operador. Se for usada para outros objetivos ou em ambientes potencialmente
perigosos, por exemplo, atmosfera explosiva, ambientes inflamáveis ou em áreas que contenham
pó de asbesto, etc., deverão ser seguidos regulamentos de segurança especiais, e a máquina
deverá ser equipada para tal aplicação. Contate o fabricante / concessionário para obter mais
informações.

Faixa de temperatura de operação da máquina


A configuração padrão da máquina é destinada a ser usada na faixa de temperatura ambiente
entre -40 °C (-40 °F) a 50 °C (122 °F). Estão disponíveis configurações especiais para
temperaturas ambientes diferentes. Contate seu concessionário Volvo para obter informações
adicionais ou configurações especiais de sua máquina.

Regulamentos ambientais
Lembre-se do meio ambiente quando operar, efetuar serviços e manutenções na máquina. Siga
sempre a legislação ambiental nacional referente a todo manuseio da máquina.
Page 3 of 155

Motor
G930, G940, G946, G960
G930 Volvo D7EGCE3, G940 Volvo D7EGBE3, G946 e G960 Volvo D7EGAE3.
Um motor de 7,2 litros (439 in3) seis cilindros, quatro tempos, injeção direta, de baixa emissão,
com refrigeração do ar de carga do tipo ar-a-ar. Sistema de combustível "Common rail" e IEGR
(recirculação interna do gás de escape) são controlados pelo software da unidade de comando
eletrônico do motor (E-ECU). O motor possui camisas de cilindro úmidas e substituíveis e duas
válvulas por cilindro, com guias de válvulas e assentos de válvulas substituíveis. A posição do
acelerador é transmitida de maneira elétrica do pedal do acelerador para a unidade de comando
(E-ECU). Todos os modelos possuem VHP (Cavalo força variável).

G970, G976, G990


G970 Volvo D9BGAE3, G976 e G990 Volvo D9BGBE3.
Um motor de 9,4 litros (574 in3) seis cilindros, quatro tempos, injeção direta, de baixa emissão,
turbocompressor com refrigeração do ar de carga do tipo ar-a-ar. Eixo de cames sobreposto e
injetores de unidade, e IEGR (recirculação interna do gás de escape) são controlados pelo
software da unidade de comando eletrônico do motor (E-ECU). O motor possui camisas de
cilindro úmidas e substituíveis e duas válvulas por cilindro, com guias de válvulas e assentos de
válvulas substituíveis. A posição do acelerador é transmitida de maneira elétrica do pedal do
acelerador para a unidade de comando (E-ECU). Todos os modelos possuem VHP (Cavalo força
variável).

VHP
Todos os modelos de motoniveladoras da Volvo possuem motores que oferecem três diferentes
níveis de potência, dependendo da marcha selecionada pelo operador.
Engrenagem de transmissão
Faixa de potência do motor VHP (cavalo-força variável)
HTE840 HTE1160
Baixa F1, F2, R1 F1, F2, F3, R1, R2
Média F3, F4, F5, R2, R3 F4, F5, F6, F7, R3, R4
Alta F6, F7, F8, R4 F8, F9, F10, F11, R5, R6

Sistema elétrico
O sistema elétrico é um sistema 24VDC, negativo-terra. A força é fornecida por duas baterias de
12VDC, conectadas em série. O carregamento da bateria é efetuado por um alternador padrão de
80 amp ou um alternador opcional de 100 amp. A força elétrica pode ser isolada usando-se uma
chave geral de baterias.
A máquina possui três unidades de comando eletrônico (ECUs).
A I-ECU para os instrumentos está integrada à unidade display, lâmpadas de advertência e
instrumentos, e através dos mesmos fornece informações ao operador.
A V-ECU (para a máquina) recebe sinais dos sensores da máquina. Em seguida os sinais são
passados para a I-ECU e E-ECU. A V-ECU está posicionada na caixa de distribuição elétrica, na
parede traseira da cabine.
A E-ECU controla o motor. Nos motores D7, a E-ECU está instalada no módulo de refrigeração.
Nos motores D9, a E-ECU está instalada no motor.

Transmissão de força
Todos os modelos de máquina são equipados com a transmissão de mudança de força padrão
HTE840, a qual tem 8 marchas à frente e 4 marchas à ré. Todos os modelos podem ser
equipados com a transmissão de mudança de força opcional HTE1160, que tem 11 marchas à
frente e 6 à ré. Ambas as transmissões são totalmente sequenciais, acionadas diretamente e com
mudança de força através de contra-eixo.

Eixo traseiro / tandem


Os modelos G930, G940, G946 e G960 são equipados com o eixo traseiro APR70. Os modelos
G970, G976 e G990 são equipados com o eixo traseiro APR90. Cada um possui um
bloqueio/desbloqueio de diferencial controlado pelo operador. As rodas em tandem são acionadas
por corrente.

Sistema de freio
Os freios de serviço a disco banhado a óleo, acionado de maneira hidráulica, estão posicionados
nas quatro rodas motrizes em tandem. Os circuitos duplos cruzados de freio proporcionam
frenagem uniforme em ambos os lados da máquina.
Se o motor afogar ou se sumir a pressão auxiliar hidráulica, estará disponível capacidade plena
de frenagem através de um sistema reserva. Um motor elétrico e uma bomba hidráulica
fornecerão a força necessária para a máquina frear com segurança.

Freio de estacionamento
Page 4 of 155

O freio de estacionamento é um freio a disco múltiplo úmido que é aplicado por mola e liberado
hidraulicamente. O conjunto de freio está instalado internamente na carcaça do eixo traseiro. Se
ocorrer falta de pressão no sistema de transmissão, um acumulador no circuito armazenará
pressão no sistema e permitirá que o freio de estacionamento permaneça liberado durante aprox.
20 minutos.

Sistema de direção
O sistema de direção é um sistema de centro fechado, com sinal dinâmico e sensível à carga. O
sistema de direção hidráulico incorpora dois cilindros de direção e o arco de giro é 50°. A
inclinação da roda e as características de articulação do chassi podem ser usadas para reduzir o
raio de giro. Opcionalmente, está disponível um sistema de direção secundário.

Chassi
O chassi articula 23° (modelos G930 a G960), 21° (modelos G970 a G990) para a esquerda ou
para a direita, e utiliza válvulas de travamento para assegurar operação estável.

Cabine
Opcionalmente, as cabines fechadas podem ser dotadas com sistemas de ar condicionado
pressurizado e / ou aquecimento. Todos os controles estão posicionados no pedestal de
comando, totalmente ajustável, e no lado direito do console. O assento ergonômico e a disposição
da alavanca de comando hidráulica garante conforto e eficiência ao operador.

FOPS e ROPS
A cabine está aprovada como uma cabine de proteção conforme os padrões FOPS e ROPS, veja
a página See Cabine, especificações. FOPS é a abreviação de "Falling Object Protective
Structure" (proteção de teto) e ROPS é uma abreviação de "Roll Over Protective
Structure" (proteção contra capotamento).
Nunca efetue alterações não autorizadas na cabine sem primeiro ter, através de um
concessionário, discutido a alteração com o Departamento de Engenharia da Volvo CE. O
departamento decide se a alteração pode ou não invalidar a aprovação ROPS.

Sistema hidráulico
O sistema hidráulico tipo centro fechado, usa uma bomba de pistão de deslocamento variável de
compensação de pressão e fluxo (sensível à carga). A bomba fornece óleo para os implementos e
para a direção.
O ventilador de refrigeração é acionado por um motor hidráulico. A velocidade do ventilador é
variável, e é determinada por vários requisitos de refrigeração. O ventilador opera entre
velocidades pré-determinadas de máximo e mínimo. O ventilador permanece em sua velocidade
mínima até que ocorra necessidade de refrigeração. Sua velocidade aumenta automaticamente
se houver necessidade de refrigeração.
Válvulas de travamento estão integradas no levantador da lâmina, inclinação da mesa de
moldagem, mudança circular, inclinação das rodas e circuitos hidráulicos de articulação para
evitar funcionamento de cilindros. As alavancas de comando são leves e de curto percurso,
localizadas em um pedestal de direção totalmente ajustável.

Tração em todas as rodas


G946 e o G976 são modelos com tração em todas as rodas (AWD). O sistema AWD recebe
energia de duas bombas hidráulicas de deslocamento variável, controladas eletronicamente, e em
sistemas separados de curso fechado. Cada bomba supre um motor de roda dianteira.
Os motores das rodas dianteiras são de duas rotações, torque elevado, pistão radial e tipo came.
Cada motor de roda tem um sensor separado de rotação.

Equipamentos e implementos
O círculo, a barra de tração e o equipamento da mesa de moldagem, são totalmente manobráveis
com cilindros hidráulicos. A mobilidade da lâmina permite ângulos de corte de valas íngremes e
inclinação externa para trás de toda a largura da máquina. O círculo é mantido em seu lugar por
placas de fixação ajustáveis e sapatas guias. As superfícies dos mancais são guarnecidas com
`Duramide?' para proporcionar durabilidade máxima. A mesa de moldagem é dotada com lâmina
de corte e cortadores finais substituíveis. A barra de tração tem forma de um "T" estreito para
oferecer ótima visibilidade da área de trabalho. São incluídos cinco implementos comuns:

Escarificador montado no centro


Escarificador montado na frente
Rompedor montado atrás
Lâmina removedora montada na frente
Bloco empurrador montado na frente

Dispositivo anti-roubo (equipamento opcional)


Torna-se mais difícil roubar a máquina se houver sido instalado um dispositivo anti-roubo na
mesma. A Volvo CE oferece dispositivos anti-roubos como equipamentos opcionais. Se não tiver
instalado em sua máquina um dispositivo anti-roubo, verifique a possibilidade de adquirir um junto
a seu concessionário.
Page 5 of 155

Dados da máquina registrados


A máquina está equipada com sistemas de software, que registram várias informações da
máquina. Essas informações são transmitidas da máquina para a Volvo, e são usadas pela Volvo
e suas oficinas autorizadas no processo de desenvolvimento de produtos e detecção de mal
funcionamento.
Questões referentes a esta informação podem ser direcionadas a seu concessionário.

CareTrack (equipamento opcional)


A máquina pode ser equipada com CareTrack, um sistema telemático desenvolvido pela Volvo
Construction Equipment. O sistema coleta dados da máquina, os quais podem ser transmitidos
sem necessidade de fios para um computador. Os dados mostram a posição da máquina, horas
em operação, consumo de combustível, alarmes, etc. (pode variar dependendo do modelo da
máquina e/ou assinatura). CareTrack está disponível em diferentes versões, dependendo do nível
de informação necessário.
CareTrack torna mais fácil o planejamento de manutenção e reduz paralizações dispendiosas. A
produtividade é melhorada, devido ao conhecimento referente ao uso correto da máquina e qual o
consumo de combustível. Este também permite ao cliente delimitar a área de operação da
máquina, através do uso de cercas virtuais, e ajuda a eliminar roubo e utilização não autorizada
da máquina. Para maiores informações, contate um concessionário Volvo Construction
Equipment.

Modificações
Modificações da máquina, incluindo o uso de equipamentos não autorizados, acessórios,
montagens e peças, podem afetar a integridade da máquina e/ou a habilidade de desempenho da
mesma. As pessoas e organizações que fizerem modificações não aprovadas, serão
responsáveis por elas, incluindo os efeitos negativos que as mesmas possam causar à máquina.
Nenhuma modificação deverá ser efetuada neste produto, a não ser que a modificação específica
tenha sido oficialmente aprovada por escrito pela Volvo Construction Equipment. A Volvo
Construction Equipment reserva a si o direito de rejeitar qualquer reclamação de garantia que seja
relacionada com modificações não autorizadas.
As modificações são oficialmente aprovadas se pelo menos uma das seguintes condições for
atendida:
1 Se o equipamento, acessório, montagem ou peça seja fabricado ou distribuído pela Volvo
Construction Equipment, e instalado de maneira aprovada em fábrica como descrito em
publicações disponíveis na Volvo Construction Equipment; ou
2 Se a modificação tiver sido aprovada por escrito pelo "Product Line Engineering Department" da
Volvo Construction Equipment.

Identificação CE, Diretiva EMC

Identificação CE
(Declaração de Conformidade)
(Aplica-se apenas às máquinas comercializadas dentro da UE/EEE).
Esta máquina possui identificação CE. Isto significa que a máquina ao ser entregue atende aos
"Requisitos Essenciais de Saúde e Segurança" aplicáveis, constantes na Diretiva de Segurança
de Máquina da UE, 98/37/EC.
Se forem realizadas modificações que afetem a segurança da máquina, a pessoa que executar as
modificações será responsável pelas mesmas.
Como prova de que as exigências foram atendidas, junto com a máquina é fornecida uma
declaração de conformidade da UE, emitida pela Volvo CE para cada máquina individualmente.
Esta declaração UE engloba também os implementos fabricados pela Volvo CE. Esta
documentação é valiosa e deve ser guardada pelo menos por dez anos. Esta documentação deve
sempre acompanhar a máquina quando a mesma for vendida.
Se a máquina for utilizada para outras finalidades ou com outros implementos além daqueles
descritos neste manual, a segurança tem que ser assegurada em cada caso especial. O
responsável pelas medidas é quem as tomou, e pode em alguns casos, exigir uma nova
identificação CE e a emissão de uma nova Declaração de Conformidade UE.

Diretiva EMC da UE
Os equipamentos eletrônicos da máquina podem, em certos casos, interferirem em outros
Page 6 of 155

equipamentos eletrônicos, ou sofrerem interferência eletromagnética externa, o que pode resultar


em riscos de segurança.
A Diretiva EMC da UE referente a "Compatiblidade eletromagnética", 89/336/EEC, oferece
descrição geral sobre quais as exigências que podem ser feitas com referência à segurança da
máquina, onde os limites permitidos foram determinados conforme os padrões internacionais.
Uma máquina ou um dispositivo que atende os requisitos poderá ter identificação CE. Nossas
máquinas foram testadas especialmente com referência às interferências eletromagnéticas. A
identificação CE da máquina e a Declaração de Conformidade também atende a Diretiva EMC.
Se forem instalados outros equipamentos eletrônicos na máquina, estes deverão ter identificação
CE e serem testados na máquina com referência à interferência eletromagnética.

Equipamento de comunicação,
instalação
IMPORTANTE! Toda instalação de equipamento eletrônico opcional de comunicação tem
que ser efetuada por profissional treinado e conforme as instruções da Volvo CE.

Proteção contra interferência eletromagnética


Esta máquina foi testada de acordo com a Diretiva UE 89/336/EEC, relativa a interferência
eletromagnética. Portanto, é de suma importância que todos os acessórios eletrônicos não-
aprovados, como por exemplo, equipamentos de comunicação, sejam testados antes da
instalação e uso, pois podem causar interferências no sistema eletrônico da máquina.

Telefones celulares
Para um funcionamento otimizado, o telefone celular deverá ser instalado no sistema elétrico da
máquina de maneira permanente e com uma antena fixada externamente na cabine, montada
conforme as instruções do fabricante. Lembre-se de que se um telefone celular portátil for
utilizado, este poderá transmitir informação para sua estação básica constantemente, mesmo se o
telefone não estiver sendo usado . Portanto, este não poderá ser posicionado nas proximidades
de um outro equipamento eletrônico da máquina, por exemplo, diretamente em um painel de
controle ou similar.

Diretrizes
Deverão ser seguidas as seguintes intruções durante a instalação:

A localização da antena deve ser escolhida de tal forma a permitir boa adaptação ao
ambiente.
O cabo da antena deverá ser do tipo coaxial. Cuide para que o cabo esteja perfeito, que a
blindagem e o trançado não estejam rompidos nas extremidades, e que envolva
completamente as ponteiras dos contatos e que tenha um bom contato galvânico com
os mesmos.
A área de contato entre o suporte de montagem da antena e a carroceria deve ter as
superfícies metálicas limpas, livre de sujeira e ferrugem. Proteja as superfícies contra a
corrosão após a montagem para que seja mantido um bom contato galvânico.
Lembre-se de separar a fiação que sofre a interferência da fiação que causa a
interferência. A fiação que causa a interferência é constituída dos cabos de alimentação
de tensão do equipamento de comunicação e do cabo da antena. A fiação que sofre a
interferência são os fios de conexão do sistema eletrônico da máquina. Instale a fiação
o mais próximo possível de chapas conectadas à terra, pois estas têm um efeito
protetor.

Placas de produto
Com a ajuda das placas de produto, mostradas abaixo, é possível identificar a máquina e seus componentes. O número de identificação do
produto, PIN, indica a designação do modelo, o código do motor e o número de série da máquina. O número de identificação do componente,
CIN, indica o número de série do componente. Faça uma anotação dos números de identificação na página See Números de identificação.
Quando encomendar peças de reposição e sempre que entrar em contato com o fabricante informe sempre os números PIN e CIN.
Page 7 of 155

5 Placa de produto TUV (Alemanha)


1 Motor
Designação do modelo da máquina, PIN, peso máximo da máquina,
A designação do modelo do motor, o número de série e a faixa de
carga máxima sobre o eixo dianteiro, carga máxima sobre o eixo
potência (placa fixada no motor).
traseiro, ano de fabricação.
6 Transmissão
2 Cabine
O nome e endereço do fabricante e o número CIN (número de
Número ROPS / FOPS e número do certificado
identificação de componente) da transmissão (placa fixada na
ROPS / FOPS (placa fixada na ombreira da porta R.H.).
carcaça).
3 Placa de produto
7 Eixo traseiro
O nome e endereço do fabricante, designação do modelo da máquina,
O nome e endereço do fabricante e o número CIN (número de
o PIN (número de identificação de produto) da máquina, peso da
identificação de componente) do eixo traseiro (placa fixada na
máquina, saída do motor, ano de fabricação, ano de fornecimento e
carcaça).
posicionamento da identificação CE (apenas nos países da UE/EEE).
4 Identificação CE
Adesivo auto-colante separado fixado na placa de produto (apenas
nos países da UE / EEE).

Placas de informação e advertência (adesivos)


O operador deve conhecer e prestar atenção nas placas / adesivos de informação e advertência existentes na máquina.
As placas / adesivos deverão ser mantidos limpos para que possam ser lidos e entendidos. Se sumirem ou forem danificados, deverão ser
repostos imediatamente. O número de peça de reposição (número para solicitação) é encontrado na respectiva placa / adesivo, como também,
no Catálogo de Peças.
Page 8 of 155

1 ADVERTÊNCIA! Componentes em rotação, superfícies quentes, alta 2 ADVERTÊNCIA! Cuidado, cabos de conexão direta. Leia o
pressão. Leia o Manual de Instruções do Operador. Manual de Instruções do Operador.
Page 9 of 155

3 ADVERTÊNCIA! Informação sobre bateria, corrosão e riscos de


explosão. Leia o Manual de Instruções do Operador. 4 ADVERTÊNCIA! Primeiro leia o Manual de Instruções do
Operador.

5 ADVERTÊNCIA! Zona de articulação da britadeira. Mantenha-se 6 Ponto de abastecimento de óleo hidráulico. Leia o Manual de
afastado quando o motor estiver funcionando. Instruções do Operador.

7 Ponto de abastecimento de refrigerante do motor. Leia o Manual de 8 Ponto de abastecimento de óleo do motor. Leia o Manual de
Instruções do Operador. Instruções do Operador.
Page 10 of 155

10 Ponto de abastecimento de fluido do lavador de pára-brisa.


9 Ponto de abastecimento de fluido do freio. Leia o Manual de Instruções Leia o Manual de Instruções.
do Operador.

11 ADVERTÊNCIA! Zona de britagem. Mantenha-se afastado da mesa 12 ADVERTÊNCIA! Acumuladores pressurizados. Leia o
de moldagem. Manual de Instruções do Operador.

14 ADVERTÊNCIA! Máquina em marcha à ré. Mantenha-se


13 ADVERTÊNCIA! Componentes em rotação. Mantenha-se afastado. afastado.

15 Ponto(s) de
içamento.

17 Ponto de abastecimento de óleo da transmissão. Leia o


Manual de Instruções do Operador.

16 Economia de combustível.

19 Ponto(s) de amarração.

18 Ponto de abastecimento de combustível. Leia o Manual de Instruções


do Operador.
Page 11 of 155

21 Ponto de abastecimento de óleo do tandem. Leia o Manual de


20 Eslinga / quadro de amarração. Leia o Manual de Instruções do
Instruções do Operador.
Operador.
advertência!

23 Esquema de lubrificação. Leia o Manual de Instruções do


22 Chave geral das baterias. Leia o Manual de Instruções do Operador.
Operador.

25 Nível de potência de som no lado externo da máquina


24 Dados do motor para máquinas dos EUA. (G930, G940). Leia o Manual de Instruções do Operador.

25 Nível de potência de som no lado externo da máquina (G946, G960, 26 Refrigerante Volvo (VCS). Leia o Manual de Instruções do
G970, G976 e G990). Leia o Manual de Instruções do Operador. Operador.

27 ADVERTÊNCIA! Componentes em rotação. Mantenha-se afastado.

The USA federal clean air act


A Seção 203 (a) (3) do Federal Clean Air Act , estipula que é proibido efetuar a remoção de
dispositivos de controle da poluição do ar, ou a modificação de um motor fora de estrada
certificado EPA para uma configuração não certificada.
Os regulamentos federais implementam o Clean Air Act para motores fora de estrada, 40 C.F.R.
Seção 89.1003(a)(3)(i) e estabelece o seguinte:

É proibido tomar as providências seguintes ou fazer com que as mesmas sejam tomadas:
Remover ou desativar um dispositivo ou elemento constitutivo montado ou integrado em máquina
para uso fora de estrada ou implemento conforme com as leis referidas antes da sua venda ou
fornecimento ao consumidor final, assim como remover ou desativar conscientemente um
Page 12 of 155

dispositivo ou elemento constitutivo após a venda e fornecimento ao consumidor final.

A lei prevê multa até USD 2500 por cada infração.

Um exemplo de modificação proibida é a recalibragem do sistema de combustível, de forma que o


motor exceda a potência ou o torque certificados.

Você não deve modificar um motor fora de estrada certificado EPA para um motor que não atenda
a configuração de motor certificado conforme os Padrões Federais.

Assistência ao Cliente
A Volvo Construction Equipment pretende ajudar a assegurar a correta utilização da Garantia do
Sistema de Controle de Emissões. Se não obtiver o serviço de garantia a que tem direito, no
âmbito da Garantia do Sistema de Controle de Emissões, entre em contato com o escritório
regional mais próximo da Volvo Construction Equipment para obter ajuda.

Uso normal de motor fora de estrada


As instruções de manutenção são baseadas na suposição de que esta máquina é usada em
conformidade com o Manual de Instruções do Operador e abastecida apenas com o combustível
e os lubrificantes recomendados.

Manutenção de motor fora de estrada


O motor fora de estrada é um projeto convencional e qualquer concessionário local pode efetuar a
necessária manutenção do controle de emissão do mesmo definida neste manual.

A Volvo recomenda que o comprador use o programa de manutenção para o motor fora de
estrada, chamada Manutenção Preventiva, incluindo a manutenção recomendada de controle de
emissão do motor.

Para comprovar que a manutenção regular adequada foi efetuada no motor fora de estrada, a
Volvo recomenda que o proprietário guarde todos os registros e recibos de tais manutenções.
Esses registros e recibos deverão ser transferidos para cada comprador subsequente do motor
fora de estrada.

Manutenção efetuada pelo seu concessionário local


Seu concessionário local é melhor qualificado para prestar-lhe uma assistência boa e confiável,
pois possui técnicos de manutenção bem treinados e está equipado com peças originais dos
fabricantes e com ferramentas especiais, e está bem informado sobre as últimas publicações
técnicas. Consulte seu concessionário local sobre serviços e manutenção necessários. Ele
poderá dimensionar um programa de manutenção para suas necessidades.

Para se ter uma manutenção e serviços programados regularmente, é conveniente entrar em


contato com seu concessionário local para que seja elaborado um esquema para assegurar a
disponibilidade de equipamentos corretos e técnicos de manutenção para atendimento à sua
máquina. Isto ajudará seu concessionário local nos esforços de redução do tempo de manutenção
de sua máquina.

Programa de manutenção preventiva


A confiabilidade, o nível de emissões de escape e de ruído originais do motor convencional para
uso fora de estrada só podem ser mantidos se o motor for alvo de revisões periódicas, inspeções,
ajustes e manutenção.

Sistema de combustível
Recomendações de combustível
O combustível deve ser limpo, totalmente destilado, estável e não corrosivo. A faixa de destilação,
o índice de cetano e o teor de enxofre são muito importantes ao escolher o combustível, para se
ter melhor combustão e menor desgaste possível.

As condições de trabalho do motor e a temperatura ambiente influenciam a seleção do


combustível com relação às propriedades de uso no frio e níveis cetânicos.

Se a máquina trabalhar em clima frio, em temperaturas abaixo de 0 °C (32 °F), é recomendado o


uso de destilados mais moderados ou combustível com nível cetânico elevado. (Ponto de
ebulição final máx. 349 °C (660 °F) e índice cetânico mín. 45).

Para evitar excessiva formação de sedimento e minimizar o escape de dióxido de enxofre, o teor
de enxofre no combustível deverá ser o mais baixo possível. Os combustíveis diesel
recomendados para os motores Volvo deverão preencher os requisitos ASTM: D 975 N°. ID (C-B)
ou N°. 2D (T-T); com nível cetânico acima de 42, e um teor de enxofre não superior a 0,5
Page 13 of 155

porcento do peso.

Verifique se há vazamento de combustível (com o motor funcionando em marcha lenta alta):

Verifique visualmente as uniões e conexões de mangueiras.

Verifique a condição das mangueiras de combustível com referência a:

Envelhecimento
Rachaduras
Bolhas
Arranhões

Verifique a condição do tanque de combustível:

Drene a água de condensação.


Verifique a existência de rachaduras.
Verifique a existência de vazamentos.
Verifique a montagem.

Verifique o turbocompressor:

Inspeção ocular de vazamento nas mangueiras de admissão e no tubo de escape do


turbocompressor.

Painéis de instrumentos

Não opere a máquina antes de estar bem familiarizado com o posicionamento e funcionamento dos instrumentos e controles. Leia
atentamente o Manual de Instruções do Operador. Sua segurança pode correr perigo!
Mantenha o manual na cabine para tê-lo sempre à mão.

Painéis de instrumentos
1 Painel de instrumentos do suporte lateral (interruptores, reostato).
2 Painel de instrumentos central (alarme central, lâmpadas de advertência / controle de
informação, unidade display, medidores, I-ECU).
3 Painel de instrumentos sobre pedestal (interruptores, teclado da unidade display, setas de
direção / buzina / alavanca do farol alto).
4 Painel de controle traseiro (lado esquerdo, atrás do assento do operador) (fonte de força remota
de 12 V, conexão de serviço (VCADS Pro), fonte de força elétrica remota de 24 V, fusíveis e
relés, V-ECU)

Painel de instrumentos do suporte lateral


Page 14 of 155

Interruptor das lâmpadas de trabalho traseiras e lâmpadas


1 Reostato, iluminação dos instrumentos 15
de estacionamento
2 Interruptor de comando de velocidade do ventilador 16 Interruptor de teste do sistema de direção secundária
3 Aquecedor / A/C interruptor de controle de temperatura 17 Interruptor do acumulador hidráulico
Aquecedor / A/C mistura de ar / interruptor do ventilador de
4 18 Interruptor dos espelhos aquecidos
desembaçamento
5 Interruptor do ar condicionado 19 Interruptor do farol de advertência traseiro opcional
6 Interruptor do limpador / lavador das janelas inferiores 20 Interruptor do farol de advertência traseiro simples
7 Interruptor do limpador / lavador do pára-brisa dianteiro 21 Interruptor do pino de travamento da elevação da lâmina
8 Interruptor do limpador / lavador da janela traseira 22 Não utilizado
9 Chave de ignição 23 Não utilizado
10 Interruptor dos faróis dianteiros e das lâmpadas de estacionamento 24 Não utilizado
11 Cabine, interruptor dos faróis e das lâmpadas de estacionamento 25 Não utilizado
Interruptor das lâmpadas de trabalho dianteiras e lâmpadas de
12 26 Não utilizado
estacionamento
Interruptor das lâmpadas de trabalho da mesa de moldagem e
13 27 Não utilizado
lâmpadas de estacionamento
Interruptor das lâmpadas de trabalho do canto superior e lâmpadas de
14
estacionamento

1 Reostato, iluminação dos instrumentos

Botão girado para a direita (no sentido horário) = Aumentada a intensidade de luz.
Botão girado para a esquerda (no sentido anti-horário) = Diminuída a intensidade de luz.
NOTA: Tem que ser ligado o interruptor do farol.

2 Interruptor de comando da velocidade do ventilador (equipamento


opcional)

O botão comanda a variação da velocidade do ventilador.


Botão girado para a direita (no sentido horário) = Aumentada a velocidade do ventilador.
Botão girado para a esquerda (no sentido anti-horário) = Reduzida a velocidade do ventilador.
Para obter pressurização máxima da cabine, gire o botão para velocidade máxima e selecione a
posição de ar externo do comando de mistura de ar. Veja o item 4.

3 Aquecedor ou interruptor de comando de temperatura do aquecedor e ar


condicionado (equipamento opcional)
Page 15 of 155

Botão girado para a direita (no sentido horário) = Temperatura do ar aumentada (mais quente).
Botão girado para a esquerda (no sentido anti-horário) = Temperatura do ar diminuída (mais frio).

4 Interruptor do aquecedor e ar condicionado e do ventilador de mistura de


ar e desembaçador (equipamento opcional)
O botão comanda a mistura de ar e a ativação do ventilador do desembaçador.

O seguinte texto descreve as funções das posições dos cinco interruptores, partindo do lado
esquerdo.
Posição de recirculação de ar = Usa-se inicialmente para baixar a refrigeração ou
aquecer rapidamente o interior da cabine.

Posição de mistura de ar = Mistura do ar externo com o ar recirculado na cabine.

Posição de ar externo = Totalmente fechada a válvula do ar de recirculação da cabine.


Apenas o ar externo é recirculado através da cabine, para se ter pressurização máxima
da cabine. É usada em condições poeirentas de trabalho.

Baixa velocidade do ventilador de ar do desembaçador = Totalmente fechada a válvula


do ar de recirculação da cabine. Apenas o ar externo é recirculado através da cabine,
enquanto o ventilador do desembaçador funciona em baixa velocidade.

Alta velocidade do ventilador de ar do desembaçador = Totalmente fechada a válvula do


ar de recirculação da cabine. Apenas o ar externo é recirculado através da cabine,
enquanto o ventilador do desembaçador funciona em alta velocidade.

Para informações adicionais, veja as páginas See Ajustando aquecimento e ventilação sem ar
condicionado e See Ajustando aquecimento e ventilação com ar condicionado.

5 Interruptor do ar condicionado (equipamento opcional)

Extremidade superior do interruptor pressionada = Unidade do ar condicionado ligada.


Extremidade inferior do interruptor pressionada = Unidade do ar condicionado desligada.
O interruptor do ar condicionado funciona apenas se estiver ativado o interruptor (2) de comando
de velocidade do ventilador.

6 Interruptor do limpador e lavador das janelas inferiores (equipamento


opcional)

O botão girado para a direita (no sentido horário) uma posição indexada = Velocidade normal do
limpador.
Page 16 of 155

O botão girado para a direita (no sentido horário) duas posições indexadas = Velocidade rápida
do limpador.
O botão pressionado (retorno de mola) = Lavador de pára-brisa ativado.

7 e 8 - interruptor do limpador e lavador do pára-brisa dianteiro e traseiro


(equipamento opcional)

O botão girado para a direita (no sentido horário) uma posição indexada = Velocidade normal do
limpador.
O botão girado para a direita (no sentido horário) duas posições indexadas = Velocidade rápida
do limpador.
O botão pressionado (retorno de mola) = Lavador de pára-brisa ativado.
NOTA: Está disponível uma opção intermitente do limpador.
Botão girado para a direita (no sentido horário) uma posição indexada = Curso retardado do
limpador. A velocidade de curso do limpador é ajustável de retardação curta a prolongada. Botão
girado para a direita (no sentido horário) duas posições indexadas = Velocidade normal do
limpador. Botão girado para a direita (no sentido horário) três posições indexadas = Velocidade
rápida do limpador.

9 Chave de ignição

A chave de ignição tem cinco posições:


O = Desligada.
Na posição (O), o motor é parado imediatamente e é desligado o sistema elétrico.
R = Posição de rádio.
Quando a chave de ignição está na posição (R):
- É suprida corrente elétrica para alguns equipamentos elétricos.
- O motor permanece desligado.
I = Posição de funcionamento e posição de pré-aquecimento.
Quando a chave de ignição está na posição (I):
- É ligado o sistema elétrico.
- Se forem atendidas as condições, pode funcionar o pré-aquecimento do motor. Veja a página
See Ligando o motor em clima frio.
- O motor funciona nessa posição.
II = Nenhum funcionamento elétrico.
- Evita o reativamento do motor de arranque a partir da posição (I) quando o motor estiver
funcionando.
III = Posição de partida.
É ativado o motor de arranque com a chave de ignição na posição (III).

10 Interruptor dos faróis dianteiros e das lâmpadas de estacionamento


Page 17 of 155

Extremidade superior do interruptor pressionada na posição 1 = Apenas são ligadas as lâmpadas


de estacionamento.
Extremidade superior do interruptor pressionada na posição 2 = São ligadas as lâmpadas de
estacionamento e os faróis.
Extremidade inferior do interruptor pressionada = São desligadas as lâmpadas de estacionamento
e os faróis.
Se acender a lâmpada de controle azul no painel de instrumentos central, isto indicará que o farol
alto foi desligado.

11 Interruptor dos faróis da cabine e das lâmpadas de estacionamento

Extremidade superior do interruptor pressionada na posição 1 = Apenas são ligadas as lâmpadas


de estacionamento.
Extremidade superior do interruptor pressionada na posição 2 = São ligadas as lâmpadas de
estacionamento e os faróis.
Extremidade inferior do interruptor pressionada = São desligadas as lâmpadas de estacionamento
e os faróis.
Se acender a lâmpada de controle azul no painel de instrumentos central, isto indicará que o farol
alto foi desligado.

12 Interruptor das lâmpadas de trabalho dianteiras e lâmpadas de estacionamento


(equipamento opcional)

Extremidade superior do interruptor pressionada = Lâmpadas de trabalho dianteiras e lâmpadas


de estacionamento ligadas.
Extremidade inferior do interruptor pressionada = Lâmpadas de trabalho dianteiras e lâmpadas de
estacionamento desligadas.

13 Interruptor das lâmpadas de trabalho da mesa de moldagem e lâmpadas


de estacionamento (equipamento opcional)

Extremidade superior do interruptor pressionada = Lâmpadas de trabalho da mesa de moldagem


e lâmpadas de estacionamento ligadas.
Extremidade inferior do interruptor pressionada = Lâmpadas de trabalho da mesa de moldagem e
lâmpadas de estacionamento desligadas.

Interruptor das lâmpadas de trabalho extras da mesa de moldagem e


Page 18 of 155

lâmpadas de estacionamento (equipamento opcional)


Extremidade superior do interruptor pressionada na posição 1 = Lâmpadas de trabalho 2 da mesa
de moldagem e lâmpadas de estacionamento ligadas.
Extremidade superior do interruptor pressionada na posição 2 = Lâmpadas de trabalho 4 da mesa
de moldagem ligadas.
Extremidade inferior do interruptor pressionada = Lâmpadas de trabalho da mesa de moldagem e
lâmpadas de estacionamento desligadas.

14 Interruptor das lâmpadas de trabalho dos cantos direito e esquerdo da


cabine e das lâmpadas de estacionamento
(equipamento opcional)

Extremidade superior do interruptor pressionada = Lâmpadas de trabalho da cabine do canto


superior e lâmpadas de estacionamento ligadas.
Extremidade inferior do interruptor pressionada = Lâmpadas de trabalho da cabine do canto
superior e lâmpadas de estacionamento desligadas.

15 Interruptor das lâmpadas de trabalho traseiras e lâmpadas de


estacionamento (equipamento opcional)

Extremidade superior do interruptor pressionada = Lâmpadas de trabalho traseiras e lâmpadas de


estacionamento ligadas.
Extremidade inferior do interruptor pressionada = Lâmpadas de trabalho traseiras e lâmpadas de
estacionamento desligadas.

16 Interruptor de teste do sistema de direção secundária (equipamento


opcional fora dos mercados da UE / EAA)
(equipamento padrão no modelo G990 e dentro dos mercados da UE / EAA)

Para testar o sistema de direção secundária, veja a página See Testando o sistema de direção
secundária.
IMPORTANTE! Não teste o sistema de direção secundária por mais de dois minutos, caso
contrário, será ativado um dispositivo de corte térmico.
Page 19 of 155

17 Interruptor de levantamento da lâmina e do acumulador hidráulico de


mudança de lado do círculo (equipamento opcional)

O interruptor possui uma liberação secundária para torná-lo operável. Este também evita ativação
involuntária de elevação da lâmina e dos acumuladores hidráulicos de mudança de lado do
círculo.
Extremidade superior do interruptor pressionada = Acumuladores hidráulicos ativados.
Extremidade inferior do interruptor pressionada = Acumuladores hidráulicos desativados.

18 Interruptor dos espelhos aquecidos (equipamento opcional)

Extremidade superior do interruptor pressionada = Aquecedor dos espelhos externos da cabine


ligado.
Extremidade inferior do interruptor pressionada = Aquecedor dos espelhos externos da cabine
desligado.

19 e 20 interruptor do sinalizador rotativo âmbar ou azul (equipamento


opcional)

Extremidade superior do interruptor pressionada = Sinalizador rotativo ligado.


Extremidade inferior do interruptor pressionada = Sinalizador rotativo desligado.

21 Interruptor do pino de travamento da elevação da lâmina

O interruptor possui uma liberação secundária para torná-lo operável. Este também evita
liberação involuntária do pino de travamento da elevação da lâmina.
Extremidade superior do interruptor empurrada para cima e pressionada = Desacoplado o pino de
travamento da elevação da lâmina.
Extremidade inferior do interruptor pressionada = Acoplado o pino de travamento da elevação da
lâmina.
É acesa a lâmpada de controle âmbar da condição do sistema de içamento da lâmina,
posicionada no painel de instrumentos central, quando o pino de travamento da elevação da
lâmina é desacoplado.
Para informações adicionais, veja a página See Procedimento de elevação da lâmina da mesa de
moldagem - Lado direito.
Page 20 of 155

22 a 27 Não designado

Painel de instrumentos central


É possível evitar que a máquina sofra graves danos através da tomada de providências
preventivas. Portanto, observe sempre o painel de instrumentos central, onde o operador recebe
as informações, pois pode ocorrer alguma coisa que exija sua intervenção. Para que se possa
verificar o funcionamento dos instrumentos e controles, tem que ser ligada a corrente elétrica, e a
chave de ignição deverá ser colocada na posição (I) (posição de funcionamento).
As informações são fornecidas ao operador de várias maneiras, dependendo da função envolvida.
- A lâmpada âmbar do alarme central fica piscando se / quando ocorre falha menos grave no
sistema. A lâmpada indicadora correspondente do sistema acende e alguma informação
disponível é visualizada na unidade display.
- A lâmpada vermelha do alarme central fica piscando se ocorrerem falhas ou valores anormais
de operação. A lâmpada de advertência da função acende ao mesmo tempo em que a
informação é visualizada na unidade display. Pare a máquina o mais rápido e seguramente
quanto possível. Estacione a máquina longe de áreas de trânsito intenso.
Para algumas funções, a cigarra soa simultaneamente quando a lâmpada vermelha fica
piscando no alarme central. Veja a página See Alarme central (vermelha).
- As lâmpadas de controle acendem quando as respectivas funções são ativadas.
- As lâmpadas de advertência acendem em caso de mal funcionamento, como por exemplo,
pressão, temperatura ou nível muito alto ou muito baixo.
- Além das mensagens de alarme, a unidade display também visualiza a sequência de partida,
informações de operação e ajustes. Veja a página See Unidade display.
- A máquina está equipada com três indicadores. Uma lâmpada de advertência à direita do
indicador acende se for muito elevada a temperatura do refrigerante do motor, se for baixa a
pressão do óleo do motor ou se o nível de combustível estiver baixo.

Lâmpadas do alarme central


1 Alarme central (âmbar)
2 Alarme central (vermelha)
Lâmpadas de advertência e de controle
3 Carga da bateria (vermelha)
4 Alta temperatura do óleo hidráulico (vermelha)
5 Baixa pressão do óleo da transmissão (vermelha)
6 Advertência do freio de serviço (vermelha)
7 Lâmpada indicadora da condição do travamento da elevação da lâmina (âmbar)
8 Freio de estacionamento aplicado (vermelha)
9 Obstrução do filtro de ar do motor (âmbar)
10 Advertência do filtro de derivação (âmbar)
11 Sistema de direção primária (vermelha)
12 Farol alto (azul)
13 Setas de direção (verde)
14 Condição do bloqueio do diferencial (âmbar)
15 Pré-aquecimento (âmbar)
16 Direção secundária (âmbar)
Page 21 of 155

17 Cinto de segurança (vermelha)


18 Baixo nível de óleo hidráulico (vermelha)
19 Pressão de carga da tração em todas as rodas (vermelha)
20 Unidade display
Indicadores
21 Temperatura do refrigerante do motor
22 Nível de combustível
23 Pressão de óleo do motor

1 Alarme central (âmbar)

A lâmpada fica piscando quando ocorrem falhas no sistema, ou advertências que não sejam tão
graves. Informa ao operador que a função foi ativada / desativada, ou que é necessário manter
uma função sob observação (por exemplo, baixo nível de combustível). Simultaneamente, a
lâmpada de advertência da função em questão acende e / ou é visualizada mensagem de
advertência na unidade display.

2 Alarme central (vermelha)

A lâmpada fica piscando quando ocorrem falhas ou advertências graves. Simultaneamente, isto é
acompanhado pela ciagarra que soa, pela lâmpada de advertência da função que é acesa e / ou
por mensagem de alarme visualizada na unidade display. Isto informa ao operador que é
necessário atenção imediata.

Cigarra
A cigarra soa e a lâmpada vermelha do alarme central fica piscando se uma das seguintes falhas
ocorrer. O comutador da transmissão não pode estar na posição de estacionamento (P), tem que
estar em outra posição para que a cigarra funcione:
- Baixa pressão do óleo do motor
- Baixo nível do refrigerante do motor
- Baixa pressão do óleo da transmissão
- Baixa pressão do freio de serviço
- Baixo nível de óleo hidráulico
- Baixa pressão do sistema de direção
- Baixa pressão de carga AWD
- Alta temperatura do ar de carga do motor
- Alta temperatura do refrigerante do motor
- Alta pressão do ar de carga do motor
- Alta pressão no cárter
- Alta pressão no coletor de combustível
- Alta temperatura do óleo do motor
- Alta temperatura do óleo hidráulico
- Alta temperatura do óleo da transmissão
- Sistema reserva do freio de serviço
- Falha no circuito do freio de serviço
- Freio de estacionamento (se aplicado na locomoção)
- Desligamento iminente do motor
- Proteção ativa do motor
- Falha no computador
- Funcionamento reduzido do computador

3 Carga da bateria (vermelha)

Se a lâmpada acender durante a operação, o alternador não está carregando dentro da faixa de
voltagem apropriada. Mensagens de alarme serão visualizadas na unidade display se a voltagem
do sistema elétrico não estiver dentro das especificações.
Page 22 of 155

4 Alta temperatura do óleo hidráulico (vermelha)

A lâmpada acende quando for elevada a temperatura do óleo hidráulico no tanque. A lâmpada
vermelha do alarme central fica piscando e é visualizada mensagem de alarme na unidade
display. Se o comutador da transmissão estiver em outra posição que não seja a de
estacionamento (P), a cigarra soará.
A temperatura do fluido tem que ser mantida dentro de limites aceitáveis para que seja mantida a
viscosidade adequada e outras qualidades necessárias para se ter operação satisfatória entre os
intervalos de troca de óleo.
Para informações adicionais, veja a página See Sistema hidráulico.

5 Baixa pressão do óleo da transmissão (vermelha)

A lâmpada acende quando é baixa a pressão do óleo na transmissão. A lâmpada vermelha do


alarme central fica piscando e é visualizada mensagem de alarme na unidade display. Se o
comutador da transmissão estiver em outra posição que não seja a de estacionamento (P), a
cigarra soará.
Pare e verifique o nível de óleo, ou investigue outras possíveis causas do alarme disparado.
Efetue a reparação antes de continuar a operação.

6 Advertência do freio de serviço (vermelha)

Se a lâmpada de advertência do freio acender e soar o alarme durante a operação, pare a máquina com segurança. O sistema de freio
está avariado e tem que ser reparado por um técnico de manutenção qualificado. Remova e segure a chave de ignição. Ponha um
aviso no volante. Não opere a máquina até que seja terminada a reparação.
A lâmpada acende se for baixa a pressão do freio ou se não estiver funcionando algum circuito do
freio. A cigarra soará se o comutador da transmissão estiver em outra posição que não seja a de
estacionamento (P). Simultaneamente, será visualizada na unidade display mensagem de alarme
indicando o tipo de falha / erro. A lâmpada vermelha ou âmbar do alarme central ficará piscando,
dependendo da condição da falha ou do erro.
Para informações adicionais, veja a página See Frenagem.

7 Lâmpada indicadora da condição do trvamento da elevação da lâmina


(âmbar)

A lâmpada acende quando o pino da barra de travamento da elevação da lâmina é desacoplado.


Para informações adicionais, veja a página See Sistema de elevação da lâmina.

8 Freio de estacionamento aplicado (vermelha)

A lâmpada acende quando é aplicado o freio de estacionamento. Se o freio for aplicado quando a
máquina estiver em movimento acima de 0,5 km/h (0,3 mph), a lâmpada vermelha do alarme
central ficará piscando, a cigarra soará e será visualizada mensagem de alarme na unidade
display. A lâmpada vermelha do alarme central fica piscando dependendo da condição da falha
Page 23 of 155

do freio de estacionamento. Mensagem de alarme indicando o tipo de falha / erro é visualizada na


unidade display.

9 Obstrução do filtro de ar do motor (âmbar)

A lâmpada acende quando o fluxo de ar através do filtro de ar do motor é restrito. A lâmpada


vermelha do alarme central ficará piscando. A cigarra soará se o comutador da transmissão
estiver em outra posição que não seja a de estacionamento (P).
Se a lâmpada acender, limpe ou troque o elemento do filtro de ar primário do motor.
Para informações adicionais, veja a página See Purificador de ar.

10 Advertência do filtro de derivação (âmbar)


(equipamento opcional do filtro hidráulico)
(equipamento padrão do filtro da transmissão)

A lâmpada acende quando está obstruído o filtro da transmissão ou o filtro hidráulico. A lâmpada
âmbar do alarme central fica piscando, e uma mensagem de alarme na unidade display indica
qual o filtro que originou a advertência. Para informações adicionais, veja a página See
Transmissão, filtro de respiro.

11 Sistema de direção primário (vermelha)

Se acender a lâmpada de advertência do sistema de direção primária e se soar o alarme durante a operação, pare a máquina com
segurança. O sistema de direção está avariado e tem que ser reparado por um técnico de manutenção qualificado. Remova e segure
a chave de ignição. Ponha um aviso no volante. Não opere a máquina até que seja terminada a reparação.
A lâmpada acende se for baixa a pressão hidráulica no sistema de direção. Simultaneamente, a
lâmpada vermelha do alarme central fica piscando, a cigarra soa e é visualizada mensagem de
alarme na unidade display.

12 Farol alto (azul)


A lâmpada acende quando é ligado o farol alto.

Para informações adicionais, veja a página See Setas indicadoras de direção, farol alto e
alavanca interruptora da buzina.

13 Setas de direção (verde)


A lâmpada fica piscando quando a alavanca indicadora de direção é movida para a esquerda ou
direita, ou quando é ativado o interruptor do pisca-pisca de advertência de 4 vias.

Para informações adicionais, veja as páginas See Setas indicadoras de direção, farol alto e
alavanca interruptora da buzina e See Interruptor do pisca-pisca de advertência de 4 vias.

Pulsação pisca-pisca desigual indica lâmpada queimada, a qual deverá ser substituída.

14 Condição do bloqueio do diferencial (âmbar)


Page 24 of 155

A lâmpada acende quando o bloqueio do diferencial está na posição de BLOQUEIO.

Se houver falha no circuito, a lâmpada acende e é visualizada mensagem de alarme indicando a


falha na unidade display.

15 Pré-aquecimento (âmbar)
A lâmpada acende quando é ativado o pré-aquecimento.

Após 10-50 segundos (o tempo depende da temperatura do refrigerante), o aquecedor do pré-


aquecimento é desativado automaticamente e a lâmpada apaga.
Para informações adicionais, veja a página See Ligando o motor em clima frio.

16 Direção secundária (âmbar)


(equipamento opcional)
A lâmpada acende ao mesmo tempo em que é ligado o motor elétrico do sistema de direção. Isto
indica que foi ativado o sistema de direção secundária.

Opere o sistema apenas até poder estacionar a máquina com segurança - no máximo um minuto.
A opção de direção secundária é um sistema auxiliar elétrico / hidráulico, que permite ao operador
efetuar correções de direção mais facilmente em caso de falta de fluxo hidráulico para a unidade
de direção. Para esse sistema funcionar, é necessário que a chave de ignição esteja na posição
de (I) (funcionamento).
O sistema também funciona quando o interruptor de teste é ativado.
Para informações adicionais, veja a página See Sistema de direção secundária (equipamento
opcional fora da UE / EAA).

17 Cinto de segurança (vermelha)


A lâmpada acende avisando o operador que deveria usar e apertar o cinto de segurança. Quando
o cinto for afivelado firmemente, a lâmpada apaga.

18 Baixo Nível de Óleo Hidráulico (vermelha)


A lâmpada acende quando for baixo o nível de óleo hidráulico no tanque. A lâmpada vermelha do
alarme central fica piscando e é visualizada mensagem de alarme na unidade display. Se o
comutador da transmissão estiver em outra posição que não seja a de estacionamento (P), a
cigarra soará.

19 Pressão de carga da tração em todas as rodas (vermelha)


A lâmpada acende quando for baixa a pressão de carga da Tração em todas as rodas. A lâmpada
vermelha do alarme central fica piscando e é visualizada mensagem de alarme na unidade
display. Se o comutador da transmissão estiver em outra posição que não seja a de
estacionamento (P), a cigarra soará.
Page 25 of 155

Para proteger o sistema, a operação de Tração em todas as rodas não estará disponível se for
detectada baixa pressão de carga.

20 Unidade display
Para informações de display, veja a página See Unidade display.

21 Temperatura do refrigerante do motor


O ponteiro mostra a temperatura atual do refrigerante do motor. Se o ponteiro atingir o setor
vermelho, será acesa a lâmpada posicionada no lado direito do indicador. A lâmpada vermelha do
alarme central fica piscando e é visualizada mensagem de alarme na unidade display. Se o
comutador da transmissão estiver em outra posição que não seja a de estacionamento (P), a
cigarra soará. Simultaneamente, é limitada a rotação do motor como medida preventiva.

Deixe o motor funcionando em marcha lenta baixa por alguns minutos. Se o ponteiro permanecer
dentro do setor vermelho, pare o motor e investigue a causa.

22 Nível de combustível
O ponteiro mostra o nível atual no tanque de combustível. Verifique o suprimento de combustível
quando a máquina estiver sobre superfície plana. Se o ponteiro entrar no setor vermelho, será
acesa a lâmpada à direita do indicador, indicando que a máquina deverá ser reabastecida. Nessa
situação, existirá ainda no tanque aprox. 1/5 da capacidade de combustível. Reabasteça a
máquina, para evitar entrada de ar no sistema.

Se a máquina foi conduzida com o tanque de combustível vazio, veja a página See Sistema de
combustível, sangria de ar.
Abasteça o tanque de combustível ao final de cada turno de trabalho. Isto reduzirá o risco de
formação de água de condensação no tanque.
Veja a página See Capacidades de serviço e intervalos para especificações.

23 Pressão de óleo do motor


O ponteiro mostra a pressão atual do óleo do motor. Se o ponteiro atingir o setor vermelho, será
acesa a lâmpada posicionada no lado direito do indicador. A lâmpada vermelha do alarme central
fica piscando e é visualizada mensagem de alarme na unidade display. A cigarra soará, se o
comutador da transmissão estiver em outra posição que não seja a de estacionamento (P).

A lâmpada acende se for baixa a pressão de óleo lubrificante do motor. Simultaneamente, é


limitada a rotação do motor como medida preventiva.
Pare o motor o mais rápido possível se for seguro fazer isto, e repare a falha.

Painel de instrumentos do pedestal

1 Setas indicadoras de direção, farol alto e alavanca interruptora da buzina


Page 26 of 155

Setas indicadoras de direção


Alavanca para cima = setas indicadoras de direção lado direito.
Alavanca para baixo = setas indicadoras de direção lado esquerdo.
NOTA: Manualmente retorne a alavanca para a posição central (desligada), pois esta não é
automática.

Farol alto

Alavanca puxada na direção do operador = passa-se de farol baixo para farol alto.
Alavanca puxada na direção oposta ao operador = passa-se de farol alto para farol baixo.
A lâmpada de controle azul acende no painel de instrumentos central quando é ligado o farol alto.

Buzina

Empurrando-se a extremidade da alavanca = A buzina soa.

2 Interruptor do sistema hidráulico de operação auxiliar para comandos de


implementos operados eletricamente (equipamento opcional)

Os comandos do sistema hidráulico de operação auxiliar opcional operados eletricamente podem


ter ou não capacidade de flutuação. Ambas opções estão descritas abaixo.
Sem capacidade de flutuação
A extremidade superior do interruptor pressionada = comandos do sistema hidráulico de operação
auxiliar disponíveis (ligado).
A extremidade inferior do interruptor pressionada = comandos do sistema hidráulico de operação
auxiliar não disponíveis (desligado).

Capacidade de flutuação
A extremidade superior do interruptor pressionada = comandos do sistema hidráulico de operação
auxiliar disponíveis (ligado).
Posição central do interruptor = comandos do sistema hidráulico de operação auxiliar operado
eletricamente não disponíveis (desligado).
Page 27 of 155

A extremidade inferior do interruptor pressionada = comando de flutuação do sistema hidráulico


de operação auxiliar operado eletricamente disponíveis (ligado).
NOTA: Quando pressionar a extremidade inferior do interruptor da capacidade de flutuação
mantenha-o pressionado durante um segundo.

3 Teclado da unidade display


O teclado permite acesso às informações em diferentes áreas da máquina. As informações são
organizadas em sistemas (grupos de função).

Motor
Rotação do motor, Temperatura do refrigerante, Pressão do óleo, Temperatura da admissão de
ar, Temperatura auxiliar, Pressão auxiliar, Pressão do combustível, Nível do refrigerante, Modo de
reversão do ventilador (opcional).

Transmissão

Pressão do óleo da transmissão, Temperatura do óleo da transmissão, Filtro de derivação,


Marcha selecionada pela alavanca, Marcha atual da transmissão, Modo da transmissão.

Sistema hidráulico de operação


Temperatura do óleo hidráulico, Nível de óleo hidráulico, Filtro de derivação hidráulico (opcional).

Medidor de serviço
Horas máquina, Horas motor.

Sistema elétrico
Voltagem do sistema, I-ECU (versão do software e conjuntos de dados), V-ECU (versão do
software e conjuntos de dados), E-ECU (versão do software e conjuntos de dados).

AUX1 (informação da máquina)


Hora e data atual, Modelo, Dimensão dos pneus, Distância, Consumo de combustível
instantâneo, Consumo de combustível médio, Consumo de combustível total, Hora da próxima
manutenção, Intervalo da próxima manutenção, Hora da próxima troca de óleo do motor.

AUX2 (informação sobre medição de locomoção)


Combustível usado, Combustível / hora, Distância, Velocidade média, Combustível / distância,
Reinicialização (zerar valores de trocas de combustível, de tempo e distância).

As seguintes funções podem ser controladas com o teclado:


- Seleção de grupo de função através de seleção direta (tecla de função)
- Paginação dentro de um grupo de função (teclas setas)
- Ativando e desativando funções (ligar ou desligar)
- Zerar, confirmar (tempo, distância e ciclos)
- Ajustes numéricos (teclas setas)
- Ajustes alfa numéricos (teclas setas)
- Ajustes simples (por exemplo, aumentar ou diminuir)
Page 28 of 155

Motor, Transmissão, Sistema hidráulico de operação, Contador de horas, Sistema elétrico, Teclas
Auxiliar 1 e Auxiliar 2, informação no display sobre o respectivo grupo de função.

A tecla CONFIGURAÇÃO visualiza o menu para fazer modificações para unidades e idiomas.
Veja a página See Teclado da unidade display.

As teclas Seta para cima e Seta para baixo são usadas para paginar em um menu de grupo de
função. A tecla Selecionar é usada para modificar e confirmar ajustes.

A tecla ESC retorna a tela para a imagem " Informação de operação ", independentemente do
menu visualizado.
No modo CONFIGURAÇÃO, se for pressionada a tecla ESC haverá retorno para o topo do menu
selecionado. Veja a página See Teclado da unidade display.

4 Interruptor de agressão da tração em todas as rodas (Modelos G946 e


G976)

O interruptor tipo momentâneo pode ser operado em 16 passos incrementados. O controle é


usado para detectar diferenças pequenas de velocidade que podem ocorrer entre as rodas
dianteiras e traseiras.
O ajuste de agressão A0-A 16 aparece na tela do display de informação de operação. Veja
exemplo de visualização no display AWD ON A12.
Extremidade superior do interruptor pressionada em momentâneo = Agressão de tração em todas
as rodas aumentada por um incremento.

Extremidade inferior do interruptor pressionada em momentâneo = Agressão de tração em todas


as rodas reduzida por um incremento.
- Um abaixamento do ajuste reduz a velocidade rotacional das rodas dianteiras em se
comparando com a velocidade rotacional das rodas traseiras.
- Um aumento do ajuste aumenta a velocidade rotacional das rodas dianteiras em se comparando
Page 29 of 155

com a velocidade rotacional das rodas traseiras.

5 Interruptor de ativação da tração em todas as rodas (Modelos G946 e


G976)

Tração em todas as rodas está disponível nas seguintes combinações:


- F1 - F7 marchas à frente (Transmissão HTE840).
- F1 - F10 marchas à frente (Transmissão HTE1160).
- Todas as marchas à ré (transmissões HTE840 e HTE1160).
Extremidade superior do interruptor pressionada = Sistema de tração em todas as rodas ligado.
Extremidade inferior do interruptor pressionada = Sistema de tração em todas as rodas desligado.
Para informações adicionais, veja a página See Modelos de tração em todas as rodas.

6 Interruptor do modo da transmissão, locomoção, manual e automático


(equipamento opcional em todos os modelos)

Estão disponíveis três modos de transmissão. O interruptor possui três posições indexadas.
Opere o interruptor no modo apropriado.
Posição indexada no topo = Modo de locomoção.
Posição indexada no meio = Modo manual.
Posição indexada embaixo = Modo automático.
Para informações adicionais, veja a página See Modos de transmissão.

7 Indicador de articulação

A agulha do indicador mostra o grau em que o chassi da máquina está articulado. O chassi fica
reto com a agulha na posição central.

8 Interruptor do modo do motor, rotação e potência


O modo de rotação permite rotação aumentada do motor em marchas baixas.
Extremidade superior do interruptor pressionada = Modo força ligado.
Extremidade inferior do interruptor pressionada = Modo rotação ligado.

São disponíveis duas aplicações possíveis:


- Máquinas comercializadas fora dos mercados UE e EEE são equipadas com interruptor do
modo motor, rotação / potência. Quando o motor estiver na faixa alta, estará disponível
rotação total do motor, independentemente da posição do interruptor do modo motor, rotação e
potência.
- Nas máquinas comercializadas dentro dos mercados UE / EEE, não é instalado interruptor do
modo motor, rotação e potência.

Operação do modo motor


Mercados fora da União Européia (UE) / Área Econômica Européia (EEE)
HTE840 Rotação do motor Faixas de marcha
Posição de velocidade Rpm total do motor Todas as marchas
Page 30 of 155

Posição da força Limite de 1900 rpm F1, F2, F3, F4, F5 e R1, R2, R3
Rpm total do motor F6, F7, F8 e R4

HTE1160 Rotação do motor Faixas de marcha


Posição de velocidade Rpm total do motor Todas as marchas
Posição da força Limite de 1900 rpm F1, F2, F3, F4, F5, F6, F7 e R1, R2, R3, R4
Rpm total do motor F8, F9, F10, F11 e R5, R6

Mercados dentro da União Européia (UE) / Área Econômica Européia (EEE)


HTE840 Rotação do motor Faixas de marcha
Limite de 1900 rpm F1, F2, F3, F4, F5 e R1, R2, R3
Rpm total do motor F6, F7, F8 e R4

HTE1160 Rotação do motor Faixas de marcha


Limite de 1900 rpm F1, F2, F3, F4, F5, F6, F7 e R1, R2, R3, R4
Rpm total do motor F8, F9, F10, F11 e R5, R6

9 Interruptor do modo afogador, auto e fixador

Extremidade superior do interruptor pressionada = Modo auto ligado.


Posição central do interruptor = Modo afogador, desligado o modo auto e fixador.
Extremidade inferior do interruptor pressionada = Modo fixador ligado.

Modo auto
No modo auto, o controle do afogador funciona similarmente ao sistema de controle de velocidade
de cruzeiro de um automóvel, e é usado principalmente para conduzir a máquina. Este controle a
rotação do motor (rpm) mais que a velocidade de locomoção.
O modo auto está disponível para todas as rotações do motor e todas as marchas à frente.
Se ocorrer alguma das seguintes condições, é suspenso o modo auto, e a rotação do motor
retorna para a posição atual do pedal do acelerador.
- É pressionado o pedal do freio de serviço.
- É pressionado o pedal modulador.
- O interruptor do modo afogador, auto e fixador é movido para a posição central (desligado).
- O seletor de marcha não está na posição de marcha à frente (F).

Modo fixador
O modo fixador é usado principalmente durante condições de trabalho. É igual ao modo auto, com
exceção das seguintes condições:
- O pedal modulador não tem efeito algum no ajuste do afogador.
- O modo fixador está disponível para todas as rotações do motor e todas as marchas à frente e à
ré.
- O pedal do freio de serviço não suspende a operação do modo fixador quando são selecionadas
as seguintes marchas na transmissão.
HTE840 F1, F2, F3, R1, P e N
HTE1160 F1, F2, F3, F4, R1, R2, P e N

10 Interruptor de controle do afogador, aumentar ou diminuir e retomar


Page 31 of 155

Quando o interruptor do modo afogador, auto e fixador (9) não estiver na posição central
(desligada), pressione para frente o interruptor de controle do afogador, aumentar ou diminuir e
retomar, para ajustar a rotação do motor.
- Pressione novamente o interruptor para frente para aumentar a rotação do motor em aprox. 100
rpm. Pressione o interruptor para frente e mantenha-o na posição para aumentar a rotação do
motor em aprox. 600 rpm para cada segundo de retenção do interruptor, até que seja atingida
a rpm máxima do motor.
- Puxe o interruptor para baixo para diminuir a rotação do motor em aprox. 100 rpm. Puxe o
interruptor para baixo e mantenha-o na posição para reduzir a rotação do motor em aprox. 600
rpm para cada segundo de retenção do interruptor, até que seja atingida a rpm mínima do
motor.
- Durante a ativação tanto dos freios de serviço como do pedal modulador, uma função de
memória armazena o ajuste da rpm do motor no modo afogador para rememoração.

Retomar
Quando o modo afogador, função auto e fixador tiverem sido operados e paralizados devido à
pressão no pedal do freio de serviço ou pedal modulador, uma função de memória armazenará o
ajuste da rpm do motor.
Para rememorar o ajuste do afogador, puxe para baixo o interruptor do controle do afogador,
aumentar ou diminuir e retomar.

11 Interruptor de bloqueio e desbloqueio do diferencial

Extremidade superior do interruptor pressionada = É ativado o bloqueio do diferencial


(BLOQUEADO).
Extremidade inferior do interruptor pressionada = É desativado o bloqueio do diferencial
(DESBLOQUEADO).
É acesa a lâmpada de controle âmbar da condição do bloqueio do diferencial, posicionada no
painel de instrumentos central, quando o bloqueio do diferencial está na posição de BLOQUEIO.
Ative o bloqueio do diferencial (posição de BLOQUEIO) para operações normais de nivelamento
quando for necessário tração máxima. Desative o bloqueio do diferencial (posição de
DESBLOQUEIO) quando for necessário ação diferencial. Isto reduz a tensão no eixo traseiro e
diminui o desgaste dos pneus quando operar sobre superfícies pavimentadas.

IMPORTANTE! Bloqueie ou desbloqueie o diferencial APENAS quando estiver em baixas


velocidades, em linha reta ou se a máquina estiver parada. Não bloqueie ou desbloqueie o
diferencial quando estiver girando ou quando as rodas em tandem de um lado estiverem
patinando. Caso contrário, o diferencial pode ser danificado.

12 Interruptor do pisca-pisca de advertência de 4 vias

Extremidade superior do interruptor pressionada = Ligado o interruptor do pisca-pisca de


advertência de 4 vias.
Extremidade inferior do interruptor pressionada = Desligado o interruptor do pisca-pisca de
advertência de 4 vias.
A lâmpada verde de controle da seta indicadora de direção, posicionada no painel de
instrumentos central, e a lâmpada indicadora vermelha no interruptor ficam piscando quando é
Page 32 of 155

ativado o interruptor do pisca-pisca de advertência de 4 vias.


Se o interruptor do pisca-pisca de advertência de 4 vias estiver ligado, não funcionam as setas
indicadoras de direção.

Painel de distribuição elétrica

1 Fusíveis e relés
A placa de circuitos impressos de fusíveis e relés está posicionada atrás do painel no lado
esquerdo traseiro da cabine. A placa de circuitos impressos abriga os fusíveis, relés e a unidade
pisca-pisca indicadora de direção.
Para informações adicionais, veja as páginas See Relés e See Fusíveis.

2 Fonte de força elétrica remota de 24 V


Page 33 of 155

Uma fonte remota de força elétrica de 24 V está localizada próximo do painel de fusíveis e relés,
no lado esquerdo traseiro da cabine. Exemplo de uso é o equipamento VCADS Pro.

3 Conexão de serviço (VCADS Pro)

O conector de serviço (VCADS Pro) está localizado sobre um suporte no final do lado esquerdo
da placa de circuitos impressos de fusíveis e relés.
Contate uma oficina autorizada.

4 Fonte de força elétrica remota de 12 V

(com equalizador / conversor opcional de 24 V a 12 V)


Uma fonte remota de força elétrica de 12 V está localizada próximo do suporte lateral no lado
direito traseiro da cabine.
Page 34 of 155

Unidade display
A unidade display, que está posicionada no painel de instrumentos sobre pedestal, mostra a
sequência de partida, informações sobre a operação atual e mensagens de alarme. Com a ajuda
do teclado posicionado no painel de instrumentos sobre pedestal, o operador pode também obter
informações sobre a condição da máquina e fazer ajustes.

Imagem inicial
Quando a chave de ignição é girada para a posição (I) (posição de funcionamento), é ativado um
programa de teste para verificar o sistema. A sequência de partida dura 4-5 segundos, e seu
prosseguimento é mostrado pelo aumento de quadrados pretos de um a sete. Durante a primeira
parte, a lâmpada de controle acende e o medidor indica a posição de relógio (doze horas)

Informações de operação

Após uma imagem inicial, será visualizada a imagem " Informação de operação " incluindo
informações atuais, desde que essa imagem tenha sido visualizada quando a ignição foi
desligada na última vez.
Se uma outra imagem foi visualizada quando a ignição foi desligada pela última vez, será
visualizada essa imagem. Clique a tecla ESC para retornar para a imagem " Informação de
operação ".
NOTA: É visualizada a imagem " Informação de operação " para a máquina com tração em
todas as rodas.
X Rotação do motor / Er / -
V Velocidade de locomoção / Er / -
Z Unidades: km/h / mph
G Marchas selecionadas pelo operador: N / P / FC / F1-F11 / R1-R6 / -
H Tempo atual: horas : minutos / Er / -
T Temperatura: / Er / graus C ou F / -
P Unidades: C / F
Y Modo AWD: Off / On / On (Standby) / -
Ajuste de agressão AWD A0-A16 / Er / - (apenas modelos AWD. Não é visualizado nenhum ajuste de agressão quando o sistema AWD
A estiver desativado).
D Posição do interruptor de modo - T (Locomoção)
E Posição do interruptor de modo - M (Manual)
Posição de marcha desejada: F1-F11 / R3-R6 / -
F Posição do interruptor de modo - A (Auto) (Visualizado com a alavanca de mudança na posição neutra ou estacionamento)
Posição de marcha procurada: F1-F11 / R2-R6 (Visualizado com a alavanca de mudança na posição à frente ou à ré)

Informação sobre o nível de óleo do motor

Quando a chave de ignição é girada para a posição (I) (posição de funcionamento), o nível de
óleo do motor é visualizado no display. Se o nível de óleo do motor estiver baixo, será visualizada
Page 35 of 155

uma mensagem de advertência e a lâmpada âmbar do alarme central ficará piscando.

Teclado da unidade display

Com a ajuda do teclado posicionado no painel de instrumentos sobre pedestal, o operador pode
obter informações sobre a condição da máquina e fazer ajustes.

Informação sobre a máquina


Informação sobre a condição da máquina é obtida clicando a respectiva função no teclado.
Cada grupo de função consiste de uma ou mais imagens de tela.
Se houver mais de uma imagem disponível para cada grupo de função, será visualizada uma seta
para baixo no canto direito inferior. Para paginar dentro do grupo de função, clique as teclas setas
para baixo ou para cima.
Reverter para a imagem " Informação de operação ", clique a tecla ESC.
NOTA: Se for visualizado " Er " para um valor em alguma imagem na tela, isto indicará
falha no sinal que monitora essa informação.
NOTA: Características opcionais não são vizualizadas na tela, a não ser que a máquina seja
equipada com essa opção.

X = Rotação do motor (rotações por minuto) / Er.

T = Temperatura do refrigerante do motor / Er / < -15 °C ou < 5 °F. A menor temperatura


visualizada é < -15 °C ou < 5 °F.
P = Unidades: C / F.
Y = Pressão de óleo do motor / Er.
Z = Unidades bar / psi.

X = Pressão do ar de carga / Er.

Z = Unidades bar / psi.


T = Temperatura do ar de carga / Er / < -15 °C ou < 5 °F. A menor temperatura visualizada é < -15
°C ou < 5 °F.
P = Unidades: C / F.
Y = Nível de refrigerante do motor: Normal / Baixa / Er.
Page 36 of 155

X = Pressão do combustível / Er.

Z = Unidades bar / psi.


Y = Temperatura do ar de admissão / Er / < -35 °C ou < -31 °F. A menor temperatura visualizada
é < -35 °C ou < -31 °F.
P = Unidades: C / F.

X = Modo de reversão do ventilador: Not Installed / Off / Manual / 1/15 3/30 / -

NOTA: Ventilador reversível é um equipamento opcional. Se não tiver sido instalado um


ventilador reversível, será visualizado como modo do ventilador " não inst. ", e não estará
disponível outra seleção.
Se não tiver sido selecionado o modo manual, a opção " activate " não estará disponível e
nem visualizada. Se tiver sido instalado o ventilador reversível opcional e se tiver sido
selecionado o modo manual, poderá ser ativada uma reversão manual do ventilador
clicando-se a tecla SELECT.
Para informações adicionais, veja a página See Configuração, reversão do ventilador.

X = Pressão de óleo da transmissão : Normal / Baixa / Er.

T = Temperatura da transmissão / Er.


P = Unidades: C / F.
Y = Filtro de óleo da transmissão: Normal / Bypass1 / Er.

G = Marchas selecionadas pelo operador: N / P / F / F1 / F2 / F3 / F4 / F5 / F6 / F7 / F8 / F9 /


F10 / F11 / R / R1 / R2 / R3 / R4 / R5 / R6 / Er.

Y = Marcha atual: N / P / FC / F1 / F2 / F3 / F4 / F5 / F6 / F7 / F8 / F9 / F10 / F11 / RC / R1 / R2 /


Page 37 of 155

R3 / R4 / R5 / R6 / Er.
M = Modo da transmissão: MAN / AUTO / DRIVE / CREEP2 / Er .

T = Temperatura hidráulica: / Er.

P = Unidades: C / F.
X = Nível de óleo hidráulico: Normal / Low / Er .
Y = Filtro de óleo hidráulico: Normal / Bypass / Er .

X = Horas motoniveladora: até um máximo de 999999,9 horas.

Y = Horas motor: até um máximo de 999999,9 horas.

X = Voltagem do sistema elétrico (tempo real) em volts DC.

Unidade de comando eletrônico dos instrumentos I-ECU

X = Software principal: [MSW] / Er.


Page 38 of 155

Y = Conjunto de dados 1: [DST1] / Er.


Z =Conjunto de dados 2: [DST2] / Er.
Unidade de comando eletrônico do veículo V-ECU

X = Software principal: [MSW] / Er.

Y = Conjunto de dados 1: [DST1] / Er.


Z =Conjunto de dados 2: [DST2] / Er.

Unidade de comando eletrônico do motor E-ECU

X = Software principal: [MSW] / Er.

Y = Conjunto de dados 1: [DST1] / Er.


Z =Conjunto de dados 2: [DST2] / Er.

D = Data atual: [ano]-[mês]-[dia].

H = Tempo atual: [horas]:[minutos].

X = Modelos de máquina: G930 / G940 / G946 / G960 / G970 / G976 / G990.


Page 39 of 155

Y = Tamanho de pneu instalado: 14,00 / 16,00 / 17,50 / 20,50.


D = Distância percorrida: até um máximo de 999999 km ou 621372 milhas.
Z = Unidades: km / mi.

X = Consumo de combustível instantâneo, é mostrado em L/h ou g/h (litros por hora ou galões
EUA por hora).

Y = Consumo de combustível médio por hora, é mostrado em L/h ou g/h (litros por hora ou galões
EUA por hora). Calculado através da divisão do consumo de combustível total pelas horas
motoniveladora.
Z = Consumo de combustível total, calculado até 9999999 litros ou 2641720 galões EUA, em um
incremento de unidade.
W = Unidades: L / g.

X = Tempo restante até o próximo intervalo de manutenção [horas].

Y = Os intervalos de manutenção são visualizados como 250 / 500 / 1000 / 2000.


Quando restarem 8 horas para a próxima manutenção, será visualizado no display " Time for
service "
Para confirmar e remover a informação, clique SELECT durante 3-5 segundos.
Para informações adicionais, veja as páginas See Esquema de lubrificação e manutenção, G930
a G960, See Esquema de lubrificação e manutenção, G930 a G960 e See Esquema de
lubrificação e manutenção, G970 a G990.

O intervalo de manutenção é visualizado no lado direito da barra. A barra aumenta da esquerda


para a direita, ao mesmo tempo em que o tempo para a próxima manutenção decresce.
Page 40 of 155

Para informações adicionais, veja a página See Programas de manutenção.

- Clique a tecla SETA PARA BAIXO para selecionar a imagem INFO PERC. 2 .

X = Consumo de combustível, depois de reajustado, em litros ou galões EUA até 999999 litros ou
264172 galões EUA.
Y = Tempo, depois de reajustado, em horas até 9999,9.
Z = Consumo de combustível por hora, depois de reajustado, até 99,9 L/h ou 26,4 g/h (litros por
hora ou galões EUA por hora).
W = Unidades: L / g.
NOTA: Para reinicializar, veja Reinicialização de informação de locomoção para prosseguir.

- Clique a tecla SETA PARA CIMA para selecionar a imagem INFO PERC. 1 .

- Clique a tecla SETA PARA BAIXO para visualizar o menu Reinicialização de locomoção.
X = Distância total, depois de reajustado, em km ou milhas até 9999,9 km (6213,6 mi).
Z = Unidades: km / mi.
Y = Velocidade média, depois de reajustado, até 99,9 km/h (62,1 mph) é visualizada em km/h
(quilômetros por hora) ou mph (milhas por hora).
V = Unidades: km/h / mph.
F = Consumo de combustível por distância unitária, depois de rejustado, até 99,9 em L/km ou
EUA mpg.
W = Unidades: L / g.

Reinicialização de informação de locomoção:


Page 41 of 155

- Clique a tecla SETA PARA CIMA para visualizar dados INFO PERC. 2 .
- Clique a tecla SELECT para reinicializar. Os dados de locomoção são agora zerados.

Essa imagem é visualizada por alguns segundos enquanto estiver sendo reinicializados os dados
de locomoção. Após a reinicialização dos dados, é retornada a imagem INFO PERC. 1 .

INFO PERC. 1 é visualizada após a reinicialização da locomoção.

Configuração, idioma e unidades

- Clique SELECT para acessar a configuração de idioma.


Page 42 of 155

- Clique SELECT novamente para acessar a configuração de data / tempo.


- Clique ESC para retornar para a imagem " Informações de operação ".

- Use as teclas setas para paginar através da lista de idiomas disponíveis.


- Confirme com SELECT.
- Clique ESC para cancelar a seleção feita.
- Clique ESC novamente para retornar para a imagem " Informações de operação ".
NOTA: Os idiomas padrões disponíveis são: Inglês, Sueco, Alemão, Francês, Espanhol,
Italiano, Português e Turco.

- Use as teclas setas para paginar através da lista de unidades disponíveis.


- Confirme com SELECT.
- Clique ESC para cancelar a seleção feita e retornar para a imagem " Informações de operação ".

Configuração, data e hora

ALT = Formato alternativo data / hora como mostrado pelo seguinte A.


A = Formatos data / hora: 1, 2, 3, 4, 5, 6.
Y= Ano atual
M= Mês atual
D= Dia atual
H= Tempo atual: horas : minutos
- Clique SELECT para visualizar o menu de formatodata / hora.
Page 43 of 155

- Clique ESC para retornar para a imagem " Informações de operação ".
- Clique a SETA PARA CIMA para retornar para o menu setup .
- Clique a SETA PARA BAIXO para visualizar o menu fan mode setup .

A = Formatos data / hora: 1, 2, 3, 4, 5, 6.


As seleções disponíveis de formato data / hora são:
1. ano - mês - dia - 24 hs
2. ano - mês - dia - am / pm
3. mês - dia - ano - 24 hs
4. mês - dia - ano - am / pm
5. dia - mês - ano - 24 hs
6. dia - mês - ano - am / pm

Configuração, reversão do ventilador

Os modos disponíveis do ventilador são: desligado, manual,


3/30,1/15.
- Clique SELECT para visualizar o menu de formato do modo do ventilador.
- Clique ESC para retornar para a imagem " Informações de operação ".
- Clique a SETA PARA CIMA para retornar para o menu configuração data / hora.
- Clique a tecla SETA PARA BAIXO para visualizar o menu teste som ventilad .
Ventilador reversível é um equipamento opcional. Se não tiver sido instalado um ventilador
reversível, será visualizado como modo do ventilador " não inst. ", e não estará disponível outra
seleção.

A reversão do ventilador de refrigeração (mudando a direção rotacional) pode ser ajustada em um


dos diferentes quatro modos selecionados com o teclado.
As teclas setas podem ser usadas para paginar através da lista dos modos disponíveis do
ventilador. Clique SELECT para selecionar um modo específico do ventilador e visualizar o menu
de configuração de modo do ventilador. Clique ESC para cancelar a seleção. Clique novamente
ESC para retornar para a imagem " Informações de operação ".
Os modos possíveis do ventilador são: Off / Manual / 1/15, 3/30.
Ventilador reversível é um equipamento opcional. Se não tiver sido instalado um ventilador
reversível, será visualizado como modo do ventilador " não inst. ", e não estará disponível outra
seleção.

Modo Ajuste básico de fábrica Duração do tempo de reversão disponível Tempos de intervalos disponíveis
M1 Manual 30 segundos 20 - 180 seg. ajustável (VCADS Pro) --
30 segundos
Page 44 of 155

M2 / 30 min. 20 - 180 seg. ajustável (VCADS Pro) 5 - 180 min. ajustável (VCADS Pro)
30 segundos
M3 20 - 180 seg. ajustável (VCADS Pro) 5 - 180 min. ajustável (VCADS Pro)
/ 15 min.
M4 Desligado Sem reversão

Operação do modo
M1: o intervalo de reversão do ventilador é controlado pelo operador. Quando selecionado, o
ajuste de fábrica para a reversão do ventilador tem duração de 30 segundos. A duração da
reversão do ventilador é ajustada com o VCADS Pro.
M2: quando selecionado, o ajuste de fábrica para a reversão do ventilador tem duração de 30
segundos, com um intervalo de 30 minutos de operação continuada do motor. A duração da
reversão do ventilador e o intervalo são ajustados com o VCADS Pro.
NOTA: Se o intervalo ou o tempo de duração da reversão for mudado com o VCADS Pro,
não é mudado o modo 2 de identificação 3/30.
M3: quando selecionado, o ajuste de fábrica para a reversão do ventilador tem duração de 30
segundos, com um intervalo de 15 minutos de operação continuada do motor. A duração da
reversão do ventilador e o intervalo são ajustados com o VCADS Pro.
NOTA: Se o tempo de duração do intervalo for mudado com o VCADS Pro, não é mudado o
modo 3 de identificação 1/15.
M4: não selecionado o modo de reversão do ventilador.

Configuração, teste som ventilad

- Clique SELECT para visualizar o menu de formato fan mode .


- Clique ESC para retornar para a imagem " Informações de operação ".
- Clique a SETA PARA CIMA para retornar para o menu configuração data / hora.
- Clique a tecla SETA PARA BAIXO para visualizar o menu teste som ventilad .
Embora a imagem fan sound test possa ser acessada pelo operador, esta não é destinada a ser
usada pelo mesmo. Contate seu concessionário Volvo local para obter as instruções de ativação.

Mensagens de alarme
A informação para o operador é fornecida na unidade display em forma de mensagens de alarme,
as quais são divididas em quatro categorias: Aviso, Info, Erro e Info Manutenç., veja abaixo. É
válido para todas as categorias que com velocidade acima de
20 km/h (12,4 mph), a mensagem de alarme é visualizada durante dois segundos, e é depois
alternada com a imagem anterior, a qual é mostrada durante três segundos. Essa alternação das
duas imagens continua enquanto permanecer a situação de falha, ou quando o alarme tiver sido
visualizado um certo número de vezes.

AVISO
- É visualizado independentemente da imagem mostrada anteriormente.
- A mensagem de alarme é visualizada durante dois segundos, com alternância da imagem
Page 45 of 155

anterior, a qual é mostrada durante três segundos (isso se repete enquanto permanecer a
situação de falha).
- A lâmpada vermelha do alarme central fica piscando.
- Repare ou contate uma oficina autorizada para informações.

INFO
- É visualizado independentemente da imagem mostrada anteriormente.
- A mensagem de alarme é visualizada durante dois segundos, com alternância da imagem
anterior, a qual é mostrada durante três segundos (isso se repete três vezes).
- A lâmpada âmbar do alarme central fica piscando.
- Repare ou contate uma oficina autorizada para informações.
O alarme será repetido na próxima partida, se estiver ainda "ativado".

FALHAS
- É visualizado independentemente da imagem mostrada anteriormente.
- A mensagem de alarme é visualizada durante dois segundos, com alternância da imagem
anterior, a qual é mostrada durante três segundos (isso se repete enquanto permanecer a
situação de falha).
- A lâmpada âmbar do alarme central fica piscando.
- Contate uma oficina autorizada para informações.

INFO MANUTENÇÃO
- É visualizado independentemente da imagem mostrada anteriormente.
- A mensagem de alarme é visualizada durante dois segundos, com alternância da imagem
anterior, a qual é mostrada durante três segundos. Isto se repete até que ocorra confirmação
através do menu PRÓX. MANUTENÇ. , ou o alarme seja interrompido devido a outro meio
especificado para a função (por exemplo, substituição de filtro).
- A lâmpada âmbar do alarme central fica piscando.
- Repare ou contate uma oficina autorizada para informações.

xxxx = Descrição de falha PPID, PID / SID, yyy = Valor numérico 1-999
Informação de manutenção ERRO Pedal acelerador SE2704
E-ECU
Service Info Hora de trocar o óleo do motor ERRO xxxx yyy
Service Info Hora da manutenção ERRO Pré-aqu. motor RE2501
Motor ERRO Pré-aqu. motor HE2501
AVISO Sobrerotação do trem de força ERRO Modo acelerador SW2706
AVISO Desligamento iminente do motor ERRO Comando do acelerador SW2708
AVISO Proteção ativa do motor ERRO Monitoramento da rotação do motor
AVISO Baixo nível do refrigerante do motor ERRO Nível comb. SE2303
Alta temperatura do Pedal acelerador SE2702
AVISO refrigerante do motor
ERRO e SE2704
Page 46 of 155

Alta pressão do ar Sensor pressão ar admiss.


AVISO de carga do motor
ERRO motor SE2502
Alta temperatura do ar
AVISO de carga do motor
Transmissão
Proteção contra vel.
AVISO Restrição ar admissão motor INFO excess. motor
AVISO Baixa pressão do óleo do motor INFO Proteção estrang. motor
AVISO Alta temperatura do óleo do motor' AVISO Uso excessivo do pedal modulador
Alta temperatura do óleo
AVISO Água no combustível AVISO da transmissão
Sensor SE2202 de temperatura Filtro da transmissão
ERRO do óleo do motor'
AVISO derivação
Sensor pressão óleo Baixa pressão do óleo
ERRO motor SE2203
AVISO da transmissão
ERRO Nível de óleo do motor SE2205' ERRO Sensor de temperatura do óleo da transmissão SE4202
Sensor temperatura refrigerante
ERRO motor SE2606
ERRO Seletor de marcha SE4201

Sensor temperatura ar admiss.


ERRO motor SE2507
ERRO Interruptor do modo transmissão SW4402

Sensor pressão ar sobre. Interruptor de pressão


ERRO motor SE2508
ERRO do filtro da transmissão SE4215
ERRO Pedal acelerador SE2702
xxxx = Descrição de falha PPID, PID / SID, yyy = Valor numérico 1-999
IMPORTANTE! Anote o código de falha visualizado e contate uma oficina autorizada.

Transmissão INFO Inversão Ventil.


ERRO Pedal modulador SE4101 AVISO Baixo nível de óleo hidráulico
ERRO Pedal modulador SE4102 AVISO Bypass do filtro hidráulico
Alta temperatura
ERRO Transmissão PWM4205 AVISO do óleo hidráulico
ERRO Transmissão PWM4206 AVISO Pressão óleo direção baixa
Válvula trav. estac.
ERRO Transmissão PWM4207 ERRO MA5501
Sensor de pressão
ERRO Transmissão PWM4208 ERRO do freio de estacionamento SE5501
Válvula bomba hidráulica
ERRO Transmissão PWM4209 ERRO MA9111
Sensor nível óleo hidrául.
ERRO Transmissão PWM4210 ERRO SE9104
Interruptor de pressão
ERRO Transmissão PWM4211 ERRO do filtro hidráulico SE9107
Sensor temperatura óleo
ERRO Transmissão PWM4212 ERRO hidráulico SE9105
Sensor de pressão
ERRO do óleo da transmissão SE4214
ERRO Motor direção MO6401

Sensor da transmissão Relé do motor de direção


ERRO SE4307
ERRO RE6401
Sensor da transmissão
ERRO SE4308
ERRO Sensor de pressão do óleo da direção SE6401

Sensor da transmissão
ERRO SE4316
ERRO Velocidade do ventilador SE2607

Sensor da transmissão
ERRO SE4317
ERRO Válvula de corte do ventilador MA2603

Pedal modulador SE4101


ERRO e SE4102
ERRO Válvula do sentido de rotação do ventilador MA2602

ERRO Relé de alarme de marcha à ré Eixo


Sistema hidráulico de operação INFO Testando o sistema reserva do freio de serviço
INFO Descarga Hidrául. Act. INFO Actuar trav. est. p/arrancar motor
INFO Testando o sistema de direção secundária

Eixo ERRO Rotação da roda dianteira esquerda SE4402


ERRO Válvula bloqueio diferencial MA2603 ERRO Sensor pressão óleo sobre. AWD SE9106
Interruptor press. filtro
ERRO Sensor de pressão do bloqueio do diferencial SE4601 ERRO AWD SE9108
Freio ERRO Interruptor agressão AWD SW4403
Page 47 of 155

AVISO Falha circuito travão serviço Diversos


AVISO Travão estac. activado INFO Actuar trav. est. p/arrancar motor
AVISO Falha sistema auxiliar dos travões serv. AVISO Tensão baixa
Sistema travões serv.
ERRO MO5201
AVISO Tensão alta

Sistema travões serv.


ERRO SE5201
ERRO NOTA! Funcionamento reduzido do computador

ERRO Sistema travões serv. RE5201 ERRO Relé arranque RE3301


Tração em todas as rodas (AWD) ERRO Interruptor chave ignição SW3301
ERRO Válvula de deslocamento do motor AWD MA4401 ERRO Sensor temperatura ambiente SE3802
ERRO Válv. desebraiagem AWD MA4402 ERRO STOP. Avaria no computador. Pare o veículo
ERRO Válvula de bypass AWD frente, esq. MA4403
ERRO Válvula de bypass AWD m. atrás, esqu. MA4404
ERRO Válvula de bypass AWD fm. frente, dta. MA4405
ERRO Válvula de bypass AWD m. atrás, dta MA4406
ERRO Bomba AWD m. frente, esq. PWM4401
ERRO Bomba AWD m. atrás, esq. PWM4402
ERRO Bomba AWD m. frente, dta PWM4203
ERRO Bomba AWD m. atrás, dta PWM4204
ERRO Rotação da roda dianteira direita SE4401

Outros controles
Comandos

1 Pedal modulador
2 Pedal do freio de serviço
3 Pedal do acelerador
4 Comutador da transmissão / freio de estacionamento
5 Volante
6 Assento do operador e cinto de segurança
7 Pedal de inclinação do pedestal
8 Alavanca de inclinação do volante
9 Sistema de controle de clima (equipamento opcional)
10 Alavancas de comando hidráulico
11 Alavancas de comando do sistema hidráulico de operação auxiliar (equipamento opcional) (Para maior clareza, as proteções não
aparecem)

1 Pedal modulador
Page 48 of 155

Use o pedal modulador quando der partida após ter parado completamente. A máquina não
começará a se mover em nenhuma marcha à frente superior à 5a. (transmissão HTE840) ou 7a.
marcha (transmissão HTE1160). A máquina não começará a se mover em nenhuma marcha à ré
superior à 3a. (transmissão HTE840) ou 4a. marcha (transmissão HTE1160).
Para informações adicionais, veja a página See Mudança de marcha usando o pedal modulador e
marchas memorizadas.

2 Pedal do freio de serviço


Use o pedal de freio para aplicar os freios de serviço quando conduzir a máquina para uma
parada.

3 Pedal do acelerador
Pressione a frente do pedal do acelerador para aumentar a rpm do motor.
Use o pedal do acelerador para passar por cima da rotação do motor ajustada pelo comando do
afogador, interruptor de aumentar / diminuir / retomar.
Para informações adicionais, veja a página See Interruptor de controle do afogador, aumentar ou
diminuir e retomar.

4 Comutador da transmissão e freio de estacionamento

O comutador da transmissão está localizado no suporte no lado direito do operador. O botão do


comutador está dotado com um botão de travamento neutro. O operador apenas poderá mover o
comutador para a Frente (F) ou Ré (R) se o botão de travamento neutro estiver pressionado.
Para informações adicionais, veja as páginas See Informações de operação e See Mudança de
marcha.
Use o comutador da transmissão para ativar e desativar o freio de estacionamento.
- Para ativar o freio de estacionamento, ponha o comutador na posição neutra (N). Empurre o
comutador para a direita para engatá-lo na posição retentora (P).
- Para desativar o freio de estacionamento, pressione o botão de travamento neutro. Empurre o
comutador para a esquerda para desengatá-lo da posição retentora (P) e levá-lo para a
posição neutra (N).

5 Volante da direção
O volante é usado para dirigir a máquina.
Para informações adicionais, veja a página See Direção.
Page 49 of 155

Conforto do operador
6 Assento do operador e cinto de segurança
O assento do operador instalado em fábrica foi testado para atender os padrões SAE J386 Nov
97 e ISO 6683-1999 referentes à fixação do cinto de segurança, e foi projetado para minimizar as
vibrações de corpo inteiro durante operação com a máquina, da melhor maneira possível. A
intensidade das vibrações durante operação com a máquina depende de diferentes fatores,
muitos deles não são relacionados com a construção da máquina, por exemplo, condições do
terreno, velocidade e técnicas de operação. Observe o seguinte:
- Ajuste o assento conforme o peso e a altura do operador.
A faixa de peso do operador no assento mecânico padrão é de:
50 kg (110 lb) a 136 kg (300 lb).
A faixa de peso do operador no assento com suspensão a ar é de: 45 kg (100 lb) a 136 kg
(300 lb).
- Para informações adicionais, veja a página See Assento do operador.
- Escolha a técnica de operação e a velocidade correta conforme as circunstâncias.
Um assento de operador corretamente ajustado aumenta o conforto do operador, a segurança e a
visibilidade. Incorretamente ajustado resultará em lesões. Os ajustes que deverão ser efetuados
são:
A Ajuste da extensão do encosto.
B Ajuste lombar.
C Ajuste de peso / altura (assento com suspensão a ar, opcional).
D Ajuste longitudinal e de altura do apoio de braço.
E Ajuste da inclinação do encosto.
F Travamento isolador longitudinal do assento (assento com suspensão a ar, opcional).
G Comando de amortecimento variável (assento com suspensão a ar, opcional).
H Ajuste longitudinal da almofada.
I Ajuste de altura / peso (modelo mecânico padrão).
J Ajuste longitudinal do assento.
K Ajuste da inclinação da almofada.
L Ajuste do ângulo do apoio de braço.
NOTA: Não ajuste o assento quando a máquina estiver em movimento.

A Ajuste da extensão do encosto

Agarre a extensão do encosto. Puxe ou empurre a extensão para a altura desejada. As hastes da
extensão são entalhadas e engatam a intervalos pré-determinados.

B Ajustamento lombar
Page 50 of 155

O botão de ajuste está posicionado atrás do apoio de braço no lado esquerdo do encosto do
assento. Gire o botão de ajuste no sentido horário ou anti-horário para alterar o suporte lombar.
Isto ajuda a melhorar o conforto e aumentar a eficiência do operador.

C Ajuste de peso / altura (apenas assento com suspensão a ar opcional)

O ajuste da altura / peso no assento com suspensão a ar opcional, é efetuado operando-se o


interruptor oscilante na parte externa do apoio de braço esquerdo.
Extremidade superior do interruptor pressionada = o assento é levantado e compensado o peso
quando é inflada a suspensão a ar.
Extremidade inferior do interruptor pressionada = o assento é baixado pela força da gravidade
(nenhuma conexão elétrica) quando é esvaziada a suspensão a ar.
Quando estiver sentado no assento, ajuste-o de forma que os movimentos para cima e para baixo
sejam distribuidos igualmente.

D Ajuste longitudinal e de altura do apoio de braço


Page 51 of 155

Solte os parafusos dos suportes da direita e da esquerda para levantar / baixar e mover o apoio
de braço longitudinalmente.

E Ajuste da inclinação do encosto

O pegador de ajuste está posicionado no lado esquerdo traseiro da almofada. Puxe o pegador
para cima e ajuste o encosto na inclinação desejada.

F Travamento isolador longitudinal do assento


(apenas assento com suspensão a ar opcional)
Page 52 of 155

Esse comando trava a característica de isolamento longitudinal do assento. A alavanca de


comando está posicionada embaixo do puxador de ajuste de inclinação do encosto. Puxe a
alavanca de comando para cima para ativar a trava, e puxe para baixo para desativá-la.

G Comando de amortecimento variável


(apenas assento com suspensão a ar opcional)

O botão de ajuste está posicionado embaixo da almofada, no lado esquerdo dos foles da
suspensão do assento. Gire o botão de ajuste no sentido horário ou anti-horário para alterar o
ajuste do comando de amortecimento (macio, médio e duro).

H Ajuste longitudinal da almofada

O pegador de ajuste está posicionado no lado esquerdo dianteiro da almofada. Puxe o pegador
para cima e ajuste a almofada na posição desejada.

I Ajuste de peso / altura (apenas modelo mecânico)


Page 53 of 155

Ajuste o assento para o peso do operador girando o botão de ajuste de peso. O botão de ajuste
está posicionado embaixo da almofada, na frente dos foles da suspensão do assento. Quando
estiver sentado no assento, ajuste-o de forma que os movimentos para cima e para baixo sejam
distribuidos igualmente.

J Ajuste longitudinal do assento

O pegador de ajuste está posicionado na frente da almofada. Puxe o pegador para cima e ajuste
o assento na posição desejada. Solte o puxador para travar o assento.

K Ajuste da inclinação da almofada


Page 54 of 155

O pegador de ajuste está posicionado na frente da almofada, acima do puxador de ajuste


longitudinal do assento. Puxe o pegador para cima e ajuste a almofada na posição desejada.

L Ajuste do ângulo do apoio de braço

Ajuste o ângulo do apoio de braço girando os botões de roda incorporados embaixo de ambos os
apoios de braço.

Cinto de segurança abdominal, verificação e manutenção

Troque o cinto se estiver desgastado, danificado ou se a máquina tiver sido envolvida em acidente onde o cinto de segurança foi
fortemente tensionado.
Não se pode nunca efetuar modificações do cinto ou de sua montagem.
O cinto deve ser usado por uma única pessoa adulta.
Mantenha o cinto enrolado quando não estiver usando-o.
Substitua o cinto a cada três anos, independentemente de sua condição.
Quando lavá-lo, use uma solução de sabão brando, e deixe-o secar totalmente desenrolado,
antes de o enrolar novamente. Verifique se o cinto foi montado corretamente.
Use o cinto de segurança quando operar a máquina. Para informações adicionais, veja a página
See Segurança do operador.

7 Pedal de inclinação do pedestal


Page 55 of 155

Para mover o pedestal para frente e para trás:


- Agarre o volante.
- Empurre para baixo o pedal posicionado na parte inferior da coluna do pedestal.
- Mova o pedestal para a posição desejada e solte o pedal.

8 Alavanca de inclinação do volante

Puxe para cima essa alavanca para inclinar o volante e a cabeça do pedestal. Liberada, a
alavanca trava o volante em uma das quatro posições.
Para inclinar o volante e o conjunto de comando principal:
- Pegue o volante e levante a alavanca localizada no lado direito superior da coluna do pedestal.
- Mova o volante e o comando principal para uma das quatro posições.
Solte a alavanca e certifique-se de que está engatada seguramente.
Page 56 of 155

9 Sistema de controle de clima (equipamento opcional)

Comandos de aquecimento, ventilação e ar condicionado


Os comandos de aquecimento, ventilação e do sistema de ar condicionado, estão posicionados
no suporte do lado direito. Ar fresco e filtrado é distribuído através dos bocais de ventilação
superiores, inferiores e traseiros nas cabines fechadas.
A temperatura do ar da cabine é controlada usando-se os controles de temperatura e do
ventilador.
Para informações adicionais, veja a página See Painel de instrumentos do suporte lateral.
Gire o botão para aumentar ou diminuir a temperatura e regular a velocidade do ventilador. Use o
interruptor do ar condicionado para ligá-lo e desligá-lo.
Informações gerais
- Em uma cabine fechada, mantenha as portas e janelas fechadas para obter eficiente
aquecimento ou condicionamento de ar.
- Direcione o fluxo de ar para longe da pele desprotegida.
- Ajuste a velocidade do ventilador até sentir que o fluxo de ar é confortável. Ponha o botão de
mistura de ar na terceira (ar externo) posição para obter pressurização máxima da cabine.
distribuição de ar na cabine
Os bocais de ventilação do nível superior (1) estão posicionados nas coberturas das ombreiras da
porta. Existem três bocais, um virado para frente, outro virado para o centro e outro para a
traseira.
Os bocais de ventilação traseiros (2) estão posicionados nos lados direito e esquerdo da parede
traseira da cabine.
Os bocais de ventilação do nível inferior (3) estão posicionados nos lados direito e esquerdo
inferiores do suporte lateral / coberturas das ombreiras das portas.
Page 57 of 155

Ajustando aquecimento e ventilação sem ar condicionado


As instruções abaixo são recomendações básicas. Todo operador deverá tentar obter o melhor
ambiente de trabalho possível na cabine, isto é, temperatura correta sem corrente de ar.
Como obter isso ...
... aquecimento máximo:

- Todos os bocais de ventilação totalmente abertos.


- O botão de comando do ventilador girado totalmente no sentido horário.
- O botão de controle de temperatura girado totalmente no sentido horário.
- O botão de mistura de ar na posição de ar externo.
Em caso de embaçamento, veja "... desembaçamento / descongelamento de todas as janelas."

... refrigeração máxima:

- Todos os bocais de ventilação totalmente abertos.


- O botão de comando do ventilador girado totalmente no sentido horário.
- O botão de controle de temperatura girado totalmente no sentido anti-horário.
- O botão de mistura de ar na posição de ar externo.

... temperatura confortável de trabalho:


- Todos os bocais de ventilação totalmente abertos.
- Os botões de controle de temperatura e de comando do ventilador regulados até a obtenção da
temperatura desejada.
- O botão de mistura de ar na segunda posição (ar misturado).

... desembaçamento / descongelamento de todas as janelas:

- Todos os bocais de ventilação virados para a frente totalmente abertos, e direcionados para as
janelas laterais dianteiras.
- Todos os bocais de ventilação virados para trás totalmente abertos, e direcionados para a janela
traseira / janelas laterais traseiras.
- O botão de comando do ventilador girado totalmente no sentido horário.
Page 58 of 155

- O botão de controle de temperatura girado totalmente no sentido horário.


- O botão de mistura de ar na posição (baixa / alta) apropriada de velocidade do ventilador de
descongelamento, isso se a máquina for equipada com a opção de ventilador de
descongelamento. Para as máquinas sem essa opção, seleciona-se a terceira posição (ar
externo).

Obtenção de boa ventilação


Não opere a máquina por tempo prolongado sem ventilação, ou com a cabine
completamente fechada sem ter o ventilador ligado.
Ar pouco ventilado causa cansaço (falta de oxigêneo).

Ajustando aquecimento e ventilação com ar condicionado


Como obter isso ...
... refrigeração rápida:

- Todos os bocais de ventilação totalmente abertos.


- O botão de comando do ventilador girado totalmente no sentido horário.
- O botão de controle de temperatura girado totalmente no sentido anti-horário.
- O botão de mistura de ar na posição de recirculação de ar.
- Extremidade superior do interruptor do ar condicionado pressionada, isto é, unidade do ar
condicionado ligada.
... desembaçamento de todas as janelas:

- Todos os bocais de ventilação virados para a frente totalmente abertos, e direcionados para as
janelas laterais dianteiras.
- Todos os bocais de ventilação virados para trás totalmente abertos, e direcionados para a janela
traseira / janelas laterais traseiras.
- O botão de comando do ventilador girado totalmente no sentido horário.
- O botão de controle de temperatura girado totalmente no sentido horário.
- O botão de mistura de ar na posição (baixa / alta) apropriada de velocidade do ventilador de
descongelamento, isso se a máquina for equipada com a opção de ventilador de
descongelamento. Para as máquinas sem essa opção, seleciona-se a terceira posição (ar
externo).
- Extremidade superior do interruptor do ar condicionado pressionada, isto é, unidade do ar
condicionado ligada.
NOTA: A temperatura é regulada com os comandos de temperatura e do ventilador para
obter-se uma temperatura agradável. Ponha o botão de mistura de ar na terceira (ar
externo) posição para obter pressurização máxima da cabine.

Portas e janelas
A cabine pode também ser ventilada abrindo-se as portas e as janelas laterais corrediças ou
janela dianteira articulada opcional.
- Prenda a porta totalmente aberta empurrando-a até que a tranca prenda no batente na lateral da
cabine.
IMPORTANTE! Opere a máquina com as portas da cabine travadas totalmente abertas ou
totalmente fechadas. Se uma porta não estiver travada adequadamente, esta pode entrar
em contato com o pneu dianteiro em tandem e ser levantada de suas dobradiças.
- Abra a janela dianteira articulada opcional liberando o trinco. A extensão do giro pode ser
controlada mantendo-se o botão no quadrante ajustador.
NOTA: Não opere os limpadores inferiores de pára-brisa quando estiver aberta a janela
articulada inferior.
Abra ou feche as janelas laterais corrediças opcionais liberando os pinos laterais de travamento e
deslizando a vidraça até a posição desejada.
NOTA: Em algumas condições, sujeira e entulho podem ser acumulados entre as janelas
de ventilação da cabine e as vedações da porta, permitindo assim que umidade e poeira
entrem na cabine. Limpe periodicamente as vedações e suas superfícies para se ter um
bom desempenho. Veja "Limpeza da máquina" na página See Limpeza da máquina.
Page 59 of 155

Comandos hidráulicos

1 Alavanca do levantador de lâmina esquerdo 6 Alavanca do levantador de lâmina direito


2 Alavanca de mudança de deslizamento da mesa de moldagem 7 Alavanca de comando do escarificador ou rompedor
3 Alavanca de giro do círculo 8 Alavanca de articulação
4 Alavanca de mudança do círculo 9 Alavanca de inclinação da mesa de moldagem
5 Alavanca de inclinação da roda dianteira 10 Alavanca de implemento montado na frente

10 Alavancas de comando hidráulico


Função retentora, posição de flutuação

Máquinas equipadas com a característica de flutuador opcional permite que a mesa de moldagem
e / ou o implemento montado na frente "flutue" sobre o terreno, acompanhando os contornos da
superfície. Com relação a implemento flutuador montado na frente e na traseira, veja a página
See Comando do sistema hidráulico de operação auxiliar (equipamento opcional).
Qualquer um ou ambos os cilindros de levantamento da lâmina podem ser postos a flutuar, para
permitir controle independente de cada ponta da mesa de moldagem.
Use mesa de moldagem flutuante para remover neve, material solto sobre superfícies
compactadas ou nivelar material solto sobre superfície dura. (Flutuando, apenas a ponta da mesa
de moldagem entra em contato com a superfície dura).
Sobre máquinas equipadas com característica de flutuador opcional:
- Empurre para frente a alavanca apropriada até ser travada na posição retentora.
- Puxe para trás a alavanca apropriada para retorná-la à posição de operação normal.

Não use o comando do flutuador para baixar a mesa de moldagem, pois isto pode causar a perda do controle da máquina.
Levantador da lâmina esquerda e direita

Essas alavancas estão posicionadas nas entremidades dos lados esquerdo e direito. Elas
comandam a elevação e o abaixamento da mesa de moldagem.
- Empurre para frente ambas as alavancas de levantamento da lâmina simultaneamente para
baixar a mesa de moldagem.
Page 60 of 155

- Puxe para trás ambas as alavancas de levantamento da lâmina simultaneamente para levantar a
mesa de moldagem.
- Empurre para frente a alavanca de levantamento da lâmina do lado que deseja baixar.
- Puxe para trás a alavanca de levantamento da lâmina do lado que deseja levantar.

Alavanca de mudança de deslizamento da mesa de moldagem

Essa alavanca é a terceira alavanca a partir da extremidade esquerda. Ela comanda a ação de
deslizamento da esquerda para a direita da mesa de moldagem.
- Empurre para frente a alavanca de mudança de deslizamento da mesa de moldagem para
deslizar a lâmina para o lado esquerdo da máquina.
- Puxe para trás a alavanca de mudança de deslizamento da mesa de moldagem para deslizar a
lâmina para o lado direito da máquina.

Alavanca de giro do círculo


Page 61 of 155

Essa alavanca é a quinta alavanca a partir da extremidade esquerda. Ela comanda a rotação no
sentido horário e no sentido anti-horário do círculo e do conjunto da mesa de moldagem.
- Empurre para frente a alavanca de giro do círculo para girar o círculo no sentido anti-horário.
- Puxe para trás a alavanca de giro do círculo para girar o círculo no sentido horário.

Cuide para que o pessoal esteja afastado da máquina quando o motor estiver funcionando ou quando a mesa de moldagem sair do
solo.

Alavanca de mudança do círculo

Essa alavanca é a quinta alavanca a partir da extremidade direita. Ela comanda a função de
mudança do círculo.
- Empurre para frente a alavanca de mudança do círculo para mover o círculo e o conjunto da
mesa de moldagem para a esquerda.
- Puxe para trás a alavanca de mudança do círculo para mover o círculo e o conjunto da mesa de
moldagem para a direita.
Page 62 of 155

Alavanca de inclinação da roda dianteira

Essa alavanca é a terceira alavanca a partir da extremidade direita. Ela comanda a inclinação das
rodas dianteiras para a esquerda e direita, para reduzir o raio de giro e melhorar a estabilidade da
máquina durante o nivelamento.
- Empurre para frente a alavanca de inclinação da roda para inclinar as rodas dianteiras para a
esquerda.
- Puxe para trás a alavanca de inclinação da roda para inclinar as rodas dianteiras para a direita.

Alavanca de comando para escarificador montado no centro ou ripper

Essa alavanca é a segunda a partir da extremidade direita. A alavanca de implementos


normalmente comanda o funcionamento do escarificador montado no centro. Essa alavanca
também comanda o rompedor, se a máquina não for equipada com um escarificador montado no
centro.
- Empurre para frente a alavanca de comando para baixar o implemento.
Page 63 of 155

- Puxe para trás a alavanca de comando para levantar o implemento.

Alavanca de articulação

Essa alavanca é a quarta a partir da extremidade direita. A alavanca de articulação comanda a


direção da função de articulação.
Remova os pinos de travamento da articulação antes de tentar articular a máquina.
- Empurre para frente a alavanca de comando para articular a máquina para a esquerda.
- Empurre para frente a alavanca de comando para articular a máquina para a direita.
O indicador na frente do operador visualiza a extensão da articulação do chassi.
Para informações adicionais, veja as páginas See Direção usando o giro e See Girando usando a
articulação.

Não articule a máquina quando operar em ladeiras ou quando dirigir a máquina de tal forma que possa capotar. Sempre articule a
máquina antes da locomoção em ladeiras.

Alavanca de inclinação da mesa de moldagem

Essa alavanca é a quarta a partir da extremidade esquerda. Use a função de inclinação da mesa
Page 64 of 155

de moldagem para certificar-se de que o material nivelado rola livremente pelo passar da lâmina.
- Empurre para frente a alavanca de comando para inclinar a mesa de moldagem para frente.
- Puxe para trás a alavanca de comando para inclinar a mesa de moldagem para trás.

Alavanca de implemento montado na frente

Essa alavanca é a segunda a partir da extremidade esquerda. Ela comanda a função de


levantamento e abaixamento da lâmina removedora montada na frente / escarificador ou outro
implemento.
- Empurre a alavanca de comando para frente para baixar o implemento.
- Puxe para trás a alavanca de comando para levantar o implemento.
Em máquinas equipadas com implemento flutuador dianteiro opcional opere a alavanca para
selecionar a posição retentora.
Para informações adicionais, veja a página See Comandos hidráulicos.
Sobre máquinas equipadas com característica de flutuador opcional:
- Empurre para frente a alavanca de comando até ser travada na posição retentora.
- Puxe para trás a alavanca de comando para retorná-la à posição de operação normal.

Não use o comando do flutuador para baixar implementos, pois isto pode causar a perda do controle da máquina.
Page 65 of 155

11 Comando do sistema hidráulico de operação auxiliar (equipamento


opcional)

A configuração das alavancas de comando do sistema hidráulico de operação auxiliar opcional


depende da posição e do tipo dos implementos instalados. Estão disponíveis instalações de
alavancas de comando justificadas no lado direito e esquerdo. Máquinas equipadas com a
característica de flutuador opcional permite que o implemento "flutue" sobre o terreno,
acompanhando os contornos da superfície.
Para informações adicionais, veja a página See Interruptor do sistema hidráulico de operação
auxiliar para comandos de implementos operados eletricamente (equipamento opcional).

Não use o comando do flutuador para baixar o implemento dianteiro, pois isto pode causar a perda do controle da máquina.
As alavancas operam interruptores de efeito proporcinal. A quantidade de movimento da alavanca
corresponde à velocidade e deslocamento do cilindro hidráulico comandado pela alavanca.
IMPORTANTE! Opere as alavancas com cuidado. A reação é muito rápida. Cuide para que
não haja pessoas nas proximidades.
Consulte seu concessionário sobre como usar as alavancas de comando hidráulico 1 por 5 com o
implemento específico montado na frente e na traseira de sua máquina.

Outros controles
(não visualizado na ilustração de visão geral principal)

Acumuladores (equipamento opcional)


Algumas máquinas são equipadas com acumuladores da elevação da lâmina e de mudança do
círculo. Esses acumuladores absorvem as cargas de impacto e protegem o sistema contra danos
de pancadas quando a máquina trabalha em aplicações severas.
Em operações precisas de nivelamento onde é necessário um alto grau de tolerância da lâmina,
os acumuladores da elevação da lâmina podem ser isolados do sistema hidráulico.
Os acumuladores da elevação da lâmina são comandados eletricamente e podem ser ligados e
desligados dentro da cabine.
Para informações adicionais, veja a página See 17 Interruptor de levantamento da lâmina e do
acumulador hidráulico de mudança de lado do círculo (equipamento opcional).

Rádio ou rádio / CD player


(equipamento opcional)

Um rádio ou rádio / CD player instalado em fábrica está disponível opcionalmente. O suporte do


rádio está montado na cobertura do teto à esquerda, atrás do operador. Quatro alto-falantes estão
instalados na cobertura do teto na cabine. Veja as instruções fornecidas no pacote de manuais.
Page 66 of 155

Iluminação interior (lâmpada de teto)


Existem duas instalações de iluminação interior na cabine (lâmpada de teto). Estão posicionadas
nos lados direito e esquerdo no topo das ombreiras das portas. Cada instalação consiste de duas
lâmpadas separadas: uma lâmpada principal (1) e um spotlight (2), que são comandados por
interruptores separados.
O interruptor da lâmpada principal tem três posições.
Interruptor pressionado na primeira posição = ligado.
Interruptor pressionado na segunda posição = desligado.
Interruptor pressionado na terceira posição = é ligado quando a porta é aberta.
O interruptor do spotlight tem duas posições.
Extremidade traseira do interruptor pressionada = ligado.
Extremidade dianteira do interruptor pressionada = desligado.
Os spotlights são movíveis em um eixo esférico.

Medidor de serviço

O medidor mostra quantas horas o motor funcionou. Está posicionado na parte inferior da
ombreira da porta do lado direito.

Operação
Esse capítulo contém instruções que têm que ser seguidas, para que a máquina seja operada
com segurança. Entretanto, essas instruções não isentam o operador de seguir as leis e
regulamentos locais aplicáveis à segurança nas estradas e nas indústrias e ao bem estar no
trabalho.
Atenção, bom senso e respeito aos regulamentos de segurança aplicáveis, são condições
necessárias para evitar riscos de acidentes.

Instruções de amaciamento
Durante as primeiras 100 horas, a máquina deverá ser operada com certo cuidado. É muito
importante que os níveis de óleo e de fluidos sejam verificados frequentemente durante o período
de amaciamento. Verifique regularmente as pressões do sistema.
Page 67 of 155

Instruções de segurança durante a operação


Deveres do operador
O operador deverá operar a máquina de tal forma a minimizar o risco de acidentes, tanto para o
próprio operador como para outros usuários da estrada e pessoas presentes na área de trabalho.
O operador deverá estar bem familiarizado com a manutenção e operação da máquina, e deverá
ter feito o curso necessário sobre a máquina.
O operador deverá seguir as recomendações e normas do Manual de Instruções do Operador,
mas deverá observar as leis eventuais e regulamentos nacionais, como também as exigências
especiais e riscos aplicáveis ao local de trabalho.
O operador deverá estar descansado, e não poderá nunca operar a máquina sob o efeito de
álcool, remédios ou outras drogas.
O operador é o responsável pela área de trabalho da máquina.
- Impeça as pessoas de entrarem ou permanecerem na zona de risco - numa área de pelo menos
7 m (23 ft) ao redor da máquina. A área de risco depende da velocidade e direção das
máquinas em operação. O operador pode permitir a permanência de uma pessoa no local,
entretanto, terá que tomar muito cuidado e manobrar a máquina apenas quando enxergar a
pessoa ou quando esta, através de sinal claro, indicar sua posição.

O operador e a direção são responsáveis pelo local de trabalho das máquinas, e deverão impedir a entrada de estranhos no local
durante os trabalhos. O operador tem que manter boa visibilidade dianteira, traseira e nas laterais, para evitar riscos de
atropelamentos de pessoas e objetos.
Page 68 of 155

Segurança do operador
A máquina tem que estar sempre operacional, isto é, todas as falhas que possam causar
acidentes têm que ser sanadas.

Roupas adequadas para um seguro manuseio e capacete de segurança devem ser


usados.
Não pode ser usado telefone celular solto, pois este pode interferir em parte eletrônica
importante. Telefone celular tem que ser integrado ao sistema elétrico da máquina e
utilizar antena externa, montado conforme as instruções do fabricante.
Esteja sempre sentado no assento do operador quando ligar o motor / máquina.
Mantenha as mãos longe das áreas onde exista risco de esmagamento, por exemplo,
tampas, portas e janelas.
Use sempre o cinto de segurança abdominal. Este tem que ficar ajustado confortavelmente
e baixo ao redor de seus quadrís. A alça tem que ficar bem ajustada para adaptar-se à
suspensão do assento.
Utilize os degraus e corrimãos ao subir ou descer da máquina. Use sempre o apoio de três
pontos, quer dizer, duas mãos e um pé ou dois pés e uma mão. Ande sempre com o
rosto voltado para a máquina - não pule!
Verifique se o implemento está perfeita e seguramente acoplado.

As vibrações (tremores) que são produzidas durante a operação podem ser prejudiciais
para o operador. Para diminuí-las faça o seguinte:
Page 69 of 155

- Ajuste o assento e aperte o cinto de segurança


- Adapte sua velocidade.

A cabine é para proteção do operador da máquina, e atende aos requisitos do padrão para
"Roll Over Protective Structures" (estruturas de proteção contra capotamento),
conforme os testes do padrão "ROPS". Portanto, segure firmemente o volante se a
máquina capotar - não pule!
A cabine é também projetada para atender os requisitos de proteção contra objetos em
queda, cujos pesos correspondem aos métodos de teste "FOPS".
A entrada mais usada é a abertura da porta esquerda.
A abertura da porta do lado direito pode ser usada como saída em caso de emergência.
Apenas ande ou permaneça sobre superfícies dotadas com proteção antiderrapante, veja a
página See Prevenção contra ferimentos.
Selecione uma marcha que impeça velocidade excessiva quando se locomover em
descidas.

Se for fornecido um martelo de emergência, este deverá ser posicionado na coluna


esquerda ROPS. Para usá-lo, quebre um canto da janela traseira ou da janela superior
da porta.
Não quebre o meio do vidro da janela do pára-brisa dianteiro. Este é laminado e o vidro
não estilhaça.

Nunca deixe ninguém permanecer sentado ou em pé na máquina quando esta


estiver em operação. Opere sempre a máquina sentado, e com o cinto de
segurança fixado.
Durante trovoadas, não entre nem saia da máquina.

- Se estiver fora da máquina, aguarde longe da máquina até passar o temporal.


- Se estiver dentro da cabine, permaneça sentado com a máquina parada até passar o
temporal. Não toque em controles ou em qualquer metal.

Trabalhando dentro de áreas perigosas


É dever do empregador conhecer e marcar o posicionamento de tubos de gás, de água, esgotos
ou linhas e cabos elétricos no local de trabalho, e informar o operador a respeito disto. A
inobservância dessa condição pode resultar em consequências legais. Quando necessário,
deverão ser contatadas autoridades locais e companhias elétricas e de comunicação, com
relação a mapas, plantas e recomendações.
Cabos e linhas elétricas têm que ser protegidos contra danos de maneira adequada. Os cabos
elétricos, se possível, deverão ser desligados.
Informações a respeito do local de desligamento de gás e água deverão estar disponíveis, de
forma que possam ser rapidamente desligados em caso de rompimento.

Tome muito cuidado ao trabalhar próximo de áreas marcadas de perigo.


Não trabalhe próximo aos cantos de um cais, rampas, etc.
Mova devagar quando trabalhar em espaços apertados e verifique se existe espaço
suficiente para a máquina e a carga.
Trabalhos em superfície subterrânea exigem equipamentos especiais, isto é, motor
certificado é exigido dentro de países da UE/EAA. Contate seu concessionário.
Quando trabalhar em condições de fraca luminosidade, isto é, construções e túneis, use os
faróis.
Não opere a máquina quando for fraca a visibilidade, como por exemplo, em caso de muita
neblina, neve e chuva.
Quando trabalhar em áreas contaminadas e nocivas à saúde, a máquina deverá ser
especialmente equipada para tal. Contate seu concessionário. Antes de entrar na área,
Page 70 of 155

verifique os regulamentos locais.

Linhas elétricas aéreas de alta tensão

Cuide para que a máquina não entre em contato com as linhas elétricas quando estas estiverem eletrizadas. Haverá ferimentos se
seu corpo entrar em contato com uma máquina condutora de energia elétrica.
A alta tensão é letal, e a corrente elétrica é suficientemente forte para destruir a máquina e
implementos. Você correrá perigo de vida se entrar em contato ou chegar próximo às linhas
elétricas de alta tensão. Antes de iniciar trabalhos próximos às estas linhas elétricas entre sempre
em contato com a companhia responsável pelas mesmas. Observe as instruções especiais
expedidas pela companhia referentes a trabalhos/permanência próximo das linhas elétricas.
Trate todas as linhas elétricas como se estivessem eletrificadas, mesmo se supor que estejam
sem corrente elétrica. É um grande risco trabalhar quando a máquina ou sua carga estão
próximas da distância mínima de segurança de uma linha elétrica.

Lembre-se que a voltagem da linha elétrica é que determina a distância de segurança.


Pode ocorrer uma faísca elétrica e danificar a máquina e ferir o operador mesmo a
grande distância da linha elétrica.
Descubra qual a ação a tomar quando uma pessoa é exposta a um choque elétrico.

IMPORTANTE! Também quando transportar a máquina, leve em consideração as linhas


elétricas aéreas.
Pode ocorrer uma distorção visual através da janela do teto. Deverá ser considerada a distância
real.

Locomovendo e operando (trabalhando) em vias públicas


Como um operador de máquina, você é considerado a ser um usuário da estrada e, portanto,
necessita conhecer e seguir os regulamentos de trânsito locais e nacionais.

É muito importante ter em mente que a máquina, em comparação com o resto dos veículos no
trânsito, é um veículo lento e muito largo, que pode causar obstrução. Lembre-se disto e preste
atenção no trânsito atrás de você. Facilite a ultrapassagem.
É recomendado o uso da placa VL (placa de veículo lento). Esta deverá ser posicionada na
máquina em local bem visível, não internamente na cabine em alguma janela. Deverá ser
posicionada numa altura de 0,6-1,8 m (2-6 ft.) acima do solo, medido a partir do canto inferior da
placa.
Devem ser usados sinais de estradas, marcações de restrição de trânsito e outros dispositivos de
segurança, os quais podem ser necessários considerando-se a velocidade e intensidade do
trânsito ou outras condições locais.
A mesa de moldagem deverá ser levantada (30-40 cm = 12-16 polegadas acima do solo).
Observe os regulamentos locais quando for necessário usar o sinalizador rotativo.
Page 71 of 155

Antes da locomoção, é uma boa idéia abaixar os braços da engrenagem cônica da lâmpada
traseira e travá-los nessa posição. Quando não estiver sendo usada, levante os braços e trave-os.
Antes de levantá-los e prendê-los, é bom remover a sujeira acumulada durante a locomoção.
Cuide para que os implementos largos não ocultem as lâmpadas de locomoção. Conforme os
regulamentos de trânsito, a área frontal da máquina tem que ser suficientemente iluminada.

Providências antes da operação


1 Efetue a manutenção diária, veja as páginas See Esquema de lubrificação e manutenção, G930
a G960 e See Esquema de lubrificação e manutenção, G970 a G990. (Certifique-se de que os
óleos e o refrigerante são compatíveis com as condições ambientes).
2 Verifique se existe combustível suficiente no tanque.
3 Limpe / raspe as janelas.
4 Ajuste os espelhos conforme a necessidade do operador.
5 Verifique se não existem falhas / peças frouxas ou vazamentos que possam causar danos.
6 Verifique se a chave geral das baterias está ligada. Não efetue derivação com a chave geral das
baterias. Se a chave não estiver funcionando corretamente, repare-a.
7 Verifique se os pinos de travamento da articulação foram removidos e acondicionados
corretamente.
8 Verifique se as rodas não estão bloqueadas.
9 Verifique se as tampas do motor e de acesso estão seguras e fechadas.
10 Verifique se não existem pessoas próximas da máquina. Veja a página See Deveres do
operador.
11 Ajuste o assento do operador, a coluna de direção e o volante. Veja as páginas See Assento
do operador e cinto de segurança e See Pedal de inclinação do pedestal.
12 Coloque o cinto de segurança abdominal. Este tem que ficar ajustado confortavelmente e
baixo ao redor dos quadrís. A alça tem que ficar bem ajustada para adaptar-se à suspensão
do assento. Veja a página See Cinto de segurança abdominal, verificação e manutenção.
Após a operação
Abasteça o tanque de combustível ao final de cada turno de trabalho. Isto reduzirá o risco de
formação de água de condensação no tanque.
Page 72 of 155

Ligando o motor

O motor tem que ser ligado apenas com a chave de ignição na cabine.
1 Certifique-se de que o comutador da transmissão está na posição de estacionamento (P). Isto
garante que o freio de estacionamento está aplicado. O motor não é ligado com o comutador
da transmissão engatado em marcha à frente (F), posição neutra (N) ou ré (R).

2 Ponha a chave de ignição no interruptor. Gire a chave no sentido horário, para a posição de
funcionamento (I), de forma que seja efetuado um teste do sistema. A duração do teste é de
4-5 segundos.
3 Ao mesmo tempo, verifique se acendem as lâmpadas de controle e se os medidores mostram
alguma leitura.
4 Gire a chave de ignição no sentido horário para a posição de partida (III). Solte a chave quando
o motor pegar.

5 Se o motor não pegar, gire a chave no sentido anti-horário para a posição (O) antes de tentar
nova partida. Deixe o motor funcionando em marcha lenta baixa aprox. 30 segundos para
garantir lubrificação suficiente dos componentes, como o turbocompressor.
6 Verifique se todas as lâmpadas de controle e de advertência estão apagadas.

Ligando o motor em clima frio

Esta máquina está equipada com aquecedor de pré-aquecimento. Não podem ser usados aditivos de partida (éter, etc.).
A função de pré-aquecimento é automaticamente ativada quando a temperatura do refrigerante
estiver abaixo de ±0 °C (+32 °F) nos modelos G930, G940, G960 e G946. Nos modelos G970,
G990 e G976, a função de pré-aquecimento é ativada quando a temperatura atingir 12 °C (54 °F)
ao nível do mar. A temperatura de ativação varia conforme a pressão barométrica.
1 Ponha a chave de ignição no interruptor. Gire a chave no sentido horário para a posição de
funcionamento (I).
2 O pré-aquecimento é agora ativado e é acesa a lâmpada de controle. Após 10-50 segundos (o
tempo depende da temperatura do refrigerante), o aquecedor do pré-aquecimento é
desativado automaticamente e a lâmpada apaga.

NOTA: Pré-aquecimento. Se a lâmpada de controle do pré-aquecimento continuar acesa


por mais de 50 segundos, estará ainda ligado o circuito do pré-aquecimento. Nesse caso,
Page 73 of 155

não opere a máquina, pois haverá risco de superaquecimento. Sendo assim, a função do
aquecedor deverá ser verificada por um técnico qualificado.
3 Quando a lâmpada de controle apagar, gire a chave de ignição no sentido horário, para a
posição de partida (III). Solte a chave quando o motor pegar.
4 A função de pós-aquecimento é automaticamente ativada quando a temperatura do refrigerante
estiver abaixo de ±0 °C (+32 °F) nos modelos G930, G940, G960 e G946. Nos modelos G970,
G976 e G990, a função de pós-aquecimento é ativada quando a temperatura atingir 12 °C (54
°F) ao nível do mar. A temperatura de ativação varia conforme a pressão barométrica. A
duração do pós-aquecimento está relacionada com a temperatura do refrigerante; de no
mínimo 20 segundos até 200 segundos no máximo.
A função de pós-aquecimento é iniciada quando o motor atinge o estado de funcionamento
(acima de 750 rpm com a chave de ignição na posição de funcionamento). Quando a função
de pós-aquecimento é ativada, é acesa a lâmpada de controle de pré-aquecimento.
NOTA: Pós-aquecimento. Quando o motor atingir o estado de funcionamento, o pré-
aquecimento deverá ser reativado para pós-aquecimento. Se a lâmpada de controle do pré-
aquecimento continuar acesa por mais de 200 segundos, estará ainda ligado o circuito do
pós-aquecimento. Nesse caso, não opere a máquina, pois haverá risco de
superaquecimento. Deixe um técnico qualificado verificar o aquecedor.
NOTA: O uso de aquecedores de imersão para aquecer o refrigerante e o óleo do motor é
altamente recomendado. Se possível, guarde a máquina em local aquecido.

Deixe o motor funcionando em marcha lenta baixa por 30 segundos, de forma que o óleo no
motor, transmissão e sistema hidráulico seja aquecido, e torne-se suficientemente fluido para
proporcionar lubrificação adequada.
NOTA: Se o motor for acelerado imediatamente após sua partida, o turbocompressor
poderá ser danificado.

Partida em clima frio, transmissão e sistemas hidráulicos


Quando operar em temperaturas abaixo de -10 °C (+14 °F), guarde a máquina em local aquecido
ou use aquecedores de imersão na caixa de transmissão e no tanque hidráulico. Pode usar os
óleos recomendados desde que sejam atendidas as seguintes condições: veja a página See
Lubrificantes recomendados.
- Antes da partida, o óleo seja pré-aquecido a uma temperatura acima do valor mínimo indicado
para o óleo e taxa de viscosidade.
- A temperatura de operação permanece acima do valor mínimo na faixa aplicável.
O não cumprimento desses requisitos pode resultar em mal funcionamento ou redução da
durabilidade da transmissão e componentes hidráulicos.
Função de descarga
Para reduzir a carga hidráulica durante partida em clima frio, a bomba hidráulica principal e a
bomba do ventilador hidráulico são limitadas a um deslocamento mínimo quando a chave de
ignição for girada para a posição de partida (III).
Ocorre ativação da função de descarga se a temperatura do refrigerante estiver abaixo de 25 °C
(77 °F) e a temperatura do óleo hidráulico estiver abaixo de 10 °C (50 °F). Aparece na unidade
display o texto - INFO...descarga hidráulica ligada -.
Quando for dada partida ao motor e a chave de ignição estiver na posição de funcionamento (I), é
iniciada uma retardação de tempo para manter ativada a função de descarga. A duração da
retardação é dependente da temperatura do óleo hidráulico. Cada grau Celsius a partir de 10 °C a
0 °C adiciona 1 segundo de retardação. Cada grau Celsius a partir de -1 °C e para baixo, adiciona
2 segundos de retardação. Após passado o tempo de retardação, é desativada a função de
descarga.
NOTA: Se o óleo no circuito hidráulico estiver frio, as funções hidráulicas funcionarão
lentamente. Não tente operar as funções hidráulicas sem que o óleo hidráulico esteja
quente, pois caso contrário, a bomba hidráulica poderá ser danificada.
Ative os cilindros hidráulicos em seus cursos de trabalho várias vezes, até que o sistema
hidráulico de operação funcione normalmente.

Mudança de marcha
Page 74 of 155

Não locomova (roda livre) a máquina em uma descida na posição neutra (N). Excesso de velocidade pode causar a perda de controle
da máquina, como também danificar a transmissão.

Partida após ter parado completamente


Quando der partida após uma parada use sempre o pedal modulador.

NOTA: O pedal modulador requer muito pouco esforço para ser operado; isto para reduzir
o cansaço do operador. Tome cuidado nas primeiras vezes, antes de ficar acostumado com
o conforto da operação do pedal.

NOTA: A máquina não começará a se mover em nenhuma marcha à frente superior à 5a.
(transmissão HTE840) ou 7a. marcha (transmissão HTE1160). A máquina não começará a
se mover em nenhuma marcha à ré superior à 3a. (transmissão HTE840) ou 4a. marcha
(transmissão HTE1160).

Partida
- Levante a mesa de moldagem e todos os implementos do solo. Veja a página See Comandos
hidráulicos.
- Se estiver locomovendo a máquina, posicione a mesa de moldagem internamente entre os
pneus. Articule as rodas dianteiras para certificar-se de que não estão encostando na mesa de
moldagem.
- Pressione o pedal modulador e o pedal do freio de serviço.
- Pressione o botão de travamento neutro do comutador da transmissão. Mova o comutador para
a esquerda para desengatar a alavanca da posição de estacionamento (P). Esta ação libera o
freio de estacionamento.
- Pressione o botão de travamento neutro e mova o comutador para a posição à frente (F) ou à ré
(R).
- Selecione a marcha de partida empurrando o comutador para a direita ou esquerda. Um texto
digital na unidade display do painel de instrumentos central informa qual a marcha engatada
na transmissão.
- Solte o pedal do freio de serviço, e depois, devagar, solte o pedal modulador, e acelere se for
necessário.

NOTA: Não apoie seus pés no pedal modulador ou no pedal do freio de serviço quando
estiver dirigindo a máquina, pois isto pode causar desgaste desnecessário e falha
prematura.
Page 75 of 155

Marchas de mudança

Uma vez que a máquina esteja em movimento, você não tem que usar o pedal modulador para
trocar de marcha. A melhor qualidade de mudança pode ser obtida mantendo consistentemente a
rotação do motor (rpm).
A Para mudar para uma marcha superior, empurre o comutador para a direita e solte-o.
B Para mudar para uma marcha inferior, empurre o comutador para a esquerda e solte-o.
NOTA: Reduza para uma marcha baixa apropriada antes de se locomover em uma descida
para evitar velocidade excessiva. Caso contrário, a transmissão pode ser danificada.

Contínua adaptação da velocidade básica


Adaptação da velocidade básica é uma característica padrão, que está ativa no modo manual.
Para ativar a adaptação da velocidade básica pressione o pedal modulador ou o pedal do freio, e
a função efetuará mudanças para baixo de marchas à frente e à ré para marchas moduladoras
padrões F3 e R2 (HTE840) e F5 e R3 (HTE1160).
Sempre que o operador levantar o pedal modulador, a transmissão estará sempre na melhor
marcha adaptada, independentemente da velocidade da máquina ou rpm do motor. Após uma
parada completa, a máquina dará partida a partir de uma marcha moduladora padrão.
Durante condições contínuas de adaptação da velocidade básica, será cancelada a função caso o
operador fizer uma mudança de marcha para cima. Isto permite ao operador selecionar para
partida uma marcha de trabalho até a marcha moduladora mais alta F5, R3 (HTE840), F7, R4
(HTE1160). A função será ativada novamente tão logo o operador libere o pedal de embreagem.

Proteção contra sobrerotação


Page 76 of 155

A proteção contra sobrerotação é uma característica padrão, a qual é ativada quando o pedal
modulador é pressionado. Essa função efetua mudança para cima na transmissão se houver risco
de sobrerotação do trem de força. Quando o pedal modulador é liberado não ocorrem mudanças
protetoras de marcha para cima.

Mudando de direção usando o pedal modulador

NOTA: Pare a máquina para mudar a direção.


1 Pressione o pedal modulador e pare a máquina completamente usando os freios de serviço.
2 Pressione o botão de travamento neutro e mova o comutador para a frente (F) para locomoção
à frente, ou para trás (R) para locomoção à ré.
3 A seleção de uma marcha apropriada para partida depende das condições de trabalho vigentes.
Se for dada partida em marcha muito alta, o motor pode afogar. Solte o pedal do freio de
serviço, e depois, devagar, solte o pedal modulador, e acelere se for necessário.

Característica de memorização de marcha


A característica de memorização de marcha permite ao operador manter os modelos de mudança
da transmissão adaptados às condições do trabalho.
Para obter diferentes modelos de mudança, como o F2 e R1, você tem que manualmente mudar
a transmissão para essa marcha.
A função de memória relembra a marcha selecionada que foi ultimamente usada à frente ou à ré,
e retorna para essa direção, a V-ECU (unidade de comando eletrônico do veículo) seleciona essa
marcha automaticamente. Você apenas precisa selecionar as marchas necessárias à frente ou à
ré, não é necssário nenhuma outra ação de programação.
Uma vez obtida uma combinação de marchas válida para a memória, você pode `alternar entre
marcha à frente e à ré.
Se uma seleção de combinação de marchas à frente ou à ré não for válida, a V-ECU seleciona a
marcha que falta automaticamente.
Você tem que fazer uma sequência de mudança completa (isto é, F-N-R ou R-N-F) para usar a
função de memorização de marcha. Se fizer uma sequência incompleta (isto é, F-N-F ou R-N-R),
a transmissão retornará para a seleção de marcha anterior de marcha à frente ou à ré.

Mudança de marcha usando o pedal modulador e marchas memorizadas


NOTA: A função permite ao operador mudar a direção da máquina usando o pedal modulador. A função de memorização de marchas
permite ao operador adaptar o modelo de marcha conforme as condições do trabalho.
Solte o pedal do freio de serviço, e depois, solte o pedal modulador devagar. Ocorrerá mudança de direção conforme a seguinte tabela,
dependendo do modelo de transmissão instalado.

HTE840 Mudança manual


Marchas
Marcha à frente para ré Mudança
memorizadas
Rastejamento, R1,
Rastejamento Mudança para marcha memorizada à ré selecionada.
R2
F1 R1, R2
F2 R1, R2 NOTA: Se a marcha à ré anterior não for uma marcha memorizada, a mudança será
feita para a marcha faltante.
F3 R1, R2
NOTA: O operador pode aumentar a marcha à ré para a marcha modulada máxima
F4 R1, R2 permitida (R3).
F5 R1, R2
F6 R2 (marcha faltante)
Mudança para a marcha à ré faltante.
Page 77 of 155

F7 R2 (marcha faltante) NOTA: O operador pode aumentar a marcha à ré para a marcha modulada máxima
F8 R2 (marcha faltante) permitida (R3).
Marcha à ré para Marchas
Mudança
marcha à frente memorizadas
Rastejamento Rastejamento
R1 Mudança para marcha memorizada à frente selecionada.
Rastejamento, F1 -
R2 F3
NOTA: Se a marcha à frente anterior não for uma marcha memorizada, a mudança é
R3 feita para a marcha modulada mais alta permitida.
F1 - F3
R4
HTE1160 Mudança manual
Marchas
Marcha à frente para ré Mudança
memorizadas
Rastejamento, R1,
Rastejamento Mudança para marcha memorizada à ré selecionada.
R2, R3
F1 R1, R2, R3
NOTA! Se a marcha à ré anterior não for uma marcha memorizada, a mudança será
F2 R1, R2, R3
feita para a marcha faltante.
F3 R1, R2, R3
F4 R1, R2, R3
NOTA! O operador pode aumentar a marcha à ré para a marcha modulada máxima
F5 R1, R2, R3
permitida (R4).
F6 R1, R2, R3
F7 R1, R2, R3 Mudança para a marcha à ré faltante.
F8 R3 (marcha faltante)
NOTA! O operador pode aumentar a marcha à ré para a marcha modulada máxima
F9 R3 (marcha faltante)
permitida (R4).
F10 R3 (marcha faltante)
F11 R3 (marcha faltante)
Marcha à ré para Marchas
Mudança
marcha à frente memorizadas
Rastejamento Rastejamento Mudança para marcha memorizada à frente selecionada.
Rastejamento, F1 -
R1
F5 NOTA! Se a marcha à frente anterior não for uma marcha memorizada, a mudança
R2 será feita para a marcha modulada máxima permitida (F5).
R3 F1 - F5
R4 F1 - F5
R5 F1 - F5
R6 F1 - F5

Mudando de direção usando a função de mudança pendular

1 A função de mudança pendular comanda automaticamente a mudança de direção da máquina


sem que o operador tenha que usar o pedal modulador.
2 Pressione o botão de travamento neutro e mova o comutador da transmissão para a direção
oposta de locomoção.
Page 78 of 155

3 A máquina faz redução apropriada (proporcional à marcha selecionada). Não reduza a rpm do
acelerador. A função de mudança pendular comandará a rotação do motor e a ativação da
transmissão.
4 A função de mudança pendular é cancelada se o comutador for mantido na posição neutra (N)
por mais de meio segundo.
IMPORTANTE! Use a função de mudança pendular apenas em superfícies planas. Evite
usá-la em ladeiras, pois podem ocorrer perda do controle ou danos à transmissão.

Mudança de marcha usando a mudança pendular e marchas


memorizadas
NOTA: A função permite ao operador mudar a direção da máquina sem usar o pedal
modulador. A função de memorização de marchas permite ao operador adaptar o modelo
de marcha conforme as condições do trabalho.
Uma mudança pendular de uma marcha à frente para uma marcha à ré, ou de uma marcha à ré
para uma marcha à frente, pode ser efetuada conforme a seguinte tabela, dependendo do modelo
de transmissão instalado.

HTE840 Mudança pendular automática


Marcha à frente para Marchas
Mudança pendular
ré memorizadas
Rastejamento, R1,
Rastejamento
R2
Mudança pendular diretamente para a marcha à ré memorizada selecionada.
F1 R1, R2
F2 R1, R2
F3 R1, R2
F4 R1, R2
F5 R1, R2

R2 (marcha Automaticamente é feita redução de marcha para uma marcha quando a velocidade
F6 estiver abaixo de 10 km/h antes de uma marcha à ré ser permitida durante uma mudança
faltante)
R2 (marcha pendular.
F7
faltante)
R2 (marcha
F8
faltante)
Marcha à ré para Marchas
Mudança pendular
marcha à frente memorizadas
Rastejamento Rastejamento
R1
Rastejamento, F1 - Mudança pendular diretamente para a marcha à frente memorizada selecionada.
R2
F3

R3 F1 - F3
Automaticamente é feita redução de marcha para uma marcha quando a velocidade
estiver abaixo de 10 km/h antes de uma marcha à frente ser permitida durante uma
R4 F1 - F3 mudança pendular.

HTE1160 Mudança pendular automática


Marcha à frente para Marchas
Mudança pendular
ré memorizadas
Rastejamento, R1,
Rastejamento
R2, R3
F1 R1, R2, R3 Mudança pendular diretamente para a marcha à ré memorizada selecionada.
F2 R1, R2, R3
F3 R1, R2, R3
Page 79 of 155

F4 R1, R2, R3
F5 R1, R2, R3
F6 R1, R2, R3
F7 R1, R2, R3
R3 (marcha
F8
faltante)
Automaticamente é feita redução de marcha para uma marcha quando a velocidade
R3 (marcha estiver abaixo de 10 km/h antes de uma marcha à ré ser permitida durante uma mudança
F9
faltante) pendular.
R3 (marcha
F10
faltante)
R3 (marcha
F11
faltante)
Marcha à ré para Marchas
Mudança pendular
marcha à frente memorizadas
Rastejamento Rastejamento
Rastejamento, F1 -
R1
F5
Mudança pendular diretamente para a marcha à frente memorizada selecionada.
Rastejamento, F1 -
R2
F5

Rastejamento, F1 -
R3
F5 Automaticamente é feita redução de marcha para uma marcha quando a velocidade
R4 F1 - F5 estiver abaixo de 10 km/h antes de uma marcha à frente ser permitida durante uma
R5 F1 - F5 mudança pendular.
R6 F1 - F5

Modos de transmissão
Estão disponíveis três modos de comando de mudança de transmissão.
- Modo manual
- Modo automático (opcional)
- Modo de locomoção (opcional)

Modo manual
A operação de transmissão manual é controlada pelo operador através do uso da alavanca de
mudança da transmissão para manualmente fazer mudanças para cima e para baixo. O modo
manual é ativado pelo interruptor do modo transmissão, posicionado no painel de instrumentos do
pedestal, veja a página See Interruptor do modo da transmissão, locomoção, manual e
automático (equipamento opcional em todos os modelos)
NOTA: Apenas em máquinas com característica de transmissão aumentada. Quando
ativada, é visualizado um M na tela do painel de instrumentos central.

Modulação padrão/marcha de partida no modo Manual

F3 e R2 (Transmissão HTE840)
F5 e R3 (Transmissão HTE1160)

Modulação mais alta/marchas de partida podem ser manualmente selecionadas. Modulação


máxima/marcha de partida*

F5 e R3 (Transmissão HTE840)*
Page 80 of 155

F7 e R4 (Transmissão HTE1160)*

Modulação mais baixa/marchas de partidas até F1 e R1 podem também ser selecionadas


manualmente; essas podem também ser usadas como marchas memorizadas, veja a página See
Característica de memorização de marcha

Modo automático
O modo de transmissão automático permite o operador deixar a transmissão efetuar mudanças
para baixo e para cima automaticamente, tanto para frente como para rè. A ativação do modo
automático é efetuada pelo interruptor do modo transmissão, posicionado no painel de
instrumentos do pedestal. Veja a página See Painel de instrumentos do pedestal. Quando
ativado, é visualizado um A na tela do painel de instrumentos central, quando o comutador estiver
na posição neutra ou posição de estacionamento. A marcha desejada é visualizada quando o
comutador estiver na posição à frente ou à ré.
Modulação padrão/marchas de partida no modo Automático são

F2 e R1 (Transmissão HTE840)
F3 e R2 (Transmissão HTE1160)

A faixa de trabalho no modo Automático fica entre a marcha de trabalho mais alta selecionada (a
qual pode ser a marcha de topo) e a marcha de trabalho mais baixa

F2 e R1 (8-velocidades)
F3 e R2 (11-velocidades)

Quando o modo Automático é ativado, a marcha de trabalho mais alta selecionada é memorizada
a partir da última vez em que foi usado o modo Automático. Se a marcha atual for maior que a
marcha de trabalho mais alta selecionada, a marcha de trabalho mais alta selecionada será
ajustada para a marcha atual.
Efetuando-se mudança para cima ou para baixo com a alavanca de mudança, pode ser
selecionada uma nova marcha de trabalho mais alta.
No modo Automático a transmissão faz mudanças para cima e para baixo automaticamente entre
a marcha de trabalho mais alta selecionada e a marcha de trabalho mais baixa. A mudança
automática é determinada pela carga do motor, a velocidade da máquina e a rpm do motor. Em
condições severas de carga, a transmissão pode efetuar mudanças de marcha para baixo em
dobro.
Se a marcha de trabalho mais alta selecionada for ajustada para a marcha de trabalho mais
baixa, não será possível efetuar mudança para cima ou para baixo automaticamente, isto é, a
marcha atual será fixada como a marcha de trabalho mais alta selecionada (procedimento
manual).

NOTA: Quando for efetuada uma mudança pendular no modo Automático, a transmissão
começa sempre a partir da modulação padrão/marcha de partida. Depois, dependendo da
carga, da velocidade e da rpm do motor, faz mudança para cima para a marcha de trabalho
mais alta selecionada.

Modo de locomoção
O modo locomoção é principalmente destinado para estrada, ou quando se conduz a máquina
sem muitas paradas e partidas. Embora seja possível usar o modo locomoção durante operações
em altas rotações, como durante limpeza de neve e manutenção de estrada, onde o operador
deseja obter melhor controle de mudanças para cima e para baixo usando o pedal do acelerador
e a rpm do motor.

O modo locomoção efetua mudanças de marchas para cima e para baixo automaticamente na
direção à frente. Na marcha à ré, as mudanças para cima e para baixo têm que ser efetuadas
manualmente. A ativação do modo locomoção é efetuada pelo interruptor do modo transmissão,
posicionado no painel de instrumentos do pedestal, veja a página See Painel de instrumentos do
pedestal; quando ativado, é visualizado um T na tela do painel de instrumentos central.

Modulação padrão/marchas de partida no modo Locomoção são

F3 e R2 (Transmissão HTE840)
F5 e R3 (Transmissão HTE1160)

Modulação mais alta/marchas de partida podem ser selecionadas à ré manualmente

R3 (Transmissão HTE840)
R4 (Transmissão HTE1160)

Modulação mais baixa/marchas de partida podem ser selecionadas à ré até R1, manualmente
Page 81 of 155

A faixa de trabalho no modo Locomoção fica entre

F3 e F8 (Transmissão HTE840)
F5 e F11 (Transmissão HTE1160)

No modo Locomoção a transmissão efetua automaticamente mudanças para cima e para baixo
na direção à frente dentro da faixa de trabalho, dependendo da velocidade e da rpm do motor.
Durante variação rápida de velocidade, a transmissão pode efetuar mudanças em dobro.

Modelos de tração em todas as rodas


O sistema AWD (All Wheel Drive-tração em todas as rodas) é um sistema acionado
hidrostaticamente, usado para aumentar o esforço de tração e controle de direção nas rodas
dianteiras durante condições de derrapagem. Duas bombas hidráulicas de deslocamento variável,
comandadas eletronicamente, fornecem força ao sistema em um circuito de curso fechado. Cada
bomba supre um motor de roda dianteira. O motor de roda tem 2 rotações, torque elevado, pistão
radial, tipo ressalto de came. Cada motor de roda possui um sensor de rotação separado. A
tração em todas as rodas responde em marchas à frente de 1 a 7 (transmissão HTE840) ou de 1
a 10 (transmissão HTE 1160) e em todas as marchas à ré.

Não locomova (roda livre) a máquina em uma descida na posição neutra (N) com o sistema AWD engatado. Excesso de velocidade
pode causar a perda de controle da máquina, como também danificar a transmissão.

Característica de marcha memorizada - Modelos de tração em todas as


rodas
Com o sistema de tração em todas as rodas acoplado, se for ativado o Modo de Rastejamento
será eliminada qualquer combinação anterior selecionada de marcha memorizada.
A função de marcha memorizada permite fazer mudança entre Tração em todas as rodas normal
e o modo Rastejamento. Por exemplo, uma mudança entre o modo Rastejamento à frente e
segunda marcha à ré.

Aplicações da tração em todas as rodas


Carga lateral
Você pode compensar as cargas laterais encontradas quando se trabalha transversalmente em
uma ladeira, ou quando nivelar material pesado, usando o sistema de Tração em todas as rodas.
Dirigindo as rodas dianteiras contra as cargas laterais é mantido o controle direcional.
Tração e controle de direção
Quando a tração é fraca e as rodas traseiras da máquina estiverem a patinar, use o sistema de
Tração em todas as rodas para transferir força para as rodas dianteiras. Através de neutralizar a
patinação das rodas traseiras, o sistema de Tração em todas as rodas permite que a máquina
carregue uma grande carga na lâmina, reduz o desgaste dos pneus traseiros e o impacto de
carga no trem de força primário. O sistema de Tração em todas as rodas oferece também melhor
controle de direção em superfícies de baixa tração, proporcionando força total para ambas as
rodas dianteiras durante os giros.

Operação do sistema
Tração em todas as rodas está disponível nas seguintes combinações:
- F1 - F7 marchas à frente (Transmissão HTE840).
- F1 - F10 marchas à frente (Transmissão HTE1160).
- Todas as marchas à ré (transmissões HTE840 e HTE1160).
Ative o sistema pressionando a extremidade superior do interruptor no painel de instrumentos do
pedestal.
Para informações adicionais, veja a página See Interruptor de ativação da tração em todas as
rodas (Modelos G946 e G976).
- Se o sistema AWD for ligado quando a máquina estiver em movimento, terá que ser reduzida a
velocidade da máquina abaixo da 4a. marcha (transmissão HTE840) ou 6a. marcha
(transmissão HTE1160) para que o sistema possa ser acoplado. A informação do modo AWD
na unidade display (XXX) fica piscando até que o sistema seja acoplado.
Page 82 of 155

- Durante mudança de marcha para cima, o sistema é automaticamente ligado ao acionamento


tandem apenas na 8a. marcha, e de volta para o sistema AWD na 7a. marcha quando for feita
mudança de marcha para baixo (transmissão HTE840).
- Durante mudança de marcha para cima, o sistema é automaticamente ligado ao acionamento
tandem apenas na 11a. marcha, e de volta para o sistema AWD na 10a. marcha quando for
feita mudança de marcha para baixo (transmissão HTE1160).

Desativação do sistema
O sistema de Tração em todas as rodas segue automaticamente para alguns modos conforme as
seguintes condições:
1 Interruptor AWD posicionado na posição OFF - sistema AWD desligado.
2 Comutador colocado na posição neutra (N) - sistema AWD na posição neutra.
3 Comutador posicionado na 8a. marcha à frente (transmissão HTE840); 11a. marcha à frente
(transmissão HTE1160) - sistema AWD em standby (na reserva).
4 Pedal modulador ou pedal do freio de serviço pressionado - sistema AWD na reserva.
5 Temperatura do óleo hidráulico no tanque acima da taxa de operação normal - sistema AWD
desligado.
6 Nível baixo de óleo no tanque hidráulico - sistema AWD desligado.
7 Baixa pressão de carga - sistema AWD desligado.

Modo rastejamento
O modo rastejamento usa o acionamento hidrostático das rodas dianteiras para fornecer força
para a máquina de 0-4 km/h
(0-2,5 mph). As rodas traseiras não são acionadas quando é ativado o modo rastejamento.
No modo rastejamento a rotação do motor é limitada em até 1600 rpm.
NOTA: A seleção do modo rastejamento elimina qualquer combinação de marcha
memorizada usada anteriormente.
- Com o sistema AWD acoplado e a transmissão em marcha à frente (F) ou à ré (R), ligue o modo
rastejamento colocando o comutador da transmissão na 1a. marcha. Faça mais uma mudança
para uma marcha baixa (segurando por um segundo) para ativar o modo rastejamento, e a
máquina moverá na direção previamente selecionada.
- Aumente a rotação do motor acima de 880 rpm para começar a locomoção. Use a rpm do motor
para ajustar a velocidade de locomoção desejada.
- Para parar a máquina ou mudar de direção, pressione o pedal modulador e reduza a rotação do
motor para abaixo de 880 rpm.
- Mudança de marcha para cima na transmissão coloca o sistema no modo AWD normal. Faça
mudança entre uma combinação de marcha AWD normal e o modo rastejamento.
NOTA: Se o interruptor AWD for desligado quando a máquina estiver operando no modo de
rastejamento, e se a velocidade de locomoção estiver abaixo de 0,5 km/h (0,3 mph) por
mais de um segundo, a transmissão mudará para a posição neutra (N), a qual é a posição
faltante. Você deverá mover o pedal modulador acima de 90 % para engrenar F1.
NOTA: Se o interruptor AWD for desligado quando a máquina estiver operando no modo de
rastejamento, e se a velocidade de locomoção estiver acima de 0,5 km/h (0,3 mph), a
transmissão fará mudança para F1 diretamente. Você não terá que mover o pedal
modulador.
Estão disponíveis duas opções para selecionar uma marcha de operação.
1 Pressione e solte o pedal modulador. A primeira marcha será ativada na direção selecionada
pelo comutador.
2 Mova o comutador para a posição neutra (N). Pressione o pedal modulador e mova o
comutador para marcha à frente (F) ou Ré (R). A transmissão fará mudança para a marcha
faltante (F1 ou R1). Selecione a marcha adequada para o trabalho e solte o pedal modulador.

Agressão AWD
Diferentes condições de tração são frequentemente encontradas pela frente e traseira da
máquina. O interruptor de agressão AWD é usado para detectar diferenças de sintonia de
velocidade rotacional que podem ocorrer entre as rodas dianteiras e traseiras em trabalhos de
nivelamento sob diversas condições com o sistema Tração em todas as rodas acoplado. Estão
disponíveis dezesseis posições.
Para informações adicionais, veja a página See Interruptor de agressão da tração em todas as
rodas (Modelos G946 e G976).
- Dependendo das condições, um ajuste entre 6 e 11 ajusta a velocidade da roda dianteira com a
Page 83 of 155

da roda traseira.
- Um ajuste mais baixo, reduz a velocidade da roda dianteira em se comparando com a roda
traseira. Um ajuste mais alto aumenta a velocidade da roda dianteira em se comparando com
a roda traseira.

Direção

A máquina possui direção de roda dianteira comandada por um sistema de direção hidrostática de
centro fechado e sensível à carga. Gire o volante para dirigir a máquina para a esquerda ou
direita. Máximo 6,2 giros para travar.

O sistema de direção apenas é operado quando o motor estiver funcionando. Se o motor afogar, pare a máquina.
Se o motor afogar, pare a máquina. Engate o comutador da transmissão na posição de
estacionamento (P). Se possível, ligue novamente o motor. Se não for possível ligar o motor, este
deverá ser reparado por um técnico de manutenção qualificado.

Inclinação da roda dianteira


Durante condições fracas de tração, você pode reduzir o círculo de giro da máquina através da
inclinação das rodas dianteiras. Incline as rodas na direção do giro. Após completar o giro,
posicione as rodas dianteiras novamente na posição vertical.
IMPORTANTE! Não use inclinação das rodas em velocidades altas. A reação é muito
rápida.
Para informações adicionais, veja a página See Alavanca de inclinação da roda dianteira.

Direção usando o giro

Não gire a máquina quando operar em ladeiras ou estiver em locomoção. A máquina pode capotar. Articule sempre a máquina antes
de se locomover na ladeira.
Use a alavanca de giro para ajudar a reduzir o círculo de giro da máquina. Antes do giro, remova
os pinos de travamento do giro.
Page 84 of 155

Não use em velocidades altas. A reação é muito rápida.


Para informações adicionais, veja a página See Alavanca de articulação.
- Certifique-se de que os pinos de travamento de giro estão instalados quando locomover a
motoniveladora.
- Certifique-se de que o interruptor de comando para bloquear o diferencial do eixo traseiro está
na posição DESBLOQUEADO antes de girar a máquina. Isto reduz o raio de giro e diminui o
desgaste dos pneus quando operar sobre superfícies pavimentadas.

Para informações adicionais, veja a página See Interruptor de bloqueio e desbloqueio do


diferencial.

Sistema de direção secundária


(equipamento opcional fora da UE / EAA)

Este sistema hidráulico de operação auxiliar permite ao operador fazer correções de direção mais
facilmente em caso de perda do fluxo hidráulico para a unidade de direção. Para operar o sistema
é necessário que a chave de ignição esteja na posição (I) (funcionamento).
Opere o sistema até parar a máquina em local seguro - máximo um minuto.
IMPORTANTE! Não opere o sistema de direção secundária por mais de um minuto, pois
caso contrário, será ativado um dispositivo de corte térmico, para proteger contra
superaquecimento.
Em caso de baixa pressão de óleo da direção, serão acesas as lâmpadas de controle dos
sistemas de direção primária (A) e direção secundária (B), acompanhadas pelo som da cigarra,
mensagem visualizada na tela (C) e com a lâmpada vermelha de advertência (D) do alarme
central piscando.

Testando o sistema de direção secundária


1 Insira e gire a chave de ignição para a posição (I) (funcionamento). Não dê partida ao motor.
2 Pressione e mantenha pressionada a extremidade superior do interruptor tipo momentâneo no
painel de instrumentos do suporte lateral para ativar o sistema. Serão acesas as lâmpadas de
controle primária e secundária. Simultaneamente, fica piscando a lâmpada âmbar de
advertência no alarme central e é visualizada uma mensagem na unidade display.
Page 85 of 155

3 Verifique o sistema girando o volante.


4 Se o volante não girar facilmente, existirá falha no sistema.
IMPORTANTE! Não opere a máquina. Deixe um técnico de manutenção qualificado reparar
o sistema.
5 Ligue o motor. São apagadas as lâmpadas de advertência, e o alarme pára de soar, indicando
que o sistema está pronto se o motor afogar.
6 Se as lâmpadas de advertência continuarem acesas e o alarme continuar soando com o motor
funcionando, não dirija a máquina. O sistema está avariado e tem que ser reparado por um
técnico de manutenção qualificado.

Frenagem

Freios de serviço
Empurre para baixo o pedal do freio para aplicar os freios de serviço.

Se a lâmpada de advertência do freio acender e soar o alarme durante a operação, pare a máquina com segurança. O sistema de freio
está avariado e tem que ser reparado por um técnico de manutenção qualificado. Não dirija a máquina.
O sistema de freio de serviço tem dois circuitos de freio separados. O sistema proporciona
capacidade de frenagem reduzida em caso de ruptura de linha de freio ou outras falhas em um
Page 86 of 155

circuito.
Cada um dos dois circuitos funciona em uma roda dianteira e na roda em tandem traseira oposta.
Se houver falha em um circuito, a frenagem permanecerá efetiva em todas as rodas em tandem
através de cadeias em tandem.
Em caso de falha no circuito do freio de serviço, será acesa a lâmpada vermelha (C) de
advertência. Simultaneamente, ficará piscando a lâmpada vermelha (B) do alarme central, e uma
mensagem de alarme (D) será visualizada no display indicando a falha / tipo de erro. A cigarra
soará se a alavanca de mudança da transmissão estiver em outra posição que não seja a de
estacionamento (P).
Uma fonte de força suplementar possibilitará assistência de força hidráulica em caso de falha no
motor ou qualquer outra situação em que seja interrompido o fluxo de óleo hidráulico para o
sistema de freio de serviço.
Quando o pedal do freio é pressionado, estará ainda disponível capacidade reduzida de frenagem
quando o motor não estiver funcionando, ou a chave não tiver sido inserida na ignição. Esse
sistema reserva proporciona capacidade de frenagem a um nível reduzido, e é restabelecido
automaticamente quando for restaurado o fluxo de óleo e a pressão hidráulica.
IMPORTANTE! Não apoie seu pé no pedal do freio com a chave de ignição na posição OFF,
pois isto pode danificar o sistema de freio suplementar.

Ajuste do freio
Contate seu concessionário Volvo local para obter informações sobre ajustes dos freios.

Freio de estacionamento

NOTA: Apenas aplique o freio de estacionamento quando a máquina estiver parada.


Aplique sempre o freio se a máquina for ficar sem vigilância.
A lâmpada de advertência vermelha (A) acende quando é aplicado o freio de estacionamento. Se
o freio for aplicado quando a máquina estiver em locomoção acima de 0,5 km/h (0,3 mph), ficará
piscando a lâmpada vermelha do alarme central (B), a cigarra soará, e será visualizada
mensagem de alarme na unidade display (C). A lâmpada vermelha ou âmbar do alarme central
ficará piscando dependendo da condição da falha do freio de estacionamento. Será visualizada
mensagem de alarme na unidade display (C) indicando a falha / tipo de erro.
Com a chave de ignição na posição (I) e com o freio de estacionamento liberado, o freio será
automaticamente aplicado se o interruptor for movido para as posições (R) ou (O).

Frenagem de emergência
Em uma situação de emergência, pode ser usado o freio de estacionamento.
Mova o comutador da transmissão para a posição de estacionamento (P). Isto fará com que seja
aplicado o freio de estacionamento automaticamente.

Se o freio de estacionamento tiver sido usado em uma situação de emergência, o conjunto do freio terá que ser inspecionado por um
técnico de manutenção qualificado.
O freio de estacionamento é auto-ajustável. Para informações adicionais, veja as páginas See
Page 87 of 155

Sistema de freio e See Freios / sistema de direção, especificações.

Bloqueio do diferencial

NOTA: Bloqueie ou desbloqueie o diferencial APENAS quando estiver em baixas


velocidades, em linha reta ou se a máquina estiver parada. Não bloqueie ou desbloqueie o
diferencial quando estiver girando ou quando as rodas em tandem de um lado estiverem
patinando, pois o diferencial pode ser danificado.
O interruptor (A) de bloqueio / desbloqueio do diferencial está posicionado no painel de
instrumentos sobre pedestal, no lado inferior direito. São acesas uma lâmpada de controle âmbar
(B) no painel de instrumentos central e uma lâmpada indicadora no interruptor quando o bloqueio
do diferencial está na posição BLOQUEADO.
- Pressione a extremidade superior do interruptor para ativar o bloqueio do diferencial (posição
BLOQUEADO) para operações normais de nivelamento quando for necessário tração máxima.
Será acesa a lâmpada de controle.
- Pressione a extremidade inferior do interruptor para desativar o bloqueio do diferencial (posição
DESBLOQUEADO) quando for necessária ação diferencial. Isto reduzirá o raio do giro, o
desgaste de pneus e a tensão no trem de força, quando operar sobre superfícies
pavimentadas. A lâmpada de controle apagará.

Parando

1 Abaixe a rotação do motor.


2 Pressione devagar e mantenha pressionado o pedal modulador e o pedal do freio. Pressione o
pedal modulador apenas, sem parar a máquina.
3 Use o pedal do freio para segurar a máquina quando a transmissão estiver engrenada, o pedal
modulador pressionado e o motor funcionando.
4 Mova o comutador da transmissão para a posição de estacionamento (P). Isto fará com que
seja aplicado o freio de estacionamento automaticamente.
5 Solte o pedal modulador e o pedal do freio.
6 Abaixe a mesa de moldagem e todos os implementos ao solo.
7 Deixe o motor funcionando em marcha lenta baixa alguns minutos antes de desligá-lo, para
garantir a lubrificação e refrigeração do turbocompressor.
8 Gire a chave de ignição no sentido anti-horário para a posição (O), de forma que seja apagada
a lâmpada de controle e o motor seja parado.

Quando entrar ou sair da máquina, ande sempre com o rosto voltado para a máquina e use os degraus e corrimãos para não
escorregar. Use sempre o apoio de "três pontos", quer dizer, duas mãos e um pé ou dois pés e uma mão - não pule!
9 Use os pegadores de entrada/saída, para sair da máquina.
Lembre-se que o risco de roubo e arrombamento pode ser reduzido se:
- a chave de ignição for removida quando a máquina for deixada sem vigilância
Page 88 of 155

- forem trancadas as portas e tampas após o horário de trabalho


- a corrente elétrica for desligada com a chave geral das baterias e for removido o cabo do
interruptor
- a máquina for estacionada em local onde o risco de roubo, arrombamento e vandalismo seja
minimizado
- forem removidos todos os objetos de valor da cabine, como telefones celulares, computador,
rádio e sacolas
- a máquina for acorrentada.
Através da impressão do números PIN ou da placa de licença nacional da máquina em suas
janelas, torna mais fácil identificar máquinas roubadas.
Se o operador tiver que sair da cabine com o motor funcionando, deverá tomar muito cuidado, de
forma a não girar o volante ou mover as alavancas de comando hidráulico involuntariamente.
NOTA: O interior da cabine está equipado com dois corrimãos adicionais. Estão soldados
na barra inferior do pára-brisa dianteiro. Você descobrirá que esses corrimãos são de
grande utilidade para entrar ou sair da máquina.
Como uma função de segurança adicional durante a noite, veja a página See Iluminação interior
(lâmpada de teto), mova o interruptor da lâmpada interior da cabine (lâmpada de teto) para a
posição apropriada para fazer com que as lâmpadas internas acendam quando uma das portas
for aberta.

Estacionamento

1 Se possível, ponha a máquina sobre superfície plana. Se não for possível, calce as rodas para
que a máquina não entre em movimento. Abaixe a mesa de moldagem e todos os
implementos ao solo. Não aplique pressão para baixo.
2 Verifique se todos os interruptores e comandos estão na posição "OFF" ou na posição neutra.
3 Aplique o freio de estacionamento após a máquina ter ficado completamente parada.
4 Remova e segure a chave de ignição.
5 Desligue a chave geral das baterias se a máquina for ficar sem vigilância por algum tempo.
6 Tranque todas as tampas, janelas e portas.

Estacionamento prolongado
1 Tome as providências descritas acima.
2 Lave a máquina e retoque a pintura para evitar ferrugem.
3 Trate as partes expostas com agente antiferrugem, lubrifique a máquina minuciosamente e
proteja as superfícies sem pintura, tais como, hastes de cilindros, etc.
4 Verifique a pressão dos pneus e proteja-os contra luz solar forte.
5 Abasteça o tanque de combustível. Preencha até à marcação máxima o tanque de óleo
hidráulico.
6 Cubra o tubo de escape (estacionamento ao ar livre).
7 Certifique-se de que o ponto de congelamento do refrigerante é suficientemente baixo (em clima
frio).

Verificar após estacionamento prolongado


- Todos os níveis de óleo e de fluido. Verifique se existe vazamento.
- Lave a máquina minuciosamente e remova todas as coberturas de proteção.
- Tensão de todas as correias.
- Pressão dos pneus.
- Purificador de ar
Page 89 of 155

- Remova a tampa do tubo de escape (se instalada durante a preparação para o estacionamento
prolongado ao ar livre).
- Certifique-se de que portas, escotilhas, aberturas e áreas do compartimento do motor estão
livres de animais.

Resgate / reboque

Antes de qualquer passo na preparação do resgate ou reboque, o freio de estacionamento deverá ser aplicado e as rodas
bloqueadas, para evitar que a máquina entre em movimento. Tem que ser tomado muito cudidado com relação ao reboque para
evitar ferimentos graves ou até fatais.

Se não for possível ligar o motor, o freio e as funções de direção serão limitados. Nesse caso, o reboque deverá ser restrito apenas à
emergência e na distância menor possível, e efetuado por pessoal treinado. Se possível, transporte a máquina sobre uma carreta.

Medidas
Se possível, o motor deverá funcionar para tornar operacionais os freios e a direção.

Se o motor funcionar, certifique-se de que a alavanca de mudança da transmissão está na


posição neutra (N). Reboque a máquina com o motor funcionando. Se o modelo tiver Tração em
todas as rodas, certifique-se de que o interruptor do sistema de Tração está desligado.
Algumas leis locais proibem ou limitam o uso de correntes de reboque em rodovias. Verifique os
regulamentos estaduais e locais.
Se o eixo traseiro estiver danificado, não reboque a máquina.
Não tente dar partida ao motor rebocando a máquina, pois a transmissão seria danificada.

Freio de estacionamento, liberação mecânica


Se, por alguma razão, não for possível liberar o freio de estacionamento com pressão hidráulica,
solte o freio usando o método de passagem manual.

1 Ponha a máquina na posição de serviço. Veja a página See Posição de serviço.


2 Solte as porcas de travamento dos dois parafusos de ajuste.
3 Gire os dois parafusos de ajuste para dentro de maneira uniforme até que seja superada a
precarga da mola do copo e solto o conjunto do freio.
NOTA: Através de ajustar os parafusos niveladamente evita-se torção do pistão do freio.
Para restabelecer o freio de estacionamento, gire, uniformemente, os parafusos de ajuste para
fora, para suas posições originais. Aperte as porcas de travamento.

Resgate
Page 90 of 155

Passe uma corrente adequada através do furo na chapa do bico e reboque a máquina para um
local adequado ou estrada trafegável. Para evitar carregamento inclinado, puxe a máquina reta
para frente.
Se tiver sido instalado um gancho de reboque opcional na traseira da máquina, acople uma barra
e reboque a máquina para um local adequado ou estrada trafegável. Para evitar carregamento
inclinado, puxe a máquina reta para trás.
NOTA: Os pontos de içamento e amarração no chassi traseiro, no lado interno das rodas
traseiras não podem ser usados para o resgate (são apenas para levantar e amarrar a
máquina).

Reboque
Antes do reboque deverão ser tomadas as seguintes precauções:
- Instale os pinos de travamento da articulação.
- Ligue o sinalizador rotativo e as lâmpadas de advertência de perigo.
- Amarre a mesa de moldagem e todos os implementos. Use correntes e cabos em boas
condições.
Use uma barra de reboque, que deverá ser conectada ao gancho de reboque na traseira da
máquina a ser rebocada, como descrito acima. Um cabo de aço ou corrente pode ser amarrado
através da abertura na frente da chapa do bico. Se os freios da máquina não funcionarem, tem
que ser usada uma barra de reboque.
O veículo rebocador ou a máquina tem que ser pelo menos mais pesado que a máquina a ser
rebocada, e ter suficiente potência de motor e capacidade de frenagem para puxar e frear ambas
as máquinas em subidas e descidas.
Não reboque a máquina mais longe do que o absolutamente necessário, caso contrário, a
transmissão pode ser danificada.
Se a distância do rebocamento for maior que 10 km (6 miles) ou se a velocidade de reboque for
ultrapassar 10 km/h (6 mph), transporte a máquina em uma carreta.
NOTA: Esteja ciente de que se rebocar a máquina pela traseira com o motor funcionando,
isto poderá causar entrada de gás de escape quente no purificador de ar. Portanto,
reboque em velocidades moderadas. É preferível rebocar a máquina pela parte dianteira.
Page 91 of 155

Após o resgate / reboque

Antes de remover a barra de reboque, o cabo de aço ou corrente, deverão ser tomadas as
seguintes medidas de segurança:
1 Se possível, coloque a máquina sobre superfície plana.
2 Calce as rodas para evitar que a máquina entre em movimento.
3 Mova a alavanca de mudança da transmissão para a posição de estacionamento (P) para
aplicar o freio de estacionamento.
NOTA: Se a máquina for deixada com o freio de estacionamento sem funcionar, isto deverá
ser indicado com uma etiqueta no volante.

Transportando a máquina

Se a máquina for ser dirigida de uma rampa de carregamento para a carroceria de um caminhão ou carreta, certifique-se de que esse
veículo esteja firmemente freado, isto é, as rodas bloqueadas e que não haja nenhum risco do veículo tombar quando a máquina
subir no mesmo.
NOTA: Não transporte a máquina com o motor funcionando. Haverá risco de incêndio e
danos em equipamentos e bens materiais.

Sobre outro veículo


Certifique-se de que o equipamento de transporte é adequado para suportar o peso e o tamanho
da máquina. Para informações adicionais, veja as páginas See Desenho dimensional e See
Pesos da máquina.
Certifique-se de que a altura combinada do equipamento de transporte e o topo da cabine da
máquina é mais baixa do que o exigido em restrições locais, como pontes, viadutos ou obstruções
aéreas, que possam ser encontradas durante o transporte. Para informações adicionais, veja a
página See Desenho dimensional.
O sinalizador rotativo pode ser baixado para aumentar a folga.
Se a máquina tiver que ser içada para cima de outro veículo, os pinos de travamento da
articulação têm que ser instalados.
- Use os pontos de acoplamento destinados ao içamento.
Se a máquina tiver que ser dirigida para cima de outro veículo, não instale os pinos de travamento
da articulação até que a máquina tenha sido fixada (amarrada).
Amarre a máquina firmemente.

Amarração
Page 92 of 155

Antes da amarração, posicione a máquina sobre o equipamento transportador da seguinte


maneira:
1 Ponha a alavanca de mudança da transmissão na posição de estacionamento (P).
2 Abaixe a mesa de moldagem longitudinalmente embaixo da máquina sobre calços de madeira.
Não aplique pressão para baixo.
3 Coloque calços nas rodas em tandem dianteiras e traseiras. Calce e pregue os calços no local.
4 Alivie a pressão hidráulica residual operando todas as alavancas de comando hidráulico.
5 Ponha a máquina na posição de serviço. Veja a página See Posição de serviço.
6 Cubra a abertura de escape com proteção adequada (plástico não) para evitar entrada de ar no
motor e possível dano ao turbocompressor.
Amarre a máquina usando os pontos de acoplamento próprios para isto, de forma queque esta
não tombe ou comece a rolar.

Içamento
Se a máquina tiver que ser içada, os pinos de travamento da articulação terão que ser instalados.
Levante a máquina usando os pontos de acoplamento próprios para isto (veja a figura).
NOTA: Veja o quadro de amarração / eslinga na página See Placas de informação e
advertência (adesivos).
Page 93 of 155

Arranjo de içamento
Pontos de amarração Pontos de içamento
1 15° ângulo de içamento máximo
(máquinas da UE / EEE) 3 Pontos dianteiro, central e traseiro 4 Pontos de içamento dianteiro, central e traseiro (suporte de içamento da placa
para amarração do bico é opcional nas máquinas da UE / EEE)
2 Ângulo de içamento máximo 10°

Técnicas de operação
As próximas páginas contêm recomendações e instruções sobre como operar a máquina e
exemplos de como são usados os implementos mais comuns. É de suma importância que seja
usada a técnica correta para se ter um uso seguro e eficiente da máquina.
A máquina está equipada com sistema hidráulico de operação sensível à carga, o que significa
que uma baixa rotação do motor é suficiente para todo manuseio, porque está sempre disponível
fluxo total de óleo. Portanto, o sistema utiliza menos combustível e proporciona conforto maior ao
operador.
Tenha cuidado com os espectadores e nunca deixe ninguém chegar perto da máquina e seus
implementos quando estiver em operação.

Risco de esmagamento. Apoie o implemento antes de ajustá-lo ou fazer manutenção no mesmo. Falha hidráulica ou mecânica pode
causar queda do implemento, o que pode resultar em lesão grave ou morte.

Não trabalhe em máquinas apoiadas apenas pela mesa de moldagem ou implementos. Falha hidráulica ou mecânica pode causar
queda da máquina, o que pode resultar em lesão grave ou morte.

Acidentes
Acidentes e incidentes deverão ser reportados para a direção imediatamente.
Se possível, mova a máquina para longe da área de trânsito do local de trabalho. Estacione e
proteja a máquina.
Apenas tome providências necessárias se for para reduzir o efeito do dano, especialmente em se
tratando de ferimentos em pessoas. Evite ações que possam dificultar a investigação.
Aguarde instruções adicionais da direção.

Vibrações de corpo inteiro


Vibrações de corpo inteiro
As emissões de vibrações de corpo inteiro pelas máquinas de construção são afetadas por vários
fatores, por exemplo, pelo modo de trabalhar, condições do terreno, velocidade etc.
Em grande parte, é o operador que determina o nível de vibração, pois é ele quem escolhe a
velocidade da máquina, a maneira de trabalhar, o caminho de locomoção, etc.
Portanto, isto significa que existem vários diferentes níveis de vibração para o mesmo tipo de
máquina. Veja as especificações da cabine na página See Cabine, especificações.
Diretrizes para redução do nível de vibração em máquinas removedoras de terra

Use o tipo e o tamanho correto de máquina com equipamentos opcionais e implementos


Page 94 of 155

para a aplicação em questão.


Mantenha o terreno onde a máquina trabalha em boas condições.

- Remova as pedras maiores ou obstáculos.


- Aterre todas as valas e buracos.
- Planeje o tempo de uso da máquina para manter o terreno em boas condições.

Ajuste a velocidade e o caminho de locomoção para minimizar o nível de vibração.

- Passe ao redor dos obstáculos e de terrenos irregulares.


- Reduza a velocidade quando for necessário se locomover sobre terreno irregular.

Mantenha a máquina conforme as recomendações do fabricante.

- Pressões dos pneus.


- Sistemas de freio e de direção.
- Comando, sitema hidráulico e articulações.

Mantenha o assento ajustado e conservado.

- Ajuste o assento e a suspensão do mesmo conforme o peso e o tamanho do operador.


- Verifique e mantenha conservado a suspensão do assento e os mecanismos de ajuste.
- Use o cinto de segurança e ajuste-o corretamente.

Dirija, freie, acelere, faça mudança de marchas e mova os implementos de maneira suave.
Minimize as vibrações durante longos ciclos de trabalho e grandes distâncias de
locomoção.

- Se disponível, use o sistema de suspensão.


- Se não tiver disponível um sistema de suspensão, reduza a velocidade para evitar
solavancos.
- Transporte a máquina em caso de grandes distâncias entre os locais de trabalho.
Dor nas costas associada com vibrações de corpo inteiro pode ser causada por outros fatores de
risco.
As seguintes recomendações podem ser efetivas para reduzir o risco de dor nas costas:
- Ajuste o assento e os comandos para obter uma boa postura.
- Ajuste os espelhos para minimizar postura torta.
- Planeje paradas de descanso para reduzir o tempo em que fica sentado.
- Evite pular da máquina.
- Reduza movimentos repetidos e levantamento de cargas.
- Mantenha um peso razoável e boa condição física.

Implementos
Page 95 of 155

O uso do implemento correto para um trabalho particular é fator decisivo quando se trata da
capacidade da máquina.
Geralmente, as máquinas têm implementos montados diretamente.
Quando escolher implementos, siga as recomendações da Volvo CE. Devido à grande variação,
por exemplo, no uso, no material e no ambiente de trabalho, pode-se desviar dessas
recomendações. Nesses caso, primeiramente deve ser contatado o concessionário Volvo CE para
informações adicionais e aprovação. Você próprio é o responsável pela segurança com relação à
combinação máquina-implemento, e também pelo atendimento aos regulamentos de segurança
nacional.

- Conforme a Diretiva de Máquinas da UE, a identificação CE tem quer ser mostrada na placa de
produto da máquina. Portanto, esta identificação abrange também os implementos projetados
pela Volvo CE, pois são parte integrante da máquina e adaptados à mesma. A Volvo CE não é
responsável por implementos fabricados por outras companhias. Esses implementos têm que
ter identificação CE acompanhada por uma Declaração de Conformidade e instruções para o
usuário.

Cinco implementos comuns


1 Escarificador montado no centro
2 Escarificador montado na frente
3 Rompedor montado atrás
4 Lâmina removedora montada na frente
5 Bloco empurrador montado na frente
Page 96 of 155

Conectando e desconectando implementos

Nunca use um implemento sem antes ter verificado que o mesmo está firmemente fixado, e que o implemento, incluindo mangueiras
hidráulicas, conexões e hardware não está danificado - sua segurança corre perigo.
Limpe todas as conexões hidráulicas antes de fixar e conectar qualquer implemento. Isto impedirá
a entrada de impurezas (partículas estranhas, água, etc.) no sistema hidráulico.
Se estiver inseguro quanto a fixação do implemento, terá que verificar visualmente se
todos os pinos de montagem estão instalados firmemente.

Alívio de pressão
O excesso de pressão em um implemento hidráulico pode ser aliviado afrouxando-se a porca de
travamento entre a mangueira e o tubo hidráulico, e depois apertando-a novamente.
Recolha todo o óleo derramado.

IMPORTANTE! O implemento deverá estar sempre no solo quando a pressão for aliviada.
IMPORTANTE! Use sempre equipamentos de proteção como luvas, macacão e máscara
facial ou óculos de proteção com laterais de proteção antes de aliviar o excesso de
pressão da mangueira hidráulica / conexão de tubo.
Contate seu concessionário Volvo local para obter detalhes completos sobre liberação de
pressão hidráulica ou trabalhos no sistema hidráulico.

Escarificador

O escarificador montado na frente e no centro são levantados hidraulicamente e baixados


usando-se a alavanca de comando apropriada no pedestal. Para informações adicionais, veja as
páginas See Alavanca de comando para escarificador montado no centro ou ripper e See
Alavanca de implemento montado na frente.
- Não resvale os dentes ao longo da superfície. Baixe sempre os dentes diretamente no solo.
- Não use o escarificador quando girar ou com o chassi articulado, pois isto tensiona lateralmente
os dentes do escarificador e pode danificar o equipamento.
- Escarifique descendo sempre que possível. Para informações adicionais, veja a página See
Escarificador, ripper e lâmina removedora, operação.

Ajuste da profundidade do espigão do escarificador


Page 97 of 155

- Baixe o escarificador para dentro do solo alguns centímetros.


- Remova o calço de cada espigão.
- Os espigões incorporam dentes de ajuste. Mova o espigão para a profundidade desejada e
engate o dente apropriado com a caixa do escarificador.
- Instale o calço.

Ângulo do dente do escarificador, ajuste

- Abaixe o escarificador ao solo.


- Remova os parafusos, arruelas de travamento e porcas, que prendem os braços da caixa do
escarificador à barra de tração do escarificador.
- Incline a caixa do escarificador ao ângulo desejado e alinhe os furos dos parafusos. Tem que
soltar as porcas dos parafusos esféricos.

Troca dos dentes do escarificador


- Os dentes temperados do escarificador são substituíveis. Use um martelo e um mandril para
forçar o dente para frente e para fora do espigão.
- Instale um novo dente e bujão no espigão.

Rompedor
Page 98 of 155

Algumas máquinas podem usar a alavanca de comando hidráulica do escarificador montado no


centro para levantar e baixar o ripper.
Para informações adicionais, veja as páginas See Alavanca de comando para escarificador
montado no centro ou ripper e See Escarificador, ripper e lâmina removedora, operação.
Com relação à flutuação de implemento traseiro, veja a página See Comando do sistema
hidráulico de operação auxiliar (equipamento opcional).

Posições do espigão do dente do ripper

Veja a ilustração para trabalho apropriado ou condição de transporte:


- Ajuste a posição do espigão do dente do ripper para o trabalho apropriado ou condição de
transporte.
- Remova os contrapinos, arruelas planas e pinos dos espigões do ripper e dos suportes da caixa
do ripper.
- Remova e reposicione os espigões.
NOTA: Tome muito cuidado. Os espigões são pesados.
- Alinhe os furos dos espigões do ripper e dos suportes da caixa do ripper.
- Instale os pinos e fixe-os com arruelas planas e contrapinos.

Espigão do ripper, remoção


- Abaixe o ripper sobre um suporte seguro.
- Remova os contrapinos, arruelas planas e pinos que fixam o espigão nos suportes do ripper.
- Remova os espigões cuidadosamente. Eles são pesados.

Dentes do ripper, substituição


- Para remover os dentes do ripper, retire o pino do rolo. Remova e descarte o dente. Limpe o
espigão e instale um novo dente. Instale o pino do rolo.
Page 99 of 155

Escarificador, ripper e lâmina removedora,


operação
Quando trabalhar próximo de linhas elétricas, cabos subterrâneos, encanamentos de água ou
linhas de gás, contate a autoridade responsável e solicite assistência.
Quando escarifar ou romper em uma ladeira, mantenha a mesa de moldagem paralela com o eixo
dianteiro, centralizada com o quadro e baixada junto ao solo para ter proteção contra
capotamento.
Um escarificador ou ripper são muito úteis para romper superfícies duras, tais como asfalto,
terreno pedregoso e gelo, para se nivelar facilmente.

Escarificador

Um escarificador é montado na frente da máquina ou atrás das rodas dianteiras, e é operado


hidraulicamente de dentro da cabine. Veja as páginas See Alavanca de comando para
escarificador montado no centro ou ripper e See Alavanca de implemento montado na frente. O
escarificador montado no centro pode ser usado com outros implementos montados na frente.
O escarificador é equipado com até onze dentes, que podem ser ajustados e substituídos. Use o
escarificador para quebrar superfícies que sejam duras demais para serem quebradas com a
mesa de moldagem. Para superfícies especialmente duras, reduza o número de dentes. Abaixe
sempre devagar os dentes do escarificador no material enquanto a máquina se locomove em
baixa velocidade. Não resvale os dentes ao longo de superfícies duras como rochas grandes ou
pavimentação. Não use o escarificador quando girar ou articular o chassi, pois isto tensiona
lateralmente os dentes do escarificador e pode danificar o equipamento.

Rompedor

O ripper é muito útil para arrancar pedras grandes e tocos de árvores, e quebrar pavimentos
asfaltados. O ripper pode ser dotado com cinco dentes de ripper ou nove dentes de escarificador.
O ripper é operado hidraulicamente de dentro da cabine. Veja a página See Alavanca de
comando para escarificador montado no centro ou ripper.
Quando usar o ripper, abaixe os dentes no solo com a máquina em movimento. Se as rodas
traseiras perderem a tração, levante o ripper até que as rodas recuperem a tração. Para
superfícies especialmente duras, reduza o número de dentes. Para quebrar pavimentação velha,
ponha os dentes embaixo da pavimentação e levante o ripper. Não use o ripper quando girar ou
articular o chassi, pois isto tensiona lateralmente os dentes do ripper / escarificador e pode
danificar o equipamento. Não use os dentes do escarificador traseiro para romper pavimentação
velha ou asfalto.

Lâmina removedora
Page 100 of 155

A lâmina removedora é levantada hidraulicamente e baixada através da alavanca de comando


posicionada no pedestal. Veja a página See Alavanca de implemento montado na frente.
Com relação às máquinas equipadas com flutuador de içamento dianteiro opcional, veja a página
See Alavancas de comando hidráulico para maiores informações.
Esta é usado para espalhar, aterrar e socar montes de material.

Girando usando a articulação

Não articule a máquina quando operar em ladeiras ou quando dirigir a máquina de tal forma que possa capotar. Sempre articule a
máquina antes da locomoção em ladeiras.
Certifique-se de que o interruptor de comando do bloqueio do diferencial está na posição
DESBLOQUEADO antes de girar a máquina. Isto reduz a tensão no eixo traseiro e o desgaste de
pneus durante operações em superfícies pavimentadas.

Remova os pinos de travamento da articulação antes de tentar articular a máquina.


Use a alavanca de articulação para girar a motoniveladora na direção desejada.

- Empurre para frente a alavanca de comando para articular a máquina para a esquerda.
- Empurre para frente a alavanca de comando para articular a máquina para a direita.
O indicador na frente do operador visualiza a extensão da articulação do chassi.
Instale os pinos de travamento da articulação quando não usar a função de articulação, ou
quando estiver locomovendo-se no trânsito ou em velocidades de locomoção em estradas.
Page 101 of 155

- Antes de girar a máquina, levante totalmente a mesa de moldagem e os implementos.

- Posicione a mesa de moldagem, de forma que a mesma não entre em contato com os pneus em
tandem dianteiros quando girar, pois isto pode causar danos graves.
- Com a máquina locomovendo para a frente, gire as rodas para a esquerda e articule o chassi
para a esquerda.

- Ao completar o giro, gire as rodas para a direita e articule o chassi reto.

Fazendo um giro de três pontos


Entenda e obedeça todas as leis de trânsito, sinalização e símbolos da estrada.
Quando for girar em uma pista estreita ou rodovia, use seu bom senso quanto ao espaço
necessário para a máquina girar. Se julgar necessário usar a função de articulação, remova os
pinos de travamento da articulação antes de tentar articular a máquina. Instale os pinos de
travamento da articulação quando não usar a função de articulação.

Manobra 1:

- Antes de girar a máquina, levante totalmente a mesa de moldagem e os implementos.


- Incline um pouco as rodas na direção do giro.
- Locomova-se para frente o máximo possível.

Manobra 2:
- Incline e gire as rodas dianteiras na direção oposta.
- Selecione marcha à ré e retroceda a máquina o máximo possível.

Manobra 3:
- Incline e gire as rodas para a nova direção de locomoção.
- Endireite as rodas após terminar o giro.
- Posicione a mesa de moldagem, de forma que a mesma não entre em contato com os pneus em
tandem dianteiros quando girar, pois isto pode causar danos graves.

Mesa de moldagem
Page 102 of 155

O posicionamento da mesa de moldagem é muito importante durante o nivelamento.


Normalmente, a mesa de moldagem está inclinada de 15 a 75 graus a partir da linha central do
chassi. Quanto maior for a inclinação da mesa de moldagem, mais material será carregado pela
mesa, possibilitando cortes mais profundos e nivelamentos mais pesados. O material movido pela
mesa de moldagem cria uma pressão lateral na máquina. O operador pode compensar essa
pressão lateral inclinando as rodas dianteiras na direção em que o material é movido ao longo da
mesa de moldagem.
O passo (afastamento) da mesa de moldagem também é importante. Para nivelamento normal, a
mesa de moldagem deverá ser inclinada um pouco para frente a partir da posição vertical. Com a
mesa inclinada para a frente, o material será rolado para ser compactado. Com a mesa inclinada
para trás, é aumentada a habilidade de corte e diminuída a ação de rolagem do material.
IMPORTANTE! Não use força excessiva para puxar material para trás com a mesa de
moldagem, pois isto pode resultar em danificação de equipamento. É recomendado que a
mesa de moldagem esteja completamente girada para se usar a lâmina de corte durante o
nivelamento para trás.
IMPORTANTE! Quando usar a mesa de moldagem para raspar superfícies duras, como
superfícies de estradas ou rampas, seja para remoção de neve ou aplicação deste tipo, o
calor gerado por esta operação pode liberar das bordas tiras de metal finas, longas e
afiadas, que podem danificar os pneus da motoniveladora ou de outros veículos. Durante
este tipo de operação, são necessários frequentes cuidados e inspeções para evitar que
isto ocorra. Cuidados adicionais são também necessários para garantir que não sejam
usadas forças excessivas de penetração, pois pode ocorrer desgaste rápido das bordas
durante essas condições.
Estude essas ilustrações para familiarizar-se com os termos usados nesse manual.
Toe da mesa de moldagem -O ponto da mesa de moldagem mais próximo das rodas dianteiras.
Calcanhar da mesa de moldagem- O ponto da mesa de moldagem mais distante das rodas
dianteiras.
Ângulo da mesa de moldagem - O ângulo da mesa de moldagem medido a partir do toe da mesa
de moldagem à linha central do chassi dianteiro da máquina.
Page 103 of 155

Sistema de elevação da lâmina

Procedimento de elevação da lâmina da mesa de moldagem -


Lado direito

Esse procedimento descreve como manobrar a mesa de moldagem para a posição do lado direito
da inclinação de banco elevado. O sistema de levantamento da lâmina oferece uma faixa ampla
de posicionamento da lâmina.
- Preste atenção em todas as peças em movimento para evitar sujeira na estrutura quando usar o
sistema de levantamento da lâmina.
- Estacione a máquina.
- Ponha o comutador da transmissão na posição de estacionamento (P).
- Posicione a mesa de moldagem a 90 graus do chassi.
Page 104 of 155

- Centralize o círculo, a barra de tração e a mesa de moldagem com o chassi.


- Abaixe totalmente a mesa de moldagem e todos os implementos. Não aplique pressão para
baixo.
- Certifique-se de que não existem pessoas ou veículos próximos da máquina.

1 Acione o interruptor (A) do pino de travamento da elevação da lâmina, no painel de


instrumentos sobre pedestal, para soltar o pino de travamento.
Extremidade superior do interruptor empurrada para cima e pressionada para dentro =
Desacoplado o pino de travamento da elevação da lâmina.
Quando isto ocorre, é acesa a lâmpada de controle âmbar (B) do travamento da elevação da
lâmina. Se esta lâmpada não acender, opere, devagar, as alavancas de comando hidráulico
dos cilindros direito e esquerdo da elevação da lâmina até que seja retraído completamente o
pino de travamento da elevação da lâmina, e a lâmpada acender.

2 Observe o ponteiro no suporte e as "cavidades" no braço direito. Retraia o cilindro esquerdo e


estenda o cilindro direito da elevação da lâmina para mover a barra de travamento da
elevação da lâmina para a direita. Essa ação faz girar os braços da elevação da lâmina em
torno de seus pinos. Gire os braços da elevação da lâmina até que a "cavidade" final no braço
direito fique alinhada com o ponteiro.

3 Acione o interruptor de travamento da elevação da lâmina, no painel de instrumentos sobre


pedestal, para acoplar o pino de travamento da elevação da lâmina.
Extremidade inferior do interruptor pressionada = Acoplado o pino de travamento da elevação
Page 105 of 155

da lâmina.
A lâmpada de controle do travamento da elevação da lâmina apagará indicando que o pino de
travamento está acoplado. Se essa lâmpada não apagar, opere, devagar, as alavancas de
comando hidráulico dos cilindros direito e esquerdo da elevação da lâmina até que seja
acoplado completamente o pino de travamento da elevação da lâmina, e a lâmpada apagar.

4 Opere a alavanca de comando hidráulico de mudança de deslizamento da mesa de moldagem


para deslizar a mesa para a direita o máximo possível.
Page 106 of 155

5 Use a alavanca de comando hidráulico de giro do círculo para girar o círculo, de tal forma que a
ponta da mesa de moldagem fique bem próxima do pneu dianteiro.

6 Retraia o cilindro direito da elevação da lâmina aprox. 60 cm


(2 feet). Estenda completamente o cilindro esquerdo da elevação da lâmina e o cilindro de
mudança do círculo. Retraia o cilindro direito da elevação da lâmina até que a mesa de
moldagem atinja a posição desejada. Preste atenção em todas as peças em movimento para
evitar sujeira na estrutura quando usar o sistema de levantamento da lâmina.
Page 107 of 155

7 Use a alavanca de comando hidráulico de giro do círculo para girá-lo, de tal forma que a ponta
da mesa de moldagem seja afastada do solo.

Proceda ao contrário para retornar a mesa de moldagem para a posição de nivelamento


normal.
Page 108 of 155

Procedimento de elevação da lâmina da mesa de moldagem -


Lado esquerdo

Esse procedimento descreve como manobrar a mesa de moldagem para a posição do lado
esquerdo da inclinação de banco elevado. O sistema de levantamento da lâmina oferece uma
faixa ampla de posicionamento da lâmina.
- Preste atenção em todas as peças em movimento para evitar sujeira na estrutura quando usar o
sistema de levantamento da lâmina.
- Remova a extensão direita da mesa de moldagem, se instalada.
- Estacione a máquina.
- Ponha o comutador da transmissão na posição de estacionamento (P).
- Posicione a mesa de moldagem a 90 graus do chassi.
- Centralize o círculo, a barra de tração e a mesa de moldagem com o chassi.

- Abaixe totalmente a mesa de moldagem e todos os implementos. Não aplique pressão para
baixo.
- Certifique-se de que não existem pessoas ou veículos próximos da máquina.

1 Acione o interruptor (A) do pino de travamento da elevação da lâmina, no painel de


instrumentos sobre pedestal, para soltar o pino de travamento.

Extremidade superior do interruptor empurrada para cima e pressionada para dentro =


Desacoplado o pino de travamento da elevação da lâmina.

Quando isto ocorre, é acesa a lâmpada de controle âmbar (B) do travamento da elevação da
lâmina. Se esta lâmpada não acender, opere devagar as alavancas de comando hidráulico dos
cilindros direito e esquerdo da elevação da lâmina até que seja retraído completamente o pino
de travamento da elevação da lâmina, e a lâmpada acender.
Page 109 of 155

2 Observe o ponteiro no suporte e as "cavidades" no braço direito. Retraia o cilindro direito e


estenda o cilindro esquerdo da elevação da lâmina para mover a barra de travamento da
elevação da lâmina para a esquerda. Essa ação faz girar os braços da elevação da lâmina em
torno de seus pinos. Gire os braços da elevação da lâmina até que a "cavidade" final no braço
esquerdo fique alinhada com o ponteiro.

3 Acione o interruptor de travamento da elevação da lâmina, no painel de instrumentos sobre


pedestal, para acoplar o pino de travamento da elevação da lâmina.

Extremidade inferior do interruptor pressionada = Acoplado o pino de travamento da elevação


da lâmina.

A lâmpada de controle do travamento da elevação da lâmina apagará indicando que o pino de


travamento está acoplado. Se essa lâmpada não apagar, opere, devagar, as alavancas de
comando hidráulico dos cilindros direito e esquerdo da elevação da lâmina até que seja
acoplado completamente o pino de travamento da elevação da lâmina, e a lâmpada apagar.
Page 110 of 155

4 Use a alavanca de comando hidráulico de mudança de deslizamento da mesa de moldagem


para deslizar a mesa para a esquerda o máximo possível.

5 Use a alavanca de comando hidráulico de giro do círculo para girar o círculo, de tal forma que a
ponta da mesa de moldagem fique bem próxima do pneu dianteiro.
Page 111 of 155

6 Retraia o cilindro esquerdo da elevação da lâmina aprox. 60 cm (2 feet). Estenda


completamente o cilindro direito da elevação da lâmina e retraia o cilindro de mudança do
círculo. Retraia o cilindro esquerdo da elevação da lâmina até que a mesa de moldagem atinja
a posição desejada. Preste atenção em todas as peças em movimento para evitar sujeira na
estrutura quando usar o sistema de levantamento da lâmina.
Page 112 of 155

7 Use a alavanca de comando hidráulico de giro do círculo para girá-lo, de tal forma que a ponta
da mesa de moldagem seja afastada do solo.

Proceda ao contrário para retornar a mesa de moldagem para a posição de nivelamento


normal.

Nivelamento em torno de um objeto


Observe e evite todas as obstruções e riscos, como objetos suspensos, saliências, áreas
escorregadias, linhas elétricas, cabos subterrâneos, encanamentos de água, linhas de gás, etc.
Quando trabalhar próximo de linhas elétricas, cabos subterrâneos, encanamentos de água ou
linhas de gás, contate a autoridade responsável e solicite assistência.

Manobra 1:

- Reduza sua velocidade.


- Use o acelerador para, lentamente, manobrar a máquina ao redor do objeto.
- Dirija o mais próximo possível do objeto para reduzir a quantidade de pazadas manuais
necessárias.
Page 113 of 155

Manobra 2:

- Use a alavanca de comando hidráulico de mudança de deslizamento da mesa de moldagem e


mova a mesa para acompanhar a forma do objeto.

Manobra 3:

- Deslize a mesa de moldagem para trás, para sua posição original, após ter passado pelo objeto
e continuado o nivelamento.

Nivelando em um `S' acostamento em curva


- Aproxime-se devagar da primeira curva à direita.

- Incline um pouco as rodas dianteiras para a esquerda para compensar a pressão lateral.
- Gire para a direita e acompanhe o canto do acostamento mais próximo da vala.
- Posicione o toe da mesa de moldagem atrás e externamente da roda dianteira direita. Sempre
tenha o toe da mesa de moldagem posicionado no canto do acostamento mais próximo da
vala enquanto estiver nivelando.
Page 114 of 155

- Quando terminar a curva direita, gire e fique reto.

- Quando aproximar da segunda curva, acompanhe o canto do acostamento mais próximo da vala
e gire para a esquerda.
Page 115 of 155

- Complete a curva e continue nivelando.


- Se tiver sido criado um windrow (filete de terra), faça uma passagem de limpeza para removê-lo
e reformar o acostamento.

- Articule a máquina na direção da curva e acompanhe o canto do acostamento mais próximo da


vala. Deslize e posicione a mesa de moldagem conforme necessário. Não deixe a mesa de
moldagem entrar em contato com os pneus em tandem dianteiros quando girar, pois isto pode
causar danos graves.
Page 116 of 155

Nivelamento à direita
- Use a alavanca de comando hidráulico de mudança do círculo para afastar um pouco o círculo e
a barra de tração para a esquerda do chassi.

- O giro do círculo e a inclinação da mesa de moldagem dependem da quantidade de material a


ser movido.

- Posicione o ângulo da mesa de moldagem conforme a profundidade desejada de corte. Deposite


o windrow fora das rodas em tandem esquerdas.

- Incline as rodas dianteiras para a esquerda, para superar a pressão lateral.


Page 117 of 155

- Articule o chassi para a direita. Se as rodas motrizes perderem tração, reduza o ângulo da
articulação. Isto reduzirá o ângulo de corte e a tensão lateral, permitindo que as rodas motrizes
recuperem a tração. Ponha o windrow entre as rodas em tandem. Espalhe o windrow sobre a
nova superfície até que fique plano.

Nivelamento à esquerda
- Use a alavanca de comando hidráulico de mudança do círculo para afastar um pouco o círculo e
a barra de tração para a direita do chassi.

- O giro do círculo e a inclinação da mesa de moldagem dependem da quantidade de material a


ser movido.

- Posicione o ângulo da mesa de moldagem conforme a profundidade desejada de corte. Deposite


o windrow fora das rodas em tandem direitas.
Page 118 of 155

- Incline as rodas dianteiras para a direita, para superar a pressão lateral.

- Articule o chassi para a esquerda. Se as rodas motrizes perderem tração, reduza o ângulo da
articulação. Isto reduzirá o ângulo de corte e a tensão lateral, permitindo que as rodas motrizes
recuperem a tração. Ponha o windrow entre as rodas em tandem. Espalhe o windrow sobre a
nova superfície até que fique plano.

Construção de estradas
Cavação de valas `V' à direita
Page 119 of 155

- Coloque uma linha de estacas para definir onde a vala será posicionada.
- Posicione a mesa de moldagem com o toe imediatamente fora das rodas dianteiras direitas, e o
calcanhar da mesa de moldagem imediatamente à frente das rodas em tandem esquerdas.
- Incline para trás a mesa de moldagem e levante o calcanhar para conduzir o material para
dentro das rodas em tandem esquerdas.
- Incline as rodas dianteiras para a esquerda, para compensar a pressão lateral.
- Faça devagar a passagem de marcação.
- Se a superfície for firme, mantenha o chassi reto.
- Se a superfície for fofa, articule o chassi para manter as rodas motrizes sobre piso firme.
- Faça a segunda passagem com a roda dianteira direita no fundo do primeiro corte. Corte uma
ladeira 3 por 1.

- Pode ser necessária uma passagem de limpeza se formar um windrow na lateral da estrada.
Mude de lado o círculo para a direção da vala. Carregue o material bem dentro do toe da mesa
de moldagem para evitar derramamento traseiro na vala.

- Corte a inclinação traseira da vala usando o sistema de levantamento da lâmina para mover a
mesa de moldagem para o lado direito da máquina. Gire o círculo no sentido anti-horário e
abaixe o cilindro esquerdo de elevação da lâmina enquanto o círculo estiver girando.
Para informações adicionais, veja a página See Sistema de elevação da lâmina.
Page 120 of 155

- Centralize o calcanhar da mesa de moldagem na frente das rodas em tandem direitas. Dirija a
máquina com as rodas em tandem na vala. Ponha o material na vala.

- Quando terminar o procedimento da inclinação traseira, posicione a mesa de moldagem para


completar a passagem de limpeza. Isto irá espalhar o windrow criado pela inclinação traseira e
formará a superfície da estrada.
Repita esse procedimento para cortar a vala no outro lado da estrada.

Corte de banco elevado


- Construa uma plataforma plana para a máquina operar.

- Se a superfície da plataforma for dura, faça um corte de passagem na plataforma. Essa


passagem deverá ser um pouco inclinada na direção do banco para que a máquina não
escorregue para fora quando estiver cortando na inclinação do banco.

- Prepare a máquina para cortar a inclinação do banco mudando de lado o círculo e a mesa de
moldagem o mais longe possível do lado da máquina onde estiver trabalhando.

- Gire o círculo e a mesa de moldagem no sentido anti-horário e abaixe o cilindro esquerdo de


elevação da lâmina simultaneamente. Veja a página See Sistema de elevação da lâmina.

- Abaixe ou levante o cilindro do levantador do círculo para posicionar o calcanhar da mesa de


moldagem no fundo da inclinação do banco, e alinhe com o canto interno das rodas em
tandem.
- Mova devagar a máquina na direção do banco. Verifique se a mesa de moldagem está inclinada
corretamente antes de começar a cortar o banco.

- Quando estiver cortando a inclinação, certifique-se de que as rodas em tandem estão juntas da
Page 121 of 155

base da inclinação do banco.


- A profundidade de corte ou grau de inclinação requerido pode ser acompanhado facilmente
levantado-se ou baixando a mesa de moldagem, inclinando a mesa de moldagem ou
inclinando as rodas dianteiras.
- Mantenha a superfície da plataforma limpa movendo o windrow após cada passagem pela
inclinação do banco.
Na superfície da plataforma plana, articule o chassi dianteiro na direção da inclinação do banco e
deixe as rodas dianteiras passar pela inclinação do banco, e posicione a mesa de moldagem
conforme requerido. As rodas em tandem têm que ser mantidas sobre a plataforma plana.

Cavação de valas com fundo plano - estradas de cascalho

Se não existir vala `V', veja a página See Cavação de valas `V' à direita e corte uma vala na
profundidade desejada.
- O primeiro passo é cortar a inclinação anterior da vala.
- Com o chassi reto, opere a máquina com as rodas direitas passando pelo fundo da `V' vala.
- Posicione o toe da mesa de moldagem atrás da roda dianteira direita, e o calcanhar
externamente e em frente das rodas em tandem esquerdas.
- Incline a mesa de moldagem para frente.
- Abaixe o toe da mesa de moldagem para o fundo da vala.
- Levante ou abaixe o calcanhar na inclinação anterior da vala requerida e incline as rodas
dianteiras para a esquerda.
- Deposite o material no acostamento.

- Reposicione a mesa de moldagem para cortar a segunda `V' vala bem próximo da estrada e não
tão profundo como o primeiro `V' corte de vala. Deposite o material no acostamento.

- Reposicione a mesa de moldagem para fazer uma passagem de limpeza do material reunido no
acostamento da estrada. Mude de lado o círculo na direção da vala. Carregue o material bem
dentro do toe da mesa de moldagem para evitar derramamento traseiro na vala.
Page 122 of 155

- Espalhe o material para o centro da estrada para criar uma coroa. Veja a página See Coroando
uma estrada.

- Se a inclinação posterior for insuficiente ou se estiver construindo uma nova estrada, faça uma
passagem para cortar a inclinação posterior. Veja a página See Cavação de valas `V' à direita.

- Para começar um corte de fundo plano, opere a máquina com as rodas do lado direito passando
pelo primeiro `V' corte de vala.
Page 123 of 155

- Posicione o toe da mesa de moldagem no fundo da inclinação posterior da vala, e o calcanhar


no fundo da inclinação anterior da vala.
- Incline e abaixe a mesa de moldagem para a profundidade exigida.
- Faça um corte horizontal e incline as rodas dianteiras para a esquerda.

- Reposicione a mesa de moldagem para fazer uma passagem de limpeza para espalhar o
windrow criado pelo corte de fundo plano feito no acostamento. Espalhe esse material e
termine o nivelamento final.

Coroando uma estrada

Coroar uma estrada é simplesmente construir uma superfície de estrada em que o centro da
estrada seja mais elevado que seus cantos. Isto permite escoamento da água para as valas o
mais rápido possível. Se a coroa não for construída adequadamente, a água ficará empoçada e
quebrará a crosta da estrada formando buracos na pista e superfície irregular. A quantidade de
coroa é a quantidade de inclinação na estrada. Para uma boa drenagem, a estrada deverá ter
uma coroa de 8-13 mm para cada 305 mm
(1/3-1/2 in. para cada 12 in.) de largura, medido do centro da estrada ao canto externo onde a
Page 124 of 155

estrada encontra o acostamento.

- Após as valas terem sido construídas, nivele o excesso de material para o centro da estrada,
criando um windrow.

- Posicione a mesa de moldagem paralela ao eixo dianteiro.


- Dirija a máquina reta para o centro do windrow, mantendo a mesa de moldagem elevada no
windrow para aplainar o material em ambos os lados da máquina.

- Construa a inclinação da coroa inclinando a mesa de moldagem para frente, e posicione-a em


ângulo de 60 a 75 graus. Ponha a transmissão em uma marcha alta para aumentar sua
velocidade. Levante o calcanhar da mesa de moldagem devagar, para permitir que o material
seja aplainado. Trabalhe em ambos os lados da estrada construindo a inclinação ao mesmo
tempo.

- Quando atingir os acostamentos, alinhe o calcanhar da mesa de moldagem com as rodas em


tandem para compactar o excesso de material.

Rua sem saída usando articulação


Page 125 of 155

- Inicie o nivelamento no perímetro da rua sem saída de maneira circular e trabalhe o material
levando-o para o centro. Incline a mesa de moldagem para depositar o material do lado de fora
das rodas em tandem.

- Articule o chassi e incline as rodas na direção em que está girando para aumentar o controle de
direção, enquanto se aproxima do centro da rua sem saída.

- Para iniciar o nivelamento final da rua sem saída, dirija a máquina no sentido oposto da direção
onde trabalhou anteriormente, para o canto externo, e forme um windrow na direção do centro.

- Incline a mesa de moldagem para frente e mova o windrow para o centro da rua sem saída.
- Verifique a inclinação enquanto nivela o windrow na direção do centro, tornando o centro o
ponto mais elevado.

- Quando terminar a circulação, nivele o excesso de material para fora da entrada da rua sem
saída.
Page 126 of 155

Dando acabamento em uma inclinação gradual usando a


articulação

Não articule a máquina quando operar em ladeiras ou quando dirigir a máquina de tal forma que possa capotar. Sempre articule a
máquina antes da locomoção em ladeiras.
- Se possível, é melhor iniciar pelo topo da inclinação, e terminar o nivelamento embaixo.
- Trabalhe para trás e para frente sobre a inclinação.
- Estenda sempre a mesa de moldagem para baixo na inclinação.
- Articule a máquina.
- Incline as rodas dianteiras verticalmente e posicione a roda dianteira ascendente no canto do
windrow criado pela passagem anterior. Isto proporciona estabilidade e permite criar uma
inclinação uniforme.
- Posicione o toe da mesa de moldagem externamente e atrás da roda ascendente, de forma que
o calcanhar da mesa de moldagem deposite o material para fora das rodas em tandem
descendentes.

- Quando completar o nivelamento da inclinação, espalhe o material restante para fazer uma
inclinação com acabamento plano.
Page 127 of 155

Manutenção de estradas - estradas de cascalho

Verifique o material da superfície da estrada. Se estiver seco, use água para umedecê-lo. Isto
resultará em superfície com melhor acabamento.
Superfícies irregulares de estrada e buracos necessitam de reforma devido aos efeitos do clima e
do trânsito. A reforma envolve cortes, remisturar agregados e ajustes precisos.
- Comece no canto do acostamento e corte o material para dentro de um windrow. Deposite o
material na direção do centro da estrada e fora das rodas em tandem.

- Certifique-se de que o círculo está centralizado e que a mesa de moldagem está inclinada 30
graus em relação à linha central do chassi.

- Incline a mesa de moldagem para trás, para máximo corte, para remover arestas e buracos.
- Incline as rodas dianteiras no sentido do lado do calcanhar da mesa de moldagem enquanto
trabalha na direção do centro da estrada.
- Repita esse procedimento para o outro lado da superfície da estrada.
- Em geral, incline a mesa de moldagem para frente para espalhar o material e para trás para
cavar a vala.

- Construa a superfície da estrada movendo metade do windrow para o acostamento. Aplaine o


material sobre a superfície da estrada enquanto verifica a coroa e trabalha na direção do
acostamento com cada passagem.

- Quando terminar uma passagem final no canto do acostamento, levante o calcanhar da mesa de
moldagem para aplainar o material e use as rodas em tandem para compactar algum resto de
material.
Page 128 of 155

Limpeza da vala direita

- Posicione o toe da mesa de moldagem atrás da roda dianteira direita.


- Abaixe o cilindro direito da elevação da lâmina para posicionar a mesa de moldagem no fundo
da vala.
- Mova o cilindro esquerdo da elevação da lâmina para posicionar o calcanhar da mesa de
moldagem. Isto leva o material para a inclinação anterior entre as rodas em tandem sem cortar
a inclinação anterior.
- Incline as rodas dianteiras um pouco para a esquerda para compensar a pressão lateral.

- Para a próxima passagem, reposicione a mesa de moldagem conforme necessário para mover o
material por cima da inclinação anterior e para o acostamento.

- Na próxima passagem espalhe o material para terminar o nivelamento do acostamento.

Limpeza da vala esquerda


Page 129 of 155

- Posicione o toe da mesa de moldagem atrás da roda dianteira esquerda.


- Abaixe o cilindro esquerdo da elevação da lâmina para posicionar a mesa de moldagem no
fundo da vala.
- Mova o cilindro direito da elevação da lâmina para posicionar o calcanhar da mesa de
moldagem. Isto leva o material para a inclinação anterior entre as rodas em tandem sem cortar
a inclinação anterior.
- Incline as rodas dianteiras um pouco para a direita, para compensar a pressão lateral.

- Para a próxima passagem, reposicione a mesa de moldagem conforme necessário para mover o
material por cima da inclinação anterior e para o acostamento.

- Na próxima passagem espalhe o material para terminar o nivelamento do acostamento.

Limpeza de uma vala úmida

- Remova os pinos de travamento da articulação antes de tentar articular a máquina. Instale os


pinos de travamento da articulação quando não usar a função de articulação.
- Articule a máquina de forma que as rodas dianteiras fiquem posicionadas na vala.
- Mantenha as rodas em tandem no acostamento para evitar derrapagem de roda no material
úmido ou fofo da vala.
- Mude de lado o círculo e o conjunto da barra de tração na direção da vala.
- Incline a mesa de moldagem conforme necessário para retirar o material da vala e depositá-lo
entre as rodas em tandem.
Page 130 of 155

- Para a próxima passagem, ponha o chassi reto, mude de lado o círculo e o conjunto da barra de
tração e centralize-os embaixo do chassi. Posicione e incline a mesa de moldagem conforme
necessário para espalhar o material úmido sobre o acostamento.

Dragagem de acostamento (lado direito)

- Verifique o material que deseja nivelar. Se estiver seco, use água para umedecê-lo. Isto
resultará em superfície com melhor acabamento.
- Posicione o toe direito da mesa de moldagem em linha com o outro canto da roda dianteira
direita.
- Incline a mesa de moldagem 30 a 45 graus a partir da linha central do chassi. Incline a mesa de
moldagem para frente para dragar o material, mas não cortá-lo.
- Incline as rodas dianteiras para a esquerda para compensar a pressão lateral.
- Deposite o material fora das rodas em tandem esquerdas, no canto da estrada.

- Na próxima passagem, recolha o windrow do canto da estrada e aplaine o material atrás na


superfície do acostamento. Lembre-se de ajustar a mesa de moldagem para criar uma
inclinação suave na direção da vala.

- Cuide de limpar a superfície da estrada antes de permitir o trânsito na mesma.


Page 131 of 155

Os procedimentos e as ilustrações mostradas foram para o nivelamento lateral direito. Para o


nivelamento lateral esquerdo, incline as rodas dianteiras e posicione a mesa de moldagem na
direção oposta mostrada na descrição e ilustrações.

Diagrama de sinalização
Se a visibilidade do operador for restringida, por exemplo, por uma carga, terá que ser
usado um sinaleiro.

PARTIDA PARADA FINAL


Ambos os braços estendidos horizontalmente com Braço direito apontado para cima com a palma da Ambas as mãos fechadas na
as palmas das mãos viradas para frente mão virada para frente altura do tórax

PERIGO (PARADA DE
MOVER PARA FRENTE MOVER PARA TRÁS
EMERGÊNCIA)
Ambos os braços curvados com as palmas das Ambos os braços curvados com as palmas das mãos
Ambos os braços apontados
mãos viradas para cima e com os antebraços viradas para baixo e com os antebraços movendo
para cima com as palmas das
movendo lentamente na direção do corpo várias lentamente para baixo na direção oposta do corpo
mãos viradas para frente
vezes. várias vezes.

OPERAR NA DIREÇÃO INDICADA OPERAR NA DIREÇÃO INDICADA DISTÂNCIA HORIZONTAL


O braço estendido horizontalmente com a palma da O braço estendido horizontalmente com a palma da
As mãos indicam a distância
mão virada para baixo, e com o braço fazendo mão virada para baixo, e com o braço fazendo
relevante
pequenos e lentos movimentos para a direita pequenos e lentos movimentos para a esquerda

Segurança no serviço
Esta seção trata das normas de segurança que devem ser seguidas nas verificações e
manutenção da máquina. A Volvo CE não se responsabiliza se forem usados outras ferramentas,
dispositivos de içamento ou métodos de trabalho diferentes dos descritos nessa publicação.
Normas de segurança adicionais e mensagens de advertência são encontradas dentro das
respectivas seções.
NOTA: Içamento com macaco apenas pode ser efetuado por pessoal treinado. Contate seu
concessionário Volvo local para maiores informações.

Posição de serviço
ANTES de iniciar qualquer serviço, a máquina tem que ser posicionada sobre superfície plana e
preparada conforme indicado abaixo.
APÓS terminar o serviço, todas as placas de proteção têm que ser reinstaladas, e todas as
tampas do motor têm que ser fechadas e trancadas.
Page 132 of 155

1 Posicione as rodas dianteiras retas e na vertical. 6 Despressurize, cuidadosamente, o sistema hidráulico.


Abaixe a mesa de moldagem e todos os implementos ao solo. Não Ponha um aviso no volante. Siga todos os regulamentos locais
2 7
aplique pressão para baixo. relacionados a procedimentos de travamento e rotulação.
Ponha o comutador da transmissão na posição de estacionamento
3 8 Desligue a chave geral das baterias e remova a chave.
(P).
Verifique se ambos os pinos de travamento da articulação estão
Bloqueie as rodas de forma adequada (por exemplo, com
4 instalados (salvo se especificado, caso contrário durante a 9
calços).
manutenção).
5 Desligue o motor. Remova e retenha a chave de ignição. 10 Deixe a máquina esfriar.

Considerações ambientais
Seja atencioso com o meio ambiente durante a manutenção e conservação da máquina. Óleos e
fluidos perigosos ao meio ambiente que forem liberados na natureza causam danos ao ambiente.
O óleo é decomposto muito lentamente na água e em sedimentos. Um litro de óleo pode danificar
milhões de litros de água potável.
NOTA: Comum aos pontos abaixos é que todo o lixo deverá ser entregue a uma empresa
autorizada pelas autoridades a manusear sucata.

Durante a drenagem de óleos e fluidos, estes deverão ser recolhidos em recipientes


adequados e deverão ser tomadas medidas para impedir derramamentos.
Deverá ser removido todo o fluido dos filtros usados antes de serem sucatados. Filtros
usados de máquinas que trabalham em ambientes poluídos com asbestos ou qualquer
outro tipo perigoso de pó deverão ser colocados nos sacos que acompanham o novo
filtro
As baterias contêm substâncias nocivas ao meio ambiente e à saúde. Portanto, as baterias
usadas deverão ser manuseadas como lixo perigoso ao meio ambiente.
Materiais de consumo, como por exemplo, panos usados, luvas e garrafas, podem estar
poluídos com óleo e fluidos danosos ao meio ambiente e portanto, deverão ser
manuseados como lixo nocivo ao meio ambiente.

Soldagem e componentes eletrônicos

Contate seu concessionário Volvo local com relação aos procedimentos de soldagem.
Antes de permitir que um técnico de manutenção qualificado efetue soldagem na máquina
ou em algum implemento, desconecte os seguintes itens:

1 Conexão terra da bateria, desligando a chave geral das baterias.


2 Unidades de comando eletrônico (ECUs):
- ECU dos instrumentos (I-ECU). Remova quatro parafusos e o módulo de instrumentos.
Desacople três conectores elétricos.
- ECU do motor (E-ECU)
- ECU do veículo (V-ECU)
- Sistema hidráulico de operação, ECU's (H-ECU), opcional
- ECU sem fio (W-ECU), opcional
Page 133 of 155

Precauções adicionais:

Ligue o cabo terra da unidade de soldagem o mais próximo possível da área de trabalho.
Feche a tampa da caixa da bateria.

Após terminar seus procedimentos de soldagem, desacople o cabo terra da unidade de


soldagem.

Acople os seguintes itens:


1 Unidades de comando eletrônico (ECUs)
- ECU do veículo (V-ECU)
- ECU do motor (E-ECU)
- Sistema hidráulico de operação, ECU's (H-ECU), opcional
- ECU sem fio (W-ECU), opcional
ECU, instrumentos (I-ECU). Acople três conectores elétricos.

Instale o módulo instrumentos e fixe-o com quatro parafusos.

2 Conexão terra da bateria, ligando a chave geral das baterias.


Certifique-se de que a chave geral das baterias é o último item.
Page 134 of 155

Manutenção e conservação
Para a máquina funcionar satisfatoriamente e a um custo o mais baixo possível, é necessário que
seja objeto de cuidadosa manutenção.
Esquema de lubrificação e manutenção
A seção "Esquema de lubrificação e manutenção" descreve o trabalho de manutenção que pode
ser efetuado pelo operador. Se algumas operações exigirem pessoal treinado de oficina e
equipamentos especiais, isto será indicado. Veja as páginas See Esquema de lubrificação e
manutenção, G930 a G960 a See Esquema de lubrificação e manutenção, G970 a G990.
Diário de manutenção
Após cada manutenção efetuada em uma oficina autorizada Volvo CE, o diário de manutenção
deverá ser preenchido, veja a página See Diário de manutenção. O diário de manutenção é um
documento de valor, que pode ser apresentado quando, por exemplo, a máquina for vendida.
Page 135 of 155

Inspeções de chegada e de entrega


Antes da máquina sair da fábrica ela foi testada e ajustada. Além disso, o concessionário, para
que a garantia seja válida, fará as inspeções de chegada e de entrega conforme o formulário em
vigor, o qual deverá ser também assinado.

Instruções de entrega
Na entrega da máquina, o concessionário deverá entregar ao comprador as Instruções de entrega
conforme o formulário em vigor, o qual deverá ser assinado para que a garantia seja válida.

Programas de manutenção

O programa de manutenção deverá ser usado nas inspeções de garantia e durante as


manutenções efetuadas por oficina autorizada Volvo CE.
Os intervalos recomendados para verificações, trocas de óleo e lubrificação são válidos sob a
condição de que a máquina seja utilizada em condições normais de ambiente e operação.
Inspeção de garantia
As duas inspeções de garantia deverão ser efetuadas em oficina autorizada Volvo CE. A primeira
a 100 horas de operação e a segunda, no mais tardar, a 1000 horas de operação.
A realização dessas inspeções de garantia é condição necessária para a validade da garantia.
Para maiores detalhes, veja o Programa de manutenção.

Teste de condição
Os testes de condição são efetuados em uma oficina autorizada Volvo CE, e oferecem
informações sobre a condição geral da máquina. O teste de condição é efetuado como um
trabalho suplementar ao programa de manutenção.

Limpeza da máquina
A máquina deverá ser limpa regularmente com produtos convencionais, para que seja reduzido o
risco de danos à pintura e às outras superfícies da máquina.
IMPORTANTE! Evite usar produtos fortes de limpeza ou substâncias químicas, para que
seja reduzido o risco de danos à pintura.
NOTA: Limpe diariamente as áreas da máquina onde possa ocorrer ajuntamento de poeira,
aparas e similares, para que seja reduzido o risco de incêndio, veja a página See Limpeza
do compartimento do motor.
Recomendações para a limpeza da máquina

Ponha a máquina em local destinado à limpeza da mesma.


Siga as instruções dos produtos de limpeza.
A temperatura da água não pode ultrapassar 60 °C (140 °F).
Se for usada lavagem com alta pressão, mantenha uma distância de pelo menos 20-30 cm
(8-12 in) entre o bocal e a superfície da máquina, pois pressão excessiva e pouca
distância podem causar danos. Proteja os cabos elétricos de maneira adequada.
Use uma esponja macia.
Page 136 of 155

Termine enxaguando toda a máquina apenas com água.


Sempre após a lavagem, lubrifique a máquina.
Se necessário, faça reparos na pintura.

Manutenção da pintura
As máquinas usadas em ambientes corrosivos são mais atacadas pela corrosão do que
outras. Como medida preventiva, recomenda-se a manutenção da pintura a cada seis
meses.
Primeiro, limpe a máquina.
Aplique Dinol 77B (ou agente antiferrugem de cera transparente similar) em uma
espessura de 70-80 .
Uma camada protetora de revestimento inferior Dinitrol 447 (ou similar) pode ser aplicado
embaixo dos pára-lamas, onde se espera a ocorrência de desgaste mecânico.

Reparando a pintura
Verifique se existem áreas danificadas na pintura.
Primeiro, limpe a máquina.
Repare todos os danos na pintura de maneira profissional.

Limpeza do compartimento do motor


Máquinas que trabalham em ambientes poeirentos, de fácil combustão, como por exemplo,
indústria madeireira, manuseio de cavacos, cereais e ração animal, exigem inspeção diária e
limpeza do compartimento do motor e áreas adjacentes.

Trabalhos em outros ambientes exige inspeção e limpeza pelo menos uma vez por semana.
Com relação às áreas que necessitam ser verificadas e limpas, veja a ilustração.

O motor deverá estar desligado durante a limpeza, pois peças em movimento podem causar ferimentos.
Material solto pode ser removido com, por exemplo, ar comprimido.
A limpeza deverá ser efetuada preferencialmente no final do turno de trabalho.
Comece pelas áreas mais altas e termine com as mais baixas, no topo do tanque de combustível
e áreas próximas ao mesmo.
Page 137 of 155

Use equipamentos de proteção como óculos, luvas e máscara respiratória.


Após a limpeza, verifique e repare eventuais vazamentos. Feche todas as tampas e capôs.

Especificações
Lubrificantes recomendados
As indicações de viscosidade estão conformes o padrão SAE J 300 MAR93.
É necessário a aprovação da Volvo se for usada alguma outra qualidade básica de óleo (isto é, óleo biodegradável).

Viscosidade recomendada em temperaturas ambientes variadas


Graduação do óleo °C -40 -30 -20 -10 0 +10 +20 +30 +40 +50
°F -40 -22 -4 +14 +32 +50 +68 +86 +104 +122
MOTOR Volvo Ultra Diesel Engine Oil
VDS-3 ou SAE 0W-30
ACEA-E5 plus VDS-2 ou SAE 10W-30
ACEA-E7 plus VDS-2 ou
SAE 15W-40
API CI-4 plus VDS-2 ou
EO-N Prem. plus VDS-2

EIXO TRASEIRO
BLOQUEIO /
DESBLOQUEIO Volvo Wet Brake Transaxle Oil, WB 101 WB 101
DIFERENCIAL Com relação a nomes comerciais e requisitos de óleo, veja a página See
Óleos que atendem os requisitos conforme a tabela da página anterior.

TANDEM /
ÓLEO, DISCO
FREIOS
Page 138 of 155

TRANSMISSÃO
Volvo Extra Automatic Transmission Fluid

SISTEMA Volvo Super Hydraulic Oil ISO VG 32 HV


HIDRÁULICO Conforme o padrão VCE ISO VG 46 HV
1286,08
Volvo Biodegradable ISO VG 68 HV
Hydraulic Oil
Conforme o padrão VCE Aquecimento necessário em baixas temperaturas, veja a página See Ligando o
1286,1 motor em clima frio

CILINDRO MESTRE ÓLEO,


Shell Aeroshell Fluid 41
DISCO Shell Aeroshell Fluid 41

FREIOS

TODAS AS GRAXAS
CONEXÕES
NLGI EP0 ou EP1
Volvo Super Grease Lithium
NLGI EP2

°C -40 -30 -20 -10 0 +10 +20 +30 +40 +50


°F -40 -22 -4 +14 +32 +50 +68 +86 +104 +122

Graxa

Pontos gerais de lubrificação


Volvo Super Grease Lithium com aditivos EP e consistência NLGI categoria 2 é usado conforme a
tabela da página See Lubrificantes recomendados.

Óleo
Siga os intervalos de trocas recomendados indicados na tabela conforme o grau de qualidade do
óleo e o teor de enxofre do combustível.
Teor de enxofre no combustível
Graduação do óleo < 0,3 % 0,3-0,5 % > 0,5 %
Intervalo de troca de óleo
Volvo Ultra Diesel Engine Oil
VDS-3
VDS-2 plus ACEA-E7 500 horas 250 horas 125 horas
VDS-2 plus API CI-4
VDS-2 plus EO-N Premium plus
VDS-2 250 horas 125 horas 75 horas
VDS plus ACEA-E3
ACEA: E7, E5, E4 125 horas 75 horas 50 horas
API: CI-4, CH-4, CG-4

Refrigerante

Use apenas refrigerante VCS Volvo quando abastecer ou trocar o refrigerante. Não misture com
outros refrigerantes ou agentes de proteção anticorrosão, pois isto pode causar danos ao motor.
Se for usado refrigerante VCS concentrado Volvo e água pura, a mistura deverá conter 40-60 %
de refrigerante concentrado e
60-40 % de água pura. O teor de refrigerante não pode nunca ser menor que 40% do total da
mistura, veja a tabela abaixo.
Proteção anticongelante até Teor de VCS concentrado
-25 °C (-13 °F) 40%
Page 139 of 155

-30 °C (-22 °F) 46%


-38 °C (-36 °F) 54%
-46 °C (-51 °F) 60%

O refrigerante não pode ser misturado com água que contenha um alto teor de cal (água dura),
sal ou metais.
A água pura para o sistema de refrigeração tem também que atender os seguintes
requisitos:
Descrição Valor
Número total de partículas sólidas < 340 ppm
Dureza total < 9,5° dH
Cloreto < 40 ppm
Sulfato < 100 ppm
Valor pH 5,5-9
Sílica < 20 mg SiO /litro
2
Ferro < 0,10 mg Fe/litro
Manganês < 0,05 mg Mn/litro
Condutividade elétrica < 500 S/cm
Conteúdo orgânico, COD-Mn < 15 mg/litro
Se estiver em dúvida quanto a qualidade da água, use o refrigerante Volvo já misturado. Não
misture com outros refrigerantes já misturados, pois isto pode causar danos ao motor.

Combustível

Requisitos de qualidade
O combustível deverá pelo menos atender os requisitos legais, e os padrões nacionais e
internacionais para combustíveis comercializados, por exemplo: EN590 (nacionalmente adaptado
aos requisitos de temperatura), ASTM D 975 N°. 1D e 2D, BS 2896 Categoria A 2, ISO 8217
DMX.
O índice cetânico não deverá ser menor que 49 conforme o padrão EN 590 ISO 5165 (40
conforme o padrão ASTM D 975 Grau N°. 1-D e 2-D). Se o índice cetânico for muito baixo, isto
poderá causar problemas de partida e desenvolvimento de fumaça.
Teor de enxofre
De acordo com os requisitos legais, o teor de enxofre não pode exceder a 0,3 porcento do peso,
conforme o padrão ISO 8754, EN 24260.
Combustível diesel biodegradável
Óleos vegetais e / ou ésteres, também chamados "diesel biodegradável", isto é, "rapeseed methyl
ester (RME)", são oferecidos em alguns mercados como produto puro, e também para ser
misturado ao combustível diesel.
A Volco CE aceita no máximo 5% de diesel biodegradável no combustível diesel já misturado nas
companhias de óleo.
Mais que 5% de mistura de diesel biodegradável pode, entre outras coisas, resultar em:
- Emissão aumentada de óxido nítrico (portanto, não atende os requisitos da legislação existente)
- Durabilidade reduzida do motor e sistema de injeção
- Aumento do consumo de combustível
- Alteração da potência do motor
- Redução pela metade dos intervalos de troca de óleo do motor
- Durabilidade reduzida dos materiais de borracha do sistema de combustível
- Enfraquecimento das qualidades do combustível em manuseio frio
- Armazenagem limitada do combustível, o que pode resultar em obstrução do sistema de
combustível, se a máquina não for usada por um longo período.

Garantia
A garantia não se aplica para danos causados por uma mistura superior a 5% de combustível
diesel biodegradável.

Viscosidade do óleo
Page 140 of 155

Baixa temperatura ambiente aumenta a viscosidade do óleo, o que causa cargas adicionais no
circuito de partida e aumenta a duração do acionamento antes do motor pegar.
Todos os óleos são ajustados sazonalmente em fábrica. Os abastecimentos de fábrica são
identificados em um adesivo temporário montado na janela inferior esquerda.

Eixo traseiro / tandem / óleos de freio a disco banhado em óleo

Oil grade Volvo WB 101


Requisitos
Propriedade Unidade WB 101 Método de teste
Densidade kg/m2 A ser determinado ASTM D 1298
Ponto de ignição COC °C mín. 180 ASTM D 92
Ponto de derramamento °C mín. -27 ASTM D 97
Viscosidade @ 40 °C (104 °F) mm2/s (cSt) A ser determinado ASTM D 445
mm2/s (cSt) mín. 9,0 ASTM D 445
Viscosidade @ 100 °C (212 °F)
máx. 12,5 DIN Draft 51350
Viscosidade @ 100 °C (212 °F) após cisalhamento 30 ciclos mm2/s (cSt) mín. 8,8 CEC-L-14-A-78
Viscosidade @ 20 °C (68 °F) mPa/s máx. 3500 ASTM D 2602
Proteção antiferrugem 24 hs Nenhuma ferrugem ASTM D 665A
Categoria API GL-4 ASTM STP-512A
Lubrizol / Unizol
LZ 9990A
Oronite OLOA
Aditivos
9725XV
Oronite OLOA
9727V
Partículas sólidas código máx. 18/13 ISO 4406
Na próxima página são encontrados exemplos de óleos que podem ser usados nos mercados
onde não esteja disponível o óleo Volvo wet brake transaxle oil. Os seguintes óleos atendem os
requisitos do Volvo WB101, conforme a tabela acima. Entretanto, podem ocorrer divergências
locais. Portanto, entre em contato com seu concessionário ou fornecedor local de óleo para obter
informações sobre o atendimento de requisitos.
NOTA: É de suma importância que o óleo contenha os aditivos corretos na quantidade
necessária.

Os óleos listados abaixo requerem verificação especial e cuidadosa com relação a aditivos, pois
os óleos são geralmente comercializados sem aditivos.

Óleos que atendem os requisitos conforme a tabela da página anterior.


Companhia de óleo Nome comercial
Q8 Q8 T2200
MOBIL MOBILFLUID 424
ESSO TORQUE FLUID 56
SOLENE INDUSTRIAL LUBRICANT SOLENE TRACTELF CH-5
Page 141 of 155

STATOIL TRANSWAY WB
AGROL AGROL HYBRAN
ARAL ARAL FLUID HGS
TEXACO TEXACO TEXTRAN TDH PREMIUM
VALVOLINE VALVOLINE UNITRAC
ELF TRACTELF CH-5
OMV AS OMV AUSTROMATIC IGB
FINA TRANSFLUID JD, 10W-30
AVIA HYDROFLUID JD, 10W-30
CALTEX TEXTRAN TDH PREMIUM
DELTA SPECIAL UTTO 170
TOTAL TRANSMISSION MP
PANOLIN AG PANOLIN HMO 324
PETROBAS LUBRAX UNITRACTOR
Os seguintes óleos são aprovados desde que o óleo contenha o aditivo Lubrizol LZ9990A
(também é encontrado com o nome Unizol).
Companhia de óleo Nome comercial
FUCHS FUCHS RENEGEAR HYDRA MC-ZF 20W/40
CASTROL CASTROL POWERTRANS
SHELL DONAX TD ou FT/TD
BP BP TRACTRAN 9
BP HYDRAULIKÖ LE TF-JD
ELF ELF TRACTELF BF12

Capacidades de serviço e intervalos


Capacidades
Capacidades, litros (US gal) Na troca
Motor inclusive filtro
G930 ao G960 21,5 litros (5,7 US gal)
G970 ao G990 37,8 litros (10 US gal)
Transmissão inclusive filtro 60 litros (15,9 US gal)
Eixo traseiro
G930 ao G960 13,1 litros (3,5 US gal)
G970 ao G990 23 litros (6 US gal)
Tandems (cada)
G930 ao G976 100 litros (26,4 US gal)
G990 105 litros (27,7 US gal)
Tanque de óleo hidráulico
G930, G940, G960, G970 e G990 95 litros (25 US gal)
G946 e G976 144 litros (38 US gal)
Tanque de combustível
G930 318 litros (84 US gal)
G940 ao G960 368 litros (97,2 US gal)
G970 ao G990 474 litros (125,2 US gal)
Sistema de refrigeração
G930 e G940 31 litros (8,2 US gal)
G946 e G960 34 litros (9 US gal)
G970 ao G990 48 litros (12,7 US gal)

Intervalos de troca
Trocas de óleo e de fluido Horas
Motor 500
Refrigerante 60003
Transmissão, ao mesmo tempo limpe o bujão de drenagem
magnético e a tela de sucção 1000
Eixo traseiro, ao mesmo tempo limpe o bujão de drenagem magnético 1000
Tandem 1500
Freios de serviço, fluido do cilindro mestre 2000
Sistema hidráulico (sistema hidráulico de operação e sistema de direção) 2000
Trocas de filtros
Filtros de óleo do motor 5004
Motor, purificador de ar (filtro primário) Conforme o sinal, máximo 1 ano
Motor, purificador de ar (filtro secundário) Após a troca de 3 filtros primários, máximo 2 anos
Page 142 of 155

Filtros de combustível 500


Elemento do coletor de água / combustível 500
Sistema de combustível, filtro de respiro 2000
Pré-filtro em banho de óleo, inserções do filtro 2000
Transmissão, filtro de óleo 1000
Transmissão, filtro de respiro 2000
Tandem respiro 1500
Sistema hidráulico, filtro do óleo 2000
Sistema hidráulico, filtro de respiro 2000
Cabine, filtro de respiro (pré-filtro) 1000
Cabine, filtro de respiro (filtro principal) 2000

Motor, especificações, G930 a G960


Designações
Modelo G930 Volvo D7EGCE3
Modelo G940 Volvo D7EGBE3
Modelo G946 Volvo D7EGAE3
Modelo G960 Volvo D7EGAE3

Número de cilindros 6
Diâmetro interno do cilindro 108 mm (4,25 in.)
Curso 130 mm (5,12 in.)
Capacidade do cilindro, total 7,2 litros (439 in.3)
Taxa de compressão 18:1
Folga da válvula, motor frio válvula de admissão: 0 golpe - 90 graus
válvula de escape: 0 golpe - 150 graus
Ajuste IEGR 180 graus para rosca M6
144 graus para rosca M8
Purificador de ar Limpeza de ar em duas etapas
Filtro primário - filtro secundário
Filtro em banho de óleo (equipamento opcional)

Sistema de lubrificação
Pressão do óleo, motor quente, marcha lenta alta 450-500 kPa (4,5-5 bar) (65-72 psi)
Pressão do óleo, motor quente, marcha lenta baixa mín. 80 kPa (0,8 bar) (11 psi)

Sistema de combustível
Tipo Friso comum
Pressão alimentadora 590 kPa (5,9 bar) (85 psi)
Inter-refrigerador Ar / ar

Sistema de refrigeração
Tipo Sistema fechado
O termostato começa a abrir a 86 °C (187 °F)
O termostato totalmente aberto a 102 °C (216 °F)

Motor, especificações, G970 to G990


Designações
Modelo G970 Volvo D9BGAE3
Modelo G976 Volvo D9BGBE3
Modelo G990 Volvo D9BGBE3

Número de cilindros 6
Diâmetro interno do cilindro 120 mm (4,76 in.)
Curso 138 mm (5,51 in.)
Capacidade do cilindro, total 9,4 litros (573 in.3)
Taxa de compressão 18,84:1
Folga da válvula, motor frio válvula de admissão: 0,20 mm (0,008 in.)
Válvula de escape: 0,70 mm (0,027 in.)
Ajuste IEGR 180 graus para rosca M6
144 graus para rosca M8
Purificador de ar Limpeza de ar em duas etapas
Filtro primário - filtro secundário
Filtro em banho de óleo (equipamento opcional)

Sistema de lubrificação
Pressão do óleo, motor quente, marcha lenta alta 300-550 kPa (3-5,5 bar) (44-80 psi)
Page 143 of 155

Pressão do óleo, motor quente, marcha lenta baixa 270 kPa (2,7 bar) (39 psi)

Sistema de combustível
Tipo Injetores de combustível unidade eletrônica
Pressão alimentadora Mín. 300 kPa (3 bar) (43,5 psi)
Inter-refrigerador Ar / ar

Sistema de refrigeração
Tipo Sistema fechado
O termostato começa a abrir a 86 °C (187 °F)
O termostato totalmente aberto a 95 °C (203 °F)

Sistema elétrico, especificações


Voltagem do sistema 24 VDC
Baterias 2 (conectadas em série)
Conexão terra Negativo
Voltagem da bateria 12 V
Capacidade da bateria (padrão)
G930, G940 e G960 2 x 85 A/h
Capacidade da bateria (padrão)
G946, G970, G976 e G990 2 x 100 A/h
Capacidade da bateria (opcional) 2 x 231 A/h
Bateria acionamento frio, ampères (padrão)
G930, G940 e G960 760 CCA
Bateria acionamento frio, ampères (padrão)
G946, G970, G976 e G990 1125 CCA
Bateria acionamento frio, ampères (opcional) 1300 CCA
Alternador (padrão) 80 Amp
Saída nominal 2240 W
Alternador (opcional) 110 Amp
Saída nominal 3080 W
Saída do motor de arranque (D7) 5,5 kW (7,4 hp)
Saída do motor de arranque (D9) 7 kW (9,4 hp)

Baterias
Densidade do eletrólito da bateria kg/dm3 (lb/in3)
Bateria totalmente carregada 1,280 (0,046)
A bateria deve ser recarregada a uma densidade de 1,250 (0,045)

Lâmpadas
Lâmpadas Watt Tomada
Faróis da cabine, farol alto 70 H3
Faróis da cabine, farol baixo 70 H7
Faróis dianteiros, farol alto 70 H3
Faróis dianteiros, farol baixo 70 H7
Lâmpadas de trabalho 70 H3
Lâmpadas de estacionamento, dianteiras 4 BA 9s
Lâmpadas de estacionamento, traseiras 10 BA 15s
Lâmpadas de parada 21 BA 15s
Setas indicadoras de direção, dianterias 21 BA 15s
Setas indicadoras de direção, traseiras 21 BA 15s
Lâmpadas de espaço livre, dianteiras 4 Terminais bala
Lâmpadas de espaço livre, traseiras 4 Terminais bala
Sinalizador rotativo 70 H1
Painel de instrumentos central (20 peças) 1,2 W 2x4,6d
Lâmpada principal da cabine (lâmpada do teto) 21 BA 15s
Spotlight da cabine (lâmpada do teto) 10 BA 15s

Relés
Page 144 of 155

Re Função Re Função
1 Alimentação de componentes eletrônicos 13 Peça de reposição
2 ECU do veículo (V-ECU) 14 Peça de reposição
3 Lâmpadas de trabalho traseiras e de cantos 15 Faróis dianteiros
4 Limpadores e lavadores / dianteiros /traseiros / inferiores 16 Alarme reserva
5 Faróis da cabine 17 Suspensão a ar do assento
6 Faróis dianteiros 18 Espelhos aquecidos / assento aquecido
7 Lâmpadas de trabalho da mesa de moldagem 19 Faróis dianteiros alto / baixo
8 Válvula do sistema hidráulico de operação auxiliar 20 Faróis da cabine alto / baixo
9 Ar condicionado 21 Motor auxiliar do freio
10 ECU dos instrumentos (I-ECU) 22 Comando de partida
11 ECU do motor (E-ECU) 23 Conversor 24 / 12
12 Ventilador de desembaçamento / mistura de ar
P Função P Função
1 Bujão de serviço 6 Bujão de serviço
2 Bujão de serviço RF1 Relé pisca-pisca, setas indicadoras de direção
3 Bujão de serviço IB Conexão de serviço (VCADS Pro)
4 Bujão de serviço PO3901 Fonte remota de força elétrica de 24 V
5 Bujão de serviço

Fusíveis
Fusíveis na caixa de distribuição elétrica (atrás do assento do operador)
Fu Classificação Função Fu Classificação Função
Comutador / ferramenta de serviço / display
1 5 22 5 Alternator / HVAC e AWD sensores
remoto
Acumuladores do levantador da lâmina / ECU dos instrumentos (I-ECU), ECU do veículo
2 5 23 10
BCS (V-ECU), ECU sem fio (W-ECU)
3 5 Interruptores / sensores 24 15 ECU dos instrumentos (I-ECU)
4 15 ECU do veículo (V-ECU) 25 15 ECU do veículo (V-ECU)
5 7,5 Lâmpadas interior 26 5 Freio de serviço
6 15 Lâmpadas dos faróis 27 15 Buzina, pisca-pisca indicador de direção
Ventilador desembaçador dianteiro e comando da
7 7,5 Setas indicadoras de direção 28 15
mistura de ar
8 15 Lâmpadas de trabalho traseiras 29 7,5 Limpador / lavador dianteiros
9 7,5 Lâmpadas de trabalho laterais 30 15 Limpadores / lavadores traseiros e inferiores
10 5 Válvula IEGR 31 10 Rádio
11 5 Pré-aquecimento do ar de indução 32 7,5 Chave de ignição
12 15 ECU do motor (E-ECU) 33 25 Tomada de energia elétrica de 24 volt
13 5 Faróis dianteiros - baixo, lado direito 34 15 Faróis da cabine
14 5 Faróis dianteiros - baixo, lado esquerdo 35 5 Lâmpadas indicadoras lado esquerdo
15 5 Faróis dianteiros - alto, lado direito 36 5 Lâmpadas indicadoras lado direito
Page 145 of 155

16 7,5 Faróis dianteiros 37 10 Lâmpadas reserva / alarme


Lâmpadas de trabalho da mesa de
17 15 38 5 Faróis dianteiros - alto, lado esquerdo
moldagem
18 15 Sistema hidráulico de operação auxiliar 39 15 Assento a ar
19 25 Unidade HVAC 40 10 Espelhos aquecidos
20 5 Rádio 41 5 Não usado
21 10 ECU Sem fio (W-ECU) 42 20 Não usado

Fusíveis principais na conexão da bateria


Fu A Função Fu A Função
- 75 Alimentação da cabine - 125 Pré-aquecimento

Transmissão de força, especificações


Transmissão
Tipo Acionamento direto, transmissão de mudança de força Volvo totalmente sequencial
Designação HTE840 (equipamento padrão em todas as máquinas G900)
Número de marchas 8 à frente, 4 à ré
Designação HTE1160 (equipamento opcional em todas as máquinas G900)
Número de marchas 11 à frente, 6 à ré
Sistema de mudança de marcha Eletro-hidráulica

Eixo traseiro
Tipo Planetária final, redução com eixos acionadores totalmente suspensos
Designação APR70 (Modelos G930 ao G960)
Bloqueio do diferencial Comandado pelo operador
Designação APR90 (Modelos G970 ao G990)
Bloqueio do diferencial Comandado pelo operador

Tandem
Tipo Transmissão por corrente

Parafusos de roda
Todos os modelos, rodas dianteiras e traseiras: 644-712 N·m
Torque de aperto
(66-73 kgf·m) (475-525 lbf·ft)

Freios / sistema de direção, especificações


Freios
Freio a disco múltiplo úmido, duplo circuito, totalmente hidráulico, resistente ao enfraquecimento.
Freios de serviço, tipo
Os circuitos são de centro aberto, com um motor elétrico reserva e uma bomba hidráulica.
O primeiro circuito está conectado ao cilindro mestre do freio na porta de saída e montagens dos
freios dianteiro direito / traseiro esquerdo.

O segundo circuito está conectado ao cilindro mestre do freio na porta de saída, e montagens dos
freios dianteiro esquerdo / traseiro direito.
Page 146 of 155

Número de discos de
embreagem internos em cada
G930: 3
lado
G940 - G960: 4
G970 - G990: 5
Número de discos de
embreagem externos em cada
G930: 4
lado
G940 - G960: 5
G970 - G990: 6
Taxa de fluxo auxiliar do freio 15 L/min (4 US gpm)
Ajuste de alívio auxiliar do freio 9,9 MPa (99,9 bar) (1450 psi)

Freio de estacionamento
Freio a disco múltiplo úmido no eixo traseiro, aplicado por mola / liberado
Tipo
hidraulicamente
Número de discos de embreagem internos 5 - APR70 (Modelos G930 ao G960)
Número de discos de embreagem
6 - APR70 (Modelos G930 ao G960)
externos
Número de discos de embreagem internos 7 - APR90 (Modelos G970 ao G990)
Número de discos de embreagem
8 - APR90 (Modelos G970 ao G990)
externos

Sistema de direção
Tipo Centro fechado, sinal dinâmico, sensível à carga
Número de giros do volante, total 6,2 de travamento a travamento
Raio de giro mínimo - articulado G930 - G960: 7264 mm (286 in.)
G970 e G976: 7671 mm (302 in.)
G990: 7823 mm (308 in.)
Raio de giro mínimo - não articulado G930 - G960: 9580 mm (377 in.)
G970 e G976: 9900 mm (390 in.)
G990: 10 090 mm (397 in.)

Bomba de óleo hidráulica principal


Tipo Bomba de pistão axial, deslocamento variável
Ajuste máximo da pressão de trabalho 10 MPa (103 bar) (1500 psi)
Ajuste máximo da pressão de saída 22 MPa (224 bar) (3250 psi)
Pressão de abertura da válvula de alívio sensível à carga externa
21 MPa (210 bar) (3050 psi)

Pressão de ar recomendada
Se forem usados outros pneus além dos pneus recomendados, deverá ser contatado o concessionário do fabricante para obtenção de
informação a respeito da pressão de ar correta.
Veja a página See Pneus.
Dimensões das inclinações das lonas de Lona de Pressões Dimensões de pneus Pressões
pneus pneu máximas radiais máximas
kPa 241 kPa 310
14.00 X 24 12 14.00R24
bar 35 bar 45
kPa 301 kPa 310
14.00 X 24 16 16.00R24
bar 45 bar 45
kPa 206 kPa 310
16.00 X 24 12 17.50R25
bar 30 bar 45
kPa 275 kPa 310
16.00 X 24 16 20.50R25
bar 40 bar 45
kPa 206
17.50 X 25 12
bar 30
kPa 172
20.50 X 25 12
bar 25

Pneus e modelos
Pneu Modelo
G930 G940 G946 G960 G970 G976 G990
Pneu padrão 14.00 X 24 14.00 X 24 14.00 X 24 14.00 X 24 14.00 X 24 14.00 X 24 16.00 X 24
17.50 X 25
17.50 X 25
Pneus opcionais 16.00 X 24 20.50 X 25
16.00 X 24
20.50 X 25
Page 147 of 155

Cabine, especificações
Geral
A cabine está montada sobre quatro coxins de borracha de amortecimento de vibrações. Os coxins de borracha reduzem ruídos e vibrações. A
cabine tem isolamento e piso plano com tapete de borracha.
A cabine está aprovada e testada como uma cabine de proteção e atende o padrão ROPS, conforme as normas ISO 3471-1994 e SAE 1040-
APR 88.
A cabine está aprovada e testada como uma cabine de proteção e atende o padrão FOPS, conforme os padrões ISO 3449-1992 e SAE J231
JAN 81, e para o cinto de segurança do operador atende os requisitos dos padrões ISO 6683-1999 e SAE J386 NOV 97.
Interior da cabine, montagens e estofamento Material retardador de chamas (resistente ao fogo) medido conforme o padrão ISO 3795-1989
Número de saídas de emergência A abertura da porta do lado direito pode ser usada como saída em caso de emergência.
Os modelos equipados com asa para neve têm que ser dotados com um martelo de emergência posicionado na coluna ROPS esquerda. Este
pode ser usado para quebrar o vidro da janela lateral e traseira (golpeie apenas os cantos da janela) em caso de capotamento. Opcionalmente,
está disponível um martelo de emergência da Volvo CE.

Vibrações de mãos-braços
Emissão de vibrações de mãos-braços durante condições reais e normais de operação é menor que 2,5 m/s2 RMS (root mean square)
aceleração, conforme o padrão ISO 8041.

Vibrações de corpo inteiro


A emissão de vibrações de corpo inteiro durante condições reais e normais de operação é menor que 0,5 m/s2 RMS (root mean square)
aceleração, conforme o padrão ISO 8041 para nivelamento de acabamento, nivelamento duro, e movimento de transferência.
As emissões de vibrações de corpo inteiro durante condições reais e normais de operação são conforme a tabela abaixo.
Condições típicas de Valor de emissão de vibração aw, Valor de emissão de vibração aw, Valor de emissão de vibração aw,
operação eqx eqy eqz
(m/s RMS) (m/s RMS) (m/s RMS)
Nivelamento de acabamento 0,41 0,48 0,38
Nivelamento duro 0,61 0,64 0,68
Movimento de transferência 0,39 0,36 0,58
São definidas as seguintes direções de vibrações: x = dianteira e ré, y = lateral, z = vertical

Os valores de vibrações de corpo inteiro indicados acima foram retirados do relatório ISO/CEN Technical Report.
NOTA: Esses valores de vibrações de corpo inteiro foram determinados em condições de operação e terreno particular e portanto não
são representativos para todas as condições, conforme a utilização à qual a máquina é destinada, e não devem isoladamente serem
usados para determinar a vibração a qual o operador da máquina é exposto. Por esta razão, são recomendadas as informações do
relatório ISO/CEN Technical Report.

Para garantir que a emissão de vibrações de corpo inteiro durante a utilização da máquina seja a menor possível, veja a página See Vibrações
de corpo inteiro.

Informações sobre ruído


Nível de potência do som (LwA) ao redor da máquina , veja o valor no adesivo na máquina
Medição efetuada conforme a norma 2000/14/EC, incluindo as emendas aplicáveis e métodos de medição conforme o padrão ISO 6395.
Média de nível de ruído no lugar do operador 75 dB(A) conforme o padrão ISO 6394-1998 (cabine fechada).

Aquecimento e ventilação
A cabine fechada pode ser equipada com um sistema de aquecimento e ventilação (HVAC) com desembaçamento para todas as janelas, e a
Page 148 of 155

melhor distribuição de ar possível (10 saídas HVAC e 5 saídas para desembaçamento dianteiro). O ventilador opcional da cabine é uma
ventoinha dupla com 16 velocidades. O ar condicionado e o desembaçador dianteiro estão disponíveis como equipamento opcional.

Assento do operador
Esta máquina está equipada com um assento de operador que atende os requisitos do padrão EN ISO 7096.

Modelo padrão
Ajuste da altura 51 mm (2,00 in.)
Curso da suspensão 76 mm (2,99 in.)
Ajuste longitudinal 200 mm (7,87 in.)
Ajuste da inclinação do encosto 60° para frente, 20° para trás
Ajuste do ângulo do apoio de braço 110° para cima a partir da horizontal
Extensão do encosto (equipamento opcional) 250 mm (9,84 in.)
Estofamento Resistente ao fogo
Cinto de segurança abdominal com bobina Sim

Modelo com suspensão a ar


Ajuste da altura 76 mm (2,99 in.)
Curso da suspensão 89 mm (3,50 in.)
Ajuste longitudinal 200 mm (7,87 in.)
Ajuste da inclinação do encosto 60° para frente, 20° para trás
Ajuste do ângulo do apoio de braço 110° para cima a partir da horizontal
Extensão do encosto (equipamento opcional) 250 mm (9,84 in.)
Ajuste da almofada do assento 60 mm (2,36 in.)
Inclinação da almofada do assento 10° para cima a partir da horizontal
Estofamento Resistente ao fogo
Cinto de segurança abdominal com bobina Sim

Sistema hidráulico, especificações


Tipo Sensível à carga, centro fechado, fluxo de demanda proporcional
Implemento e bomba de direção (bomba principal) Sistema hidráulico de operação
Ajuste máximo de pressão 20,7 MPa (207 bar) (3000 psi)
Pressão reserva 2,4 MPa (24 bar) (350 psi)

Bomba da direção secundária Sistema de direção


Ajuste máximo de pressão 7 MPa (75 bar) (1078 psi)

Bomba do ventilador Sistema de refrigeração do motor


Ajuste máximo de pressão 17,2 MPa (172,3 bar) (2500 psi)

Tração em todas as rodas (AWD), bombas (2) Sistema de tração em todas as rodas
Ajuste máximo de pressão 34 MPa (345 bar) (5000 psi)
Ajuste mínimo de pressão 3,4 MPa (34 bar) (500 psi)

Desenho dimensional
São mostradas as dimensões para máquinas com pneus padrões e cabines ROPS.
Page 149 of 155

Modelo
Dimensão G930 G940 G946 G960 G970 G976 G990
3457 mm 3457 mm 3457 mm 3457 mm 3457 mm 3457 mm 3520 mm
H1 Altura total (cabine cheia)
(136 in.) (136 in.) (136 in.) (136 in.) (136 in.) (136 in.) (139 in.)
3220 mm 3220 mm 3220 mm 3220 mm 3220 mm 3220 mm 3260 mm
H1 Altura total (cabine LP)
(127 in.) (127 in.) (127 in.) (127 in.) (127 in.) (127 in.) (129 in.)
2602 mm 2602 mm 2602 mm 2602 mm 2602 mm 2602 mm 2666 mm
H1 Altura total (cabine dividida)
(102 in.) (102 in.) (102 in.) (102 in.) (102 in.) (102 in.) (105 in.)
8972 mm 9253 mm 9253 mm 9253 mm 9578 mm 9578 mm 9800 mm
L1 Comprimento total
(353 in.) (364 in.) (364 in.) (364 in.) (377 in.) (377 in.) (386 in.)
6280 mm 6280 mm 6280 mm 6280 mm 6531 mm 6531 mm 6681 mm
L2 Base de roda
(247 in.) (247 in.) (247 in.) (247 in.) (257 in.) (257 in.) (263 in.)
1380 mm 1507 mm 1507 mm 1507 mm 1600 mm 1600 mm 1600 mm
L3 Projeção traseira
(54 in.) (59 in.) (59 in.) (59 in.) (63 in.) (63 in.) (63 in.)
1542 mm 1542 mm 1542 mm 1542 mm 1546 mm 1546 mm 1673 mm
L4 Distância ao centro do tandem
(60,7 in.) (60,7 in.) (60,7 in.) (60,7 in.) (60,9 in.) (60,9 in.) (66 in.)
2616 mm 2591 mm 2591 mm 2591 mm 2718 mm 2718 mm 2870 mm
L5 Base da lâmina
(103 in.) (102 in.) (102 in.) (102 in.) (107 in.) (107 in.) (113 in.)
2537 mm 2537 mm 2537 mm 2537 mm 2657 mm 2657 mm 2809 mm
W1 Largura total (pneus padrões)
(100 in.) (100 in.) (100 in.) (100 in.) (104 in.) (104 in.) (111 in.)
2076 mm 2076 mm 2076 mm 2076 mm 2239 mm 2239 mm 2340 mm
W2 Largura da esteira dianteira
(82 in.) (82 in.) (82 in.) (82 in.) (88 in.) (88 in.) (92 in.)
2139 mm 2139 mm 2139 mm 2139 mm 2239 mm 2239 mm 2340 mm
W3 Largura da esteira traseira
(84 in.) (84 in.) (84 in.) (84 in.) (88 in.) (88 in.) (92 in.)
3658 mm 3658 mm 3658 mm 3658 mm 4267 mm 4267 mm 4267 mm
W4 Comprimento da lâmina (padrão)
(144 in.) (144 in.) (144 in.) (144 in.) (168 in.) (168 in.) (168 in.)

Pesos da máquina
Peso básico
Modelo Peso total Nas rodas dianteiras Nas rodas traseiras
15 554 kg 4 822 kg 10 732 kg
G930
(34 291 lb) (10 631 lb) (23 660 lb)
15 957kg 4 787 kg 11 170 kg
G940
(35 179 lb) (10 554 lb) (24 626 lb)
16 650 kg 4 998 kg 11 652 kg
G946
(36 707 lb) (11 019 lb) (25 688 lb)
16 678 kg 4 990 kg 11 688 kg
G960
(36 769 lb) (11 001 lb) (25 768 lb)
17 702 kg 5 563 kg 12 139 kg
G970
(39 026 lb) (12 264 lb) (26 762 lb)
19 251 kg 6 728 kg 12 523 kg
G976
(42 441 lb) (14 833 lb) (27 608 lb)
20 584 kg 6 381 kg 14 203 kg
G990
(45 380 lb) (14 068 lb) (31 312 lb)

Peso operacional
Peso operacional comumente equipada:
Modelos G930 - G960 : 17,5x25, 12 PR, G--2 pneus em aros 14" e 14'x25"x7/8" mesa de
moldagem e escarificador,
Modelos G970 - G976 : 17,5x25, 12 PR, G--2 pneus em aros 14" e 14'x29"x1" mesa de moldagem
e escarificador, (G990) 20,5x25, 12 PR, G--2 pneus em aros 17" 14'x29"x1" mesa de moldagem.
Todos os pesos mostrados incluem também cabine completa com ROPS, todos os fluidos de
operação e um operador de 80 kg (175 lb.).
Modelo Peso total Nas rodas dianteiras Nas rodas traseiras
16 191 kg 5 019 kg 11 172 kg
G930
(35 695 lb) (11 065 lb) (24 630 lb)
16 569 kg 4 970 kg 11 598 kg
G940
(36 528 lb) (10 958 lb) (25 570 lb)
17 261 kg 5 178 kg 12 082 kg
G946
(38 053 lb) (11 416 lb) (26 637 lb)
Page 150 of 155

17 289 kg 5 187 kg 12 102 kg


G960
(38 115 lb) (11 435 lb) (26 681 lb)
18 210 kg 5 645 kg 12 565 kg
G970
(40 147 lb) (12 446 lb) (27 701 lb)
18 758 kg 5 815 kg 12 943 kg
G976
(41 355 lb) (12 820 lb) (28 535 lb)
20 916 kg 6 484 kg 14 432 kg
G990
(46 112 lb) (14 295 lb) (31 817 lb)
Peso operacional máximo permitido
Pesos operacionais máximo permitido são os pesos baseados em implementos aprovados.
Modelo Peso total da máquina Nas rodas dianteiras Nas rodas traseiras
19 278 kg 7 575 kg 14 243 kg
G930
(42 500 lb) (16 700 lb) (31 400 lb)
21 319 kg 7 575 kg 14 243 kg
G940
(47 000 lb) (16 700 lb) (31 400 lb)
21 772 kg 7 575 kg 14 243 kg
G946
(48 000 lb) (16 700 lb) (31 400 lb)
21 863 kg 7 575 kg 14 288 kg
G960
(48 200 lb) (16 700 lb) (31 500 lb)
22 680 kg 8 391 kg 15 468 kg
G970
(50 000 lb) (18 500 lb) (34 100 lb)
23 360 kg 8 391 kg 15 876 kg
G976
(51 500 lb) (18 500 lb) (35 000 lb)
27 216 kg 8 391 kg 19 051 kg
G990
(60 000 lb) (18 500 lb) (42 000 lb)

NOTA: Os pesos mostrados para os eixos dianteiro e traseiro são os máximos permitidos.
Em nenhum caso os pesos combinados dos eixos não podem exceder o peso total da máquina.

Diário de manutenção
Manutenção das 100 horas Tipo de manutenção Assinatura e carimbo
Data
Inspeção de garantia
Horas

Manutenção das 500 horas Tipo de manutenção Assinatura e carimbo


Data

Horas Manutenção e conservação

Manutenção das 1000 horas Tipo de manutenção Assinatura e carimbo


Data
Inspeção de garantia
Horas
Manutenção e conservação

Manutenção das 1500 horas Tipo de manutenção Assinatura e carimbo


Data

Horas Manutenção e conservação

Manutenção das 2000 horas Tipo de manutenção Assinatura e carimbo


Data

Horas Manutenção e conservação

Manutenção das 2500 horas Tipo de manutenção Assinatura e carimbo


Data
Page 151 of 155

Horas Manutenção e conservação

Manutenção das 3000 horas Tipo de manutenção Assinatura e carimbo


Data

Horas Manutenção e conservação

Manutenção das 3500 horas Tipo de manutenção Assinatura e carimbo


Data

Horas Manutenção e conservação

Manutenção das 4000 horas Tipo de manutenção Assinatura e carimbo


Data

Horas Manutenção e conservação

Manutenção das 4500 horas Tipo de manutenção Assinatura e carimbo


Data

Horas Manutenção e conservação

Manutenção das 5000 horas Tipo de manutenção Assinatura e carimbo


Data

Horas Manutenção e conservação

Manutenção das 5500 horas Tipo de manutenção Assinatura e carimbo


Data

Horas Manutenção e conservação

Manutenção das 6000 horas Tipo de manutenção Assinatura e carimbo


Data

Horas Manutenção e conservação

Manutenção das 6500 horas Tipo de manutenção Assinatura e carimbo


Data

Horas Manutenção e conservação

Manutenção das 7000 horas Tipo de manutenção Assinatura e carimbo


Data

Horas Manutenção e conservação


Page 152 of 155

Manutenção das 7500 horas Tipo de manutenção Assinatura e carimbo


Data

Horas Manutenção e conservação

Manutenção das 8000 horas Tipo de manutenção Assinatura e carimbo


Data

Horas Manutenção e conservação

Manutenção das 8500 horas Tipo de manutenção Assinatura e carimbo


Data

Horas Manutenção e conservação

Manutenção das 9000 horas Tipo de manutenção Assinatura e carimbo


Data

Horas Manutenção e conservação

Manutenção das 9500 horas Tipo de manutenção Assinatura e carimbo


Data

Horas Manutenção e conservação

Manutenção das 10000 horas Tipo de manutenção Assinatura e carimbo


Data

Horas Manutenção e conservação

índice alfabético
Acidentes 109
Ajuste da profundidade do espigão do
escarificador 113
Alívio de pressão em circuitos hidráulicos em
motoniveladoras com identificação CE 192
Alívio de pressão 112
Alternador 176
Ângulo do dente do escarificador, ajuste 113
Apresentação 5
Ar condicionado (equipamento opcional) 189
AVISO 54
Baterias 173, 177
Baterias, carregamento 174
Baterias, normas 174
Bloqueio do diferencial 101
Cabine 7 , 188
Cabine, especificações 219
Cabine, filtros de respiro 188
Capacidades de serviço e intervalos 210
Capacidades 210
Característica de memorização de marcha 88
CareTrack (equipamento opcional) 9
Cavação de valas `V' à direita 133
Cavação de valas com fundo plano - estradas de
cascalho 135
Chassi 7
Chave de símbolos 195
Chave geral das baterias 173
Coletor de água 164
Comandos hidráulicos 70
Page 153 of 155

Comandos 59
Combustível 207
Compressor 189
Condensador 189
Conectando e desconectando implementos 112
Configuração, data e hora 52
Configuração, idioma e unidades 51
Configuração, reversão do ventilador 52
Configuração, teste som ventilad 54
Conforto do operador 61
Construção de estradas 133
Contínua adaptação da velocidade básica 87
Coroando uma estrada 137
Corte de banco elevado 134
Dados da máquina registrados 9
Dando acabamento em uma inclinação gradual
usando a articulação 139
Dentes do ripper, substituição 114
Desenho dimensional 222
Deveres do operador 78
Diagrama de sinalização 144
Diário de manutenção 155, 225
Direção usando o giro 97
Direção 97
Dragagem de acostamento (lado direito) 143
Eixo traseiro / tandem / óleos de freio a disco
banhado em óleo 208
Eixo traseiro / tandem 7
Eixo traseiro 182
Eixo traseiro, troca de óleo 182
Equipamento de comunicação, instalação 11
Equipamentos e implementos 8
Escarificador 113, 115
Escarificador, ripper e lâmina removedora,
operação 115
Especificações 205
Espigão do ripper, remoção 114
Esquema de lubrificação e manutenção 155
Esquema de lubrificação e manutenção, G930 a
G960 196
Esquema de lubrificação e manutenção, G970 a
G990 200
Estacionamento 103
Faixa de temperatura de operação da máquina 5
FALHAS 55
Fazendo um giro de três pontos 117
Filtro primário, manutenção e troca 166
Filtro secundário 167
Filtro(s) de óleo do motor, troca 161
Filtros de combustível 163
FOPS e ROPS 7
Freio de estacionamento 100, 186
Freio de estacionamento, verificação 186
Freios / sistema de direção, especificações 217
Freios de serviço 99
Freios de serviço, fluido do cilindro mestre 184
Freios de serviço, teste 185
Freios de serviço, troca do fluido do cilindro
mestre 184
Frenagem 99
Fusíveis 215
Girando usando a articulação 116
Graxa 206
Identificação CE, Diretiva EMC 10
Implementos 111
Inclinação da roda dianteira 97
índice 3
Inflando pneus 193
INFO MANUTENÇÃO 55
INFO 55
Informação sobre a máquina 45
Informações sobre ruído 220
Inspeções de chegada e de entrega 155
Instruções de amaciamento 77
Instruções de entrega 155
Instruções de segurança durante a operação 78
Intervalos de troca 210
Lâmina removedora 115
Leia antes de efetuar o serviço 146
Ligando o motor 83
Limpeza da máquina 156
Limpeza da vala direita 141
Limpeza da vala esquerda 141
Limpeza de uma vala úmida 142
Linhas elétricas aéreas de alta tensão 80
Locomovendo e operando (trabalhando) em vias
públicas 81
Lubrificantes recomendados 205
Mangueiras e conexões 187
Manuseando materiais perigosos 151
Manutenção da pintura 156
Manutenção de estradas - estradas de cascalho 140
Manutenção e conservação 155
Marchas de mudança 87
Mensagens de alarme 54
Mesa de moldagem 118
Page 154 of 155

Modelos de tração em todas as rodas 94


Modificações 9
Modos de transmissão 92
Motor 5 , 160
Motor, especificações, G930 a G960 211
Motor, especificações, G970 to G990 212
Motor, purificador de ar 166
Motores para tração em todas as rodas,
lubrificação 187
Mudança de marcha 86
Mudança de marcha usando a mudança pendular
e marchas memorizadas 90
Mudança de marcha usando o pedal modulador
e marchas memorizadas 88
Mudando de direção usando a função de mudança
pendular 89
Mudando de direção usando o pedal modulador 87
Nível de óleo do eixo traseiro, verificação 182
Nível de óleo do tandem, verificação 183
Nível de óleo da transmissão, verificação 179
Nivelamento à direita 131
Nivelamento à esquerda 132
Nivelamento em torno de um objeto 128
Nivelando em um `S' acostamento em curva 129
Normas de segurança 1
Números de identificação 2
Óleo do motor, troca 160
Óleo do motor, verificação 160
Óleo 206
Operação 77
Outros controles 59, 76
Painéis de instrumentos 21
Painel de distribuição elétrica 42
Painel de instrumentos central 28
Painel de instrumentos do pedestal 35
Painel de instrumentos do suporte lateral 22
Parafusos de roda, reaperto 193
Parando 102
Partida após ter parado completamente 86
Partida com baterias auxiliares 175
Partida 86
Pesos da máquina 223
Placas de informação e advertência (adesivos) 13
Placas de produto 12
Pneus 193
Pontos de manutenção, G930, G940, G946 e
G960 158
Pontos de manutenção, G970, G976 e G990 159
Posição de serviço 145
Posições do espigão do dente do ripper 114
Prefácio 1
Pré-filtro em banho de óleo (equipamento
opcional) 167
Pressão de ar recomendada 218
Prevenção contra incêndio 149
Procedimento de elevação da lâmina da mesa
de moldagem - Lado direito 120
Procedimento de elevação da lâmina da mesa
de moldagem - Lado esquerdo 124
Programas de manutenção 155
Proteção contra sobrerotação 87
Providências antes da operação 82
Purificador de ar 166
Radiadores e refrigeradores 168
Radiador e refrigeradores, limpeza 171
Refrigerante (R134a) 153
Refrigerante 169, 206
Refrigerante, troca 170
Refrigerante, verificação 169
Regulamentos ambientais 5
Relés e fusíveis 178
Relés 214
Reparando a pintura 156
Reservatório de fluido do limpador, janelas
dianteira e traseira 168
Resgate / reboque 104
Rolamentos, lubrificação 194
Rompedor 114, 115
Rua sem saída usando articulação 138
Segurança do operador 79
Segurança no serviço 145
Sistema de advertência dos freios de serviço,
verificação 185
Sistema de combustível 163
Sistema de combustível, filtro de respiro 165
Sistema de combustível, sangria de ar 164
Sistema de direção secundária (equipamento
opcional fora da UE / EAA) 98
Sistema de direção 7
Sistema de elevação da lâmina 120
Sistema de freio 7 , 184
Sistema de refrigeração 168
Sistema elétrico 6 , 173
Sistema elétrico, especificações 213
Sistema hidráulico 8 , 190
Sistema hidráulico, especificações 221
Page 155 of 155

Sistema hidráulico, filtro de respiro 191


Sistema hidráulico, filtro do óleo de retorno 191
Sistema hidráulico, troca de óleo 190
Sistema hidráulico, verificação do nível de óleo 190
Soldagem 177
Tampas de inverno da admissão de ar
(equipamento opcional) 172
Tandem 183
Tandem, troca de óleo 183
Tanque de combustível 163
Teclado da unidade display 45
Técnicas de operação 109
Tela de sucção 180
Teste de condição 156
The USA federal clean air act 17
Trabalhando dentro de áreas perigosas 80
Tração em todas as rodas 8, 187
Tração em todas as rodas, filtros de óleo 187
Transmissão de força 6
Transmissão de força, especificações 216
Transmissão 179
Transmissão, filtro de respiro 181
Transmissão, troca de óleo 179
Transmissão, troca do filtro de óleo 180
Transportando a máquina 107
Troca dos dentes do escarificador 113
Turbocompressor 165
Unidade display 44
Utilização recomendada 5
Vibrações de corpo inteiro 110, 219
Vibrações de mãos-braços 219
Viscosidade do óleo 207

1. Opcional
2. O modo RASTEJAMENTO está disponível apenas nas máquinas AWD
3. Ou a cada 4 anos
4. Com relação às condições necessárias para aplicação do intervalo entre as trocas de óleo do motor, veja a página See Óleo do motor, troca

Você também pode gostar