Você está na página 1de 5

UFSC – CCB – MOR

Curso de Fonoaudiologia
Módulo V – Caracterização do Ser Humano Saudável II
Anatomia Humana - Prof. Samira
ESTUDO DIRIGIDO DE CABEÇA ÓSSEA
(Exercícios e Roteiro Prático)
!
!
PREENCHA CORRETAMENTE AS LACUNAS ABAIXO:
!No estudo do crânio temos a divisão: ________________________________ e
_______________________________. Pela norma ou vista anterior, identificamos
superiormente o arco ___________________________, um dos locais de fixação do m.
occipitofrontal. Acima da cavidade orbital temos a margem
______________________________ e, abaixo, a margem
______________________________. Nessa cavidade encontramos duas fissuras, a
orbital superior e a orbital inferior, por onde passam, respectivamente, o r. oftálmico
e o r. maxilar do n. trigêmio. Também temos o _______________________________,
local de passagem do nervo óptico e a fossa ________________________, no osso
lacrimal. A abertura do nariz é chamada de _______________________________ onde
encontramos três pares de ___________________________________.Identifique
também a espinha ______________________________________, onde se fixam
músculos da expressão facial. Na maxila e na mandíbula temos a formação de
projeções ósseas chamadas _______________________________________________,
os quais formam paredes ósseas para os alvéolos dentários. Pela norma lateral vemos
o arco __________________________, formado pelos ossos: ___________________ e
__________________. Acima desse arco temos a fossa ________________________ e
o espaço delimitado pelo ramo da mandíbula e a lâmina lateral do processo
pterigóide chama-se ______________________________________. Este, faz parte do
trajeto do ramo mandibular do n. trigêmio. Sem a mandíbula, verificamos a lâmina
______________________ do processo ________________________. Logo posterior ao
arco zigomático está uma depressão que a aloja a cabeça da mandíbula, chamada de
_____________________________. Logo posterior a essa fossa, temos o
___________________________________________ e próximo a ele, os processos
________________________ e _________________________, que são locais de
fixação muscular. Quanto ao osso temporal, podemos descrever três de suas regiões
pela vista lateral: _______________ ________________________ e
_______________________. Na norma posterior, a saliência (protuberância)
observada é a ___________________________________________ e em suas laterais
temos as __________________________________, também local de fixação do m.
occipito-frontal. Pela norma superior, identifique os ossos parietais e a sutura
__________________ entre eles. Identifique a sutura coronal entre os ossos parietais
e o osso __________________. Entre essas suturas temos o ponto craniométrico
________________________, chamado de _____________________anterior no recém-
nascido. Pela norma inferior – osso occipital - visualizamos o maior forame do
crânio, o __________________________________, que representa o limite superior
da ___________________________________. Anteriormente a ele temos o local de
articulação da primeira vértebra cervical (atlas), os ____________________________.
Lateralmente a esses côndilos, vemos o
___________________________________________, local de passagem do n.
hipoglosso e que faz a inervação motora da língua. Identifique também a saliência
que representa o limite superior da faringe, chamada de
_________________________________. Pela norma inferior – osso temporal –
identifique o _________________________________, por onde passa a veia jugular e
o n. vago. Anterior a este forame temos o canal __________________________,
passagem da artéria carótida interna. Anterior e medial a essa canal, localize o
forame _____________________________________, passagem do nervo petroso
maior. Localize novamente os processos estilóide e mastóide e identifique o forame
___________________________, passagem do n. facial. Veja novamente a fossa
mandibular e o meato acústico externo. Na norma inferior – osso esfenóide –
identifique a abertura do forame ___________________ também um trajeto do NCV3.
Medialmente a esse forame, temos duas lâminas do processo pterigoide, a
__________________ e a __________________. Entre elas está a depressão chamada
de ______________________________________. Na norma inferior – ossos palatino
e maxila – observe as suturas entre esses ossos e identifique anteriormente o
processo ________________________________________________ e, posteriormente,
a lâmina ____________________________________________________. Vemos na
maxila, na região dos dentes incisivos, os forames ____________________________,
passagem do nervo nasopalatino e artéria esfenopalatina. Na altura do segundo dente
molar, encontramos os forames __________________________________ local de
passagem de nervos e vasos palatinos. Identifique a espinha nasal posterior. Na
norma interna - assoalho da cavidade craniana - identificamos três fossas
cranianas. A fossa craniana anterior é formada pelos ossos ______________________,
_____________________ e _____________________. Nesta fossa, identifique a
__________________________________, formada pela lâmina perpendicular do osso
etmoide, e os orifícios da ________________________________________, por onde
passam filamentos do nervo olfatório. Observe que posteriormente nesta fossa
temos a asa menor do osso esfenóide. A fossa craniana média é formada pelos ossos
___________________________ e ______________________________. Na sela turca,
identifique o dorso da sela e a fossa ___________________________________, que
aloja a glândula hipófise. Anteriormente observe o sulco quiasmático. Localize os
forames ________________________(NCV2) e o forame oval (NCV3). Identifique a
______________________________________, onde se localiza o gânglio do NCV, e o
_______________________________________, que forma o teto da cavidade
t i m p â n i c a . N a f o s s a c r a n i a n a p o s t e r i o r, f o r m a d a p e l o s o s s o s
___________________________ e _____________________, identifique o meato
_________________________________, além do forame magno, forame jugular e
canal do nervo hipoglosso, vistos pela norma inferior. Observe a depressão deixada
pelos hemisférios cerebelares, a __________________________________, e os sulcos
dos seios venosos. Na mandíbula, identifique a cabeça (ou côndilo), o colo, o ramo,
o corpo e o ângulo. Em frente ao côndilo temos o
_________________________________________. Localize as margens
_____________________, ________________________,
_ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ e s u p e r i o r, a q u a l c o r r e s p o n d e à
_________________________________________. Pela vista lateral da mandíbula
observe a linha __________________________. Também, localize uma das saliências
de inserção do m. masseter chamado de
________________________________________, o forame
________________________________ e uma saliência anterior chamada
_________________________________________________. Pela vista medial vemos
entre cabeça e colo da mandíbula a fóvea __________________________________,
um dos locais de inserção da musculatura que tem o mesmo nome. Temos o forame
______________________________ e logo na sua entrada a
____________________________. Abaixo dela está o sulco e a linha
__________________________________, também local de inserção muscular.
Anteriormente, há saliências chamadas
__________________________________________. As duas fóveas são a
____________________________________ (acima da linha milohióide) e
a_____________________________(abaixo dessa linha); a fossa
_______________________________ é inserção do músculo que tem o mesmo nome.
!
!
ROTEIRO PRÁTICO:

Vista Superior
!Ossos parietais, frontal, occipital
Suturas coronal, lambdoide e sagital
Bregma, lambda (pontos craniométricos)
Fontanelas bregmática e lambdoide
!Vista Posterior
!Ossos parietais, occipital e temporais
Suturas sagital e lambdoide/lambda
Linhas nucais superior e inferior
Protuberância occipital externa
Crista occipital externa
Processo mastoide
!Vista Anterior
!Osso frontal
Arco superciliar
Glabela
Margens supra e infraorbitais
Forames supra e infraorbitais
Canal óptico
Fissura orbital superior
Fissura orbital inferior
Osso esfenoide
Osso nasal
Osso lacrimal
Fossa do saco lacrimal
Osso zigomático
Maxila (s)
Abertura piriforme
Osso etmoide (lâmina perpendicular)
Osso vômer
Conchas nasais superiores e médias (etmoide)
Conchas nasais inferiores
Espinha nasal anterior
Processos alveolares
!!
Vista Lateral
!Linhas temporais
Sutura escamosa
Arco zigomático
Fossa temporal (supra)
Fossa infratemporal
Meato acústico externo
Processo estiloide
Processo mastoide
Partes do osso temporal: escamosa, mastoidea, timpânica e petrosa (vista interna)
!!
!!
Vista Inferior
!Occipital:
Forame magno
Côndilos occipitais
Canal do hipoglosso
Tubérculo faríngeo
!Temporal:
Forame lacerado
Forame jugular
Canal carótico
Processo estiloide
Processo mastoide
Incisura mastoide
Forame estilomastoide
Meato acústico externo
Fossa mandibular
Tubérculo articular
!Esfenoide:
Forame oval
Forame epinhoso
Lâmina medial do processo pterigoide
Lâmina lateral do processo pterigoide
Fossa pterigoide
!Vômer
Palato ósseo: processo palatino da maxila e lâmina horizontal do palatino
Suturas palatinas mediana e transversa
Forames palatinos maiores e menores
Forames incisivos
!Vista Interna (teto e assoalho da cavidade craniana)
!Fossa craniana anterior:
Crista etmoidal
Lâmina cribriforme
Asa menor do esfenoide
!Fossa craniana média:
Canal óptico
Fissura orbital superior
Sulco quiasmático
Fossa hipofisial
Forame redondo
Forma oval
Forame espinhoso
Forame lacerado
Impressão trigeminal
Tegme timpânico
Parte petrosa do osso temporal
!!
!!
!!
Fossa craniana posterior:
Meato acústico interno
Margem superior da parte petrosa do temporal
Forame jugular
Canal do hipoglosso
Forame magno
Crista occipital interna
Protuberância occipital interna
Fossa cerebelar
!!
Mandíbula:
!Vista ântero-lateral
Cabeça ou côndilo
Colo
Ramo
Corpo
Ângulo
Margens inferior, superior (incisura), anterior, posterior
Processo coronoide
Linha oblíqua
Tuberosidade massetérica
Forame mentual
Protuberância mentual
Processos alveolares
!Vista póstero-medial
Fóvea pterigoidea
Forame mandibular
Língula
Sulco milo-hioideo
Linha milo-hioidea
Tuberosidade pterigoidea
Fóvea submandibular
Fóvea sublingual
Espinhas genianas
Fossa digástrica
!!
!!
!!
!!
!!
!!
!!
!
DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS MORFOLÓGICAS/CCB/UFSC
http://www.mor.ufsc.br - Fone: 3721 4900

Você também pode gostar