Você está na página 1de 9

À G D G A D U

GLÓRIA DO OCIDENTE DO BRASIL


Fundado em 13 de novembro de 1961
Glória do Ocidente do Brasil no Paraná

INSTRUÇÕES DO PRIMEIRO GRAU


À G D G A D U
GLÓRIA DO OCIDENTE DO BRASIL
Fundado em 13 de novembro de 1961
Glória do Ocidente do Brasil no Paraná
INSTRUÇÕES DO PRIMEIRO GRAU
1. ONDE FOSTES PRIMEIRAMENTE PREPARADO PARA SERDES FEITO MAÇOM?
No meu coração.

2. E EM SEGUIDA?
Numa sala conveniente, contígua à Loja.

3. DESCREVEI A MANEIRA PELA QUAL FOSTES PREPARADO.


Fui despojado de mmet. e vendaram-me os oo.; meu br., dir. pt∴ e∴ e j∴e∴ foram d-sn-d-d-s,
meu p. d. foi calç. de chin. e um l. de c-rd- colocado em volta do meu p-sc-ç-.

4. ONDE FOSTES FEITO MAÇON?


No seio de uma Loja Regular, Justa e Perfeita.

5. E QUANDO?
Quando o sol estava no seu meridiano.

6. NESTE PAÍS, AS LOJAS DA FRANCO-MAÇONARIA REUNEM-SE GERALMENTE À NOITE. QUE


EXPLICAÇÃO PODEIS DAR A ISSO QUE, À PRIMEIRA VISTA, PARECE UM PARADOXO?
Girando constantemente a Terra em seu eixo, em sua órbita em torno do Sol e estando a
Franco-Maçonaria espalhada sobre a sua superfície, segue-se, necessariamente, que o Sol está
sempre em seu meridiano com respeito à Franco-Maçonaria Universal.

7. O QUE É A FRANCO-MAÇONARIA UNIVERSAL?


É um sistema peculiar de moralidade, velado em alegorias e ilustrado por símbolos.

8. INDICAI OS GRANDES PRINCÍPIOS EM QUE SE BASEIA A ORDEM.


Liberdade, Igualdade e Fraternidade subdivididas em Amor, Caridade e Verdade.

9. QUAIS SÃO AS PESSOAS DIGNAS E APTAS A SEREM FEITAS MAÇONS?


Homens retos, honrados e livres, de maior idade, bom senso e rigorosa moral.

10. COMO SABEIS QUE SOIS MAÇOM?


Pela regularidade de minha iniciação, repetidas provas e aprovações e a boa vontade em
submeter-me, em qualquer tempo, a um exame, se a ele for regularmente convidado.

11. COMO PROVAIS AOS OUTROS SERDES MAÇOM?


Por SS., TT., PPal., e os ppas. Ppr. da minha esquadria.

12. EM QUE TERRENO REPOUSA A LOJA?


Em terreno sagrado.

13. QUAL A POSIÇÃO EXATA PARA SE CONSTRUIR UM TEMPLO?


Do Oriente ao Ocidente.
À G D G A D U
GLÓRIA DO OCIDENTE DO BRASIL
Fundado em 13 de novembro de 1961
Glória do Ocidente do Brasil no Paraná
14. POR QUE RAZÃO UMA LOJA MAÇÔNICA ESTÁ SITUADA DO ORIENTE AO OCIDENTE?
A Primeira é porque a luz do Sol vem do Oriente para o Ocidente. A Segunda razão é porque
as luzes do evangelho da civilização vieram do Oriente espalhando-se no Ocidente. A terceira é
referente à Tenda ou Tabernáculo que Moisés erigiu no ermo, por ordem Divina, e que estava orientado
na direção Oriente ao Ocidente.

15. EM QUE SE APOIA NOSSA LOJA?


Em três colunas: Sabedoria, Força e Beleza.

16. O QUE REPRESENTA ESTAS COLUNAS?


Sabedoria - para idear
Força - para sustentar
Beleza - para adornar
A Coluna da Sabedoria representa o Mestre da Loja, no Oriente.
A Coluna da Força representa o Primeiro Vigilante, no Ocidente.
A Coluna da Beleza representa o Segundo Vigilante, no Sul.

17. POR QUE O V. MESTRE DA LOJA É REPRESENTADO PELA COLUNA DA SABEDORIA?


Porque dirige os Obreiros que compõem a Loja.

18. POR QUE O PRIMEIRO VIGILANTE É REPRESENTADO PELA COLUNA. DA FORÇA?


Porque paga aos Obreiros o salário, que é a força e a manutenção da existência.

19. POR QUE O SEGUNDO VIGILANTE É REPRESENTADO PELA COLUNA DA BELEZA?


Porque faz repousar os Obreiros, fiscalizando-os no trabalho.
20. POR QUE A LOJA É SUSTENTADA POR ESSAS TRÊS COLUNAS.?
Porque a Sabedoria, a Força e a Beleza são o complemento de tudo; sem elas, nada é
perfeito e durável.

21. POR QUE SÃO ASSIM CHAMADAS TAIS COLUNAS?


O Universo é o Templo de Deus, essas ccol. simbolizam a Sabedoria do G. A. D. U. como
pilares de sua majestosa obra.

22. A QUE ORDENS ARQUITETÔNICAS PERTENCEM AS TRÊS COLUNAS?


Jônica O Venerável Mestre da Loja;
Dórica O Primeiro Vigilante;
Coríntia O Segundo Vigilante
À G D G A D U
GLÓRIA DO OCIDENTE DO BRASIL
Fundado em 13 de novembro de 1961
Glória do Ocidente do Brasil no Paraná
TELHAMENTO DO RITO YORK - EMULAÇÃO

Rogo ao Ir. que se aproxime como Maçom.


Dá o pr. p.

Que é isto?
O pr. p. reg. na F. Mac.

Trazeis mais alguma coisa?


Trago (dá o Sn. e o desc.)

Que é isto?
O Sn. de um Ap. de Construtor.

A que alude ele?


À tradiç. penalidade do meu jr. e significa que, como homem honrado e
como maçom, preferirei ter m. g. c. de o. a o. a indev. rev. os ss. que me forem
confiados.

Tendes alguma coisa a comunicar?


Tenho (dá o T. no examinador).

Que é isto?
O T. ou Sn. de um Ap. de Construtor

Que exige ele?


Uma Pal.

Daí-me essa Pal.


Na minha iniciação ensinaram-me a ser cauteloso;
eu a soletrarei ou a dividirei convosco.

Como quiserdes, e começai


(é feito o exame).

De onde se deriva esta Pal.?


Da col. e. do pórt. ou entr. do T. do R. S., assim chamada
em recordação de..., o bis. De D., um P. e R. em I.

Qual o significado desta Pal.?


Em F ...
À G D G A D U
GLÓRIA DO OCIDENTE DO BRASIL
Fundado em 13 de novembro de 1961
Glória do Ocidente do Brasil no Paraná
TROLHAMENTO DO APRENDIZ DE CONSTRUTOR

SOIS MAC.?
C. T. M. Ilr. M. Rr. - ( M.I.C.T.M.R.’. )

QUE IDADE TENDES?


T. A...

DE ONDE VINDES?
De uma Loja reg. Justa e perf. de São J. de Jer.

QUE TRAZEIS?
Amiz., p. e v. de prosp. a todos os Ilr.

NADA MAIS TRAZEIS?


O Ven. M. de m. Loja vos s. por t. v. t.

QUE SE FAZ EM V. LOJ.?


Levanta-se tt. às vvirt. e cav.-se mmasm. aos vv.

QUE VINDES AQUI FAZER?


Vencer minhas pp., submeter mm. vont. e fazer nn. pprogr. na F. M. estreit.
os llac. de frat. que nos u. como vverd. Ilr.

QUE DESEJAIS?
Um lug. ent. vós.
- Este vos é concedido meu Ir.

QUAL A ALTURA DE VOSSA LOJA?


Do s. ao inf.

A LARGURA?
Do N. ao S.

QUAL O TAMANHO?
Do Univ.

QUAL O FORMATO?
De um par. ou quadr.

QUAL A PROFUNDIDADE?
Da superf. ao c. da T.

QUAL O COMPRIMENTO?
Do Or. ao Oc.
À G D G A D U
GLÓRIA DO OCIDENTE DO BRASIL
Fundado em 13 de novembro de 1961
Glória do Ocidente do Brasil no Paraná

PRIMEIRA LIÇÃO AO APRENDIZ MAÇOM


1) PORQUE INGRESSAIS NA FRANCO-MAÇONARIA?
Porque fui honrado por um convite de um amigo.
Hoje encontro-me iniciado dentro dos mistérios da Ordem
O meu desejo único é o de instruir-me dentro da disciplina litúrgica maçônica.
Quando estiver de posse dos privilégios por mim adquiridos, os usarei em
benefícios dos meus semelhantes.
2) ANTES DE VOSSA ADMISSÃO NA SUBLIME ORDEM, UM SAGRADO COMPROMISSO VOS
FOI SOLICITADO. POR QUÊ?
Porque só a homens dignos e livres se concede tal direito.
Um escravo ou indigno não tem tal felicidade.
3) NA PRESENÇA DE QUEM FOI FEITO O VOSSO COMPROMISSO?
Na presença de Deus, o Grande Arquiteto do Universo, perante uma digna veneraria
de uma Loja Regular de Maçons Livres e Aceitos, que estavam regularmente reunidos.
4) O QUE VOS EXIGE A ORDEM MAÇÔNICA EM TROCA DE VOSSA INICIAÇÃO?
Segredo absoluto de tudo que eu possa ou venha, futuramente, merecer saber, como sejam:
das provas da minha inic.,
dos SSn., TT. e PPal. e tudo que tenha passado, ou venha a ser relatado dentro de uma Loja.
É vedado fazer saber o que se passou nas sessões a todo Irmão que nela não tenha estado
presente.

SEGUNDA LIÇÃO AO APRENDIZ MAÇOM


1) HOUVE INCOMPATIBILIDADE COM OS VOSSOS DEVERES CIVIS, RELIGIOSOS OU
MESMO MORAIS, EM VOSSO SAGRADO COMPROMISSO?
Não, porque o mesmo foi feito dentro do mais puro princípio da virtude e da razão.

2) A QUEM DEVEIS, SOMENTE, COMUNICAR OS VOSSOS SEGREDOS?


Somente a nossos Irmãos, quando para isso recebamos incumbência de nosso Mestre em Loja
aberta, ou quando eu venha merecer ocupar cargos que desempenhem tais funções litúrgicas.
Aos demais Irmãos torna-se desnecessário, pois os mesmos têm por obrigação conhecê-los
de acordo com o aproveitamento de cada um.

3) QUANDO OS VOSSOS OO. EST. VEND. QUAL O PRINC. DESEJO QUE PALPITAVA EM
VOSSO CORAÇÃO?
Que me fosse conced.’. a luz material, porque a Verdadeira Luz está muito distante da
compreensão de um neófito.

4) O QUE JULGAS SER A FRANCO-MAÇONARIA?


Entendo que é uma sociedade civil, legalmente registrada e reconhecida pelas leis do país e
demais nações do Universo.
Funciona dentro do mais puro sigilo tudo que nela é tratado.
Adota a trilogia Liberdade, Igualdade, Fraternidade.
Aceita novos adeptos desde que sejam livres e de bons costumes e que, depois de iniciados,
tornam-se Irmãos da Fraternidade Universal que chegamos a conhecer pela denominação de
Franco-Maçom.
À G D G A D U
GLÓRIA DO OCIDENTE DO BRASIL
Fundado em 13 de novembro de 1961
Glória do Ocidente do Brasil no Paraná
TERCEIRA LIÇÃO AO APRENDIZ MAÇOM
1) QUANTAS E QUAIS SÃO AS GRANDES LUZES DA FRANCO-MAÇONARIA?
A principal é o Livro das Sagradas Escrituras, que serve para guiar a nossa fé. O Esquadro,
que ensina a regular as nossas ações. O Compasso, que determina os limites a que devemos chegar
perante a humanidade, e particularmente, aos nossos Irmãos da Franco-Maçonaria.

2) QUANTAS E QUAIS SÃO AS LUZES MENORES DA FRANCO-MAÇONARIA?


O Venerável Mestre da Loja que está colocado no Oriente e da lá governa os Trabalhos. O
Sol, que esta no sul orientando o dia. A Lua, que representa o ocidente, o guia da noite.

3) QUANT. PPERIG. HOUVER. EM V. INIC.?


Três. O primeiro O segundo refere-se ao l.ç. de c..d. que encontrava-se em meu p....ço., de
tal forma aj..t..o, que seria eu mesmo o caus...r de minha m...e, pois caso houvesse tentado recu...r
ou av...çar, teria sido f.t.l. esse procedimento te...so. d e s . . . e, porque o Ir.’. que segurava um pu.
contra o meu p... não recuaria quando da minha entr. na porta do tempo, pois ele cump. com o
seu d..r; O terceiro, porém, há de me acomp....r por toda a minha exist^...a: será o castigo se eu
vier a ter a infelicidade, de indev., rev...r os ss. de meu compromisso de Aprendiz Construtor.

4) OS GRAUS DA FRANCO-MAÇONARIA SÃO COMUNICADOS INDISTINTAMENTE?


Não. Existem diversos graus com Sinais e Palavras peculiares a cada um, os quais servem
para nós, Irmãos, nos reconhecermos uns aos outros.

QUARTA LIÇÃO AO APRENDIZ MAÇOM


1) COMO DEVE RECEBER O MAÇOM OS SINAIS, TOQUES E PALAVRAS DA FRANCO-
MAÇONARIA?
Deve receber de pé e firme, copo reto, os pés em forma de Esquadro. O corpo representa o
emblema do espírito. Os pés demonstram a retidão das nossas ações.

2) O MAÇON DEVE DAR OS SSn. OU TT. TODAS AS VEZES QUE CUMPRIMENTAR OUTRO Ir.?
Não. Os SSn. e TT. só são dados em ocasiões extremamente necessárias, ou seja, quando
o Ir. precisa ser identificado a fim de pedir ou oferecer ajuda a outro Ir. Tratando-se de Irmão da
mesma Oficina ou Oriente, torna-se desnecessário aplicar os Sinais e Toques, o excesso de
cumprimentos poderá trazer do mundo profano a curiosidade de elementos estranhos aos nossos
mistérios.

3) O QUE REPRESENTA O PRIMEIRO Sn. E QUAL A SUA SIGNIFICAÇÃO?


O primeiro p. na Fr. Maç. E a penalidade do sagr. Jur., que é a de ter a garg. c. se indev. rer.
os SSeg. e MMist. a profanos.

4) O QUE EXIGE O Sn. Da Fr. Maç.?


Um T., e este uma Pal.

5) COMO É DADA A PALAVRA NA Fr. Maç.?


De uma maneira singular, com toda cautela, foi isso que me ensinaram em minha iniciação.
Nunca dando-a por extenso, e sim por letras ou sílabas.
À G D G A D U
GLÓRIA DO OCIDENTE DO BRASIL
Fundado em 13 de novembro de 1961
Glória do Ocidente do Brasil no Paraná
6) QUAL O NOME DESSA PAL. E DONDE É DERIVADA?
A Pal. é B _ _ _ . Ela é derivada da col. esq. do pórt. ou entr. do T. do R. S., é assim chamada
em recordação de B..., bis. de D. um P. e R. em Israel.

QUINTA LIÇÃO AO APRENDIZ MAÇOM


1) QUANTOS SÃO OS INSTRUMENTOS DE UM APRENDIZ DE CONSTRUTOR?
Três, a saber: a régua de 24 polegadas, o malho comum e o cinzel.

2) PARA QUE SERVEM TAIS INSTRUMENTOS?


A régua de 24 polegadas mede o nosso trabalho diário.
O malho comum empregamos no desbaste das saliências e arestas inúteis da pedra
bruta.
O cinzel serve para polir e preparar a pedra, tornando-a pronta para ser manejada
por operário mais destro.

3) NÃO SENDO TODOS OS MAÇONS OPERÁRIOS, COMO DEVEM SER USADOS TAIS
INSTRUMENTOS?
De forma simples e singular, porque todos os maçons são considerados operários da
Arte Real, ou mais precisamente, platônicos ou especulativos.
1ª parte, aplicamos em meditação à Deus, o G.A.D.U.
2ª parte, dedicamos ao trabalho diário de nossa responsabilidade;
3ª parte, oferecemos à filantropia, desde que não venha trazer prejuízos às nossas
finanças.
O malho comum representa a força de nossa consciência, que deve ser freada
quando dirigida ao mal; quando dirigida ao bem todas as forças divinas estão a nosso
serviço.
O Cinzel, mostra nos o caminho que se deve encontrar, o meio de se poder pertencer
a uma sociedade perfeita e organizada.

4) A MAÇONARIA SEMPRE FOI CONSTITUÍDA DE TODAS AS CLASSES SOCIAIS?


Não. Antes, em datas primordiais, era composta apenas de operários de diversas artes;
no entanto, devido a sua força e valor, os reis, monarcas e nobres decidiram cooperar em
sua grandeza, trocando o cetro pela trolha dos operários, e em comum trabalhavam em
nossas oficinas, em verdadeira igualdade fraterna.
À G D G A D U
GLÓRIA DO OCIDENTE DO BRASIL
Fundado em 13 de novembro de 1961
Glória do Ocidente do Brasil no Paraná
TELHAMENTO PARA A PASSAGEM AO SEGUNDO GRAU

VM ONDE FOSTES PRIMEIRAMENTE PREPARADO PARA SERDES FEITO MAÇOM?


CAND No meu cor∴.

VM ONDE, EM SEGUIDA?
CAND Numa sala conveniente, junto à Loja.

VM DESCREVEI O MODO DE VOSSA PREPARAÇÃO.


CAND Fui d-sp-j-d- de m-t-s e v-nd-d-. Meu br. d., p--t- e j. e. foram d-sn-d-d-s, meu p. d.
foi calç. de chin. e um l. de c-rd- colocado em volta do meu p-sc-ç-.

VM ONDE FOSTES FEITO MAÇON?


CAND No seio de uma Loja Regular, Justa e Perfeita.

VM E QUANDO?
CAND Quando o sol estava no seu meridiano.

VM NESTE PAÍS, AS LOJAS DA FRANCO-MAÇONARIA REUNEM-SE GERALMENTE À


NOITE. QUE EXPLICAÇÃO, PODEIS DAR A ISSO QUE, À PRIMEIRA VISTA,
PARECE UM PARADOXO?
CAND Girando constantemente a Terra em seu eixo, em sua órbita em torno do Sol e
estando a Franco-Maçonaria espalhada sobre a sua superfície, segue-se,
necessariamente, que o Sol está sempre em seu meridiano com respeito à Franco-
Maçonaria Universal.

VM O QUE É A FRANCO-MAÇONARIA UNIVERSAL?


CAND É um sistema peculiar de moralidade, velado em alegorias e ilustrado por símbolos.

VM CITAI OS GRANDES PRINCIPIOS SOBRE OS QUAIS A LOJA ESTA INSTITUIDA.


CAND Amor fraternal, Socorro e Verdade.

VM QUAIS SÃO AS PESSOAS DIGNAS E APTAS A SEREM FEITAS MAÇONS?


CAND Homens retos, honrados e livres, de maior idade, bom senso e rigorosa conduta.

VM COMO SABEIS QUE SOIS MAÇOM?


CAND Pela regularidade de minha iniciação, repetidas provas e aprovações e a boa vontade
em submeter-me, em qualquer tempo, a um exame, se a ele for devidamente
convocado.

VM COMO PROVAIS AOS OUTROS QUE SOIS MAÇOM?


CAND Por SS., TT., e os perfeitos Pts. da minha admissão.