Você está na página 1de 6

SIMULADOR LEI DO BEM

Versão 6.0
Data: 27.02.19

Dados do Projeto

Grupo de Contas Descrição Valor (mil R$) Detalhes

ATENÇÃO USUÁRIO:
Despesas Operacionais com Projeto Exemplos: despesas com Recursos Humanos, viagens, material de
PARA UTILIZAR O
R$100,000.00 [1]
de Inovação Tecnológica Consumo, Pgtos a MPE's, ICT´s, Inventor Independente etc. SIMULADOR, FAÇA UMA
CÓPIA DESTE ARQUIVO.
Total Despesas Operacionais R$100,000.00 CLIQUE NO MENU EM
ARQUIVO > FAZER CÓPIA.
Remessas ao Exterior Registro ou Manutenção de Patentes no Exterior R$20,000.00 [2]

Tecnologia adquirirda no Exterior (royalties) RETIRADO R$0.00

Total Despesas Operacionais R$20,000.00

Período de
Depreciação e
Amortização (anos)
[3]

Depreciação Acelerada Integral e Vlr. Equipamentos destinados à P&D (novos) R$5,000.00 5

Vlr. Intangíveis (licenças etc) destinados à P&D R$5,000.00 5


Amortização Acelerada
Investimentos Gerais em Projeto - Art. 20 R$15,000.00 5

Total Despesas Operacionais R$25,000.00

Informações gerais Faturamento no período (ano base) R$70,000.00

Lucro no período (ano base) R$5,000.00 [4]

Prazo de execução do projeto R$1.00 [5] (Anos)

Taxa de Desconto ao ano 12% [6]

Total dos Gastos R$125,000.00


#REF!
#REF!
#REF!
Informações Gerais

Benefício Descrição Vlr/% Detalhes

IPI Alíquota 15.0%

IRRF Alíquota s/ remessas para registro/manut de Patente 25.0% RETIRADO O CÁLCULO DE REMESSA - PGTO TECNOLOGIA

Contratação Contratação de Pesquisadores 60.0% sem acréscimo


Pesquisadores (preencher SIM / NÃO) NÃO 10.0% até 5%
SIM 20.0% acima 5%

Patente Concedida
ou Cultivar O projeto resultou patente concedida? SIM 20.0% [7] (SIM / NÃO)
Registrado
Tributação IRPJ 15.0%
ADICIONAL DE IRPJ 10.0%
CSLL 9.0%
Carga Triburária Estimada 34.0%
Limite para Adicional de IRPJ 240,000.00 (R$)
CIDE 10.0%
#REF!
#REF!
#REF!
SEM LEI COM LEI
Itens Descrição
(vlr. R$) (vlr. R$)

Lucro Operacional (exceto desp. Oper. do projeto) #REF! #REF!

Despesas Operacionais gastos efetivos (exceto depr. e amort.) #REF! #REF!


despesas adicionais (60%) --- #REF!
despesas adicionais (70%) --- 0.00
despesas adicionais (80%) --- #REF!

patente concedida --- #REF!

Total das Exclusão com Inovação Tecnológica #REF! #REF!

Lucro Antes do IRPJ/CSLL #REF! #REF!

Impostos IRPJ #REF! #REF!


ADICIONAL DE IRPJ #REF! #REF!
CSLL #REF! #REF!

Total Impostos #REF! #REF!


% Desp. Operacionais
GANHO TRIBUTÁRIO IRPJ E CSSL #REF! #REF!

IRRF Redução de IRRF s/ Tecnologia (Royalties) #REF! 0.00 RETIRADO TRASF TECNOLOGIA

Total IRRF #REF! 0.00


% Remessas ao Exterior
GANHO TRIBUTÁRIO IRRF #REF! #REF!

IPI Cálculo do Imposto #REF! #REF!


% Compra Eqtos
GANHO TRIBUTÁRIO IPI #REF! #REF!

TOTAL GANHO TRIBUTÁRIO #REF!

GANHO FINANCEIRO
Depreciação Integral Eqptos Novos --- #REF!
Depreciação Art. 20 --- #REF!
Amortização - Intangíveis --- #REF!

TOTAL GANHO FINANCEIRO #REF!

GANHO TOTAL #REF!


#REF!
#REF!
#REF!
CÁLCULO DO GANHO FINANCEIRO

DEPRECIAÇÃO ACELERADA INTEGRAL #REF! ANOS

Depreciação Normal Depreciação Acelerada Integral Tx Desc. a.a.


Redução Redução Redução Redução #REF!
Depreciar Depreciar
IR/CSLL Adicional IR Total IR/CSLL Adicional IR Total Ganho
#REF! #REF! #REF! #REF! #REF! #REF! #REF! #REF! #REF!
#REF!
#REF!
#REF!
#REF!
#REF!
#REF!
#REF!
#REF!
#REF!
Check #REF!
#REF! #REF! #REF! #REF! #REF! #REF! #REF! #REF! #REF! VPL = Vlr. Pres. Liq.

DEPRECIAÇÃO INV. GERAIS - ART 20. #REF! ANOS

Depreciação Normal Depreciação Acelerada Tx Desc. a.a.


Redução Redução Redução Redução #REF!
Depreciar Depreciar
IR Adicional IR Total IR Adicional IR Total Ganho
#REF! #REF! #REF! #REF! #REF! #REF! #REF! #REF! #REF!
#REF! #REF! #REF! #REF! #REF! #REF! #REF! #REF! #REF!
#REF! #REF! #REF! #REF! #REF! #REF! #REF! #REF! #REF!
#REF! #REF! #REF! #REF! #REF! #REF! #REF! #REF! #REF!
#REF! #REF! #REF! #REF! #REF! #REF! #REF! #REF! #REF!
#REF! #REF! #REF! #REF! #REF! #REF! #REF! #REF! #REF!
#REF! #REF! #REF! #REF! #REF! #REF! #REF! #REF! #REF!
#REF! #REF! #REF! #REF! #REF! #REF! #REF! #REF! #REF!
#REF! #REF! #REF! #REF! #REF! #REF! #REF! #REF! #REF!
#REF! #REF! #REF! #REF! #REF! #REF! #REF! #REF! #REF!
Check #REF!
#REF! #REF! #REF! #REF! #REF! #REF! #REF! #REF! #REF! VPL = Vlr. Pres. Liq.

AMORTIZAÇÃO ACELERADA #REF! ANOS

Amortização Normal Amortização Acelerada Tx Desc. a.a.


Redução Redução Redução Redução #REF!
Amortizar Amortizar
IR Adicional IR Total IR Adicional IR Total Ganho
#REF! #REF! #REF! #REF! #REF! #REF! #REF! #REF! #REF!
#REF!
#REF!
#REF!
#REF!
#REF!
#REF!
#REF!
#REF!
#REF!

#REF! #REF! #REF! #REF! #REF! #REF! #REF! #REF! #REF! VPL = Vlr. Pres. Liq.
Check #REF!
OBSERVAÇÕES REFERENTES AO CÁLCULO

# ASSSUNTO DESCRIÇÃO
- somentes as planilhas de "Dados Projetos" e "Dados Gerais" possuem campos onde o usuário deve
preencher;
1 Dicas de utilização - os campos marcados em amarelo nestas duas planilhas devem ser preenchidos pelo usuário:
- os campos em verde representam fórmulas ou dados transportados entre as planilhas e não devem
ser alterados;

- Sugiro citar no SITE a seguinte observação: "Este simulador refere-se a um modelo teórico e
2 Observação no SITE reproduz uma estimativa de benefício fiscal. O benefício real que a empresa poderá obter com a
utilização desta legislação dependerá de sua condição tributária.
[1] São despesas necessárias à execução das atividades de Inovação, como por exemplo: salários,
encargos sociais e trabalhista, viagens, mateial de consumo, contratações de Institutos de Pesquisa, Micro
e Pequenas empresas. a IN 1187/2011 da Receita Federal define detalhamente as despesas elegíveis.

Importante neste conceito é que estas despesas devem estar necessariamente relacionadas com as
atividades de Inovação e também devem ser pagas à pessoas físicas e jurídicas residentes e domiciliadas
no País.

Vale salientar que todos os dispêndios com Inovação Tecnológica deverão obrigatoriamente ser
controlados contabilmente em contas específicas.

[2] Este número refere-se ao valor dos pagamentos efetuados ao exterior á titulo de serviços
especializados, assistência técnica, royalties previstos em contratos de transferência de tecnologia
averbados no INPI.

O benefício sobre estes valores é o crédito de IRRF cobrado na remessa dos valores, conforme Lei 11.196
/05, Art. 17, Inciso VI.

[3] O período de depreciação deve ser aquele definido pela Legislação Contábil Brasileira e depende do
tipo do bem, equipamento

[4] Somente empresas com apuração do Lucro Real poderão utilizar a totalidade dos Incentivos Fiscais
definidos na Lei do Bem. As empresas que apuram o Lucro Presumido poderão utilizar apenas de uma
parte menor dos incentivos como por exemplo: crédito de IRRF nas remessas ao exterior, redução da
alíquota de IPI para aquisição de equipamentos destinados à P,D&I.

O benefíco fiscal fica limitado ao valor do lucro real e da base de cálculo da CSLL antes da própria
exclusão, vedado o aproveitamento de eventual excesso em período de apuração posterior

[5] Esta informação é utilizada somente para calcular o benefíco financeiro obtido pela depreciação e/ou
amortização do saldo não depreciado ou amortizado conforme Art. 20 da Lei 11.196/05.

[6] A Taxa de Desconto é utilizada para calcular o VPL = Valor Presente Líquido e com isso o benefício
financeiro obtido pela antecipação da depreciação acelerada integral, da amotização acelarada e do saldo
não depreciado ou amortizado citado no Art. 20 da Lei 11.196/05.

[7] Vale salientar que este benefício fiscal somente pode ser usufruído quando da Patente Concedida ou
Cultivar Registrado e não no seu registro. Para isso a empresa deve obrigatoriamente registrar os
dispêndios e pagamentos na Parte B do LALUR e excluí-los no período de apuração da concessão da
patente ou do registro do cultivar.