Você está na página 1de 5

Aprendendo – Teoria Contabilidade de Custos Decifrada

1 Rateio de custos – Departamentalização Simples ................................................................ 1


1.1 Introdução ........................................................................................................................ 1
1.2 Conceito administrativo de departamentalização e sua utilização pela Contabilidade de
Custos ........................................................................................................................................ 1
1.3 Comparação do rateio de custos, com e sem departamentalização ............................... 2
1.3.1 Rateio dos Custos Indiretos de Fabricação sem departamentalização ................... 3
1.3.2 Rateio dos Custos Indiretos de Fabricação – com departamentalização................ 3
1.3.3 Comentários ............................................................................................................ 4

1 Rateio de custos – Departamentalização Simples


1.1 Introdução
Foi possível perceber, a partir da regra geral de rateio apresentada, que os critérios de rateio,
apesar de buscarem alguma lógica em sua escolha, são – no fundo – formas arbitrárias de
alocação de custos, que podem vir a gerar, no caso concreto, distorções na apuração do custo
de cada produto fabricado em determinado estabelecimento. Assim, a ciência contábil
procurou novos modelos, que reduzissem estas subjetividades e as distorções. Entre eles,
encontra-se o da departamentalização, apresentado a seguir.

1.2 Conceito administrativo de departamentalização e sua utilização


pela Contabilidade de Custos
Do ponto de vista administrativo, departamentalizar é a atividade de combinar tarefas em
grupos. Para a contabilidade de custos, a departamentalização consiste numa forma mais
elaborada de atribuição de custos, através de rateio, em que: (1) se divide a empresa em
unidades administrativas (departamentos), (2) atribuem-se todos os custos incorridos aos
departamentos (diretamente ou através de algum rateio) e (3) dos departamentos, os custos
são atribuídos aos produtos (através de rateio). Repare que, considerando a
departamentalização, o custo de um determinado produto é equivalente ao somatório dos
custos atribuídos a esse produto em cada um dos departamentos.
Em termos práticos, quando se adota o critério de departamentalização, na verdade se está
considerando que: (a) cada departamento seja uma empresa em separado consumindo valores
para elaboração do produto e (b) o custo atribuído ao produto deve ser o somatório dos
valores consumidos por cada departamento cuja atividade foi necessária a sua elaboração.
Obs. Centro de custos é uma unidade mínima de acumulação de custos, embora não seja
necessariamanete uma unidade administrativa. Na prática é raro não haver correspondência
biunívoca entre departamento e centro de custos. Portanto, para os fins deste estudo, os
departamentos e os centros de custo serão tratados como sinônimos.
Vistos os conceitos, a figura abaixo ilustra o procedimento de rateio de custos indiretos de
fabricação, considerando departamentalização.

Luiz Eduardo Santos Página 1 de 5


Aprendendo – Teoria Contabilidade de Custos Decifrada

CIF

Dep. 1 Dep. 2 Dep. 3

P.a P.b P.c P.a P.b P.c P.a P.b P.c

Custo P.a = somatório

O objetivo básico da departamentalização dos custos é melhorar o controle, aumentando a


precisão dos custos dos produtos.
A determinação mais precisa do custo dos produtos ocorre porque a departamentalização
diminui a arbitrariedade dos critérios de rateio, por dois motivos:
(a) alguns custos, embora sejam indiretos em relação aos produtos, são diretos em relação aos
departamentos;
(b) nem todos os produtos passam por todos os departamentos e o fazem em proporções
diferentes, recebendo o critério de rateio (MOD, por exemplo) de maneira diferenciada em
cada departamento.

1.3 Comparação do rateio de custos, com e sem departamentalização


A seguir vamos mostrar a diferença de atribuição de custos aos produtos X e Y com e sem
departamentalização.
Seja a Empresa: EMPRESA S/A, com as seguintes características:
- a empresa está estruturada em 3 departamentos (A, B e C).
- a empresa fabrica 2 produtos (X e Y).
A seguir, encontram-se os Custos Indiretos de Fabricação (CIF) a serem rateados:
MOI 300.000,00
Manutenção 180.000,00
Energia Elétrica 120.000,00
Outros 150.000,00
total 750.000,00
O critério de rateio – para alocação de custos – sem departamentalização, é a MOD (alocada
diretamente a cada produto)
Produto MOD
X 150,00
Y 350,00
total 500,00
O critério de rateio – para alocação de custos com departamentalização, também é a MOD,
porém alocada diferentemente em cada departamento, conforme tabela abaixo:

Luiz Eduardo Santos Página 2 de 5


Aprendendo – Teoria Contabilidade de Custos Decifrada

gastos relativos a MOD - por produto/departamento


produto/departamento A B C SOMA
X 100,00 50,00 - 150,00
Y 100,00 25,00 225,00 350,00
SOMA 200,00 75,00 225,00 500,00
Repare que, para o rateio com a utilização da departamentalização, é necessário que sejam
apresentados critérios de rateio (no caso, MOD) DE CADA DEPARTAMENTO.

1.3.1 Rateio dos Custos Indiretos de Fabricação sem departamentalização


Inicialmente, verifica-se que a quantidade de departamentos da empresa é um dado não
utilizado na resolução do problema (pelo fato de não se utilizar a departamentalização). O
rateio do CIF será feito conforme abaixo.
- CIF a ser rateado – R$ 750.000,00.
- Critério – MOD
Produto MOD
X 150,00
Y 350,00
total 500,00
- Rateio
Item a ser rateado Critério
Produto CIF MOD Rateio memória de cálculo do rateio
X ? 150,00 225.000,00 Total CIF / Total MOD * MOD do produto
Y ? 350,00 525.000,00 Total CIF / Total MOD * MOD do produto
total 750.000,00 500,00 750.000,00

Críticas atribuíveis a este rateio:


(a) a distribuição dos CIF pode não ser homogênea entre os departamentos;
(b) os departamentos apresentam mais trabalho (MOD) de um produto em relação ao outro;
(c) em um dos departamentos poderia ser encontrado Custo Indireto (MOI, por exemplo)
dedicado a um só dos produtos – o que dispensaria, parcialmente, seu rateio.

1.3.2 Rateio dos Custos Indiretos de Fabricação – com departamentalização


Este rateio parte de premissa de que cada departamento fosse uma unidade independente
com CIF mensurável. O rateio, portanto, é feito por cada departamento, independentemente.
Desta forma, cada produto receberá três parcelas de CIF (cada uma relativa a um
departamento).
Portanto, o procedimento é o de fazer um rateio por cada departamento, alocando a cada
produto o respectivo custo indireto. Em seguida, para cada produto, devem ser somados os
custos indiretos, a ele atribuídos, em cada departamento. Assim, verifica-se que o problema
deve ser dividido em três (conforme o número de departamentos).
DEPARTAMENTO A
- CIF para rateio – R$ 135.000,00
- Critério – MOD

Luiz Eduardo Santos Página 3 de 5


Aprendendo – Teoria Contabilidade de Custos Decifrada

produto/departamento A
X 100,00
Y 100,00
SOMA 200,00
- Rateio
Item a ser rateado Critério
Produto CIF MOD Rateio memória de cálculo do rateio
X ? 100,00 67.500,00 Total CIF / Total MOD * MOD do produto
Y ? 100,00 67.500,00 Total CIF / Total MOD * MOD do produto
total 135.000,00 200,00 135.000,00

DEPARTAMENTO B
- CIF para rateio – R$ 180.000,00
- Critério – MOD
produto/departamento B
X 50,00
Y 25,00
SOMA 75,00
- Rateio
Item a s er rateado Critério
Produto CIF MOD Rateio memória de cálculo do rateio
X ? 50,00 120.000,00 Total CIF / Total MOD * MOD do produto
Y ? 25,00 60.000,00 Total CIF / Total MOD * MOD do produto
total 180.000,00 75,00 180.000,00
DEPARTAMENTO C
- CIF para rateio – R$ 435.000,00
- Critério – MOD
produto/departamento B
X -
Y 225,00
SOMA 225,00
- Rateio
Item a ser rateado Critério
Produto CIF MOD Rateio memória de cálculo do rateio
X ? - - Total CIF / Total MOD * MOD do produto
Y ? 225,00 435.000,00 Total CIF / Total MOD * MOD do produto
total 435.000,00 225,00 435.000,00
SOMATÓRIO DOS CUSTOS INDIRETOS DE CADA DEPARTAMENTO
CIF - rateado por departamento (critério MOD)
produto/departamento A B C SOMA
X 67.500,00 120.000,00 - 187.500,00
Y 67.500,00 60.000,00 435.000,00 562.500,00
SOMA 135.000,00 180.000,00 435.000,00 750.000,00

1.3.3 Comentários
Fazendo-se a comparação entre os rateios sem departamentalização e com
departamentalização, tem-se:

Luiz Eduardo Santos Página 4 de 5


Aprendendo – Teoria Contabilidade de Custos Decifrada

CIF - rateado por departamento (critério MOD) CIF - rateado sem depart
prod/depart A B C SOMA Critério MOD Diferença
X 67.500,00 120.000,00 - 187.500,00 225.000,00 16,67%
Y 67.500,00 60.000,00 435.000,00 562.500,00 525.000,00 -7,14%
SOMA 135.000,00 180.000,00 435.000,00 750.000,00 750.000,00 0,00%

A diferença encontrada é devida ao fato dos Custos Indiretos de Fabricação não serem
homogêneos nos três departamentos. Assim, o rateio feito sem consideração dos
departamentos foi um critério arbitrário que gerou uma diferença, conforme apresentado
acima.

Luiz Eduardo Santos Página 5 de 5