Você está na página 1de 2

ESCLARECIMENTO DE DÚVIDAS (OFICINA DO DIA 23/03/2019) 

 
ENERGIA DE ENVIO À DISTÂNCIA 
 
Quando projetamos o pensamento em alguém, estamos emitindo ondas na direção dessa
pessoa. Por esse motivo é possível o envio da fitoenergética à distância.

QUANDO USAR?
Você pode usar essa técnica sempre que quiser ajudar alguém a distância: uma pessoa, um
animal de estimação ec até mesmo um ambiente.

COMO USAR?
Use 2 vezes ao dia por 3 dias seguidos. Se houver necessida de continuar enviando,
aguarde 3 días de intervalo e comece novamente. Você pode fazer quantos ciclos de 3 dias
quiser, desde que sempre com intervalos de 3 dias.

PASSO A PASSO DO ENVIO DA FITOENERGÉTICA À DISTÂNCIA:


Lembre-se de sempre aplicar os passos da preparação:
-Escolha qual tratamento mais se encaixa com o objetivo, e prepare um composto.
-Faça um chá com a receita escolhida. Ele deve ser um típico chá fitoenergético como
ensinado anteriormente, limpo e potencializado energéticamente.
-Escreva o nome da pessoa ou objeto em questão, em meia folha de papel branco;
-Escreva o benefício que deseja para aquele tratamento a distância, exemplo: cura do pé
esquerdo, passar no exame da autoescola, arrumar um emprego, paz no relacionamento,
encontrar um amor, etc.
-Mentalmente, com humildade e respeito, peça permissão para entrar em sintonia com a
pessoa, animal ou local que quer enviar a energia;
-Molhe as mãos com o chá preparado. Mantenha as duas mãos juntas em formato de
concha e imponha-as sobre o papel escrito por 2 minutos aproximadamente. A mão deverá
ficar a uma distância de 10 a 20 centímetros do papel, ou seja, sem encostar;
-Enquanto mantém as mãos em concha postadas acima do papel concentre-se no
sentimento do benefício para a pessoa, animal ou local;
-Encerre a prática, agradeça mentalmente, desconecte-se mentalmente do objetivo;
-Guarde o papel ou deixe sobre um altar ou mesa para o outro dia, pois você sempre usará
o mesmo;
POLARIDADE DOS TRATAMENTOS
Todos os vegetais foram classificados em yin (-) ou yang (+), o que torna fácil o processo de
equilibrar as polaridades de um tratamento.

A recomendação geral é que não deva jamais fazer um tratamento com vegetais de uma
polaridade. Isso pode resultar tratamentos desequilibrados.
Escolha os vegetais do tratamento e anote o numero de vegetais yin (-) e número de
vegetais yang (+) . A seguir, faça uma conta de divisão, dividindo sempre o que tem menor
quantidade, pelo que tem maior.
Exemplo: se temos 4 yin e 2 yang, então será 2 dividido por 4.

Para garantir que a polaridade estará em equilíbrio, o valor mínimo aceitável dessa divisão
é 0,4. Portanto, todos os compostos que apresentarem cálculo da polaridade igual ou maior
que 0,4 estão em equilíbrio. Todos os compostos que apresentarem resultado menor que
0,4 estão desequilibrados.

Quando você encontrar casos de valores inferiores a 0,4, não desmonte o tratamento
inteiro, apenas procure substituir um ou dois vegetais por outros de polaridade diferente.
Refaça o cálculo até chegar a valores equilibrados. Fórmula exemplo:

Vegetais puros:
Camomila yin (-), Guaco yang (+), Carobinha yang (+), Calêndula yang (+)

Vegetal nivelador escolhido:


Marmelo yin (-)

Vegetal condutor escolhido:


Manjericão yang (+)

Vegetal físico escolhido:


Uxi amarelo yin (-)

Polaridade do composto:
Número dc yang = 4
Número de yin = 3

Polaridade de menor número dividida pela Polaridade de maior número


3/4 = 0,75

Dividindo o número de vegetais de mesma polaridade que tem menos, pelo que tem mais, o
número não pode ser menor que 0,4 essa é a regra que garante equilíbrio na fórmula. Logo,
esta fórmula de exemplo está em equilíbrio.