Você está na página 1de 10

ANHANGUERA

AMANDA SANTESSO MANFRINATI


ANGELICA CRISTINA MAGALHÃES PAULO
AUDREY AFONSO
IRIS HELENA SANTORO
JAIME PIRES DE MORAIS
VANDERLEIA NORTEIRO

(fonte 16)

EMPREENDENDORISMO

Osasco
2016
AMANDA SANTESSO MANFRINATI

ANGELICA CRISTINA MAGALHÃES PAULO

AUDREY AFONSO
IRIS HELENA SANTORO

JAIME PIRES DE MORAIS

VANDERLEIA NORTEIRO

EMPREENDEDORISMO

Curso: Farmácia

Matéria: Gestão em Farmácia

Orientador: Jose Jardes Bitencourt


RESUMO

Neste trabalho mostraremos a importância do empreendedorismo e do espírito


de empreendedor, da necessidade de se prepararem antes de se lançarem no
mercado de trabalho.
É apresentado o conceito de empreendedorismo, bem como feita uma análise
do perfil do empreendedor e suas principais características.
Ser empreendedor no mundo moderno é ser diferente, é inovar e ter novas
idéias, trazendo novo estilo de vida para a empresa, atualizando em todos os
setores o que ocorre no mercado.
INTRODUÇÃO

Empreendedorismos é uma palavra ainda nova para os brasileiros,


apareceu em meados da década de 90. A ascensão vem com o processo de
privatização das estatais, abertura do mercado para os produtos importados.

Ser empreendedor é possuir algumas das características como


criatividade, capacidade de organização, planejamento, responsabilidade, ter
visão de futuro, capacidade de liderança, saber trabalhar em equipe, assumir
riscos, aproveitar oportunidades, saber ouvir, facilidade em se comunicar e
encarar os possíveis fracassos aprendendo e melhorando, saber dar a volta
por cima, ser melhor.

DEFINIÇÂO

“A palavra empreendedor é derivada da palavra francesa entrepeneur,


que foi usada pela primeira vez em 1725, pelo economista irlandês Richard
Cantillon para designar o individuo que assumia riscos.” (CUSTÓDIO, 2011).

Conforme Mery (2013), empreendedor é uma palavra oriunda da França


que significa “pessoa que assume riscos e dá inicio a algo inédito”.

“Empreendedorismo é o envolvimento de pessoas e processos que, em


conjunto, levam à transformação de idéias em oportunidades, e a perfeita
implementação destas oportunidades leva á criação de negócios de sucesso.”
(SENTANIN & BARBOSA, 2005).

Portanto, compreende-se como empreendedorismo o apanhado de


ações e processos que possuem como objetivo transformar uma idéia
inovadora em ações que originarão em um estabelecimento ou empresa bem
sucedidos.
“Em essência, o empreendedorismo requer a criação ou reconhecimento
de uma aplicação comercial para uma coisa nova.” (SABES, 2011).

Por causa das constantes evoluções tecnologias, o mundo vem


passando por grandes transformações em um pequeno espaço de tempo, e
somente através de pessoas com mentes revolucionárias e ousadas, que
colocam essas idéias em prática, as empresas tem conseguido obter sucesso e
rentabilidade.

Estas pessoas são chamadas de empreendedores, indivíduos peculiares


com características diferentes, que mostram prazer, força de vontade, inovação
e satisfação de colocar em prática suas idéias e, devido a este fato, são
pessoas que se destacam das outras por causa de sua grande criatividade.

O interesse no empreendedorismo é mundial e o Brasil não é uma


exceção quanto a isso. Desde os anos de 90, o conceito de empreendedorismo
difundiu-se no país devido à necessidade de fundar empresas de pequeno
porte estáveis e, assim, reduzir os índices de fechamento desses
empreendimentos no país.

Enfim, podemos dizer que o empreendedorismo oferece, para o


desenvolvimento econômico, uma injeção de animo que proporciona a criação
de novas oportunidades para o mercado de trabalho.

Porém, todo empreendedor é um empresário ou vice-versa? Para


responder esta pergunta, será necessário, em primeiro lugar, conhecer as
características de um empreendedor.

EMPREENDEDOR – CARACTERISTICAS

“Um empreendedor está sempre enxergando à frente de seu tempo, isso é o


que ele faz de melhor. Toda grande empresa de hoje foi fruto da visão de
algum empreendedor inicial, que certamente cresceu com muita determinação
e trabalho”. (SILVA, 2014).
As características que definem um indivíduo como empreendedor são
extensas e aqui serão citadas as principais características com o intuito de
apresentar o que se entende como um bom empreendedor. Segundo Alves
(2011), as principais características são:

1. O bom empreendedor é aquele individuo que procurar novas


oportunidades e toma a iniciativa de fazer algo antes de ser
obrigado a realizar a seguinte tarefa, ou seja, é um individuo
proativo.
2. Outra característica que o define é a de correr riscos
pressupostos no intuito de saber como contornar ou diminuir tais
riscos.
3. Uma característica marcante do empreendedor é exigir qualidade
e eficiência. O empreendedor esta sempre buscando desenvolver
produtos de forma ágil, melhorada ou de baixo custo, sempre
seguindo altos padrões.
4. Os empreendedores são pessoas que não desistem de seus
objetivos mediantes a obstáculos. Eles buscam superá-los
mudando de estratégia para garantir o resultado final.
5. Uma das mais importantes características do empreendedor é o
comprometimento em terminar uma tarefa.

Além das características apresentadas, o empreendedor também deve


planejar e estabelecer metas, com objetivos claros e específicos para saber
exatamente aonde se quer chegar ou estar, a fim de obter os resultados. Deve-
se também acompanhar o andamento de cada fase do projeto.

De acordo com Silva (2014), ser empreendedor é ter mais do que ânsia
de chegar ao cume da montanha; é necessário conhecer o obstáculo; planejar
todos os detalhes para subir; saber quais ferramentas levar e como utilizá-las;
achar o melhor caminho; comprometer-se com o resultado, persistir; pressupor
os riscos; estar preparado fisicamente; acreditar em si mesmo; e iniciar a
subida.
Para Mery (2013), além de todas as características citadas
anteriormente, o empreendedor deve ser uma pessoa analítica, independente e
saber trabalhar em

grupo, otimista, flexível quando necessário, líder, que saiba delegar tarefas e
capaz de resolver os problemas com criatividade.

Respondendo a questão levantada anteriormente, nem todo empresário


é empreendedor ou vice-versa, porém, seria perfeito que todo empresário fosse
empreendedor, pois isto facilitaria a sobrevivência de sua empresa nos
negócios por causa da capacidade de um empresário empreendedor em lidar
com situações difíceis e sair delas de forma criativa e inovadora.

IMPORTÂNCIA DO EMPREENDEDORISMO NA INDÚSTRIA

O empreendedorismo é vital para qualquer tipo de negócio, seja este,


uma empresa de pequeno porte, um estabelecimento comercial ou mesmo
para a indústria, porque permite que a mesma atue de forma competitiva no
mercado, utilizando de manobras inovadoras, estimulando o seu crescimento e
a sua rentabilidade.

PRÓS E CONTRAS DA GESTÃO DE VANDERBILT E ROCKEFELLER –


GIGANTES DA INDÚSTRIA

Dois homens inteligentes que diante as dificuldades impostas pela


vida, conseguiram enxergar soluções para conseguirem sair da crise a qual se
encontravam na vida pessoal.

O método de gestão utilizada por eles e outros grandes empreendedores


da época, dentre eles J. P. Morgan e H. Ford modificaram o mundo dos
negócios, abrindo espaço para o empreendedorismo moderno. Pode-se dizer
que são os pioneiros do empreendedorismo.
Vanderbilt e Rockefeller foram dois grandes empreendedores natos, pois
os dois possuíam visão estratégica e todos os atributos necessários para o
desenvolvimento de novas idéias e ter como resultado delas o sucesso e a
rentabilidade de seus negócios.

A gestão de ambos era cheia de engenhosidade, sempre buscando


novos empreendimentos que gerassem grandes lucros e assim aumentando o
prestigio de seus negócios e suas fortunas pessoais. Como lideres nato eram
cheios de força de vontade e conseguia prever um revés, contornando a
situação sempre à seu favor, o que no mundo dos negócios é uma
característica marcante para um bom gestor.

Eles não mediam esforços para alcançar seu objetivo final. Para eles ao
entrar em uma partida, valia o tudo ou nada, pois eles entravam no jogo para
ganhar e utilizavam de artimanhas que atualmente não são vistas com bons
olhos, um exemplo clássico o monopólio de um determinado negócio, tudo para
extirpar a concorrência, além de utilizarem manipulação e abuso de poder.

Atualmente algumas das estratégias utilizadas, por ambos, são


improváveis de ser bem sucedia, pois hoje em dia existem regras e leis que
não permitiriam tais estratégias que eram comumente utilizados por eles
naquela época.
Para ser um bom empreendedor hoje, em dia é necessário que se tenha
a mesma a visão estratégica, comprometimento, iniciativa e força de vontade
que foram vistas nestes dois grandes empreendedores, além de nunca desistir
diante de qualquer dificuldade e, principalmente, ser ético para ser bem visto
perante todos no mundo dos negócios.
CONCLUSÃO

O Empreendedorismo é uma área que esta em ascendência e varias


disciplinas estão inseridas, ainda é um campo a ser pesquisado, não há teorias
estabelecidas ainda. Pois o empreendedorismo não é uma intuição, é uma
maneira de pensar é uma reflexão.

O empreendedor tem como característica básica o espírito criativo e


pesquisador. Ele está constantemente buscando novos caminhos e novas
soluções, sempre tendo em vista as necessidades das pessoas. A essência do
sucesso é a busca de novos negócios e oportunidades, além da preocupação
com a melhoria do produto.
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

ALVES, A. R. Empreendedorismo. 2011. Disponível em:


<http://estudio01.proj.ufsm.br/cadernos_automacao/sexta_etapa/empreendedor
ismo_2012.pdf> Acesso em: 27/08/2016.
CUSTÓDIO, T. P. A importância do empreendedorismo como estratégia de
negócio. 2011. Disponível em:
<http://www.unisalesiano.edu.br/biblioteca/monografias/53972.pdf> Acesso em:
27/08/2016.
Gigantes da Indústria 01: Começa outra guerra. Disponível em:
<https://www.youtube.com/watch?v=hsCGnLX2O7c> Acesso em:27/08/2016.
Gigantes da Indústria 02: Encontrando Petróleo. Disponível em:
<https://www.youtube.com/watch?v=-fD8rPZPlJw> Acesso em: 27/08/2016.
MERY, L. V. Apostila de Empreendedorismo. 2013. Disponível em:
<http://200.195.175.98/Materiais/2319_878.pdf > Acesso em: 27/08/2016.
O processo empreendedor. Disponível em:
<http://www.josedornelas.com.br/wp-
content/uploads/2011/11/Empreendedorismo-capitulo-2.pdf > Acesso em:
27/08/2016.
SABES, F. A.; Empreendedorismo: Conceitos Iniciais. 2011. Disponível em:
<http://pt.slideshare.net/fsabes/aula-1-empreendedorismo-conceitos-iniciais>
Acesso em: 27/08/2016.
SENTANIN, L. H. V.; BARBOSA, R. J. Conceitos de Empreendedorismo.
2005. Disponível em:
http://faef.revista.inf.br/imagens_arquivos/arquivos_destaque/CvfACUcZOtmM
WBx_2013-4-26-12-25-36.pdf.> Acesso em: 27/08/2016.
SILVA, N. J. Empreendedorismo. 2014. Disponível em:
<http://pt.slideshare.net/njsconsultoria/aula-01-empreendedorismo-32250466 >
Acesso em: 28/08/2016.