Você está na página 1de 6

www.qconcursos.

com

Direito Processual Penal > Ação Penal , Ação penal de iniciativa pública: de nição, princípios e espécies ,
121 Q553915
Ação penal de iniciativa privada: de nição, princípios e espécies
Ano: 2015 Banca: FCC Órgão: DPE-MA Prova: FCC - 2015 - DPE-MA - Defensor Público

Sobre a ação penal, considerando-se a classi cação legal e o entendimento doutrinário e jurisprudencial,

o direito de representação somente poderá ser exercido por procurador, mediante declaração, escrita ou oral, em
A
casos de impossibilidade de execução do ato pelo próprio ofendido.

se o órgão do Ministério Público, ao invés de apresentar a denúncia, requerer o arquivamento do inquérito policial ou
B
de quaisquer peças de informação, a vítima poderá, no prazo de seis meses, oferecer ação penal privada subsidiária.
após a Constituição Federal de 1988, a ação penal privada subsidiária da pública não respeitará mais o prazo de seis
C
meses previsto para as ações penais privadas, por se tratar de um direito constitucional, conforme já decidiu o STF.
sendo a ação de natureza privada, no caso de morte do ofendido ou quando declarado ausente por decisão judicial, o
D direito de oferecer queixa ou prosseguir na ação passará ao cônjuge, ascendente, descendente ou irmão, salvo nos
casos de ação penal privada personalíssima.
nos casos de ação penal privada, ocorrendo a morte do ofendido, se comparecer mais de uma pessoa com direito de
E
queixa, a preferência será de nida pela ordem de manifestação.

Direito Processual Penal > Das Provas , De nição, contextualização, objetivos e normatividade fundamental ,
122 Q553914
Prova pericial e exame de corpo de delito Acareação
Ano: 2015 Banca: FCC Órgão: DPE-MA Prova: FCC - 2015 - DPE-MA - Defensor Público

Em matéria de provas, segundo o Código de Processo Penal,

A as acareações, em decorrência da própria essência do ato, não poderão ser realizadas por carta precatória.
após a determinação do desentranhamento de prova declarada inadmissível, esta será inutilizada por decisão judicial,
B facultado às partes o acompanhamento do incidente, sendo vedado ao magistrado que tomou conhecimento da
prova ilícita proferir a sentença no mesmo processo.
C o juiz poderá ordenar a produção de provas antes mesmo do início da ação penal.
sempre que a infração penal deixar vestígios, o exame de corpo de delito poderá ser dispensado por determinação da
D
autoridade policial e judicial quando sua elaboração puder comprometer a moral pública.

nos exames para reconhecimento de escritos exige-se que a pessoa a quem se atribua o escrito forneça, de próprio
E punho, material grá co para a comparação, sendo inadmissíveis documentos já produzidos, ainda que a pessoa
reconheça-os como de seu punho.

123 Q553913 Direito Processual Penal > Inquérito Policial , Notícia-crime e instauração , Encerramento do Inquérito Policial
Ano: 2015 Banca: FCC Órgão: DPE-MA Prova: FCC - 2015 - DPE-MA - Defensor Público

O inquérito policial

após seu arquivamento, poderá ser desarquivado a qualquer momento para possibilitar novas investigações, desde
A
que haja concordância do Ministério Público.

B em curso poderá ser avocado por superior por motivo de interesse público.
poderá ser instaurado por requisição judicial, a depender da análise de conveniência e oportunidade do delegado de
C
polícia.

nos casos de ação penal privada e ação penal pública condicionada poderá ser instaurado mesmo sem a
D
representação da vítima ou seu representante legal, desde que se trate de crime hediondo.
independentemente do crime investigado deverá ser impreterivelmente concluído no prazo de 30 dias se o
E
investigado estiver solto.

Direito Processual Penal > Princípios fundamentais do direito processual penal , Contraditório , Ampla defesa
124 Q553912
Juiz natural
Ano: 2015 Banca: FCC Órgão: DPE-MA Prova: FCC - 2015 - DPE-MA - Defensor Público

A necessidade de assegurar que as partes gozem das mesmas oportunidades e faculdades processuais consiste o conteúdo
do princípio processual
A da paridade de armas.
B do contraditório.
C da ampla defesa.
D da identidade física do juiz.

E do estado de inocência.

125 Q553910 Direito Processual Penal > Direito processual penal: fundamentos e aspectos essenciais , Sistemas processuais
Ano: 2015 Banca: FCC Órgão: DPE-MA Prova: FCC - 2015 - DPE-MA - Defensor Público

O modelo processual acusatório tem sido entendido como o adequado a um Estado Democrático de Direito por ser o mais
garantista. Tem-se como um pressuposto estrutural e lógico do modelo a

A possibilidade de emendatio libelli e mutatio libelli.

B existência de uma investigação prévia por delegado de polícia.


C possibilidade da prova ser colhida pelo próprio juiz.
D previsão legal de prisões processuais.
E separação entre juiz e acusação.

126 Q544948 Direito Processual Penal > Das Citações e Intimações , Citação , Intimação e noti cação
Ano: 2015 Banca: FCC Órgão: MPE-PB Prova: FCC - 2015 - MPE-PB - Técnico Ministerial – Sem Especialidade

Sobre as citações e intimações, nos termos estabelecidos pelo Código de Processo Penal, é INCORRETO a rmar:

O processo seguirá sem a presença do acusado que, citado ou intimado pessoalmente para qualquer ato, deixar de
A
comparecer sem motivo justi cado, ou, no caso de mudança de residência, não comunicar o novo endereço ao juízo.
B Veri cando-se que o réu se oculta para não ser citado, a citação far-se-á por edital, com o prazo de 5 dias.

Estando o acusado no estrangeiro, em lugar sabido, será citado mediante carta rogatória, suspendendo-se o curso do
C
prazo de prescrição até o seu cumprimento.
D A intimação do Ministério Público é sempre pessoal.
Se o acusado, citado por edital, não comparecer, nem constituir advogado, carão suspensos o processo e o curso do
E prazo prescricional, podendo o juiz determinar a produção antecipada das provas consideradas urgentes e, se for o
caso, decretar prisão preventiva.

127 Q544947 Direito Processual Penal > Ação Penal , Denúncia e Queixa
Ano: 2015 Banca: FCC Órgão: MPE-PB Prova: FCC - 2015 - MPE-PB - Técnico Ministerial – Sem Especialidade

Mario e José são jornalistas, colunistas de um determinado jornal brasileiro. Numa edição do jornal em um domingo os
referidos jornalistas subscrevem uma matéria ofensiva a Richard, empresário conhecido. Considerando difamatória a
matéria, Richard, através de seu advogado, propõe queixa-crime apenas contra o jornalista Mario, imputando-lhe crime de
difamação. Neste caso, o Ministério Público, ao receber os autos,

A declinará de atuar na ação penal privada.


B promoverá o aditamento da queixa-crime para incluir o jornalista José, zelando pela indivisibilidade da ação penal.

postulará ao juiz a imediata extinção da ação penal, reconhecendo a renúncia tácita ao direito de queixa ao jornalista
C
José, extensiva ao jornalista Mario.

D postulará ao juiz a rejeição imediata da queixacrime.


deverá zelar pela indivisibilidade da ação penal e proporá que o querelante faça o aditamento, sob pena de implicar
E
renúncia ao direito de queixa a ambos os jornalistas.

128 Q544946 Direito Processual Penal > Inquérito Policial , Encerramento do Inquérito Policial
Ano: 2015 Banca: FCC Órgão: MPE-PB Prova: FCC - 2015 - MPE-PB - Técnico Ministerial – Sem Especialidade

O Delegado de Polícia de um determinado Distrito Policial da cidade de João Pessoa instaura um Inquérito Policial para
apuração de crime de estelionato ocorrido no nal do ano de 2014. Encerrada as investigações Rodolfo é indiciado pelo
referido crime. O inquérito é relatado e remetido ao Fórum local. O representante do Ministério Público, após receber os
autos, requereu o arquivamento do Inquérito Policial entendendo que não haveria provas para instauração de ação penal
contra Rodolfo. O Magistrado competente, ao receber os autos, discordando do parecer do Ministério Público, determina a
remessa dos autos ao Procurador-Geral de Justiça do Estado da Paraíba, requerendo a designação de outro Promotor para
oferecimento da denúncia. O Procurador-Geral de Justiça, após analisar o caso, insiste no pedido de arquivamento e
determina a devolução dos autos ao juízo de origem. Neste caso, o Magistrado

discordando da decisão do Procurador-Geral de Justiça determinará a instauração da ação penal com base no
A
Relatório da Autoridade Policial.

encaminhará os autos ao Conselho Nacional do Ministério Público, em Brasília, para que um Promotor de Justiça seja
B
designado para atuar no feito e oferecer denúncia.
C será obrigado a atender o pedido de arquivamento veiculado pelo Ministério Público.

encaminhará os autos ao Presidente do Tribunal de Justiça da Paraíba para que este determine a instaura- ção da
D
ação penal, intimando-se o Procurador-Geral de Justiça para oferecimento imediato da denúncia.
E determinará a intimação da vítima para, querendo, oferecer ação penal subsidiária da pública.

Direito Processual Penal > Inquérito Policial , Notícia-crime e instauração ,


129 Q544945
Desenvolvimento: diligências e providências Encerramento do Inquérito Policial
Ano: 2015 Banca: FCC Órgão: MPE-PB Prova: FCC - 2015 - MPE-PB - Técnico Ministerial – Sem Especialidade

Considere as seguintes situações hipotéticas:

I. A Promotora de Justiça de uma comarca do Estado da Paraíba requereu à autoridade policial a instauração de Inquérito
Policial para apuração de crime de injúria, de ação penal privada, gurando como vítima Luis e como autor do crime Edson.
A autoridade policial atende ao pedido veiculado e instaura o Inquérito Policial.

II. Durante o trâmite de um Inquérito Policial instaurado para apuração de crime de homicídio tentado a vítima apresenta
requerimento ao Delegado de Polícia para realização de uma diligência que entende ser útil para apuração da verdade real.
O Delegado de Polícia, entendendo ser impertinente o requerimento e a diligência solicitada, deixa de realizar a diligência.

III. O Delegado de Polícia de uma determinada cidade no Estado da Paraíba, após instaurar um Inquérito Policial para
apuração de crime de furto que teria sido cometido por Theo, não conseguindo apurar provas da autoria delitiva determina
o imediato arquivamento dos autos.

IV. Encerrado Inquérito Policial para apuração de crime de ação penal privada a autoridade policial, após pedido do
requerente, entrega os autos de inquérito ao requerente, mediante traslado.

O Delegado de Polícia agiu dentro da legalidade APENAS nas situações indicadas em

A I, II e IV.

B II e IV.
C II, III e IV.

D III e IV.
E I e III.

130 Q544944 Direito Processual Penal > Inquérito Policial , Encerramento do Inquérito Policial
Ano: 2015 Banca: FCC Órgão: MPE-PB Prova: FCC - 2015 - MPE-PB - Técnico Ministerial – Sem Especialidade

O Delegado de Polícia de um determinado Distrito da cidade de Campina Grande, após receber a notícia de um crime de
roubo cometido na cidade, no qual a vítima Silvio teve o carro subtraído por um meliante no centro da cidade no dia 1o de
maio de 2015, determina a instauração de Inquérito Policial. No curso das investigações, especi camente no dia 4 de maio
de 2015, o veículo roubado é recuperado em poder de Manoel, o qual é conduzido ao Distrito Policial. A vítima é chamada e
reconhece Manoel como sendo o autor do crime de roubo. A autoridade policial representa, então, ao juiz competente o
qual, após manifestação do Ministério Público, decreta a prisão preventiva de Manoel, que é efetivada no mesmo dia 4 de
maio. Neste caso, o Inquérito Policial deveria estar encerrado e relatado pelo Delegado de Polícia no prazo de

A 15 dias após iniciado o Inquérito Policial.


B 10 dias após iniciado o Inquérito Policial.
C 5 dias após iniciado o Inquérito Policial.
D 15 dias, contado o prazo a partir da efetivação da prisão de Manoel.

E 10 dias, contado o prazo a partir da efetivação da prisão de Manoel.

Direito Processual Penal > Da Prisão e da Liberdade Provisória , Da liberdade provisória, com ou sem ança ,
131 Q544579
Tutela penal cautelar: de nição e espécies Prisão domiciliar
Ano: 2015 Banca: FCC Órgão: TJ-AL Prova: FCC - 2015 - TJ-AL - Juiz Substituto

Nos termos do Código de Processo Penal,


a prisão domiciliar implicará o recolhimento do réu à sua residência nos períodos noturnos e de folga, e pressupõe
A
decisão judicial.
B julgar-se-á quebrada a ança quando o acusado praticar ato de obstrução ao andamento do processo.

C há previsão da proibição de ausentar-se do país, apenas nos casos de competência da Justiça Federal.
D o recolhimento domiciliar será permitido, não havendo exigência de residência e trabalho xo.

E após a Constituição Federal de 1988 não se permite mais a internação provisória do acusado semi-imputável.

132 Q544575 Direito Processual Penal > Inquérito Policial , Inquérito Policial - Características
Ano: 2015 Banca: FCC Órgão: TJ-AL Prova: FCC - 2015 - TJ-AL - Juiz Substituto

A investigação de uma infração penal

poderá ser conduzida pelo Ministério Público, conforme recente decisão do STF, mas apenas nos casos relacionados
A
ao foro por prerrogativa de função.

poderá ser realizada por meio de inquérito policial, presidido por delegado de polícia de carreira ou promotor de
B
justiça, conforme recente decisão do STF.
poderá ser realizada por meio de inquérito policial que será presidido por delegado de polícia de carreira, sob o
C
comando e a scalização direta e imediata do promotor de justiça, conforme recente decisão do STJ.

D poderá ser conduzida pelo Ministério Publico, conforme recente decisão do STF.
deverá ser sempre promovida em autos de inquérito policial, presidido por um delegado de polícia de carreira, salvo
E
em casos de infração cometida por vereadores, cuja investigação será presidida pelo Presidente da Câmara Municipal.

133 Q530920 Direito Processual Penal > Das Provas , Prova pericial e exame de corpo de delito
Ano: 2015 Banca: FCC Órgão: TJ-SC Prova: FCC - 2015 - TJ-SC - Juiz Substituto

Com relação ao exame de corpo de delito e às perícias em geral, analise as seguintes assertivas, nos termos do Código de
Processo Penal:
I. Na falta de perito o cial, o exame poderá ser realizado por duas pessoas idôneas, portadoras de diploma de curso
superior, mas não necessariamente na área técnica especí ca da natureza do exame. II. O Ministério Público, o assistente
de acusação, o ofendido, o querelante e o acusado poderão formular quesitos, mas somente o Ministério Público e o
acusado poderão indicar assistente técnico. III. A autópsia será feita sempre após seis horas do óbito, não prevendo a lei
qualquer exceção. IV. A exumação será realizada em dia e hora previamente agendados, e somente após autorização
judicial. V. As partes poderão requerer a oitiva dos peritos para esclarecerem a prova ou para responderem a quesitos,
desde que o mandado de intimação e os quesitos ou questões a serem esclarecidas sejam encaminhados com
antecedência mínima de 10 dias, podendo apresentar as respostas em laudo complementar. É correto o que se a rma
APENAS em

A II e IV.
B I, IV e V.

C I, II, III e IV.


D I e V.

E II, III e V.

Direito Processual Penal > Da Prisão e da Liberdade Provisória , Da Prisão Preventiva ,


Da liberdade provisória, com ou sem ança
134 Q530910
Medidas cautelares pessoais: normas fundamentais, pressupostos e fundamentos ,
Procedimento de aplicação e recorribilidade
Ano: 2015 Banca: FCC Órgão: TJ-SC Prova: FCC - 2015 - TJ-SC - Juiz Substituto

Sobre as medidas cautelares pessoais, analise as seguintes assertivas:


I. Durante a investigação policial, havendo indícios su cientes de autoria e materialidade, o juiz, possuindo convicção de que
o investigado poderá prejudicar a instrução criminal, poderá decretar a prisão preventiva de ofício, haja vista que o
inquérito policial foi devidamente instaurado. II. No curso de uma ação penal, um réu que respondeu ao processo em
liberdade e possui residência xa, e que nunca demonstrou qualquer sinal de que se furtaria à aplicação da lei penal, teve
um pedido de prisão preventiva ofertado ao juiz pelo Ministério Público que especula sobre sua possível fuga, sem
demonstração fática nos autos. Neste caso, diante da ausência de urgência ou de perigo de ine cácia da medida, o juiz,
antes de decretar a medida, deverá intimar a parte contrária dando-lhe ciência do requerimento. III. Após a elaboração de
um auto de prisão em agrante pelo crime de estelionato, diante da impossibilidade do delegado de polícia em arbitrar a
ança, o acusado (ou seu defensor) deve requerê-la diretamente ao juiz, que decidirá no prazo de 48 horas,
independentemente de manifestação do Ministério Público. IV. Se houver a possibilidade de arbitramento de ança, que
deverá variar entre 10 (dez) e 200 (duzentas) salários mínimos em crimes cuja pena máxima seja superior a 4 (quatro) anos,
o juiz ainda assim poderá aumentar o valor, se a situação econômica do réu o recomendar, em até 1000 (mil) vezes.
Contudo, para determinar o valor nal, deverá se ter em consideração, dentre outros fatores, as circunstâncias indicativas
de sua periculosidade. É correto o que se a rma APENAS em

A II, III e IV.

B I.
C II.

D II e III.
E III e IV.

135 Q511227 Direito Processual Penal > Das Citações e Intimações , Citação
Ano: 2015 Banca: FCC Órgão: TJ-RR Prova: FCC - 2015 - TJ-RR - Juiz Substituto

Com relação à citação, é correto a rmar que

se o réu não for localizado para ser citado pessoalmente em processo que tramite pela Vara dos Juizados Especiais
A Criminais, o juiz de direito deverá suspender o processo e o prazo prescricional nos termos do artigo 366 do Código de
Processo Penal.
B será feita, a do funcionário público, por intermédio de seu superior hierárquico.

C se o réu estiver preso, sua requisição por ofício dirigido ao diretor do estabelecimento suprirá a citação pessoal.
se o réu citado por edital não comparecer e nem constituir advogado, o processo e o curso do prazo prescricional
D
carão suspensos, salvo nos casos de crimes de lavagem de ativos.

E se o réu não for encontrado para citação pessoal, será citado por edital, com prazo de 30 dias.

Direito Processual Penal > Aplicação da Lei Penal Processual Penal , Lei Processual Penal no Tempo ,
136 Q511221
Lei Processual Penal no Espaço
Ano: 2015 Banca: FCC Órgão: TJ-RR Prova: FCC - 2015 - TJ-RR - Juiz Substituto

A lei processual penal brasileira

A admite interpretação extensiva e aplicação analógica, bem como o suplemento dos princípios gerais de direito.

B aplica-se desde logo, em prejuízo da validade dos atos realizados sob a vigência da lei anterior.
C retroage no tempo para obrigar a refeitura dos atos processuais, caso seja mais bené ca ao réu.

D não admite de nição de prazo de vacatio legis.


será aplicada nos atos processuais praticados em outro território que não o brasileiro, em casos de
E
extraterritorialidade da lei penal.

137 Q502813 Direito Processual Penal > Ação Penal , Condições para o Exercício da Ação Penal
Ano: 2013 Banca: FCC Órgão: MPE-CE Prova: FCC - 2013 - MPE-CE - Técnico Ministerial

A representação criminal, depois de oferecida a denúncia

A é irretratável.

B pode ser retratável, desde que tenha havido o perdão do ofendido.

C pode ser retratada até seis meses da data do recebimento da denúncia.


D é retratável apenas nos casos de crime contra a honra.

E depende de consentimento do ofendido para ser retratada.

Direito Processual Penal > Ação Penal , Recursos Criminais , Denúncia e Queixa Recurso em sentido estrito ,
138 Q502474
Apelação
Ano: 2008 Banca: FCC Órgão: TJ-RR Prova: FCC - 2008 - TJ-RR - Juiz de Direito Substituto

O promotor oferece uma denúncia por crimes cometidos por sócios de uma empresa, indicando os autores e co- autores
do delito, sem individualização da conduta de cada um deles. O juiz da comarca não recebeu a denúncia. No caso, a decisão
do juiz

A está errada, porque há previsão legal para esse tipo de denúncia em crimes societários.
está correta, pois não há previsão legal que autorize esse tipo de denúncia para crimes societários, só sendo prevista
B
para crimes ambientais e crimes cometidos por organizações criminosas.
C certa ou errada, comporta a interposição de apelação.
D certa ou errada, comporta a interposição de recurso em sentido estrito.

E se errada, deve o tribunal, em caso de prover o recurso interposto, designar outro juiz para o processo.

139 Q502472 Direito Processual Penal > Das Citações e Intimações , Intimação e noti cação
Ano: 2008 Banca: FCC Órgão: TJ-RR Prova: FCC - 2008 - TJ-RR - Juiz de Direito Substituto

Expedida carta precatória para inquirição de testemunhas, segundo orientação sumulada

A do Supremo Tribunal Federal, o acusado preso deve ser sempre requisitado, sob pena de nulidade absoluta.

do Supremo Tribunal Federal, o acusado solto deve ser intimado da data designada para a audiência no juízo
B
deprecado, sob pena de nulidade absoluta.
do Superior Tribunal de Justiça, intimada a defesa da expedição da carta, torna-se desnecessária a intimação da data
C
da audiência no juízo deprecado.

do Superior Tribunal de Justiça, a defesa deve ser intimada da expedição da carta precatória e da intimação da data da
D
audiência no juízo deprecado.
tanto do Supremo Tribunal Federal como do Superior Tribunal de Justiça, a falta de intimação da data designada causa
E
nulidade absoluta.

140 Q499241 Direito Processual Penal > Ação Penal , Denúncia e Queixa
Ano: 2013 Banca: FCC Órgão: MPE-AM Prova: FCC - 2013 - MPE-AM - Agente Técnico - Jurídico

A respeito da denúncia, considere:


I. A descrição do fato criminoso, com todas as suas circunstâncias, é desnecessária quando a denúncia estiver embasada
em inquérito policial. II. Cabe recurso em sentido estrito contra a decisão judicial que rejeitar a denúncia. III. O
representante do Ministério Público não poderá dispensar o inquérito policial e oferecer a denúncia com base em peças de
informação que tiver recebido. Está correto o que se a rma APENAS em

A I e II.

B II.

C I e III.
D II e III.

E III.

Respostas

121: D 122: C 123: B 124: A 125: E 126: B 127: E 128: C 129: B 130: E 131: B

132: D 133: D 134: A 135: D 136: A 137: A 138: D 139: C 140: B

www.qconcursos.com

Você também pode gostar