Você está na página 1de 6

03/07/2019 Questões de Provas - Questões de Concursos - Página 6 | Qconcursos.

com

www.qconcursos.com

101 Q614763 Direito Processual Penal > Ação Penal , Condições para o Exercício da Ação Penal
Ano: 2015 Banca: FCC Órgão: DPE-RR Prova: FCC - 2015 - DPE-RR - O cial de Diligência

Atenção: Na questão , assinale a a rmativa correta em relação à proposição apresentada. No tocante à ação penal de
iniciativa pública condicionada:

A O direito de representação somente pode ser exercido pessoalmente.

B A representação é irretratável depois de relatado o inquérito policial.


O prazo de seis meses para o oferecimento da representação é contado, em regra, do dia em que se consumou o
C
delito.

D O direito de representação poderá ser exercido mediante declaração oral feita à autoridade policial.
Em caso de morte do querelado, o direito de prosseguir na ação passará ao cônjuge, ascendente, descendente ou
E
irmão.

102 Q588527 Direito Processual Penal > Ação Penal , Ação Penal - Noções Gerais , Condições para o Exercício da Ação Penal
Ano: 2015 Banca: FCC Órgão: TJ-PI Prova: FCC - 2015 - TJ-PI - Juiz Substituto

Sobre a ação penal, é correto a rmar:

Na ação penal privada, se o ofendido for mentalmente enfermo e não tiver representante legal o direito de queixa
A
poderá ser exercido por curador especial nomeado de ofício pelo juiz competente.
B O prazo para aditamento da queixa será de cinco dias.

A ação penal pública será promovida por denúncia do Ministério Público, mas nos casos de contravenção penal
C
poderá ser iniciada por portaria da autoridade policial.
Será admitida ação penal privada nos crimes de ação pública, se esta não for intentada no prazo legal, concedendo-se
D
ao ofendido o prazo prescricional do crime para oferecer a queixa.
As fundações, associações ou sociedades legalmente constituídas poderão exercer a ação penal, devendo sempre ser
E
representadas pelos seus diretores ou sócios-gerentes.

103 Q588526 Direito Processual Penal > Inquérito Policial , Notícia-crime e instauração
Ano: 2015 Banca: FCC Órgão: TJ-PI Prova: FCC - 2015 - TJ-PI - Juiz Substituto

Conforme o Código de Processo Penal, certos requisitos, sempre que possível, deverão constar do requerimento de
instauração de inquérito policial, EXCETO,

A a individualização do indiciado ou seus sinais característicos.


B a narração do fato, com todas as suas circunstâncias.
C a classi cação da infração penal em tese cometida.
D as razões de convicção ou de presunção de ser o indiciado o autor da infração.
E a nomeação das testemunhas, com indicação de sua pro ssão e residência.

104 Q586529 Direito Processual Penal > Da Prisão e da Liberdade Provisória , Da Prisão Temporária
Ano: 2015 Banca: FCC Órgão: TRT - 9ª REGIÃO (PR) Prova: FCC - 2015 - TRT - 9ª REGIÃO (PR) - Técnico Judiciário - Área Administrativa -

Segurança

Considere as seguintes a rmações sobre a prisão temporária prevista na Lei nº  7.960/1989:


I. É cabível quando o indiciado não tiver residência xa ou não fornecer elementos necessários ao esclarecimento de
sua identidade.
II. É cabível tanto na fase de inquérito policial quanto no curso da ação penal, desde que antes da sentença.
III. É cabível do descumprimento de obrigações impostas por força de outras medidas cautelares.
IV. Na hipótese de representação da autoridade policial, o juiz, antes de decidir, ouvirá o Ministério Público.
V. Os presos temporários deverão permanecer, obrigatoriamente, separados dos demais detentos.

Está correto o que se a rma APENAS em:


https://www.qconcursos.com/questoes-de-concursos/questoes?discipline_ids%5B%5D=10&examining_board_ids%5B%5D=1&exclude_nullified=… 1/6
A II, III e IV.
03/07/2019 Questões de Provas - Questões de Concursos - Página 6 | Qconcursos.com
B I, IV e V.
C I, III e V.
D I, II e IV.

E II, III e V.

105 Q586320 Direito Processual Penal > Das Provas , Meios probatórios excepcionais
Ano: 2015 Banca: FCC Órgão: TJ-SE Prova: FCC - 2015 - TJ-SE - Juiz Substituto

No tocante à interceptação telefônica, de acordo com entendimento do Superior Tribunal de Justiça, é INCORRETO a rmar:

A transcrição integral do conteúdo de gravação das interceptações telefônicas é dispensável, sendo imprescindíveis
A tão somente os trechos que digam respeito ao investigado − embasadores da denúncia −, para que, assim, exerça o
contraditório e a ampla defesa.

Admite-se a serendipidade, ou seja, a descoberta de fatos novos advindos do monitoramento judicialmente


autorizado pode resultar na identi cação de pessoas inicialmente não relacionadas no pedido da medida probatória,
B
mas que possuam estreita ligação com o objeto da investigação, e tal circunstância não invalida a utilização das provas
colhidas contra esses terceiros.
A condução dos trabalhos de interceptação telefônica autorizada judicialmente por órgão da Polícia Militar − Agência
C
de Inteligência − implica ilegitimidade na execução da medida constritiva.

O prazo de duração da interceptação telefônica pode ser seguidamente prorrogado, quando a complexidade da
D
investigação assim o exigir, desde que em decisão devidamente fundamentada.
Embora a interceptação telefônica só possa ser autorizada para ns de produção de prova em investigação ou
processo criminal, o certo é que, uma vez autorizada judicialmente, o seu conteúdo pode ser utilizado para ns de
E imposição de pena, inclusive de perda de cargo, função ou mandato, não se mostrando razoável que as conversas
gravadas, cujo teor torna-se público com a prolação de sentença condenatória, não sejam aproveitadas na esfera civil
ou administrativa.

Direito Processual Penal > Da Prisão e da Liberdade Provisória , Da Prisão Preventiva ,


106 Q586317
Da liberdade provisória, com ou sem ança Procedimento de aplicação e recorribilidade , Prisão domiciliar
Ano: 2015 Banca: FCC Órgão: TJ-SE Prova: FCC - 2015 - TJ-SE - Juiz Substituto

Sobre a prisão processual e as medidas cautelares alternativas à prisão, é correto a rmar:

A É incabível prisão preventiva, no curso da ação penal, a requerimento do assistente do Ministério Público.
Será admitida a decretação da prisão preventiva, independentemente do máximo da pena privativa de liberdade
B cominada, em caso de o crime envolver violência doméstica e familiar contra a mulher, criança, adolescente, idoso,
enfermo ou pessoa com de ciência, para garantir a execução das medidas protetivas de urgência.

C A ança poderá ser reduzida, mas não dispensada, de acordo com a situação econômica do preso.
D O juiz poderá substituir a prisão preventiva pela domiciliar quando o agente for maior de 70 anos.

E É incabível concessão de ança nos casos de infração cuja pena privativa de liberdade máxima seja superior a 4 anos.

Direito Processual Penal > Direito processual penal: fundamentos e aspectos essenciais ,
107 Q586315 Processo Penal e Teoria Geral: pensando o processo penal desde seu “lugar” ,
Aplicação da Lei Penal Processual Penal Lei Processual Penal no Tempo
Ano: 2015 Banca: FCC Órgão: TJ-SE Prova: FCC - 2015 - TJ-SE - Juiz Substituto

A lei processual penal,

A não admite aplicação analógica, salvo para bene ciar o réu.


B não admite aplicação analógica, mas admite interpretação extensiva.

C somente pode ser aplicada a processos iniciados sob sua vigência.

D admite o suplemento dos princípios gerais de direito.


E admite interpretação extensiva, mas não o suplemento dos princípios gerais de direito.

108 Q586314 Direito Processual Penal > Princípios fundamentais do direito processual penal , Ampla defesa , Juiz natural
Ano: 2015 Banca: FCC Órgão: TJ-SE Prova: FCC - 2015 - TJ-SE - Juiz Substituto
https://www.qconcursos.com/questoes-de-concursos/questoes?discipline_ids%5B%5D=10&examining_board_ids%5B%5D=1&exclude_nullified=… 2/6
Em relação às garantias constitucionais do processo penal, é correto a rmar que:
03/07/2019 Questões de Provas - Questões de Concursos - Página 6 | Qconcursos.com
A a defesa da intimidade não é motivo para restrição da publicidade dos atos processuais.

é reconhecida a instituição do júri, com a organização que lhe der a lei, assegurada a competência para o julgamento,
B
exclusivamente, dos crimes dolosos contra a vida.
a garantia do juiz natural é contemplada, mas não só, na previsão de que ninguém será processado nem sentenciado
C
senão pela autoridade competente.

a garantia da duração razoável e os meios que garantam a celeridade da tramitação aplicam-se exclusivamente ao
D
processo judicial.
E o civilmente identi cado não será submetido, em nenhuma hipótese, a identi cação criminal.

109 Q583942 Direito Processual Penal > Das Citações e Intimações , Citação
Ano: 2015 Banca: FCC Órgão: TRE-PB Prova: FCC - 2015 - TRE-PB - Analista Judiciário - Área Administrativa

Ricardo é denunciado pelo Ministério Público por um crime de roubo cometido na cidade de Rio Doce no ano de 2013.
Recebida a denúncia é expedido mandado de citação, mas Ricardo não é encontrado no endereço fornecido durante o
curso do Inquérito Policial. O Magistrado determina, então, a citação do réu por edital. Encerrado o prazo do edital, o réu
não comparece nem constitui advogado. Neste caso, o Magistrado deverá:

suspender o processo e poderá determinar a produção antecipada das provas consideras urgentes e, se o caso,
A
decretar a prisão preventiva de Ricardo, não havendo suspensão ou interrupção do prazo prescricional.
determinar o regular prosseguimento normal do feito e, uma vez que o réu deveria ter atualizado o endereço
B
fornecido durante a fase policial, nomear um advogado dativo para fazer a defesa de Ricardo.

suspender o processo e o curso do prazo prescricional, e poderá determinar a produção antecipada das provas
C
consideradas urgentes e, se o caso, decretar a prisão preventiva de Ricardo.
determinar a suspensão do processo e a interrupção do prazo prescricional, podendo determinar a produção
D
antecipada de provas consideradas urgentes e, necessariamente, decretar a prisão preventiva de Ricardo.

decretar a prisão preventiva de Ricardo e suspender o curso do processo, sem possibilidade de produzir as provas
E
consideradas urgentes e sem suspensão ou interrupção do prazo prescricional.

Direito Processual Penal >


110 Q579108
Do juiz, do ministério público, do acusado e defensor, dos assistentes e auxiliares da justiça , Juiz
Ano: 2015 Banca: FCC Órgão: TRE-AP Prova: FCC - 2015 - TRE-AP - Analista Judiciário - Judiciária

No processo Z, Márcio, magistrado é curador do autor. No processo Y, João é acionista de sociedade interessada no referido
processo. Nestes casos, no processo Z e no processo Y haverá a

A suspeição de Márcio e impedimento de João.

B impedimento de Márcio e suspeição de João.


C suspeição de ambos os magistrados.

D impedimento de ambos.
E somente impedimento de João.

111 Q575771 Direito Processual Penal > Das Citações e Intimações , Citação
Ano: 2015 Banca: FCC Órgão: TRE-AP Prova: FCC - 2015 - TRE-AP - Analista Judiciário - Administrativa

Paulo é denunciado pelo Ministério Público como incurso nas penas do artigo 334-A, do Código Penal (contrabando).
Recebida a denúncia o réu não é localizado para citação pessoal, sendo determinada a sua citação por edital. Consumada a
citação cta o réu não comparece nem constitui advogado. Murilo, o Magistrado que preside a ação penal, determina a
suspensão do processo e do curso do prazo prescricional. Neste caso, conforme Súmula do Superior Tribunal de Justiça, o
período de suspensão do prazo prescricional é

A indeterminado.

B regulado pelo máximo da pena cominada ao delito imputado ao réu.

C de no máximo 20 anos.
D de no máximo 10 anos.

E estabelecido pelo Supremo Tribunal Federal por meio de resolução.

https://www.qconcursos.com/questoes-de-concursos/questoes?discipline_ids%5B%5D=10&examining_board_ids%5B%5D=1&exclude_nullified=… 3/6
112 Q575770 Direito Processual Penal > Das Provas , Busca e apreensão
Ano: 2015 Banca: FCC Órgão: TRE-AP Prova: FCC - 2015 - TRE-AP - Analista Judiciário - Administrativa
03/07/2019 Questões de Provas - Questões de Concursos - Página 6 | Qconcursos.com
Sobre a busca e apreensão, de acordo com o Código de Processo Penal, é INCORRETO a rmar:

A autoridade ou seus agentes poderão penetrar no território de jurisdição alheia, ainda que de outro Estado, quando,
A para o m de apreensão, forem no seguimento de pessoa ou coisa, devendo apresentar-se à competente autoridade
local, antes da diligência ou após, conforme a urgência desta.
B A busca poderá ser determinada de ofício ou a requerimento de qualquer das partes.

Quando a própria autoridade policial ou judiciária não a realizar pessoalmente, a busca domiciliar deverá ser
C
precedida da expedição de mandado.
D A busca domiciliar independerá de mandado no caso de prisão.
E Não será permitida em nenhuma hipótese a apreensão de documento em poder do defensor do acusado.

113 Q574477 Direito Processual Penal > Das Citações e Intimações , Recursos Criminais , Apelação Intimação e noti cação
Ano: 2015 Banca: FCC Órgão: TRE-SE Prova: FCC - 2015 - TRE-SE - Analista Judiciário - Área Judiciária

Considere as seguintes assertivas:

I. No processo penal, contam-se os prazos da data de juntada aos autos do mandado ou da carta precatória ou de ordem e
não da data da intimação.

II. Intimada a defesa da expedição da carta precatória, torna-se desnecessária intimação da data da audiência no juízo
deprecado.

III. É nulo o julgamento da apelação se, após a manifestação nos autos da renúncia do único defensor, o réu não foi
previamente intimado para constituir outro.

Está correto e é súmula editada pelo Supremo Tribunal Federal ou pelo Superior Tribunal de Justiça o indicado em

A II e III, apenas.
B I e II, apenas.

C I e III, apenas.
D I, II e III.

E III, apenas.

Direito Processual Penal >


114 Q574442 Do juiz, do ministério público, do acusado e defensor, dos assistentes e auxiliares da justiça ,
Ofendido e assistente de acusação
Ano: 2015 Banca: FCC Órgão: TRE-SE Prova: FCC - 2015 - TRE-SE - Analista Judiciário - Área Administrativa

Manoel e Joaquim estão sendo processados acusados da prática de crime de concussão contra a vítima José. No curso da
ação penal, José pretende intervir como Assistente do Ministério Público, assim como o corréu Joaquim. Nos termos
preconizados pelo Código de Processo Penal,

A o despacho que não admitir o assistente é recorrível através de recurso em sentido estrito.
B o corréu não poderá intervir como assistente do Ministério Público.
o assistente será admitido enquanto não for prolatada a sentença em primeiro grau e receberá a causa no estado em
C
que se achar.

D o Ministério Público não será ouvido previamente sobre a admissão do assistente.


E ao assistente não é permitido propor meios de prova.

115 Q560630 Direito Processual Penal > Inquérito Policial , Inquérito Policial - Noções Gerais
Ano: 2015 Banca: FCC Órgão: DPE-SP Prova: FCC - 2015 - DPE-SP - Defensor Público

O arquivamento implícito do inquérito policial é

A consequência lógica da rejeição parcial da denúncia.

o fenômeno decorrente de o MP deixar de incluir na denúncia algum fato investigado ou algum suspeito, sem
B
expressa justi cação.
o arquivamento promovido fundamentadamente pelo Procurador-Geral da República dos inquéritos que tratam de
C
suposta prática de crimes de competência originária do Supremo Tribunal Federal.
https://www.qconcursos.com/questoes-de-concursos/questoes?discipline_ids%5B%5D=10&examining_board_ids%5B%5D=1&exclude_nullified=… 4/6
o arquivamento operado de ofício pelo delegado de polícia, quando este entende estarem ausentes prova da
D
materialidade delitiva e indícios mínimos
03/07/2019 Questões de autoria.
de Provas - Questões de Concursos - Página 6 | Qconcursos.com

o arquivamento promovido pelo Procurador-Geral de Justiça, após a remessa dos autos pelo juiz de direito que
E
discorda do pedido de arquivamento requerido pelo órgão do Ministério Público em primeiro grau.

Direito Processual Penal > Princípios fundamentais do direito processual penal , Devido processo legal ,
116 Q560627
Ampla defesa
Ano: 2015 Banca: FCC Órgão: DPE-SP Prova: FCC - 2015 - DPE-SP - Defensor Público

Considere a situação hipotética descrita a seguir.


Adriano e Márcio fazem parte do grupo “Brigadas Marrons", movimento formado, em sua maioria, por estudantes
universitários que defendem o m do Estado brasileiro e a implementação de uma comunidade estatal inédita, alicerçada
sobre os ideais do movimento. As táticas do grupo se baseiam em depredação de ônibus e metrôs da cidade de São Paulo.
Em certa data, Adriano e Márcio foram presos em agrante, e, após, denunciados pela suposta prática dos crimes x, y e z,
previstos no Código Penal. Citados, Adriano e Márcio não constituíram defensor, tendo deixado de apresentar resposta à
acusação. Da prisão, zeram chegar à imprensa a seguinte declaração: “Não reconhecemos nenhum órgão da justiça.
Seremos, nós mesmos, nossos defensores, mesmo sem sermos advogados". Convenção Americana de Direito Humanos:
"Artigo 8. 2 (...) Durante o processo, toda pessoa tem direito, em plena igualdade, às seguintes garantias mínimas: (...) d)
direito do acusado de defender-se pessoalmente ou de ser assistido por um defensor de sua escolha e de comunicar-se,
livremente e em particular, com seu defensor; e) direito irrenunciável de ser assistido por um defensor proporcionado pelo
Estado, remunerado ou não, segundo a legislação interna, se o acusado não se defender ele próprio, nem nomear defensor
dentro do prazo estabelecido pela lei;". Diante da situação hipotética descrita, e com base no dispositivo normativo previsto
na Convenção Americana de Direito Humanos, citado acima,

A a autodefesa de Adriano e Márcio poderia ser exercida apenas na audiência de custódia.


B a Defensoria Pública atuará na defesa de Adriano e Márcio por mandato constitucional.

C o juiz nomeará defensores ad hoc para cada ato do processo.


D Adriano e Márcio não serão defendidos por defensores custeados pelo mesmo Estado de que buscam a destruição.

a Convenção autoriza a dispensa da defesa técnica, de modo que Adriano e Márcio poderão se defender sem
E
constituir defensor técnico.

Direito Processual Penal > Das Provas , De nição, contextualização, objetivos e normatividade fundamental ,
117 Q560626
Prova pericial e exame de corpo de delito Prova testemunhal
Ano: 2015 Banca: FCC Órgão: DPE-SP Prova: FCC - 2015 - DPE-SP - Defensor Público

Na defesa de um réu acusado da prática do crime de trá co de drogas, a Defensora Pública, ao preparar os memoriais,
identi cou no laudo toxicológico − juntado na data de audiência − a menção ao fato de que a droga levada à perícia estava
armazenada num saco transparente, fechado por grampos de papel, e com o lacre rompido. Em suas alegações, a
Defensora deverá sustentar

A a ilegitimidade da prova por conta da quebra da cadeia de custódia.


B a rejeição da denúncia, já que ela não poderia ter sido recebida sem a juntada do laudo toxicológico.

C apenas a negativa de autoria, já que é paci co que a prova testemunhal poderá suprir a de ciência da prova pericial.

D a necessidade de realização de nova perícia.


E a realização de corpo de delito indireto.

118 Q560625 Direito Processual Penal > Princípios fundamentais do direito processual penal , Contraditório , Ampla defesa
Ano: 2015 Banca: FCC Órgão: DPE-SP Prova: FCC - 2015 - DPE-SP - Defensor Público

“Paridade de armas no processo penal é a igual distribuição, durante o processo penal (...) aos envolvidos que defendem
interesses contrapostos, de oportunidades para apresentação de argumentos orais ou escritos e de provas com vistas a
fazer prevalecer suas respectivas teses perante a autoridade judicial"
(Renato Stanziola Vieira, Paridade de armas no processo penal, Gazeta Jurídica, Brasília, 2014, p. 236). Com base no texto
acima, é situação de NÃO violação ao princípio da paridade de armas:

A Oferecimento de parecer do Ministério Público em recurso decorrente de ação penal de iniciativa pública.

B Sustentação oral no Ministério Público após a defesa, em julgamento de recurso exclusivo da acusação.
Sigilo das medias cautelares em curso na investigação preliminar, cuja ciência ao investigado ou defensor possa
C
prejudicar a e cácia do ato.

Abertura de vista ao Ministério Público após oferecimento de resposta à acusação, onde se alega atipicidade pela
D
incidência do princípio da insigni cância.
https://www.qconcursos.com/questoes-de-concursos/questoes?discipline_ids%5B%5D=10&examining_board_ids%5B%5D=1&exclude_nullified=… 5/6
E Distribuição dos espaços físicos entre as partes nos julgamentos populares.
03/07/2019 Questões de Provas - Questões de Concursos - Página 6 | Qconcursos.com

119 Q555834 Direito Processual Penal > Ação Penal , Ação penal de iniciativa pública: de nição, princípios e espécies
Ano: 2015 Banca: FCC Órgão: TCE-AM Prova: FCC - 2015 - TCE-AM - Auditor

Nos crimes de ação pública, quando a lei o exigir, esta será promovida pelo Ministério Público, mas dependerá de

A instrução preliminar.

B representação do Ministro da Justiça, do ofendido ou de quem tiver qualidade para representá-lo.


C autorização do Poder Judiciário.

D recebimento da denúncia pelo Juiz Criminal.


E requisição do Ministro da Justiça, ou de representação do ofendido ou de quem tiver qualidade para representá-lo.

Direito Processual Penal > Da Prisão e da Liberdade Provisória , Da Prisão em Flagrante , Da Prisão Preventiva
120 Q553918
Medidas cautelares pessoais: normas fundamentais, pressupostos e fundamentos
Ano: 2015 Banca: FCC Órgão: DPE-MA Prova: FCC - 2015 - DPE-MA - Defensor Público

Sobre as prisões processuais, conforme o Código de Processo Penal e a jurisprudência do STF, é correto a rmar que

não havendo autoridade no lugar em que se tiver efetuado a prisão, o preso será apresentado ao Ministério Público
A
da comarca, que decidirá sobre a manutenção da prisão e classi cação do delito.

as condições subjetivas favoráveis do réu, tais como emprego lícito, residência xa e família constituída, obstam a
B
segregação cautelar.
é fundamento válido para a decretação da prisão preventiva no delito de trá co de drogas ser este um delito de
C origem para vários outros, especialmente que envolvem violência ou grave ameaça à pessoa, com grave perturbação
da paz social.

a necessidade de se interromper ou diminuir a atuação de integrantes da organização criminosa enquadra-se no


D conceito de garantia da ordem pública, constituindo fundamentação cautelar idônea e su ciente para a prisão
preventiva.

E o auto de prisão em agrante deverá ser lavrado somente por escrivão concursado e dotado de fé pública.

Respostas

101: D 102: A 103: C 104: B 105: C 106: B 107: D 108: C 109: C 110: C 111: B

112: E 113: A 114: B 115: B 116: B 117: A 118: C 119: E 120: D

www.qconcursos.com

https://www.qconcursos.com/questoes-de-concursos/questoes?discipline_ids%5B%5D=10&examining_board_ids%5B%5D=1&exclude_nullified=… 6/6