Você está na página 1de 17

Como declarar seus

INVESTIMENTOS
no IMPOSTO DE RENDA
SUMÁRIO
03 INTRODUÇÃO

04 QUEM É OBRIGADO A DECLARAR IMPOSTO DE RENDA?

06 NOVIDADES NO IR 2019

08 COMO PREENCHER A DECLARAÇÃO?

09 AÇÕES

11 FUNDOS DE INVESTIMENTO

13 FUNDOS DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO

14 TÍTULOS PÚBLICOS E TÍTULOS PRIVADOS

16 CONSIDERAÇÕES

2
INTRODUÇÃO
Já foi dada a largada para uma das épocas que mais geram dúvidas e
preocupações entre os brasileiros:

A entrega da declaração de Impostos de Renda.

Para você não se atrasar e não ficar em dívida com o Leão, a Eleven
preparou este material completo com um guia com tudo o que você
precisa saber para declarar os seus investimentos no imposto de renda.

3
Quem é obrigado a declarar Imposto de Renda?
Veja na tabela os casos em que a declaração de imposto de renda é obrigatória.

SITUAÇÃO CONDIÇÃO

Rendimentos tributáveis
Para quem recebeu rendimentos tributáveis superiores a 28.559,70 reais
(como salários e aluguéis)

Rendimentos isentos Para quem recebeu rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte
(como indenizações trabalhistas) superiores a R$ 40.000,00

Para quem até 31 de dezembro de 2018 tinha a posse ou a propriedade de bens ou direitos de
Bens e direitos
valor total maior que R$ 300.000,00.

Venda de imóvel com isenção de Para quem optou pela isenção de IR sobre o ganho de capital recebido na venda de imóveis resi-
imposto sobre ganho de capital dências, a transação deve ser declarada

Bolsa de Valores Para quem realizou operações na Bolsa de Valores, de mercado de capitais ou similares

Atividade Rural Para quem teve receita bruta superior a R$ 142.798,50 com atividade rural.

Para quem teve lucro na venda de bens ou direitos sujeitos à incidência de imposto de renda, como
Ganhos de capital (lucro)
imóveis vendidos com ganho de capital.

4
Cuidado com
o Leão
É claro que você já sabe, mas não custo repetir: sonegar é crime. Nem só de más notícias vive o contribuinte
Assim, se você é obrigado a declarar, fique atento para não cair na
malha fina. Segundo a Receita Federal, cerca de 628 mil declarações Uma boa notícia para quem declara IR é que a maioria dos brasileiros
de IR de 2018 foram retidas por erros ou informações inconsistentes.” que trabalha com carteira assinada recebe de volta uma parte dos
valores já pagos (restituição). Outro ponto: quanto mais depressa
Se você estiver dentro do perfil de quem é obrigado a declarar e não o você fizer sua declaração, mais cedo você receberá sua restituição.
fizer, terá o seu CPF irregular, e não poderá:
Simplificado ou completo?
• Fazer empréstimos;

• Tirar passaporte; A decisão mais importante para receber dinheiro de volta do imposto
de renda é na hora de escolher entre o modelo simplificado ou
• Vender ou alugar um imóvel; completo.

• Fazer movimentações bancárias; Como decidir?


• Obter certidão negativa;
Modelo simplificado: é a melhor opção para quem não tem muitas
• Realizar operações de câmbio... despesas para deduzir. Neste caso, há um desconto padrão de 20%
sobre a base de cálculo do imposto, limitado a R$ 16.754,34.
Não se atrase! Isso porque a taxa de atraso é de 1% ao mês até o
limite de 20% do valor do imposto. Caso o correspondente a 1% do Modelo completo: é a alternativa para quem tem muitos gastos,
imposto a ser pago seja menor que R$ 165,74, o custo que prevalecerá como planos de saúde, educação e dependentes. É ideal quando as
será o mais alto. A multa começa a contar a partir do primeiro dia deduções excedem o limite de R$ 16.754,34.
após o prazo de entrega.

5
Novidades
IR 2019
Tanto para quem começa a declarar o imposto de renda este ano,
quanto para quem segue com suas declarações anuais, 2019 tem
novidades:

• O prazo de entrega da declaração do imposto de renda é mais curto


neste ano: vai de 7 de março até 30 de abril, às 23h59, horário de
Brasília;

• É obrigatório informar o CPF para dependentes e alimentandos


residentes no país;

• Se houver erro, o contribuinte será avisado 24h após a entrega do


imposto de renda. Assim, é possível corrigir a declaração.

Pronto! Agora que você já sabe se deve declarar, conhece as novidades


do imposto de renda para este ano, podemos abordar o assunto
principal deste e-book, que é saber quais investimentos precisam ser
declarados e suas taxas.

6
Como começar?
Em primeiro lugar, é preciso estar ciente que a maioria das
aplicações financeiras estão sujeitas à tributação (IR e IOF-
Imposto sobre Operações Financeiras). Assim, estas duas
taxas são cobradas sobre os rendimentos. No entanto, há
aplicações que oferecem isenção do IR. Mesmo assim,
todos os investimentos precisam ser declarados,
tanto em relação aos rendimentos auferidos
(ganhos), como em relação ao valor investido
(saldo).

Calma, não precisa se preocupar, pois, no geral,


este procedimento é simples!

Para tanto, é só acessar o site da Receita


Federal e baixar o programa de preenchimento
da declaração do Imposto de Renda de acordo
com o seu sistema operacional.

Responsabilidade, técnica e foco


em crescer seu patrimônio
CONHEÇA A ELEVEN

7
Como 2.Informes de Rendimentos

Os informes de rendimentos são enviados pela instituição financeira

preencher a
(banco ou corretora) para você. É preciso tê-los em mãos para fazer
os lançamentos corretamente.

declaração?
Todo investimento financeiro deve ser descrito na seção Bens e Direitos.

1.Bens e Direitos

Quem não tem investimentos anteriores ao ano que está sendo


declarado no IR, deve preencher desta forma:

Situação em 31/12/2017 Situação em 31/12/2018


R$ 0,00 R$ 100.000,00
Enfim chegou a hora de saber quais investimentos são isentos (ou
não) de imposto de renda e descobrir as taxas cobradas.
O mesmo deve acontecer em casos opostos:
Situação em 31/12/2017 Situação em 31/12/2018 Tudo isso, e muito mais, você conhecerá agora com este e-book
inédito da Eleven para saber como declarar seus investimentos no
R$ 100.000,00 R$ 0,00 Imposto de Renda!

8
Ações Responsabilidade, técnica e foco
em crescer seu patrimônio
CONHEÇA NOSSOS PRODUTOS

Para você que investiu na Bolsa de Valores no ano passado, é preciso Depois deve preencher também, obrigatoriamente:
lançar as seguintes informações na seção Bens e Diretos:
• Tipo de beneficiário (escolher entre titular e dependente);
• Código (31);
• Valor.
• Nome da empresa que emitiu o papel;
Acima deste valor, sempre que houver lucro, é preciso pagar o Darf
• CNPJ; (o documento de arrecadação de receitas federais).

• Quantidade; A regra geral é assim:

• Valor; • Abaixo do limite de R$ 20 mil de vendas de ações: isenção de IR.

• Data de Compra; • Com operações com volume de vendas acima de R$ 20 mil: alíquota
de 15% sobre o lucro (descontadas as taxas pagas à corretora e
• Discriminação: nesta parte você deve colocar todas as informações à Bolsa). Além do imposto pago pelo contribuinte, as corretores
que tiver sobre a negociação, inclusive a instituição financeira que retêm na fonte 0,005% do valor de venda das ações para o Dirf
a realizou. (declaração do imposto sobre a renda retido na fonte).

Na ficha Rendimentos Isentos e Não Tributáveis, você deve selecionar • Com operações de day trade (compra e venda de ações no mesmo
o código 20 - Ganhos líquidos em operações no mercado à vista das dia): alíquota de 20% sobre o lucro (descontando os custos e o que
ações negociadas em bolsas de valores nas alienações realizadas até já foi retido na fonte). Neste caso, as corretoras retêm 1% do lucro
R$ 20.000,00 em cada mês, para o conjunto de ações. das operações e repassam à receita.

9
Para as duas situações, você deve seguir os passos abaixo: Logo, deve preencher também:

• Clique na opção Operações Comuns / Day Trade em Renda Variável; • Tipo de Beneficiário (escolher entre titular e dependente);

• Insira o mês e depois coloque o lançamento do lucro total das • Nome do Beneficiário;
operações;
• CNPJ da Fonte Pagadora;
• Em seguida, em Consolidação do Mês, lance o IR retido e o
impostopago no mês seguinte. • Nome da Fonte Pagadora;

E em caso de prejuízo? • Valor.

Se houver prejuízo nas operações, além de não precisar pagar IR na


data, você ganhará um crédito tributário que poderá ser usado para
abater o imposto posteriormente.

Ex: Se tiver vendido ações de uma empresa em março; em abril, você


poderá usar este crédito para pagar menos imposto (quando tiver
vendido ações com lucro).

• Dividendos: isenção de IR.

Na ficha Rendimentos Isentos e Não Tributáveis, você


deve selecionar o código 09 - Lucros e dividendos
recebidos.

CONHEÇA NOSSOS PRODUTOS

10
Fundos de
Investimento
Os fundos de investimento têm sido bastante atraentes para os
investidores que buscam por carteiras diversificadas.

Como declarar?

Na seção Bens e Direitos, eles variam conforme os seguintes códigos:

• 71 – Fundo de Curto Prazo;

• 72 – Fundo de Longo Prazo e Fundo de Investimentos em Direitos


Creditórios (FIDC) ;

• 73 – Fundo de Investimento Imobiliário ;

• 74 – Fundo de ações, fundos mútuos de privatização, fundos de


investimento em empresas emergentes, fundos de investimento em
participação e fundos de investimentos de índice de mercado;

• 79 – Outros fundos

11
Como é a cobrança de IR?

Fundos de Investimento de Longo Prazo: alíquota de 15% para


aplicações com mais de dois anos. O come-cotas também acontece
em maio e novembro com uma taxa de 15% dos ganhos acumulados.

Fundos de Investimento em Ações e Fundos Multimercado: sem


come-cotas. Ou seja, a tributação é cobrada apenas no momento do
regaste, com alíquota de 15% sobre os ganhos.

Eles devem ser declarados com o código 6 na ficha Rendimentos


Sujeitos à Tributação Exclusiva/Definitiva.

É preciso colocar o CNPJ da fonte pagadora. No campo valor, você CONHEÇA NOSSO PRODUTO
deve inserir o total de rendimentos líquidos (com IRs já descontados). FUNDOS DE INVESTIMENTOS

12
Fundos de
Responsabilidade, técnica e foco em crescer seu patrimônio

CONHEÇA NOSSO PRODUTO FUNDOS IMOBILIÁRIOS

Investimento
Imobiliário (FIIs)
Os FIIs são fundos de investimento com regras diferentes. Os Além disto, o lucro líquido é tributado em 20% e não são diferenciadas
investidores de fundos de imobiliários estão isentos de pagar imposto operações normais das operações de day trade (como acontece com
de renda. Porém, é necessário que o fundo tenha mais que 50 cotistas as ações), e uma Darf deve ser paga até o mês seguinte.
e que o investidor não detenha mais de 10% das cotas do fundo (com
papéis negociados somente na Bolsa). Para declarar FIIs, você precisa informar mês a mês todos os resultados
que obteve com a venda das cotas de seus fundos imobiliários.

Isso deve ser feito em Renda Variável – Operações Fundo de


Investimento Imobiliário.

13
Títulos Públicos e Responsabilidade, técnica e foco em crescer seu patrimônio

CONHEÇA NOSSO PRODUTO RENDA FIXA

Títulos Privados
Quem investe em Tesouro Direto, como Tesouro Selic, Tesouro IPCA
e Tesouro Prefixado, também não pode se esquecer de fazer sua
declaração no Imposto de Renda.

Neste caso, os impostos são: IOF (imposto sobre operações


financeiras) para resgate de aplicações em menos de 30 dias; e o IR
com alíquota regressiva, que depende do prazo de investimento:

• 22,5% em aplicações com prazo de até 180 dias;

• 20% em aplicações com prazo de 181 a 360 dias;

• 17,5% em aplicações com prazo de 361 a 720 dias;

• 15% em aplicações com prazo acima de 720 dias. Você deve seguir o mesmo procedimento caso tenha investido em
títulos privados como:
Como declarar?
• CDB (Credito de Depósito Bancário);
Na seção Bens e Direito, você deve selecionar o código 45 - Aplicação
de renda fixa (CDB, RDB e outros). • RDB (Recibos de Depósito Bancário);

Na parte Discriminação, você precisa colocar como mostra ao lado: • Debêntures

14
Os rendimentos devem ser lançados em Rendimentos sujeitos à tributação Isso acontece porque a sua declaração não é destinada apenas para que
exclusiva / definitiva, no item 06. Rendimentos de aplicações financeiras. o Fisco acompanhe o quanto você pagou de IR, mas também para que
haja um registro da evolução de seu patrimônio com o decorrer dos anos.
Então, você deve indicar os dados que estão no informe, relacionados à
instituição ou empresa que está pagando os rendimentos. Isto é, a evolução de seu patrimônio precisa ser coerente o rendimento de
seu trabalho. Em caso de discrepância, a Receita o chamará para explanar
os motivos.

É por isso que aplicações isentas de IR também devem ser lançadas tanto
em bens e direitos quanto em rendimentos não tributáveis.

Agora voltamos à parte prática!

COMO DECLARAR?

Poupança

Na seção Bens e Direitos, com o código 41 – Caderneta de poupança,


declare sua posição até 31/12 colocando, na Discriminação, o CNPJ
do banco que estiver no seu informe.

Investimentos isentos de IR

• Poupança LCI, LCA e debêntures incentivadas

• LCA Para declarar seus investimentos em LCI, LCA e/ou em debêntures


incentivadas, você tem que colocar o código 45 – Aplicação de renda
• LCI fixa (CDB, RDB e outros) e, depois, em Rendimentos Isentos e não
Tributáveis, no item 26 (Outros), deve cadastrar os dados necessários
• Debêntures incentivadas como CNPJ , nome da fonte pagadora e valor, para declarar sua isenção.

Antes de falar em isenção, é importante que você entenda a


obrigatoriedade de declarar os seus investimentos mesmo que não
haja incidência de imposto de IR.

15
CONSIDERAÇÕES
Com este e-book, a Eleven mostra que com organização e informação, a sua
declaração de investimentos no imposto de renda não precisa ser um bicho
de sete cabeças. Ou seja, você mesmo pode fazer a sua própria declaração,
basta ter seus informes de rendimentos em mãos e o programa da Receita
Federal instalado.

Alerta

Como você sabe, sonegar impostos é crime e infração administrativa grave,


punida com detenção e aplicação de multa salgada (além da cobrança
do imposto atualizado). A cada ano, o governo aprimora seus processos,
tornando-os cada vez mais ágeis e eficientes na hora de cruzar dados. Assim,
é preciso muito cuidado e atenção na hora de preencher suas informações.
Cadastre-se para receber mais
conteúdos gratuitos como este

QUERO RECEBER

16
GOSTOU
DESTE A Eleven é uma casa
E-BOOK? completa de análises
econômicas e financeiras,
baseada nos pilares
Compartilhe então com seus colegas e amigos! da independência e do
Dividir este tipo de informação traz benefícios a todos! profundo compromisso
Aproveite também para conhecer as soluções da com a técnica!
Eleven, uma casa de análises financeiras independente
que produz e entrega os mais diversos tipos de
recomendações de investimento.

Não importa qual é o seu estilo de investir, com certeza, CONHEÇA NOSSOS PRODUTOS
a Eleven tem um produto que combina com você!

17