Você está na página 1de 15

Fotografia Com Celular

http://caradafoto.com.br/celulares-2-passos-para-fotografias-melhores/

[Fotografia Com Celular] Um Guia Completo Para ESBUGALHAR Os Olhos Do Seus Amigos

RICARDO POLESSO 21 DE SETEMBRO DE 2016 29 COMENTÁRIOSTUTORIAIS

Fala aí, tudo certinho com você? Aqui é o Ricardo

Hoje tenho bastante coisa bacana para te passar sobre fotografia de celular, mas antes de
cairmos de cabeça nas 2 DICAS especiais que separei para você aqui, dá só uma olhada nessas
fotos abaixo:
Acredite ou não, todas elas foram feitas com o meu celular. É quase impossível de acreditar
que poucos anos atrás isso jamais parecia ser possível.

A tecnologia tem evoluído num ritmo incrível, não é?! Coisa de louco, hehe….
Mas seguinte, dito isso, veja agora o comparativo do antes e depois das mesmas fotos após o
uso das 2 dicas que vou te ensinar hoje:
E aí, motivado(a)? Acho que as fotos falam por si mesmas.

Espero que tenha percebido como o potencial aqui hoje é gigante e que continue comigo para
aprender como VOCÊ pode fazer isso também nas suas próprias fotos.

1. POR QUÊ O CELULAR?

Carregar um trequinho de poucas gramas de peso e menos de um palmo de comprimento é


bem mais interessante do que fazer o mesmo com a sua câmera, que pode ser
um trambolho pesando alguns quilos e todo quadradão. Certo?

★ Certo! Mas isso não quer dizer que você precise trocar um pelo outro, afinal são aparelhos
totalmente diferentes. O que você pode fazer é usar um junto com o outro.

A verdade é que nós já carregamos nossos celulares diariamente para todo lado, então não
tem muito o que falar… seria bobeira não aproveitá-los também na fotografia.

Mas veja abaixo uma dinâmica que eu gosto bastante de aplicar sempre que fico na dúvida
entre fotografar com a câmera ou celular.
2. COMO CONCILIAR?

Um hábito que eu tenho adotado desde as minhas viagens mais recentes, é fotografar tanto
com a minha câmera DSLR quanto com o celular.

Faço isso basicamente seguindo essa simples premissa:

• Se for foto para portfólio ou uso profissional = CÂMERA (DLSR)

• Se for foto “instantânea” ou para uso pessoal = CELULAR

★ Inclusive, muitas vezes eu faço exatamente a mesma foto usando tanto o celular quanto a
câmera.

Dessa forma consigo compartilhar imediatamente na internet pelo celular uma prévia com
amigos e família, e no cartão da câmera tenho um arquivo de maior qualidade para pós-
processar depois com calma e mandar para o portfólio caso queira.

A foto capturada com a câmera eu levo bem mais tempo para publicar, afinal preciso transferir
para o laptop, pós-processar, converter e etc.

3. QUANDO USAR?

A decisão de usar o celular ao invés (ou juntamente) da a câmera para mim hoje em dia é
bastante simples.

Além da premissa que vimos logo acima (foto profissional vs. amadora), eu costumo
considerar os seguintes aspectos:
Naturalmente, isso vai variar de equipamento para equipamento e também da percepção de
cada um. No entanto, acho que para a grande maioria dos casos esse paralelo resume bem!

Então qual seria a moral da história? Cada uma destas duas opções tem suas vantagens e
desvantagens, e quando você as conhece fica bem tranquilo optar pelo celular ou pela câmera.
Ou até mesmo pelos dois!

Como disse lá em cima, eu costumo fotografar simultaneamente com ambos sempre que
possível. Assim não tem erro!

4. DICAS

Bom, retomando o gancho lá do início onde você viu as fotos que tirei com o celular, agora
quero te dar 2 dicas para que já a sua próxima foto seja muuuito melhor (assim como os
exemplos de antes e depois que mostrei lá em cima também).

A primeira dica ao se fotografar com o celular é:

1 – PÓS-PROCESSAR

Pós-processar, editar, corrigir, melhorar, retocar, enfim… vários nomes para exatamente a
mesma coisa. O fato é que você não deveria JAMAIS capturar uma foto e compartilhá-la
antes de fazer o pós-processamento.

Hoje em dia você pode ir muito longe nisso dentro do próprio celular usando aplicativos
gratuitos como:
O Instagram e o iOS entraram nessa lista porque mesmo eles tem ferramentas
embutidas bastante poderosas para processamento de imagens. Inclusive, muitas vezes eu
começo editando uma foto pelo iOS, passo ela para o Snapseed e antes de postar
no Instagram dou uns toques finais lá mesmo.

Obs: a gente não ganha nada ao recomendar esses nomes, fazemos isso só porque você tem
direito de saber o que nós mesmos usamos e aprovamos!

DEMONSTRAÇÃO

Dá uma olhada em alguns dos efeitos que eu mais gosto de fazer nas minhas fotos de celular.

Ah, aqui vou fazer tudo dentro do Snapseed (que particularmente adoro usar), mas sei que
no Aviary também é possível. Já os outros que mencionei te deixam fazer uma parte apenas do
que vou mostrar, mas como a ideia aqui é te dar o caminho das pedras, tenho certeza que
você consegue aplicar no programa que preferir.

PROFUNDIDADE DE CAMPO (Depth of field)

Sabe aquele efeito de borrado que você consegue ao usar uma abertura do diafragma grande,
como f/1.8, f/2.8 e etc? Pois bem, com a ponta do seu dedo você pode facilmente simular o
efeito direto no seu celular.

Clique para ver em tamanho maior


Claro que jamais será a mesma coisa, mas sinceramente o resultado é bem bom e fácil demais
de se fazer para ser descartado.

CENAS (Retrolux)

Eu sou viciado nesses efeitos de cena. É como se fossem os nossos Presets para o Adobe
Lightroom, onde com um clique apenas você consegue na hora um resultado bem diferente e
interessante para as suas fotos.

Clique para ver em tamanho maior

Nessa opção “retrolux” você tem praticamente infinitas combinações que podem ser feitas e
customizadas para o seu gosto. Super recomendo!

AMBIENCE

O ambience dentro do Snapseed é o que gosto de chamar de “normalizador de imagem”. Digo


isso porque só de mexer aqui você consegue corrigir a dinâmica de luz e das cores da cena
toda. Muito prático!

Clique para ver em tamanho maior


REMOÇÃO DE TURISTAS (healing)

Quem aí não ODEIA bater aquela foto massa e só depois descobrir que tinha um bendito
turista lá atrás roubando atenção?! Isso acontece muito, então poder corrigir decentemente
no próprio celular é uma excelente notícia!

Clique para ver em tamanho maior

O resultado também jamais será tão perfeito quanto se tivesse sido feito dentro do
Photoshop, por exemplo, mas convenhamos… é super prático e merece a sua atenção!

COMBINAR EFEITOS

O celular pode também ser um excelente quebra galho para fotos onde você quer fazer um
processamento mais elaborado, substituindo em partes o que você faria ao longo de horas no
computador:

Clique para ver em tamanho maior

Seja passando a foto de aplicativo para aplicativo, ou empilhando as etapas todas dentro do
Snapseed, você pode sim ir bem longe no seu pós-processamento dentro do celular.
Nessa foto que capturei lá em Miami, por exemplo, fiquei uns bons 50 minutos processando
ela dentro do avião (e depois de pousar, postei a versão final na internet).

Dente os vários ajustes que fiz nessa foto, me lembro de ter corrigido o nivelamento do
horizonte, removido os cones e sujeiras ali do primeiro plano, mudado a dinâmica da luz, dado
mais vida no céu, valorizado mais skyline da cidade, e por aí vai…

Legal, legal! Agora que te mostrei alguns dos ajustes e efeitos que normalmente uso nas
minhas fotos de celular, fica o seu dever de casa de tentar replicar nas suas próprias fotos.
Seja no próprio Snapseed, ou não. Combinado?

Boa! Vamos agora para a segunda dica que tenho para te dar sempre que você usar seu
celular para fotografar:

2 – COMPOSIÇÃO

Pois é, estamos quase carecas de tanto reforçar a importância da composição dentro da


fotografia. Inclusive, se você ainda não viu esses tutoriais bem bacanas e completos sobre o
assunto, clique AQUI e depois AQUI!

Clicou ali nos links? Vai lá, vale a pena! São algumas das técnicas e regras mais poderosas de

composição que conhecemos

Então seguinte, não é porque você está fotografando com o celular que você não precise se
preocupar com o enquadramento e ideia principal da sua foto. Veja alguns exemplos:

HORIZONTAL / VERTICAL

Uma coisa quase boba de tão simples, mas acredite, essa decisão é fundamental: fotografar na
horizontal ou na vertical???

O que eu gosto dizer é que cada cena tem alguma coisa que chama mais atenção, e essa coisa
pode ser melhor valorizada na horizontal ou na vertical.

Na dúvida faça das duas formas e compare os resultados.


No caso dessa estátua do George Washington, perceba que quando fotografei na vertical
parece que a cena ficou mais harmônica e marcante.

Na foto vertical eu consegui pegar completamente a cúpula ao redor da estátua e o reflexo no


piso ficou melhor. Já na horizontal eu tenho a impressão de que falta espaço e sobram alguns
elementos que não interessam.

ZOOM (fechar o frame)

É realmente muito fácil chegar no lugar, tirar o celular do bolso e fotografar tudo que aparece,
não é? Porém, isso normalmente não é uma boa ideia. O excesso de detalhes, objetos e
pessoas nas fotos pode prejudicar bastante a sua captura.

É por isso que quando você toma um tempo para enquadrar na foto somente o que interessa,
o resultado fica muito mais agradável. Chamamos isso de “fechar o frame”.

Perceba que nesse primeiro retrato meu, apesar da foto ser bacana, eu acabo ficando muito
no canto e do outro lado apareceu uma área cheia de árvores e pessoas, o que não é tão
interessante assim. Meu objetivo aqui era ter uma foto MINHA e do OBELISCO, o resto não
interessa tanto assim, então com um leve zoom na segunda tentativa a foto ficou melhor!
PROPORÇÕES DOURADAS (golden ratio)

Não poderia falar sobre composição sem mencionar essa tão famosa regrinha das Proporções
Douradas. Mas não vou me aprofundar aqui novamente, porque já fiz isso nesse outro tutorial
(clique para ver).

Posicionar a pessoa ou objeto de interesse bem no meio da foto é uma tendência muito
comum para quem está começando a fotografar.

Não tem nada de errado nisso, diga-se de passagem. Pode ser que a cena que você for
fotografar fique mais impactante dessa forma, ou não. Pode ser que as Proporções Douradas
façam mais jus, enfim… depende.

Nesse caso, posicionei o cantor segundo a regra e a foto ficou bem mais impactante na minha
opinião já que o foco era apenas o cantor.

PANORAMA

Se lá em cima na parte de “fechar o frame” eu disse que o excesso de detalhes pode


prejudicar, aqui eu digo que o oposto também se aplica. Muitas vezes uma cena pode ser
subvalorizada pela falta de detalhes. Em situações onde você quer capturar “o
todo”, panoramas são ótimos.
A primeira foto que fiz não foi capaz de capturar a beleza toda da cidade de Pittsburgh, mas o
panorama sim!

PERSPECTIVA

A verdade é que quando se usa o celular para fotografar, realmente não se tem muito o que
fazer a não ser escolher uma composição interessante e esperar o momento certo, não é?

É sim, mas dito isso, decidi colocar aqui também a importância de se prestar atenção
na perspectiva. Toda cena pode ser fotografada de inúmeros ângulos. Ache um que valorize
melhor o que você quer fotografar!

Nessa tarde lá no Chile eu tinha acabado de sair do carro para ver as pancadas que a água dava
nessas rochas. Achei impressionante a cena e quis fotografar, mas no começo eu estava vendo
tudo mais de longe e de um ângulo meio ruim.

Então andei um pouco mais para frente, desci para perto do nível da água e achei um ângulo
melhor. Para mim as fotos nem parecem que são do mesmo lugar, tamanha diferença!

5. CONCLUSÃO

Fotografar com o celular hoje em dia é tão comum que acabamos fazendo isso sem dar
atenção e até mesmo sem perceber. Porém, COMPOR e PÓS-PROCESSAR é um hábito que
todos deveriam fazer também nesse estilo de fotografia!

Aplicativos como Snapseed, Aviary, Fotor, Instagram, e etc, facilitaram bastante este
processo, à ponto de que qualquer pessoa consiga fazer. Você viu nos vários exemplos acima
como as fotos ficam num outro patamar. Nem se compara!
Vimos também quais são alguns dos critérios que eu uso para escolher se fotografo
usando o celular ou a câmera. Inclusive, vimos também que normalmente opto por fotografar
usando ambos simultaneamente.

Agora seguinte, a gente aqui do Cara Da Foto acredita que a arte da fotografia só começa de
fato quando você adquire e usa uma câmera DSLR. O celular é um ótimo quebra galho e
usamos toda hora, mas não dá para se enganar acreditando que ele é suficiente para
fotografias realmente sensacionais e incríveis.

Pesando nisso, recentemente lançamos o nosso mais novo e completo curso oficial,
o Curso Master de Fotografia e Pós-processamento.

Dentro dele você tem acesso a mais de 100 vídeo aulas (25 horas de vídeo no total), tudo
gravado na Nova Zelândia, cobrindo em detalhes:

Todas as regras de composição que os melhores fotógrafos do mundo usam, na prática;

Técnicas básicas e avançadas de pós-processamento dentro do Lightroom e Photoshop;

“Caixa de ferramentas” do Cara Da Foto, com dicas para foto de pessoas e paisagens;

Dicas para dominar fotografia urbana, noturna, preto & branco, debaixo de chuva e sol;

Mini-curso de Photosop e outro do Lightroom;

Acesso ao exclusivo Clube do Cara Da Foto;

Guia de planejamento de viagens;

Bastidores e backstage do curso;

Certificado;

Enfim, é melhor você mesmo(a) ver e tirar suas próprias conclusões.

Estamos muito orgulhosos do resultado e também felizes demais com o feedback que temos
recebido já de centenas de alunos. Nós realmente nos desafiamos para criar o curso de
fotografia mais prático e completo disponível em língua portuguesa e ficamos gratos em saber
que atingimos este objetivo.

Pois bem, seja você iniciante ou avançado, acreditamos que esta é a tacada certeira! Turbine
seu aprendizado com a gente. Será uma grande honra ter você como parte da nossa família de

alunos

Se tiver interesse e achar que está pronto(a), é só clicar


aqui: http://caradafoto.com.br/master

Será um prazer ajudar você a começar AINDA HOJE a tirar as melhores fotos da sua vida!

Um grande abraço,

Ricardo