Você está na página 1de 75

OS SEGREDOS DA

ANÁLISE
GRÁFICA

BRUNO SILVA
SUMÁRIO

OS SEGREDOS DA ANÁLISE GRÁFICA


INTRODUÇÃO
 
 
CAPÍTULO 1 - BEM VINDO AO MUNDO DO FOREX
 
 
CAPÍTULO 2 - EVITANDO TRAGÉDIAS
 
 
CAPÍTULO 3 - PRATIQUE, PRATIQUE,
PRATIQUE...
 
 
CAPÍTULO 4- SUPORTE E RESISTÊNCIA
 
 
CAPÍTULO 5 - METODOLOGIAS DE NEGOCIAÇÃO
 
 
CAPÍTULO 6 - ESQUEÇA TUDO QUE VOCÊ
APRENDEU ATÉ AQUI
 
 
CAPÍTULO 7 - O CICLO
 
 
CAPÍTULO 8 - CRIANDO SEU PRÓPRIO TRADING
SYSTEM
OS SEGREDOS DA ANÁLISE GRÁFICA
INTRODUÇÃO
O objetivo desde ebook é nortear tanto iniciantes, quanto traders que já

possuem um certo conhecimento sobre mercado financeiro. não serão

abordadas estratégias milagrosas que deixarão você rico da noite para o

dia, então se você procura isso, está no lugar errado. Aqui você aprenderá

como o mercado funciona de verdade. Vou te mostrar que o mercado

financeiro é muito mais simples do que parece, e que ele é sim, para

qualquer pessoa.
BEM VINDO AO MUNDO DO FOREX

OS SEGREDOS DA ANÁLISE GRÁFICA


O Forex é considerado o maior mercado do mundo, é o único mercado que
chega movimentar quase 6 TRILHÕES de dólares por dia, essa quantia
equivale a mais de 9 vezes a soma das movimentações de todos os
mercados de ações do mundo.
Se você procura um mercado que nunca dorme, que funciona 24h por dia,
que permite que você negocie a QUALQUER hora do dia ou da noite, de
segunda à sexta, suas buscas acabam hoje!
Existem muitas razões para você entrar para o mundo do Forex, tempo,
liberdade, e possibilidade de ganhos ALTOS com baixo investimento (ou
perdas, caso você não saiba o que está fazendo) estão entre os inúmeros
motivos que podem ser citados para que você tenha certeza de que está
entrando no Mundo certo.

MOEDAS
FOREX é a abreviação de “Foreign Exchange”, que traduzido fica câmbio
estrangeiro. Todas as negociações cambiais envolvem duas moedas, se
você for conhecer algum país cuja moeda base seja diferente do nosso
Real(R$), você vai precisar trocar uma moeda por outra, nesse exato
momento ocorre uma transação Forex. Porém não é preciso ir visitar outros
países para que você faça uma negociação Forex, você pode fazê-la do
conforto da sua casa, negociando através de corretoras.
Vou exemplificar como as moedas são negociadas nesse mercado gigante:

OS SEGREDOS DA ANÁLISE GRÁFICA


Agora que você já sabe que precisamos de duas moedas para efetuar uma
transação forex, podemos chamar essas duas moedas de pares, ou
paridades. Para saber quando um par de moedas está em um preço bom
para ser negociado, devemos analisar minuciosamente o histórico do preço
dessas moedas, e com as informações obtidas nessa análise, tomaremos
nossas decisões em relação a negociar, ou não, o par analisado.
Vamos supor que você faça sua análise no par EUR/USD (Euro x Dólar
Americano), e com base na sua análise você decida comprar o EUR/USD,
fazendo isso, você está assumindo que o EUR irá ficar mais forte, e que o
USD ficará mais fraco, uma outra maneira de ver isso é pensar que você está
comprando EUR e ao mesmo tempo vendendo USD, eu sei que isso pode
parecer complexo, mas logo você vai perceber que esse conceito é muito
mais simples do que parece.
Nos mercados de ações, as negociações acontecem quando uma pessoa
quer se livrar de um produto e outra quer comprar, no Forex é bem
parecido, porém essas negociações não envolvem empresas ou outros
ativos, elas envolvem o Dinheiro. Há quem diga que quando você negocia
Forex, você está comprando e vendendo Países, quando você compra o
EUR/USD, você compra as ações da União Européia e vende as ações dos
Estados Unidos.
Assim como no Mercado de Ações, no Forex cada moeda tem seu símbolo,
na tabela abaixo irei listar as moedas mais negociadas no Forex, elas são
consideradas as Majors, são as moedas majoritárias, mas essas são apenas
algumas das moedas que podem ser negociadas, existem mais de 50 outras
moedas disponíveis para serem transacionadas.
OS TRADERS DO MERCADO DE FOREX

OS SEGREDOS DA ANÁLISE GRÁFICA


Existem dois mercados Forex, o mercado interbancário onde agem os
grandes bancos, fundos de investimento, corretoras, governos e agências
de câmbio, e o nosso mercado Forex, que é o mercado do Forex de varejo,
que é onde nós, pequenos investidores negociam.
As corretoras dividem seus clientes em dois grupos, os vencedores que são
os que ganham dinheiro, e os perdedores que você deve imaginar o motivo
do nome. Adivinha em qual dos grupos os novos clientes são colocados
assim que abrem conta nas corretoras? Isso mesmo, nos perdedores, sabe
porquê? Para as corretoras, todos os novos clientes são potenciais
perdedores, após vários meses obtendo ganhos consistentes, você pode
ser colocado na lista dos ganhadores de sua corretora. É comum as
corretoras terem essas duas listas pelo seguinte motivo, só vão para a lista
dos ganhadores, quem tira dinheiro do mercado consistentemente, tendo
uma lista de pessoas vencedoras, a corretora fica de olho nas negociações
dessa lista, por exemplo, quando a maioria dos Traders dessa lista
vencedora decidem comprar EUR/USD no Forex de Varejo, a corretora
corre para o mercado de Forex Interbancário e compra EUR/USD também,
esta é a forma que a corretora usa para lucrar em cima dos ganhos de seus
clientes. E as negociações perdedoras? Engordam o bolso da corretora,
simples assim.
FERRAMENTAS DE NEGOCIAÇÃO

OS SEGREDOS DA ANÁLISE GRÁFICA


Análise Fundamentalista x análise técnica x análise gráfica (gráfico limpo)

Mas como os Traders decidem se vão comprar ou vender os pares de


moedas que estão analisando? Basicamente existem três linhas de
aprendizado, você deve decidir qual dessas linhas se adapta melhor ao seu
estilo.

ANÁLISE FUNDAMENTALISTA
Os Traders que utilizam esse estilo de negociação, usam relatórios econômicos e
notícias para efetuar suas tomadas de decisão, os traders fundamentalistas
examinam detalhadamente os principais acontecimentos mundiais, notícias
políticas e econômicas, taxas de juros, etc. Essa linha de estudo se preocupa em
interpretar corretamente uma notícia para que o trader possa tomar sua
decisão.

ANÁLISE TÉCNICA
Essa é a linha que utiliza indicadores para interpretar o movimento que o
preço está tendo em um gráfico, enquanto o Fundamentalista está
focado em interpretar a notícias e eventos que acontecem pelo mundo, o
Técnico está preocupado em interpretar o movimento do preço em um
gráfico. O que são indicadores? Basicamente uma maneira diferente de
olhar o preço no mercado, os indicadores, podem avaliar o preço de um
gráfico de tantas maneiras, quanto você pode medir a velocidade de uma
moto de formas diferentes, você pode medir em km/h, milhas por hora,
aceleração de 0 a 100 km/h, quanto tempo leva para parar, existem
muitas formas de medir a velocidade de uma moto, e o uso de
indicadores faz exatamente isso, mostra várias formas de ver o preço em
um gráfico.
ANÁLISE GRÁFICA

OS SEGREDOS DA ANÁLISE GRÁFICA


Se você chegou nesse Ebook, talvez você já tenha tido contato com
indicadores, tenha dedicado tempo e esforço para aprender e acabou
perdendo dinheiro, talvez você já percebeu que lucrar com indicadores
pode ser muito complexo, e concordo com você, é difícil mesmo! Talvez
uma análise mais profunda nos trading systems baseados em indicadores,
nos mostrem o porquê é tão difícil lucrar utilizando os mesmos.
Todos os indicadores são criados com base nos dados que o preço nos
informa, e o que os indicadores fazem com esses dados é como se fosse o
resultado de uma equação, você insere os dados que o preço informa, e
com base neles o indicador lhe dá o resultado, que pode ser uma linha
curva que acompanha o movimento do gráfico, ou até mesmo uma troca de
cores de algumas partes do gráfico. Os indicadores transformam os dados
do preço nesses resultados descritos acima, através de uma fórmula, a
fórmula e o resultado podem variar, mas o processo é sempre o mesmo,
inserir dados do preço em uma fórmula e transformar o resultado em um
indicador.
EVITANDO TRAGÉDIAS

OS SEGREDOS DA ANÁLISE GRÁFICA


Se você chegou nesse Ebook, talvez você já tenha tido contato com
indicadores, tenha dedicado tempo e esforço para aprender e acabou
perdendo dinheiro, talvez você já percebeu que lucrar com indicadores
pode ser muito complexo, e concordo com você, é difícil mesmo! Talvez
uma análise mais profunda nos trading systems baseados em indicadores,
nos mostrem o porquê é tão difícil lucrar utilizando os mesmos.
Todos os indicadores são criados com base nos dados que o preço nos
informa, e o que os indicadores fazem com esses dados é como se fosse o
resultado de uma equação, você insere os dados que o preço informa, e
com base neles o indicador lhe dá o resultado, que pode ser uma linha
curva que acompanha o movimento do gráfico, ou até mesmo uma troca de
cores de algumas partes do gráfico. Os indicadores transformam os dados
do preço nesses resultados descritos acima, através de uma fórmula, a
fórmula e o resultado podem variar, mas o processo é sempre o mesmo,
inserir dados do preço em uma fórmula e transformar o resultado em um
indicador.

QUAL O MELHOR INDICADOR?


Existe algum indicador que é melhor que os outros? Qual pacote de
indicadores vai me dar mais clareza no mercado? Talvez a melhor maneira
de descobrir isso seja pesquisar quem está ganhando dinheiro no Forex e
copiar, literalmente fazer o que eles fazem. Existe mágica? Milagre? A
resposta vai depender da pessoa para a qual você fizer essas perguntas.
Alguns indicadores são considerados fraudes, outros são interpretados de
forma errada, e ainda existem alguns que são usados de forma totalmente
contrária ao propósito o qual foram projetados, outros são incorretos, e os
corretos podem estar dando informações atrasadas, podem ser informações
valiosas, mas quando chegam atrasadas, de nada valem.
Os indicadores são por natureza lentos. O mercado irá se mover muito antes
de um indicador sugerir que é hora de efetuar uma compra ou venda, esse é
um dos grandes problemas dos indicadores. O gráfico abaixo mostra o
quanto um indicador pode fornecer informações incorretas.
o indicador usado no gráfico abaixo é o RSI (Relative Strenght Index), esse

OS SEGREDOS DA ANÁLISE GRÁFICA


indicador deve ser usado da seguinte forma; existem duas linhas que
sinalizam a decisão que deve ser tomada, se a linha que representa o
gráfico passar acima da linha de nível 70, indica que o preço está sobre
comprado e uma venda é sinalizada. Na outra linha, a de nível 30, quando a
linha que representa o gráfico ficar abaixo do nível 30, significa que o preço
está sobre vendido, o que sinaliza uma compra, veja o quanto esse indicador
pode fornecer informações incorretas.

No momento em que o indicador, sinalizou uma compra, o preço caiu


mais de 80 pips contra a ordem de compra que teria sido aberta.

No próximo exemplo de indicador que mostrarei, vou apresentar o MACD


(Moving Average Convergence Divergence). O MACD é composto por
médias móveis, que são linhas que indicam sinais de compra ou venda,
seu sinal de tomada de decisão é quando as duas médias móveis se
cruzam.
OS SEGREDOS DA ANÁLISE GRÁFICA
No momento em que o MACD acusa uma compra, o preço vai alguns
pontos a favor da negociação, porém logo depois despenca mais de 100
pips contra a negociação aberta.

O próximo indicador que veremos é o Stochastic, seu funcionamento é bem


parecido com o RSI, possui os níveis de sobre comprado e sobre vendido, e
quando a linha cruza esses níves e volta para a região central ele sinaliza uma
compra ou venda. Observe o gráfico abaixo

No momento em que o indicador Stochastic indica uma venda, o preço anda


mais de 160 pips contra a operação, o que poderia em uma perda significativa
para o Trader que tomou decisão com base no indicador.
Notou como o uso de indicadores pode lhe dar sinais falsos e atrasados? O

OS SEGREDOS DA ANÁLISE GRÁFICA


Trader de gráfico Limpo, que toma suas decisões puramente com base na
ação do preço consegue evitar essas entradas falhas, e evitar essas viradas
de preço que podem levar a grandes perdas.
Eu não estou afirmando que indicadores não funcionam, não quero que
você entenda errado, eles podem sim funcionar, mas o que vou te mostrar
nesse Ebook, é que existe uma forma muito mais simples e eficaz de
negociar, que é negociar com base na ação do preço (price action), você usa
seu gráfico limpo, sem nada para atrapalhar o que o preço quer te mostrar.

ASSUMA SUAS PERDAS


Todos que resolvem entrar para o ramo do Mercado Financeiro, já sofreram
ou ainda vão sofrer perdas. Existem duas formas de encarar as perdas;
assumir que o erro foi seu, assumir a responsabilidade pela perda, ou, culpar
a estratégia, o indicador, ou o que quer que seja, ao invés de assumir a
responsabilidade.
Traders que negociam com base em indicadores, costumam jogar a culpa
no indicador que está usando, e isso é uma atitude que faz com que as
perdas se tornem consistentes, pois os traders que não assumem a culpa
pelos erros, costumam inventar desculpas imaginárias para seus erros,
falam que o mercado está agitado demais, que o indicador não foi
configurado corretamente, que as médias móveis estão cruzando na hora
errada e etc. Isso acaba virando uma bola de neve, pois cada vez que você
tiver uma perda você vai mudar a estratégia, vai alterar a configuração do
indicador e vai passar a operar de modo diferente de antes, e sim, isso vai te
levar a perdas consistentes.
Já os Traders que operam com base na ação do preço, com gráfico limpo,
não têm como jogar a culpa nos indicadores ou médias móveis que estão
utilizando, pois não utilizam nada disso, sua única ferramenta é o gráfico
limpo, sem nada a mostrar além do preço.
Isso faz com que os Traders que operam com o gráfico limpo, assumam a
culpa pelos seus erros, assumam suas perdas.
Operar com o gráfico limpo, pode ser libertador, você vai descobrir o quanto

OS SEGREDOS DA ANÁLISE GRÁFICA


você consegue controlar suas emoções, para que possa efetuar uma
entrada correta, vai aprender a controlar a ansiedade que surge perante
uma futura oportunidade, vai aprender a usar as suas perdas como
aprendizado, já que você não pode culpar a mais ninguém a não ser você
mesmo.

PRATIQUE, PRATIQUE, PRATIQUE...


O Trader que obtém consistência nos seus ganhos, pode ser considerado
um especialista. Do mesmo modo que um médico especialista sabe
identificar a diferença entre uma gripe e uma pneumonia apenas escutando
o som da sua respiração, o Trader consistente sabe identificar quais são as
melhores oportunidades de negociação existentes no momento de sua
análise
Mas o que leva um Médico ou um Trader a se tornar um especialista?
Estudo e prática.
Praticar é a forma mais simples e efetiva de você se tornar um especialista
no Forex, quanto mais você observar o Mercado, quanto mais você praticar
suas negociações, mais você aprenderá e mais próximo da consistência
você chegará.
Você recebeu uma dica valiosíssima, mas o fato de essa dica ser simples,
não quer dizer que é fácil, e ela não deve ser subestimada, os Traders que
ganham dinheiro consistentemente, testam seus Trading Systems
consistentemente.
Teste o máximo possível seu Trading System, a prática gera experiência.
A grande maioria dos Traders iniciantes espera conseguir resultados
fantásticos de imediato, sem esforço nenhum, acham que em dois ou três
dias já serão especialistas, mas não é assim que funciona na grande maioria
das vezes.
Os Traders experientes, os que ganham dinheiro consistentemente, se
esforçam muito para aprender cada vez mais.
Você pode assistir a algum vídeo nas redes sociais e achar incrível como
determinada pessoa tem facilidade em ganhar dinheiro no forex, mas não
pense que o fato de ser fácil para ela, significa que será fácil para você
também, pessoas com facilidade em ganhar dinheiro, Traders consistentes
são pessoas com vasta experiência de Mercado Financeiro, isso não significa
que você não conseguirá alcançar o sucesso no Forex, significa que você
terá que se esforçar para alcançar o sucesso.
BACK TESTE

OS SEGREDOS DA ANÁLISE GRÁFICA


Back Teste é uma das formas de você testar seu trading system, no Forex, é
um termo comum, bastante utilizado pelos Traders, esse tipo de teste,
consiste em você testar seu Trading System através de dados históricos.
Fazer testes através de dados históricos, não é a solução perfeita para testar
um Trading System, existem muitas armadilhas e problemas que podem
surgir ao usar essa forma de teste, mas sem dúvidas testar um Trading
System diretamente no mercado, sem antes ter feito um Back Teste, pode
ter resultados bem piores do se você tivesse efetuado o teste.
Ao fazer o Back Teste, você irá descobrir algumas coisas interessantes.
Você vai descobrir se o seu Trading System é adequado para você, talvez
um Trading System tenha parecido algo incrível na primeira vez que você o
viu, porém ao fazer os testes, você perceba que não se sente bem utilizando
o mesmo. Negocie com o estilo com o qual você se encaixe, se você gosta
de tempos gráficos maiores, se sente melhor negociando neles, esqueça
Trading Systems voltados aos Tempos gráficos menores, foque no que você
gosta.
A forma de Back Teste mais fácil de ser realizada, é a forma manual, você
testa manualmente seu Trading System, a grande maioria dos gráficos
permite que você retorne vários anos no tempo, o que faz com que seu
Back Teste seja realmente detalhado.
Na plataforma de operações que usamos no dia a dia para negociar Forex, o
MetaTrader4, fazer um Back Teste manual é relativamente simples, você
terá que voltar o gráfico até a data que você julga ideal, usando o tempo
gráfico de sua preferência, e simplesmente ficar apertando F12, cada vez
que você apertar F12 um candle irá passar, um candle de cada vez.
O Back Teste manual pode ser demorado e exaustivo, mas o faça com
seriedade, pois ele irá mostrar se seu Trading system pode realmente ser o
que você espera ou se ele é apenas mais um que irá passar rapidamente
pela sua carreira de Trader.
3 DICAS PARA UM BACK TESTE IDEAL

OS SEGREDOS DA ANÁLISE GRÁFICA


1- Reserve um tempo para testar- Você vai se sentir tentado a burlar o Back
Teste, vai querer passar o gráfico rapidamente, isso é um fato, e isso ocorre
pelo fato da demora em realizar um Back Teste manual, pense nele como
um processo de aprendizagem.
Faça sessões de Back Teste, não tente fazer Back teste em um período de 5
anos em um dia, divida, estabeleça metas, reserve algumas horas do seu dia
para isso.
2- Defina seu estilo de negociação- Faça Back Teste com o estilo de
negociação que você mais se identifica, seja ele Day Trade, Swing Trade ou
Position Trade, encontre um Trading system que se encaixe com o seu
perfil, não perca tempo testando métodos que não lhe agradam. Um ponto
que é decisivo para descobrir seu perfil operacional, é você conhecer seu
próprio nível de ansiedade, como você é no seu dia a dia, tanto no trabalho
quanto nos estudos? como você lida com situações novas? É comum
pessoas ansiosas optarem por estilos de negociação mais rápidos, como o
Day Trade. Mas se você é uma pessoa calma, tranquila, que não tem
problemas com ansiedade, talvez o Swing Trade seja o que você procura.
3- Não pule os erros- Os erros fazem parte do processo de aprendizagem, o
ser humano tem uma certa tendência, que é da nossa natureza, de evitar os
erros, você vai sentir vontade de pular os erros em seu Back Teste, vai sentir
vontade de mudar o Trading System para evitar os erros que surgirem no
caminho. Defina regras simples e objetivas para seu Trading System e siga
elas à risca, pense que se você evitar os erros, você estará se auto
sabotando, você colocará em prática um Trading System ilusório, o
resultado final de seu Back Teste irá apontar que aquele Trading System é
praticamente perfeito, afinal você pulou os erros que existiram no percurso.
Aprenda com os erros, sempre que houver algum erro, analise o provável
motivo dele, notícias? Aberturas de mercado? Fechamentos? Com base
nesses estudos você compreenderá melhor o funcionamento do Trading
System que você está testando.
TIPOS DE GRÁFICO

OS SEGREDOS DA ANÁLISE GRÁFICA


Na plataforma de negociações que usaremos, existem 3 opções de gráficos
disponíveis para uso; Linhas, Barras e Velas (candles).

Gráfico de Linhas- é o gráfico mais simples dos 3, apenas o preço de


fechamento de cada período é levado em conta nesse tipo de gráfico, o que
faz com que forme uma única linha contínua.

Gráfico de Barras- Sua funcionalidade é bem parecida com o Gráfico de


Candles, que veremos a seguir.
OS SEGREDOS DA ANÁLISE GRÁFICA
Gráfico de Candles- Esse será o gráfico que você usará no seu dia a dia, mais
adiante aprofundaremos sobre esse estilo de gráfico para que tudo faça
sentido para você.

CONFIGURANDO SUA PLATAFORMA DE


NEGOCIAÇÕES
Para efetuar o download de sua plataforma, você tem duas opções:

1- Caso você já tenha conta em alguma corretora forex, você pode baixar
diretamente do site de sua corretora.

2- Caso ainda não tenha conta em corretoras mas já quer ir se familiarizando


com a plataforma, você pode baixa-la através do link abaixo:

https://www.metatrader4.com/pt

Basta selecionar MetaTrader4 e clicar no ícone do Windows. Após a


instalação, você poderá abrir uma conta de demonstração seguindo o passo
a passo que aparece quando a plataforma é aberta pela primeira vez. Não
tem segredo, basta preencher os campos necessários e salvar seu login e
senha.
Após
baixar a plataforma, instalar e criar sua conta, a tela inicial que você verá,
será essa:
OS SEGREDOS DA ANÁLISE GRÁFICA
Agora vamos começar a personalizar sua plataforma para que ela fique
somente com o que você necessita para começar sua jornada na análise
gráfica:

Cada caixa colorida, está direcionada a um determinado botão, que minimizará


essas janelas. Clique neles e sua plataforma ficará assim:
OS SEGREDOS DA ANÁLISE GRÁFICA
Já está melhorando né? Bem menos poluição visual. Note que sobraram 4
janelas abertas dentro da plataforma, cada uma delas representa um par de
moedas, clique no quadrado para maximizar, que fica no canto superior direito
de qualquer uma dessas janelas, ela ficará da seguinte maneira:

Eu maximizei a janela do USDCHF, você pode escolher qualquer uma, não tem
importância no momento. Vamos prosseguir? Agora vamos começar a deixar
nosso gráfico realmente limpo, note que existem alguns alguns indicadores.
Vamos removê-los:
OS SEGREDOS DA ANÁLISE GRÁFICA
Clique com o botão direito em qualquer região do gráfico, e vá em Lista
Indicadores, clique novamente;

Essa janela irá abrir após clicar em Lista Indicadores, agora você só precisa
clicar no nome de cada indicador, onde marquei com as setas, isso irá
selecionar o indicador, após isso, clique em remover. Repita o processo até
remover todos os indicadores que estão em seu gráfico. Após remover todos,
clique em Fechar. Seu gráfico ficará assim:
OS SEGREDOS DA ANÁLISE GRÁFICA
O Próximo passo é selecionar o Gráfico de Candles, para isso basta clicar no
botão indicado na imagem abaixo:

Pronto, agora vamos personalizar as cores de sua plataforma de negociações.


Clique com o botão direito em qualquer ponto do gráfico, e vá em
Propriedades, clique e a seguinte janela irá abrir:
OS SEGREDOS DA ANÁLISE GRÁFICA
Nessa janela você pode personalizar seu gráfico com as cores que mais gosta
ou que se sente melhor, na guia Esquema de Cores, existem alguns modelos
prontos. Todas as mudanças que você fizer, podem ser vistas na janela de
pré-visualização ao lado. A combinação de cores que eu uso, é a da imagem
abaixo, com essas cores meus gráficos ficam como nas imagens exemplo que
estão nesse ebook.
Ao clicar na aba Comum, ao lado da aba Cores, irão aparecer algumas outras

OS SEGREDOS DA ANÁLISE GRÁFICA


opções:

Essa é a configuração que eu uso no dia a dia, teste uma a uma, e descubra o
que lhe agrada mais, cada trader tem seu estilo, então fique à vontade para
personalizar sua plataforma, seja curioso e desenvolva uma combinação com
a sua cara. Conseguiu? Deixou do jeito que você gosta? Agora vou mostrar
como salvar essa combinação para que você não precise repetir esse
processo toda vez que abrir um gráfico novo.
OS SEGREDOS DA ANÁLISE GRÁFICA
Clique com o botão direito em qualquer ponto do gráfico, vá até Template e
clique em Salvar Template, coloque o nome que desejar, e clique em Salvar.
Pronto, agora sempre que você abrir um gráfico novo, basta ir em Templates e
selecionar o template que você salvou, assim você irá economizar tempo e
conseguirá deixar todos os gráficos com a mesma combinação de cores.
SUPORTE E RESISTÊNCIA

OS SEGREDOS DA ANÁLISE GRÁFICA


Você sabe no que precisa prestar mais atenção em um gráfico, quando está
operando com base na ação do preço? Isso mesmo, O PREÇO!
O preço é o Deus do nosso gráfico, ele é nosso sábio da montanha, é nosso
sensei, pois ele irá nos dizer tudo o que precisamos saber, e o principal
conselho que ele pode nos dar é; Use corretamente os suportes e
resistências.
Suporte e resistência, é o que você, futuro Trader de Grafico limpo irá utilizar
como base para tudo que irá fazer em suas negociações.
Muitos divulgam informações incorretas sobre suportes e resistências,
ensinam que são pontos que devem ser identificados nos gráficos, mas a
verdade é bem outra, suportes e resistências são REGIÕES que devem ser
devidamente identificadas no gráfico, não são uma simples linha, e sim
regiões. Abaixo irei listar algumas características que devem ser observadas
nas regiões dos suportes e resistências.

-Regiões são áreas, e não pontos específicos de preço.

-Regiões podem ser os pontos mais altos ou baixos de um gráfico

-Regiões identificadas em gráficos maiores, são mais fortes.

-Gráficos de linhas ajudam na identificação das Regiões

-Região é onde o preço inverte no gráfico, repetidas vezes.

-Você não será o único a identificar determinada Região.

-Regiões são locais onde os Traders de gráfico puro encontram


oportunidades comerciais.
REGIÕES DE SUPORTE E RESISTÊNCIA

OS SEGREDOS DA ANÁLISE GRÁFICA


SÃO GRANDES ELÁSTICOS
As regiões podem ser consideradas grandes elásticos, logo você vai
entender o que estou falando.
Muitos Traders têm visões e ideias erradas em relação as regiões, eles até
podem estar habituados com o conceito de suporte e resistência, porém
muitos aplicam mal esses conceitos na hora de negociar, no momento de
abrir um Trade*.
O Trader que opera* com o gráfico limpo entende que as regiões são uma
área no gráfico, muito diferente do que algumas pessoas acreditam ser,
apenas uma linha.
A linha de suporte e resistência indica um ponto específico de preço no
gráfico, as regiões não são específicas, elas são uma área, uma faixa, ou um
elástico.
Gostamos de comparar estas regiões no gráfico com elásticos pois suas
funções podem ser um tanto parecidas.
Imagine que você espichou um elástico e prendeu nas duas pontas, quando
você começar a empurrar o centro dele com sua mão, talvez não encontre
alguma grande resistência, mas quanto mais você empurrar, mais
resistência você sentirá, o que fará com que você recue sua mão, o conceito
pode parecer estranho, mas é o que acontece com o preço quando ele
entra em uma região de suporte ou resistência, ele pode entrar em grandes
dificuldades, porém quanto mais ele entra na região, mais resistência ele irá
encontrar, lembra da dica que dei, que você não será o único a identificar
uma região? Imagine milhares de Traders aguardando o preço entrar
naquela região para abrir suas negociações, sabe o que vai acontecer?
Existe uma GRANDE probabilidade de o preço recuar, inverter, e sair da
região de suporte ou resistência.
Viu só? Parece mesmo um elástico.
Vamos ver alguns exemplos de regiões de suporte e resistência?

OS SEGREDOS DA ANÁLISE GRÁFICA


Vou exemplificar com gráficos reais, irei mostrar situações que acontecem
diariamente no Forex.
Se quiser, você pode verificar a veracidade das informações em sua
plataforma de negociações, basta selecionar o tempo gráfico e o ativo
informado abaixo das imagens.
Vamos lá!

AUDNZD – Semanal

Perceba que a região não é um ponto fixo, o preço algumas vezes entra
um pouco mais na região, ou até mesmo faz um falso rompimento* antes
de recuar.
* Aprenderemos sobre falso rompimento mais adiante.

GBPUSD- Mensal- Regiões de suporte e resistência podem ser extremamente


antigas, neste exemplo, a região teve seu primeiro teste em 2008, e ainda hoje
(2018), é considerada uma região importante.
OS SEGREDOS DA ANÁLISE GRÁFICA
GBPUSD – Semanal

NZDUSD – Mensal

NZDUSD – Semanal
OS SEGREDOS DA ANÁLISE GRÁFICA
USDCAD – Diário

USDCHF – Diário
ENCONTRANDO AS REGIÕES

OS SEGREDOS DA ANÁLISE GRÁFICA


Regiões de suporte e resistência são lugares onde o preço inverteu várias
vezes, parece simples, mas no começo, pode ser difícil encontrar essas
regiões, nem todas as regiões serão iguais, algumas você identificará logo
ao olhar para o gráfico, outras você poderá demorar um pouco mais.
Por isso vou te dar algumas dicas que irão facilitar seu aprendizado e sua
capacidade de identificação de regiões.

1- Comece identificando regiões em gráficos maiores, 4 horas para cima.

2- Use o gráfico de linhas, ele será seu aliado nessa fase de identificação
de regiões

3- ignore regiões menos importantes, foque nas mais fortes.

1-USE GRÁFICOS MAIORES

Quando você vai comprar um carro usado, você procura saber o histórico do
veículo, quantos donos teve, se já foi batido, de qual cidade veio, se a
quilometragem é original, você tenta descobrir se pode ter algum problema
no futuro, com base nos dados do passado.
O Mercado Financeiro não é diferente, se o mercado está em uma tendência
de baixa (ou alta), você vai procurar saber o que aconteceu no passado para
saber se existe alguma região crítica onde o preço poderá parar, e para
saber isso, você precisará aumentar o tempo gráfico e identificar as
prováveis regiões onde o preço irá parar.
Vou exemplificar!
OS SEGREDOS DA ANÁLISE GRÁFICA
GBPJPY-4 horas- Perceba a inversão de preço que o GBPJPY fez. Como você
poderia saber que ele iria inverter nesse ponto após essa tendência de baixa
forte que ele estava fazendo? Aumentando o tempo gráfico e identificando
Regiões de suporte e resistência. Veja no exemplo a seguir.

GBPJPY- Diário – Pronto, agora você sabe o porquê ele inverteu a tendência
naquela região. Identificar Regiões importantes de suporte e resistência em
gráficos maiores, é um modo de saber o provável movimento futuro do
preço.
2- GRÁFICO DE LINHAS

OS SEGREDOS DA ANÁLISE GRÁFICA


Identificar e marcar as regiões de suporte e resistência, é tão simples
quanto fazer um simples traço no gráfico, no começo você pode ter
alguma dificuldade em identificar essas regiões, e o Trader que opera
com o gráfico limpo, precisa aprender a identificar claramente essas
áreas. Um método que pode te ajudar a identificar as regiões, é utilizar o
gráfico de linha, muitas vezes os candles deixam bastante sombras, o que
pode confundir quem está aprendendo a identificar as regiões de suporte
e resistência.
Nas imagens abaixo, irei mostrar passo a passo como utilizar o gráfico de
linhas como um facilitador para sua análise.

AUDNZD – Semanal – 1º Passo- Selecione gráfico de linhas e identifique qual


ponto no gráfico o preço mais testou, e recuou. Coloque a primeira linha
horizontal.
OS SEGREDOS DA ANÁLISE GRÁFICA
2º Passo – Perceba que ele não vai sempre no mesmo ponto e recua, logo
abaixo existe outro ponto onde o preço testa várias vezes e recua. Coloque a
segunda linha horizontal.

3º Passo – Selecione a ferramenta Retângulo, e preencha a região entre as


duas linhas horizontais que você colocou anteriormente.
OS SEGREDOS DA ANÁLISE GRÁFICA
4º Passo- Remova as linhas horizontais.

5º Passo (e último) - Volte para o gráfico de candles. Notou como as sombras


dos candles rompem a região de resistência? Por isso a importância de
identificar as regiões com gráficos de linha, sua análise se torna mais fácil,
correta e eficaz.
3 – REGIÕES MENOS IMPORTANTES

OS SEGREDOS DA ANÁLISE GRÁFICA


(FRACAS)
Vão existir situações onde você irá ficar na dúvida se a região que
identificou é realmente importante, quando bater essa dúvida, aumente o
tempo gráfico, lembre-se da primeira dica, use gráficos maiores. Abaixo
irei exemplificar como aumentar o tempo gráfico para identificar as
regiões, pode salvar seus trades de um prejuízo.

AUDUSD – M30 – Imagine que você está no gráfico de 30 minutos, e identifica


essa região, você certamente acreditaria que o preço iria para cima, afinal é
uma região de suporte que você julgou forte, então você abre uma compra e o
preço despenca contra sua negociação. Agora olhe na imagem abaixo o que
acontece quando você aumenta o tempo gráfico;
OS SEGREDOS DA ANÁLISE GRÁFICA
AUDUSD – 4H – Aumentando o tempo gráfico, você perceberá que a região
que você havia marcado era fraca, e a queda que o preço fez após você abrir
sua ordem de compra, apenas faz parte do recuo que o preço está fazendo ao
testar a região mais forte.

METODOLOGIAS DE NEGOCIAÇÃO
Acredito que ao chegar aqui, você já esteja pronto para identificar
corretamente as regiões importantes de um gráfico, e caso você tenha
ficado com dúvidas em relação a algo que foi abordado até aqui, entre
em contato através de algumas das mídias sociais que estão nas páginas
finais do ebook, ficaremos felizes em te ajudar!
CANDLE

OS SEGREDOS DA ANÁLISE GRÁFICA


De agora em diante, iremos aprender sobre candles e os padrões gráficos
que o mercado forma, que podem ser utilizados para filtrar as tomadas de
decisão e negociar em um gráfico limpo.
Mas, antes de começarmos a falar sobre os padrões de candle, preciso que
você aprenda como é formado um candle e qual sua estrutura, para que
você possa entender perfeitamente as estratégias que serão ensinadas.
Na imagem abaixo irei mostrar quais as partes que compõem a estrutura
do corpo de um candle.

AUDUSD- Diário – Período de 22/08/2018 à 22/09/2018


No exemplo citado na figura acima, cada candle demora 1 dia (24H) para se
formar.

MÍNIMA- Preço MÍNIMO que o ativo alcançou durante o período de formação do


Candle.

MÁXIMA- Preço MÁXIMO que o ativo alcançou durante o período de formação do


Candle.

ABERTURA- Preço no qual INICIOU o período de formação do Candle.

FECHAMENTO- Preço no qual TERMINOU o período de formação do Candle.


PADRÕES

OS SEGREDOS DA ANÁLISE GRÁFICA


O mercado se move em 2 modos basicamente; em modo de tendência, e
em modo de atrofiamento, ou lateralizado como muitos chamam (eu
prefiro atrofiado), vou exemplificar para que fique claro como são esses
dois modos.

AUDUSD – Diário- Mercado em clara tendência, nesse caso, de baixa.

USDCHF- Semanal – Mercado Atrofiado. Quando o mercado está atrofiado, ele


está indeciso, não é possível identificar tendências de alta ou baixa, ele fica
agitado e sem um rumo claro.
Com base nesses dois modos que o mercado anda, iremos aprofundar sobre

OS SEGREDOS DA ANÁLISE GRÁFICA


os padrões gráficos e de candles que usaremos para negociar. Os padrões são
usados para potencializar a previsão de movimento futuro do preço, porém só
são úteis quando aparecem em Regiões importantes de suporte e resistência,
quando esses padrões aparecem em regiões que não são fortes como
aprendemos anteriormente, eles não são considerados de alta probabilidade
de acerto.

ROMPIMENTO SIMPLES (BREAKOUT)


Essa estratégia, ou padrão, envolve duas fases; aguardar um mercado que
está em uma clara tendência, atrofiar, e aguardar o rompimento desse
atrofiamento, essa estratégia pode ser usada tanto como continuação de
movimento, quanto em reversão de tendência, o que irá diferenciar, é o
sentido para o qual o rompimento acontece.
É necessário ter paciência para negociar esse tipo de padrão, pois é preciso
aguardar o mercado romper a range (faixa de atrofiamento) para tomar a
decisão.
Mas como saber se o mercado está entrando em atrofiamento? Usando o
que aprendemos anteriormente em suportes e resistências.
O primeiro passo é identificar um possível atrofiamento do preço, onde ele
fica indeciso, oscila dentro de uma determinada range, que é a faixa de
preço que fica entre o suporte e a resistência desse atrofiamento, após
identificado o atrofiamento, você deve aguardar o mercado andar e ficar de
olho na ação do preço, esperando que ele rompa essa região de
atrofiamento.
Vamos para os exemplos!
OS SEGREDOS DA ANÁLISE GRÁFICA
AUDUSD – Diário- Preço vem em tendência de baixa, quando começa a
atrofiar, note o rompimento do canal de atrofiamento feito pelo candle de
baixa destacado pelo círculo branco, após ocorrer o fechamento do
candle, uma ordem de venda poderia ser aberta.

USDCAD – H1- Preço vem em tendência de alta, quanto atrofia, candle de baixa
destacado pelo círculo branco rompe a região de atrofiamento, invertendo a
tendência do preço.
Mas como prever que o preço pode inverter ao invés de dar continuidade?
Dois pontos devem ser observados:
1- O mercado vinha de uma alta forte, acumulou, e o rompimento ocorreu para
baixo, se fosse dar continuidade provavelmente teria rompido para cima.
2- Aumente o tempo gráfico e identifique se existem regiões fortes de suporte
e resistência na faixa de preço do atrofiamento, veja o exemplo abaixo:
OS SEGREDOS DA ANÁLISE GRÁFICA
USDCAD- H4- Aumentando de H1 para H4, é possível perceber que a
faixa de atrofiamento identificada em H1, se encontrava em uma região
forte de Resistência, o que fez com que o preço invertesse sua direção.

NZDUSD – Diário – Preço atrofia e inverte o sentido da tendência após


rompimento do Canal de atrofiamento. Lembra dos pontos que devem ser
observados, que citamos no exemplo anterior?
Veja novamente na imagem a baixo a importância deles.
OS SEGREDOS DA ANÁLISE GRÁFICA
NZDUSD – Semanal- Atrofiamento que foi identificado no período menor,
se encontrava em região forte de resistência, o que fez com que
invertesse a tendência do preço.

A estratégia de rompimento simples de um canal de atrofiamento, possui uma


boa taxa de acerto.
Porém, o rompimento do canal muitas vezes pode nos enganar, que é o caso dos
rompimentos falsos.
Entenda melhor nas imagens abaixo:

GBPUSD – Diário- Falso rompimento- O candle de baixa, fecha abaixo do canal


de atrofiamento, porém o preço retorna e rompe novamente para cima.
Mas se esses rompimentos falsos podem acontecer, o que me faria entrar em um
trade perdedor, existe alguma forma de evitar ou minimizar esses erros?? Sim, o
Pullback.
PULLBACK

OS SEGREDOS DA ANÁLISE GRÁFICA


O Pullback, ou retoque como também é chamado, é uma espécie de filtro
projetado para evitar o falso rompimento, que é algo que pode ocorrer com
certa frequência. O Pullback não vai garantir que os rompimentos falsos
sejam evitados, mas ele serve como um valioso filtro para diminuir os erros
nas negociações.
O Pullback funciona da seguinte maneira, quando o preço rompe a região
de suporte ou resistência, o preço volta e dá um último toque nessa região
antes de seguir com sua trajetória, vou exemplificar para que fique mais
claro.

Esse é o formato de um Pullback, nesse caso, o preço vinha de uma tendência de


baixa, atrofiou, rompeu o suporte e voltou para o retoque antes de continuar com
sua tendência.
Obs: O Pullback pode ser tanto para cima quanto para baixo, veremos isso nos
exemplos.
Agora um exemplo real de Pullback:
OS SEGREDOS DA ANÁLISE GRÁFICA
AUDUSD – Diário – Preço vem de tendência clara, forma a região de
atrofiamento, rompe o suporte e volta para testar a região, dar o último toque
antes de seguir sua jornada.

EURUSD- Mensal – Preço rompe região forte de suporte com o candle


destacado pelo círculo, após o rompimento faz um atrofiamento e volta para a
região de resistência que antes era suporte, o que concretiza o padrão
Pullback.
OS SEGREDOS DA ANÁLISE GRÁFICA
USDCAD- Semanal – Pullback em tendência- Preço rompe região de resistência
forte e volta para o retoque, concretizando o Pullback. Note que o desenho ao
lado, exemplifica o movimento que o preço fez.
“Transforme o imperfeito em perfeito”

ROMPIMENTO COM CONFIRMAÇÃO


O rompimento com confirmação, é basicamente uma soma dos dois
padrões anteriores com um detalhe a mais, a confirmação.
Vamos recapitular os padrões anteriores:

No rompimento simples, assim que o candle de rompimento fechar além da


região de suporte ou resistência, o trade é acionado.
No Pullback, após o rompimento, é necessário aguardar o preço voltar à

OS SEGREDOS DA ANÁLISE GRÁFICA


região de suporte ou resistência para que o trade possa ser aberto.

Agora vamos para os exemplos de Rompimento com Confirmação, ele deve


se parecer com as imagens abaixo.
Exemplos reais:

OS SEGREDOS DA ANÁLISE GRÁFICA


GBPUSD- Mensal- Rompimento com confirmação- O preço rompe a região
de suporte, faz o Pullback, e após, rompe o fundo que o Pullback havia
deixado. Esse rompimento do fundo que o Pullback deixou, é a confirmação
que precisamos para confirmar o padrão de rompimento com confirmação.

USDJPY- 4H- Outro exemplo de rompimento com confirmação. Desenho ao


lado indicando a movimentação do preço.
OS SEGREDOS DA ANÁLISE GRÁFICA
TOPO/FUNDO DUPLO
Os topos e fundos duplos são padrões gráficos clássicos, aparecem com
bastante frequência nos mais diversos tempos gráficos. Muitas das
reversões de tendência têm origem em um topo ou fundo duplo. O conceito
de topo e fundo duplo é bem simples, são dois toques seguidos em uma
região de suporte ou resistência. Obs: os 2 toques não precisam estar
exatamente no mesmo preço, mas sim na mesma região.
Abaixo o conceito de topo duplo “perfeito”, mas lembre-se, análise gráfica
é transformar o imperfeito em perfeito.

Bora ver uns exemplos reais agora?


OS SEGREDOS DA ANÁLISE GRÁFICA
AUDUSD- Diário- Topo Duplo- 2 toques em região de resistência.

AUDUSD- Semanal- Fundo Duplo- 2 toques em região de suporte.


OS SEGREDOS DA ANÁLISE GRÁFICA
EURJPY- H4- Fundo Duplo- 2 toques em região de suporte

NZDUSD- H4 – Topo Duplo- 2 toques em região de resistência


OS SEGREDOS DA ANÁLISE GRÁFICA
USDJPY- Diário- Topo Duplo- 2 toques em região de resistência.

“O.C.O”
OMBRO-CABEÇA-OMBRO

Outro padrão de reversão bastante conhecido e utilizado pelos entusiastas


da análise gráfica. Ocorre com menos frequência do que alguns outros
padrões já apresentados anteriormente, e é um pouco mais difícil de ser
identificado.
Sua formação depende de 3 topos ou 3 fundos, sendo o primeiro e o terceiro,
menores que o segundo. Ficou confuso? Vamos pros exemplos:

OCO de alta para baixa, deve se formar em tendências de alta, em regiões


de resistência, sua formação implica em uma provável reversão de
tendência de alta para baixa..
OCO de baixa para alta, deve se formar em tendências de baixa, em regiões
de suporte, sua formação implica em uma provável reversão de tendência
de baixa para alta.
Ambos os OCO’s, tanto de alta quanto de baixa, só serão válidos quando se

OS SEGREDOS DA ANÁLISE GRÁFICA


formarem em regiões importantes de suporte e resistência, caso contrário,
deve ser descartado.

AUDUSD- H4- OCO de baixa para alta- Formado em região de suporte.


Observe que seu formato não é perfeito, sempre analise o que o preço está
fazendo, o formato de um padrão não precisa ser exatamente como a
maioria dos livros ensina para ser efetivo.

NZDUSD- Diário- OCO de baixa para alta- Formado em região de resistência,


reverteu o preço cerca de 600 pip’s após sua formação.
OS SEGREDOS DA ANÁLISE GRÁFICA
USDCAD- H4- OCO de alta para baixa- “ah mas o formato não tá perfeito, o
segundo ombro é mais baixo que o primeiro...”
Se você aguardar somente as formações gráficas perfeitas, você raramente
efetuará negociações em qualquer mercado financeiro.
Transforme o imperfeito em perfeito. Funciona? Funciona!

TOPO E FUNDO TRIPLO


Exatamente a mesma função de um topo ou fundo duplo, reversão de
movimentação do preço.
Em gráficos maiores, acontece com bem menos frequência que o topo duplo,
porém acontece diariamente em gráficos menores. Também precisa se formar
em alguma região de suporte ou resistência para que seja válido.
Exemplos abaixo:

GBPJPY- H4- Fundo Triplo- 3 toques em região de suporte antes de inverter


tendência.
OS SEGREDOS DA ANÁLISE GRÁFICA
NZDUSD- H4 - Topo Triplo- 3 toques em região de resistência antes de jogar
o preço 200 pip’s abaixo, de volta a uma região de suporte.

HAMMER
Esse padrão é formado por somente um candle, e como sempre, é efetivo
quando aparece em regiões de suporte e resistência. O candle hammer,
aparece com bastante frequência, por isso é importante saber os filtros que
devem ser usados para que não use ele incorretamente. Sua aparência é
como no exemplo abaixo:

Quanto maior for a sombra que o candle deixar, melhor, ela deve ter pelo menos
3x o tamanho do corpo do candle.
O fechamento do candle inverted hammer deve ser o mais próximo possível da
mínima, e o mais próximo da máxima para o hammer
Bora para os exemplos reais:
OS SEGREDOS DA ANÁLISE GRÁFICA
AUDUSD- Díario- Inverted Hammer- após a formação do padrão em região
importante de resistência, o preço cai mais de 500 pip’s.

GBPJPY- Mensal- Hammer- Formado em região de suporte. Preço sobe mais de


2300 pip’s após o padrão se concretizar.
OS SEGREDOS DA ANÁLISE GRÁFICA
GBPUSD- H4- Inverted Hammer- Note como o preço recua ao atingir essa
região, a formação do padrão Inverted Hammer potencializa as
probabilidades de acerto da negociação.

USDCAD- Mensal- Inverted Hammer- Preço despenca cerca de 1300 pips após a
confirmação do padrão.
OS SEGREDOS DA ANÁLISE GRÁFICA
USDCHF- Diário- Inverted Hammer

ENGOLFO
O engolfo é um padrão de reversão de preço, que envolve necessariamente
dois candles. Só é considerado um padrão válido, se surgir em uma região de
suporte ou resistência. Sua aparência “perfeita” é como no exemplo abaixo:

A formação do Engolfo é bem simples e envolve basicamente 3 requisitos:


-Precisa estar em uma região de suporte ou resistência.
-A segunda vela precisa “cobrir” todo corpo da vela anterior (a sombra deve ser
desconsiderada)
-A segunda vela precisa se destacar no tamanho em relação a maioria das velas
mais próximas.
Vamos para os exemplos para que fique mais claro.
OS SEGREDOS DA ANÁLISE GRÁFICA
CADCHF- Mensal- Engolfo de baixa- Note que a vela de baixa, se formou em
uma região de resistência, encobriu toda a vela anterior, e seu tamanho é
muito maior que os candles anteriores.

GBPUSD- diário- Engolfo de baixa, formado em região de resistência, que


anteriormente era um suporte, o segundo candle cobriu todo o anterior e é o
maior candle das últimas semanas.
OS SEGREDOS DA ANÁLISE GRÁFICA
USDJPY- Diário- Engolfo de alta, formado em região de suporte, note que o
segundo candle cobre todo o candle anterior.
Este exemplo pode ser considerado o padrão perfeito, pois tanto a abertura
quanto o fechamento do candle estão além do corpo do candle anterior.
Quanto mais próximo da máxima do candle de alta for seu fechamento, mais
forte é o padrão. E o mesmo se aplica ao Engolfo de baixa, quanto mais próximo
da mínima for o fechamento do candle de baixa, mais confiável o padrão é.

AUDUSD- H1- Engolfo de alta- Este exemplo é para mostrar que o Engolfo, pode
ser usado em períodos menores também, desde que preencha os requisitos
necessários para que o padrão esteja correto.
Duas vezes o padrão se concretiza na mesma região de suporte, e reverte o
preço em ambas as vezes.
Algumas características que podem potencializar a eficácia do padrão Engolfo.

OS SEGREDOS DA ANÁLISE GRÁFICA


-Os Engolfos mais eficazes, possuem um bom espaço vazio à esquerda, ou seja,
se encontram em uma região onde o preço não chega há um certo tempo.
-Quando formado em região de mínima ou máxima histórica.
-Quanto maior for a diferença de tamanho em relação aos candles anteriores,
melhor.
-O fechamento for a máxima do período para alta, e a mínima para baixa. Quanto
menos sombra o candle tiver, mais forte ele é.

ENTRANDO E SAINDO DE UM TRADE

Cada trade que você realizar, deverá ter 6 etapas. A primeira etapa é a análise
gráfica, onde você irá identificar uma possível entrada baseada em algum dos
padrões ensinados anteriormente.
A segunda etapa é onde você irá planejar seu trade, nesse momento você já
decidiu que vai entrar com uma ordem de compra ou venda, dependendo da
análise que você fez, e agora você precisa identificar os locais de entrada e saída
do trade, sendo no lucro, ou no prejuízo.
A terceira etapa, é a tomada de decisão, você pode decidir entrar no mercado no
momento que identificou uma oportunidade, ou pode esperar o preço onde você
quer que ele chegue.
A quarta etapa, é a gestão do trade, é onde você irá analisar como está se
comportando seu trade, se vale a pena continuar nele ou não, se você irá mover
seu stop loss para uma região onde garanta seu lucro, se irá aproximar seu take
profit, é a etapa onde você gerencia sua negociação.
A quinta etapa é a saída, é a etapa mais importante de seu trade, é o momento
onde você recebe seus lucros ou entrega suas perdas.
E por último, mas na minha opinião, a mais importante, é a etapa da
aprendizagem, isso mesmo, a sexta etapa é onde você deve examinar seu trade
do começo ao fim, não importando se você saiu dele no lucro ou prejuízo, se foi
no lucro, preste atenção em como o mercado se comportou, o que você poderia
ter melhorado. Se saiu no prejuízo, você deve analisar seu trade com mais
atenção ainda, identifique quais foram seus erros, identifique se realmente
houveram erros, refaça sua análise e veja se você entraria novamente nesse
trade, o que poderia ter melhorado.
O ponto de entrada? o take profit? o stop loss?
Aprenda com os trades, os trades perdedores podem lhe ensinar muito mais
do que os trades ganhadores.
OS SEGREDOS DA ANÁLISE GRÁFICA
ESQUEÇA TUDO QUE VOCÊ APRENDEU

OS SEGREDOS DA ANÁLISE GRÁFICA


ATÉ AQUI
Eu sei, isso é loucura, mas o mercado é muito mais simples que tudo isso
que você viu até agora, não estou falando que o que você aprendeu é inútil,
muito pelo contrário, mas pode ser simplificado de uma forma incrível.
E isso é um choque de realidade pra você, eu sei que é, pra muitas pessoas
é, e pra mim também foi, quando percebi que tudo que eu havia estudado
se resumia a algo simples, todas aquelas estratégias complexas, com mil e
uma regras, tinham algo em comum e eu não sabia, elas não precisavam ser
explicadas de forma tão difícil, bastava partir de um simples princípio, oferta
e demanda.
É isso que você vai ver a partir de agora, lembra dos gráficos exemplos que
mostrei anteriormente? Logo vamos rever alguns deles para que você
entenda melhor o que estou falando.
Praticamente tudo o que você precisa saber para ganhar dinheiro no
mercado financeiro, está nas páginas iniciais desse Ebook, SUPORTE E
RESISTÊNCIA, que nada mais é do que oferta e demanda.
O conceito de suporte e resistência é subestimado. Certamente você já se
deparou com vídeos que falam a respeito disso, mas o que eles não
ensinam, são os fundamentos dos suportes e resistências.
Você sabe o porquê o preço recua quando chega em uma região de
resistência? Ele recua, pois existem muitas pessoas querendo vender o ativo
naquela região, o preço não cai porque um padrão de formou, o preço cai,
pois tem muita demanda vendedora, tem bem mais pessoas vendendo do
que comprando, o padrão serve como uma confirmação de que o preço
pode recuar.
Da mesma forma funciona nos suportes, o preço chega em uma região de
suporte e começa a recuar. De novo, o preço não vai voltar a subir pelo fato
de um padrão ter se formado, ele vai subir por causa da demanda
compradora naquela região.
Quando você entende que tudo se baseia em comprar barato e vender caro,
cada vez mais você percebe o quanto é simples negociar Forex, ou
qualquer outro ativo financeiro. Quando você vai ao supermercado, você
procura os melhores preços, certo? E você sabe que o preço de algum
produto está caro ou barato, com base nas informações que você tem sobre
o preço antigo daquele produto, todo preço é determinado pela oferta e
demanda, e no mercado financeiro funciona da mesma forma, você saberá
quando o preço de um ativo está bom para negociar, com base no histórico
de informações que o gráfico nos mostra.
Agora chega de conversa e vamos rever alguns exemplos para que tudo

OS SEGREDOS DA ANÁLISE GRÁFICA


fique mais claro.

AUDNZD- Diário- Fundo Triplo- O preço realmente formou um fundo triplo,


afinal de contas ele deu 3 toques em uma região de suporte antes de fazer
um grande movimento de alta.
O que quero que você entenda, é que o preço não subiu por causa do fundo
triplo, ele subiu por causa da demanda compradora existente naquela
região, note que o preço fez um intervalo de mais de um ano até tocar
novamente essa região, o que fez com que milhares de Traders, pensassem
da mesma forma; “quando o preço chegar nessa região, vou comprar!”
O padrão funciona? Sim, funciona! Mas funciona como um potencializador
para sua tomada de decisão. O que fez o preço subir, foi a demanda
compradora.
OS SEGREDOS DA ANÁLISE GRÁFICA
AUDUSD- Diário- Topo Duplo- Novamente, perceba quantas vezes o preço
tocou na região de resistência antes da formação do topo duplo, isso não
significa que o topo duplo fez com que o preço caísse novamente, o que fez
ele cair, foi a demanda vendedora. O preço tocou várias vezes na região e
recuou, depois ficou alguns meses sem tocar nela de novo, adivinhe qual foi
o pensamento dos traders que operam com o gráfico limpo, somente com
base na ação do preço;
Vender! Se o preço tocou tantas vezes na região anteriormente e a
demanda vendedora não deixou que ele rompesse a região, a
probabilidade de haver grande demanda vendedora novamente nessa
região, era fortíssima.
OS SEGREDOS DA ANÁLISE GRÁFICA
NZDUSD-Diário- OCO (Ombro Cabeça Ombro) - Formou o padrão e o preço
inverteu o movimento, incrível como o padrão funciona né? Será que foi por
causa do padrão ou foi oferta compradora?
Olha o que acontece quando aumentamos o tempo gráfico:

NZDUSD-Semanal- O preço tocou duas vezes na região e recuou, rompeu a


região de resistência, e agora ela virou um suporte, o preço toca mais duas
vezes na região e recua, somente após todos esses movimentos, nosso OCO
se forma.
Após perceber a dificuldade que o preço sente ao tocar nessa região, o que
você acha que a grande maioria dos traders pensou? “Bora comprar!”
Novamente, a demanda compradora fez com que o preço recuasse após
a formação do padrão.
OS SEGREDOS DA ANÁLISE GRÁFICA
CADCHF- Mensal- Engolfo- Mais um exemplo onde surgiu um padrão e o
preço despencou após sua confirmação.
Agora preste atenção na região em que se formou o Padrão Engolfo, uma
região de resistência de quase 8 anos antes, e até o momento o preço não
havia mais chegado naquela região.
Pense como os grandes Traders, o que você deveria fazer caso o preço
chegasse em uma região de resistência forte assim? VENDER!
Exatamente por isso o preço recuou, a demanda vendedora foi enorme,
pense na quantidade de Traders que abriram uma ordem de venda quando
o preço chegou nessa região, milhares de pessoas estavam de olho nisso no
mundo todo, a probabilidade de o preço recuar, era enorme.

“Parece ser um conceito simples demais, acho que não funciona dessa
forma...”

Concordo com você, pois foi exatamente isso que senti quando percebi que
o preço se movimenta com base na oferta e demanda, pensei: “Não pode
ser tão simples”
Esse é um pensamento comum, que a maioria dos traders que me pedem
ajuda sobre análise gráfica têm.
Isso se deve ao fato de que a maior parte do conteúdo existente, mostra
técnicas complexas, não explicam a essência da Análise Gráfica, enchem o
gráfico de coisas inúteis, que acabam servindo somente como poluição
visual, não deixando você ver o quanto tudo pode ser mais simples.
O CICLO

OS SEGREDOS DA ANÁLISE GRÁFICA


Se você está nesse mundo do mercado financeiro há um certo tempo, e
ainda não consegue ter lucros consistentes, é muito provável que você se
identifique com o irei falar agora.
Eu passei por isso, a grande maioria dos Traders consistentes passou por
isso, e você provavelmente passou ou ainda irá passar até abrir os olhos e
entender como tudo funciona.
O ciclo é dividido em 3 etapas, são etapas óbvias, porém não nos damos
conta de que estamos fazendo isso, vou te mostrar quais são essas 3 etapas
e o que você pode fazer para quebrar o ciclo.

Etapa 1- Procura- Essa é a etapa onde você procura por uma estratégia que
você julgue adequada para seu estilo operacional. Você pode pesquisar em
qualquer lugar, fóruns, sites, blogs, conversar com profissionais da área, não
importa onde você encontre sua estratégia, você só precisa encontrar
alguma que pareça ser eficiente. Algo que vai te ajudar a saber se você está
pronto para sair da etapa 1, é quando você encontrar uma estratégia que
pareça ser a solução para os seus problemas, se você já achou essa
estratégia, aquela que te fez ficar ansioso para testá-la, você está pronto
para ir para a próxima etapa.

Etapa 2- Essa é a parte divertida do ciclo, é onde você irá testar a estratégia
que encontrou anteriormente, é onde a emoção de usar uma estratégia
nova vai surgir, e a sensação é ótima!
O entusiasmo que você sente nessa etapa tem origem no desconhecido,
você começa se questionar se a estratégia realmente funciona, se você vai
ficar rico com ela, se ela é tudo o que você espera, e nessa euforia, você
começa a operar com a estratégia nova, você deve estar tão empolgado
que nem se deu o trabalho de fazer um back teste, afinal de contas essa
estratégia é boa demais, não precisa disso (é o que você pensa).
Você começa a lucrar com a estratégia nova, acerta os primeiros trades e
começa a criar confiança, você finalmente achou a estratégia que vai mudar
sua vida. “É agora que eu fico rico!”
E no embalo dessa confiança, você resolve aumentar o lote, afinal de contas
você está acertando os trades, está saindo no lucro, não há motivos para
continuar com lotes baixos.
OS SEGREDOS DA ANÁLISE GRÁFICA
Então logo no primeiro trade com lote maior, você sai no prejuízo, o preço
vai no seu stop loss.
“ah, faz parte do mercado, não vou ganhar sempre”
E continua com o lote alto, erra uma sequência de trades, um após o outro,
já perdeu o seu lucro, e também uma parte do seu capital inicial. Assim você
se encaminha para o final da etapa 2.
O fim da segunda etapa, se inicia no momento em que você perde a fé na
sua estratégia nova, ela era perfeita, até você começar a ter prejuízos.

Etapa 3- Culpa – essa é a parte onde você se sente decepcionado com sua
estratégia nova, você a testou por alguns dias e teve prejuízo, ela não presta.
Você joga a culpa na estratégia, afinal de contas ela fez você perder
dinheiro, parecia ser uma estratégia incrível, não podia ter acontecido isso,
parecia à prova de erros.
Nesse ponto, você decide que deve procurar por uma estratégia nova, afinal
essa última não prestou, esse é o momento em que você retorna à etapa 1, e
o ciclo recomeça, mais uma vez.

Quebrando o ciclo- O ciclo, é algo que só faz sentido para traders que
acreditam que os lucros vêm de estratégias, isso pode parecer correto, mas
a verdade é que os lucros vêm de você mesmo, você trader. É você que
encontra a oportunidade no mercado, a ferramenta (estratégia) que você irá
usar para pegar o lucro dessa oportunidade, não é nada quando comparada
com a execução que você irá fazer. A culpa que você deu para a estratégia,
na terceira etapa do ciclo, na verdade é sua, a continuação do ciclo, se dá
pelo fato de você negociar da mesma forma com qualquer estratégia, é a
maneira que você se comporta no mercado que te faz um perdedor.
Muitas vezes acontece de duas pessoas utilizarem a mesma estratégia, e
somente uma delas ter lucros consistentes. Você ainda acha que a culpa é
da estratégia?
Reconheça que você é o responsável pelos seus lucros e perdas.
CRIANDO SEU PRÓPRIO TRADING

OS SEGREDOS DA ANÁLISE GRÁFICA


SYSTEM

Para começarmos a criar o seu próprio trading system, preciso que você
entenda que a melhor forma de fazer isso, vai depender de você, vai
depender de quem você é, vai depender do que faz sentido para você no
mercado financeiro, pois o que faz sentido para você, nem sempre fará
sentido para mim. E isso é muito bom, existem milhares de formas de você
lucrar no Forex, se alguém disser que só existe uma maneira de lucrar, é
mentira, as formas de ganhar dinheiro são extremamente variadas, o que
você precisa é encontrar seu caminho, achar o que faz sentido e acreditar
que você consegue.
Você já sabe qual estilo operacional se encaixa mais com seu perfil? DAY
TRADE ou SWING TRADE?
Não sabe a diferença entre eles? Volte até a página 12 e entenda o conceito
de cada um deles.
Foque no que você acredita, suas crenças irão conduzir as negociações, se
você acredita que é impossível ganhar dinheiro com Day Trade, você terá
dificuldade em ganhar dinheiro com Day Trade, por isso deve focar em
gráficos maiores e utilizar o Swing Trade como seu estilo operacional.
Se você acredita que Swing Trade não se encaixa com seu perfil, você
prefere operações mais curtas, gráficos menores, talvez você se identifique
com o Scalping, que é uma vertente do Day Trade, de operações
curtíssimas, de risco alto porém com resultados rápidos, é o estilo mais
cobiçado no mercado financeiro, porém necessita de um estado psicológico
avançado, mas com a estratégia correta e quem sabe a orientação
adequada, você pode sim ganhar dinheiro com o Scalping sem grandes
dificuldades.
Vou supor que você já conseguiu identificar qual seu estilo operacional,
podemos partir para a fase de criação de seu Trading System.
REGRAS

OS SEGREDOS DA ANÁLISE GRÁFICA


As regras de um Trading System definem o modo como você se comporta
no mercado financeiro, pode parecer besteira, mas ter regras bem definidas,
pode ser um fator decisivo na hora de ganhar ou perder dinheiro. Negociar
sem regras, não é negociar, é uma simples aposta, negociar sem regras e
jogar um dado para saber se deve comprar ou vender é a mesma coisa, não
aposte seu dinheiro, negocie com ele.
As regras irão definir o que você irá fazer nas mais diversas situações. Pontos
de entrada e saída, gerenciamento e gestão de risco devem estar inclusos
nas suas regras. É realmente tentador criar um Trading system sem regras
definidas, afinal de contas tudo de torna mais simples e prático, mas
detalhar seu Trading System fará com que você evite seus ataques
psicológicos contra ele.
Defina suas regras e siga elas, teste o máximo possível antes de fazer
alterações, um Trading System rentável, é um Trading system resistente.

SEJA UM ESPECIALISTA

Escolha os ativos que você se encaixa melhor ou que você gosta mais, e
foque neles, aprenda o máximo possível sobre os pares de moedas que
você escolheu, quanto menor o gráfico que você escolheu, menos pares
você deve usar, o mercado se move rápido demais no Day Trade, você não
dará conta de analisar vários gráficos ao mesmo tempo. Se você optou pelo
Swing Trade, você pode se dar ao luxo de escolher uma quantidade maior
de pares, afinal de contas você terá mais tempo para analisar pois o gráfico
se move lentamente.
Independentemente de seu estilo, estude as características dos pares
escolhidos, se você escolheu o USD/JPY (Dólar x Iene), estude suas
características, como ele se move, seus custos, quais notícias impactam
mais em sua volatilidade, quais horários são melhores para negociar,
quantos Pip’s você poderia buscar como alvo usando seu Trading system,
quantos Pip’s de perda você pode aceitar, enfim, estude o ativo, entenda
seu comportamento, se torne um especialista no par que você escolheu.
TIMEFRAME (TEMPO GRÁFICO)

OS SEGREDOS DA ANÁLISE GRÁFICA


A escolha do Timeframe vai depender inicialmente de seu estilo
operacional, se você optou pelo Swing Trade, seus gráficos provavelmente
serão a partir do tempo gráfico de 4 horas (H4), podendo chegar até o
gráfico mensal, quanto maior o tempo gráfico, mais paciência você deverá
ter, e menos operações você realizará.
Se você optou pelo Day Trade, você irá utilizar gráficos menores, podendo
chegar ao de 1 minuto (M1).
Em outros mercados como as bolsas de valores, a opção Day Trade não
existe para pessoas que cumprem jornadas de trabalho em horários
comerciais, mas no Forex, isso é possível, pois ele funciona 24h. Escolha o
tempo gráfico que faça com que você se sinta confortável, quanto menor o
tempo gráfico, mais risco, isso não impede que você use gráficos menores,
desde que você se sinta confortável ao negociar.
Escolha com cuidado os tempos gráficos que irá usar, harmonize sua
estratégia com o tempo gráfico que você julgar adequado.

REGRAS DE RISCO

As regras de risco irão definir seus ganhos, perdas, número de operações,


tamanho de lote e seu apetite pelo risco, como você se sente ao abrir uma
negociação com lotes grandes? Fica tranquilo, ou não para de pensar no
prejuízo que você pode ter se a negociação der errado? Esses aspectos
devem ser levados em conta na hora de estabelecer as regras de risco de
seu Tading system.

Perda máxima- Sua aceitação ao risco irá definir o tamanho de seus lotes e
o quanto de perda você aceita ter no período estabelecido. A perda máxima
é o valor que você está disposto a perder durante certo período de tempo.
Se você negocia com gráficos maiores, você pode estabelecer uma perda
máxima mensal, por exemplo, você aceita perder 10% do seu capital no
período de 30 dias, se dentro desse período você atingir os 10% de perda,
você para de operar e retorna somente no mês seguinte.
Se você optou por negociar gráficos menores, sua perda máxima pode ser

OS SEGREDOS DA ANÁLISE GRÁFICA


definida por dia ou semana. Vamos supor que você aceite perder um
montante de 5% por semana, então seu limite de perda diário ficará em 1%.
Definir a perda máxima definirá também o número de operações que você
poderá fazer, por exemplo se você estipulou um limite de 1% de perda ao
dia, você pode dividir esse limite em 4 operações que arriscam 0.25% do seu
capital cada uma.
Como você irá lidar com uma perda é outro fator de extrema importância, ao
atingir sua perda máxima do dia ou da semana, você tomará qual decisão?
Ficará longe dos gráficos? fechará a plataforma de negociações e sairá para
dar uma caminhada?
Você pode usar a estratégia que mais faça sentido para você, sair de casa,
assistir um filme, ir praticar algum esporte, não importa sua decisão, desde
que você não tente se vingar do mercado, pois normalmente isso termina de
forma desagradável.

Meta de lucros- Uma das melhores formas de estabelecer metas de lucros,


é ter uma meta mensal e dividir ela pelos dias que irá operar. Se você julgar
de uma meta de 10% ao mês é adequada para seu perfil, e você escolheu
Day Trade, sua meta diária ficará em 0.5%, afinal em um mês padrão você irá
operar cerca de 20 dias. Essa meta diária pode ser dividida da mesma forma
que a perda máxima, em quantas operações você julgar necessário realizar,
se você achar que 2 operações por dia serão suficientes, sua meta por trade
ficará em 0.25%.
Sua atitude ao atingir sua meta de ganhos também deve ser analisada,
algumas pessoas continuam operando após bater suas metas, o que pode
potencializar seus ganhos, mas também pode fazer com que percam o que
já ganharam. A “regra” tradicional, diz que após atingir sua meta de ganhos,
você deve parar de negociar naquele dia, afinal sua meta foi alcançada, seu
objetivo foi cumprido.
A criação de seu Trading System envolve vários aspectos como você
percebeu, não pule as etapas, não existe milagre no mercado financeiro, não
se auto sabote, o único prejudicado é você mesmo.
A seguir irei listar algumas perguntas que você deve usar como guia para
saber se está no caminho certo, se conseguir responder todas essas
questões de forma positiva, clara e objetiva, você criou um Trading System
de verdade
- Qual o horário que você escolheu para negociar?

OS SEGREDOS DA ANÁLISE GRÁFICA


- O par ou pares escolhidos, são adequados para o horário escolhido?

- Quais tempos gráficos você irá utilizar?

- Você é ou está se tornando um especialista nos pares escolhidos?

- Sua estratégia está definida?

- Como você sairá de um trade perdedor?

- Como você sairá de um trade vencedor?

- Qual sua meta de ganhos?

- Qual seu limite de perdas?

- Como você lida com as perdas?

- Qual sua atitude após atingir o limite de perda?

- Qual sua atitude ao atingir a meta de lucros?

- Você está psicologicamente apto a negociar?


“Se não escalar as montanhas, nunca poderá desfrutar das paisagens”

OS SEGREDOS DA ANÁLISE GRÁFICA


Pablo Neruda

Você já saiu de sua zona de conforto? Se a resposta for “não”, você deve
rever seus objetivos...
É difícil abandonar nossa zona de conforto e se aventurar no
desconhecido, o que não é comum em nossas vidas, em nossas rotinas,
nos causa medo, medo de errar, medo de perder, medo do
arrependimento, medo da frustração, e isso é normal do ser humano,
porém, você não pode deixar que o medo da queda, se torne maior que
o desejo de voar. Tente lembrar de apenas uma pessoa, pode ser atleta,
empresário, investidor, autônomo, não importa, lembre-se de apenas
uma que alcançou o sucesso, sem sair de sua zona de conforto, sem
arriscar. Eu não consigo citar sequer um nome, e acredito que você
também não, pessoas de sucesso encaram os desafios, enfrentam o
desconhecido, elas saem de suas cavernas e batem de frente com o
mundo que existe lá fora, pessoas de sucesso não esperam as
condições perfeitas para tomar uma iniciativa, se você depender disso,
jamais fará algo que terá orgulho no futuro, crie as suas condições, trace
o seu próprio caminho, defina seus objetivos e crie planos para alcançá-
los. Pense positivo, seja positivo, haja positivo, dê o seu melhor para que
no futuro, no final de sua caminhada, você possa olhar para trás e falar
sobre suas memórias, e não sobre seus sonhos, afinal de contas, a vida é
uma só, mas se você viver da forma certa, essa uma vida é o bastante.
UM POUCO MAIS SOBRE O AUTOR

OS SEGREDOS DA ANÁLISE GRÁFICA


Bruno Silva é Trader do mercado de Forex desde 2012, entrou nesse
mundo com o objetivo de ter uma renda extra após o nascimento de seu
filho. É especialista em análise gráfica, seu canal no youtube coleciona
elogios devido a simplicidade com a qual transmite seu conhecimento.
Apaixonado pelo mercado financeiro, acredita que esse possui um poder
de transformar a vida das pessoas sem igual.

INSCREVA-SE NO MEU CANAL DO YOU TUBE


https://www.youtube.com/brunosilvadasilva

CURTA E ME SIGA NO FACEBOOK


https://goo.gl/JiKtP8

MEU SITE
https://www.brunosilvafx.com

MEU INSTAGRAM
@fx.brunosilva